Onde comer BBB em Londres

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Sông Quê

Deixe seus preconceitos gastronômicos contra a Inglaterra em casa. Ou, no máximo, ao embarcar no Eurostar. O fato é que, nas últimas duas décadas, os ingleses não apenas aprenderam a comer, como também aprenderam a cozinhar.

E a boa cozinha não se restringe mais às biboquinhas de imigrantes ou aos restaurantes de chef: para mim, um dos aspectos mais interessantes da cena gastronômica londrina são as redes de restaurantes bacaníssimas, que vão muito além do fast food.

Aproveite a desvalorização da libra e veja como comer bem e barato em Londres, sem apelar todo dia para o fish'n chips:

BRICK LANE

Bangladesh é aqui

Desde sempre, a melhor maneira de economizar à mesa em Londres é entrando num restaurante indiano, paquistanês ou bengalês. Esta rua em East London está para as curry shops assim como o nosso Bexiga está para as cantinas italianas. Os críticos abominam, mas para quem vem de um país totalmente desprovido de indianos como o nosso -- arê baba, é um parque de diversões. Experimente os pratos da cozinha "balti", de Bangladesh, que são totalmente desconhecidos no Brasil. E nunca deixe de pedir naan, o pão assado no forno tandoori. Passar na Brick Lane é um programa perfeito para uma tarde de domingo, depois de dar um pulinho no mercado de flores de Columbia Road e no mercado de moda de Spitalfields. Metrô: Aldgate East ou Liverpool Street.

PRÊT À MANGER

pretQuer apostar? Você vai querer fazer todas as suas refeições ligeiras nesta rede de sandubas e comidinhas saudáveis. Há dúzias de filiais: veja em Pret.com.

LITTLE VIETNAM

Summer roll

A Kingsland St., nos arrabaldes da muvuca moderninha de Shoreditch, é um antro de restaurantes vietnamitas escandalosamente gostosos e muito baratos. Entre na fila do Sông Quê (número 134) e não deixe de pedir os "summer rolls" (rolinhos de papel de arroz recheados com camarão e legumes). Metrô: Old Street.

BUSABA EATHAI

Pad thai

A fórmula é perfeita: cozinha exótica (tailandesa), com cardápio assinado por chef famoso (David Thompson), servida a preços módicos em ambientes descolados, com iluminação caprichada e sempre bochichados. Divide-se a mesa com outros clientes, mas isso faz parte do charme do lugar. A filial mais à mão é a do Soho (106 Wardour St.). Metrô: Leicester Square.

WAGAMAMA

Frango no leite de coco

Uma rede meio new age, que junta a onda orgânica com o gosto pelo Oriente -- sobretudo Japão. Gyozas, ramen, yakitoris, e alguma coisa tailandesa -- servidos sempre em mesas coletivas. O ambiente é superclean; a primeira casa da rede, em Bloomsbury, perto do British Museum, é quase um refeitório. Mas a comida é ótima e super em conta. Veja os endereços em Wagamama.com.

NANDO'S

nandosFundado por portugueses, é como se fosse o Galeto’s em versão londrina. Com um prato que não temos por aqui: o frango piri-piri, com tempero africano bem picante. É impossível não passar por um - mas a lista completa está em nandos.co.uk.

(Publicado em versão reduzida na minha página Turista Profissional, que sai toda terça-feira no caderno Viagem & Aventura do Estadão.)

Leia também:

Onde comer BBB em Paris

78 comentários

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Não é uma dica de restaurante barato, mas em um bate-volta de Londres, descobri que torta nem sempre é recheada! http://taindopraonde.blogspot.com.br/2013/07/o-que-comer-em-londres-e-dicas-de.html

All We Need is Food

Olá,
Talvez vocês gostem também desse roteiro gastronômico que fiz em Londres em dois dias. Inclui uma visita ao Covent Garden, ao Borough Market, ao andar de gastronomia da Harrods e a Notting Hiil.
http://allweneedisfood.com/2013/06/24/roteiro-gastronomico-em-londres/
http://allweneedisfood.com/2013/06/25/roteiro-gastronomico-em-londres-2/
Obrigada,
Leticia

Rosangela
RosangelaPermalinkResponder

Olá, Ricardo, vamos ficar (eu e meu marido) uma semana em Londres, na Great Titchfield Street, entre a Howland Street e a Wigmore Street.
Gostariamos de um roteiro por pontos turisticos da cidade, um roteiro para aproveitar melhor o tempo, pois não estaremos de carro por causa da mão francesa e o tempo restante para aproveitar algumas cidades ao redor, bonitas de se passear, para ir e voltar no mesmo dia,e quais os melhores meios de transporte para tal.
Muito obrigada, Rosângela.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rosangela!

Leia sobre Londres a partir desta página:
https://www.viajenaviagem.com/europa/londres-ricardo-freire

Roberto
RobertoPermalinkResponder

Olá, Bóia!
Para uma visita de 4 dias, família de 4 pessoas, quanto, aproximadamente devo levar?
Libras, somente, ou posso comprar euros e depois trocá-los?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberto! Veja como estimar gastos de viagem: https://www.viajenaviagem.com/2013/07/como-estimar-gastos-viagem/

Hugo
HugoPermalinkResponder

Bem interessante, sempre tem a opção de um meal deal a 3 nos supercados também. Boa dica. Abs,

Marcia Danielsson

Mora ha 30 anos em Londres e esta lista esta extremamente incompleta. Onde estao os cafes q servem English breakfast ou brunch? os restaurantes indianos de bairros? os chineses de Chinatown? os kebabs? os fish & ships? sem falar em comida de PUBs. Espero ter colaborado!

Cibele M
Cibele MPermalinkResponder

Marcia, se você quisesse mesmo colaborar poderia ter indicado os NOMES desses lugares. Qualquer café serve english breakfast, mas brasileiros costumam não gostar dos baked beans e nem de comer tanto logo pela manhã. E essa é uma pequena lista com sugestões. Não era pra ser uma lista completa de todos os restaurantes da cidade, até pq em Londres restaurante abre e fecha numa rapidez só. Pra listas atualizadas você vai no Trip Advisor ou Time Out.

João Carlos
João CarlosPermalinkResponder

Bom dia Marcia

Faço minhas suas palavras.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar