Um turista ocidental no Ramadã

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Ramadã no Cairo (foto: Claudia Wiens)
[Ramadã no Cairo (foto: Claudia Wiens)]

O Bruno está indo passar o 7 de setembro entre Dubai e o Egito. Só que, em 2009, esse nosso feriadão vai cair no meio do Ramadã, as quatro semanas sagradas do islamismo, em que os praticantes precisam se abster de comer e beber da alvorada ao pôr-do-sol.

Com o intuito de se preparar para o que está à sua espera, ele está procurando depoimentos e fontes de informação sobre como é ser um ocidental durante o Ramadã.

A Yara Cynthia já esteve na Turquia durante o Ramadã e diz que, por se tratar de um estado laico, por lá o ocidental não sofre nem um pouquinho: os restaurantes abrem durante o dia, e os turistas podem beber até álcool (desde que não na rua).

Buscando informações nos foruns do TripAdvisor, achei dois moderadores que me pareceram equilibrados, pois listaram pós e contras desapaixonadamente.

O de Dubai disse que, dentro dos hotéis, tudo continua funcionando o dia inteiro (só não servem álcool, nem mesmo no frigobar). Os shoppings também abrem; só as praças de alimentação permanecem fechadas. À noite, os bufês dos hotéis são riquíssimos. Recomenda-se que, quando precisar beber água na rua, o turista escolha um lugar fora de visão para sacar a sua garrafinha da mochila.

O do Egito não omitiu as desvantagens -- lojas e lugares de interesse turístico fechando às 14h30 para dar tempo dos funcionários chegarem em casa ao anoitecer; um megaengarrafamento no Cairo nas duas horas anteriores ao pôr-do-sol; restaurantes fechados fora dos hotéis; proibição de música ao vivo e dança do ventre -- mas também citou algumas vantagens: as noites ficam tranqüilas, a "vibe" é de paz. Quem tiver a sorte de ser convidado para um jantar quebra-jejum na casa de um egípcio trará lembranças preciosas.

A foto que ilustra o post foi tirada do blog da fotógrafa alemã Claudia Wiens, que mora entre Istambul e o Cairo.

Algum de vocês já esteve num destino árabe mais linha-dura durante o Ramadã? Conte a sua experiência pro Bruno, se faz favor!

Leia mais:

84 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Vicente Frare
Vicente FrarePermalink

Morei 3 anos em Dubai e viajei muito pela região. Não recomendo a época do Ramadã pois, pelo menos em Dubai, tudo fica muito parado durante o dia. Não dá para tomar água em público e as sensibilidades islâmicas ficam mais aguçadas (mangas de camiseta, shorts, etc). Com certeza os buffets dos hotéis depois que o sol se põe são show de bola. Chamam-se iftar meals. O problema principal é que em setembro ainda faz um calor infernal em Dubai. E quando falo infernal quero dizer 50ºC!

O Egito é mais tranquilo pois há mais turistas e maior mescla religiosa. Muitos restaurantes também fecham durante o dia. Reza-se muito.

Eu iria para Beirute, pois lá o povo não está em aí. Querem mesmo é festar.

Abs
Vicente

Rafael R.
Rafael R.Permalink

O post caiu em boa hora.

Também estava planejando uma ida à Turquia (Istambul, Capadocia, Kusadasi, Pammukale, Konya, Efeso e Afrodisias) na semana do 7 de setembro, com tudo quase definido, e esbarrei nessa questão do Ramadam. No fim de semana naveguei por uns comentários das eras jurássicas do VnV, e o vi comentários do Arnaldo que já passou pela experiência e não gostou nem um pouco. Mas pelo que vi o maior problema são os 3 últimos dias, o Seker Bayrami.

E aí, alguém tem mais informações a respeito?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Rafael, este ano o Seker Bayrami acontece entre 20 e 22 de setembro, e pelo jeito fecha tudo mesmo, até o Grande Bazar.

Tem um bis 70 dias depois do Ramadan, o Kurban Bayrami, em que todo mundo na Turquia tira férias. Este ano vai de 27 de novembro a 1o. de dezembro.

O relato do Seker Bayrami do Arnaldo está aqui:
https://www.viajenaviagem.com/2007/04/parceria-com-a-tap-gol-da-tam/#comment-11425

e aqui:
http://interata.squarespace.com/jornal-de-viagem/2007/5/1/crnica-de-uma-viagem-desastrada-captulo-1.html

Andre Fagundes
Andre FagundesPermalink

Ricardo,

Sou leitor assíduo do seu blog e de tudo que vc escreve (livros, matérias) e sempre busco suas dicas para orientar minhas viagens. No entanto, tenho pouca familiaridade com as ferramentas da internet e não achei outro canal para mandar uma mensagem para vc, que essa resposta de comentário. Sei que não deve ser o melhor formato, mas não achei um "fale comigo" ou "email de contato"...

Queria saber se você e seus leitores podem me ajudar. Estou completando 4.0 em setembro (não espalha, eu acho que passo bem por 3.5) e já rodei o Brasil de alto a baixo, de um lado para o outro, então gostaria de começar a explorar melhor o restante do mundo.

Minha opção foi óbvia: vou com minha esposa, comemorar meu aniversário, em NY, capital do mundo.

Teremos 6 dias inteiros na cidade, na segunda quinzena de setembro. Já estou pesquisando e levantando hospedagem, mas o que me preocupa mesmo é: como utilizar da melhor forma possível os 6 dias.

Onde ir? O que é obrigatório para alguém que quer ver a cidade da maneira mais completa possível em apenas 6 dias?

Não estaremos fazendo uma viagem com recursos ilimitados, portanto programas too expensive não estão no planejamento financeiro.

Se você(s) puder(em) me ajudar, agradeço!!!

Abraços,

Andre Fagundes

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

André, vou abrir um post específico para essa sua pergunta. Vou aproveitar para dar meus pitacos, então talvez só publique daqui a uns dias.

Se onde você estiver der para comprar a Folha de S. Paulo de hoje, compre, porque o caderno de Turismo vem com um roteirinho bem interessante para 4 dias.

Se você é assinante Uol, pode ler aqui. http://www1.folha.uol.com.br/fsp/turismo/fx1806200915.htm

André
AndréPermalink

Uau! Essa foi rápida!!! Muitíssimo obrigado! Vou procurar a Folha (não sou assinante, mas como trabalho numa agência de publicidade, não falta jornal por aqui) e ler a matéria.

Também achei que o tema merecia um post exclusivo, mas achei que seria por demais sugerir.

Mais uma vez, MUITO obrigado!

Abs,

André

Claudia Carmello
Claudia CarmelloPermalink

Gente! Verdade! Nem tinha atinado pra isso, mas eu também vou viajar a partir do 7 de setembro e, ainda não decidi 100%, mas devo ir pra Zanzibar! Alguém sabe em que pé andam os ânimos islâmicos da ilha no Ramadã?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Claudia, no TripAdvisor diz que é tranqüilo. Dão aquele conselho de não comer nem beber na rua na frente dos muçulmanos famintos.

http://www.tripadvisor.com/ShowTopic-g482884-i9487-k1977923-Ramadan_in_Zanzibar-Zanzibar_Zanzibar_Archipelago.html

CarlaZ
CarlaZPermalink

Nossa agora até eu fiquei preocupada...meus planos para Turquia são em pleno Ramadan também...nem tinha pensado nisso...mesmo com a Yara falando que é tranquilo...
Quando as coisas estão quase definidas...vem um problema...

Claudia Carmello
Claudia CarmelloPermalink

Minha cunhada passou 3 semanas na Turquia, durante o Ramadã, no ano passado. Viajou bastante por lá, inclusive para áreas mais tensas pros lados do Iraque e tal. A única coisa de que ela reclamou mesmo era da hora comer na rua, tirar um saquinho de batatas da mochila, sabe? Não eram repreendidos, mas diz que as pessoas olhavam salivando, todo mundo olhava muito, e eles se sentiam mal por isso. Mas só... de resto, tudo funcionando.

Sylvia
SylviaPermalink

Estivemos em Istambul durante os 5 ultimos dias do Ramadã.Isso foi na era pré internet , e só fiquei sabendo que Ramadã existia , lá mesmo .
Não lembro de ter deixado de fazer nada , apenas perguntei no hotel o que/quando estava aberto , pra não comer mosca eekops: ,mas lembro que grande parte do comercio estava fechado .
Quando a gente não conheçe um lugar , não faz muita diferença ter mais ou menos proibições ,
já que temos o habito de seguir todas as regras locais sem questionar :roll:

CarlaZ
CarlaZPermalink

É...estou ficando mais tranquila...

Lucia
LuciaPermalink

Tem um blog de uma brasileira que mora no Egito em que ela faz um diário de todo o periodo do Ramadã. Talvez ajude.

http://barbrinha.wordpress.com/

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalink

Muito legal o blog, Lucia. Valeu pela indicação!
Abç.

Sylvia
SylviaPermalink

Muito legal Lucia !
Clicando em Ramadan , a esquerda no blog , tem varios textos e filmes .

Zé Maria
Zé MariaPermalink

Riq, só pra constar, O Restaurante em Itacaré e o Bar do Sting, onde tentei ir hoje à tarde, fecharam definitivo.
Daí fui na Pousada Canto d'Alvorada, parede e meia com o Bar do Sting e achei beeem legal.
Parece ser novo, não sei...

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

O Restaurante em Itacaré fechar é ultra-chocante: era tipo o restaurante mais antigo da cidade!

Tem certeza de que o Sting fechou forever? Quando estive aí em maio (do ano retrasado) tinha vi propaganda de uma festa no fim do mês porque em junho o bar tirava férias coletivas...

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

E aproveitando: que estrada você pegou pra Ilhéus? Santa Luzia ou Itabuna?

Claudia Liechavicius
Claudia LiechaviciusPermalink

Vou em breve à Sérvia (Belgrado). Alguma dica interessante?
Claudia

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Taí um destino sobre o qual é difícil aparecer alguma coisa.

Esse blog parece ser quente:
http://www.belgraded.com/blog/tourism/belgrade-guide-tips-things-to-do (100 coisas para fazer em Belgrado)
http://www.belgraded.com/blog/tourism/more-belgrade-tips

Ali do ladinho, Montenegro está pintando como a nova Riviera chic da Europa.

http://www.visit-montenegro.com/

Claudia Liechavicius
Claudia LiechaviciusPermalink

Obrigada. Já olhei tudo que foi possível. Agora é conferir com meus próprios olhos.
Mando alguma dica de lá.
Claudia

Zé Maria
Zé MariaPermalink

Riq, a Sandra d'O Restaurante morreu no final do ano passado e o restauranrante começou a sofrer com sua ausência. O pessoal que continuou tocando, voltou, parece que pra Governador Valadares.
O Sting arrendou o bar pra dois italianos e pelo que o garçon da pousada ao lado falou e pelo que eu vi, não sobrou pedra sobre pedra, lá.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Mas vai continuar como bar, pelo menos?

Zé Maria
Zé MariaPermalink

Itabuna. Tá uma mesa de bilhar.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Eita... Então acho que vale mais a pena por Santa Luzia, porque a litorânea Canavieiras-Ilhéus é uma belezinha...

Zé Maria
Zé MariaPermalink

Tá uma cena eu sentado no vaso com o notebook em cima da bancada da pia do banheiro da Pousada Coqueiros, que pra variar... é dica sua smile

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Hahaha

Zé Maria
Zé MariaPermalink

Hoje, onde era o bar parece um cenário de guerra, Riq.
E a hora que eu perguntei pro garçon da pousada, ele deu uma torcida no nariz federal...

Lena
LenaPermalink

Interessante falarem que à noite o clima é de paz, super tranqüilo. Eu não estive nos países árabes, mas na França quem morava nas residências universitarias com muitos mulçumanos não conseguia dormir. Eles não só comem a noite inteira, como se visitam, fazem festa e o barulho é grande.

Cristina Santos
Cristina SantosPermalink

Fiquei 10 dias no Egito em pleno Ramandã. Pelo menos no Cairo foi até "folclórico": as lanternas que enfeitam toda a cidade eram bem interessantes, enfeitando mesas coletivas.
Porém o humor dos garçons era péssimo! Coitados! Imaginem servir mesas e mesas durante todo o dia (p/ milhares de estrangeiros) e só poder comer em casa, a noite.
O transito tb, que já é caótico, na hora do hush fica pior ainda! As 15h30 todos querem ir ao mesmo tempo embora p/ casa. Tudo isso sem farol!
No nosso caso, comíamos nos restaurantes dos hoteis, sem problemas, a qualquer hora, inclusive com bebida alcolica.

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Riq, você já foi prá Santiago do Chile? É que não acho nada escrito por vc, e adoro ler suas observações e relatos pessoais. Depois da viagem adorável que fiz para BsAs, penso em outubro ir para a capital chilena.
Aceito opiniões dos trips.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Fui não, Ana.

Aqui neste comentário tem links para posts muito bacanas da Carla Portilho, do Arthur, do Breno, do EduLuz, dos Destemperados e ainda flats pesquisados pela Sylvia:

https://www.viajenaviagem.com/2007/08/viajando-nos-comentarios-chile-e-argentina/comment-page-1/#comment-38107

Faltou colocar os posts da Claudia Carmello, que passou 15 dias por lá:
http://viajeaqui.abril.com.br/blog/79024_comentarios.shtml?4143900

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalink

Ana Claudia, eu fui no final de 2007 e fiz alguns posts no meu blog, de Santiago e arredores:

Santiago:
http://blogs.abril.com.br/bigtrip/2008/09/chile-cidade-santiago.html

Vina del Mar e Val Paraíso:
http://blogs.abril.com.br/bigtrip/2008/09/valparaiso-vina-del-mar-um-pouco-mais.html

Vinícola Concha Y Toro:
http://blogs.abril.com.br/bigtrip/2008/09/vinicola-concha-y-toro.html

Riq, desculpe o merchã!

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Eu é que peço desculpas por não saber que você tinha esses posts!

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalink

smile!

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

A propósito, que judiação o Bar do Sting ter fechado... é uma das lembranças mais legais que tenho do sul da Bahia.

Arnaldo - Fatos e Fotos de Viagens

Eu sugeriria ler os dos capítulos da "Crônica de uma Viagem Desastrada" lá no Fatos & Fotos de Viagens:

Capítulo 1:

http://interata.squarespace.com/jornal-de-viagem/2007/5/1/crnica-de-uma-viagem-desastrada-captulo-1.html

Capítulo 2:

http://interata.squarespace.com/jornal-de-viagem/2007/5/1/crnica-de-uma-viagem-desastrada-captulo-2.html

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

O Rafael tinha lembrado, e eu pus o link do capítulo 2 na resposta a ele.

Depois eu edito no corpo do texto, quando fizer o apanhado geral!

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Riq querido, muito, muito obrigada pelas recomendações, algumas delas eu já tinha lido aqui no seu blog mesmo.
Qto a Claudia Carmello, até já comprei um guia que ela lançou ano passado. Adoro o trabalho dela.

Paula Bicudo, parabéns pelo blog, adorei ler o que vc escreveu sobre Santiago e arredores. Muito bom.

Já tenho um esboço, quero ficar na Providencia, depois dos leres na cidade, um dia quero ir para Valpo, Vinha del Mar , Reñaco e talvez até Zapallar; outro para Vale do Colchagua (viña Casa Silva) e um passeio bem eco pelos Andes. Comprinhas de artesanato e restaurantes já citados.

Riq, só mais uma coisinha, vc ainda não foi até lá por achar que não vale tanto assim a viagem? Desculpe a invasão, mas eu me sinto tãaao segura lendo sua experiência prévia...

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Tenho a maior vontade de ir. América do Sul e interior do Brasil são as lacunas do meu currículo...

Carla
CarlaPermalink

Riq, lembra da enquete inaugural do WP, aquela sobre as 5 maiores lacunas do currículo? Seria bacana fazer uma reedição, não acha? wink

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalink

Obrigada. Valparaíso, apesar do Neruda, foi um lugar que não me encantou nem um pouco, mas Reñaca foi uma das grandes surpresas da viagem. Os vilarejos de pescador entremeados a condomínios luxuosíssimos na via Costeira a frente de Vinã del Mar, a beira do Pacífico, são um cenário de tirar o folego. Para os Andes, fui até Portilo e Vale Nevado, e no começo do verão a paisagem é linda também.

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalink

E quanto ao bairro da Providência, não imagine ficar em outro lugar em Santiago. Ele é central, arborizado e super charmoso.

Carla
CarlaPermalink

Estou com a Paula, também achei Valparaiso bem sem graça... E, diga-se de passagem, para quem gosta de Neruda, mais vale esticar um pouquinho ao sul e visitar o Museo Neruda de Isla Negra... wink

Paula, você visitou a "minha" estação de esqui! Quando eu estava no Chile, achava uma curtição que todo mundo perguntava se o meu sobrenome era o mesmo da estação... grin

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Intindji. Fico mais tranquila em saber que tens vontade de ir.
Qto ao interior de SP, se eu puder ajudar, já sabes, né? Mas, acho que conheço melhor o Noredeste que minha região, que vergonha!

Gisele
GiselePermalink

Já estive em Barein,Dubai,Cairo e Istambul durante o ramadã.
Dentro dos grandes hotéis "para turista ocidental" não muda muito e os restaurante abrem normalmente, inclusive shoppings.
Mas porém em alguns locais não é permitido venda/consumo de álcool...nem no frigobar do quartosad
Apesar de não ser muçulmana, eu gosto do clima do ramadã: sabe quando tudo se torna mais lento, mais tranquilo, menos barulhento, as pessoas mais solícitas, tudo praticamente pára às 2 da tarde...e de repente a noite aparece cheia de luzes, muitas festas, restaurantes com verdadeiros banquetes...adorei!!!
Bem, como deu para ver eu sou suspeita para opinar pois voltei mais de uma vez durante o ramadã smile)

carla
carlaPermalink

ola..
Tambem vou para o Dubai na altura do ramadao, gostaria que me desse algumas dicas, como funcionam as coisas por la.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Carla! No texto e nos comentários você consegue pescar dicas!

carla
carlaPermalink

como foi a sua experiencia por la?
valeu a pena ir ao dubai durante o ramadao? Em termos de actividades o que se pode fazer, visto que fecha tudo mt cedo
Aguardo sua resposta..obrigado

Zé Maria
Zé MariaPermalink

O Sting tá morando na Pousada Marambaia, aqui na frente, que é de sua irmã. Vai reabrir o cafofo no final do ano.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Informou Zé Maria, nosso correspondente no Sul da Bahia!
mrgreen

Rafael R.
Rafael R.Permalink

A quem possa se interessar, o Smiles tá com promoção de 2.500 milhas cada trecho em julho para qualquer lugar do sudeste e sul, além de Brasília e Goiânia.

Vanessa
VanessaPermalink

Oi Pessoal

Moro em Abu Dhabi e acho que o Ramadã não é a melhor época para conhecer os Emirados . Pois exceto pelo Iftar ( que realmente é delicioso) nada funciona , as pessoas estão cansadas pelo jejum. Em Abu Dhabi é impossivel achar um táxi e pense ter que esperar sob um sol de 50 graus !!!!! Além da água e da comida que são proibidos em publico não se pode mascar chiclete tb.

Jane
JanePermalink

Olá Vanessa ! Me ajude
Vou a Dubai e Egito em Setembro, e gostaria que você me desse algumas dicas sobre que tipo de roupas devo levar, pois estou preocupada se terei de me cobrir toda nesse calor. Não dá para usar nem bermuda ?
E restaurante você indica algum, que não seja só de turita ?

Obrigada

nati
natiPermalink

Estive no Marrocos durante o Ramada, nas cidades mais turísticas tudo fica quase normal, nas mais tradicionais se sente mais, mas achei ótimo, “perdi” uns leres e ganhei muito em realidade local. Mas, como dito no comentário do post, as “sensibilidades” ficam maiores. Um morador muçulmano se recusou a compartilhar um táxi comunitário conosco e provocou uma séria discussão na rua.

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Paula e Carla, não estou com expectativas encontrar um lugar bonito em Valparaíso, apenas pitoresco. Obrigada.

Helo
HeloPermalink

Ola a todos, eu e meu marido estamos planejando visitar Jordania justamente no feriado de 07 de setembro. Alguem já passou o ramada lá?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Caso não apareça ninguém para dizer, Helô, aqui vai uma pergunta respondida num fórum do TripAdvisor.

http://www.tripadvisor.in/ShowTopic-g293985-i2131-k1756485-Ramadan-Jordan.html

Dá para comer nos hotéis durante o dia. Álcool não é servido.

helo
heloPermalink

Obrigado, Ricardo!!!

Arnaldo - Fatos e Fotos de Viagens

DECIDIDAMENTE, me desculpem ser tão franco, mas nada é pior para um turista visitar um país que por três dias está com TUDO (eu disse TUDO!) fechado, ver matança de carneiros com sangue jorrando em tudo quanto é canto e não poder circular assim tão à vontade.

SE for inevitável ir no Ramadã, é lamentável.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Arnaldo, eu tô achando que você pegou a festa de Eid Al-Adha, ou Kurban Bayrami em turco. Esse é o festival de sacrifício de carneiros, e ocorre 70 dias após o fim do Ramadã.

http://en.wikipedia.org/wiki/Eid_ul-Adha

http://www.eu-digest.com/2007/12/turkish-daily-news-kurban-bayram-lamb.html

Será não?

Gisele
GiselePermalink

Arnaldo,
No Eid Al-Adha (ou dia do sacrifício, quando eles comemoram a família unida pois neste dia um filho não precisou ser sacrificado em nome de Deus) eu estava em Marrakesh.
Foi hilário quando o gerente do Riad nos deixou com a chave da porta da frente e avisou que somente voltaria no dia seguinte...pois estaria na festa com a família.
A cidade era uma matança de carneiros só...mas valeu para conhecer a cultura/religião local, e de quebra fomos convidados para participar no último banquete na casa de uma família local smile)

Arnaldo - Fatos e Fotos de Viagens

Sim, Riq, foi o Kurban Bayrami sim. Está até na "crônica". Mas o ramadã dá quase no mesmo

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Eu disse isso por conta da matança de carneiros na rua, que foi o que mais te incomodou e que não acontece no Ramadã, só nesse Kurban Bayrami sad

Fernanda Castro
Fernanda CastroPermalink

Estive no Egito durante o ramadã de 2007 e achei bem tranquilo. os pontos turísticos funcionavam normalmente e os restaurantes tb, só não vendiam álcool e a noite muitas casas noturnas ficavam fechadas, era difícil conseguir assistir a algum show (apesar de que alguns shows p turistas são mantidos, inclusive de dança do ventre). E foi muito legal ver as refeições coletivas e as ruas lotadas de madrugada.

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalink

Obrigado a todos pela ajuda. jáNa dúvida e na polêmica mudamos nossa viagem para o feriado de 12/10. Ficaria com muito remorso se não curtíssemos a viagem 100%! Ramadan ficará pra uma segunda oportunidade mais exótica... wink

helo
heloPermalink

Oi a todos, eu e meu marido continuamos firmes no sonho de viajar para a Jordania no feriado do dia 07 de setembro. As informações contidas no link da tripadvisor que o Ricardo indicou, juntamente com os comentários de viajantes no forum do lonely planet http://www.lonelyplanet.com/thorntree/thread.jspa?threadID=1636037&tstart=0 me tranquilizaram!!!

CarlaZ
CarlaZPermalink

Pois é helo eu também mantive a minha viagem para a Turquia. Descobri essa história ontem e para todos que perguntei fui tranquilizada. Inclusive a agente que estou vendo minha viagem vai por coincidência na mesma época!

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalink

Sei lá... Como só teremos 4 dias em Dubai e 2 no Cairo fico com medo de não conseguir fazer todos os meus queridos lerês obrigatórios. Vai que tudo fecha cedo e não dá tempo? Vai que não consigo ir nos restaurantes indicados? Vai que eu fique preso no transito com um monte de egípcios furiosos? Vai que fique tudo morto e eu não consiga curtir a noite? Vai que esse excesso de regras me incomode num momento de lazer? Tô fora, acho que nada mudará de lugar em 1 mês. Ou não. wink Obrigadíssimo a todos!

Sylvia
SylviaPermalink

Bruno , a gente exagerou , ficamos 6 dias no Cairo .
Mas menos de 4 é muito pouco .

helo
heloPermalink

Oi Bruno, já estive em Dubai, e não conheço o Cairo. Não sei seus planos para Dubai, mas se for só Dubai, acho 4 dias muito. Na minha opinião, Dubai é um lugar legal para ser visitado mais de uma vez como stop de viagens, pois há muitas construções muito interessantes ainda em andamento.

Vanessa
VanessaPermalink

Oi Bruno

Concordo com a Helo Dubai é um lugar pra se passar no máximo 2 dias.

Marcelo Galvão
Marcelo GalvãoPermalink

Bruno, ano passado, estivemos no Egito em pleno Ramadã. Foi uma experiência fantástica! As ruas e casas enfeitadas com as luminárias típicas e as bandeirinhas que nos lembraram o nosso São João, sem nenhum desrespeito a qualquer credo, parecia uma mistura de Natal com festa junina. A noite vira dia e é interessante observar as pessoas nas ruas, no comércio, as mães com as crianças nas praças. Experimentamos o shisha ou, como é conhecido aqui, narguilé.
Realmente, o grande inconveniente era o engarrafamento que se criava quando todos, famintos e sedentos, à tarde, queriam chegar logo em casa para o café, almoço e jantar. Agora, prepare-se, o trânsito no Cairo é um caos. Os sinais não são respeitados e, por conta disso, os pedestres têm que atravessar entre os carros. Não vimos nenhum atropelamento, mas carro arranhado ou com algum amassado é padrão. É uma pena ver um procedimento tão basilar não ser cumprido por um povo que já foi o berço da civilização. Por sinal, dependendo da área, você vê muito carro trafegando que deveria estar no ferro velho.
Quanto ao museu do Cairo, pirâmides e outros lerês, a época não nos atrapalhou em nada. Agora, complementando o que disse a Sylvia, uma viagem ao Egito, abarcando as cidades do Cairo, Luxor, Esna, Edfu, Kom Ombo, Aswan, Abu Simbel e Amada, pede bem mais que quatro dias. Penso que pela distância do nosso país e pelo gasto que se tem, vale visitar, além do Cairo, essas outras cidades que citei. Montamos um pacote com a Best Destinations e o serviço prestado pela operadora local foi excelente!

Cristina
CristinaPermalink

Bruno,
quem somos nós para dar pitaco no que já está decidido numa viagem de 7 dias, então vou ajudar wink

Se vc só quiser ver pirâmides, 2 dias no Cairo tá bom. Eu fiquei 4, mas 3 tá de bom tamanho na cidade. Mas o Egito é mais que isso. Qq coisa leia o post que a Majô hospedou (que eu escrevi). "Egito com a Cristina".

Dominique Oliveira
Dominique OliveiraPermalink

Ricardo, estou como o Andre Fagundes, não sei como me comunicar com vc além daqui. Acabo de ler seu livro "100 dicas" e acompanho suas intervenções na V&T, que assino há anos. Tenho 4 meses "free" e pretendo gastá-los num país árabe estudando o idioma. Tem alguma dica de onde é mais seguro, a melhor época, escolas de árabe para estrangeiros etc? Valeu!

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Dominique, o lugar para falar comigo é aqui mesmo mrgreen

Acho que você deveria começar a pesquisa pelo lugar que te atraia mais.

Se passasse pela minha cabeça estudar árabe, acho que eu começaria procurando pela Tunísia, por ser um lugar exótico mas light, e iria em qualquer estação fora do verão.

Mas talvez você se sinta mais atraída pela modernidade de Dubai, ou pelo exotismo ainda mais acentuado do Marrocos.

Você conhece alguma escola de árabe no Brasil? Pode ser um bom começo para a pesquisa.

Deve ser muito fácil também estudar árabe em Paris...

Dominique Oliveira
Dominique OliveiraPermalink

Poxa... é exatamente o que disse ontem ao meu marido! Se não achar nada interessante (e seguro), vou para Paris porque lá aprendo árabe! rsrsrs
Mandei ontem uma mensagem para a barbrinhanasarabias, quem sabe ela não me ajuda? Agora, sou mais Tunísia e Marrocos do que Dubai. Mas uma amiga voltou de um congresso na Tunísia e disse que não é assim tão light não. Discorda? Mesmo para mulheres sozinhas não-muçulmanas?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Veja bem, Dominique, eu estou aqui na condição de palpiteiro, apenas...

O que eu ouço de falar de Túnis (nunca estive lá) é que é uma cidade razoavelmente cosmopolita, mediterrânea, e onde os táxis têm até taxímetro mrgreen A cidade tem um centro moderno e europeizado, uma medina autêntica e, ali pertinho, as praias de Sidi Bou Said e as ruínas de Cartago. No Marrocos, seria mais ou menos como Casablanca ter a medina de Marrakech (ou de Fez) dentro da cidade, e ainda as praias de Essaouira a vinte minutos... (Ou então como se Tânger fosse mais mediterrânea do que árabe.)

A cidade mais cosmopolita do mundo árabe, acredito eu, seria Beirute. Eu sou louco por ir a Beirute, mas a situação ainda é meio instável por lá. Caso você queira se apaixonar pela idéia de estudar em Beirute, tente ver "Caramelo", uma linda comédia libanesa que está em cartaz em São Paulo.

Ao mais absoluto acaso, achei uma matéria do Telegraph de uma inglesa que foi estudar árabe em Túnis. Tem o serviço do curso também.
http://www.telegraph.co.uk/travel/destinations/middleeast/1308227/Learning-Arabic-four-weeks-in-Tunis.html

Aqui está uma matéria recente do New York Times sobre a Tunísia.
http://travel.nytimes.com/2008/05/25/travel/25next.html?scp=3&sq=tunisia&st=tcse

Por menos hard que seja o assédio aos turistas e sobretudo às mulheres, você não escapará de se sentir como uma mulher ocidental num país islâmico. A autora da matéria diz que as lições de árabe ajudaram bastante: basta falar árabe para os homens tomarem tenência.

Lembre-se também de que, não importa o lugar que você escolha para estudar, você estará numa situação bem diferente de um turista (ou de um participante de congresso). A escola naturalmente vai moldar e mediar a sua interação com o lugar e a cultura. Você vai estar protegida e guiada.

Se você tem quatro meses para a empreitada, acho que não seria uma má idéia dividir o esforço entre Paris e o país escolhido (meio a meio, ou 1 mês em Paris, e três meses in loco). Você já chega com algum conhecimento tanto da língua quanto da cultura, e o choque será bem menor.

Aqui vai uma lista de lugares onde dá para aprender árabe em Paris.
http://www.imarabe.org/temp/centrelangue/autour/apprendre-d.html#paris

Eu tentaria aprender no Institute du Monde Arabe mesmo, porque o prédio é LINDO mrgreen
http://www.imarabe.org/temp/centrelangue/apprendre/formations-a.html

Não deixe de googlar "learning arabic in Morocco" ou "arabic courses in Morocco" para ver se aparecem matérias ou opiniões. Eu não fui muito fundo, não. Do que veio nas primeiras páginas, achei interessante esse curso aqui em Fez: http://www.alif-fes.com/

O "default" quando se procura curso de árabe no exterior é o Egito. Na primeira página do Google aparecem cursos e mais cursos no Cairo. A Barbrinha nas Arábias pode te ajudar muitíssimo.

Sempre lembrando: todas essas são dicas de um googleiro e turista. Mantenho a primeira dica que te dei: escolha o país que mais lhe interessa e vá atrás de cursos por lá.

Cibelli
CibelliPermalink

Estive na Turquia de 27 de agosto a 6 de setembro, no meio do período do Ramadã (este ano foi de 21 de agosto a 19 de setembro). Na Turquia tudo permanece normal para nós, ocidentais. Os restaurantes, bares e cafés abrem normalmente, e não vi restrições para bebida alcoólica em lugar algum (chegamos a tomar uma cervejinha em pleno Hipódromo, quase na hora do por-do-sol).
O que pode atrapalhar é o mau humor de alguns garçons e vendedores, principalmente no período da tarde (imaginem a fome!), mas há que se ter compreensão, não é mesmo? Um vendedor do Grand Bazar estava com dor de cabeça, oferecemos um comprimido, e ele recusou devido ao Ramadã (tadinho...).
Recomendo a área de Sultanahmet, perto das grandes mesquitas e do Hipodromo, durante o por-do-sol. O movimento das pessoas que vão até lá, estendem suas toalhas e preparam suas refeições nos jardins e parques, é algo inusitado e fascinante. Os restaurantes ficam lotados e há um clima fantástico de alegria e congraçamento no ar. Muito legal!
Cibelli
Sorocaba/SP

BEL
BELPermalink

Adorei as dicas, confesso que me deixaram um pouco apreensiva com o Ramadã, pois viajo p Dubai, Siria e Jordânia, depois de amanhã. Quando voltar conto como foi por lá.
Obrigada pelas dicas.

carla
carlaPermalink

Gostava de saber como foi a tua experiencia no dubai durante o ramadao, pois tenciono viajar para la este ano..
obrigado

Claudio Parente
Claudio ParentePermalink

Estou agora em Dubai e durante o Ramadã. O unico problema é a almentacao. Fora isso nao estou vendo nnhum problema, alias, so stou vendo vantagens. Como tudo fica mais vazio neste periodo, os locais ficam mais em casa e os turistas evitam o periodo, tudo ficam sem filas. Ontem estive no Ferrari World em Abu Dhabi e parecia meu parque paticular, totalmente vazio e sm filas. Maravilhoso para quem quer ir em tudo sem esperar horas em filas.
Para quem é desesperado por comida, nao se preocupe. Aqui alguns restaurantes em shoppings e parques colocam tapumes de isolamento onde dentro voce consumir de tudo, sem ter que ir ao wc para tomar agua! smile
Em resumo, estou aproveitando muito, e o Ramadã so esta facilitando minha vida.
Ramadã Kareem a todos!

Henrique Carvalho
Henrique CarvalhoPermalink

Ótimo post ! O Ramadã é muito interessante e é uma tradição que poucos brasileiros conhecem . Curiosa a proibição de dança do ventre no Egito e a recomendação aos turistas de Dubai sobre a água rs .

margarida gonçalves
margarida gonçalvesPermalink

vou para o dubai no próximo dia 10 de julho e calha no ramadão. estou preocupada pois estou vendo que é muito complicado tomar refeiçoes durante o dia. Nos centros comerciais as áreas de alimentação estão fechadas? sei que está fazendo mto calor, tenho que levar casacos por causa do ar condicionado? o que faz um ocidental no ramadão no dubai?

Me dêm dicas ok?