Madonna cantando no Réveillon do Rio? Alguém por favor impeça essa maluquice

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

[caption id="" align="aligncenter" width="450" caption="Não estrague o Réveillon mais bonito do mundo, prefeito"]Não estrague o Réveillon mais bonito do mundo, governador[/caption]

Para os que porventura caírem aqui sem conhecer minhas posições anteriores: 1) eu amo o Rio mais do que o lugar em que nasci, o lugar em que moro ou qualquer lugar do mundo que eu tenha visitado ; 2) eu acho o Réveillon de Copacabana a coisa mais linda que existe (se clicar no link, espere a página inteira carregar); 3) eu apóio a Rio 2016 de maneira quase incondicional.

Agora: o prefeito Eduardo Paes não estava de posse do seu melhor juízo ao anunciar que contratou Madonna para cantar no Réveillon 2011.

Alô, prefeito: sem Madonna, já aparecem dois milhões de pessoas na praia. Com Madonna de graça, o Brasil inteiro vai acampar por lá.

É uma irresponsabilidade -- repito: ir-res-pon-sa-bi-li-da-de -- criar uma demanda-monstro para um evento que não comporta mais espectadores do que já tem.

A própria função dos shows na praia no Réveillon não deve ser a de atrair público, mas divertir os que foram passar a noite por lá. É um momento muito mais para Mart'nália do que para a sra. Luz.

Um Réveillon com Madonna, além de estragar a experiência dos que gostam de Réveillon no Rio, vai decuplicar os problemas de segurança -- e, no pior dos cenários, pode levar a tragédias como os pisoteamentos que ocorrem ano sim, ano não em Meca.

Quer trazer Madonna pra cantar em Copacabana (mesmo ignorando os moradores do bairro, que não agüentam mais megashows)? Beleza, mas traz numa noite em que a praia esteja vazia, e o Brasil inteiro não esteja de férias à procura de um lugar auspicioso para passar a noite mais importante do ano.

Quer divulgar o Réveillon mais bonito do mundo no exterior? Então traz a Madonna, ou qualquer outro pop star de primeiríssimo time, para assistir ao Réveillon. De repente convence a celebridade a participar do ritual. Arma um esquema em frente ao Copacabana Palace pra ela, vestida de branco, pular sete ondas e jogar uma rosa, ou uma Kabala biodegradável, sei lá, a Iemanjá. Pronto. Réveillon do Rio na mídia escrita, televisada e internetada do mundo inteiro, sem estragar o Réveillon de ninguém.

Prefeito: uma tragédia no estilo Meca ou Heysel vai acabar com o Réveillon do Rio para sempre. Não arrisque tudo por um factóide.

29 comentários

Marco Cavalheiro - Buenos Aires Dreams

Perfeito o teu posicionamento. Infelizmente nossos políticos se preocupam mais com factóides do que com a realidade. O que deveria ser uma festa sensacional vai virar um show da Madonna. Ah, os políticos...

Jo Elias
Jo EliasPermalinkResponder

concordo! em 2006 a empresa para a qual trabalho decidiu fazer um mega reveillon em cinco cidades do mundo - no Rio, o show era o Black Eyed Peas e a praia escolhida, Ipanema. Muitas criticas pelo fato de nao ser Copacabana, mas no fim a decisao foi mais do que acertada: Copa nao precisa de nada mais, a festa ja eh a atracao. Nossa, a ideia da Madonna jogando oferendas pra Iemanja... ja vi o trecho no proximo clipe!!

Ricardo Freire

E Jo, o Black Eyed Peas tem menos apelo para a turba incontrolável do que qualquer sertanejo do terceiro time. Era um show seguro!

Madonna, ONGs e Reveillon : orlandobarrozo.blog.br

[...] Madonna irá cantar no reveillon de Copacabana, o que irritou profundamente o brilhante colunista Ricardo Freire, para quem a presença da cantora pode estragar o maior espetáculo do [...]

