Frankfurt e Heidelberg pra Marcie

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Frankfurt: o rio Main e o skyline de "Mainhattan"

A Marcie do Abrindo o Bico vai dar um girozinho agora em fevereiro por Alemanha e Polônia. Na Alemanha, os destinos são Frankfurt e Heidelberg -- e todas as dicas são willkomen.

Com pouco tempo em Frankfurt, eu me basearia no sempre bem-feitinho roteiro de 36 horas do New York Times.

Com mais dias, seguiria a Luisa do Arquivo de Viagens, que correu os patrimônios históricos da Unesco nos arredores da cidade, como Trier, Bamberg, Würzburg (para ver o palácio Residenz), o mosteiro de Kloster Maulbronn, a cidadezinha de Speyer e a siderúrgica (!) Völklingen Hütte.

Estive uma vez na cidade em 2006, fazendo a matéria pré-Copa da Alemanha, e achei a cidade bem mais simpática (e compacta) do que imaginava. Fiquei num duas-estrelas ao lado da estação, supercorreto, chamado Excelsior (paguei 50 euros com lauto café e frigobar liberado; mas é porque não havia feira na cidade, senão os preços sobem).

A Heidelberg eu só fui no meu mochilão de... 1985, então estou um pouco desatualizado. O NYT também -- a última matéria é de 2004. Eu começaria pelo site oficial da cidade mesmo, que é bastante bem-feito.

E então? Quem esteve recentemente em Frankfurt ou Heidelberg e queira contribuir para a viagem da Marcie -- à caixa de comentários, bitte!

(Por favor dê dicas aqui só para a parte alemã da viagem. Para dar dicas de Varsóvia e Cracóvia, clique aqui.)

224 comentários

lms
lmsPermalinkResponder

Voce tem alguma dica para um roteiro de 4 ou 5 dias saindo de Frankfurt passando por Munique e chegando até o parque Berchtesgaden e depois voltando para Frankfurt? Vc acha q vale a pena esse percurso? Penso em hospedar em alguma cidadezinha durante o percurso. Viagem sem compromisso...

lms
lmsPermalinkResponder

Oscar,

Voce tem alguma dica para um roteiro de 4 ou 5 dias saindo de Frankfurt passando por Munique e chegando até o parque Berchtesgaden e depois voltando para Frankfurt? Vc acha q vale a pena esse percurso? Penso em hospedar em alguma cidadezinha durante o percurso. Viagem sem compromisso...

Viaje na Viagem

Leia com paciência os comentários anteriores.

Simule roteiros em http://www.viamichelin.com .

Oscar
OscarPermalinkResponder

Eu sinceramente acho muito corrido...

O Berchtesgaden merece no mínimo 3 - 4 dias... Isso sem contar que uma viagem até lá deve ser quase uns 600 Km
Se você tem apenas 5 dias. Por que não se concentrar numa viagem em cidade como Frankfurt, Heidelberg, Stuttgart, Tübingen e Freiburg na Floresta Negra?! Essa região da Alemanha também é belissima.

Evelyn
EvelynPermalinkResponder

Olá, Riq e trips!

Acabo de voltar do Vale do Reno e do Mosela e deixo aqui meu relato.

A região é encantadora. Certamente um dos lugares mais bonitos que já conheci. Vilarejos super fofos e castelos medievais de contos de fada às margens dos rios tornam o cenário deslumbrante. As pessoas são muito gentis, e ainda que nem sempre falem inglês, fazem de tudo para ajudar o visitante.

O passeio pelos vales do Reno e do Mosela é de contemplação, e deve ser feito sem nenhuma pressa. Para quem busca agito e badalação, melhor não ir. O lugar é calmo e as pessoas se recolhem cedo. Mas se o objetivo for admirar paisagens de tirar o fôlego, esse é o roteiro ideal. E ele combina perfeitamente com uma esticada pela Rota Romântica da Alemanha. Quanto aos custos em geral (alimentação, transporte, estacionamento...), a região do Reno sai bem mais em conta que a Estrada Romântica, sem dever nada à beleza das cidades mais ao sul.

Nessa viagem, fomos eu e minha mãe, e passamos três noites (de 19 a 22/09) no entorno do Reno. Pegamos tempo muito bom e com temperaturas amenas (neblina pela manhã, calor e sol à tarde, friozinho pela noite). Tudo ainda estava coberto de flores, e as folhas começando a ficar amarelas. Lindo!

O primeiro dilema do planejamento foi escolher a cidade-base. Acabamos optando por Koblenz decido à sua localização, já que ela fica justamente no encontro dos rios Reno e Mosela. Assim, o deslocamento pelos vales de ambos os rios ficou mais fácil. No entanto, para aqueles que têm interesse em conhecer apenas o vale do Reno, recomendo alguma cidadezinha mais ao sul, onde está a maior concentração de castelos, com bate-e-volta a Koblenz.
Fizemos reserva no Mercure Hotel de Koblenz pelo Booking.com (aproveitamos uma promoção!). O Mercure está muito bem localizado, pois fica praticamente às margens do Reno, e a poucos minutos de caminhada dos principais pontos turísticos, como a Deutches Eck (encontro dos rios Reno e Mosela), o teleférico para a fortaleza Ehrenbreitstein, e o centrinho antigo. Aliás, acredito que essa seja a melhor localização, porque Koblenz já é maiorzinha, e na minha opinião ficar na parte mais moderna tira um pouco do encanto do passeio. Para quem quiser ficar em um vilarejo mais típico e isolado, Koblenz não é a cidade ideal. Mas isso é uma questão pessoal. Para nós, Koblenz foi a medida certa entre o passado e a modernidade.

Chegamos a Koblenz de trem, a partir de Frankfurt. Essa viagem é extremamente panorâmica, e já dá àqueles que chegam uma noção da beleza do lugar. Compramos os bilhetes com antecedência pelo site da DB Banh, a empresa ferroviária de lá da Alemanha. Também dá para comprar os tickets na hora, porque o trem que faz esse trajeto é local, e não requer reservas de assento. Mas acho mais seguro comprar logo aqui no Brasil, até mesmo para garantir tarifas mais baixas.

No primeiro dia, já chegamos a Koblenz de tarde, e passeamos por lá mesmo. Andamos pelas margens do Reno, pegamos o teleférico (vista muito bonita!), depois continuamos caminhando até a Deutches Eck, contornamos o Mosela, e de lá passeamos pelo centrinho histórico. Como era um dia de domingo, tinha música ao vivo em algumas pracinhas (as pessoas comiam muita salsicha e tomavam bastante vinho) e até uma feirinha medieval, com barraquinha de arremesso de machado (!!!). Tudo estava muito animado, mas quando o relógio bateu exatas 7 horas da noite, as pessoas sumiram como num passe de mágica, e tudo ficou deserto.

Jantamos no Weindorf, um restaurante típico enorme, com mesinhas num pátio externo, ao estilo dos biergartens e weingartens alemães. Apesar de bastante turístico, a comida e o atendimento do Weindorf são muito bons. Ele fecha bem tarde, e o melhor é que o estacionamento fica aberto 24 horas, à disposição do cliente. Como o Weindorf ficava na frente do nosso hotel, houve uma noite que deixamos o carro lá mesmo, sem gastar nada com estacionamento. O próprio garçom esclareceu que poderíamos deixar o carro lá por quanto tempo quiséssemos. Fica então a dica para quem quiser economizar com estacionamentos e parquímetros em Koblenz.

No segundo dia, alugamos um carro para percorrer o Vale do Mosela. Fechamos com a Avis. Fizemos reserva pelo telefone aqui no Brasil, porque pela internet as tarifas das locadoras estavam mais altas (não sei explicar por quê!). Atenção para estas duas dicas: a) a Hertz mais próxima a Koblenz fica em Mülheim-Kärlich, e o táxi para lá dá em média uns €20; 2) a Avis tem um escritório dentro da loja da Mercedez, no centro da cidade. Essa última observação é importante, porque praticamente todo mundo só recomendava a Avis mais distante (táxi de €10 em média). Acho que por ser muito discreta, as pessoas não sabem da Avis lá da Mercedez. Mas ela existe!

Bom, saímos em direção a Cochem, e seguimos o caminho indicado pelo GPS (levamos o nosso, devidamente carregado com um mapinha completo da Alemanha). Mas com o passar do tempo, começamos a “enganar” o GPS, para sairmos da autopista e percorrermos as estradas que beiram o rio (mais longas, porém mais bonitas). Quando “burlávamos” o navegador, seguíamos por alguns minutos as placas das pistas (muito, muito bem sinalizadas), e só então ativávamos o GPS. As estradas que beiram o Mosela são simplesmente deslumbrantes, seja pela margem esquerda, seja pela direita. Algumas sugestões de estradas panorâmicas: K22 e B49. Mas há outras.

Cochem é super fofa, com ruelinhas medievais, muitos restaurantezinhos com vista para o rio e um castelo no topo de uma colina. Lá tem muitas lojas especializadas em vinhos. Aliás, elas estão espalhadas por toda a região do Reno e do Mosela, e não é raro que ofereçam degustação de vinhos.

De Cochem partimos para a região de Zeltingen-Rachtig, a fim de visitar a vinícola Markus Molitor. Escolhi a M. Molitor aleatoriamente (um bom site para pesquisar vinícolas é o Wine Doctor, recomendado por Oscar aqui no VnV). Mandei e-mail para agendar uma visita, e o pessoal foi super atencioso, mas infelizmente eles exigiram que eu dissesse o horário EXATO em que eu chegaria à vinícola. Marquei para as 2:30 da tarde. Ao chegarmos lá nos decepcionamos, porque a vinícola está em reforma, não pudemos visitar as caves, e tudo funcionava em um local meio precário para receber visitantes. Isso não ficou claro nos e-mails. A visita perdeu a graça, degustamos um vinho bem rapidinho e fomo embora. Enfim, a visita foi bem frustrante. Mas acho que foi um “azar”, e não acredito que as visitas às vinícolas sejam desinteressantes. Esse ponto da viagem foi o único que modificaríamos, especialmente a parte de marcar horário. O vale do Mosela tem que ser contemplado com tranqüilidade e liberdade, sem agenda!

Mas não há mal que não faça bem! Apesar de não termos gostado da visita, jamais teríamos nos deslocado até Zeltingen-Rachtig se não fosse por ela. E a região é linda!!!! Lá ficam várias vinícolas, com uma vista espetacular dos vilarejos incrustados nos vinhedos. Não percebemos fluxo de turistas nessa área. A maior aglomeração humana que havia era um acampamento para traillers. Inclusive isso é muito comum lá. Os acampamentos são váaarios, e super estruturados. Outra atividade que muitas pessoas fazem na área é andar de bicicleta às margens do rio. Existe uma ciclovia muito boa e larga ao longo de todo o Mosela, e a bicileta é muito utilizada como meio de locomoção.

Fomos voltando pelas estradas que acompanhavam o rio na direção de Koblenz, e parávamos para tirar foto sempre que dava vontade, ou seja, toda hora! Quando já estávamos nos aproximando de Koblenz, do meio do nada vimos uma placa indicando o Burg Eltz, um castelo lindíssimo! Claro que resolvemos seguir as indicações. O Burg Eltz fica muito escondido! No caminho, passamos por vários vilarejos, alguns com casinhas de pedra bem medievais. Ao chegarmos, estacionamos e descemos uma ladeira bem íngreme até um mirante, em que se avista bem o castelo lá embaixo, com um riozinho correndo em volta. Maravilhoso! Dica: do estacionamento parte um shuttle para o castelo que custa €1,50. Recomendo, porque as ladeiras até o Burg Eltz cansam só de olhar. Muito íngremes para serem percorridas a pé (nessa parte não passa carro). O site oficial do castelo tem todas as informações.

Enfim, depois de rodarmos bastante, finalmente retornamos a Koblenz, dessa vez pela autoestrada, porque já estava anoitecendo.

No terceiro dia, após devolvermos o carro, pegamos um trem para Rüdesheim am Rhein. E como eu disse antes, a vista do passeio de trem é linda! Avistávamos as cidadezinhas e os castelos na outra margem do rio.

Rüdesheim é muuuito fofa, com ruelinhas cheias de flores, muitas lojinhas e vários biergartens e weingartens. Lá também fica a Asbach, que vende bebidas e chocolates típicos super alcoólicos. Almoçamos nessa cidadezinha, e fomos andar de teleférico. Esse passeio é fantástico, porque você vê bem as videiras (estavam carregadas de uvas, e era época de colheita!), até chegar ao Niederwald, um monumento de onde se tem uma visão linda do Reno. Você pode retornar dali mesmo (foi o que fizemos) ou passear pela floresta e pelas videiras, e depois pegar umas cadeirinhas com cabo (chairlifts) até Assmannshausen (passeio mais longo – consulte as opções no site oficial de Rüdesheim).

Depois de retornarmos de teleférico, nossa intenção era pegar um barco da K-D cruises (consulte a tabela de horários no site oficial) até Boppard. Mas como nos distraímos tirando fotos, perdemos nosso barco. Resolvemos então pegar um trem até St Goarshausen, já que o trem anda mais rápido, e de lá pegar o mesmo barco que perdemos em Rüdesheim.

St Goarshausen é muito, muito pacata. De lá se avistam alguns castelos, a cidade de St. Goar do outro lado do rio, e andando um pouquinho dá para ver a Lorelei de pertinho (sereia lendária do Reno, cantada em vários poemas e tema até de uma música do Scorpions – pode ser avistada também do trem e do barco). Esperamos uns minutinhos pelo nosso barco, e continuamos até Boppard, conforme o plano inicial. A vantagem do passeio de barco é que você tem uma visão ampla de ambas as margens do rio, ao contrário do trem e do carro, em que você só vê a margem oposta. Passeamos um pouquinho por Boppard, que também é bem bonitinha, e retornamos de trem a Koblenz.

No útlimo dia, pegamos um trem para Frankfurt, guardamos as malas nos lockers da estação, e passamos algumas horas na cidade esperando nosso vôo. Frankfurt é limpa e bonita, mas não tem o charme das cidadezinhas típicas. No entanto, não tivemos temo para conhecê-la a fundo. Talvez se ficássemos mais tempo, nossa opinião seria diferente. Lá em Frankfurt seguimos em parte a pé o roteiro recomendado no mapinha turístico da cidade (à venda no centro de informações turísticas da estação de trem). Passeamos pelo centro antigo, vimos a Römerberg (praça muito bonita), a Dom, e as ruínas romanas que ficam logo em frente. Apesar de abominarmos este tipo de passeio, sucumbimos àqueles sightseeing de ônibus panorâmicos. E não nos arrependemos, pois passamos por áreas residenciais mais afastadas e menos turísticas que jamais teríamos conhecido a pé, e deu para ter uma noção melhor da cidade. Na volta, já descemos na estação de trem, e pegamos um S-Bahn para o aeroporto.

Sobre o deslocamento, digo o seguinte: qualquer que seja o meio de transporte utilizado, as vistas são espetaculares, e cada tipo tem prós e contras. Para a região do Mosela, aconselho o carro, que dá bastante liberdade para percorrer vilarejos, e chegar ao Burg Eltz, que é de difícil acesso. Já o vale do Reno dá para ser percorrido de trem, pois ele passa freqüentemente pelas cidadezinhas, e de barco, para se terem as melhores vistas. Mas claro que não existe fórmula, essa é apenas uma sugestão.

E aqui termina o meu depoimento sobre a região do Vale do Reno e do Mosela. Espero que ele sirva como um estímulo para que mais pessoas conheçam essa região encantadora!

Obrigada a a Riq e aos trips do VnV por todas as dicas e informações!

Abraço,
Evelyn

Oscar
OscarPermalinkResponder

Evelyn

Muito legal seu passeio.. Uma pena essa parte da vinícola em reforma né?! Vocês conseguiram visitar outra vinicola?
Excelente relato.. Obrigado por compartilhar com a gente a experiência grin

Angela
AngelaPermalinkResponder

Olá Evelyn, moro a pouco mais de 100km do seu encantador passeio e acabo de fazer um post sobre o vale do Reno. Rüdsheim é a minha cidade favorida!!Vcs foram até o museu da música?? As caixinhas de música de vários tamanhos sao simplesmente incríveis! E o vinho? Maravilhoso, nao achou?. Que sorte vc teve de conhecer tudo isso. Eu e minha famíla nao nos cansamos deste passeio.De carro pelo vale do Reno também é de tirar o fôlego. Abraços!

luiz david
luiz davidPermalinkResponder

voce pode nos dar mas indformacoes , estaremos indo eu minha esposa e um irmao e queremos conhecer um pouco esta regiao, teremos 7 dias e iremos a amsterdan

Marcelo | Alemanha! Por que não?

Olá Luiz,

Você precisa dar mais informacoes para que possamos ajudá-lo.

Entre em contato lá pelo nosso site, pois nao conseguimos acompanhar todas as perguntas feitas aqui no Viaje na Viagem.

Abracos!

Angela
AngelaPermalinkResponder

Olá Evelyn, moro a pouco mais de 100km do seu encantador passeio e acabo de fazer um post sobre o vale do Reno. Rüdsheim é a minha cidade favorita!!Vcs foram até o museu da música?? As caixinhas de música de vários tamanhos sao simplesmente incríveis! E o vinho? Maravilhoso, nao achou?. Que sorte vc teve de conhecer tudo isso. Eu e minha famíla nao nos cansamos deste passeio.De carro pelo vale do Reno também é de tirar o fôlego. Abraços!

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Oi Evelyn,
Essa regiao é realmente muito bonita! Fizemos o cruzeiro pelo Reno neste verao, e a Angela acabou de colocar um post no blog. Dê uma olhada para já matar a saudade!
E já visitamos a regiao do Mosel, de Koblenz até Cochem. Esse post fica para mais tarde, assim que completarmos o Mosel, de Koblenz até Trier.
Como você disse, essa regiao tem que ser apreciada com tempo e liberdade.
Parabéns pelo relato, ficou muito legal!

Angela
AngelaPermalinkResponder

O maridao fazendo propaganda!!! Legal!!!

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Olá, gostaria de saber qual é o blog para eu poder acessar.

Morei em Leverkusen por 3 anos e adoro esta região.

bjs
Márcia

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Já achei, obrigada , estou adorando.

Evelyn
EvelynPermalinkResponder

Oi, Oscar!!!
Obrigada a você pelas dicas!!!
Infelizmente a gnt acabou ñ tentando visitar outra...
A área onde a Marcus Molitor fica, apesar de cheia de vinícolas, era bem deserta, ñ tinha turista, como eu falei... até as lojas q vendem vinho pareciam estar fechadas... Confesso que a gnt ficou meio desencorajada depois da recepção frustrante da M. Molitor(quase ñ tinha ninguém lá para nos receber - mas ressalto que todos foram muitíssimo gentis). Espero um dia voltar lá e acabar com essa frustração!!!! Hehehe

Angela
AngelaPermalinkResponder

Acho que foi duas vezes. Fui arrumar o meu "favorida em vez de favorita"! Credo, tô esquecendo o português...rsrsrsrs!! Abraços!

Evelyn
EvelynPermalinkResponder

Oi, Marcelo e Angela!!!
Que privilégio morar pertinho dessa região!!!
Muito legal o blog!!!! Já coloquei nos meus favoritos!!! O relato do Reno tá super detalhado, um verdadeiro guia!!!! Parabéns!!! Tou aguardando o do Mosel!!!
Bjss

andrea
andreaPermalinkResponder

Gente o que vcs acham da ideia que tivemos: Teremos que ir e voltar por Frankfurt, pois pegamos as passagens com milhas. Vms fazer tambem Budapeste-Viena-Praga, Berlim, terminando em Frankfurt. Assim pensamos em chegar em Frankfurt e no aeroporto mesmo ja pegarmos um aviao para Munique. De la ir para Budapeste e seguir viage. NA volta ficariamos dois dias em Frankfurt antes de ir embora. Temos duvida quanto a essa correria em funcao de Munique ou se vale a pena ir direto de Frankfurt a Budapeste.

claudia
claudiaPermalinkResponder

Emjulhovou ter uma escala de 10 hs em Frankfurt, vc me sugere algo que possa ser feito neste periodo? Não suportaria ficar todo este tempo no aeroporto !!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Claudia! O aeroporto de Frankfurt é ligado por trens a todo momento ao centro de Frankfurt. A viagem leva 12 minutos. De lá você pode ir calmamente a pé até o centro histórico de Frankfurt, que fica em torno da praça Römer. Há uma casa-museu de Goethe nas redondezas. Atravesse qualquer ponte para ver o skyline da moderna Frankfurt. Um bom lugar para almoçar é o Wagner, que fica do outro lado do rio, no bairro de Alt-Sachsenhausen, onde você pode pedir um schnitzel e experimentar vinho de maçã (apfelwein). http://www.apfelwein-wagner.com

Dani
DaniPermalinkResponder

Olá Angela,

Voce tem alguma dica para um roteiro de 4-5 dias saindo de Cologne (de quinta para sexta) passando por Brussels (final de semana) e chegando até Frankfurt (seg-ter) e voltar na terça para o Brasil? Vc acha q vale a pena esse percurso? Muito obrigada. Achei o blog fantástico!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dani! Coloque a pergunta lá no blog da Angela, ela vai ficar contente com a visita smile E você terá mais chance de conseguir essa resposta também wink

http://www.alemanhaporquenao.com/

Dani
DaniPermalinkResponder

Olá Bóia!
Obrigada, coloquei a pergunta no blog dela, mas se vc tb tiver dicas, serão muito bem vindas tb. Achei seu blog o máximo!

ana maria correa

Gostaria de saber se existe algum barco que faça o trajeto de Frankfourt até Heidelberg e quanto tempo leva.

Adorei todos os relatos de vocês e já pude ter uma idéia dessa região.

Moro em Floripa e estou indo com minhas duas filhas em junho prá essa zona, em dire'~ao a Suiça.
Adoraria que me dessem sugestões.

Muito obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Maria!

Frankfurt fica às margens do rio Main. Heidelberg está ao longo do Neckar. Ambos os rios são tributários do Reno, mas uma viagem de barco entre as duas cidades envolveria uma volta danada.

O melhor lugar da Alemanha para fazer passeios de barco é o encontro dos rios Reno e Mosel. A Evelyn andou por lá e trouxe um relato:
https://www.viajenaviagem.com/2010/10/um-roteiro-pelo-reno-e-pelo-mosel-testado-pela-evelyn/

Em Frankfurt há alguns passeios de barco locais.
http://www.primus-linie.de/de/index.html

Em Heidelberg também.
http://www.heidelberg-marketing.de/content/e4227/e7143/e927/index_eng.html

Para viajar entre as duas cidades, use o trem.
http://www.bahn.de/international

Juliane
JulianePermalinkResponder

Qual é a melhor região (bairro)de Frankfurt para se hospedar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! Veja as dicas nos comentários anteriores! Começam na página 1 (clique no link logo aqui embaixo).

Juliane
JulianePermalinkResponder

Muito obrigada!

Juliane
JulianePermalinkResponder

Estive em Frankfurt no começo deste mês e me hospedei no Best Western Hotel Scala. O hotel é bacana, e o pessoal da recepção é muito gentil. Falam inglês fluentemente (como, aliás, a maioria do pessoal com quem conversei na Alemanha). A localização é ótima. Fica perto da Zeil, que é uma rua comercial bem agradável. Há muitos restaurantes e cafés perto do hotel. Römerberg e o Rio Reno também ficam bem pertinho...

O hotel está perto da estação de metrô de Konstablerwache, que dá acesso à estação principal (Hauptbahnhof), de onde partem os trens para outras cidades, inclusive o ICE.
Fica aqui a dica para quem quiser aproveitar... Vale a pena conhecer Frankfurt e outras cidades alemãs! Não deixem de conferir Heidelberg e Colônia, cuja catedral é algo indescritível!

Juliane
JulianePermalinkResponder

Corrigindo: Rio Main, lugar de Reno...

Catharina Batista

Por favor alguém pode me ajudar. To indo pra Frankfut amanhã e preciso descobrir se é possivel fazer saques na função débito com o cartão do Banco do Barsil? Liguei no tel do Banco e disseram não existir essa possibilidade, mas como o pessoal do banco é super mal informado desconfiei. Agradeço

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Alô, Catharina! Se o seu cartão estiver habilitado para saques internacionais, você consegue sacar em moeda local direto da sua conta corrente.

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Oi Angela, estou indo a Alemanha em fevereiro/2012, junto com um grupo de amigos(14 pessoas) e gostariamos que vc, se possivel, nos indicasse um serviço receptivo que pudesse fazer os transfers e um passeio entre Frankfurt e Munique(rota romântica).

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Henrique! Para falar com a Ângela o melhor é ir direto no site dela: http://www.alemanhaporquenao.com .

Bárbara Fernandes

Olá, pessoal.

Meu noivo e eu escolhemos Alemanha e França como nosso destino para a lua de mel. Serão 16 dias de viagem, de 16 de março a 2 de abril.

Serão cinco dias na França para conhecer Paris e Versailles.

Na Alemanha, queremos conhecer Frankfurt, Heidelberg, Rothenburg ob der Tauber, Bamberg, Coburg, Nürnberg, München e Füssen. Queria dicas de passeios, hospedagem e alimentação nestas cidades. Entre uma cidade e outra vamos priorizar o transporte de carro, sempre no período da manhã para apreciar a paisagem.

Conto com a colaboração de vocês!

Obrigada,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bárbara! Não temos conteúdo próprio organizado sobre a Rota Romântica.

Recomendamos a leitura dos comentários anteriores (clique no número 1 embaixo da caixa para ver a partir do primeiro), que você acha recomendações de leitores.

Leia também a viagem da Evelyn: https://www.viajenaviagem.com/2010/10/um-roteiro-pelo-reno-e-pelo-mosel-testado-pela-evelyn/

Aproveite igualmente as dicas da Lu: https://www.viajenaviagem.com/2009/10/o-viajao-da-lu-baviera-alsacia-rota-romantica-e-berlim-com-uma-passadinha-antes-no-douro/

Informe-se sobre hotéis em Munique: https://www.viajenaviagem.com/2011/08/hoteis-em-munique-os-relatos-dos-leitores/

O melhor blog que há sobre a Alemanha é o Alemanha! Por que não?. Você achará informações valiosíssimas por lá:
http://www.alemanhaporquenao.com

Sobre Paris, leia:
https://www.viajenaviagem.com/europa/paris-ricardo-freire
https://www.viajenaviagem.com/europa/paris-ricardo-freire/paris-links-e-posts
http://www.conexaoparis.com.br

Rudson
RudsonPermalinkResponder

Olá Ricardo. Irei à Europa dia 18 de março, entrando por Frankfurt para um Colóquio de Linguística em Angers/FR. Ficarei 19 e 20 em Frankfurt, de lá vou à Paris e direto para Angers (21-23). 24-26 ficarei em Paris, quando retorno ao Brasil. Perguntas?

- Preciso de algum visto especial para entrar na Europa pela Alemanha e retornar pela França?
- Há algum volume de euros mínimo em espécie para entrar no país? Estou levando 500 euros e habilitei os cartões, até porque nos três dias em Angers estarei na universidade, sem grandes gastos.
- Qual a dica para se hospedar bem e barato em Frankfurt e passear nesse pouco tempo? É melhor ir direto à Paris? Qual o melhor meio de transporte para ir à Paris de Frankfurt?
- Há algo bacana nos arredores de Angers?
- O que fazer em Paris nos três dias: Louvre, city tour, passeio no rio? Onde ficar em Paris sem gastar muito com hospedagem?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rudson! Aqui quem responde é A Bóia! Não existe problema em entrar pela Alemanha e sair pela França -- por falar nisso, você só vai fazer imigração uma vez.
Você precisa estar preparado para comprovar que possuiu 60 euros por dia de viagem. Veja o que mais é exigido na imigração: https://www.viajenaviagem.com/2010/11/ja-entrou-na-europa-por-madri-como-foi-a-imigracao/
As dicas de Frankfurt estão nesse post: https://www.viajenaviagem.com/2010/01/frankfurt-e-heidelberg-pra-marcie/
As dicas de Paris estão na página-guia da cidade: https://www.viajenaviagem.com/europa/paris-ricardo-freire/
Sua viagem está bem corrida: https://www.viajenaviagem.com/2010/07/europa-quantos-dias-em-cada-lugar/

Rudson
RudsonPermalinkResponder

Obrigado pela ajuda. Este seguro saúde será obrigatório? 30.000 euros? Onde conseguir isso?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rudson! É bastante fácil, tem vários bons fornecedores online.

Recomendamos a Mondial:

https://www.boia.me/mondial/

Rudson
RudsonPermalinkResponder

Obrigado. Fiz pelo site www.mondialtravel.com.br o pacote EURO. Um preço bom e uma viagem sem surpresas desagradáveis.

JOSIANE
JOSIANEPermalinkResponder

Olá, estou precisando de nomes de lojas em Frankfurt que vendam artigos para cozinha da marca Le Creuset. Procurei em alguns sites mas não estou conseguindo encontrar.

Achei apenas em um outlet fora da cidade mas não haverá tempo para ir lá.

Alguem pode me ajudar?

Obrigada, Josiane

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Josiane! Para poupar tempo, uma dica é comprar online e pedir para entregar no seu hotel!

Mauricio
MauricioPermalinkResponder

Boia,

Estou planejando ir para Frankfurt em Janeiro/13, porém alguns comentários sobre os hotéis na região da Central Station, dizem que é uma região "red light" e com pessoas estranhas.É verdade?
Eu vou com a minha filha e esposa e não gostaria de ficar em uma região ruim.
Fiquei em frente a estação de Amsterdam e perto da de Zurique e não tive problemas.
Me ajude. Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mauricio! Entornos de estações atraem imigrantes. Há muito racismo enrustido nesses comentários de "região ruim". Não há perigo na Alemanha. Ficar perto de estações de trem sempre é muito prático.

Marcelo | Alemanha! Por que não?

Olá Maurício,

Hotéis perto das estacoes de trem sao sempre a melhor opcao na Alemanha, por elas se localizarem no centro das cidades, ou no máximo a uma pequena distância.

Em Colônia, por exemplo, a primeira coisa que vc vê quando sai da estacao é a Catedral. Tem algum lugar melhor que esse?

Mauricio
MauricioPermalinkResponder

Boia/Marcelo

Obrigado pelas respostas, agora vou pesquisar melhor os hotéis na região.

Camila
CamilaPermalinkResponder

Olá!

Gostaria de opiniões sobre Lindau e região, e Stuttgard e a região da Floresta Negra (com um day trip em Heidelberg).
Minha ideia é ir de Salzburgo a Munique, e depois de Munique para Berna, e nessa última rota eu poderia encaixar uma dessas duas opções.

Estou na maior dúvida pq pelo que pesquisei ambas regiões são lindas!!!

Obrigada!

Marcelo | Alemanha! Por que não?

Olá Camila,

As duas regioes sao realmente lindas, é difícil escolher.

Com relacao à logística, faz mais sentido conhecer a regiao de Lindau e o Bodensee, se vc pretende encaixar entre Munique e Berna.

Se quiser visitar a Floresta Negra, sua base nao deve ser Stuttgart, mas sim Freiburg.

maysa
maysaPermalinkResponder

Oii encontrei seu site procurando dicas de Heidelberg. Bom estou indo para la dia 19 e fico ate dia 6 de agosto, porem estou indo sozinha visitar uma tia. Vc tem algumas dicas para jovens que estejam indo pra la? estou meio perdida pq chegar na europa e fazer tudo sozinha é coomplicado! se vc puder me ajudar, agradeço!

Marcelo (Álbum de Viagens)

Maysa e Camila,

No mês passado publiquei uma série de posts sobre a viagem que fiz à essa região da Alemanha, incluindo a Floresta Negra, Freiburg e Heidelberg. Pode ser de ajuda para vocês.

http://albumdeviagens.blogspot.com.br/2012/04/tour-pelo-sudoeste-da-alemanha.html

Yudi
YudiPermalinkResponder

Alguém já pegou o vôo da Lufthansa LH506? Em uma viagem de volta Frankfurt-Guarulhos, quanto tempo leva entre o pouso e a saída do aeroporto de guarulhos? A chegada prevista é às 05:05 Segunda-feira 13/08/12.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Yudi! Não depende da Lufthansa, depende do número de vôos chegando no mesmo tempo (alguns podem atrasar, outros não) e da existência ou não de operação-padrão na Receita Federal. No mínimo, no mínimo leva-se uma hora e meia entre sair do avião e aparecer no saguão.

Yudi
YudiPermalinkResponder

Muito, muito, mas muito obrigado pela informação! E pela rapidez de responder a msg! =]

Marcela Obara
Marcela ObaraPermalinkResponder

Pessoal, preciso de uma ajuda...
Ficarei 2 dias em Frankfurt e queria algumas dicas...
Possuem?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcela! Dê uma olhadinha nos comentários anteriores, você vai achar dicas de Frankfurt. Procure também em http://www.alemanhaporquenao.com .

Jackeline Oliveira

Oi pessoal, tô chegando em Frankfurt por Hahn e simplemente não sabia que este bendito ficava à 120km da estação central... Resumindo, fiz umas cotações de transfer e as empresas estão me enviando um valor de 160 euros para duas pessoas!!!
Será que alguém poderia me informar se existe uma forma de transporte público que faça o trajeto, ou até mesmo shuttle? Tô espantadíssima com esse valor.
Muitíssimo obrigada pela atenção!!!
Bóinha se der, me ajuda!!!!
Valeu, Jackeline Oliveira.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jackeline! Todos os aeroportos servidos por low-cost têm um busão para a cidade, senão não seriam low-cost.

Este é o de Hahn:
http://www.hahn-airport.de/default.aspx?menu=by_bus&cc=en

Jackeline Oliveira

Boinha, vc novamente a me salvar!!! Obrigada.

Carmo D. Galante

Olá Bóia, li tudo o que o Ricardo fala de Frankfurt mas, mesmo assim, preciso de sua ajuda. Fico em Frankfurt de 4 a 7 de maio e gostaria de saber qual a melhor região para ficar, pois as ofertas de hotéis próximos ao aeroporto são tentadoras... Tenho receio da locomoção depois, enfim, será melhor ficar no centro? Onde? E quais lugares são imperdíveis para conhecer nesse tempo de estada? Aguardo sua preciosa resposta e, desde já, agradeço sua atenção!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carmo! O aeroporto está a meia hora de trem da cidade. Pegue um hotel nas cercanias da estação ferroviária.

O centro histórico é pequeno mas tem muitos museus, como uma casa onde morou Goethe. Tome vinho de maçã, Ebbelwoi, no restaurante Wagner, no bairro de Sachsenhausen, do outro lado do rio.

Carmo D. Galante

Bóia

Vc é especial! Muito obrigado pelo pronto atendimento. Já sou seu fã!!!

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Amigos,
Meu voo chega em frankfur as 6am e parte as 22h.
O q vcs me sugerem fazer em um dia?
Algum passeio bem light e um bom restaurante para almoçar.
Obrigada!!!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Passeie no centro histórico, visite a casa de Goethe, almoce no Wagner (tome vinho de maçã, apfelwein, com schnitzel).

http://eat-everywhere.com/2012/05/08/adolf-wagner-apple-wine-tavern-frankfurt-germany/

maria esther rolim

Olá Bóia

Estarei em Frankfurt entre os dias 26 e 28 de janeiro próximo encerrando minha viagem à Europa que se iniciará em Paris no dia 19 de dezembro deste ano e se encerrará em 28 de janeiro.

Só irei a Frankfurt porque meu embarque se fará pelo aeroporto desta cidade. Você acha conveniente eu me hospedar próximo do aeroporto? Fui informada para chegar com muita antecedência ao aeroporto, pois disseram-me que ele é enormeeee e confuso.

Caso não ache prioritário eu me hospedar próximo ao aeroporto me indicaria outro local ? E qual o nome da localização próxima ao aeroporto ?

Abraços Fraternos

Maria Esther

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Esther! Hospede-se junto à estação ferroviária. Há trens freqüentes para o aeroporto. A viagem leva de 10 a 15 minutos. Veja horários em http://www.bahn.de/international. A estação de partida é Frankfurt(Main)Hbf. A de chegada é FRA Frankfurt Airport.

Maria Esther
Maria EstherPermalinkResponder

Querido Bóia

Mais uma vez muito obrigada pela sua presteza e por facilitar a minha vida em um dos seus melhores momentos!!!

Abraços Fraternos

Maria Esther

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Olá Bóia! Quero ficar 5 dias na Alemanha e gostaria de ver Colônia e Heidelberg. Acha que Koblenz seria legal como base, para fazer bate e volta para as duas cidades? Falaram me muito bem de Koblenz que também é linda e fiquei querendo conhecer...
Obrigada!

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Esqueci de dizer que irei de fevereiro a março de 2014, desculpe.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! De trem Koblenz está a 1h40 de Heidelberg e a 50 minutos de Colônia. Veja horários em http://www.bahn.de/international .

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Obrigada Bóia! Resposta super rápida!. Você acha que vale a pena incluir Berlin na minha viagem mesmo que necessite para isso aumentar um dia na Alemanha?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Você é quem manda smile Recomendamos 4 dias inteiros em Berlim, sem contar os dias de chegada e partida.
Veja:
https://www.viajenaviagem.com/2010/07/europa-quantos-dias-em-cada-lugar/

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Bóia, você é ótima, kkkkkk,, não sei o que faria sem você!
Obrigada mais uma vez!

Lana
LanaPermalinkResponder

Boa noite estou indo para Roma e vou fazer coneccao em frankfurt nao falo ingles nem alemão . Por favor poderia me dar uma dica como fazer o chek in . Será que tem algum interprete que vai poder me ajudar . Por favor me ajude ,! Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lana! O funcionário da imigração possivelmente irá perguntar a você, em inglês, qual o motivo da viagem, qual o seu destino e tempo de permanência. Temos aqui as dicas de quais documentos podem ser exigidos pela imigração:
https://www.viajenaviagem.com/2012/05/europa-imigracao-bagagem/

Peça ajuda para alguém próximo para poder treinar essas respostas, treine um "Sorry, I don't speak English" ("Eu não falo inglês") e leve em um papelzinho com anotações, em inglês, sobre o que você precisa informar ao agente.

Mais dicas aqui:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/nao-falo-ingles-posso-viajar-ao-exterior-mesmo-assim/

Felipe Gavioli

Olá a todos,

Irei no frio pleno de 25 de dezembro para Frankfurt com minha namorada, depois seguirei para Berlim e por fim voltarei por Londres. Uma de minhas dúvidas cruéis é quanto tempo ficar em cada cidade. Tenho um semi-planejamento de ficar 4 dias em Frankfurt, aproveitar os arredores. Depois tenho até o dia 10 de janeiro para me dividir entre Berlim e Londres. Não conheço as cidades, arredores, e tudo é novidade para mim.

Sei que terei que pender para algum lado pois as cias aéreas tem promoções interessantes no deslocamento Berlim - Londres, mas para isso terei que optar entre sair de Berlim em 06 de janeiro ou dia 03. O que "sacrifico", Londres ou Berlim?

Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Felipe! O Ricardo Freire recomenda um mínimo ideal de 4 dias em Berlim e um mínimo ideal de 7 dias em Londres.

Luisa Barcaui
Luisa BarcauiPermalinkResponder

Oi Boia, primeiramente,parabens pelo site....realmente dicas muito boas e desmitifica a alemanha e seu "mal humor".
Vou viajar com minha familia agora no fim de ano. Teremos mais ou menos 1 semana para ficar na Alemanha. Vamos visitar castelos, igrejas e feiras de natal......munique ate
No entanto, estamos em duvida se fazemos a regiao de Munique ate Zurique ou se vamos de Frankfurt ate Colonia? Ou se é possivel neste tempo fazer os dois trechos.....
O que vc acha?
Muito obrigada, Luisa.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luisa! Desembarque em Frankfurt, vá direto a Nuremberg, visite Rothenburg no dia seguinte, então vá para Munique, faça bate-voltas a Neuschwanstein, Garmisch e Salzburg, volte de Munique.

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Olá Bóia, agradeço por ter me sugerido ler o post acima.

De qualquer modo, gostaria só de tirar uma dúvida?

É viável fazer um bate-volta entre Frankfurt e Rothenburg?

Obrigaduuu!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thiago! São pelo menos 2h30 em cada sentido, com duas baldeações. Não é um bate-volta indicado.

Para bate-voltas a cidadezinhas da Rota Romântica, a melhor base é Würzburg.

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Oi Bóia,

aproveitando a pergunta do Thiago acima (com quem farei essa mesma viagem!!!, e quanto à visitar a cidade de Trier, desde Frankfurt? tipo bate-volta?

O fato é que não poderemos sair de Frankfurt...por isso, estamos buscando alguma cidade próxima, que possibilite irmos e voltarmos no mesmo dia...

Obrigado pela atenção e dedicação e Parabéns pelo blog.

Abraços.

Natalie Soares

Marcelo,

Eu fiz um bate-volta para Heidelberg quando estava em Frankfurt e foi bem legal. A cidade é uma gracinha. Parece que saiu de um livro wink

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Obrigado pela dica, Natalie. Abraço.

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Olá Bóia!
Não consegui hotel em Koblenz, por isso, ficarei em Frankfurt. Pretendo ainda ir a Colônia em um dia e em outro ir a Heidelberg. Quero comprar as passagens logo daqui , então minha dúvida são os horários. Será que indo as 9:00hs, para qualquer delas, é suficiente para ver o mais atrativo de cada cidade, voltando as 18:00hs? ou esse horário de volta fica muito tarde para viajar, já que estarei lá ainda no inverno e dizem que escurece muito cedo? As viagens seriam em 20/02/14 e 21/02/14. Não queria comprar logo,para ficar a vontade de escolher lá, mas todos recomendam que se compre ainda aqui no Brasil, aí fica difícil saber qual melhor horário. Agradeço mais uma vez a atenção. Ah, outra dúvida, compra-se Frankfurt Hbf e Heidelberg Hbf, como estações de saída e chegada? Aparecem varias opções, mas essas são as estações centrais , não é?
Obrigada,
Luciana

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Hbf são as estações centrais. Num bate-volta de inverno, uma permanência de 6 horas já será mais do que suficiente. Compre com 80 dias de antecedência.

FATIMA
FATIMAPermalinkResponder

Boa noite, estou procurando dicas de viagens na EUROPA, já tenho alguns lugares definidos que quero conhecer. Vou chegar em Frankfurt dia 10/03/2014 às 11h, pegarei o voo de volta no dia 23/03/2014 as 20h, vou ficar hospeda na casa de uma amiga que mora lá e vamos até a região de Brig na Suiça. Isto é certo e sem custos de hospedagem. Agora o que mais quero conhecer se for possível é Paris e Veneza, e se for possivel algum passeio de barco talvez pelo Rio Reno ou outros passeios que me indicarem ser possível fazer.. priorizando Paris e Veneza... obrigada no aguardo.

LAINHA
LAINHAPermalinkResponder

olá Bóia, você ou alguem deste forum sabe informar se o onibus que liga a Estação Central de Frankfurt ao aeroporto Hanh, funciona na madrugada?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lainha! Os ônibus são coordenados com as chegadas e saídas de vôos.

Lainha
LainhaPermalinkResponder

Meu voo sera Frankfurt/ Milao pela Ryanair, e sai de Hanh às 6:30. Como sei que a viagem dura 1:30 h, mais ou menos, vou ter que sair da estaçao central de Frankfurt por volta das 4:00 da manhã . É possivel que haja esse ônibus nesse horario?

Viviane Peduti

Ola Boia!
li vaaarias dicas sobre roteiros a partir de Frankfurt mas ainda estou em duvida devido ao tempo que tenho.
Sairei de Paris numa quarta feira a tarde, chegando a noite no destino,e posso ir para Frankfurt ou Zurique.

Duvidas tendo em vista o tempo que eu tenho:

1. melhor eu fazer Vale do Reno e do Mosela, como a dica da Evelyn, saindo de Frankfurt?
ou
2. melhor eu fazer a rota da Floresta negra(im Breisgau, lagos Titisee e Mummelsee, Freudenstadt,baden baden), saindo de Frankfurt??
ou
3. melhor eu fazer a rota romântica, saindo de Frankfurt?
ou
4. melhor eu fazer a rota da Floresta negra (Freiburg im Breisgau, lagos Titisee e Mummelsee, Freudenstadt,baden baden), saindo de ZURIQUE?

muito obrigada!!!

Viviane

Freiburg im Breisgau, lagos Titisee e Mummelsee, Freudenstadt, a Rota da Floresta Negra, Baden-Baden

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Viviane! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

Marcelo (Álbum de Viagens)

Viviane,

Não posso responder pelos Vales do Reno e do Mosela, pois passei rápido por eles quando fui de trem de Frankfurt a Luxemburgo. Quanto à Rota Romântica e a Floresta Negra, conheci bem as duas e são dois roteiros fantásticos. Qual escolher é uma questão de gosto, ambas são factíveis a partir de Frankfurt.

No caso da Floresta Negra, parti de Frankfurt mesmo e usei como bases Baden-Baden e Freiburg, visitando Mummelsee, Schiltach, Gengenbach e Titisee. Aproveitei e conheci também Heidelberg e Colmar (França). Uma opção é chegar por Frankfurt e sair por Zurique ou vice-versa, já que Zurique está a duas horas de trem de Freiburg.

Seguem relatos e roteiros das duas regiões no blog Álbum de Viagens:

http://albumdeviagens.blogspot.com.br/2012/04/tour-pelo-sudoeste-da-alemanha.html

http://albumdeviagens.blogspot.com.br/2011/09/roteiro-completo-baviera-alemanha.html

Viviane Peduti

Marcelo, mto obrigada pelas dicas.
o Detalhe so seu blog é incrível, montarei meu roteiro por lá.
Estou indo amanhã de carro, saindo de Fontainebleau (Perto de Paris).
Provavelmente irei fazer: Colmar, Freiburg, Titisee, Schiltach, Gengenbach, Mummelsee, Baden Baden e volto para Fontainebleau.
Acha ser um bom roteiro para esta época do ano, lembrando que o inverno está MUITO ameno, não está nevando, as arvores tbm ainda não estão verdes e mto menos as flores se abriram? rsrsrs

obrigada

Viviane

Oscar | MauOscar.com

Viviane

Acho qual rota você deve escolher depende principalmente do seu perfil de viagem e até mesmo a época do ano.. Se você curte vinhos a primeira opção é certamente a mais recomendada. Agora se você estiver indo à Alemanha no Outono essa rota também fica fantástica com a mudança da coloração dos parreirais.
Bem a floresta negra é talvez a minha rota favorita.. entre 2005 e 2006 estudei na Universidade de Freiburg e conheci cada cantinho que conseguia chegar de trem usando o Schõnes Wochenende Ticket.. Recomendo essa rota no verão (região mais quente da Alemanha) e no Inverno quando a floresta de pinheiros coberta de neve é um espetáculo por sí só..
Já a rota romântica, bem como o nome sugere é especial para uma viagem a dois… E é particularmente mais interessante na primavera/verão quando os jardins dos castelos e palácios estão em seu total explendor..
Frankfurt é sem dúvida e melhor opção para os 3 roteiros uma vez que você pode adotar um roteiro quase circular.. Zurique seria mais recomendado para roteiro pela floresta negra, já para a Rota Romântica por ela rumar em direção longitudinal você vai perder muito tempo se deslocando de volta ao aeroporto de onde seu vôo para o Brasil vai partir..
Espero ter ajudado um pouco.. Tenho alguns posts meio antiguinhos sobre a Alemanha caso queira dar uma espiada lá no Blog => http://mauoscar.com/category/europa/alemanha/

Angela | Alemanha! Por que não?

Olá Viviane,
Como o Oscar comentou, depende da época e depende de seus gostos pessoais (sao três regioes bem diferentes entre si).

Se você vem no inverno, só a Floresta Negra teria atrativos, mais pelas paisagens, pois as cidades do Reno e da Estrada Romântica estao "mortas" e com a maioria das atracoes, museus e castelos fechados.

E para evitar fazer a mesma rota duas vezes, sugiro chegar por Frankfurt e sair por Zurique (ou vice-versa), se escolher a Floresta Negra ou a Estrada Romântica; para os Vales do Reno e Mosel, dá para chegar e sair por Frankfurt, ou entao sair por Luxemburgo.

Viviane Peduti

oi Angela, mto obrigada.
VOu agora dia 5 de Marco (semana que vem), ou seja, final do inverno e decidimos ir de carro, pois não eh mto longe e meu marido gosta de dirigir. Moramos em Fontainebleau, pertinho de Paris.
Você acha que a rota da floresta negra eh uma boa opção ou como vc disse estará tudo fechado ? para mim a rota da floresta negra eh im Breisgau, lagos Titisee e Mummelsee, Freudenstadt,baden baden, como vi no seu site!!!

Queríamos ir para Alemanha de qualquer forma, mas realmente agora fiquei em duvida se valera a pena fazer esta rota semana que vem, já que eh final do inverno e nem neve acredito que esta tendo.

Me ajude pf! Esta bem em cima e não sei ainda o que fazer! rsr

bjs e mto obrigada,
Viviane

Viviane Peduti

Marcelo e Oscar, MUITO OBRIGADA pelas dicas, vcs são incríveis!!!!!
Boia, obrigada por colocar no Perguntodromo!!

Oscar, irei agora, semana que vem (dia 5 de Março), ou seja, final do inverno. Acredita que mesmo assim seja uma boa a rota da Floresta Negra?

muito obrigada,
Viviane

A.L.
A.L.PermalinkResponder

Considerando a data que vc vai viajar e o clima ameno do inverno desse ano, eu aproveitaria para visitar o Rhein e o Mosel. Há vários vilarejos interessantes, e se vc der sorte pega os campos todos floridos.

Viviane Peduti

Obrigada A.L. pela dica!!! abraços,

cnocchi
cnocchiPermalinkResponder

Alguém poderia sugerir uma cidade interessante no trajeto entre Koblenz e Berlin?
Sei que parece loucura, mas depois de visitar o vale do Reno tenho que ir a Berlin.
Então pensei em dividir o trajeto, de trem, de quase seis horas entre as duas cidades, ficando uma noite no meio do caminho.
Quem poderá me ajudar?
Desde já obrigada!
Claudia

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Claudia! A rota mais direta entre Koblenz e Berlim pára em Bonn, pertinho e exige uma baldeação em Colônia, que você já deve ter visitado. Daí segue por Düsseldorf, que poderia valer a parada; mas não fica ainda no meio do caminho. De lá a Berlim são 4h de viagem.

De lá o trem passa pelo vale do Ruhr, que é super-industrial e não tem muitas atrações. Mas uma parada curiosa seria em Essen, onde uma antiga mina de carvão foi designada patrimônio mundial pela Unesco; é a http://www.zollverein.de. Essen é a 4a. parada depois de Colônia e está a 3h30 de Berlim.

Querendo cumprir um destino mais convencional, você pode aproveitar o trem direto de Koblenz a Heidelberg. São 2 horas de viagem. Mas de Heidelberg a Berlim são 5 horas, com uma baldeação em Mannheim.

cnocchi
cnocchiPermalinkResponder

Bóia, muito obrigada pelo retorno!
Vou avaliar todas as possibilidades!
Abraços
Claudia

cmte
cmtePermalinkResponder

Olá A Bóia.
Eu e esposa vamos ter que voltar a Franfurt vindo de Bruxelas - depois de bolar por outros países - e teremos 3 dias para conhecer.
Pode me ajudar sobre qual seria melhor: ir de trem ou de avião?
- uns 3 hotéis indicados de preços médio?
- é melhor ir de trem para o centro até o hotel ou o taxi é salgado.
Cheers.
Grato

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cmte! O trem é mais rápido do que o táxi. Há vários hotéis em conta no entorno da estação, como o Excelsior e o Colour.

cmte
cmtePermalinkResponder

Olá A Bóia.
Obrigado pelas dicas.

luiz c goncalves

Olá Boia tenho alguns interesses e muitas duvidas
preciso de um help: vamos lá...
chegada no aeroporto de Frankfurt e trem para Koblenz (3 dias)
vale do Reno passeio de barco 1 dia e vale do mosela Burg Eltz TRIER(3 dias?)/STRASBOURG/COLMAR(3 dias)BASILEIA,BERN,INTERLAKEN,LUCERNA,ZURICH,(gostaria de visitar estas cidades onde me basear em 2 na suissa? 5 dias?) KONSTANZ,FUSSEN,/Garmisch-Partenkirchen,(passeios ou basear em algumas das 3cidades? PARA Munique(2 dias), Alemanha
trem ou carro?

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Olá,

Estou começando a planejar minha viagem pela Europa e achei esse site com muitas dicas ótimas (já adicionei aos meus favoritos). Estarei chegando em Frankfurt no início de outubro umas 10h da manhã e pegarei um voo para Veneza no outro dia as 8h da manhã, logo vem a pergunta, oq fazer em apenas 1 dia? Considerando que irei com minha namorada e gosto dos lugares mais românticos, pensei em fazer um bate-e-volta em Heidelberg ou Würzburg? Oq vocês me recomendariam? Preciso de orientações e dicas hehehe

Abraços para a galera do site!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rafael! Vocês vão chegar cansados de viagem. Até passarem pela imigração, alfândega e chegarem no hotel, você já terá perdido 3 horas pelo menos. No dia seguinte, você vai ter que chegar no aeroporto pelo menos 2 horas antes do seu vôo, que é às 8 da manhã. Ficará tudo muito corrido e super cansativo. A melhor opção é curtir esse tempinho em Frankfurt mesmo.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar