Fui!

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

             janelamoreno300.jpg

Agora, sim. Depois de quase 72 horas trabalhando em Buenos Aires, tenho agora 48 horas de trabalho em Buenos Aires. Se é que você me entende.

shock

48 comentários

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

PARABÉNS RIQ !!
Nada dá mais satisfação do que terminar um trabalho e começar outro grin

Rodrigo Purisch

E com Sol!

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Ufa!!! Manda um pouco de trabalho aqui pra Europa!!!

Rsrsrsrsrs!!!!

Aguém precisando de imagens, coberturas fotograficas, etc... Rsrsrsrsrs!!

Gente o frio chegou por aqui junto com uma tempestade ontem a tarde!

Abraços a todos!!

Oldemar
OldemarPermalinkResponder

Nada melhor que um trabalho após o outro!!!

Eduardo Luz
Eduardo LuzPermalinkResponder

Eu acho que este trabalho é o melhor de todos !

Daniela Siqueira

E você ainda está em Buenos Aires! wink

Crianças,
Vou andar meio sumida - lá vou eu viajar pra sentir o frio que o Márcio e a Dani G. anunciaram (antes do calorão do Sudeste Asiático). Ruim, né? (que nem o Riq). Aproveito pra agradecer a todo mundo por ajudar - muito - a programar a viagem. Especialmente à Sylvia, que sabe tudo da Tailândia (e Camboja, e o resto do mundo...); ao Arnaldo, que fez toda a viagem a Dubai antes, pra gente copiar; e, lógico, ao Riq que fez a viagem ao Japão numa RTW parecer altamente interessante, e começou toda a história dessa viagem. E a tanta gente que deu palpite, super bem-vindos! Prometo que tento pagar o copyright depois mrgreen

Daniela Siqueira

Esqueci de escrever que nem o Riq:

Fui! mrgreen

Ricardo Freire

Boa viagem, Dani! Queremos relatório completo!

E se quiser mandar uns boletinzinhos do caminho... não se acanhe
mrgreen
mrgreen
mrgreen

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Uma excelente viagem Dani !
Estaremos aqui todos os dias esperando uma noticia diretamente do front.
Divirtam-se !!!
( lembra de fazer uma reverencia por mim no Ta Prohm )

Carla
CarlaPermalinkResponder

Dani, boa viagem, aproveite muito, muito, muito!!! E depois conta tudinho, porque vamos ficar bem curiosos... wink

Fabio Nitschke Gomes

Riq, 'proveita bem! wink

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Daniiiii boa viagem e muitas fotos !!!!!! smile

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Riq, e vc que há algum tempo tinha dito que teria que descolar umas milhas para voltar a BsAs porque a trabalho talvez não conseguisse... lol Espertinho.... bom trabalho por aí!

Dani, ótima viagem!!!

Cláudia Holder

Povo, não consegui ir à TAM trocar meus pontos, porque a empresa fez uma promoção de passagens e não deu nem pra falar com algum atendente. Mas tenho uma pergunta nova: alguém sabe se lá pelo ABC aparecem muitas "caravelas", "águas-vivas" e coisas do gênero?

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Em algumas praias sim , e mais em CB .
A principio splash- shoe são suficientes para os espinhos smile

Elisa
ElisaPermalinkResponder

Fábio, obrigadão pelas dicas que vc deixou prá mim lá no "seu post" de Búzios. Essa viagem está prometendo... Ontem fiz a pré-reserva na Vila D'leste, para amanhã tranferir a "confirmação" ou seja o dindin.

Julio
JulioPermalinkResponder

Pra mim, a melhor província argentina é Armação de Búzios.
Para quem não acredita, aqui estão Dez Bons Motivos para visitar Búzios:
http://www.brasilazul.com.br/buziosbrasilazulindica10motivos.asp

Rodrigo Purisch

Dani,

Boa viagem e traga muitas fotos!

Riq

Bloggar dentro de uma RTW não deve ser fácil. Quando ela começar a dominr uma cidade, já é hora de partir para a próxima...

oldemar
oldemarPermalinkResponder

Ricardo,

Num post sobre Buenos Aires você disse o seguinte:

"Da próxima vez que eu for a Bzaires eu juro que vou trocar dinheiro de todas as maneiras possíveis, pra chegar à conclusão absolutamente científica sobre o melhor câmbio.

Mas desconfio que tenhas razão, sim, Sylvia. Comprar dólar pra levar pra Argentina deve ser burrada."

Você chegou a uma conclusão?

Abraço!

Caio
CaioPermalinkResponder

Riq, eu li aqui (a algumas semanas) uma resposta (acho que para o Gira) que vc faz uma paralelo de POA e SP.
Mas não acho isso. Posso plagiar??? Mas não acho!!!!
Vc dizia. Oscar Freire = ????
Mercado = ?????
Abs

Ricardo Freire

Rodrigo, eu não tava pedindo pra pobrezinha bloooogaaaar, coitada. Mas se passar num cyber e mandar um recadinho de vez em quando a gente vai ficar feliz, né?
mrgreen

Ricardo Freire

Oldemar, tenho só as primeiras conclusões. As definitivas vão sair no começo do mês, quando vier a fatura do meu cartão com o câmbio das compras e dos saques em ATM.

Por enquanto (e vou fazer um post no início da semana sobre isso), comprar dólar só vale a pena se você conseguir comprar no dólar-turismo (aquele que exige registro do CPF). Se comprar dólar no paralelo, é prejuízo.

Trazer real também só vale a pena se o câmbio for feito no Banco de la Nación do aeroporto (à direita do desembarque). O resutado é um pentelhésimo inferior ao do dólar-turismo (mas bem superior ao dólar paralelo). Mas não é bom trocar reais em casa de câmbio do centro -- a cotação é ridícula. Quando fizer o post eu trago os números e as contas.

Ricardo Freire

Caio,
Oscar Freire = Padre Chagas (Passarela da Fama)
Ibirapuera = Parcão
Recoleta = Moinhos de Vento
Shopping Higienópolis = Shopping Moinhos

SandraM
SandraMPermalinkResponder

Riq,
Aproveite bem a viagem e por favor, não se esqueça de tomar um helado de dulce de leche flocado em Puerto Madero por nós, si?
Eu ia pedir uma ida ao Cabana las lilas, mas aí já é abuso, né??
rs
Bjs, bjs

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Riq, só tem um probleminha: eu nunca consegui comprar pesos aqui.
Nunca tem, vai chegar, quem sabe a tarde, nessa loja não vendemos e mais uma infinidade de justificativas e desculpas.

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq, pra manter você atualizado. Ontem saiu no caderno Ela do Globo, uma página sobre os hotéis brasileiros escolhidos pelo Condé Nast Johansens para constar do guia 2008. Na lista dos 34 + no Brasil, a que encabeça a lista é a Pousada do Toque, o Fazenda São Franciso em Corumbau, Txai, Estrela d'Água, Nanai, Casas Brancas, Porto Bay e Pérola, em Búzios, Parador Santarém e Solar do Império em Petrópolis, oHotel Marina All Suites no Rio, Estalagem St. Hubertus e Kurotel, em Gramado, Toca da Coruja, Ponta dos Ganchos, Pousada do Engenho, Frontenac, Campos de Jordão, Solar da Ponte em Tiradentes, Unique em São Paulo e outros.
E mais, o Andrew Warren e Lesley O'Malley, editores do guia prevêem o fim da era Starck.

Cledson
CledsonPermalinkResponder

Xiii... Quando vai ser publicado o resultado deste trabalho? Estou indo para Buenos Aires semana que vem!

Carlos Vida
Carlos VidaPermalinkResponder

At. Sr. Freire
Bom Dia!!

Só para ir pensando!!

No 'Estadão' de hoje. Imperdível!

Cena de aeroporto em 2014

UGO GIORGETTI

Estamos em 2014.

O senhor Hans Reutberger- Sieblinsky está parado no meio do aeroporto de Guarulhos, perplexo. Ele é o chefe da delegação de um pequeno, porém tradicionalíssimo, país europeu, que tinha, no último minuto, obtido classificação para a Copa no Brasil. Depois de 13 horas de vôo e esperar por um tempo a seu ver intolerável para sair da alfândega com as malas e material esportivo, o senhor Sieblinsky estava realmente confuso. Olhava para o monte de passagens aéreas em suas mãos com o nome da empresa brasileira que faria a conexão de seu vôo com Belo Horizonte.

Certamente herr Sieblinsky estava entendendo mal o que lhe diziam. Afinal seu inglês não era grande coisa. O do seu interlocutor brasileiro, infelizmente, não era melhor. O fato é que tinha conseguido entender que a companhia aérea na qual sua delegação deveria embarcar tinha encerrado as atividades. Fechado. Closed down. Kaput. Como seria possível uma coisa dessas?! Ontem mesmo tinha falado com a companhia! Ela não só existia como confirmou o vôo!

Mas realmente não havia ninguém atrás do balcão da empresa. Nobody. Personne. Procurou imediatamente entrar em contato com o embaixador de seu país no Brasil. Uma gravação em português respondeu: "Esse número não existe."

Depois de ouvir com toda a atenção por três vezes a mesma mensagem, resolveu ligar para o cônsul, em São Paulo. Ao receber uma resposta em sua língua nativa, quase foi às lágrimas de alegria. Mas apenas por um momento. Logo depois o cônsul em pessoa o informou que sim, não só era possível empresas de aviação no Brasil quebrarem da noite para o dia, como a sua realmente quebrara. Olhando desnorteado para as inúteis passagens o sr. Sieblinsky arriscou: "Bem, podemos ir de trem." Julgou ouvir uma risada abafada do outro lado e soube que no Brasil há muito tempo não há trens. Pelo menos o que um europeu considera trem.

Já apreensivo, ao ver seus jogadores e a Comissão Técnica se amontoando no chão do aeroporto lotado, o homem teve forças para dizer: "Ônibus, então?" Ônibus, muito bem, vamos verificar. Horas depois, o cônsul ligou de volta, e para surpresa do sr. Sieblinsky, com voz natural, de quem está no Brasil há vários anos, declarou: ônibus também não dá. Haverá grande reunião de evangélicos em BH, onde são esperados 5 milhões de fiéis. Não há passagens.

Pelo som que o pobre sr. Sieblinsky emitiu pelo telefone, o cônsul percebeu que sua presença era requerida no aeroporto. Antes, porém, resolveu avisar: não tinha a menor idéia de quando ia chegar em Guarulhos, porque ameaçava chover e a Marginal ia virar um inferno. Além disso, o mecânico que tinha prometido entregar o carro do consulado "o mais tardar lá pelo meio-dia" não estava respondendo aos insistentes telefonemas. Ao desligar, uma coisa continuou intrigando o cônsul: por que herr Sieblinsky tinha reservado vôo para Belo Horizonte? Será que ele não sabia que a sede dos jogos do seu país tinha sido transferida, no último instante, para Goiás? Ninguém avisou? No fim o cônsul mandou chamar um táxi especial e saiu rumo à Marginal, soltando palavrões em sua língua nativa.

Na mesma noite foi ouvido o seguinte diálogo entre dois garis do aeroporto:

-Você viu o gringo que pirou no meio do saguão?

- Que time que era?

- Sei lá, Itália, eu acho.

BRAZIL!! ZIL ZIL!!

Um grande abraço....
Carlos

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

off topic:

Dica do pato economico!

Boa promoção de pousada. Este fim de semana fomos para o litoral. A pousada que gostamos o Thie Sahi, fez o favor de reajustar suas diárias de 160 para 250 Reais, sem negociação....Mas, como tudo se resolve, na praia seguinte achamos uma pousada recem inaugurada, em promoção: Hotel Camburi Praia, www.hotelcamburipraia.com.br tel 12 3865.1711, com diarias de 100 Reais, com late check out no domingo. O hotel é novo, fica perto da praia ( embora a praia do camburi, por ser brava, é desrecomendada para crianças pequenas) , tem um bom café, uma piscina pequena porem agradável,e SEM pagode tocando alto. A decoração é um pouco brega, mas nada que invalide a realção custo beneficio. É bom ligar para ver até quando vai este preço, que segundo o dono, é para baixa temporada, ou fim de semana com pouco movimento. Considerando o preço de 200 a 300 reais, que as outras pousadas cobram, e muitas vezes empurrando duas diárias, mesmo quando não precisamos, ou não podemos utiliza-las, vale a pena.

Mirella
MirellaPermalinkResponder

Nossa que delícia... adorei a blogagem estilo Coras, mas deixou todo mundo curioso, né?
Nem estou morrendo de inveja (dessa vez), pois acabei de chegar de um final de semana 100% em Barcelona... tempo lindo e lugar mais lindo ainda!
Depois conta da viagem pra gente!
[]s

Ricardo Freire

Mô, não precisa comprar pesos no Brasil, não. A agência do Banco de la Nación abre 24 horas, 7 dias por semana, incluindo Natal e Réveillon.

A cotação para reais lá é ótima. A das casas de câmbio do centro é que é ruim.

Eu continuo desconfiando que a melhor cotação de todas é que a gente consegue quando tira pesos do caixa automático, mas só saberei disso no fim do mês (as minhas retiradas "de conta corrente", no Personnalité, só vêm na conta co cartão de crédito, não me pergunte por quê).

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Riq

Pelo que eu sei a melhor cotação e a do Banco de la Nacion, que pode ser no aeroporto mesmo.

O que se deve evitar é a cada de cambio particular logo na chegada, e para se ter uma ideia da taxa do dia, deve-se olhar no jornal local, no site clarin.com , que tem cotações no campo direito, em baixo, hoje está 3.12 e 3.15 para o dolar,e 1.67 e 1.78 para o Real.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Riq , retirar pesos no caixa automatico pode ser bom sim , mas não
ví nenhuma vantagem significativa entre essa operação e trocar reais
na chegada no Banco da Nacion .
Fui conferir a conta do cartão de credito , com o dolar baixando dia a dia,
mais os creditos que recebi do cartão no mes posterior e fechou nos centavos com o que recebi trocando reais no aeroporto.
Conclusão : foi mais negocio usar cartão já que agrega pontos no fidelidade .
Mas isso muda todo dia .. cambio é assim , e como é impossivel adivinhar
o que vai acontecer continuo achando que trocar reais por pesos na chegada é uma opção segura já que sabemos exatamente o valor smile

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Riq, eu troquei dolar lá no aeroporto também. Realmente foi o melhor que peguei em BsAs.
Também troquei na Recoleta - péssimo e no Banco na Galerias Pacifico - bom, igual ao aeroporto.
O cartão de crédito que usei, dei sorte, porque o dólar baixava e cheguei a pagar com vantagem de quase 10%.
Mas, eu posso falar francamente? lol Eu nunca viajo e nem gasto milhares de dólares então, a diferença é tão pequena que às vezes nem paga o taxi, sabe? lol
É que nem posto de gasolina aqui. Tem um que é R$0,10 mais barato, mas eu vou ter que andar 8 km no trânsito engarrafado o que já come toda a diferença que eu ganharia. grin

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Mo

Um câmbio bem feito pode representar uma diferença de até 15 % nos gastos, vale a pena planejar.... E, especialmente na Argentina, muitas lojas e hoteis dao desconto para pagamento em pesos, ou melhor ainda direito em dólares.

Ricardo Freire

Estamos todos de acordo, povo.

O que estou fazendo é compilar os valores de todas as operações realizadas num mesmo período. Vai servir como polaróide.

O primeiro post buenairense vai ser sobre os resultados parciais da pesquisa.

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Riq, vou adorar e usar todas suas dicas, e tenho certeza que será extremamente útil para todos nós, Vibanas ou não! smile

Ernesto, francamente eu não nunca ganhei desconto nenhum na Argentina, em real, dolar, de qualquer maneira... sad

Acho bacana lá o Tax Free, mas preciso me organizar para isso. Porque tem que ter as notas separadas e a mercadoria também, ou seja, na mala despachada nem pensar. E tem que ser fabricado lá...claro.

Agora, em Santiago sim, ao efeturar o pagamento das despesas do hotel em dólares, me deram acho que 18%.

Ricardo Freire

Desconto em pesos eu não vi não... eu sei que há hotéis que têm preços diferentes -- bem mais em conta -- para cidadãos argentinos.

Nas lojas, o que me contaram (estava ralando enquanto o povo saía às compras) é que existem as que fazem câmbio melhor (3,20, contra os 3,12 que a gente consegue no Banco de la Nación) para compras pagas em dólar (para elas é melhor do que pagar a taxa que os cartões cobram dos lojistas). Mas daí já entramos na esfera do cada-caso-é-um-caso e do talento de negociador de cada um.

SandraM
SandraMPermalinkResponder

Mô Gribel:

Não tenho certeza se vc está em SP. Eu moro aqui e apesar de alguma dificuldade, consegui comprar os pesos argentinos.
Tb não gasto milhares de dólares em Bue(ou em qq outro lugar. rs) e sinceramente, não tenho a capacidade q nosso comandante tem de ficar analisando qual a melhor opção.
Prefiro a facilidade de não ficar correndo atrás de câmbio ou ficar perdendo tempo (precioso) de viagem com esta questão.
Sempre levo um pouco de dinheiro na moeda local do país visitado e para valores maiores o meu bom e velho cartão de crédito. (O sem chip, né? pq o outro, o moderno, o de limite alto, o de agência chique só me deixa na mão. rs)
SE tiver em SP te passo a loja.
Bjs a todos,

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Mo

pechinche:"hay descuento para pago en contado?"

Andrea Santiago

Olá Rick, q bom saber q vcs estão na argentina... mande beijos...
Fiquei curiosa sobre os restaurantes vegetarianos em Buenos Aires... isso não é uma piada, vc conhece algum??
Achei estes endereços se estiver por perto de algum deles, quem sabe pode ter uma experiência interessante... ou extravagante, sei lá... rsrs vc sabe q não é só de churrasco q vive um Argentino ou um Gaúcho... ou será??!!

bj amo vcs

Bhaktivedanta Food
Andonaegui 2054 - Villa Urquiza
Tel: 4523-4232

Buen Gusto
Blanco Encalada 2722 - Belgrano
Tel 4788-3023

Gopal
Av. Mitre 920 - San Miguel Provincia de Buenos Aires
Tel: 4667-3195

Granix
Florida 165 (1o.) - Microcentro
Tel: 4343-4020

La Esquina de Flores
Medrano 632 - Almagro
Tel: 4866-2258

La Esquina de Flores
Av. Córdoba 1587 - Centro
Tel: 4813-3630

Lotos
Av. Córdoba 1577 Centro
Tel: 4814-4553/52

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Oi, Sandra, eu tô em Sampa sim.
Cansei de bater pernas nas casas de câmbio dos shoppings e de GRU, sempre em vão... sad
Então aceito a dica sim, obrigada! smile
Ernesto, farei isso!!!! grin

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Andrea:
Olha a avaliação dos clientes de cada um dos retaurantes em
http://www.guiaoleo.com.ar/

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Ichi Andrea ! Tem moontes de restaurantes vegetarianos , olha só :
http://www.vegetarianismo.com.br/guia/guia-argentina.html

Aqui tem um ótimo depoimento de uma moradora gaucha :
http://cafeconmedialunas.blogspot.com/
( rola só um poquinho e já vais encontrar : Prato Verde grin )

E aqui uma recomendação:
http://www.guiaoleo.com.ar/detail.php?ID=2644

SandraM
SandraMPermalinkResponder

Mô Gribel: www.cotacao.com.br
Boa sorte!

Andrea Santiago

Oi Sylvia, OBRIGADO!
O que escrevi foi mais a titulo de provocação com o Rick... mas de qualquer forma valeu anotei tudinho... sou vegetariana e estas informações são valiosas...

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Eu entendi Andrea, mas como havia procurado esta info para uma amiga no dia anterior aproveitei o gancho wink

Carla2
Carla2PermalinkResponder

Estive em BsAs em setembro, e em algumas lojas havia até uma plaquinha na vitrine anunciando o desconto para pagamento em "contado". E eu sempre perguntava se havia desconto e consegui em várias delas. Também consegui comprar uma jaqueta de couro em dolar com um cambio muito bom.
Mô, minha prima levou pesos daqui, mas o cambio foi pior que o cambio que eu consegui 2 dias depois lá no Banco de la Nacion no aeroporto.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar