iAnta

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

iphone

Eu sou do tempo em que o cidadão comum não fazia a menor idéia do que fosse a Apple.

Macintosh era uma religião de pouquíssimos adeptos – nada a ver com o avassalador culto consumista de hoje em dia. O símbolo que identificava os fiéis ainda era a maçãzinha – e não esses fones de ouvido de fio branco que todo mundo carrega em volta do pescoço como se fosse colarzinho de crucifixo.

O pior é que, naquela época, eu praticava essa religião. Eu era tão Macfanático quanto os iPodmaníacos que surgiram de uns tempos para cá.

Fui forçado a abandonar a seita no início deste século. Precisava administrar um site, e depois um blog, cujas ferramentas não funcionavam em Mac. Naquele momento, por sinal, nada parecia funcionar direito na Apple. Era uma empresa que tinha perdido o seu poder de inovação.

Alguns anos mais tarde, porém, apareceu um negocinho chamado iPod – e o resto todo você sabe muito melhor do que eu. Sim, porque você provavelmente já está no seu segundo ou terceiro aparelho, e eu até hoje permaneço virgem de tocador de MP3.

(Só tenho iPod de tiozinho: CD player com carrossel de seis discos programado no modo 'random'.)

Desde ontem, contudo, estou em processo de reconversão. Um tanto forçada, mas estou. Sucumbi à pressão social e transformei os meus créditos na operadora de celular num iPhone 3G.

Meu primeiro 'smartphone'. Imediatamente descobri porque é chamado assim: porque é um telefone muito mais esperto do que você. A partir do momento em que abri a embalagem, meu iPhone me transformou numa iAnta tecnológica.

Já faz vinte e quatro horas que estou com o bicho ligado, e ainda estou mais perdido que cibercego em tiroteio digital. Nada do que aprendi em quinze anos usando celular -- ou vinte e poucos usando computador -- parece ter algum valor.

Todos me dizem, às gargalhadas, que daqui a uma semana estarei feliz da vida com meu brinquedinho novo. Para eles, o iPhone parece ser isso mesmo -- um brinquedinho eletrônico. Um Tamagochi mais esperto do que eles, que precisa ser alimentado a todo momento com 'aplicativos' novos.

Só que, neste momento, eu me vejo dividido entre tocar a vida ou aprender a usar o iPhone. (Não, ler o manual está fora de cogitação. Já gastei toda a minha cota de paciência com manuais para aprender a programar gravações no videocassete na década de 80.)

Mesmo assim, acho que já entendi qual é a do iPhone. É um computadorzinho que dá pra levar pro banheiro, certo?

55 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Carmen
CarmenPermalink

meu maridão ama seu iPod, mas eu sou da pré-história (tecnologicamente falando)

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Uia, claro! Corrigido!

Martinha
MartinhaPermalink

Nao querendo ser chata.. mas jà sendo.. nao seria Iphone, no lugar do Ipod?? :roll:

** Mesmo assim, acho que já entendi qual é a do "iPod". É um computadorzinho que dá pra levar pro banheiro, certo? **

eekops:

Martinha
MartinhaPermalink

Se bem que o iPod Touch é = iPhone.. so não tem o telefone.. mas é um brinquedinho que tb dà para levar para o banheiro.. lol

Ila Fox
Ila FoxPermalink

O iphone, assim como os tamagochis, também morrem. Um amigo meu perdeu o dele por causa de uma atualização bla bla bla que o bichim fez automático (não entendo disso). Toma cuidado. O_O

Thiago Parente
Thiago ParentePermalink

Provavelmente o dele era desbloqueado sem ser por operadora, aí na hora que atualiza ele morre mesmo. Os comprados de operadora podem até morrer por outras causas, mas não a atualização.

Sandro Mancini
Sandro ManciniPermalink

O pior é que o pessoal está certo, isso é "choque cultural", assim que pegar o jeito, e começar a carregá-lo com programas que acha úteis, e ele for ficando cada vez mais indispensável, vai mudar o seu discurso. wink

E como sei que você vai eventualmente pegar o jeito? Minha filha tem 3 anos e sabe usar o meu iPhone. Tem uma aba de jogos só dela, tira fotos com o aparelho, liga, desliga, carrega programas, etc. Deixe o preconceito de lado e dê tempo ao tempo. wink

Arthur
ArthurPermalink

Calma vai passar.... uma vez que vc pega a lógica prometo que fica muito fácil.
Tem vantagens como se vc perder o seu cel é só conectar o novo que é tudo restored! Incrível!
Tem o fato de vc ter o seu ipod (no seu caso o seu primeiro) e seu telefone no mesmo lugar.
Vc pode twittar super bem no twitefon!
Vc vai ver como vc vai gostar!

Flavia
FlaviaPermalink

Fico feliz de ter sido uma das que pressionou vc socialmente - não pra optar por um IPhone, mas pra usar os benditos pontos da companhia telefônica!!!

smile

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Riq, você é fantástico!!! HAhahaha...

Tweets that mention iAnta « Viaje na Viagem -- Topsy.com

[...] This post was mentioned on Twitter by Ricardo Freire, Tiago Padilia. Tiago Padilia said: RT @riqfreire: De como o iPhone me transformou numa iAnta http://migre.me/dUFp [...]

Gustavo
GustavoPermalink

Ricardo, o lance é você se sentar durante umas três horas com algum Iconvertido. Daqueles que lêem o manual, pesquisam na internet, desbloqueiam o aparelho, etc. Depois disso, você vai precisar de pouco mais de algumas consultorias rápidas, por telefone mesmo, ou quem sabe mais um encontro, para poder dizer que você faz parte deste mundo.
Daí pra frente é só alegria.
Eu conheço um em Brasília, meu irmão, mas você está em SP, o lugar que tem mais convertidos por metro quadrado. Fui

Arthur
ArthurPermalink

Bom, também já passei da idade de ler manual... Mas o conselho do Gustavo é bom, conversa um tempo com alguém da "seita".

PG
PGPermalink

Manual? A caixa do iphone não vem com manual!

É tão simples de operar que basta um folder que indica para que servem as únicas duas teclas do aparelho - a de cima (que apaga a tela) e a de baixo (que volta pro menu principal).

Sinceramente, Riq, um cara tão fuçador como você está me decepcionando... Me desculpe!

(Não, eu não tenho nenhum produto da Macintosh, embora tenha condições de ter, mas não me conformei de ver alguém reclamando da usabilidade, que é o maior trunfo dos Macs)

Rosa
RosaPermalink

PG, eu não li nenhuma reclamação no texto, então um de nós não entendeu o espírito da crônica...

Matheus
MatheusPermalink

Leia esta materia!!!!!!!!!!!!!!

Alessandro A.
Alessandro A.Permalink

Riq, muita boa a crônica. Eu não tenho iPhone, mas garanto que você vai se acostumar logo, assim como acontece com a maioria dos smartphones.

Só vou discordar da sua última frase, pois hoje eu já levo o meu laptop para o banheiro usando a minha conexão wireless. mrgreen

Nhatinha
NhatinhaPermalink

Acho que ganhei meu iPhone 5 dias antes de você! Mas não senti nada disso, provavelmente porque passei pela adaptação ao smartphone com o Blackberry (que ainda amo mais que esse trambolho enorme).

Concluo que é isso sua síndrome temporária: uma adaptação ao smartphone - não ao iPhone, não precisa direcionar seu ódio à Apple =)

E, sim, são minicomputadores - e dão pau, travam, ficam malucos, se prepare! - mas depois de alguns dias você não vai entender como o resto dos mortais ainda consegue viver sem acessar o email do telefone ("oi? como você sobrevive SÓ podendo mandar SMS??")

Boa sorte @riqfreire!

Fred Marvila
Fred MarvilaPermalink

Não fique se achando tão iAnta nao razz Eu levei umas boas horas pra descobrir como usar o iPhone. No início vc fica todo contente querendo colocar zilhões de programas, mas com o tempo isso passa. Vc descobre q não precisa de todos eles e q a maioria não serve pra nada útil mesmo.

iPhone é o q há. Tentei achar uma opção q me desse o q o iPhone dava (e q os marketeiros da Apple colocaram na minha cabeça), mas nenhum era tão bom. Acabei me rendendo depois de 1 ano achando q era frescura... Até valeu a pena, pq o primeiro iPhone não tinha 3G...

Mas eu não gosto do iTunes. Ô programa pesado e amarrado q não te deixa fazer o que vc quer do jeito q vc quer...

PêEsse
PêEssePermalink

Pronto, é exatamente isso que penso. Meus passos foram os mesmos: levar algumas horas para aprender a usar o iPhone, empolgar-se inicialmente baixando um monte de apps, estabilizar-me emocionalmente no médio prazo depois da constatação de que a grande maioria dos apps tomam um tempo gigante e não ajudam lá essas coisas (os guias do Lonely Planet, p. ex., foram uma decepção) e passar a olhar o iTunes com cara feia por ele lhe amarrar e retirar sua liberdade.

Dica: tenha sempre à disposição um aparelho celular "normal" com sua agenda atualizada para o dia em que seu iPhone simplesmente - e inexplicavelmente - perecer, nem que seja por algumas horas ou dias. É um computador, ou seja, padece das mesmas mazelas.

JB
JBPermalink

Realmente o Itunes é o que há de pior em termos de programa "amarrado". Com certeza mais difícil de aprender (e tolerar, por supuesto) do que o próprio aparelho! sad

Windsgirl - Silvana
Windsgirl - SilvanaPermalink

Ricardo realmente tem hora que é complicado acompanhar tanta linguagem "ciberfacilitadora". Eu achava que Apple era coisa distante dia até que meu filho começou a forçar minha atualização. Depois de conhecer caí de amores e não troco por nada. Às vezes o mais difícil é me adaptar a algo que facilita os acessos ao que eu estava atrapalhadamente acostumada a ter. Boa sorte com seu brinquedinho.

uberVU - social comments

Social comments and analytics for this post...

This post was mentioned on Twitter by padilia: RT @riqfreire: De como o iPhone me transformou numa iAnta http://migre.me/dUFp...

bpinaud
bpinaudPermalink

Se quiser vender me fale. wink
Estou no terceiro e minha mãe já está de olho no meu 3Gs. Corre atrás. smile

Sylvia
SylviaPermalink

Hahaha stress t-t-o-t-a-l por opção pessoal wink
Mas tem que encarar né ?
E manter o velho até aprender é pior .. boa sorte !
( parabens pelo uso dos pontos lol )

Galo
GaloPermalink

Semana passada adquiri um ipod shufle de 4gb, esses caras da Apple são gênios, que trocinho bem pensado viu,um dia chego num iphone, mas do design, eles vendem um modo de pensar.

abraço

Galo

Inclusão Digital
Inclusão DigitalPermalink

"(Não, ler o manual está fora de cogitação. Já gastei toda a minha cota de paciência com manuais para aprender a programar gravações no videocassete na década de 80.)"

Isso! Junte-se aos milhões de novos usuários de alguma tecnologia. Junte-se a nova era ignorante digital. De quem foi a incrível idéia de inclusão digital?

Outra, tudo bem que os manuais em 80 não eram didáticos, mas ler manual e não aprender...

Cássio
CássioPermalink

Calma Ricardo!!!! Mais 15 dias e você pode escrever um manual do iphone!!!!! Siga o Blog do Iphone no twitter que descubrirá novidades incríveis!

marcos
marcosPermalink

Ricardo, visita esse blog (http://www.blogdoiphone.com), la tem tudo sobre o Iphone e nao e chato igual a manual.

Lena
LenaPermalink

Ah Riq, você não vai precisar de manual, não! É simples e m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o-!! Certeza que você vai amar!! Baixa já o sKype e o aplicativo do Itau smile Depois, se quiser, tem o lonely planet, o Tripit, o Tripadvisor, etc.

Conselhinho: a AppleStore americana tem muito mais aplicativos do que a brasileira. Faz o cadastro nela, usando um endereço americano e clicando na opção que não inclui nenhum cartão de crédito (porque ela não aceita cartão brasileiro; a menos que você tenha um cc americano...). Como endereço, você pode usar qualquer um; até de loja.

JB
JBPermalink

Lena,

Ah, se eu soubesse disto antes. Dá para mudar?

Daniele
DanielePermalink

JB se vc tem uma conta na loja brasileira, crie uma nova conta (com outro email seu) na loja americana. Dá para baixar os aplicativos gratuitos sem problemas.

Mari Campos
Mari CamposPermalink

Adoravel, como sempre wink Alias, eu estou ha dois meses com meu smartphone e ainda nao explorei as utilidades do bichinho em quase nada (ate porque, pra mim, ler o manual tambem esta fora de cogitacao mrgreen )

Lucia Malla
Lucia MallaPermalink

Steve Jobs é meu pastor e apps não me faltarão. razz

(Macfanática, eu?)

Daniele
DanielePermalink

Adorei isso!

Marcie
MarciePermalink

Eu também - aliás, em casa somos todos macfanáticos!
E vou repetir o que disse no twitter: se eu consigo, qualquer um consegue!!! wink

Magrineli
MagrineliPermalink

Riq, unico comentário sobre a cRõnica: que o diga a pergunta q não queria calar: onde vc colocava o chip no IPHONE???? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ana Hungria
Ana HungriaPermalink

Olha, prá twittar não tem nada melhor.

Dsecobri o ipod primeiro, há uns 05 anos, procurando um tocador de MP3 que comportasse um acervo musical compatível com meu treino de corrida à época (fazia meias e maratonas). Depois do primeiro nunca mais quis outra coisa!

diogo
diogoPermalink

dindo, daqui uns 15... no máximo 20 minutos, já vais estar completamente dependente do brinquedinho. juro! é a maior invenção dos últimos tempos e eu não vivo sem. qdo descobrires a apple store então, nossa... vai ser uma loucura! atualmente passo mais tempo pesquisando aplicativos novos do que na internet smile

Fabio NG
Fabio NGPermalink

Migrei pro iPhone há quase 2 anos porque queria resolver iPod + telefone num aparelho só -- e logo passei a achar completamente obsoleto qualquer celular que tenha teclas! smile

Dica pra não ler o manual: no site da maçã tem vários videos que ilustram, em segundos, o básico do aparelho. Try it: http://www.apple.com/iphone/guidedtour/

Enjoy! wink

Daniele
DanielePermalink

Riq, ontem perguntei para você no Twitter quantos aplicativos você já tinha baixado, você me disse que eram 2.
Quantos aplicativos você já baixou desde ontem? wink
Tem uns aplicativos para viagens que são bem legais (pagos e gratuitos).
Olha, eu sou suspeita para falar, sou Mac-maníaca, iPodmaníaca e iPhonemaníaca.
Tem um blog sobre iPhone que é bem bacana e tem uns tutoriais e tira umas dúvidas bem básicas, pode te ajudar: Blog do iPhone.
Não sei se vc tem orkut, mas lá tem umas comunidades com boas dicas tb.
Mas o bichinho parece complicado no começo, mesmo. Logo logo você deixará se ser iAnta!

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalink

Eu não tenho Iphone, mais sou Ipodmaníaca e em breve, espero (pedi de Papai Noel), detentora de um Mac-computador. Eu tenho um smartphone da Sansung que não é assim uma Brastemp (esse jargão é o máximo, não é mesmo?)mas dá pro gasto e mesmo assim eu tenho aquela sensação de que não estou aproveitando tudo que poderia dele, acho que essa sensação sempre fica, mas é assim mesmo. A função desses apetrechos eletrônicos e te servir e te divertir e não estressar. Use o telefone, aprenta a twittar e receber e-mails e o resto vem com o tempo. Bjo
PS: Riq, vc PRECISA de um Ipod. É outra vida musical.
PS: Marvilla e cia: Tb acho o Itunes um saco. Existe algum outro programa p/ fazer listas de músicas?

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalink

Listas PRO IPOD.

André
AndréPermalink

Coincidência... tem pouco mais de 24 horas que usei meus créditos na operadora para pegar um iPhone também!

No entanto, já era usário de iPod (estou no meu segundo) e já havia ajudado as crianças da família a configurar um iPod Touch (que tem umas funcionalidades do iPhone). Portanto, não me vi tão perdido com o meu tamagochi.

Como usuário de celular há muitos anos, já havia me acostumado com a forma mais ou menos padrão que Nokia, Motorola e outras fazem suas traquitandas funcionar.

Mas fiquei MUITO supreso com o iPhone e acho que, com o tempo, vc vai ver que o aparelhinho é poderoso. Intuitivo (marketês, mas é isso mesmo) e muito mais prático que a maioria dos smartphones. Já usei de tudo (sou viciado em tecnologia) e após um longo romance com um N95 e um BlackBerry, estou totalmente convencido que ficarei com o iPhone por um bom tempo.

André
AndréPermalink

Acho até que vou aposentar meu netbook...

Érica França
Érica FrançaPermalink

Ótimo texto. Quando crescer, quero escrever que nem você.

Malu
MaluPermalink

Riq, adoro o meu Iphone. Quando o Iphone chegou no Brasil, a Vivo mandou e-mail para reservar dia e horário para conhecer e comprar. Comprei metade créditos e metade $.Eles colocaram uma pessoa só atender os usuários do Iphone e tirar TODAS as dúvidas.Eu uso a Vivo do Iguatemi e você não precisa nem de senha pois é um atendimento especial. Caso sua operadora seja a Vivo, vá até lá. Não sei se tem essa facilidade no Higienópolis. Uma dica importante: Quando o Iphone apagar total, prescione junto o botão para ligar(na parte de cima) e o botão para ligar(redondinho, na tela),fique apertando os dois juntos até o aparelho voltar. Leva uns minutinhos e pronto. Já percebeu que não tenho linguagem técnica? Não? Quanta gentileza! lol

Eneida
EneidaPermalink

Riq
Tenho certeza que se você dedicar algum tempo aos aplicativos de viagens vai se apaixonar! não precisa de manual, só tem que abrir uma conta na Apple store.Os aplicativos são o grande diferencial em relação a outros smart phones e com o 3G então, o mundo é seu. Tem vários guias de viagem pequenos e gratuitos,outros bem conhecidos como lonely planet e top 10, guias de museus e cidades( baixei um audioguia gratuito do museu D'Orsay ótimo)tradutores de todas as línguas, dicionários, conversores de tudo que se imagine,datas de feriados em vários países, google maps, skype, weather channel . Sem falar nos albuns de fotos com zoom, possibilidade de postar fotos na hora em que são tiradas. Fiz minha última viagem com um I pod touch que acabou sendo literalmente um computador de bolso usando wi fi nos hoteis e restaurantes, e os programas off line que dispunha. Estou tão apaixonada que já "contaminei" um monte de gente, mostrando tudo que já descobri de uso.Tenho certeza que ainda vou ver você postar muitas dicas interessantes aqui no site.

Andre Lot
Andre LotPermalink

Daqui uns tempos vc se anima e faz uma App pra gente instalar : ) Já pensou que legal? Se for integrada com coordenação entre as tags geográficas e a localização por GPS, vai ficar uma beleza.

CarlaZ
CarlaZPermalink

Um dia chego lá! Eu continuo sem saber nada disso...quando falo que nao tenho ipod todos me olham de forma estranha...mas iphone eu to de olho...afinal da pra me comunicar com meu mundo virtual...

Tomas
TomasPermalink

Por isso falo ... Precisamos de moratória tecnológica...Já sou da minoria que nem celular usam...Me nego a ser achado. As pessoas estão ficando limitadas a 16GB de memória ou resumidas a um emoticon. Pra quê tanta tecnologia? O mundo anda apressado e não sabe pra onde vai.

Enzo
EnzoPermalink

Pois é! Vc comprou um Iphone (com os créditos da operadora). Eu comprei hoje um MacBook. PQP! Devia ter comprado um há mais de 10 anos...

Marcello
MarcelloPermalink

Eu também demorei a me converter para a Apple, comprei um Ipod Touch a pouco tempo e descobri como utilizar todos os recursos num blog http://www.itouchbr.com.br/ nele tem inclusive vídeos tutoriais que mostram com instalar novos programas (tanto Ipod com Iphone). Vale muito a pena!

Bia
BiaPermalink

Palmas ao termo "Ipod de tiozinho" e pro "cibercego em tiroteio digital". Clássicos instantâneos.

Eu ainda me lembro do momento em que soube que era possível gravar cds com as minhas próprias músicas, na ordem em que eu bem entendesse. Era o fim das fitinhas! Foi pra mim um dos momentos mais emotivos da minha vida, tecnologicamente falando.

O outro foi quando minha mãe trouxe do Canadá - na era pré Ipod - um tocador de MP3, com uns 512 kb de memória, se não me engano. Cabiam umas 40 músicas! Foi tudo de lindo e maravilhoso nessa vida. Quase chorei, juro.

A coluna foi escrita em dezembro. E aí Riq, deu pra desmistificar um pouco o Iphone?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Um pouquinho. BAixei pouquíssimos apps, mas já me enrolo menos. Já me acostumei com a maioria dos comandos eekops: