Proncovô, nhô Tim?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

    inhotim400.jpg

- Oncotô?

- Cê tá na frente do computador, uai.

- Concossô?

- Cê é curioso, que eu sei.

- Proncovô?

- Pro blog da Meilin, pra ver o que ela escreveu sobre o centro de arte contemporânea de Inhotim. E pra parar de ficar falando que nem mineiro de novela, sô!

inhotim450.jpg

111 comentários

Guilherme Lopes

Ou então ele foi tirar uma foto (pulando)...

Veja isto: www.pulandoeviajando.com

Hehe...

; )

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Atrasada no censo:

nasci em Manaus, morei no Rio, estudei em Vero Beach na Florida e depois em Atlanta, arrumei um belga, casei mudei pra Bélgica onde eu moro agora, mas no fundo eu me sinto baiana !

Eunice
EunicePermalinkResponder

Majô, não se preocupe, que sei que vc não quis ofender; aliás, disse isso no post anterior. É que às vezes, o que não parece ofensivo a quem diz, parece a quem ouve. ""Ritmos diferentes", "relação diferente com o tempo", isso tudo, sim, que as heranças culturais são diferentes. Mas é que daí, muitos apelam para o "preguiçoso". Outro dia, o Ministro da Defesa, em uma solenidade aqui, na presença do vice-governador, disse que baiano não gostava de trabalhar, e não teve ninguém no plenário para respondê-lo, como devia. Seria um milagre que a quarta economia do país viscejasse em um estado de "preguiçosos". Trabalhamos muito. Outro dia, lendo umas cartas de uma poeta americana que viveu no Rio de Janeiro ( Elizabeth Bishop ) para seu editor norte-americano, vi que ela descrevia o brasileiro ( no caso, o carioca ) como preguiçoso. Um dos exemplos que apresentava era uma foto de Manuel Bandeira ( pernambucano, mas radicado no Rio ) deitado em uma rede...Ou seja, tudo depende do olho de quem vê. Além do que, viajar é para ver e comviver com a diferença. O melhor lugar para quem gosta do igual a si, é em casa, com os seus. Não me leve a mal. Beijos prara vc.

Eunice
EunicePermalinkResponder

"coNviver"

Adriane
AdrianePermalinkResponder

Dani G., quer uma cocada baianinha pra matar saudade? Em Dezembro eu levo procê.

Estarei em Brugges entre o Natal e o Reveillón.... wink

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Adriane, ôxe vai dar desencontro ! Vou passar dezembro em Manaus tomando tacaca e dando papinha de açai pro Gabs. Volto dia 2 de janeiro, se vc quiser esperar, ta convidada pra um café com waffels aqui em casa !!! smile

Adriane
AdrianePermalinkResponder

Dani G, mais um desencontro...

Volto pro Brasil dia 04/01. Dia 03, saio de Amstedam pra Frankfurt. Ainda não sei que meio de transporte vou usar, mas acho difícil uma conexão em Bruxelas... e vai ser bem em cima do seu retorno também!

Bom, pelo menos vc vai estar se fartando com cupuaçus (ai, adoro os bombons...) em Manaus...

Majô
MajôPermalinkResponder

Eunice, você sabe que há muuuitos anos, uma amiguinha de minha sobrinha que estava no sítio de meu irmão em São Paulo, perguntou se no Rio depois de 4 da tarde ia todo mundo para praia, é o que contavam a ela !!!
beijo grande conterrânea wink

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Ô, Riq, ô Sylvia, não ralhem assim comigo não, essa viagem saiu às pressas, e eu nem tinha certeza se daria pra viajar, fechei tudo em uma semana, o passaporte do namorado só ficou pronto na véspera de embarcar, e eu já sabia que ficaria submersa a maior parte do tempo. Mas vou me redimir num post lá na frente (que eu só espiei rapidinho) wink

Guilherme Lopes

Purish,

Você não viu os fusquinhas no Inhotim porque eles estavam em uma oficina, onde estavam sendo restaurados...

Ontem eles deram uma volta por BH e retornaram para o CACI.

O artista Jarbas Lopes, responsável pela obra, estará hoje lá no Museu, onde as intervenções continuam hoje e terminam em uma roda de samba, onde todos são bem-vindos...

; )

Jorge Acácio
Jorge AcácioPermalinkResponder

Inhotim é tão lindo e cult que embriaga.

Inhotim é a própria alegria de estar vivo neste planeta!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar