Gripe suína e viagens

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

gripe

Pronto. O Brasil acaba de entrar na fase que eu já tinha cantado aqui: há transmissão sustentada de gripe suína, H1N1, nova gripe (você escolhe), e ninguém mais precisa viajar para ficar gripado.

O governo de São Paulo decidiu adiar por duas semanas a volta às aulas. Quando o México (no início de maio) e a Argentina (no fim de junho) tomaram medidas semelhantes, esta foi a senha para que se instaurasse o pânico entre os turistas que estavam de viagem marcada. Se o ministro da saúde do Chile quisesse, poderia ir para a TV recomendar que os chilenos não viajem ao Brasil, igualzinho ao que o nosso ministro da saúde fez com o Chile.

Como algumas escolas particulares resolveram acompanhar o adiamento das escolas públicas, muitas crianças que deixaram de ir a Bariloche agora vão ficar presas em casa por conta do mesmo assunto.

Mas nada impede que essas crianças que não foram a Bariloche e não voltaram às aulas peguem a gripe no shopping, no cinema, no ônibus.

(A Argentina, que se tornou o maior foco da gripe suína na América do Sul, foi o único país que proibiu vôos de e para o México durante duas semanas. Adiantou? Claro que não.)

Ou seja: cancelar viagens por causa da gripe já se revelou inócuo. A gripe já chegou aqui -- trazida não pelos turistas, mas por caminhoneiros, por gente que viaja a negócios, pela geografia, pelo inverno. Talvez seja até mais fácil se prevenir (e cuidar das crianças) durante uma viagem do que ficando em casa, quando o nosso nível de atenção é menor.

É bom lembrar que, até o momento, não há turistas entre os mortos por gripe suína. Com exceção dos caminhoneiros, todos os mortos pegaram a doença aqui no Brasil.

Como não se noticiam as mortes por gripe comum, nem por dengue, nem por infecção hospitalar, nem por nenhum outro motivo, temos a sensação de que a gripe suína é incrivelmente mortal. Não é. Talvez venha a ser, caso o vírus se torne mais virulento numa segunda onda. Se isso acontecer (tomara que não!), é provável que quem tenha tido gripe suína apresente imunidade contra a nova versão mais robusta. O que pode ser mais do que um consolo para todos os que pegaram a gripe agora e sofreram a discriminação e a quarentena.

O assunto deve continuar em pauta, porque tudo indica que a gripe suína vai voltar no hemisfério norte no segundo semestre, no início do outono deles.

É por isso que eu quero deixar este post pronto, para lembrar que, dois pontos, parágrafo:

 Viajar, por definição, é correr riscos.

Ao decidir viajar, você pode se envolver num acidente de carro, sofrer um desastre de avião, ser barrado na alfândega, ter a bagagem extraviada, ser assaltado, perder os documentos, ter problemas com o cartão de crédito, enfrentar overbooking, ter suas reservas engolidas pelo sistema, ser atropelado, sofrer intoxicação alimentar, quebrar a perna, ter problemas de coluna, sofrer uma luxação ou entorse, ter que encurtar a viagem por causa de um imprevisto em casa, ser envolvido num ataque terrorista e, por que não, pegar gripe suína.

Ou seja: pegar gripe suína é só mais um dos inúmeros inconvenientes que podem acometer um viajante. Não dá para dizer que você não vá pegar gripe suína em viagem, como também não dá para dizer que você não vá ser assaltado -- nem que você não vá pegar gripe suína sem sair da sua cidade.

(Ficar em casa, por sinal, também envolve outros riscos, de tomar choque a bala perdida.)

O que dá para dizer é que, mesmo com todos esses riscos, a imensa maioria dos viajantes volta sã, salva e feliz de suas viagens.

Não, você não será um mau pai ou uma má mãe se levar seus filhos para viajar. Provavelmente você será um melhor pai e uma melhor mãe se viajar com seus filhos -- já que durante esse tempo eles estarão sob a sua atenção, coisa que não deve acontecer se vocês não viajarem.

E se você não conseguir se livrar da paranóia, então programe viagens apenas para lugares quentes.

Mas daí, cuidado com a dengue, viu?

Leia também:

Buenos Aires: vida normal e muitos cuidados´

Vá a Buenos Aires, e leve álcool-gel

38 comentários

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Prefiro a dengue eekops:
De frio já chega o que temos aqui em POA . sad

Paula*
Paula*PermalinkResponder

Sei que o assunto é sério, mas adorei o seu senso de humor e praticidade ao abordar o assunto. Acho que juntamanete com a gripe suína devemos controlar a paranóia. wink
Tudo bem! Eu assumo que comprei vidrinhos de álcool-gel para as minhas meninas que viajaram para Foz do Iguaçu e fiz algumas recomendações. Mas, lá estão elas, felizes e contentes, curtindo as férias.
Viver é uma aventura perigosa, não é mesmo?!
Então, ter cautela é ótimo, mas sem "nóias". wink

Netto
NettoPermalinkResponder

Sou médico no Rio de janeiro e tenho sentido bastante esse desespero nos meus plantoes. O que me chamou a atencao desde o começo da histeria é que nenhum dos pacientes tinha o biotipo de quem faz viagem internacional( deu pra entender né ?) A ignorância aliada a histeria da tv só tem aumentado a contaminacao já q poucas pessoas infectadas acabam transmitindo nas filas pra maioria q portam apenas um resfriado. No ano passado morreram mais de 4000 pessoas decorrente de uma gripe comum e naoda foi noticiado. Esse é o nosso Brasil

Netto
NettoPermalinkResponder

A expectativa é q 40 milhoes de brasileiros peguem a gripe em alguns meses. Entao nao é preciso viajar pra pegar o tal vírus, ela vai bater na sua porta. A propósito, aquele resfriado q vc teve mes passado ? Será q vc já nao teve ?

Ricardo Freire

Eita! Eu tive uma sinusite HORROROSA há uns dois meses. Se era a suína, tô feito smile

Cintia
CintiaPermalinkResponder

Ricardo, Cheguei ontem de Buenos Aires.Levei meu filho de 14 anos que teve uma intoxicação alimentar nada muito séria, poderia ter acontecido em qualquer lugar.Mas o que eu queria deixar aqui para todos é que me sentia bem mais protegida lá que aqui.Explico:Lá as pessoas estão muito mais "tarimbadas" que nós ,quem está doente não sai de casa.Não vi ninguem com cara de gripado como hoje cedo no super mercado, a mocinha do caixa gripadérrima,passando a mercadoria que depois as pessoas iam pegando e colocando na sacola.Em todo lugar tem alcool gel e as pessoas os carregam em pequenos frascos e estão usando toda hora .Motorista de taxi dá o seu troco e já abre seu tubinho da alccol e a gente faz a mesma coisa.No restaurante ,lava a mão no banheiro (normal) ,abriu a porta do banheiro? ,passa alccol gel....Enfim conversei com meu filho para que continuemos aqui as boas atitudes que desenvolvemos lá.

Ministério da Saúde

Cintia, por isso o Ministério da Saúde ressalta as medidas para evitar o contágio pelo vírus Influenza A (H1N1). Lavar as mãos constantemente, evitar o contato das mesmas com os olhos, boca e nariz, evitar aglomerações e procurar auxílio médico logo surjam sintomas da gripe, são iniciativas que diminuem as chances de contágio e agravamento do quadro, caso a contaminação ocorra.

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Riq, ótimo post e argumento perfeito. Concordo com tudo o que você disse, mas, sinceramente, eu não levaria a minha sobrinha para viajar pra canto nenhum agora, muito menos para a Argentina. É ilógico, irracional, mas se ela pegar gripe suína dois meses depois de voltar de lá a culpa terá sido da tia maluca que convenceu os pais a deixarem ela levar a pobre da criança pra aquele lugar cheio de gente doente. Podia ter colocado aspas na frase anterior, mas acho que isso seria o mínimo que eu ouviria. Não adiantaria mostrar estatísticas, fazer gráficos explicativos e apresentar artigos de especialistas.
Por falar em especialistas, a WHO no Weekly Epidemiological Record de 24 de julho diz: "SAGE (Strategic Advisory Group of Experts on Immunization) emphasized the importance of striving to achieve equity among countries concerning access to vaccines
developed in response to the influenza A (H1N1) pandemic.
Since the spread of the pandemic virus is considered unstoppable, vaccine will be needed in all countries.
SAGE noted with great concern that in the current
situation, a small number of industrialized countries
will have access to most of the global vaccine output
over the next 12 months through purchase agreements,
limiting vaccine availability for the rest of the world
and especially in developing countries."
Sendo assim, daqui a pouco vai ter gente viajando pra tomar vacina nos EUA ou algum espertinho contrabandeando/vendendo (supostas)vacinas.

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Concordo em gênero, número e grau. Mas, por pressão de alguns companheiros de viagem, desmarquei minha passagem pra Buenos Aires em julho. A TAM me cobrou uma multa de 2000 pontos. É isso, o perigo não está na gripe, está na TAM.

Diana
DianaPermalinkResponder

Ué,

Mas se vc concorda em genero,numero e grau, a TAM não estaria com a razão? Ou vc acha que as multas seriam indevidas em qq situação??? Mesmo sem gripe...

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Diana, eu acho que as multas deveriam ser mais flexíves, já que elas têm que existir... Eu quis mudar de destino e não me foi permitido. Minha única opção seria ir a Beunos Aires Até setembro. Como não vou poder fazer essa viagemnesse período, perdi as milhas. Sem contar que foi divulgado que as empresas aéreas não cobrariam multas no caso de viagens para o Chile e Argentina. Meu pai, que tinha um pacote por uma agência para os Lagos Andinos e Bariloche, trocou de destino.Foi pra Fortaleza e Jericoacoara e ainda recebeu a diferença de volta. É injusto, né?

FH
FHPermalinkResponder

adiar as aulas 2 semanas??? como se em 2 semanas o problema fosse resolvido...

Tenho mais medo da dengue e da meningite a esta gripe ai...

To acabando um relato de viagem e depois disso quero postar algo sobre esse terrorismo...

passei 20 dias no chile, no foco e ai? Nao peguei gripe alguma... é mta loteria!

Lili-CE
Lili-CEPermalinkResponder

Adorei a definição da Paula*, de que viver é uma aventura perigosa. Meu sogro teve uma insuspeita reação alérgica aos mariscos do brunch do Alvear e quase se acaba! E deixou de ir agora justamente pra Bs As por conta da gripe.

Dani S.
Dani S.PermalinkResponder

Riq, posso te dar um beijo na testa?
Sinta-se beijado na testa! (e eu nem estou gripada pra te passar vírus nenhum)
mrgreen

Camilla
CamillaPermalinkResponder

hauhuahuahauhua.... extremamente bem humorado!

Deiatatu
DeiatatuPermalinkResponder

Pelo menos na Alemanha e pelo q eu sei na Espanha a gripe nao esperou o outono chegar nao, pelo contrário vários casos por aqui. Mas isso nao impede de modo algum o trânsito de viajantes justamente agora q estao comecando as férias escolares. O q se ouve muito aqui é sobre as precaucoes e eh só, nada de alertas para viajar para outros países.

Célio
CélioPermalinkResponder

Legal...Adorei o texto.....

Malu
MaluPermalinkResponder

clap, clap, clap, clap....

smile

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Pessoal, a Tam está remarcando (apenas remarcando, o cancelamente não é permitido) os vôos para Buenos Aires, Santiago e Bariloche sem cobrar nenhum tipo de taxa de remarcação. Eu aproveitei para remarcar minha passagem. Voltava de Santiago no dia 12 de agosto e agora... volto no dia 13. Resolvi aumentar as chances do vírus e ficar mais um dia. Não são os economistas que dizem que toda crise vem com uma oportunidade?

Marta
MartaPermalinkResponder

Olá pessoal. Estive em Bariloche de 17 a 25 de julho e foi uma viagem ótima. Os passeios foram muito tranquilos, nos restaurantes, meu maior receio por ser ambiente fechado, ninguém tossindo ou espirrando. Pensei muito em cancelar a viagem, mas fiz muito bem em ter ido. Aproveitamos muito, até nevou na cidade no dia 21. Foi lindo!

Diana
DianaPermalinkResponder

Riq,
Vc diz tudo o que eu queria dizer, com uma clareza, com argumentos e uma pitadinha de bom humor, na medida exata. Fico realmente impressionada com a criatividade. Nos ultimos dias, tenho dado ótimas risadas com as suas twittadas.
Alguém me explique pelo amor de Deus, o que que adiar o inicio das aulas em 2 semanas vai resolver?
Pq tanta informação com o baixissimo numero de mortes, diga-se de passagem relacionados a gripe?
Eu acho que estou mais estressada do que a maioria das pessoas com esse assunto, pq como trabalho na área (turismo), não aguento mais meus passageios histéricos, apavorados com esse assunto. Como se a culpa fosse minha... Afffffff...
Quando é que isso vai acabar???

Marcio Nel Cimatti

Fantástico Riq!!!

A Dengue é muito pior e ninguém mais conta os casos!!

Abs!

Bárbara Ferreira

Olá Ricardo.

Trabalho no planejamento da agência de comunicação Propeg, e queira muito entrar em contato com você.
Pode me passar um número de telefone, ou contato de e-mail?

O meu é barbara.ferreira@propeg.com.br.

Fico no aguardo, grata!

Eliane
ElianePermalinkResponder

Ricardo,
Parabéns pelo texto. Muito bom!

Geo
GeoPermalinkResponder

Pois é, ótimo texto como sempre, Riq! Eu estava justamente procurando pacote para Bariloche agora em setembro (mesmo não sendo inverno) e estou com uma dificuldade terrível. Nem na Tam, submarino, CVC, nada...Niguém deve estar comprando, né?

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Alguns já devem ter recebido por e-mail uma lista imensa de prevenções contra a gripe suína em nome de um médico professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Pois bem, o e-mail é falso (como 99,999999% do que circula na internet), mas o médico existe. Entrei em contato com a Faculdade questionando a autenticidade do e-mail e ele gentilmente me respondeu que não é dele a autoria do tal e-mail, mas vai correr atrás para saber quem foi. Pois é...

Dri Setti
Dri SettiPermalinkResponder

Muuuuuuuuuuuuuuuito bom, Riq, muuuuuuuuuuuuito bom!

Carla
CarlaPermalinkResponder

"Navegar é preciso, viver não é preciso"... wink Viver é correr riscos mesmo, não há precisão - o que podemos fazer é correr riscos calculados, e aí entra o cuidado, a prevenção...

Ainda volto a Bs.As. esse ano!!! grin

(Queridos, desculpem o sumiço! Entreguei a tese e estou alérgica ao computador... eekops: Vou hibernar em Penedo uns dias!)

shirley
shirleyPermalinkResponder

Clap, clap, clap!
Estou imprimindo o seu post e, a partir de agora, todo mundo que me falar "você é louca, vai para bsas com essa gripe!!!!" eu vou dar o seu post e mandar a pessoa ler.
Já cansei de falar a mesma coisa e as pessoas continuarem "sua louca..."
To indo na próxima semana, vou ficar sete dias com meu filho. Na volta eu conto como foi.
Detalhe: moro em uma cidade, no sudeste, na qual morre gente com dengue quase todo dia. No verão, é terrível! Mas, obviamente, aqui não corro riscos kkkkkkkkk
bjs e muito obrigada pelo post!

Léo
LéoPermalinkResponder

1) Vocês que estão desmarcando viagens, mandem os vouchers para mim. Depois eu passo o endereço.

2) Uma grande vaia para a Secretarira de Educação de SP que fez com que as escolas particulares entrassem na onda e suspendessem a volta às aulas. Onde eles acham que as crianças vão ficar? Em casa? Ou no shopping, cinema. brinquedotecas, buffets infantis e outros lugares tão ou mais fechados do que as escolas.

Leonardo Luz - BrasiLéo

Pois é, minha gente. Eu estive em BsAs em abril e essa história de gripe nem tinha aparecido. Ontem, no final do dia, me sentí mal. Passou 1 hora eu estava pior. Mais 1 hora estava no hospital. Resultado = afastamento do trabalho! Sim, estou gripado! A gripe bateu aqui na minha porta. Nem precisei viajar ou fazer qualquer outra aventura perigosa. Hoje me sinto super bem. É mole? Quem sabe ao certo o que foi ou o que tenho? Frescurite aguda! Risos...

Estou em observação. Na verdade só eu me observo. Até pq não posso ter contato com ninguém, disse a médica. Avião...

Ministério da Saúde

Netto, não é possível prever quantos brasileiros serão contaminados. Orientamos que todos sigam as medidas preventivas de contágio afim de minimizar os riscos de contrair o vírus Influenza A (H1N1). O vírus da Influenza A (H1N1) já está em circulação no território nacional.

Aline
AlinePermalinkResponder

Quando estava grávida, quase desisti de ir ao Rio por conta do surto da dengue. Fui, ouvindo muito e um pouco assustada, mas preparada, com três tipos de repelentes diferentes, não usei, shorts nem chinelos, etc. Pergunta se mais alguém aí no Rio estava de calça e tênis? Me sentia uma alienígena. Cheguei à conclusão que nós, brasileiros, nos preocupamos mais quando a coisa está longe. Quando passa a ser (mais) um problema do nosso dia-a-dia, a gente anda com fé, que a fé não costuma falhar...

shirley
shirleyPermalinkResponder

Concordo totalmente!

Rodrigo Dantas

Ricardo excelente post, um dos melhores.
Tenho que admitir.

Rodrigo Dantas

Aproveitando o assunto momento: Aruba/Curaçao estão sensíveis
á gripe como Cancun/Miami e outros?

Ricardo Freire

Tudo o que eu tenho a dizer sobre gripe suína e viagens está neste post:
https://www.viajenaviagem.com/2009/07/gripe-suina-e-viagens/

Leticia
LeticiaPermalinkResponder

Queria saber do ministério da saúde para trabalho de escola qual os cuidados q a grávida deve ter e se játeve algum caso,e qual é o gau de conteminação(gripe H1N1)?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar