Argentina e Chile: na dúvida, não viaje

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

À medida que a epidemia de gripe suína vai tomando força no Cone Sul, uma outra, muito pior, se impõe: a epidemia de paranóia.

A disseminação da gripe -- de sintomas parecidos e periculosidade idêntica à da gripe comum, apenas mais contagiosa -- não está fazendo com que a doença se banalize; pelo contrário, o bicho parece cada vez mais feio. As manchetes não seriam diferentes se, em vez de gripe, falassem de Ebola.

Como escrevi hoje na minha página do Estadão, neste momento não dá para tentar demover ninguém da intenção de cancelar uma viagem ao Chile ou à Argentina.

Caso, porém, você esteja em busca de razões para manter a viagem, eu poderia dizer que a imensa maioria dos que viajam voltam sãos; que o estigma é infinitamente desproporcional à periculosidade (baixa) da doença; e que daqui a um mês é muito provável que a gente possa se gripar em casa mesmo, sem precisar viajar.

Se você resolver mesmo viajar, vá com espírito de aventura, sabendo que vai ter histórias para contar. (Desde "eu fui à Argentina no auge da gripe suína e não aconteceu nada, haha" até "eita,  inventei de ir à Argentina em plena gripe suína e passei cada perrengue na volta...")

Ouvi no rádio que hoje à tarde houve PÂNICO no vôo do Corinthians a Porto Alegre porque havia um passageiro gripado no avião -- com boato de que tinha estado em Buenos Aires.

Infelizmente a paranóia venceu.

120 comentários

Andressa Fabris

Riq, tenho uma coisa a dizer: "Estive em Orlando no auge da gripe suína e não aconteceu nada.hahaha". Ou melhor, aconteceu sim. Eu (grávida), meu marido e minha filha de 06 anos nos divertimos muuuuito. Bj

Zé
PermalinkResponder

Aqui nos EUA, apesar do grande número de casos, a gripe suína desapareceu dos noticiários já faz um tempinho. No entanto, nos bastidores, as otoridades não param, tenho certeza. Estão se preparando para o pior, quando o outono chegar e os estudantes voltarem às aulas. Para se ter uma idéia, a universiade onde trabalho já está prontinha para que os professores possam dar aulas de suas casas, via net, caso seja necessário fechar as portas por causa da gripe. Chegou ao ponto de eu receber emails sugerindo marcas e modelos de computadores que se adaptam melhor à rede da universidade caso eu esteja pensando em comprar um computador novo para trabalhar de casa. Organizados, não? grin

Andre Galhardo

"O medo é o sentimento mais fácil de ser transmitido"
Infelizmente não lembro o autor frase... mas faz todo o sentido.

Ale
AlePermalinkResponder

A midia precisa de algo para estar nas manchetes, pensei que a morte do MJ daria uma aliviada na gripe, mas aí o cara do RS resolveu morrer, não tem jeito, impossível demover alguem q queria cancelar uma viagem neste momento. Acho uma bobagem, porém, temos q respeitar. Pior é a CVC q ta cobrando multas pesadissimas dos que estao cancelando a ida em julho para Bariloche, mesmo que no contrato de viagem o valor devesse ser bem menor, dizem estar amparados pelo Procon porque pagaram os fornecedores já, porem tem casos em q falta ainda 1 mes para a viagem...enfim, alguem tem q perder, neste caso é o consumidor

Magrineli
MagrineliPermalinkResponder

Como eu já tinha dito Riq, minha irmã tá com passagem comprada. Por ela até domingo tava tudo certo, mas imagino q meus pais devem estar deixando ela louca para q não vá...

ricardo
ricardoPermalinkResponder

sera q eu sou muito louco mesmo ? ainda estou disposto a embarcar daqui 8 dias pra BsAs.

Ricardo Freire

É que agora quem não é paranóico é louco, xará. Eu iria também.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Eu iria também. Aliás, um dos meus maiores estímulos para entregar a tese no prazo certinho, sem atrasar nem 1 dia, é tentar passar uma semaninha em Bs.As. no início de agosto, antes do próximo período letivo - e eu não sou masoquista...

Agora, claro, precaução nunca fez mal a ninguém - para mim, isso significa caprichar na higiene, lavar as mãos o tempo todo, passar aquele gelzinho antisséptico direto, principalmente depois de lidar com dinheiro, tocar corrimãos ou qualquer outra superfície "pública" e nunca levar mãos sujas ao nariz, à boca ou aos olhos. Acho mais importante fazer isso do que ficar usando essa máscara que dizem que não adianta nada. Comecei a prestar bastante atenção a esses hábitos porque eu estava nos EUA quando começou a onda da gripe suína, e acompanhada de uma amiga grávida! Procurei manter a disciplina aqui, e passei o outono inteirinho impune, nem uma gripezinha. Não sei se a eficácia desses hábitos é 100% garantida cientificamente, e é claro que não "blindam" uma pessoa contra o vírus, mas que ajudam a prevenir não apenas essa, mas várias outras doenças, sem dúvida ajudam... wink

ana beatriz
ana beatrizPermalinkResponder

gente, estou c passagem marcada pra dia 8 (daki ha 4 dias). tenho acompanhado as noticias hora a hora, em tempo real, mas curiosa como sou, decidi tbm fazer contato c alguns argentinos (vou pra buenos aires). qual foi a minha surpresa qdo TODOS os q falei de lá me aconselharam prA NAO cancelar aviajem. pois é! minha familia simplesmente está me enchendo o saco, apesar de eu estar tranquila (porem consciente) estou mais perturbada com eles do que c a possibilidade de me gripar, sinceramente. nao pretendo cancelar a minha viajem (tanto q nao cancelei nada ate agora) mas ta brabo aguentar a pressao pois essas ferias significam muito pra mim. o problema eh q as estatisticas NAO mostram a qtdade de pessoas q foram pra argentina e NAO se griparam... ai é injusto, né!? quem puder me mandar email me passando informações, fico agradecida. biautopia@gmail.com. obrigada!

Ricardo Freire

É exatamente isso que eu tenho falado desde o início, Ana.

A histeria das pessoas por aqui com essa gripe é absurda, e é essa histeria que torna a gripe algo não perigoso, mas incômodo. Mais do que pegar gripe, a gente está exposto à paranóia. E no momento em que você pega a paranóia, ela não tem cura.

Na minha escala de valores, nesse caso específico da gripe "dúvida" = "paranóia". Na paranóia, não viaje...

Todos os dias procuro nos jornais brasileiros depoimentos de correspondentes que falem na primeira pessoa de sua rotina em Buenos Aires e no Chile. De como está a vida das pessoas. Não sai nada.

Tudo o que aparece são declarações de autoridades, medidas propostas por autoridades, estatísticas. Tudo fica maior, mais grave -- e mais paranóico.

Infelizmente, a histeria só vai diminuir quando a gripe chegar forte por aqui também (já está chegando) e as pessoas perceberem que é apenas uma gripe, igual às que a gente pega todo ano.

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Eu vou pros EUA em julho de todo jeito, e se pegar a gripe, passo uns dias de cama, fazer o quê? Eu trabalhando no hospital tenho mil vezes mais chances de pegar a gripe do que numa viagem de férias.

Leila Azevedo
Leila AzevedoPermalinkResponder

Acabei de voltar de viagem, estive na China, na Holanda e na Bélgica e tirando o desembarque na China qdo tivemos que encher um formulário dizendo onde poderíamos ser encontrados e o fato de termos tirada a temperatura ainda no avião, não vi nenhum alarme sobre a gripe. Qdo cheguei aqui no trabalho é que as pessoas vieram com neurose dizendo que eu deveria usar máscara para não contaminar ninguém.

Danielle Castro

Estou com viagem para Bariloche na primeira semana de Agosto. Ainda não penso em cancelar... tomara que até lá o sensacionalismo tenha melhorado e fique só as medidas práticas e úteis no combate a essa gripe.

GIVANILDO
GIVANILDOPermalinkResponder

Ninguem merece

Carla2
Carla2PermalinkResponder

Já que o assunto é Chile e Argentina, alguém sabe se setembro ainda dá para esquiar no Chile?

Carla
CarlaPermalinkResponder

Varia de ano pra ano, Carlinha, não é garantido. Se o inverno tiver sido rigoroso, com bastante neve, dá sim. Se não, pode até ainda haver neve, mas talvez não seja mais própria para esquiar.

Carla2
Carla2PermalinkResponder

Intjindi. Mas também p/ o que eu esquio.... bom, vamos ver até lá o que rola. Thanks!

Elder
ElderPermalinkResponder

Meu depoimento: estou gripado.

Nada a ver com porcos. É uma gripe comum, mas já senti a paranóia que começa a se instalar. Um colega de trabalho chegou a quase implorar para que eu fosse ao médico! Daqui a pouco vou pedir proteção a algum órgão pró-minorias. No caso, minorias gripadas.

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Elder, se anime daquia pouco vc vai ser maioria. Tem tanta gente gripada com esse clima, que a maioria das pessoas passa o inverno gripada.

Luciana Ferreira

Nem loucos, nem nóicos. Só somos, entre irmãos, filhos, cunhados, 7 pessoas, entre 7 e 60 anos, indo pro Chile animados prá muita diversão. Na volta eu conto.

ricardo
ricardoPermalinkResponder

no final da consulta com minha dentista hj, comentando sobre ir a BsAs, ela fez questao de me presentear com uma mascara super poderosa "bico de pato".

Eduardo Luz
Eduardo LuzPermalinkResponder

Tem mais uma coisa que eu ainda não consegui entender ( nem mesmo neste caso do gaúcho): como é que se morre de gripe suína ?? Qual é a evolução e quando que o caso do que parece uma gripe normal, evolui? Como se morre de gripe normal?

Ricardo Freire

Evoluindo para pneumonia, Edu. Não se morre de "gripe comum" porque a causa sempre é "pneumonia". Segundo um infectologista do Butantan citado em outro post, morrem anualmente 750 pessoas no Brasil de gripe sazonal.

Falando nela, a gripe sazonal comum, não é raro a gente viajar para um lugar de frio e voltar gripado. O agravante de agora é que tem paranóia, histeria e circo.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Um fato que, na minha opinião, é preciso reforçar, é que o rapaz que morreu só procurou ajuda médica depois de 5 dias, quando os remédios já não fazem mais efeito. Ou seja, não importa se a gripe é comum, suína, aviária, o que for - se a pessoa está se sentindo mal, deve consultar um médico para se tratar direito.

Maryanne hotelcaliforniablog.wordpress.com

Oi Ric, minha irma cancelou a viagem dela pra esquiar no Chile com 2 criancas, depois de falar com 3 medicos diferentes, que disseram pra cancelar. Agora nao faz ideia da onde ir com 2 meninas de 9 anos que estao esperando uma coisa legal e diferente pras ferias. Sugestoes?

Ricardo Freire

Bonito, Foz, Gramado, Lençóis Maranhenses, Curaçao.

Anamaria
AnamariaPermalinkResponder

Na onde de inverno em Chile e Argentina, eu substituiria por Foz, porque tem parques lindos e dá pra trazer muitos vinhos na mala, sem falar de algum cacareco eletrônico... E as crianças vão adorar ver os quatis!
Aliás, é para lá que irei caso desista de ir nesta sexta para BAires, mas aida estou na dúvida. A questão é, como poderei relaxar e fazer turismo em uma cidade que está em estado de emergência sanitária?

Anamaria
AnamariaPermalinkResponder

ops, quis dizer "na onda"...

Ricardo Freire

Por enquanto -- por enquanto -- não há nada fechado, Anamaria. Só as escolas aproveitaram para antecipar as férias.

André
AndréPermalinkResponder

Impressionate. Será que esse furor todo é pra desviar o foco da crise no Senado? Ou da CPI da Petrobrás?

Nunca vi tanta marola por causa de uma gripe! Eu fico gripado todo ano... mesmo tomando a vacina.

Já vi que esse ano vai ser a maior nóia. Vou aproveitar para enforcar uns 4 ou 5 dias de trabalho... quem sabe até dá pra viajar e levar minha gripe para algum lugar ainda virgem?

Jeguiando destaca em 1 de julho de 2009 :: Jeguiando

[...] Argentina e Chile: na dúvida, não viaje – Se você resolver mesmo viajar, vá com espírito de aventura, sabendo que vai ter histórias para contar. (Desde “eu fui à Argentina no auge da gripe suína e não aconteceu nada, haha” até “eita, inventei de ir à Argentina em plena gripe suína e passei cada perrengue na volta…&rdquowink [...]

Majô
MajôPermalinkResponder

Eu tomo vitamina C, diariamente, o ano inteiro, há anos. Recomeeeeindo

Nico
NicoPermalinkResponder

Gripe suína no vooo do Corinthians?....haha ...Eles já começaram a decisão com o pé esquerdo! ...é hj Ric! hj sou colorado ...vamô, vamô Inter!

Suelen Souza
Suelen SouzaPermalinkResponder

Estamos indo em Lua de Mel para Argentina dia 12/07.. depois de ter passado o estado de emergencia espero...
Já gastamos uma grana em roupa de frio e depois de planejar um ano seria frustrante encher a mala de biquinis e ir pra Maceió...

Eu vou e pronto! Acho que é mais paranóia mesmo... Como já disseram é a mesma coisa que não ir pra Amazônia por causa da malária.

Kristen
KristenPermalinkResponder

Aqui no meu trabalho teve uma mulher que voltou da Argentina gripada. Ela nem chegou a retornar ao local trabalho, já foi direto para o hospital de referência, fez o tratamento e cumpriu a quarentena, mas está havendo pânico por aqui. Inclusive nem divulgaram o nome dela para que ela não seja discriminada pelos colegas.

Alex Melo
Alex MeloPermalinkResponder

Eu estou preparado viagem pros EUA no outono... será que consigo voltar gripado para aumentar as férias ficando uns dias em casa? hehehehe

ok, ok... melhor voltar bem, mas eu que não adio a viagem de jeito nenhum.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

C&A fecha 20 lojas na Argentina
http://www.bluebus.com.br/show/2/91226/c_a_fecha_suas_20_lojas_e_deixa_mercado_argentino_ja_nao_abriram_hoje

Ricardo Freire

Não tem NADA a ver com gripe, é devido à crise e resultados comerciais aquém do esperado.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Claro que não tem nada a ver com gripe ! lol

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

As lojas de lá eram péssimas!
As do Brasil são infinitamente melhores.
Ainda bem que fecharam!

Amanda
AmandaPermalinkResponder

Tenho passagens compradas e hotel reservado para o dia 31 de julho em BsAs, estava 99% certa de ir, mas agora com esse estado de emergência estou com medo de que não funcione os restaurantes, lojas, museus, etc., o que vocês acham? Minha mãe infernizou tanto que liguei pra GOL, mas disseram que eu posso cancelar até o dia da viagem, ainda bem.

Ricardo Freire

Se a sua mãe vai viajar com você ou se você vai se sentir acompanhada por ela a cada instante da viagem, não vá.

Não existe chance de a epidemia ser amenizada durante o inverno; a única "esperança" para a sua mãe não se apavorar é a gripe ficar banalizada até o fim do mês e/ou chegar até nós e não haver diferença entre ficar em casa e viajar.

Joana
JoanaPermalinkResponder

Eu faço coro de "Eu fui à XXX (complete aqui com milhares de nomes de países) no auge da gripe suína e não aconteceu nada, haha”!!! Fui pra Espanha, Alemanha e Inglaterra no auge da histeria e olha eu aqui! Como já disse nos meus comentários sobre os 8 (sim, oito!) aeroportos europeus e brasileiros que eu passei, essa histeria é só aqui!

Ricardo Freire

Joana, tem uma diferençazinha. Quando você foi para a Europa havia histeria mas não havia gripe. Em torno da Argentina há histeria mas também há gripe, é inegável. Naquela época eu podia dizer: vá pra Europa, vá pro Caribe, vá pra Maurício que você não tem a mínima chance de pegar gripe. Continuo podendo dizer isso de todos esses lugares, mas da Argentina e do Chile, não. Mas quem não tiver medo de gripe (eu não tenho) nem de uma eventual quarentena na volta deve ir, sim. Mas só esses.

Joana
JoanaPermalinkResponder

Ah, só pra lembrar: aqui no Rio paralizaram as aulas em dois colégios na Zona Sul da cidade, um ao lado da minha casa e numa nas maiores vias de Botafogo. Ou seja, é mais fácil eu pegar gripe saindo de casa pra trabalhar do que no Chile! Ah, e em SP a minha empresa fechou um prédio inteiro durante 2 dias pq tinha uma funcionária com a gripe!

Amanda
AmandaPermalinkResponder

Ela não vai não... A minha esperança é que realmente parem um pouco de falar disso na TV, que daí as pessoas esquecem e me deixam em paz, inclusive as que trabalham comigo, que estão com medo que eu passe pra elas hahaha. Espero também que saiam desse estado de emergência... Acho engraçado que conheço pessoas que estão indo pro México e Estados Unidos e nem se fala mais por aqui em risco de pegar gripe suína nesses lugares, mesmo tendo bem mais casos do que na Argentina. A gripe do americano deve ser mais branda, ou no mínimo mais chique "peguei gripe nos EUA"...

Virginia
VirginiaPermalinkResponder

Você tem razão, ninguém fala da gripe nos EUA, o país mais atingido (embora tenha poucas mortes). Na verdade parece discriminação mesmo, ninguém tem "peito" de aconselhar a não ir pra lá, e olha que também é um destino popularíssimo (Disney) nas férias de julho!

Jéssica
JéssicaPermalinkResponder

Gente eu me pergunto sempre a mesma coisa (quando estou tentando me convencer de realmente ir para BA em agosto...): por que não ouvimos nada sobre cancelar viagens para os Estados Unidos? E o México, já acabou o surto de gripe A por lá? Parece que só há gripe na Argentina... Tudo bem que é um dos principais destinos dos brasileiros nessa época, mas o sensacionalismo está demais... A pressão pscicológica que estão fazendo está enlouquecendo as pessoas...

Ricardo Freire

É o inverno, Jéssica. Aqui é inverno, lá não é mais. Gripe é coisa de inverno. Provavelmente vai voltar no hemisfério norte no outono deles.

Até lá ou a gente se acostuma com a gripe e pára de tratar os doentes como leprosos, ou todo mundo só vai viajar para onde for verão.

Luana
LuanaPermalinkResponder

Eu to com tudo comprado pra quinta que vem. Não estamos com medo da gripe, mas sim de encontrar bares e restaurantes desertos, museus fechados e cancelamento de feirinhas e coisa do tipo. Riq, vc sabe se isso vai rolar ou vai tudo continuar funcionando normalmente?

Ricardo Freire

Por enquanto nada está fechado. A emergência sanitária apenas significa que o governo da província de Buenos Aires pode dispor de mais fundos para combater a gripe.

Não sei te falar sobre o movimento.

Lá no ViajeAqui tem um blogueiro que bloga de Buenos Aires. O link geral é http://viajeaqui.abril.com.br/blog. Procure o "Direto de Buenos Aires" no menu da esquerda.

Acredito que encontrar uma cidade menos animada é um dos efeitos colaterais a serem sentidos por quem mantiver a viagem agora. Faz parte do espírito esportivo e de aventura...

Ana
AnaPermalinkResponder

estou com viagem marcads para 19/07 e gostaria de saber se vc percebe que há menos turista ou se os passeios de trem estão sendo cancelados tb... e os shows de tango...

Ricardo Freire

Por enquanto está tudo funcionando. Só as férias escolares foram antecipadas e algumas festas e eventos de massa cancelados.

O blogueiro Marcelo BArbão, que mora em Buenos Aires, diz que a vida continua normalmente. E que as compras estão ainda mais em conta.

http://viajeaqui.abril.com.br/blog/gripe-buenos-aires-177142_comentarios.shtml?8422842#comente

http://viajeaqui.abril.com.br/blog/epoca-compras-buenos-aires-178251_comentarios.shtml?8422842

Zé
PermalinkResponder

Riq, depois que a gripe suína passar você vai poder abrir uma clínica para atender "Traveler´s Disorders". Isso aqui tá parecendo curso intensivão de Ph.D. em Psicologia!! mrgreen

Geo
GeoPermalinkResponder

Riq e Trips, totalmente off topic mas....
Com esse novo acidente envolvendo um avião que´partiu de Paris vi a seguinte notícia: "A União Européia propõe a elaboração de uma lista negra mundial a exemplo da lista existente na União Európéia." Eu não sabia mas as companhias presentes nesta "lista negra" não tem permissão para voar de ou para os Países da UE. Tive curiosidade de ver a lista que, basicamente, é composta de companhias africanas e asiáticas e pensei em colocar o endereço aqui pois tem muita gente viajando para a Asia e tal. Não sei se sou muito amadora em viagens mas imaginei que quase todo mundo aqui (exceto Gurus como Riq, Sylvia e etc) não tem conhecimento dessa lista. Bom, é isso aí! Boas viagens!
http://ec.europa.eu/transport/air-ban/pdf/list_pt.pdf

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Beleza GEO ! Fizmos dois voos com a Siem Reap Airways ( que esta na lista) que é uma subsidiaria da Bangkok Airways ( que não esta na lista ). Avião novo e voo tranquilo . Mas não é recomendável , não !

Geo
GeoPermalinkResponder

Ok, Sylvia, agora temos mais um item para consultar antes de viajar. "Detalhes" nem tão pequenos assim...

Ricardo Freire

A diferença de status entre Bangkok Airways e Siem Reap Airways, que pertencem ao mesmo grupo, pode estar em peculiaridades da legislação do Camboja, ou na falta de confiança da UE nas autoridades aeronáuticas cambojanas.

Suelen Souza
Suelen SouzaPermalinkResponder

Gente acabo de receber o telefonema de um primo me proibindo de ver meus sobrinhos caso eu "bata o pé" em ir pra argentina...

Tô em sentindo precionada a conhecer Maceió em lua de mel....

Ricardo Freire

É o problema da histeria. Trata-se de uma gripe/de uma viagem que não te deixa gripado; te deixa estigmatizado.

Daqui a uma semana, quando voltar ao país a primeira leva de corajosos em férias, cada caso de gripe contraída vai ser comemorado com estardalhaço nos jornais e portais.

Despeça-se dos sobrinhos como quem parte para uma loooonga viagem.

Suelen Souza
Suelen SouzaPermalinkResponder

Alguém sabe me dizer qual a real chance de se voltar de lá com Gripe H1N1...

Considerando que tenho uma saéde até que boa...

Zé
PermalinkResponder

Impossível saber, Suelen!!! Impossível!!!!

Guilherme Lopes

Só uma dúvida: Imaginemos que o Independiente de Avellaneda elimine a equipe do Uruguai hoje, pela Libertadores.

Então o vencedor do confronto de amanhã entre Grêmio e Cruzeiro já podem comprar as passagens para ir para Dubai no final do ano, não?

A Conmbeol, que desclassificou as equipes mexicanas no começo das oitavas, também irá desclassificar a equipe de Buenos Aires, não?

; )

Ganhar assim não tem graça... Deixa o time brasileiro ir para a Argentina. Mas e depois? Como fica o Brasileirão? De quarentena?

Ricardo Freire

Havia dois agravantes na época do México. Um: o governo tinha proibido jogos de futebol com platéia. Dois: não se sabia qual era a da gripe.

Mas se o Estudiantes ganhar é lógico que o brasileiro vai fazer doce para ir jogar lá. A não ser que, conforme esperado, a gripe seja coisa nossa também.

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Daqui a pouco vai ser o problema de superlotação no nordeste....
Eu ainda estou no espírito de viajar no dia 18 para Angostura....até porque lá ainda não houve nenhum caso.Mesu amigos estão divididos entre ir e não ir...até porque tem uma amiga gravida de 6 meses. Acho que se não acontecer nada de novo muito punk, estaremos por lá de 18 a 25/07. Abs!

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Eu só cancelaria a viagem se as pessoas que fossem comigo fossem chatas paranóicas...porque ninguém merece aguentar alguém com medo de ficar doente a viagem inteira.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

lol
lol
lol

Carol Rech
Carol RechPermalinkResponder

Leio o blog há algum tempo já, mas nunca tinha comentado ..
Mas sou obrigada a dizer que concordo totalmente com o que vc fala que essa gripe virou histeria .. A verdade é que a mídia adora um oba-oba, e a maioria do povo vai atrás da mídia .. E quem paga é quem trabalha com o turismo e depende disso pra colocar sustento em casa.
Imagina se cada vez que alguém ficasse gripado aqui no sul, fosse essa mesma loucura!
Espero que logo arrumem um novo assunto do momento e deixem a tal da Gripe A de lado!

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Pessoal, eu fui quarta passada para Bariloche e voltei ontem (24 a 29 de junho de 2009). Como disse no post anterior sobre o assunto, metade do vôo GRU-EZE usava máscaras. Em Buenos Aires a chegada foi totalmente tranqüila, igual a todas as outras vezes. Não vi quase ninguém chegando de outros vôos usando máscaras. No vôo interno para Bariloche (AEP-BRC) ninguém estava com máscaras. Para sair do aeroporto de Bariloche era preciso passar por uma máquina que media a temperatura do corpo. Em Bariloche propriamente dita, pouquíssima gente usava máscaras, a maioria brasileiros. Nenhum clima de pânico nem de estresse.

No vôo interno de volta (BRC-AEP), de novo ninguém usando máscaras. Em EZE, só brasileiros usando máscaras, e mesmo assim poucos. No vôo de volta para o Brasil (EZE-GRU), 1/3 do vôo usava máscaras.

A diversão são as máscaras em si. Tem daquelas mais simples, tem brancas, tem azuis, tem daquelas durinhas, tipo aquelas usadas pelo profissional que faz prancha de surfe, e ainda tem uns sem noção usando - a sério - aquela máscara para os olhos que a Tam distribui (aquela para deixar os olhos tapados e facilitar dormir com o escuro) como máscara para cobrir o nariz. Ai, ai...

Bariloche em si me surpreendeu muito positivamente, apesar de ter sido muito pouco tempo. Seus arredores tem uma beleza cênica que eu não esperava. A boa gastronomia também deu show. É claro que a atual baixa cotação do peso argentino (R$ 0,58 no Banco de La Nación do aeroporto mas quem quiser ir a uma casa de câmbio em Buenos Aires ainda consegue por menos) ajudou bastante.

Sobre mim, em princípio voltei são. Só que, como dizem que os sintomas aparecem depois de 48h, até sexta que vem é preciso estar atento e forte.

E em agosto tem Santiago...

Guilherme Lopes

E você, usou máscara ou não?

; )

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

E afinal, tinha neve?

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Não, não usei máscara. Gosto da vida com emoção... smile

Ana Luisa, nos dias em que estive lá não nevou nada. Nos dias que antecederam minha chegada deve ter nevado um pouco porque os cumes já estavam começando a ficar branquinhos, mas algo ainda muito ralinho. A estação de esqui do Cerro Catedral, inclusive, ainda não abriu.

Jéssica
JéssicaPermalinkResponder

Você, por acaso, ouviu rumores de fecharem restaurantes, bares, pontos turísticos etc em Bariloche por causa da gripe? Estou com minha viagem planejada para agosto, mas confesso que toda essa pressão está afetando o meu psicológico... Mas, na verdade, estou com mais receio de que eu vá e encontre um clima muito ruim por lá e, principlamente, com lugares fechados... Você acha que é possível?

Ricardo Freire

Atualmente nada está fechado, nem em Buenos Aires, nem em Bariloche. Em Bariloche, por sinal, há menos casos do que em qualquer grande cidade do Brasil. A única coisa que está fechada por lá, segundo nos conta o PêEsse que acabou de voltar de lá, é a estação de esqui, por falta de neve até agora.

É impossível saber o que vai acontecer. (O meu palpite é que a gripe vai chegar aqui e vamos poder ficar gripados sem viajar.)

Se você tem receio, se você não está segura, se essa viagem virou um problema, cancele. É o meu conselho no título do post.

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Jéssica, você não vai encontrar nada fechado. E faça um favor a você mesma: vá no Di Como, peça como entrada um calzone e como prato principal um ravióli que a própria massa é feita de funghi (está no item "especiais" do cardápio).

Jéssica
JéssicaPermalinkResponder

Valeu pela dica... Estabeleci uma data limite para eu decidir se vou ou não: 15/07! Mas se eu for, pode ter certeza de que vou ao Di Como sim!!! Abraços.

Júnior
JúniorPermalinkResponder

Jéssica.
Inicialmente minha viagem estava marcada dia 16/07 para Buenos Aires ( 5 noites ) e Bariloche ( 6 noites ), mas diante das informações divulgadas pelas TV's, internet e jornais locais já alterei meu roteiro. No momento só estou pagando multas no trecho AEP/BRC pela LAN ( US$ 30,00 por bilhete ). Consegui alterar na TAM sem multa e o hotel em Buenos Aires a reserva estava só por email. Como estou viajando com a minha família ( mulher e filho ), não quero ir para o foco das contaminações ( Provincia de Buenos Aires ).
A situação em Bariloche está tranquila, porém na provincia RIO NEGRO já tem confirmados 23 casos, com certeza esse número crescerá. Se a situação piorar não tenho dúvida que irei cancelar tudo, pois viajar com a família e ficar nessa paranóia de usar máscaras, ficar passando alcool gel constantemente nas mãos, evitar lugares fechados não dár certo se contar que alguns lugares podem estar fechados. Ai eu pergunto e essas roupas para neves que temos que alugar, passam por alguma lavagem e higienização?
Segue alguns link's por jormais locais:
http://www.elcordillerano.com.ar
http://elciudadanobche.com.ar
http://www.rionegro.com.ar
http://www.adnrionegro.com.ar
http://www.bariloche2000.com
http://www.anbariloche.com.ar

Murilo
MuriloPermalinkResponder

Penso licença Riq para fazer um pergunta totalmente fora de assunto. Talvez sirva até para relaxar as tensões.

Apesar de eu estar totalmente encolvido com este post, pois minha lua-de-mel inclui Buenos Aires/Uruguai, mas tô tentando seguir os de Riq (pois não tô afim de cancelar ou modificar minha viagem em lua-de-mel) wink

A dúvida é a respeito de um hotel em Canela (RS), de nome Klein Ville Hotéis. www.kleinvillehoteis.com.br.

A minha proposta inicial era ficar em Gramado, mas por umas "dificuldades" com a Bancorbrás não vai ser possível.
Tudo bem, é preciso acreditar que foi melhor wink

Além de informações a respeito do hotel, busco também informações sobre ficar em Canela e curtir o Natal Luz em Gramado ( de 07 a 12 de dezembro de 2009). A grande pergunta é dá pra fazer?

Para quem quiser saber mais, o detalhamento da minha pergunta tá lá no Idas & Vindas, com Carla & Cia, que resolveu me fazer uma excelente surpresa ontem.

Valeu.

http://www.idasevindas.com.br/2009/06/30/uma-semana-na-serra-gaucha/#comment-5197

Murilo
MuriloPermalinkResponder

Desculpas pelos erros.
Onde está encolvido, lê-se, envolvido.
E é seguir os conselhos de Riq, que estão por aí.
Os outros dá para entender.

Wander
WanderPermalinkResponder

Murilo :
O Natal Luz em Gramado é fantastico. Em dezembro Gramado lota e as vagas nos hoteis ficam dificeis mesmo. Canela é bem perto de Gramado, (+- 7 km) por uma estrada-avenida. É uma cidade calma e mais tranquila que Gramado (sem muita agitação dos turistas) e tem bons hoteis tambem. Tem onibus que liga Canela a Gramado, como se fosse onibus urbano. Para os horarios dos espetaculos do Natal Luz saia de Canela BEM antes por causa do congestionamento que se forma nas avenidas de Gramado. É congestionamento monstro mesmo !Tem um post recente sobre Gramado aqui no VnV. boa viagem e boa lua de mel !

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

É lindo em Gramado nesta época e Canela é super perto.
Eu alugaria um carro, acho que vale a pena.

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Aqui na Espanha, apesar de essa semana ter morrido a primeira vitima "em decorrencia da gripe A", felizmente a imprensa deu um tempo e nao existe nenhum tipo de paranoia ou histeria por aqui. Acredito que isso faca toda a diferenca.

Geo
GeoPermalinkResponder

Aqui o Senado precisa que o assunto seja desviado para outro foco...

Guilherme Lopes

Enquanto a Gripe Suína não aparecer nos "trem di topiques" eu não me preocupo!

; )

Suelen
SuelenPermalinkResponder

Cancelei... Infelizmente... a menos de 10 dias do embarque... Mas era BsAs ou o batizado da minha afilhada no fim de julho... optei em não envolver minha família nesse risco...

Ma sdesejo sorte a todos os viajantes!

cris
crisPermalinkResponder

Venho acompanhando este blog há algum tempo (inclusive pegando aqui muitas dicas de viagem)mas nunca tinha comentado, no entanto, nesta discussão não resisti...
Cheguei de Buenos Aires domingo. Por enquanto estou bem. Fui na quarta, dia em que o ministro recomendou que não fossem feitas viagens à Argentina e Chile. Fizemos tudo que tinhamos planejado, tudo aberto, sem paranóias e pouquíssima gente de máscara. Pouquíssima mesmo. Nos voos e aeroportos tinha mais gente usando máscaras. A maioria brasileiros.
Agora estou com viagem marcada para o Chile dia 19/07 Dessa vez com a família (marido e duas crianças, de 8 e 12anos) .
Mas.. só tenho escutado falar da Argentina. Alguém saberia me falar como andam as coisas no Chile?
Confesso que estou um pouco mais preocupada, afinal estarei levando meus filhos...Além disso, também me preocupo se restaurantes, museus e passeios estarão funcionando normalmente.

Ricardo Freire

Pelo menos não há notícias sobre a gripe na capa da versão online do principal jornal do país, http://www.emol.com/ .

Li em outro lugar que suspenderam uma festa popular perto de Iquitos, porque reuniria 200 mil pessoas.

O pior dessa gripe é a discriminação na volta. Se a sua família e o seu trabalho não estão encarando você como uma dalit, eu encararia isso como um sinal verde...

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Bom, eu posso dizer que estive na Argentina no auge da "quebradeira" em 2002 e não aconteceu nada, gostei bastante e a única coisa que vi de "incomum" foi o panelazo na frente da Casa Rosada, e ainda rendeu boas fotos!

rodrigo
rodrigoPermalinkResponder

eu e minha mãe vamos para bariloche,queria saber se as lojas de la restaurantes vão estar fechadas?

Ricardo Freire

Por enquanto está tudo normal. É impossível saber o que vai acontecer, mas pessoalmente acho isso bastante improvável.

Edson
EdsonPermalinkResponder

Será que dá pra pegar umas passagens super-hiper-mega-ultra baratas de última hora pra Buenos Aires? Meu chefe tá de férias mesmo e agora seria legal um bate e volta de uns 3 ou 4 dias.

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Pessoal;
Consegui comprar o Tamiflu-suspensão( pediátrico) aqui no Rio. Estou masi tranquila agora, porque na pior das hipóteses se alguém pegar, já tenho a medicação.Segundo o próprio Temporão a recomendação agora é medicar como uma gripe comum independente de confirmação. De mais a mais acho engraçado o seguinte, por exemplo, no colégio do meu filho anteciparam as férias face à 4 casos suspeitos...dai eu indago, as crianças vão passar as férias inteiras de máscara dentro de casa? Porque em shopping o risco de pegar é enorme, no cinema, no metrô...enfim...é demais! Estou cada vez mais convencida de embargar dia 18 para Bariloche com meus filhos, marido e amigos....e acho que ainda vai estar melhor pq certamente estará mais vazio.O que me preocupa agora é a falta de nevesmile Abs a todos.

Jéssica
JéssicaPermalinkResponder

Olá Ana Luisa, para comprar o Tamiflu é necessário receita médica? Estou com minha viagem marcada para agosto e meu esposo e eu vamos ao médico antes da viagem, para fazer um check up... Já ia perguntar a ele sobre a compra do medicamento (como precaução mesmo, já que o medicamento só faz efeito se administrado dentro das primeiras 48h após a manifestação dos sintomas). Inclusive, o nosso médico disse que não era para cancelarmos a viagem não... Mas a mulher dele, que também é médica, já disse que fica meio preocupada com isso... Enfim, a venda do medicamento é feita somente com a prescrição médica? E qndo vc fala sobre a recomendação de se medicar como uma gripe comum independente de confirmação, como é isso?

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Jéssica, eu comprei sem prescrição....quando eu digo que a medicação é a mesma, é porque o pediatra dos meus filhos disee que o importante é controlar a febre, seja com paracetamol, com tamiflu, como for, mas cofesso que fiquei mais tranquila com o tamiflu às mãos.

cris
crisPermalinkResponder

Conversarmos com os avós das crianças que são médicos e eles não criaram pânico, então estaremos embarcando sim.
Ficaremos em Santiago durante 7 dias, mas gostaríamos de fazer bate-volta em Vinã del mar, vin[icolas, Farelones ou La parva e Vale nevado. Você teria alguma dica da melhora forma de fazer este bate-volta? Contratar um recptivo local? Um carro particular(táxi)? Como alugar roupas de neve? Os passeios incluem instrutores para iniciantes em ski?
Abraços

Ricardo Freire

Para Viña del Mar você pode ir de carro alugado ou de ônibus de linha.

Para as vinícolas, carro alugado ou táxi (são 40 min. até a Concha y Toro).

E claro que a ambos lugares dá pra ir com tour organizado, se você preferir. A recepção do seu hotel deve ter filipetas de vários receptivos.

Para as estações de esqui próximas, a Claudia Carmello, que agora está no http://outromododeviajar.wordpress.com , não recomenda dirigir. Você pode contratar traslado e já resolver o problema do aluguel de roupas com a http://www.skitotal.cl .

Neste comentário aqui você vai encontrar links para posts detalhados sobre o Chile feitos pelos blogueiros da comunidade:

https://www.viajenaviagem.com/2007/08/viajando-nos-comentarios-chile-e-argentina/comment-page-1/#comment-38107

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Riq,
Eu fui 2x à Viña e Valpa, paguei US$35 e fui de van. Claro, em grupo e tal, mas não foi ruim, pq eu viajei sozinha. Daí a gente acaba conhendo gente e para passeio de 1 dia, acho melhor que ir de ônibus.
No entanto, de carro alugado deve ser lindo, a estrada é ótima.
Valle Nevado eu fiz o mesmo, porque não ia esquiar. As 2x tb custaram US$40, se não me engano, e foi passeio de 1 dia.
A estrada é MUITO perigosa. De jeito nenhum quem não conhece deve se aventurar a ir sozinho. Na temporada há horários em que ela abre para subir/descer e precisa ver inclusive se está aberta.
Quando tem nevasca, não passa nada.

Danilo
DaniloPermalinkResponder

Ricardo, essa paranóia é contagiante. Tanto que estou na dúvida entre viajar ou não.
Meu destino é Ushuaia, entre 18 e 23 de agosto. Buenos Aires, só de passagem, escala entre um vôo e outro, provavelmente nem sairemos do aeroporto.
Não estamos no famoso grupo de risco, mas sempre existe o receio né?
Será que até agosto a boataria já baixou, caiu de moda?
Abraço

Ricardo Freire

Na paranóia, não viaje.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar