Você esteve recentemente na Argentina ou no Chile? Conte se a gripe suína pegou você ou não

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Está na capa de todos os portais: o governo acaba de recomendar que brasileiros evitem viajar à Argentina e ao Chile, por conta da explosão de casos de gripe suína nos dois países.

Aqui no blog já houve um caso relatado: uma leitora entrou serenamente numa caixa de comentários para dizer que tinha apanhado a nova gripe em Buenos Aires durante o feriado de Corpus Christi e já tinha contaminado duas pessoas no Brasil, e por isso estava de quarentena em casa.

Feita sem histeria, a recomendação faz sentido, já que não é insignificante o número de turistas que voltam contaminados do inverno do Cone Sul.

Em sua forma atual, a gripe suína representa um problema (é mais contagiosa do que a gripe comum, porque ninguém tem anticorpos contra ela) e uma enorme chatice (quem pega é obrigado a ficar isolado em casa). Mas nada, nada, nada indica que, em seu estágio atual, ela seja mais perigosa do que a gripe comum.

Ao não recomendar viagens à Argentina e ao Chile, as autoridades sanitárias tentam evitar ou retardar a chegada da epidemia ao Brasil. E ao adiar uma viagem a esses lugares, o turista evita pegar uma gripe que pode levar a férias forçadas em casa, na volta.

(Se bem que eu acho que a gente não vai escapar de se sujeitar a pegar gripe suína neste inverno por aqui mesmo.)

Mas sempre é bom lembrar que ir à Argentina não oferece o mesmo risco de transar sem camisinha ou atravessar a rua sem olhar o sinal. É uma gripe, não uma hepatite C. E não é TODO MUNDO que volta infectado; a maioria não se gripa.

Para tentar comprovar essa tese, e dar algum apoio (sem garantias, pessoal, sem garantias!) a quem eventualmente decida manter seus planos de viagem, é que eu peço: você foi (ou conhece quem foi) à Argentina e ao Chile recentemente e não pegou gripe suína?

(Se você pegou, ou conhece quem pegou, também deve falar, claro.)

Gracias!

226 comentários

Larissa Oliveira

Uma amiga esteve lá no fim de maio com o marido. Passaram uma semana e só trouxeram boas recordações de volta ao Brasil.

leo
leoPermalinkResponder

a falo viu, Srº Gripadinho !!!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Falei a pouco com um casal que retornou no domingo.
Estão cem porcento wink

diogo
diogoPermalinkResponder

bueno riqs, como vocês puderam ver nos posts do destemperados, estive em baires no feriado pra comemorar o dia dos namorados. foi tudo muito tranqs, nem vi sinal de gripe nem coisa nenhuma. o único indício de precaução foi um uma espécie de painel branco que fomos obrigados a passar pela frente em ezeiza (creio eu que para avaliar a nossa temperatura corporal), e as máscaras utilizadas pelo pessoal da alfândega. e só. juro.

Lorenzo
LorenzoPermalinkResponder

Ricardo,

Fui eu, minha namorada e mais um casal de amigos.

Só trouxe 10 garrafas de Malbec, gripe suínda ficou por lá mesmo.

Alexandre Giesbrecht

Uma pessoa próxima, que não esteve nem na Argentina nem no Chile, está com suspeita, por causa de um contato com uma mexicana. Como o contato foi bastante breve, tudo indica que o resultado do exame será negativo — e aí esta pessoa está apenas com sinusite. Mas já deu para perceber a neura que cerca a doença.

Marcie
MarciePermalinkResponder

Meu sobrinho, que morava nos EUA até o mês passado, acaba de ser transferido pro Chile - Viña del Mar, para ser mais exata. Perguntei a ele e ele disse que trabalha numa empresa enorme e que ninguém está gripado ou conhece alguém que esteja.

Difícil dizer a essa distância mas por tudo o que tenho lido acho que as ôtoridades brasileiras se precipitaram ao tomar essa atitude.

Aline
AlinePermalinkResponder

Bom, eu vou para os dois países daqui a 22 dias!!! E não pretendo mudar meus planos a não ser q decretem estado de calamidade pública por lá...

Tom
TomPermalinkResponder

Tb vou para os dois países em julho até dia 23 e tb nao vou cancelar nada ^^

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Riq, eu tenho um amigo que comemorou o dia dos namorados lá e estava com uma namorada argentina com suspeita. O aniversário dele foi ontem e no facebook eles disseram estar aproveitando muito. Acho que não deu nada!

Fernanda (fefelima)

Ia responder no twitter, mas vim aqui prestigiar o blog!
Voltei de Buenos Aires semana passada (junto com a Merél) e passei tão mal que podia jurar que estava com gripe suína. Quase fui pro hospital.

Mas no final não passou de um sanduiche meio podre da Gol que me deu uma intoxicação alimentar. wink

Mariana "de Toledo", a.k.a. @merel

Estava na Argentina desde o dia 8, e cheguei de volta ao Rio de Janeiro neste domingo, à noite.

O que senti perto de sintoma de gripe foi super ligeiro, ainda lá, mas certamente apenas por ter andado mal agasalhada. Foi só colocar um casaco mais grosso e pronto - passou a dor de garganta, a tosse, e fiquei bem. Era um início de um resfriadinho, apenas.

Porém, uma amiga minha ficou super mal assim que chegou aqui. Ela voltou antes de mim. Os pais dela são médicos, então mantiveram ela isolada em casa, sem contato com ninguém, em observação. Foram 2 ou 3 dias bem mal, mas agora ela já está recuperada. Não foi gripe suína, mas deu uma assustada até diagnosticarem que efetivamente não era.

Vi umas quatro pessoas de máscara pelas ruas em quase duas semanas de viagem. No aeroporto, muitos funcionários e alguns turistas usavam máscaras também. No avião, um casal ficou encoberto por casacos o tempo inteiro (só tirando na hora do lanche... vá entender).

Não sei se é realmente um risco ir para a Argentina, mas acho que cada um precisa analisar se ficaria à vontade e se conseguiria se divertir da mesma forma fazendo turismo no meio desse bafafá sobre a doença. Principalmente caso passasse por uma situação como a minha, ou como a da minha amiga. Uma gripe comum que não causaria maiores preocupações, ou algo mais forte porém diferente de gripe suína podem, neste cenário, deixar alguém em pânico por 2 ou 3 dias, e acabar estragando a viagem.

Mariana "de Toledo", a.k.a. @merel

Ok, eu e a amiga que falei nos pronunciamos no mesmo momento. hahahah

É a Fernanda, ali em cima.

Hugo Loureiro
Hugo LoureiroPermalinkResponder

Três amigos foram para BUE no feriado e voltaram sem nenhum sintoma da gripe. No entanto pelo que li os casos na cidade de São Paulo triplicaram nos últimos 10 dias e a maioria dos casos foram de pessoas que viajaram para a Argentina.

De qualquer forma o estrago já está feito, acompanho quase que diariamente notícias da região da Patagonia Argentina e Chilena e por lá é grande a expectativa de como será a temporada de inverno pois está região não tem casos desta doença e o temor é grande que os turistas tragam esta doença para a região mas ao mesmo tempo toda a região patagônica depende do turismo.

Bariloche que é o grande centro está montando um grande esquema para receber os "egressos" (estudades secundaristas em formatura), que serão obrigados a descer dos onibus antes de chegar a cidade e passar um por um por exames e caso algum esteja com suspeita todos deveram ficar em observação. Por essas e outras que o governo ARGENTINO está desaconselhando a não viajar em grupos de uma área que não tem foco de H1N1 para um local sem a doença e vice-versa.

Alessandro A.
Alessandro A.PermalinkResponder

Eu e minha esposa fomos em maio para Santiago e não tivemos nada, mas na época ainda não existiam casos confirmados no país. Uma amiga minha foi com um grupo de amigos no último feriado para lá também, e ninguém teve nada.

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

O seguinte é esse: amanhã vou para Bariloche (independente, pessoal, independente, sou 100% não pacote) e de lá só quero trazer boas lembranças, boas fotos e vinhos. Se eu voltar com gripe suína vai ser pior porque se não me deixarem trabalhar eu aproveito e viajo de novo. E em agosto tem Santiago (se eu pegar agora já vou chegar lá anticorpizado).

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Só para dizer (1) que 50% do voo GRU-EZE na quinta última estava usando máscaras, (2) que do aeroporto de Bariloche só se sai depois de passar por uma maquininha que mede a temperatura do corpo e (3) que tomar vinho nacional aqui na Argentina com esse friozinho e esses precos é tao bom...

Flávia
FláviaPermalinkResponder

Fomos (2 casais) para BsAs neste ultimo feriado 11.JUN e não percebemos nada de anormal por lá. E tb não pegamos gripe!

André
AndréPermalinkResponder

Eu e minha esposa estivemos em Montevidéu, no feriado de Corpus Christi. Eu sei que vc perguntou Argentina e Chile, mas acho que Uruguai é mais ou menos a mesma coisa... uma província da Argentina. (Espero que os uruguaios me perdoem a generalização...)

Brincadeiras a parte, na verdade, o intercâmbio de pessoas e visitantes entre os 2 países é bem intenso. Uma parte considerável de brasileiros visita os 2 na mesma viagem, passando por Montevidéu, Colônia, Punta e Buenos Aires, por exemplo.

Não tivemos problemas com gripe suína, nem vimos sinal de ninguém preocupado com ela.

Geraldo Gontijo

Riq, estive em BsAs no final de Maio, e me chamou a atenção um aparelho pelo qual tivemos que passar no desembarque, que media a temperatura do corporal, achei um pouco exagerado pois para nós aqui no Brasil a Gripe praticamente já era coisa do passado!
Fora isso foi só alegria, comemorei meu aniversario de casamento e voltei pra Caxias inteiro!
Saludos

Dionisio (www.blig.com.br/dionisio)

RIQ, aos poucos, parece que a tal gripe vai chegando. Para ti que és gaúcho e anchietano (rival...hehe): uma pessoa em São Gabriel, fronteira com o Uruguai, está na UTI com a gripe suína, e o tradicional Colégio Farroupilha de Porto Alegre está com as atividades suspensas até o dia 29, porque um de seus alunos contraiu o virus.

Pode ser que essa gripe não seja grave, mas aos poucos os casos vão ficando mais próximos de nós.

Ricardo Freire

Antes de mais nada: Rosarienses / ao céu se levante / nossa voz de entusiasta afeição / cadenciada num hino vibrante / ao colégio de nossa eleição.

Não sei nem chegar no Anchieta shock

Eu tenho certeza de que a gripe vai ser comum entre nós até o fim do inverno, Dionísio.

De vez em quando eu faço troça de quem tem medo de ir ao hemisfério norte agora no verão; mas aqui embaixo, durante o inverno, o risco existe, sim, e é perfeitamente compreensível que a pessoa não queira se expor à chateação de pegar essa gripe.

Mas tenho certeza de uma coisa. Vai ter gente que vai cancelar viagem à Argentina agora e pegar a gripe sem sair de casa quando agosto chegar...

Sílvia Soares

Bem, eu ia pra Buenos Aires em julho com uma amiga e acabo de cancelar. Com um bebê em casa, não dá pra arriscar. Se eu pegar a gripe por aqui (e transmitir para o meu filho), pelo menos não fico com o mesmo peso na consciência que eu ficaria se pegasse lá.

Flávia
FláviaPermalinkResponder

Olá, eu tbém cancelei a viagem que ficaria em B.A do dia 25/06 a 30/1. Tenho meu pai com um pulmão ruim pq fumou a vida inteira e certamente não aguentaria a gripe. Melhor não arriscar do que ficar o resto da vida com a consciência pesada. Compartilhamos da mesma opiniao. Abçs

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalinkResponder

Um amigo querido que é piloto da TAM voltou de Buenos Aires sexta passada e só hoje teve o exame confirmado como H1N1. Está em casa, em isolamento, mas nessa próxima sexta já recebe alta e volta a voar. Diz ele que foi uma gripe super normal, longe de ser a mais forte que já pegou. O tratamento foi tranquilo e hoje, 4 dias depois da viagem, já não tem sintoma nenhum. Eu sempre achei e continuo achando esse pânico exagerado -- é muito mais fácil você morrer de dengue aqui no Brasil, mas isso ninguém fala mais porque já saiu de moda e não dá mais ibope.

Marcio Nel Cimatti

Pessoal,

Meu irmão está com viagem marcada para semana que vem para Buenos Aires. Queria a opinião de vocês. Precisa desmarcar mesmo??

Abs! Valeu!

Ricardo Freire

Marcio, acho que vale o critério-dengue.

Eu viajaria, porque não tenho medo de gripe e três ou quatro dias de isolamento forçado não seriam um transtorno na minha vida.

Mas cada um, cada um.

Marcie
MarciePermalinkResponder

Eu viajaria, sem a menor dúvida. De mais a mais acho melhor pegar uma gripe dessas viajando do que ficando em casa...

Mauricio Oliveira

Estive semana passada em Foz do Iguaçu e visitei o lado argentino do parque nacional. Conta? rsrs
Por enquanto ta tudo bem... sem nenhum sintoma...
E voltei cheio de recordações, boas lembranças e muitas fotos.
grin

Sidnea
SidneaPermalinkResponder

Fiquei em Buenos Aires durante sete dias na primeira semana deste mes. Fui com duas amigas. A viagem foi otima e estamos muito bem.

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

Estive em Buenos Aires e em Montevidéo na última semana de maio e voltei bem, assim como o marido!
Na época estavam confirmando os primeiros casos em ambas as cidades (o assunto tomou a imprensa) e pelo jeito a coisa se alastrou rapidamente.

Carlos Nascimento

Só para dizer que hoje, e também amanhã, aqui em Aracaju o grande risco é de se contrair uma GRIPE JUNINA, o céu está tomado pela fumaça das fogueiras e fogos de artifícios (desculpe-nos pela contribuição ao aquecimento global, acompanhada de alguma indisposição pelo excesso de pamonhas, milhos, amendoins (aqui em Sergipe é cozido, pé-de-moleque (de massa puba com coco assado na folha de bananeira, e não de amendoim com açúcar), bolo de macaxeira (não confundir com mandioca ou aipim, bolo de puba (feito com o polvilho da mandioca/aimpim, bolo de milho, canjica, curau, munguzá (que é aquilo que no Sul e Sudeste chamam de canjica), etc. etc.etc.
Quem quiser acompanhar um pouco da nossa festa a partir das 23h30tem transmissão ao vivo pelas emissoras da Rede Brasil (educativas) ou a partir das 22h pela internet na TV Aperipê http://www.aperipe.se.gov.br, ou TV Cidade http://www.tv.cidade.com ambas vão estar transmitindo de hoje, até o dia 28 o Forrócaju e um pouco do Arraiá do Povo na Orla de Atalaia.
E com dizemos por aqui UM FELIZ SÃO JOÃO A TODOS!

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Pq meu trabalho não me mandou para a filial de Salvador amanhã, por que?!!! aproveitem!!!

Carlos Nascimento

Corrigindo o link da TV Cidade é http://www.tvcidade.com/

Chris
ChrisPermalinkResponder

Riq,

Eu e meu marido estivemos em BsAs e Mendoza no último feriado. Passamos por uma situação bastante típica no voo de volta ao Brasil. Depois de aproximadamente 01 hora de voo os comissários começaram a distribuir máscara e determinar que todos nós as colocássemos pois no nosso voo tinha um passageiro com graves sintomas da gripe. Quando aterrizamos a Anvisa tomou as providencias de retirar o passageiro do avião, que saiu de ambulância. De qualquer maneira deixamos os nossos dados para alguma espécie de controle. De qualquer forma, até agora não tivemos qualquer sintoma de gripe. A viagem foi ótima e tudo não passou de um susto.

Caio
CaioPermalinkResponder

Oi Riq. Eu sou, também, professor de Quimica em SJCampos e o colégio ANGLO em Taubaté suspendeu as sulas dessa semana. Foram 2 alunos (não parentes) e de séries diferentes infectados.
Ambos estavam em Buenos Aires no feriado anterior.
Abs

ana
anaPermalinkResponder

alguem sabe se eu pegar a gripe suina em bariloche , tenho que ficar por lá ate a cura

Ricardo Freire

É uma boa pergunta, Ana shock

Acredito que não. Só na China fizeram isso.

Magrineli
MagrineliPermalinkResponder

Putz, nisso tudo minha irmã já tinha planejado uma ida à Argentina seguida pelo Chile... vou ligar e saber o q ela vai fazer....

Luisa
LuisaPermalinkResponder

Nao estive no chile e muito menos na argentina, mas estou passando um tempo em chicago. Por aqui se falou muito em gripe suina, que dos 50 estados americanoss 35 ja tinham se contaminado... bla, bla , bla.. mas eu frenquentei college,rodei a beca em chica city, aqui tem milharem de mexicanos.. e nada de gripe, pelo menos por mim nao passou, gracas a deus! Tudo numa boa! Agora o verao aqui hein.. ta parecendo Rio de janeiro! Amei!!

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Riq;
Vou para Villa La Angostura de 17 a 24 de julho. Como somos um grupo de 17 pessoas, meus filhos pequenos inclusive, liguei para pediatra deles que me disse para não desmarcar. Já o pediatra de outra criança que vai, achou melhor não irmos.Enfim, a menos que haja uma calamidade pública eu vou! O problema parece ser o avião. Acho que a patagônia não está na área de risco né? Vou tomar muita vitamina c e seguindo o conselho do médico, lavar sempre as mãos e umedecer boca e nariz.
Conto na volta, sã e salva eu espero! Abs.

Adriana
AdrianaPermalinkResponder

Olá,
Estamos com viagem marcada para o mesmo período, mas ainda não decidi se vou cancelar, devido as crianças.
Qtos anos tem seus filhos? Os meus tem 8 e 5
grata

Ministério da Saúde

Ana Luísa e Adriana, o Ministério da Saúde só aconselha o adiamento, ou até mesmo o cancelamento da viagem, para países com circulação sustentada do vírus para os seguintes casos: crianças de até dois anos de idade, idosos, gestantes e pessoas que tenham um quadro de imunodepressão.
Na chegada a esses países é importante seguir as orientações das autoridades sanitárias e usar máscaras sempre que solicitado. Todas as pessoas devem ter cuidados de prevenção, como: lavar as mãos com água e sabão frequentemente, cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar e evitar locais com aglomeração de pessoas.

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Me tire uma dúvida; em nosso grupo há uma gravida de 6 meses e uma pessoa que tem asma, porém é controlada, ou seja ela não entra em crise há tempos, essas pessoas podem confirmar a viagem ou devem desmarcar?Grata.

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Nossa Adriana, os meus tem 9 e 5! Acho que não vou desmarcar não...

Marcos Pivetta

Um amigo meu voltou da Argentina na sexta-feira e, aparentemente, está sadio. Mas ficou surpreso com o despreparo dos argentinos em lidar com a gripe suína. Parece que a coisa está meio na base do improviso lá em BA. Sugiro acompanhar as últimas sobre a gripe na Argentina no site do jornal Clarin.

Eu tinha viagem marcada para BA no fim de julho. Ia com toda a família. Mas resolvi cancelar a viagem por causa do meu filho de seis anos, que está sempre gripado. Não quis arriscar. Provavelmente a medida foi um excesso de zelo paterno. A chance de alguém morrer da gripe suína é praticamente a mesma de alguém morrer de gripe comum. Ou seja, muito baixa. Tanto que vários amigos meus estão indo em julho para a Argentina mesmo assim. Se você não tem uma baixa no sistema imunológico, não deve ter maiores problemas em lidar com a gripe suína.

De qualquer forma, acho que as autoridades brasileiras estão fazendo o certo ao alertar a população sobre a grande chance de pegar a gripe na Argentina. É raro, mas parece estamos mais acertando do que errando nesse caso. Espero não queimar a língua ...

Dionisio (www.blig.com.br/dionisio)

RIQ, desculpe por te chamar de anchietano, eterno rival dos farroupilhenses (como eu...). Não sei de onde tirei a certeza de que estudaste no Anchieta. Se li em algum lugar, li muito mal. Desculpe, novamente. No mais, bacana saber que és Rosariense, como meu pai.

Ainda sobre a gripe, vindo para o trabalho eu ouvi no rádio o secretário da saúde do RS, que confirmou que a gripe não é grave, mas se propaga com facilidade, pela falta de defesas no nosso organismo.

Mas o prognóstico do secretário não é nada animador. Ele acha bem provável que ocorra uma epidemia de baixa graduação no RS, logo, logo.

Hugo Loureiro
Hugo LoureiroPermalinkResponder

Pessoas, o Governo quando faz um alerta como o do ministro Temporão, é porque eles não querem que você viaje para áreas com o H1N1 e não traga a doença para o Brasil. Eles estão carecas de saber que esta gripe é como uma outra qualquer, no entanto como ninguem tem anticorpos contra ela o índice de contágio é muito alto. O que eles querem evitar é uma epidemia, ou seja se você viajar e ficar doente, isso não vai causar problema algum para você e nem para o estado, agora se milhares de pessoas viajam e ficam doentes e outros tantos milhares pegam esta doença aqui no Brasil destes que viajaram, aí sim se torna um problema para o estado. Quatro dias de uma pessoa podem não ser nada, mas de milhares é um problema. E levando em conta as estátisticas de mortalidade, acho que de cada 1000, 5 podem morrer, num país enorme e com a saúde precária como o nosso isso pode levar a um número elevado de mortes.

Ricardo Freire

Assino embaixo em tudo o que você, o Dionisio e o Marcos disseram.

Conforme eu escrevi no texto, as autoridades têm razão em tentar, de todas as maneiras, fazer o Brasil passar este inverno sem epidemia diagnosticada.

Mas cabe a cada viajante decidir se segue a recomendação ou não, de acordo com o seu estado de saúde, sua família, sua situação profissional, seu ânimo e, por que não, sua consciência social ("não quero ajudar a trazer essa gripe para cá").

No fim das contas sou meio cético, e acho que essas medidas são inócuas. A Argentina foi um dos poucos países que suspenderam os vôos para o México no auge da gripe ém território mexicano. Mas o inverno se encarregou de trazer e espalhar a gripe. E não vejo como ela não chegue com relativa força pelo menos ao sul e sudeste do Brasil.

Aos vibanas de plantão: o segundo semestre deve vir com ofertas irresistíveis em Buenos Aires...

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Se tiver promoção, até eu vou pra lá...

Carla
CarlaPermalinkResponder

É tudo o que eu quero - a promoção, claro, não a gripe... wink

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Uhuuuuu!!!

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Adorei o 100% não pacote do Pê Esse, hehehe

São só 4 dias em casa? Achei que era um monte de tempo, tipo um mês...

Eu não deixaria de ir - e olha que eu pego gripe a 3 por 4...

Ernesto, o  pato

Falvia

Sentimos falta de voce na pizza!

Dionisio (www.blig.com.br/dionisio)

Se Deus quiser e meu Grêmio ajudar, com ou sem gripe, irei a La Plata ou Montevideo para a final da Libertadores!

Guilherme Lopes

Xiii, Dionisio!

Compra logo uma passagem aí e vem correndo pra BH! Vai ser a sua última chance de viagem este ano para acompanhar o Grêmio pela Libertadores.

; )

Thiago Parente

Se eu tivesse filhos pequenos, menos de 10 anos, e a viagem fosse amanhã desmarcaria, mesmo que estivesse indo sem eles, se houvesse algum prazo para ver o que acontece, esperaria mais um pouco. Sei não, quem vai pra esses lugares nessa época procura neve, inverno, muito propicio ao desenvolvimento dessas doenças né?

Rachel Martins

Eu acho que, claro, não dá para negar, a gripe suína está aí, independentemente do destino que você escolha para passear. Eu conheço uma pessoa, onde moro, que acabou de chegar da Argentina e ficou em isolamento, pois contraiu a doença. Graças a Deus, está bem. Mas também não dá para deixar de viajar e curtir a vida. Porque, fala sério, a gripe é tão perigosa quanto à dengue, que já matou muita gente. Eu, por exemplo, estive 28 dias entre Europa e África, em maio, e não peguei a gripe. Agor, claro, devemos ficar atentos aos sintomas, para que possamos tratar a doença em tempo hábil, sem maiores consequências. Como diz Fernando Pessoa "Navegar é preciso, viver não é preciso" (o que ele que dizer com isso é que não existe exatidão em viver)

Eliane Imanaga

Tenho uma viagem agendada para o feriado de 09/07 para Santiago do Chile. Alguem poderia me dizer como é que está lá?
Vejo que do jeito que está não importa, pois corremos o risco de pegar aqui em SP tbm.

Ricardo Freire

O melhor jornal de Santiago: http://www.elmercurio.com

Nhatinha
NhatinhaPermalinkResponder

Cheguei mais atrasada que as meninas, mas estive em Buenos Aires nos mesmos dias que a Fernanda (fefelima) e enquanto a Mariana "de Toledo" estava lá. Voltei com sinusite que já estava ameaçando atacar e piorou com o frio, mas foi só. Vi tanto, mas tanto, mas TANTO, brasileiro lá que posso garantir: o risco era exatamente o mesmo que passear pelo Rio de Janeiro ou trabalhar na Vale.

Fui com meu irmão, meus pais e meu namorado. Todos voltaram bem!

Fiorella
FiorellaPermalinkResponder

Oi, Ricardo
É a primira vez que visito aqui, mas vamos lá...
Ainda não fui a Buenos Aires, mas não pretendo cancelar ou adiar a minha viagem, que está marcada pra daqui a 20 dias. Tenho duas amigas que iriam nesse fim de semana e cancelaram depois do aviso do ministro.
Eu penso exatamente como vc. Sou meio cética com relação ao exagero, e também acho que muita gente vai pegar a gripe ficando em casa. Sou tão apaixonada por Buenos Aires e pela Argentina em geral que corro o risco e, como minha amiga e companheira de viagem também pensa assim, lá vamos nós.
[Ainda faltam uns dias, mas qdo voltar eu posto aqui]
...Se bem que antes disso acompanharei o Dionísio na viagem com o tricolor por "la plata"...
Saludos!

Alexandre
AlexandrePermalinkResponder

Eu estava pensando em ir ao Chile em julho, mas há uns 20 dias eu li que os casos de gripe suína por lá estavam muito elevados, por conta própria decidi adiar meus planos, antes mesmo do Ministério da Saúde fazer essa recomendação... não custa um pouco de cautela, quanto mais tempo levar pra essa gripe se alastrar por aqui no Brasil, mais perto de se ter uma vacina desenvolvida e evitar encheções de saco, como ficar preso em casa e isoldado esperando melhorar de uma gripe .

Adriana
AdrianaPermalinkResponder

Alguém sabe a situação da gripe no Caribe ?
Estou pensando em ir para Punta Cana aem Julho.

Ricardo Freire

É verão por lá. E no México também mrgreen

Você só corre risco de pegar no aeroporto, aqui... ou de turistas que viajem gripados para lá... mas é muito, muito baixa a probabilidade.

léo
léoPermalinkResponder

Pessoal, viajo daqui a 35 dias com minha esposa para Argentina e Chile, não cancelarei nossa viagem, O gorverno geralmente é histérico nesses quadros (lembram da campanha da rubéula).Coversando com um amigo médico, ele me indicou tomar Vitamina C pelos menos 30 dias antes da viagem, sempre lavar as mãos quando chegar da rua e se manter hidratado !
Os relatos acima mostram que o bicho não é de sete cabeças. Salvo os grupos de risco é claro !!

Majô
MajôPermalinkResponder

Posso dizer o seguinte: quando estivemos em fevereiro em Buenos, Bia pegou uma baita gripe lá, com febre, e ninguém falava em gripe suina. Falei com o médico via skype (salve ele !),que receitou um antibiótico e eu consegui comprar mesmo sem receita e mantivemos a estadia por lá. That's it. Pois pois, o risco existe sempre, eu só evitaria de viajar se tivesse criança pequena.

Paula*
Paula*PermalinkResponder

Meu primo e sua bela acabaram de chegar de uma viagem para o Chile e Argentina (15 dias). Estão ótimos, felizes e trabalhando! wink

luis r.
luis r.PermalinkResponder

Já perdi a conta do número das vezes que estressei por conta dessa gripe, daí relaxei, depois voltei a estressar, desencanei de novo... tudo no ritmo da cobertura da mídia, mais ou menos histérico dependendo da necessidade de se criar boas manchetes. Atualmente estou na curva do stress, pois estava quase comprando passagem pra viajar em novembro pro México (a preços pra lá de camaradas) quando o governo veio com essa de não visitarmos nem os vizinhos. E aí? Relaxo de vez e gozo dessa promoção?

Sylvia Amaral
Sylvia AmaralPermalinkResponder

Faça uma análise do custo/benefício. Será que o que você vai gastar com médicos e remédios não vai superar o valor da promoção da viagem? Brincadeiras à parte. Já disse isso no meu comentário: acho sacanagem a gente não ter medo da gripe e (eventualmente) contaminar outros, que têm medo da gripe. E também não acho legal sermos corajosos e contaminar (eventualmente) pessoas que vão contaminar pessoas, que vão contaminar pessoas. O negócio começou a pegar por aqui tbem. Mas a gente pode estar ajudando para que a propagação possa se dar além do sistema que temos visto: só que veio de fora ou quem teve contato com esse que veio de fora. O negócio vai pegar quando esse último começar a passar para um terceiro, quarto... Sei lá. Repito: vai indo que eu não vou!

Ricardo Freire

Sylvia, a doença está avançando por terra também. Já chegou ao Rio Grande do Sul. Onde tem inverno rigoroso haverá gripe suína no Brasil.

Mas respeito e admiro seus motivos para não viajar.

Acredito que a gente só esteja discutindo esse assunto porque muita gente está com viagens acalentadas e marcadas há algum tempo. Evidentemente pouquíssima gente hoje teria ânimo de sair de casa para comprar uma viagem a um foco de gripe, por menos perigosa que seja.

Ricardo Freire

Eita... é assim: em novembro vai ser inverno de novo no México. Pode ser que a gripe volte. Mas nesse meio tempo você pode pegar uma gripezinha por aqui mesmo e ficar com imunidade.

É uma gripe, Luis. Até lá já estará desmistificada.

(A não ser que volte mais forte na segunda onda. Nesse caso vai ser sério mesmo e ninguém vai querer sair de casa.)

luis r.
luis r.PermalinkResponder

Quer saber? Acho que compro a passagem, que, até novembro, já vai estar paga. Se as coisas parecerem boas então, vou-me; se não, uso no ano que vem... Só me falta aparecer uma gripe do iguana em 2010 razz
Abs!

Geo
GeoPermalinkResponder

Estive em BsAs em maio. Vi apenas alguns funcionários de máscara no aeroporto. Nenhuma das pessoas que viajaram comigo ficou gripada.

Sylvia Amaral
Sylvia AmaralPermalinkResponder

Pessoal, meu filho adolescente e + 3 amigos iriam para Bariloche no dia 30/06. Cancelamos a viagem. Fizemos considerações: por que expô-los a pegar a gripe além do que já estão expostos aqui? A gripe suína não é a "morte", mas existem (fora do Brasil) casos que não terminaram tão bem como os que contaram aqui. Também pegar a gripe pode não ser o fim do mundo, mas podemos contribuir para acelerar a propagação da doença por aqui. Tudo bem, não ligamos de ficar de quarentena, mas a nossa contaminação pode significar a contaminação de outros, que contaminarão outros. Efeito dominó, sabem? Acho um pouco de sacanagem, você não ter medo de pegar e passar para alguém QUE NÃO ESTÁ A FIM DE PEGAR E POR ISSO CANCELARAM SEU PACOTE PARA BARILOCHE OU SEJA LÁ QUAL PAIS FOR. Eu, particularmente ia odiar que algum de vocês que vai viajar e não tem medo da gripe suína, ficasse, por acaso, fechado no mesmo cinema que eu... Enfim, diz aquele velho ditado "cada um é cada um". Boa viagem. E como diz o Zé Simão: vai indo que eu não vou!!!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar