Alerta: cuidado com sua câmera, sua bolsa e suas compras em Buenos Aires

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

denunciablur

Ontem, no post em que em pedia dicas de lojas de fotografia em Miami, falei sobre o meu assalto em Buenos Aires, quando um trombadão arrancou a câmera da minha mão em Palermo Soho (Soler entre Borges e Gurruchaga) e seguiu na garupa de uma moto que estava à sua espera mais adiante.

Pois bem: nada menos do que cinco seis pessoas diferentes relataram casos semelhantes, sofridos ou presenciados por elas. (Isso que o post sequer falava de segurança no título. E era feriado no Brasil, o que diminui bastante a audiência.)

Ao contrário do que acontece no Brasil, não parece haver violência nem ameaça com armas; mas existem quadrilhas que sabem aproveitar nossos momentos de distração. Atualização: o Henrique menciona um arrastão na calle Florida sofrida por um grupo onde estava a sua irmã.

Não é o fim do mundo: apenas temos que atualizar o arquivo Buenos Aires no nosso mapa de preocupações. Temos que tirar Bs. As. da categoria "muito mais seguro que o Brasil" e colocar na categoria "tomar todas as precauções de praxe".

Quais sejam: não usar câmera em lugares não-movimentados; não desgrudar da bolsa em restaurantes e bares; acomodar as sacolas de compras embaixo da mesa, e não ao lado da cadeira.

Se você alugar apartamento, use TODAS as chaves fornecidas pela imobiliária, dando duas voltas na fechadura. Em hotéis, use o cofre para os documentos.

Pela cara de paisagem que fizeram os policiais enquanto eu prestava minha denúncia, não acredito que eles estejam se mexendo para combater isso, não.

Leia mais:

318 comentários

bernardette amaral

Muito desagradavel o que aconteceu com você, mas esses cuidados que voce listou devem ser tomados em qualquer cidade do mundo, na minha opinião. Ja vi uma pessoa ter a calça, isso mesmo a calça rasgada na esquina da Florida com a Corrientes., por um batedor de carteira, armado com um canivete. Os argentinos sao bons punguistas, nós no Brasil estamos tao acostumados com a violencia física, assalto a mão armada que já nos esquecemos desse tipo de incidente. Por mais segura que uma cidade seja, e Buenos Aires é, temos de ficar atentos a nossos objetos de valor. Sempre chamo a atenção de pessoas que vão pela primeira vez a BsAs para esse detalhe

edson diogo de castro

infelizmente tambem precensiei
uma cena igual, no cruzameto
da florida com corrientes, dia 06 01 2010. Uma pena que
estaja acontecendo tudo isto numa cidade tao gostosa. Um abraço Edson Diogo de Castro

Paula
PaulaPermalinkResponder

Meus pais foram para Buenos Aires e no quarto do Hotel (Park Hyatt) tinha um folheto avisando para andar com cuidado, depois disso o próprio pessoal do hotel os alertou novamente, pois além de câmeras, carteiras e bolsas eles estão atrás de relógios de marca.

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Todo furto, assalto é uma M. Infelizmente, aconteceu. Mas já em 2006, nos avisaram em BsAs para não andar com a câmera à mostra. Como bem disse a Sylvia e outros, não devemos baixar a guarda nunca, nem nessas cidadezinhas do interior que o pessoal garante que "não tem nenhum problema". Até em Bonito eu me comporto como se estivesse no Rio ou em SP.
Na primeira noite em Cartagena, tirei uma foto da cúmbia
(dança típica) com o celular. Não levei câmera nessa noite porque não sabia qual era a do lugar, mas vi que era muito bem policiado. Mesmo assim, na noite seguinte eu ia tirar uma foto com a câmera de um restaurante e veio um cara com um papo estranho, perguntando se queria que ele tirasse uma foto e eu saí fora.
Mas os índices de criminalidade na Argentina estão aumentando e têm sido motivo de protesto entre a sociedade local. Não está igual ao Brasil, mas uma sociedade não se compara com as outras, e sim com suas experiências recentes.
Ao argentino não interessa que a criminalidade no Brasil é um milhão de vezes pior e mais violenta; a ele interessa que há apenas alguns anos, esses furtos e roubos não aconteciam no seu país.

Marco Cavalheiro - Buenos Aires Dreams

Sabe que últimamente tenho ouvido alguns relatos sobre pequenos roubos em BsAs. A idéia de alta segurança que eu tinha infelizmente está sendo substituída pela triste realidade de todos os grandes centros urbanos. Realmente espero que nunca tenha que mudar o nome do meu blog para Buenos Aires Nightmares sad . Como fotógrafo amador ( aquele que ama, hehe) fico consternado cada vez que leio algo assim, principalmente quando acontece com pessoas queridas. E vou, pela primeira vez em mais de oito anos, com um pouco mais de receio para BsAs este ano. Vou levar uma Holga, camerinha de plástico mas que leva filme, e me forçar a deixar a camerona mais tempo escondida. Espero que a sua próxima câmera fique muito tempo contigo! Abraço!

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Holga! Tens uma Zorki ou uma Lomo também wink ?

Marco Cavalheiro - Buenos Aires Dreams

Oi Arthur! Sou fascinado pelos resultados sempre imprevisíveis da Holga. Tenho uma para filmes 35mm e outra para 120mm. Adoro!! A Lomo ainda não tenho, mas gostaria! Este ano estou planejando uma viagem só com filme, vou levar uma Ansco 1931, uma Mamyia 120mm a Holga e uma nikon FM2. Uma volta ao filme!! smile

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Oi Marco, vc já deve saber, existem várias modificações que o usuário pode fazer na Holga para tornar os resultados mais "surreais" - http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A2mera_Holga
Abs!

Tweets that mention Alerta: cuidado com sua câmera, sua bolsa e suas compras em Buenos Aires « Viaje na Viagem -- Topsy.com

[...] This post was mentioned on Twitter by Ricardo Freire, Kiko Cangussu. Kiko Cangussu said: http://migre.me/chgn ( por @riqfreire ) [...]

Gabriel B
Gabriel BPermalinkResponder

Eu acrescentaria outros dois alertas: 1) notas de dinheiro falsas (tem aos MONTES e são repassadas principalmente por taxistas, particularmente uma máfia local) e 2) o tradicional roubo de bagagem no aeroporto, que já se tornou um cartão postal da Argentina.

Dani Willig
Dani WilligPermalinkResponder

Eu também já recebi dinheiro falso como troco, e o bacana era bem simpatico...

gabebritto
gabebrittoPermalinkResponder

Roubo de bagagens é o novo alfajor: todo mundo experimenta na Argentina.

A diferença entre a criminalidade em BsAs e no Brasil é que aqui a gente leva tiro/facada. Lá (ainda) não.

Uma lástima.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Faz mais de uma ano que não ouço falar em arrobamento de bagagem e furto de objetos no aeroporto de Ezeiza . Ano passado prenderam um grupo que trabalhava no raio x .Mas , por precaução , não despachamos nenhum objeto de valor , e dividimos calçados e objetos entre duas malas (não vai dar pra surrupiar um par de tenis, pois só tem um pé em cada mala).
Empacotar a bagagem , e enrolar em papel laminado pequenos objetos de estimação ajudam a complicar o processo de arrombamento.

Denise Mustafa

aahahhaahahahhaahha adorei essa idéia dos sapatos Sylvia!

Ricardo Freire

Olha só... minha amiga Cacaia teve um óculos bacana surrupiado da mala no feriado de 12 de outubro. Do nosso grupo, ninguém escapou de um roubinho mad

Matheus
MatheusPermalinkResponder

Rapaz,

já morei em Buenos Aires e lá aprendi isso: no Brasil há roubo, em Buenos Aires há furto. Os ladrões portenhos quase nunca intimidam seus alvos. Conheço várias histórias de bolsas rasgadas nos fundos, carteiras e relógios que somem entre uma estação e outra do Subte. Nunca ouvi uma história sequer de alguém que foi roubado em Buenos Aires. Realmente, nos lugares de movimentação de Buenos Aires - ruas de pedestres, subte e onibus - é bom andar com a bolsa sempre à frente. Se você observar, os portenhos mesmos andam assim, com as bolsas sempre à frente.

A sua história me lembrou o (ótimo) filme Nove Rainhas, conhece? Há um momento em que um objeto importante para o filme é roubado exatamente do mesmo jeito que a sua câmera, em Puerto Madero. Detalhe: o filme é dos anos 90.

Abraço

Bruno Xavier
Bruno XavierPermalinkResponder

Uma vez conversando sobre segurança na Europa com uma amiga que mora em Madri, ela disse "Onde tem cadeia, tem ladrão". Ou seja, não dá para descuidar em nenhum lugar do mundo.

PS: Arrombaram minha mala e roubaram meu Relógio Polar no Aeroporto de Bs.As.

Alessandro A.
Alessandro A.PermalinkResponder

Esqueci de mencionar no outro post, mas os tios da minha esposa foram roubados em Buenos Aires (acho que em 2004) e levaram máquina fotográfica e passaporte. Eles tiveram que ir na embaixada para pegar uma segunda via para poder voltar para o Brasil e EUA, já que eles moram na Florida.

JULIO CORRÊA
JULIO CORRÊAPermalinkResponder

Vou concordar com o Bruno. Não dou bobeira com câmera em lugar nenhum.
Ric, estive em BUA na mesma semana que vc. Foi a segunda vez este ano. Sempre tive a cidade como um exemplo de segurança, apesar das histórias de furtos no aeroportos, os golpes nos arredores da Florida e os "mãos-boba" que agem no Centro. Mas vou mudar meu conceito em relação à capital argentina.
abração

JULIO CORRÊA
JULIO CORRÊAPermalinkResponder

Ric, já que vc está em Miami, muito cuidado no Centro. Não dê bobeira. À noite, então, redobre os cuidados.
abração

Dri
DriPermalinkResponder

Eu nunca, NUNCA me comporto com turista em lugar nenhum do mundo. Acho que é paranóia de carioca... Já na primeira vez que estive em BsAs, em 2005, vi esse tipo de furto acontecendo na Boca e ouvi relatos de outros furtos do genero entre os participantes do congresso onde eu estava. Agora, esse problema com as malas eu não estava por dentro não...

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Eu sou assi também paranóica em qualquer lugar...acho que é coisa de carioca mesmo...

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Presente!

www.lugareseolhares.com

Poxa que pena.Fico pensando não apenas na camera e sim nas muitas e belas fotos perdidas.
A camera a gente consegue outra,mas...as fotos são momentos.
abraços
Compartilho com voce a minha indignação.

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Isso é que é o pior, as fotos não voltam...

Denise Mustafa

Falando nisso, e aproveitando o assunto, quem já foi pra Buenos Aires no carnaval? Ainda é muuuito calor? Vale a pena ou fica lotado?
Como fotógrafa, e portadora de uma câmera maior do que gostaria que ela fosse, eu só tiro minha câmera da mochila em lugares que eu sinto serem seguros. E não interessa onde seja. Em Paris mesmo fiquei super cabreira de andar com a câmera dentro das estações de metrô, por exemplo. E tenho a câmerazinha pequena pra sair a noite, a pé. Eu nunca confio!

JB
JBPermalinkResponder

Denise,
Já passei um Carnaval em Bs.As e pretendo ir ano que vem de novo. Recomendo para quem NÂO gosta de Carnaval.

Na Argentina o Carnaval nem é feriado, ou seja, a vida segue normal. O único perigo é ficar lotado de brasileiros.

Ainda está um pouco quente demais (nada diferente do que encontramos no Rio de Janeiro, mas sem a praia para refrescar!).

Denise Mustafa

JB nós queremos é fugir do carnaval mesmo!!!!
Se vai estar quente, vai tá como Fortaleza: pegando FOGO!
ahahhahaha!
vou ver os preços, pq acho que nessa época ainda estão em conta, né?
Brigada!

Érica França

Foi justamente em uma bobeira destas, com a câmera à vista, que me roubaram em Buenos Aires, em 2007. Alguns trombadinhas nos deram uns empurrões - até chutes e socos - e levaram a câmera. Dos males foi o menor - fiquei sem nenhuma foto da cidade. Mas vou voltar lá, para mais fotos, e com muito mais cuidado. O mesmo que tenho em São Paulo, onde nunca deixo câmera à mostra e a bolsa sempre anda à frente do corpo.

marcio nel cimatti

Denise eu já fui no carnaval e fica cheio de brasileiros! Mas dá para aproveitar!

Abs!

marcio nel cimatti

Ah, podem contar mais 4 casos de roubo de câmeras em Buenos Aires. Em um desses casos foi-se uma Leica de uma amiga. Eu quase chorei ao saber.

Ao pessoal que comentou de Lomo aí em cima. Que delícia fotografar com filme, né. Se for de Holga com 120, melhor ainda.

Abs!

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Sabia que o Marcio ia gostar do papo fotográfico wink

Marco Cavalheiro - Buenos Aires Dreams

é bom saber que o filme não morreu! smile

Denise Mustafa

eu quase chorei lendo isso...
roubar uma Leica é crime contra a humanidade. Ou crime contra os fotógrafos do Brasil, que sofrem pra adquirir uma.

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Nossa, esse post veio a calhar. Meu pai está agora em Bsas em um hotel bacanérrimo na Recoleta e furtaram a bolsa da namorada dele no salão de café da manhã. Inicialmente a gerente alegou que por se tratar de um local público não teriam responsabilidade, mas meu pai, que é advogado, deu uma engrossada, fez queixa na delegacia e no consulado e o hotel voltou atrás, compensando-os de diversas outras formas, inclusive com up grade para a suite presidencial e toda a estada (1 semana) sem custos no hotel. Eles viram o filme do hotel e disseram que a coisa foi muito profissional. Os meliantes eram um casal bem vestido e a senhora com um sobretudo nos braços delicadamente subtraiu a bolsa que estava pendurada na cadeira e a levou por debaixo do sobretudo.Inacreditável. Isso porque eu já os tinha alertado muitíssimo sobre essa prática frequente por lá.

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Tem que ter cuidado em Buenos Aires, mesmo. Na penúltima vez que estive lá, um senhor foi roubado exatamente na porta do nosso hotel(Reconquista Garden, na calle Esmeralda), pouco antes do meio-dia! O pobre ainda caiu e se machucou.

E um amigo meu foi simplesmente puxado para dentro de um prédio antigo, supostamente abandonado, e lá fizeram a limpa nele.

Em Buenos Aires eu ando com sacolas de compras ou bolsas enroladas nos braços e com dinheiro e documento no bolso da frente de uma calça ou bermuda jeans (porque são mais apertados).

sergio moraes
sergio moraesPermalinkResponder

A sugestão para quem não quer brincar carnaval é Fortaleza. A cidade vai estar calma e o sol brilhando. Ou curtir o Festival de Jazz e Blues em Guaramiranga, com clima de 16 graus e 1,30 hs. de Fortaleza. Ou brincar no mela-mela de Aracati(com Canoa Quebrada) ou em Camocim (com Jericoacoara). Aqui temos opções para todos. Sejam bem vindos.

Majô
MajôPermalinkResponder

Bem, em um pouco mais de 1 ano, estive 3 vêzes em Buenos Aires, num total de 18 dias. Posso dizer que não presenciei nenhum furto.
Mas, sou precavida, não uso jóias, nem relógio caro e estou sempre meio ligada. Sempre trancamos a porta com chave antes de sair.
Eu tinha lido sobre a troca de notas de 100 pesos por notas falsas pelos taxistas. Sabendo disso, uso sempre o TaxiEzeiza do aeroporto, pago no quiosque 98 pesos e vou sossegada. Na cidade, sempre pagamos o taxi com notas de valor baixo, 20 ou 30 pesos.
Em qualquer parte do mundo estamos sujeitos a roubos. Um amigo de minha irmã que viaja muito, teve roubados o laptop, passaporte, dinheiro e tudo mais, em estação de trem na Suiça. Uma professora amiga comentou que em congresso no Canadá roubaram laptop pequeno ao lado da pessoa.
Um amigo meu já teve a mala do carro arrombada em shopping em Miami, roubaram todas as compras.

Denise, estive este ano em fevereiro em BsAs, é quente, mas pra quem está acostumada com Nordeste e Rio tira de letra. Importante ter ar condicionado no apê.

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Eu posso dizer sem sombra de dúvidas que o lugar que me senti mais segura para ficar com a câmera no pescoço o tempo todo e pra tudo mais(sair a noite sozinha, usar metrô, etc, etc) foi Londres. Inclusive esqueci umas sacolinhas de compras num café e a atendente veio correndo atrás de mim com elas. É impressionante.

Eleonora
EleonoraPermalinkResponder

Barcelona...meu marido foi limpo literalmente...
A coisa acontecia na minha frente...eu dizia: Vamos ser assaltados...O velho truque que o livro antigo do Frommer´s traz. Te jogam uma geleca sugerindo coco de passarinho (enooorme!). O cara aparece pra te limpar, ja com garrafinha de agua, lenços de papel...e aí te limpa mesmo! Foi tudo, passaporte, carteira com todo o conteudo! Agora aprendi...aproximou-se de mim a menos de 2 metros pulo fora, se cair na minha frente, (nao chuto) mas pulo por cima...

Marco Cavalheiro - Buenos Aires Dreams

eu já vi e "salvei" duas turistas inglesas deste golpe em BsAs. Duas meninas estavam "limpando" as inglesas e eu avisei em inglês que era golpe. Elas ficaram me olhando como se aquilo não pudesse ser verdade... é, infelizmente, comum em BsAs...

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Em Bs As, São Paulo ou Rio, bolsa de cruzar, ficando na frente e ao meu alcance!Maquina após tirar a foto volta para a bolsa.As malas envoltas em plástico (dica da Sylvia).Já recebi nota falsa de 20 pesos.Um casal de amigos, muitíiissimo viajado (talvez com excesso de confiança)foi ao caixa eletronico na Florida e o cartão ficou preso.Aceitaram ajuda de um rapaz bem apessoado, ofereceu celular para ligarem para a "central de cartões" e pronto!Nessa se foram 2.000 dolares...Para a Sylvia: enrolando objetos no papel aluminio, como você já falou sobre o canivete não dá para ver?O que acontece?

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

A maioria dos aparelhos de raio x só vê um borrão , não dá para adivinhar o conteudo mrgreen

Amélia
AméliaPermalinkResponder

OK, Sylvia, dica anotada e na pròxima experimento.Grata.

Luciana Ferreira

Nossa, eu sabia que tava piorando, mas não achei que fosse tanto. Cheguei de lá há duas semanas e o que tenho percebido é que, cada vez que vou, vejo cada vez mais sujeira nas ruas, montes de lixo e de mendigos, principalmente no centro. O aumento dos furtos ou roubos era mesmo de se esperar! É uma pena, mas ainda assim, continuo adorando Buenos.
Presenciei um roubo de bolsa que estava pendurada na cadeira num restaurante bacaninha de Santiago, que me parece mais segura que BsAs. Impressionante a velocidade do cara, ninguém viu como foi!
A gente tem que mesmo é que ficar atento em qualquer lugar. Qualquer pequena dificuldade que se apresente ao ladrão pode fazê-lo escolher outra vítima mais fácil.

D.
D.PermalinkResponder

Ricardo, um conselho: ponha "blur" sobre seu endereço e telefone na imagem !!.
Tomara possa volver a tranquilidade como foi sempre em Buenos Aires. Igualmente os index diz que Chile e Argentina ainda tem os valores mais baixos da criminalidade. Como diz ai a gente, os portenhos estão movilizados para não permitir e reclamar as autoridades com protestas, sobre o nivel de furtos. Aos turistas recomendo, levar as mochilas adiante, não levar pendurando a camera e como toda cidade grande ter cuidado sobre joias, relogios, evitar o look do "turista". tampoco quando vai ao restaurant deixar o bolso pendurando na sua cadeira ( sempre sobre vc ), todo isto com criterio se é lugar muito lotado e massivo, obviamente. Se necessita alguma coisa de BSAS, Ricardo, me escreve .Saudaçoes

Caio
CaioPermalinkResponder

Riq so vi hj seu post.
Pois é no ano passado uma prima minha voltando do tango do Piazola pela Florida ao hotel Plaza Marriott foi assaltada com faca na rua. Nada seguro.
E coitada ele e carioca que nunca foi assaltada no Rio e semana passada tambem foi assaltada em plena Paulista quando caminhava para ver a decoracao de natal de alguns bancos.
Cuidado em qq lugar.
Abs

Fred
FredPermalinkResponder

Viajar faz bem mesmo né Riq smile pensei que tivesse uns 35a smile parabéns e boa-sorte com a nova cam

Fred
FredPermalinkResponder

Realmente o trajeto realizado pela prima do Caio (CAlle Florida hasta Marriott) é terrível à noite. Só tem gente mal encarada. Parece centro de SP. Muito cuidado!

Sabrina
SabrinaPermalinkResponder

Minha comadre também foi furtada em Buenos Aires há 2 anos. Levaram seu passaporte. E eu tive o celular roubado mesmo, ao pé do Cerro Santa Lucia em Santiago no Chile. Tive um problema de trabalho em plenas férias e baixei a guarda e fiquei falando no celular na rua. Um carinha passou correndo e levou meu celular. Nem senti a mão do cara. Quando vi o celular já estava longe e um prejuízo de 70 reais na conta.

Jorge Bernardes

Há bastante tempo, em 2007, eu vi uma brasileira ser roubada na frente do hotel 725. Ela foi derrubada e o sujeito levou sua corrente de ouro.

Eu tive o estepe do meu Gol alugado roubado na rua em Mendoza e o meu seguro total não cobria estepe ou ap de som...(nao me conformo com a pobreza desse roubo) eles (locadoras) já conhecem os furtos direitinho e excluíram dos termos de seguro.

Jorge Bernardes

Ah, e uma amiga teve a bolsa inteira roubada num restaurante no início do ano. RG, celular, carteira,etc...

Fred
FredPermalinkResponder

Se permitem complementar, sobre questão de segurança, pois estive em BsAs em setembro passado, devo dizer que ocorreu algo que me deixou "cabreiro". Peguei um taxi na porta do Marriott para EZEIZA e fiquei receoso com o taxista, pois percorreu um caminho nada a ver com o habitual, ficou cheio de perguntas (que respondi sem palavras, mas com cara feia, para ele sentir que a "presa" em potencial não era tão inofensiva), dizia que as mulheres das ruas pelas quais passavamos tinham cara de p., enfim, muito arriscado. Fiquei pensando que ele podia parar o taxi e NO MÍNIMO me mandar descer e fugir com minhas malas/carteira.

Bianca
BiancaPermalinkResponder

Essas dicas da SYLVIA me fizeram lembrar daquela vez em que ela deu um verdadeiro manual acerca de malas, como arrumar, o que levar...FOI MUITO LEGAL!! É de utilidade pública! Depois disso passei a fotografar sempre minha bagagem! Valeu Sylviaaa! razz

Bianca
BiancaPermalinkResponder

Quanto ao roubo, muito chato! A gente fica meio apático e meio down pela perda. Minha impressao de B.A. não foi das melhores. Minha primeira visão de dentro do taxi ao me dirigir à loja da cia. aérea no centro, foi a de um assalto na rua! Diante do meu espanto, ainda tive que ouvir do motorista em tom de ironia: "no Brasil não tem assalto??". mad
A viagem toda teve dessas, até perguntei a outros brasileiros se também estavam sofrendo certa falta de cordialidade ou era só comigo!!! grin

Majô
MajôPermalinkResponder

Em restaurantes, mantenho a bolsa sempre no colo. Café da manhã em hotéis levo só a chave do quarto.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

E reza pra não faltar luz, e subir de escada prá pegar a bolsa, né Majô ? :cool:

Majô
MajôPermalinkResponder

haha, até hoje nunca faltou wink

Majô
MajôPermalinkResponder

Esqueci de dizer que tenho uma bolsinha de tecido pequena que já sabe o caminho do meu ombro para colocar a chave e o que mais levar. Levantou, vai pro ombro.

Para viagens em que passo o dia na rua, uso uma bolsa de tecido super leve, tipo carteiro, da Kiepling que uso atravessada. Só ando com xerox de passaporte.

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Eu sou muito paranóica. Levo tudo para o café da manhã, tenho hojeriza de deixar bolsa no quarto pensando na camareira que pode ser a única mal caráter que existe... Já levei até para piscina! Na Grécia, fui ao mar sozinha e pedi para um casal alemão olhar minha bolsa (com tudo!!! até passaporte pq não tinha cofre na possilga que a excursão deixou a gente)e ainda disse "coisas de quem mora no Rio".

Ernesto, o pato

A dica da Siliva sobre sapatos, é otima...

Uma outra, para camaras maiores. Compre algo num supermercado local e coloque a camara dentro do saco. Chama mensos a atenção. E, se quiser passar MESMO por local, compre um jornal e coloque na mão de maneria bem ostensiva.

De qualquer maneira, as camaras compactas resolvem este problema.

Compre uma memoria de no maximo 4 gb, assim pelo menos se roubarem sua camara, não se vão todas as fots. Leve sempre a memória num lugar separado da camara.

Nunca ande com documeto original, sempre faça uma cópia plastificada, e ande com ela. Ainda assim, scaneie o seu passaporte. e deixe uma cópia num mail acessivel do tipo yahho ou g mail.

E, se voce tiver duvida sobre a segurnaça de qualquer local, pergunte a quem é da região.

Eu ainda me lembro da primeira vez que fui a Buenos, em 86 e vi as madames saindo com joias e peles do teatro, fzz tempo, mesmo...

Quanto a Buenos, uma dica que eu sempre uso, e nuca tive problema é pegar apenas os radio taxis, marcados como tais no letreiro. Eventualmente a noite, peço um remis, que é um pouco mais caro.

As ruas do Centro de Buenso, especialmente as menores,e mais desertas, é para não ir a noite, como em qualquer Cidaded brasileira.

Ps... Riq os Eua também não são o paraiso da segurnaça, não.... Cuidado com carro, e bagagem e compras, especialmente parado na rua.

Lili-CE
Lili-CEPermalinkResponder

Eu e o meu marido estávamos perto do Buenos Aires Design e do Cemitério, numa rua realmente meio esquisita, pois de um lado só tinha um muro bem alto, quando vi um cara sozinho, na outra calçada, um pouco mais atrás. Eu, psicótica, apressei o passo e entramos no Bs As Design e ele sumiu. Depois dessa, nunca mais me senti segura. Foi em fevereiro de 2006.

Mara
MaraPermalinkResponder

Pode aumentar para 7! Minha camera Nikon foi roubada em janeiro 2008 quando eu estava fazendo o percurso a pé para o Caminito (há duas quadras de distância do mesmo). Antes tivesse ido de táxi!
O mais triste foi perder as 400 fotos da viagem pela Argentina!

bruno
brunoPermalinkResponder

Ricardo,

Já que estamos falando de golpes e pilantragens, sugiro que vc edite a foto do blog, pois parece-me que seu celular ficou disponível para o publico em geral....

abs.

Ricardo Freire

Uia, pensei que só tinha os dados de Buenos Aires. Já borrei o número. Obrigado!

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Puxa, um amigo que acabou de voltar do Rio foi duplamente assaltado. No primeiro dia, no Leblon, levaram a Nikon semi-profissional dele, além de celular, carteira etc. No outro dia, levaram a portátil, agora em Copacabana. Quando ele me contou, lembrei-me imediatamente deste post. Segundo ele, a câmera estava dentro da mochila. Ele tirava somente para fotografar e depois guardava. Perguntei se ele não achava que tinha vacilado. Ele me disse que se for para viajar, ver um RJ bonitão e não tirar foto é melhor não ir. Ele supõe que alguém viu a câmera enquanto ele tirava fotos e depois saiu acompanhando. O furto da portátil no dia seguinte, de acordo com ele, "foi furto normal, mesmo".

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Voltei segunda de B Aires, onde fiquei por 5 dias. Posso dizer que a sensação de segurança foi total, nada do que imaginei após ler os relatos daqui inclusive de uma amiga de minha irmã que foi vitima de um arrastão.
Andei pé pela Recoleta, Palermo, Centro, Puerto Madero e nunca me senti tão seguro, inclusive no inicio da madrugada.
Conversando com um policial, soube que os roubos de maquinas fotograficas geralmente ocorrem com os turistas mais empolgados/desavisados que não tomam o minimo de cuidado...Foi seu caso Riq ??
Roubo mesmo só sofri dos motoristas de taxi, inclusive os radio taxi que via de regra rodavam mais do que o necessário... Praga de B Aires !!!

Ricardo Freire

Henrique, se "não tomar o mínimo de cuidado" é andar com a câmera na mão, sim, este foi o meu caso.

Nenhuma cidade do mundo é perigosa quando você toma cuidados. O problema de Buenos Aires está justamente em a gente achar que, por não haver violência, a segurança é total. Não é o caso. O post é só para fazer esse alerta -- tomar em Buenos Aires as precauções que se tomaria em qualquer outro lugar -- e não para dizer que todo mundo é assaltado na cidade ou que a violência impera. Não é isso.

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Ta certo, Riq.
Nós guardavamos as câmeras nos bolsos e/ou mochilas, que mantinhamos na frente do corpo. Pelo seu alerta anterior ela ficava na mão só na hora das fotos e alertas...
Segurança total mesmo não existe em nenhum lugar, muito menos em B Aires...

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Henrique , depois de muito "passear de taxi " por onde não queria , adotei um procedimento padrão : digo qual o caminho que desejo fazer . Vá por Santa Fé , vá por Arenales , e se o motora tentar insistir já vou avisando que quero fazer o
"tal caminho" pois " me encanta " grin

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Sylvia, em alguns casos adotei seu procedimento, mas os motoristas neste caso passavam a não compreender meu "portunhol". Dai pra frente passamos a só usar o taxi pra corridas longas, qualquer lugar ate 30 minutos de caminhada iamos a pé.
Na ultima noite em Puerto Madero, minha afilhada teve uma reação alergica aos mariscos do restaurante e após ser muito bem atendida pelo pessoal do hospital que veio em uma ambulância simplesmente não conseguimos nenhum taxi até o Pestana, pela proximidade do local.
Muito irritante mesmo esse comportamento dos taxistas de lá, foi a única coisa que nos desagradou em B Aires.

rogerio
rogerioPermalinkResponder

Sou carioca...nunca fui assaltado ou roubado aqui no Rio (acredite é verdade)...mas em BsAs, em plena Recoleta, em frente ao Buenos Aires Design,um lugar supostamente seguro...
Estava percorrendo o Design com um amigo,quando notei que um cara em um dos quiosques postado não tirava o olho do meu "carissimo"
Rolex série F (de fake) comprado em uma exclusivissima loja da Canal Street em NY e falava ao celular...fiquei cabrero mas esqueci. Não é que qdo cruzamos a Pueyrredon para pegar um taxi
em menos de 1 minuto um cara com tamanho de um guarda roupa me deu uma gravata ,arrancou meu relogio ,correu para uma moto que já o estava esperando mais à frente e se mandou...me deixando o braço cheio de arranhões e sangue.
São chamados de motochorros,sempre andam em dupla...qdo cheguei ao hotel o cara da portaria me disse que eles nunca são pegos,pois tem
"arreglos" com a policia ...qualquer semelhança...
Por isso advirto, quando andarem nas ruas de BsAs no sentido do
tráfego,andem bem junto dos edificios e carreguem suas bolsas à sua frente e do lado direito.

Leonardo
LeonardoPermalinkResponder

Oi pessoal,

Acabei de voltar de uma viagem de 6 dias em Buenos Aires. Como frequentador do site não pude deixar de seguir as dicas de segurança dada por todos aqui, desde proteger a mala com o "protect bag" até conferir as notas recebidas como troco. Felizmente a viagem foi ótima e sem nenhum problema! O que me chamou a atenção foram os preços, que aumentaram muito desde minha última visita em 2007, mas felizmente o cambio ainda compensa! Abraços a todos!

Rodrigo Gonçalves

Minha gente, minha prima que mora em BsAs me recomendou colocar Protect Bag nas minhas malas! Ela falou que são muito comuns os arrombamentos de malas no Aeroporto de Ezeiza! Fiquei com medo, agora. Dia 20 vamos a BsAs e eu pretendo levar laptop, câmera e palmtop... Vai tudo comigo dentro do avião! =D Gol "pau de arara" airlines!! =D Quero nem saber, quando eu viajo, eu me agarro na minha Canon XTi... É mais fácil o cara arrancar a minha alma do que arrancar a minha câmera do meu braço...u.u

Vou ficar de olho em BsAs!
Valeu pelas dicas!

Ricardo Freire

A Sylvia canta essa do protect bag há muito tempo. Há uma quadrilha que furta coisas das malas em Ezeiza.

Raquel L.
Raquel L.PermalinkResponder

Oi gente!
Vocês acham que a protect bag é necessária também no vôo de ida (Gurulhos/Ezeiza) ou só na volta?
Teve uma vez que, de volta em casa, constatei que a mala tinha sido aberta e fechada de volta e, fora a bagunça das coisas reviradas, o único objeto furtado foi uma caixa de bombons da "Un Altra Volta" (eu tenho certeza absoluta de que ela não ficou esquecida, foi furtada mesmo). Deviam estar atrás de eletrônicos, mas, como não encontraram, se contentaram só com os chocolates.
Abs,
Raquel.

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Pessoal! valeu por todas as dicas de segurança em BaAs, viu... anotei tudo! Vou viajar pra lá nesta 5a feira, e vou protejer minhas malas, minhas bolsas, minha máquina e minha mãe! rsrs um abraço a todos.

Leticia Zuk
Leticia ZukPermalinkResponder

Riq
Vc sabe se no aeroporto nacional tem esse problema(de roubo de malas) tbém?
Pque como sempre tomo o voo em P.Iguazu, chego nesse.Nunca tive problema até o momento,nem com táxi, aliás esse aeroporto é tranquilíssimo e muito perto ,mas agora me preocupei!!!só tinha lido seu relato e nao os comentários...
Outra coisa...não achei o post sobre o Kenoa...vc amou?Dá p levar criança(as minhas...10 e 12 anos)?
Entrei no menu Costa Brava e não achei nada!!!Será que tem algum problema de redirecionamento?Desculpe a salada que eu fiz de perguntas, responde o que der!
Bjo
P.S.: sempre acompanhei tdo aqui, agora resolvi escrever...rsrsrs!

Ricardo Freire

Oi Leticia! O Kenoa sai amanhã.

Da Costa Brava só tem um post-passeio pelos blogs amigos. Você tem que procurar o post da Costa Brava lá dentro.

Del Gonçalves

Olá Riq,
Adorei seu site, estava procurando mais informações sobre passar um dia em Colonia del Sacramento e acabei encontrando muito mais coisas interessantes para complementar a programação da minha próxima viagem a BsAs (agora em fevereiro), desta vez com as duas filhas pequenas a tiracolo. Também adorei as postagens do "Idas e Vindas" que encontrei aqui. Quanto à segurança em BsAs, uma amiga do trabalho foi ano passado com a família e roubaram uma das bolsas da bagagem de mão deles, justamente a que estava com câmera e com outros objetos de valor, no saguão do hotel quando realizavam o check-in(e ela já foi várias outras vezes a BsAs mas nunca havia sido assaltada). Para mim havia sido um caso à parte, tipo coisa inusitada, ser assaltada dentro do hotel e de corpo presente (porque também sou paranóica quanto a deixar objetos de valor no quarto). Agora vejo que teremos que encarnar dobrado os superatentos que encarnamos ano passado, duas vezes quando fomos ao Rio. Aliás duas ótimas viagens: na primeira, no primeiro dia estava paranóica andando sozinha pela cidade enquanto meu marido trabalhava (é, o cabra foi a trabalho). Nos dias seguintes ocorreu tudo tão tranquilo e seguro que programamos outra viagem para lá em junho e com as crianças! E eu que escolhi BsAs como destino para as férias de verão deste ano, pois da outra vez que fomos (jan/2008) foi tudo muito tranquilo, além de ter-me encantado pela quantidade de crianças fazendo turismo na cidade, fiquei agora preocupada. Meu marido então, que é mais paranóico que eu, vai pirar se ler este post, pois pelo que li, não se trata só de dar vacilo. A coisa está ficando feia mesmo por lá.
Quando voltarmos de lá, passo aqui para deixar minhas novas impressões. E grata pelas ótimas dicas!

João Roberto
João RobertoPermalinkResponder

Em janeiro de 2009 roubaram minha câmera no metro, estava no bolso, e na entrada e saída do trem alguém simulou perguntar algo incompreensível e outra pessoa furtou a câmera.
Em 2007 já com uma câmera maior enquanto tirava fotos, passou um trombadão de bicicleta e tentou levar a câmera, não foi possível pois a câmera estava presa (alías a presilha da câmera salvou) no meu pescoço.
No Retiro a coisa é perigosíssima, e perto da Florida vi trombadão de moto roubar turistas.
Enfim quando ir para lá cuidados redobrados.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Cancelar