JULIO CORRÊA
JULIO CORRÊAPermalinkResponder

O Rio não tem mesmo sorte com prefeitos ou não sabe mesmo escolhê-los. Ric, sou da época em que a última noite do ano era uma festa criada pelo povo, que ia apenas jogar rosas no mar e fazer seus pedidos para o ano que entrava. A fé do povo misturada com a capacidade dos cariocas transformar tudo em festa, passou atrair turistas maravilhados. Veja bem, era um evento criado pelo povo, que ia lá jogar suas rosas e seu barquinho pra iemanjá. Um dia, mais precisamente em 1982, os empresários vislumbraram a possibilidade de faturar em cima disso. Nada contra. Só que, pouco a pouco, o gigantismo do evento passou a esmagar um evento que era principalmente religioso. Para se chegar até a beira d´água para jogar seu barquinho, vc tem que esbarrar em umas 50 mil pessoas que estão c...para Iemanjá. A coisa ficou menos espontânea e original. Mas tudo bem, afinal a virada do ano traz mais turistas do que o carnaval. O atual prefeito, assim que assumiu declarou que a festa estava chata, que precisava mudar. Concordo com ele. Metade do brilho foi ofuscado com o famoso acidente Réivellon de 2000, quando uma pessoa morreu. De lá pra cá, lentamente menos cariocas vão a Copacabana, mesmo com o conforto do metrô. Mesmo por que passou haver festas em outros locais, desta que para Ipanema, onde a festa é mais cool. Aliás, na festa de 2007, Ipanema inovou e fez uma rave. Foi um tiro super certeiro e atraiu o público que já estava cansado da repetição de Copa. O que a prefeitura fez? Em 2008, cancelou a festa em Ipanema - e em outros pontos também - , temendo que ela esvaziasse Copa. Isso seria o 8. O 80 é a proposta do Paes em trazer Madonna, numa atitude desesperada em salvar a arrecadação milionária que a festa traz. Nem 8 e nem 80. O que o révillion de Copa precisa é de criatividade. Trazer Madonna é um surto, uma sandice. Se lembra da multidão no show dos Rolling Stones? Pois, Madonna atrairia algo muito maior. E não consigo prever o que poderia acontecer. E mais: vamos combinar que o seria gasto com cachê seria melhor aplicado em tantas outras coisas que a cidade está precisando. Eu digo seria porque tenho fé que a musa pop não aceite ou o Paes reflita melhor ou que Iemanjá nos proteja e algo aconteça para mudar o rumo dessa loucura. Caso contrário, o resto do mundo pode até acabar em 2012. Mas Copacabana nem entrará neste ano.
abração

clara lopez
clara lopezPermalinkResponder

Concordo inteiramente, são muito irresponsáveis esses políticos. Agora, tem de mobilizar os moradores de Copa CONTRA essa barbaridade.
abraço,
clara

Drix
DrixPermalinkResponder

Vou concordar com Julio : "O Rio não tem mesmo sorte com prefeitos ou não sabe mesmo escolhê-los". É um absurdo voraz e implacável esse desatino de trazer Madonna. Bom, não preciso dizer porquê...você já disse tudo! Enfim, evitarei Rio em Dez de 2010. Ótima consideração Ricardo!

Arthur
ArthurPermalinkResponder

“O Rio não tem mesmo sorte com prefeitos ou não sabe mesmo escolhê-los”
Nem governadores, acrescento.

JULIO CORRÊA
JULIO CORRÊAPermalinkResponder

Só um detalhe: eu sou carioca e amo minha cidade. Por isso quero o melhor para ela.
abraços

gabebritto
gabebrittoPermalinkResponder

Acertou em cheio. Essa história de show da Madonna é mais um factóide patrocinado por um político brasileiro irresponsável (desculpe a redundância).

juliana
julianaPermalinkResponder

ih gente até lá muita agua vai rolar. vcs acham que ela vai namorar o Jesus ate 2011??? depois que acabar este romance ela vai esquecer de nos e voltar por Malaui. Ou se minhas previsoes furarem ( e jesus garantir seu so love so love) o prefeito vai mandar a MADONNA pra Barra! |Tudo eles querem colocar na Barra. No stress. esse povo so quer publicidade

gabebritto
gabebrittoPermalinkResponder

Certíssima.

Mirella
MirellaPermalinkResponder

Pra que estragar o melhor Reveillon do mundo, hein?!
Estou chocada... que palhaçada.
abs

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Certamente é uma decisão muito arriscada, tudo bem que queiram dar um novo gás para a festa (que nunca mais foi mesma depois que os fogos foram para o mar e perde graça e público a cada ano que passa), mas existem outras maneiras de se fazer isso.

André Lot
André LotPermalinkResponder

O deslocamento dos fogos foi para proteger a multidão.

Beto
BetoPermalinkResponder

Riq, concordo com seu posicionamento, simplesmente ABSURDO ESTA HISTORIA!!!! Espero que desistam da idéia.

Absss

Beto

Denise Mustafa

olha, eu até tinha gostado da idéia: sou louca pra ver o show da Madonna e louca pra passar um reveillon no RJ. Mas, olhando por esses lados que vc citou, eu tenho que concordar. Vai ser mais caótico do que divertido. É uma verdade.

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Quanta razão tem, Ricardo! O texto é uma chamada a cordura...

Tiago
TiagoPermalinkResponder

O Eduaro Paes deve estar brincando. Não é possível...
Mas, de fato, se ele quer fazer publicidade da cidade, ele conseguiria, porque a tragédia que um evento desses causaria ia expor o Rio em todos os meios de comunicação possíveis.
Parabéns pela argumentação Riq.

bernardette amaral

O Eduardo paes poderia parar de brincar de prefeito e começar a governar. O Rio tem problemas muito serios e urgentes para o alcaide ficar soltando factoides para aparecer nos jornais

Vera Lucia
Vera LuciaPermalinkResponder

Não vamos nos preocupar, está muito longe, essa loucura cairá no esquecimento.

