Enquete: vale a pena levar reais para o Chile?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

pesochilenoMuita gente faz essa pergunta. Há uma resposta que aparece em diferentes foruns: que em Santiago seria fácil trocar reais em casas de câmbio, mas que no interior a cotação cairia drasticamente.

Alguém tem alguma experiência recente para contar? Lembra quanto foi a cotação? (Com a cotação e a data aproximada da operação é possível descobrir em sites como o Oanda se foi um bom negócio.)

Diz pra gente!

93 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

juliana
julianaPermalink

eu levei travel money de dolares( porque já tinha ), reais moeda e meu cartão do banco. A primira coisa que fiz foi sacar dinheiro no aeroporto com meu cartao do banco e funcionou super bem. Tem uma opção para funções de cartoes estrangeiros nas maquinas. Tirei o limite máximo de saque e fui administrando com pagamentos de debito com meu cartao do banco. voltei com o vtm intacto. Noa tentei trocar reais em casa de cambio ( nem passei por uma durante 5 dias de estadia)

juliana
julianaPermalink

fui em maio deste ano o dolar estava uns 550 pesos e o real 250 pesos, no oficial. Mas não vi em casas de cambio

Rosa
RosaPermalink

Estive em setembro, SAntiago, Chillan, Valdivia, Puerto Varas, trocamos US$ (550P) e R$ (270P) em casas de câmbios. A questão do Chile é que não temos costume com tantos zeros, o dinheiro que parece muito, acaba bem rápido. Mas, não acho preocupante pequenas diferenças porque sou bem controlada e quando faço alguma estravagância é bem consciente. No geral achei alimentação bem em conta, roupas de frio muito barato. Gastos no meu cartão BB Visa, ficou muito bom, mesmo com a conversão P$, US$ e finalmente R$. Ônibus é muito barato.

Ernesto, o pato
Ernesto, o patoPermalink

Em geral, fora da Argentina, Uruguai e Paraguai, o melhor e levar dolares mesmo. Quanto mais distante o pais, maior a perda. No Peru, a perda por nao levar dolares, e fazer a conversão direto em Reais seria da ordem de 30%, alem de que somente as casas de cambio grandes aceitam reais. Eu levei dolares, mas fiz a pergunta por curiosidade.

Carla
CarlaPermalink

Eu estive no Chile pela última vez há quase 4 anos, então nem vou mencionar números absolutos... Mas o que reparei foi que, embora já fosse possível, e até relativamente fácil, trocar reais (na casa de câmbio dentro do shopping em frente ao Hotel Diego de Velazquez e no banco HSBC próximo à estação de metrô Los Leones), a cotação não valia a pena, a perda era bem grande mesmo. Então, acredito que o saque com cartão direto da conta corrente continue sendo a opção mais válida... (Para quem tem dólares em casa continua sendo uma boa idéia levá-los, claro).

Luiz Jr Fernandes
Luiz Jr FernandesPermalink

É realmente impressionante a perda de valor que o Real tem em outros territórios da América do Sul. O próprio real que é tão poderoso dentro do Brasil, quando cruzamos as fronteiras do país tanto para os países do sul (Argentina, Paraguai, Uruguai), quanto os do norte (Colômbia, Venezuela e outros) sofre uma desvalorização impressionante, e somente é válido e trocado em casas de câmbio especializadas (talvés dentro dos maiores aeroportos internacionais da América do Sul).
Quão bom seria sair do Brasil com a segurança que a gente pode trocar reais por moeda local em qualquer lugar da América do Sul, assim como é feito com o dólar, creio que ainda distante de nossa realidade.

Arthur
ArthurPermalink

Em 2007, eu troquei na casa de câmbio do aeroporto. A cotação foi dentro do limite, sem problemas.

Dri
DriPermalink

Em 2008 em Santiago eu troquei ali no Centro. Tem uma rua (acho que é a Monedas, posso verificar depois) que é a equivalente da Sarmiento com uma casa de cambio do lado da outra e a concorrencia faz com que a cotação fique bem boa. Não lembro os valores absolutos, mas lembro que foi pouca coisa pior do que em BsAs e melhor do que em Mendoza. Tanto pra dólares como para reais...

Pavan
PavanPermalink

Na Calle Agustinas. Em Santiago vi que o câmbio não era tão ruim. Mas também privilegio saques nos meus cartões de crédito quando viajo.
Levo só um pouco de dólares ou pesos pra aguentar uns dois dias em caso de os cartões de crédito não funcionarem.

Silvia Oliveira - Matraqueando

Estou no Chile. Trouxe dólares e pesos. Comprei no Brasil R$ 1.000,00 em pesos numa casa de câmbio que sempre fez excelentes cotações para mim. Pois dessa vez perdi dinheiro. Se tivesse comprado esses mesmos mil reais na casa de câmbio do Paseo Ahumada, no centro de Santiago teria ganho 100 (CEM!) dólares. Meu marido ficou dois dias em estado de choque. No Atacama, onde estou agora, compensa trazer PESOS, ainda que todo mundo aceite dólar, numa cotação que favorece, claro, o dono do negócio. Fica assim: em Santiago leve REAIS e troque lá. E no Atacama (compre em Santiago) traga PESOS. O cartão Travel Money ajuda na chegada ao aeroporto, para sacar alguma coisa em Peso.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Cada vez mais eu vejo que esse mercado de câmbio é uma questão de... mercado, mesmo. Se não há procura por uma moeda num país, a operação acaba ficando desvantajosa para o comprador (a gente).

Eu não compraria dólar para viajar a um lugar que não aceite dólares; se não fosse sacar dinheiro com o cartão de banco, faria um VTM, que pelo menos tira da cabeça e da rotina a necessidade de achar uma casa de câmbio que a gente imagine que esteja praticando uma boa cotação...

Sito
SitoPermalink

Depois que "conheci" o Sr. VTM tudo ficou bem mais fácil. Esse casamento, sim, é pra sempre. smile

Silvia Oliveira - Matraqueando

É verdade, não compensa trazer dólares para cá. Só trouxe US$ porque já tinha um montante guardado e porque negociei o pagamento da hospedagem em dólar numa cotação que não chegou a ser vantajosa, mas que também não deu prejuízo.

PêEsse
PêEssePermalink

Estive no Chile de 6 a 11 de agosto de 2009 e minha experiência foi idêntica à da Silvia Oliveira. Viajei já trazendo do Brasil alguns pesos chilenos que haviam sobrado da viagem anterior. No entanto, por cautela, também trouxe reais e dólares, na perspectiva de não usá-los, já que dou preferência ao uso do cartão de crédito. Sem estresse e sem desviar de meus caminhos, sempre que passava em uma casa de câmbio olhava a cotação e em todas elas valia muito mais a pena trocar reais diretamente por pesos chilenos, deixando os dólares quietos. Na http://www.cambiosliberty.cl/ a cotação estava tão boa que decidi recompor meu banco de pesos chilenos e comprei R$ 1.500,00. Lá, se o valor a ser trocado for superior a R$ 500,00 a cotação - que já era a melhor dentre as casas de câmbio que vi - melhora ainda mais. Continuo adepto do uso do cartão de crédito como primeira opção, mas comprei pesos chilenos em espécie para garantir uma cotação pelo menos 30% melhor do que a melhor cotação que já tinha conseguido no Brasil. Além disso, devo ir à Patagônia agora no fim do ano e pode ser que nem tudo lá aceite cartão de crédito, de modo que me pareceu prudente reforçar o caixa de pesos chilenos.

Nessa mesma viagem, estive também em Santa Cruz, principal cidade para explorar o Vale do Colchagua. Lá só vi duas casas de câmbio. As duas só aceitavam euros e dólares, com cotações bem piores do que as de Santiago. Mas quem estiver com poucos pesos chilenos não deve se preocupar. Todos os postos de combustível, restaurantes e vinícolas aceitam a maioria dos cartões de crédito. Afora os pedágios na estrada, não paguei rigorosamente nada em espécie por lá.

Dani S.
Dani S.Permalink

Fui na semana santa a Santiago e Puerto Montt. Saquei dinheiro no cartão de crédito, como sempre, pela praticidade. Mas lembro que o marido (que gosta dessas coisas) ficava reparando nas casas de câmbio, e o valor sempre era pior para reais. Como eu acho um saco ficar tendo que trocar dinheiro (você perde tempo a beça comparando tarifas pra sempre passar raiva), além de meio arriscado levar dinheiro cash, definitivamente não acho que valha a pena levar reais pro Chile.

Fernando
FernandoPermalink

Acho que não troco dinheiro há muito tempo em viagens pelo mundo.. Saco com meu cartão do banco mesmo usando a rede cirrus. A cotação é sempre favorável e é melhor do que ficar quebrando a cabeça com casas de câmbio.

Angela Bruno
Angela BrunoPermalink

Estive no Chile no mês passado e levei dólares, reais e pesos correspondentes a R$ 300,00 comprados na Cotação, https://seguro.cotacao.com.br/index.asp
para não ter que me preocupar com dinheiro logo na chegada de um voo no meio da madrugada.
Não troquei nem os dólares nem os reais. Só os levei em garantia para caso de problemas com os cartões de débito/crédito. Quando precisei de mais pesos, saquei no caixa automático a débito diretamente da minha conta corrente a uma taxa melhor que a paga à Cotação, mesmo incluindo as tarifas cobradas pelos bancos (de lá e daqui). Os pesos foram utilizados para as pequenas despesas e o restante foi pago com cartão de crédito. Acho muito desagradável ter que ficar procurando casa de câmbio em viagem e sempre dou preferência ao cartão de crédito pela praticidade, acúmulo de milhas e porque sei que a taxa de câmbio(+ tarifa) também compensa.

Daniela
DanielaPermalink

Sim, trocamos reais em uma casa de câmbio na rodoviária (seria no subsolo?). A cotação foi exatamente 13% mais cara que o saque do cartão somando o iof e taxa de saque pela rede cirrus. Isso em janeiro de 2008.

Ah, e tínhamos levado alguns pesos daqui e a cotação foi horrenda, 30% pior do que a cotação do cartão.

Os problemas do cartão, no meu ver, são dois. Um é que o limite de saque em dinheiro muitas vezes é pequeno. Nessa mesma viagem, em Bariloche, só consegui sacar o equivalente a 160 reais de cada vez. Como nem todos lugares no interior da Argentina aceitam cartão, acabei tendo que fazer mais de um saque. Outro é que sempre fico um pouco tensa se o cartão vai funcionar, mesmo tendo sido liberado e tal. Sei de gente que liberou o visa do BB para uso no exterior e mesmo assim não conseguiu usá-lo em alguns países da América Latina.

Eu uso dinheiro para gastos pequenos (odeio pagar refrigerante com cartão, hehehe) e cartão para os maiores. Mas sempre levo um pouco de dinheiro em cash, real, dólar ou euro, dependendo do lugar, para garantir.

Daniela
DanielaPermalink

Rodoviária de Santiago.

Marilia Pierre
Marilia PierrePermalink

A maior parte dos pesos foram comprados em dolar em uma cotação pra lá de justa em Santiago, aí nem me liguei na cotação real/pesos.

Em Pucón trocamos alguns reais, houve sim uma desvantagem mas como a quantia era pouca o prejuízo não foi relevante.

Nos sítios turísticos eles aceitam dolares como moeda de circulação mas aí sim você perde dinheiro.

A receita fica a seguinte: tudo depende do seu roteiro, Santiago é tão vantajoso e seguro para o câmbio quanto a sua casa de câmbio de anos de confiança do Brasil, deve haver maior cautela no interior onde o dinheiro em espécie é preferido e incentivado por meio de descontos (principalmente nos hotéis).

Jorge Bernardes
Jorge BernardesPermalink

Nesse tipo de viagem, eu costumo levar alguns dolares para trocar em caso de emergência, mas faço sempre saque com cartão que embora custem 2% de IOF, sao seguros e tem uma taxa razoável acumulando milhas.
Troca de Reais no exterior até onde eu vi, Uruguai e Argentina, não valia a pena. Mas nossa moeda vai chegar lá!

Renato Castilho
Renato CastilhoPermalink

Fui a 3 semanas para Santiago Chile e fiquei lá durante uma semana. Vi que vale muito mais a pena trocar reais por pesos chilenos do que dolares por pesos chilenos. O dolar lá está desvalorizando cada vez mais... enquanto o real continua forte. Abrs

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Desvalorização de moeda é um dos fatores a ser levado em conta, Renato, mas o maior importante é a cotação. Uma cotação boa do dólar, ainda que desvalorize aos poucos, é melhor do que uma cotação ruim do real.

Cristina
CristinaPermalink

Alguém que tenha ido recente ao Chile pode me dizer se compras são válidas lá - ex: tênis e camisetas, casacos, roupas de frio. Algo comparável a Buenos Aires?
E um roteiro de 1 semana visitando Santiago e...que sugerem?
Obrigada desde já pelas respostas, Comandante e trips - sem tempo nenhum...mas de olho! bjs

Cristina
CristinaPermalink

Obrigada Comandante!

BRUNIO VALE DE SOUZA
BRUNIO VALE DE SOUZAPermalink

Pessoal estou no Chile há 2 dias. O câmbio realizado em bancos fica 1 real = 250 pesos. o câmbio nas casas de câmbio numa rua perto da rua Ahumada, o câmbio ficou 1 real = 332 pesos!!!! foi a melhor cotação que achei... mas nessa rua várias casa de câmbio tem o câmbio 1 real = 325 pesos...
Pessoal ao meu ver as coisas aqui se tornam baratas quendo você consegue uma boa taxa de câmbio..
Hoje comi um prato aqui no hotel que custava 8.000 pesos. Na câmbio de bancos de cartões de crédito esse prato sai a 32 reais... já usando a taxa das casas de câmbio o prato cai para 24 reais...
Vou la jantar e ja volto...
Abraço

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

A cotação interbancária hoje é de 287 pesos chilenos para 1 real.

No site do Banco Central do Chile a cotação média de janeiro foi 282 pesos.

Estou achando BASTANTE esquisita essa sua taxa... ou você fez mal as contas, ou aí tem treta. Boa sorte.

BRUNO VALE DE SOUZA
BRUNO VALE DE SOUZAPermalink

Ricardo você tem algum e-mail para que eu possa enviar uma foto de uma casa de câmbio aqui? Para você ter idéia, estou em um Hotel quatro estrelas que me recomendou uma casa de câmbio chamda AFEX (WWW.AFEX.CL). Nesse local o câmbio era 1 real = 325 pesos chilenos. Aquela cotação que mencionei de 1 real - 250 pesos foi só para facilitar as contas, mas gira entorno disso mesmo.

Respondendo a pergunta da Cristina, aqui achei os produtos mais baratos que na Argentina se conseguir fazer um cambio interessante. Por exemplo um tênis adidas aqui custa mais ou menos 50.000 pesos, isso dá mais ou menos 200 reais no cambio com os bancos e 150 reais nas casas de câmbio.
Outra coisa Cristina, se estiver em dúvida entre Argentina e Chile não pense duas vezes vá para o Chile. Os chiilenos são muito educados e hospitaleiros, deiferente dos Argentinos... Estive lá por cinco dias... Nessa mesma viagem que estou fazendo em lua de mel...

Ricardo vi os seu filmes sobre desenpacotando New York, concordo plenamente com você em se tratando desses pacotes engessados...
Na Argentina descobri o metrô.. Conheci vários lugares lá com custo baixo e reapidez...Aqui no Chile estou fazendo a mesma coisa.
É isso.

PêEsse
PêEssePermalink

Precisamente em 8/1/2010 fiz câmbio na Confiax Cambios à cotação de R$ 1 = 270 pesos chilenos. A Confiax Cambios fica na Av. Providencia, 2633, loja 11, em uma galeria próxima da Estação Tobalaba. Aliás, exatamente ao lado da Cambios Liberty da qual já falei acima (que, neste dia, estava com a cotação por real cinco pesos chilenos mais baixa). Como naquele dia a cotação interbancária estava R$ 1 = 281 pesos chilenos, achei que estava fazendo bom negócio em casa de câmbio. Pelo que vi agora, não, já que poderia ter conseguido 325 pesos chilenos por real, ou seja, 55 pesos chilenos a mais por real.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

No dia 17 de novembro a taxa interbancária estava 286 pesos ( http://www.oanda.com/lang/pt/currency/converter/ ) e a Afex trocava por 280 pesos, segundo este relato no Mochileiros.com.
http://www.mochileiros.com/santiago-perguntas-e-respostas-t15798-270.html

Aí há uma informação consistente -- a Afex paga uma cotação que vale a pena -- mas não creio que essa situação de pagar ACIMA da taxa interbancária possa se sustentar. Eles devem estar detectando/especulando uma possível desvalorização da moeda.

Luiza
LuizaPermalink

Estou indo para o Chile dia 19-05-10, nunca estive fora do Brasil.
Tenho 1.000,00(Hum mil reais)
Vou passar 5 dias em Santiago.
Levo essa grana em reais mesmo,ou em dolar?
Chegarei lá pelas 22;hs, vou precisar de grana para taxi.
Preciso de ajuda.
Obrigada
Luiza

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Ao chegar no aeroporto só haverá um guichê de casa de câmbio aberto oferecendo uma cotação bem ruim pelos seus reais. Troque o mínimo possível.

No centro você consegue uma cotação justa na Afex, na calle Moneda 1148.

Marcelo Toledo
Marcelo ToledoPermalink

Estou indo em 15/08/10 para Santiago passar 01 semana com a familia. Somos eu minha esposa e um casal de filhos (10 anos e 06 anos). No ano passado estivemos em Bariloche sem a s crianças. Quero levá-los para ver neve. Quais as opções de passeios?
Obrigado.
Marcelo

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Dá pra subir a Farellones, El Colorado, La Parva (mais próximos) ou Valle Nevado (um pouco mais adiante). Em todos é possível ir e voltar no mesmo dia. Devo fazer isso no meio de julho, e vou postar aqui.

Paula
PaulaPermalink

Alguém que foi pra Santiago recentemente sabe a cotação de real/peso nas casas de câmbio? Ainda estou na dúvida entre levar reais ou sacar no débito. Algumas pessoas pegarm cotações boas para troca de real em Santiago.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Sacar no débito é mais prático e você não precisa carregar todo o seu dinheiro no bolso.

A casa de câmbio Afex tem cotação justa para o real; quando fui chequei as cotações para dólar e real e, na ponta do lápis, a relação entre dólar e real era correta.

http://afex.cl/Pags_Sucursales/sucursalesafex.htm

Vera
VeraPermalink

Sou brasileira e moro no Chile , o dolar aqui está baixando diariamente, ontem estava 490 pesos e chegou esta semana a 470.
A Afex aqui faz um bom trabalho de cambio, mas não consigo informações da Afex no Brasil, no caso de sucursais nos estados brasileiros para enviar dinheiro ao Chile, se alguem tiver alguma informação, agradeço.

Marcelo
MarceloPermalink

Ola,
Estou indo para o Chile dia 12/NOVEMBRO e gostaria de saber quais passeios realmente VALEM A PENA, considerando que vou ficar apenas 4 noites (sexta à tarde até terça de manhã).
Recebi uma cotação do Hotel Presidente(ao lado do metro) para hospedagem por 90 dolares a diaria. Está caro?
Eles ofereceram também um taxi que te leva do aeroporto ao hotel por 37 dolares. É um bom preço ou dá pra economizar de outra forma?

Obrigado!

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

O táxi oficial do aeroporto custa 30 dólares e pode ser pago com cartão de crédito.

Faça os passeios que mais te apetecerem. Não há nada obrigatório.

Leia mais sobre Santiago:
https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire

Silvia Oliveira - Matraqueando

Marcelo, você se refere ao Chile e não à cidade onde quer ficar (o Hotel Presidente está em Santiago, Puerto Montt e Concepción. Mas supondo que seja em Santiago, no Apart Hotel Vegas - ao lado do metrô Universidade de Chile (bem central e próximo aos principais pontos turísticos) a diária está em torno de 50 dólares - quarto duplo. No aeroporto é possível contratar uma van na empresa Transfer Vip por 5.500 pesos (US$ 11,00) por pessoa. Essa tarifa é para hotéis centrais. De táxi, do aeroporto até o centro custa 13 mil pesos (US$ 26,00), preço tabelado. Ambos funcionam 24 horas. Aqui no VnV há muito informação sobre o Chile, mas tenho um post-índice com uma sugestão de passeio de três dias em Santiago que talvez possa lhe interessar! Abs! http://www.matraqueando.com.br/chile-santiago-e-atacama-post-indice

Silvia Oliveira - Matraqueando

Upa, Riq.. respondemos juntos. Reforçando que o táxi até o centro custa 13 mil pesos (com o dólar baixando por lá fica até menos do que 26 dólares). Mas se for para os bairros Providência ou Las Condes, a corrida fica um pouquinho mais! Pode fazer a reserva do táxi on-line, inclusive: http://www.taxioficial.cl

Felipe
FelipePermalink

Tchê,

Recomendo que pegues o taxi oficial antes de sair do desembarque.

Se você sair dali sem taxi, sofrerá um assédio acintosamente constrangedor e desrespeitoso de vários taxistas querendo levá-lo ao seu hotel de qualquer maneira.

Eu, que não sabia disso, fechei com o taxi oficial do lado de fora do aeroporto, e daí tive que ficar ouvindo chingamentos dos taxistas não oficiais: que chile não é brasil, que ele não me roubar, que eu era estúpido como argentino, etc. E só porque preferi pegar o taxi oficial.

Essa primeira impressão foi péssima, mas, de resto, pessoalmente, prefiro mil vezes santiago a buenos aires.

Felipe
FelipePermalink

ops... xingamentos...

juan oteiza
juan oteizaPermalink

Recomiendo llevar reales o el carton credito - devito que utiliza en Brasil,tiene que ser internaciona Avise a la operadora del carton por telefono o internet para liberar el carton y poder usar en chile.Se puede tirar pesos chilenos,directamente de la cuenta corriente en cualquier caja automatico en supermercados,puesto de gasolina,etc.Despues vc podrá ver en el extrato SAQUE INTERNACIONAL con una pequena taxa y el cobro de IOF.Todo muy simple y mas encuenta que trocar dolar en Brasil,luego ir a una casa de cambio en Chile y por ultimo pagar taxa en Brasil y taxa en Chile. Si ayudé,me alegro mucho!

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Essa é exatamente a minha opinião, Juan!

Juliana
JulianaPermalink

Vou passar 7 dias no Chile. Para uma viagem sem extravagancias, mais ou menos, quanto de dinheiro seria ideal levar? O que é mais eficaz, levar dólares, real, peso ou um cartão de crédito internacional?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Juliana!

Veja o que vale a pena comprar em Santiago aqui: https://www.viajenaviagem.com/2010/11/compras-em-santiago-do-chile-o-que-vale-a-pena/

... e dicas valiosíssimas sobre dinheiro versus cartão de crédito no exterior: https://www.viajenaviagem.com/2010/10/dinheiro-x-cartoes-no-exterior-minha-receita/

Todas as demais informações sobre Santiago e arredores estão na ficha da cidade: https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire/

Juliana
JulianaPermalink

Pretendo trazer lembrancinhas da viagem para meus familiares, sabem se esses presentes costumam ser caros no Chile? Não entendo nada, me ajudem!

Juliana
JulianaPermalink

Última dúvida: Vou passar o fim do mes de janeiro lá, o que é aconselhável levar na mala para esta época do ano no Chile? Obrigada!

joice
joicePermalink

olá. vou à santiago dia 04 de março e ainda estou um pouco em dúvida sobre levar reais ou dólares para realizar o câmbio. lembro que em buenos aires existia (não lembro em que rua) um Banco do Brasil, que é onde possuo conta. lá em santiago existem caixas eletrônicos que aceitem saques deste banco? devo trocar o real por dólares ainda no brasil e somente lá fazer o câmbio? agradeço de puderem me ajudar. abraços.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Se o seu cartão do banco estiver habilitado para saques internacionais, você pode fazer o saque em qualquer caixa automático, não precisa procurar o Banco do Brasil. Informe-se com o seu gerente.

Leia este post:
https://www.viajenaviagem.com/2010/10/dinheiro-x-cartoes-no-exterior-minha-receita/

Em Santiago a cotação para reais em corretoras do centro da cidade (Calle Ahumada) não é má. Mas não é necessário perder tempo precioso de viagem para isso, quando você pode sacar do caixa automático ainda no aeroporto.

joice
joicePermalink

obrigada,ricardo! visitei seu blog por indicação de uma amiga, a denise, e adorei. tenho anotado todas as suas dicas pra me orientar por lá. abraços.

Larissa
LarissaPermalink

Bom dia! Estou viajando para Santiago dia 01/03/11 para passar 5 dias e gostaria de pedir algumas informações.
Continuo na mesma pergunta de todos, é melhor levar dólares ou real para troca por peso chileno?
Essa epóca do ano, qual a temperatura média daí?
Estão falando algo sobre o possível terremoto?
Ficarei no Hotel Windsor Suites, visto que tivemos a indicação deles de uma agência daqui. O hotel é legal? Fica bem localizado?
O taxi do aeroporto para o hotel custa quanto? É melhor já levar os dólares para pagar?
Desculpem-me por tantos questionamentos, mas é a minha prmeira viagem para o exterior e gostaria que tudo transcorresse muito bem.
Muito obrigada, desde já,
Larissa.

A Bóia
A BóiaPermalink

Alô, Larissa! Vamos com calma! smile

Primeiro veja a página de Santiago aqui no Viaje na Viagem, com todas as informações principais sobre a cidade:
https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire/

Depois leia o que o Comandante diz sobre dinheiro no exterior:
https://www.viajenaviagem.com/2010/10/dinheiro-x-cartoes-no-exterior-minha-receita/

Avalie as resenhas do Windsor Santiago no TripAdvisor:
http://www.tripadvisor.com/Hotel_Review-g294305-d488483-Reviews-Windsor_Suites-Santiago.html

Larissa
LarissaPermalink

Muito obrigada pelas dicas! Tenho certeza que serão muito úteis!
Fica com Deus!
Abraços,
Larissa.

Larissa
LarissaPermalink

Ah! Dá para se virar falando português ou no máximo um "portunhol"? Rs.

Rogério
RogérioPermalink

Vamos ver se consigo ajuda por aqui, visto que no meu Banco, tá dificil.

O Banco Real acabou de finalizar a integração com o Santander. Minha gerente foi demitida, e estou perdido. Falo no "Telebanco" e me dão a seguinte orientação: tanto o serviço de crédito quanto o de débito estão liberado para o seu período de estadia no Chile, de 24 a 27 de fevereiro.

Meu medo é usar o saque no cartão de débito e acabarem lançando no crédito. Já sei que o SANTANDER cobra 8 reais por saque, mais 3% do valor sacado. Ricardo, ou alguém do forum, já fez saque no SANTANDER? Sabe se tem SANTANDER no aeroporto de Santiago? (pelo que o Ricardo tem dito, habilitando o saque internacional, posso usar qualquer cajero, correto?)

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Rogério! Se o cartão estiver habilitado, saca de qualquer caixa automático!

Faça saques equivalentes a pelo menos 200 dólares, para que a tarifa fixa (R$ 8) não pese no total.

Mesmo com os 3% de taxa continua um bom negócio, porque o spread entre a cotação que você conseguiria por dólar-moeda no Brasil (dólar-turismo) e a cotação que você vai conseguir no caixa (dólar interbancário, próximo do comercial) seria maior do que isso.

Rogério
RogérioPermalink

Ricardo, valeu pelo retorno praticamente "on line". Se tivesse visto tinha lhe feito a segunda pergunta, que é: Há no aeroporto de santiago cambio legal como temos em BAs? Falo do Banco de La Nacion (a fila no dia de semana é bacana, e eles aumentaram o número de caixas), no caso, e não da tchurma da Metropolis...Estou pensando em levar uns reais (não vou usar sua estratégia dos U$ 500,00, porque não viajo tanto assim) e lá chegando, decidir por cambiar ou sacar no cajero.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Rogério! Aqui quem responde é A Bóia.

Não há câmbio bom no aeroporto. Câmbio em aeroporto é em 99,99% dos casos ruim, se necessário deve-se trocar o mínimo para pegar o transporte, caso o transporte não aceite cartão ou moeda estrangeira. Ezeiza é a exceção das exceções grin

Lembre-se que em Santiago o táxi oficial aceita cartão.

Leia: https://www.viajenaviagem.com/2011/01/santiago-taxi-metro-onibus-ou-carro-alugado/

Larissa
LarissaPermalink

Olá Rogério,
Posso te pedir um favor!?
Se possível, quando chegar ao Brasil, por favor, informe aqui no página a média de temperatura nos dias que vc esteve lá, a cotação do dólar para peso e do real para peso e algumas diquinhas a mais! Rs. Pelo que vi no post vc voltará no dia 27/02, eu estarei viajando no dia 01/03.
Grata, desde já,
Larissa.

Rogério
RogérioPermalink

Vamos ver se deu tempo...

Em Santiago, quente de dia (muito sol) e friozinho a noite. Fui a Portillo, e estava muito frio. Não sei o que vc pretende fazer.

Se for a Concha Y Toro, leve um casaco para o tour interno. E vá de metrô (peguei a dica no matraqueando, e foi muito bom). Na verdade, use metro para tudo.

Ainda não foi dessa vez que tirei dinheiro direto no cajero. Levei reais, e como troquei somente para o metro e despesas pequenas - faço todas as despesas no cartão de crédito - troquei no cambio do aeroporto que não é muito favorável.

Fiquei em Providência graças as dicas de outros posts do Ricardo e da Bóia. Fui a todo lugar de metrô e a pé, exceto a Portillo, Vinicola San Estebab (ambos pela Touristour), e também ao Shopping Arauco (também dava pra ir de Metro, mas era o último dia e já tinhamos andado bastante, aí pegamos um tx). O Shopping é muito bacana, e estão em época de rebajas, e rebajas no Chile é mais ou menos como em BAs.

Agradeço aos comentários do Ricardo e da Bóia em todo o site. Foram muito importantes as orientações dadas.

Jonatas
JonatasPermalink

Estava pesquisando e não estava achando muita diferença entre saque com cartão, Dolar ou levar Real(até ontem estava achando o R$ a CLP 267). Hoje, 09/03/11, achei está casa de câmbio(http://www.brollano.cl/precios.html) pagando CLP 300. Vou levar Reais e trocar lá, comprar com CC e pegar alguma saco com o CC.
Comprar USD aqui e levar acho que não vale pena. Um abraço a todos.

MYRELLA STEFANKOWSKA
MYRELLA STEFANKOWSKAPermalink

OI RICARDO!
EU IREI PARA SANTIAGO (CHILE) NO MÊS QUE VEM, À TRABALHO, E FICAREI DOIS MESES.
ESTA É A PRIMEIRA VEZ QUE ESTOU VIAJANDO PARA O CHILE, E NÃO SEI O QUE DEVO LEVAR.
EU PRECISO DE ALGUMAS DICAS, COMO POR EXEMPLO: QUE TIPO DE ROUPAS DEVO LEVAR ... (ROUPAS LEVES OU ROUPAS PESADAS PARA O FRIO.)
O CLIMA DE LÁ É PARECIDO COM O DAQUI?
EU PRECISO LEVAR PESOS CHILENOS,OU LEVO REAIS?
RICARDO, EU TENHO O CARTÃO DE CRÉDITO MASTER INTERNACIONAL DO SANTANDER, ELE VAI ME SERVIR, LÁ?
GRATA DESDE JÁ,
MYRELLA STEFANKOWSKA.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Myrella!

Aqui quem responde é A Bóia, assistente flutuante do Ricardo Freire para perguntas.

Por favor, não escreva em maiúsculas na internet. É tido como falta de educação.

Habilite o seu cartão de banco para saques em moeda local no caixa automático. Se levar reais, vai precisar ir a uma casa de câmbio no centro para obter uma boa cotação.

Vai estar frio. Entre na página de Santiago e clique em "temperatura e chuvas mês a mês"

https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire

warley rossi
warley rossiPermalink

Olá, estou indo p/ Santiago de 8 a 15 de Maio/2011.
Já sei que estará bastante frio, mas preciso de informações.

1. Ficarei no Forestal Hostel, axei bem legal. Alg conheçe?
2. Estou levando R$ 1.000,00 - Mas to voando sobre qt isso vale. Tipo, se R$ 1 = 290CLP Quer dizer q nosso real é mais forte?!
3. Ou é mais viável trocar por dólar lá?
4. Por fim, neste período poderei esquiar em El Dorado?

No mais, adorei tds os comentários anteriores.
Abraços.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Warley!

Seu hotel está comentado aqui:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/20-hoteis-em-santiago/

Sobre como organizar dinheiro x cartões:
https://www.viajenaviagem.com/2010/10/dinheiro-x-cartoes-no-exterior-minha-receita/
https://www.viajenaviagem.com/2011/03/iof-o-que-muda-para-o-viajante/

A estação se chama El Colorado, e só abre em junho.

Visite nossa página-guia sobre Santiago:
https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire

bazinha
bazinhaPermalink

Ola tudo bem?
Estou indo ao chile dia 9 de junho 2011.Gostaria muito de saber se o HOTEL IBIS é um bom lugar para ficar?Vi precos e 3 noites la saem por 400 reais,quarto duplo para 2 pessoas.
Gostaria tbm de saber se havera neve no valle nevado ou el colorado???Alguem pode me ajudar???

Beijos e obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Bazinha! Veja este post sobre hotéis em Santiago, selecionados e resenhados pelo Ricardo Freire:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/20-hoteis-em-santiago/
O Ibis fica um bocado ainda abaixo dos pins azuis, ou seja, não é a área em que o Comandante recomenda que se fique.

Já sobre a neve, as estações abrem em 11 de junho smile

igg
iggPermalink

Olá, viajo para santiago no final de junho e gostaria de receber algumas dicas. Vou com meu esposo e meu filho de 7 anos e o outro de 2 anos, gostaria de saber sobre temperaturas se só levo roupas de frio, se as crianças precisam de botas ou tenis resolve se é necessário roupas mais quentes pois já comprei a roupa térmica?
desde já agradeço as dicas

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Igg! Vai estar bem frio, sim! Agasalhe direitinho as crianças, principalmente se não estiverem habituados a baixas temperaturas. Veja as médias para o período aqui: http://news.bbc.co.uk/weather/forecast/110?

ana mesquita
ana mesquitaPermalink

Io Bóia..(adorei!)Irei em agosto para o Chile ,esquema "durista",apenas uns trocados no bolso para tomar um vinhosinho vendo a cordilheira ao fundo,(sem cartão de credito ou coisa q. o valha!)vc. acha que o custo médio de hospedagem e alimentação nas regioes mais afastadas do centro do Chile (Temuco...)é mais barato? claro, não pode faltar a perguntinha...devo levar dolares ou reais?obs: sou péssima em matemática!tks. inflável.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Ana! O único lugar onde seus reais são trocados de maneira justa é nas casas de câmbio do centro de Santiago.

O Ricardo Freire recomenda
1) sacar dinheiro da sua conta corrente no caixa automático direto em pesos para gastos do dia a dia
2) para outras despesas, levar um Visa Travel Money (saques/compras) e cartão de crédito (compras)
3) ter um pouco de dólar para emergências

Valmira
ValmiraPermalink

Olá Ricardo!

estarei indo ao Chile em fevereiro de 2012, gostaria de saber, como todos, se deve levar reais? gostaria de levar alguns pesos chilenos já comprados aqui no Brasil para emergências e saída do aeroporto para o centro de santiago.
Vou com três amigos para passar 15 dias. Vamos fazer o seguinte roteiro: Santiago, Viña del mar, Valparaíso e, possivelmente, Puerto Montt e Varas, se der tempo. Vamos ficar em albergues, tem alguma sugestão? tem algum site confiável q possamos fazer as reservas? e, por fim, quanto seria necessário em reais para cada um de nós levarmos? pretendemos levar R$1.500,00 cada um + cartões de crédito.
Desde já agradeço a atenção.

A Bóia
A BóiaPermalink

Alô, Valmira! Aqui quem responde é A Bóia. Consulte os comentários acima para ver as opiniões dos tripulantes sobre levar ou não reais. Neste outro post, veja as recomendações do Comandante para gastos no exterior:
https://www.viajenaviagem.com/2011/03/iof-o-que-muda-para-o-viajante/

O Hostelworld.com é uma fonte confiável para pesquisa de opiniões e reserva de albergues. Leia também as dicas dos nossos leitores para albergues no Chile:
https://www.viajenaviagem.com/2011/04/albergues-hostels-pelo-mundo-os-relatos-dos-leitores/

Valmira
ValmiraPermalink

Olá Bóia! por favor, me responda mais uma pergunta, gostaria de saber se ir ao Chile e voltar pela Argentina fica muito caro? pensei q esse roteiro para passar 20 dias de viagem seria muito bom. Se for possivel me informe se tem outra forma de viajar entre os dois paises sem ser de avião. Queria ir de avião daqui para o Chile e voltar pela Argentina.

Obrigada pela resposta anterior, foi de grande ajuda. smile

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Valmira! O Ricardo Freire recomenda muito ir por um país e voltar pelo outro.

Veja como ele fez zigue-zague entre os dois países. Escolha o seu trecho:
https://www.viajenaviagem.com/2010/04/expedicao-zig-zag-chile-argentina-todas-as-aventuras/

Ana LCS
Ana LCSPermalink

Óla Bóia, estou indo para Santiago no mes de julho-2011, junto com minha filha estou levando um valor de US 2000, mais alguns peso chileno, vc acha que com este valor eu consigo fazer umas comprinhas de roupas de frios, e ainda fazer um passeio no Vale Nevado, te aguardo obrigadaaaaa.

Ana LCS
Ana LCSPermalink

Mais uma perguntinha me falaram que lá em santiago tem muitas roupas bacanas e baratas, para comprar confere está informação.
Obrigadaaaa te aguardo

Murilo
MuriloPermalink

Como os que estão lá, voltaram ou ainda vão, para santiago, como se comportarão frente ao IOF de 6,5%, mesmo assim,vocês mantem a opinião???

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Murilo! O que vale para o mundo vale para o Chile! Se o seu cartão de crédito converte pelo dólar comercial, continua valendo a pena. Saques de caixa automático continuam incidindo apenas 0,38% de IOF (mais tarifas dos bancos).

Murilo
MuriloPermalink

Só para esclarecer, já li todas as dicas e comentários deste blog e outros sobre o aumento do IOF, mas gostaria de ler algo mais específico para o Chile.