Bianca
BiancaPermalinkResponder

Concordo com vc! Se qdo o Lenny Kravitz cantou na praia de Copacabana eu caminhei fora do chão, levada pela multidão, imagina um show da Madonna!!
Mas acredito que as probabilidades disso não vingar são grandes. Se Madonna terminar com Jesus e não quiser nem ver a cara do Rio? Se os projetos sociais dela não vingarem por aqui? Enfim, em 1 ano muita coisa pode acontecer! Não soframos por antecipação! De qq modo o convite em si já foi de fato um ato irresponsábel. Coisa de prefeito deslumbrado que pensa só na promoção...

Guta
GutaPermalinkResponder

Aposto que o aluguel dos apartamentos em Copacabana já está inflacionado para reveillon de 2010/2011! ehehe

Katia
KatiaPermalinkResponder

Sensacional o seu blog, parabens.

Fê Costta
Fê CosttaPermalinkResponder

Irresponsabilidade mesmo! Madonna seria uma ótima pedida para qualquer dia do ano, exceto reveillon e carnaval...

Já posso imaginar as notícias nos jornais do mundo inteiro sobre a falta de estrutura do Rio no Reveillon com a Madonna e as consequêntes previsões para a Copa e para as Olimpíadas.

Bem, ao menos vai servir de pressão para os governantes fazerem um bom (e seguro) espetáculo nos eventos esportivos que virão... Inshallah!

Marvin
MarvinPermalinkResponder

acho que totalitarismo ou extremismo nunca deu certo em lugar nenhum. nem em meca, nem em copa.

"eu gosto do reveillon do rio 'assim' e é assim que eu quero que seja, porque se me desagradar eu vou pirar! eu não aceito! vai estragar o MEU reveillon!" soa um tanto quanto... egoísta? sei lá que termo usar.

claro que se imagina o caos mas se o rio esetá mesmo apostando em infraestrutura e segurança para outros eventos vindouros... se o rio já "suportou" show dos stones na praia... caso o governador e prefeito escolhidos pelos cariocas queiram mesmo madonna, esses mesmos eleitos vão ter que rebolar e garantir a ordem e a semi-segurança das pessoas [a gente sabe que com reveillon ou sem, segurança NÃO é o forte do rio].

outra: muita gente vai querer passar o reveillon na praia com madonna e muvuca, mas tem gente que vai pro lado oposto, só de imaginar tal situação. todas as opções zen, desérticas, isoladas e silenciosas vão estar abertas a quem NÃO quiser estar em copacabana na hora da virada.

o que não dá pra aceitar é censura, repressão e atitude reacionária [Houaiss, antes! pelamordedeus] do tipo "ah, não! não vão estragar o MEU reveillon! vou guardar copacabana numa caixinha só pra MIM! do jeito que EU quero!" ¬¬

[não tem uma solução? meio termo?]

Jorge Bernardes

O Eduardo Paes vai chamar a Madonna porque o cache da Ivete Sangalo deve estar mais caro... A Madonna deve estar louca para passar um Reveillon no Brasil.

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Marvin, eu moro no Rio, precisamente em Copacabana, já passei muitos reveillons na praia e posso garantir: Copacabana não precisa da Madge no reveillon. A festa tá ficando "impenetrável", de tão cheia. Nesse último ano, tivemos que dar uma imensa volta, pois o palco montado em frente à minha rua ocupava um quarteirão inteiro com "récitas" de funk e "balés" de popozudas. As pobres mães de santo já não conseguem levar suas oferendas ao mar na noite de 31/dez, são obrigadas a adiantar a obrigação para a noite anterior ou de manhã.
Não sou contra os mega shows populares, acho que a prefeitura tem que agradar todo mundo. Eu mesma a-do-rei assistir o show geriátrico dos Rolling Stones na areia, mas houve uma preparação estrutural do porte da festa de reveillon, e se somarmos as duas platéias, concluiremos que simplesmente NÃO CABE TANTA GENTE NUM BAIRRO SÓ!
Concordo com o Riq que a simples presença da pop star na festa já daria uma imensa publicidade pro nosso balneário tão judiado, e que ela poderia fazer um megashowzinho na praia só pra implicar com o Mick Jagger (seria imperdível), mas espero estar bem longe daqui se essa maluquice de Madonna + reveillon se concretizar. Aliás, pensando bem, posso até alugar meu apartamento pra algum desavisado, né?

Maria
MariaPermalinkResponder

Calma aí, pessoal. A Madonna foi convidada é para a abertura dos Jogos Olímpicos, em 2016, o que não deixa de ser mais absurdo. Como é que um prefeito que supostamente nào estará à frente desta cidade - espero eu - até lá, faz um convite destes? Quem foi que bebeu mais: o Paes ou quem divulgou isto?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar