Viajou com milhas para fora da América do Sul? Conte pra gente!

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Voando (quase) de graça em Paris

Não escondo de ninguém: acho que o melhor uso para milhas é dentro do Brasil e da América do Sul. Não apenas porque o desembolso em milhas é menor (20.000 milhas ida e volta; às vezes menos, quando aparecem promoções), mas também pela facilidade de poder resolver tudo no site da TAM e da Gol, sem precisar ligar para nenhum callcenter e ficar negociando datas.

Viajar com milhas para o Hemisfério Norte, porém, continua sendo o sonho de consumo da maior parte dos que juntam milhas. E a minha falta de experiência prática no assunto -- já que troco todas as minhas milhas por passagens domésticas ou para a América do Sul -- faz com que eu não domine os atalhos e as pegadinhas da coisa.

Topa compartilhar o seu conhecimento com a gente?

Se você conseguiu -- ou pelo menos tentou -- trocar milhas por passagens aéreas para a Europa, os Estados Unidos e o Caribe, conte a sua experiência. Não se esqueça de dizer quando fez a solicitação, para que época e em qual companhia.

No fim da enquete vou produzir um post-resumo com as conclusões da turma.

A caixa de comentários é toda ouvidos. Obrigado!

405 comentários

camille luz
camille luzPermalinkResponder

Riq, preciso de sua ajuda. Vou emitir passagens para NYC e gostaria de ficar perto do central park ou time square. Please, preciso de dica de hotéis. Qual é o hotel que o Dudu Camargo ficou no episódio 5 )o do upgrade).

Gracias.

Ricardo Freire

Ele ficou no Royalton, na 44. Mas aquela suíte é too much.

Edson
EdsonPermalinkResponder

Camille, em outubro passado fiquei no Hotel Salisbury na 57, pertinho do Central Park e gostei muito. Veja pelo hoteis.com que geralmente a tarifa é mais barata. Dê uma olhadinha no Tripadvisor também para ver os comentários e se os "porém's" chegam a te incomodar.

Elaine Rego
Elaine RegoPermalinkResponder

Riq e Tripulantes,

Vocês acham mais vantajoso ter o cartão da empresa (TAM, GOL) ou vale ter um Platinum Visa (é o que eu tenho). Fico sempre com a impressão de que demora muito pra juntar as milhas (mesmo sendo a troca no "a cada dolar valendo 2,2 pontos").
Tem mais vantagens usando o cartão da própria empresa? Tem vantagem na hora de trocar pontos? Tem mais promoções de menos milhas em baixa temporada, ou bônus?

Eu tenho esse cartão pois me dá a possibilidade de trocar pras duas empresas(Gol e Tam),mas queria saber de quem tem se vale mais a pena! Ah e vale a pena concentrar os gastos pagando nos cartões, mesmo tendo que pagar uma taxa por eles? Alguém faz isso?

Aguardo retorno.

Regis
RegisPermalinkResponder

Elaine
Em princípio valeria mais a pena gastar no cartão do banco e transferir para o programa de fidelidade de alguma companhia aérea quando os pontos estiverem quase vencendo, assim você ganha uma sobrevida desses pontos. Mas isso vai depender exatamente do fator de conversão que o banco te oferece. Eu prefiro usar o cartão de crédito do Fidelidade TAM, que dá no mínimo 1,3 milha por dólar, e só gastar no cartão do banco quando há promoções de conversões mais vantajosas, como a atual do BB que dá 2,2 pontos por dólar no AMEX.

Quem faz essas análises detalhadas é o Rodrigo Purisch, do Blog aquelapassagem.com.br

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Elaine,
Reafirmando o que o Regis já disse, vale a pena dar um pulo no Aquela Passagem e ler os post que tratam exclusivamente desse assunto.
Abç,

Ricardo Freire

O Rodrigo tem a análise recente de todos os programas. É a melhor fonte de consulta, disparado, mesmo.

Ricardo Freire

As três melhores vantagens em um cartão de crédito são 1) dar mais milhas por dólar gasto; 2) converter milhas em mais de um programa; 3) dar maior validade. Não existe cartão "platinum visa"; existe "banco xis platinum visa". Se o seu banco dá 2,2 milha por dólar gasto e converte para muitas cias., é vantajoso, sim.

Elaine Rego
Elaine RegoPermalinkResponder

É Bradesco Platinum (não sabia se podia botar o nome do Banco) e infelizmente é 1,2 ( e não 2,2 , esse é o Black que tem uma anuidade carinha pacas!!!). Olhei o site do Rodrigo, mas me fez ficar com mais dúvidas, na prática, pra quem não tem tanta grana, acho que o Amex compensa pois não tem anuidade (o meu é daquele que se usar 30 reais a cada 3 meses dá anuidade de graça), mas a taxa de conversão da Tam é a cada 1 ponto vale 0,8 ponto da Tam (porque o cartão é o Gold = mais simples) e da Gol é 1 por 1.

Outra coisa; o Bradesco diz ter um novo programa de pontos exclusivo, que realmente exige menos pontos pra trocar por passagens, mas me digam, taxa de embarque ida e volta 800 reais á vista, por pessoa é o normal? Voando Britsh com 38 mil ponto, compensa? Viu como dá pra ficar em dúvida?

bjs

Ricardo Freire

A taxa de conversão desse Amex está muito ruim. A desse Bradesco é aceitável -- mas considerando que é platinum, está fracota. A taxa de embarque está bastante cara. O número de milhas para voar British está ótimo.

Fernanda A.
Fernanda A.PermalinkResponder

Emiti, no dia 23/12, uma passagem em executiva com a TAM São Paulo - Paris no dia 21/01 (apenas ida, pois estou de mudança). Na primeira vez que liguei no atendimento, na semana anterior, o atendente não encontrava nada disponível. Eu já tinha me conformado a pagar por uma passagem ida-e-volta (que mesmo estando cara por causa da época, ainda saía bem mais em conta do que somente ida) e "guardar" as milhas para emitir uma ida-e-volta mais para frente.
No final das contas, não sei por que, mas resolvi ligar novamente para a TAM. O atendente foi extremamente atencioso e acabou encontrando uma ida em executiva. O valor foi de 60000 pontos, exatamente o mesmo que eu gastaria para emitir uma ida-e-volta em baixa temporada. Mas como a passagem para janeiro estava beeeeeeeem mais cara do que uma ida-e-volta em baixa, decidi que valia a pena.
Resumindo: o atendimento da TAM foi simpático, resolveu o meu problema e de lambuja ainda vou ter o conforto da executiva. Até aqui, tudo perfeito!

Elaine Rego
Elaine RegoPermalinkResponder

Desculpe é " cada dolar valendo 1,2 pontos"

milton
miltonPermalinkResponder

Tente o platinun do votorantim 1,75 por 1 liberdade de transferir para o smiles e fidelidade, eu ainda faria um smiles bb para pagar a fatura do votorantim e ganhar mais 2:1 so que restrito ao smiles, se voce quiser uma ampla cobertura sobre cartões de credito visite do blog aquela passagem do rodrigo

Ricardo Freire

Há cartões que dão mais milhas do que isso. Mas isso não depende da cia., e sim do banco.

Camille
CamillePermalinkResponder

Edson e Ric,

Thank´s a lot!!! Estou vendo pelo hotel.com e pelo booking.com.
Sempre compro por lá e antes pesquiso no tripavisor. Mas, como tive uma má experiência em BA, no hotel 725 continental (super barulhento. Até o barulho da descarga dá para ouvir), agora além de pesquisar no tripadvisor eu pergunto se alguém já ficou!!!! Se alguém tiver mais dicas, please, não deixem de escrever!!!! Feliz 2010 para todos!!!!

P.S. Ric acabei de ler sua matéria no suplemento de viagem no estadão!!!! Como sempre, parabéns!!!!

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Camille,
A Carla do Idas e Vindas (idasevindas.com.br) ficou no Salisbury em março passado e gostou muito. A Marcie, que mora em NY, tem um blog ótimo, o Abrindo o Bico (abrindoobico.com). Ambos estão indicados pelo Riq no menu Dicas do Riq/Viaje nesses blogs. Dá uma passada lá.
Abç,

Camille
CamillePermalinkResponder

Lu,

Obrigadíssima!!!!

Déia Barros
Déia BarrosPermalinkResponder

Riq,
Usei milhas da TAM para fazer Brasília/Madri e Barcelona/Brasília com conexão em Lisboa nos dois trechos. A viagem foi em setembro/2009. Liguei para a TAM e fui super bem atendida, de forma rápida e prática. Para os dois trechos foram 60.000 milhas, mas valeu a pena. Tem, como alguém já escreveu, o inconveniente de ter que ir emitir o bilhete numa loja da TAM, mas com o código da reserva em mãos foi tranquilo.
Não me arrependo e recomendo.

Breno Beltrão

Ricardo,

Concordo plenamente quando você que o uso das milhas para viagens intercontinentais. Eu, inclusive, já tinha escrito um "post" no bloguezinho sobre o assunto. Podendo, dá uma conferida: http://viajanteamador.blogspot.com/2009/11/70000-milhas-para-europa-50000-para-os.html
Abraço.

Claudia Alt
Claudia AltPermalinkResponder

Eu fui para os EUA (Washington) em setembro de 2008 com milhagem (40mil)da TAM em um voo da United. Reservei 45 dias antes. Preferi ir pessoalmente na Loja da TAM Turismo no Rio (ficava perto do meu trabalho) e fui muito bem atendida. Recomendo!
Cordialmente,
Claudia

Vinicius
ViniciusPermalinkResponder

Usei pontos do fidelidade da TAM, obtive passagens para Paris,
tudo muito bem feito, atendimento excelente.

Claudia
ClaudiaPermalinkResponder

Vou para Portugal pela TAP com milhagem. Tinha 25 mil pontos que, quando tranferi do cartão para o programa de milhagem da TAP (Victoria), dobrou (50 mil). Depois veio uma promoção de poder viajar com a metade das milhas. Por isto estou indo para Lisboa com 35 mil milhas. Sobraram 15 mil milhas.

Mara
MaraPermalinkResponder

Em novembro viajei para Bogotá com as milhas do Smiles. Foi fácil de agendar e usei a promoção de 6000 milhas (cada trecho, totalizando 12000 milhas).
Adorei Bogotá!
E através de uma agência colombiana, ainda no Brasil, comprei passagens da Avianca para Cartagena. Se eu comprasse pelo site da Avianca, pagaria o dobro, visto que a Avianca cobra bem mais para quem não tem cartão de crédito local.

Breno Beltrão

Pois é.

Terminei usando. Tava querendo acompanhar meu irmão, esposa e filhos para uma semana de relax nos parques de Orlando, pesquisei no site da TAM terminei emitindo REC-MCO-REC (via Guarulhos, já que a única opção direta de Recife é REC-MIA pela AA e tava caríssima) por apenas 40 mil pontos. Valeu muito, até porque o bilhete pago sairia por mais de 3 mil reais.

Agora é colher muitas informações de lá pra postar no Viajante Amador.

Abração!

Tiago Câmara
Tiago CâmaraPermalinkResponder

Eu já utlizei milhas para ir pro Chile e Argentina em mais de uma ocasiao pelo Fidelidade TAM. Tudo na maior tranquilidade...
Atualmente estavamos juntando milhas para a proxima viagem e até tinha o suficiente para emitir duas passagens ida e volta para NY, so que como preciso ir à LA, teria que comprar o trecho interno ida e volta.
Dia desses, para minha surpresa vi no www.aquelapassagem.com do Rodrigo que meus dois programas de milhagem (Passaporte -Unibanco e SemprePresente - Itau) estão com uma promoção de milhas em dobro para a transferencia pro LanPass da Lan Chile ( a exemplo da promoção da TAP/Victoria que não pude aproveitar...)
Achei muito vantagem pra quem quer ir pra os EUA/Canada/America Latina, porém com o incoveniente de ter que fazer conexão em Santiago e/ou Lima...
Outro porém é a quantidade de milhas e rotas limitadas pra Europa saindo do Brasil, 120.000 (60.000 no caso de clientes dos programas) por pessoa.
Em compensação tem algumas combinações de milhas( pra quem quer ir pra Oceania/Papeete que podem valer a pena , mas não cheguei a verificar.
Uma coisa legal é que voce tem a possibilidade de um stop-over no Chile/Peru. No meu caso não tive direito, pois vou chegar em uma cidade e voltar por outra:

Resumindo, Rio - LA com volta por NY por 48.000 milhas para duas pessoas!
So pagaremos o trecho LA / NY , que ja pesquisei e não está tão caro...

Não tenho o que reclamar do antendimento da Lan/LanPass! foi EXTREMAMENTE prestativo e eficiente! Não que a Tam seja ruim, mas é diferente...
Com relação a disponibilidade não achei dificuldade também, pois só viajo daqui a três meses.
Tentei utilizar a promoção para minha mãe e uma tia em Março, mas não tinha nada para Los Angeles, só NY e Miami.
Ah, uma dica que vi la no blog do Rodrigo: antes de transferir seus pontos, voce se cadastra no programa pelo site e pesquisa a disponibilidade para o destino e datas que quiser, então voce transfere as milhas e "torçe" pra ter vagas ainda quando as milhas forem efetivamente transferidas (também não tive problemas em relação a isso, mas cada caso é um caso).

É isso, escrevi demais e não tenho certeza se ficou muito claro.. Se eu puder ajudar, é só perguntar!
Espero que outros aproveitem também!

Tiago Câmara
Tiago CâmaraPermalinkResponder

Ah propósito, parabéns pelo blog Ricardo!
Esse lay out ficou massa!

Sou "cliente fiel" á algum tempo mas sempre fui do tipo "anônimo" , hehehe
Agora não sou mais!
Abraço!

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Você já viu a promoção Smiles X Veja?”Dão” 7.000 milhas na assinatura por 2 anos e 5.000 na por 1 ano?O que voce acha?\o\Grata.

Ricardo Freire

Só dá pra saber comparando com o preço da assinatura sem o brinde.

Normalmente essas milhas "grátis" são um bom negócio. Mas atente para as letras miúdas; o crédito costuma ser feito apenas depois de pagas todas as parcelas.

Priscilla Novaes

Conseguimos voo da AA usando milhas Smiles de NY para SP, para julho. A ida não tinha nos dias que podíamos ir, então teríamos que comprar e o valor não compensava (somente um trecho fica quase o preço da ida e volta). Então resolvemos vender as milhas e compramos ida e volta pela TAM.

Eleonora
EleonoraPermalinkResponder

Priscila, como se vende as milhas??

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Ria, não sei se este seria o local certo para colocar minha dúvida. O fato é que só novata no mundo das milhas e gostaria de uma ajudazinha.
Meu cartão de crédito permite trocar pontos por milhas dos programas Smiles ou Tam. Até agora esses pontos não tinham vencido e fui deixando-os por lá mesmo. No entanto, as regras mudaram e preciso transferir uma parte até março. O problema é que posso escolher entre Tam e Smiles.
Já pesquisei no Aquela Passagem, mas essa escolha depende muito de destinos e preferências. Bom, tenho muito destinos em mente, mas por enquanto são planos. Quanto à preferência, coincidentemente tenho adquirido mais passagens GOL devido a preços, vôos diretos, etc. Mas, depois de ler os comentários aqui, estou convencida de que é bem mais fácil trocar as milhas do programa da TAM.
Resumindo, devo pesquisar destinos para tomar essa decisão ou essa facilidade para troca tem um peso bem maior?
Desculpe se usei o espaço indevido e antecipadamente agradeço a ajuda dos mais experientes.

Ricardo Freire

É mais fácil trocar passagens na TAM para destinos nacionais e na América do Sul; basta haver lugares no vôo para que o assento seja seu.

Mas o Smiles na gestão Gol está bem mais generoso do que na época da Varig.

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Decisão difícil! Estava juntando para voar para fora da América do Sul: São Francisco ou, quem sabe, Europa. Já tenho uns 35.000. O mínimo para transferir é 5.000.
Não estudei ainda os destinos operados por cada companhia.
Quando você diz generosa,é em qual sentido? Li todos os posts e me pareceu bem mais difícil conseguir lugares pelo Smiles que pela Tam.
Aquela questão de poder parar alguns dias em um destino intermediário é bem legal. Pelo que entendi também existe a possibilidade de ir por um programa e voltar por outro, é isso?
Desculpe o abuso...

Ricardo Freire

Nos tempos da Varig era muito mais difícil confirmar passagens com milhas, havia menos lugares disponíveis.

Para fora da América do Sul a dificuldade de emissão é a mesma nas duas companhias.

A Gol não voa para nenhum destino fora da América do Sul (e do Caribe próximo), mas tem acordos com Air France/KLM e American.

A TAM voa para várias capitais da Europa, mais Miami e Nova York, e daqui a pouco será membro efetivo da Star Alliance, que é a maior aliança de companhias aéreas do mundo (TAP, United, Continental, Lufthansa, entre outras).

Em condições normais para a Europa são necessárias pelo menos 70.000 milhas; para os Estados Unidos, em alta temporada, 50.000 (40.000 na baixa, em algumas cias.)

Se o seu objetivo é a Europa, pode ser interessante transferir as milhas para o programa Victoria, da TAP, que tem se revelado o mais generoso das cias. internacionais.

Leia os comentários anteriores, há muitos depoimentos sobre o funcionamento dos diversos programas de milhagem, e faça a sintonia fina no Aquela Passagem, que tem o mais detalhado conteúdo sobre o assunto.

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Mais completo, impossível!! Agora está nas minhas mãos.
Super, hiper obrigada Riq.

marilene
marilenePermalinkResponder

Não tive problemas. Mais troquei meus pontos do amex por milhas da continental airlines. Claro! fiz com 3 meses de antecedencia ao carnaval, depois de 08 dias já estava com o voucher da passagem em mãos. Saiu por 80 mil milhas 02 passagens de ida/volta Rio-Huston-Orlando, fui recentemente Eu e minha filhota, dia 02/02/2010 fiquei 12 dias na Disney,rsrsrs sonhando de criança é claro!!Quanto a companhia aerea, eu recomendo, se tivesse marcado para Março seria metade das milhas por ser baixa temporada.Mais não era possivel pra mim em outro mes. Espero te ajudado, abraços

Gian
GianPermalinkResponder

Corro atrás !

Já fui 4x pra Noronha ( Varig e agora Gol)
Já fui pra Europa ( Tam )
Já fui pra USA ( Tam )

Tudo marcado com a antecedência máxima, de preferência no primeiro dia da data possivel de acordo com as regras da Cia. aerea.

Mantenho os pontos do cartão no cartão para não ficarem presos a validade, viajo bastante a trabalho, procuro promoções de milhas ,concentro gastos cotidianos no cartão para somar milhas , utilizo oepradora de longa distância que dá milhas, assino cartões e até pago a anuidade para receber as milhas ( custo x beneficio barato pra compra de passagem internacional ).

O Smiles agora na GOL realmente está muito mais facil de viajar, já fui pra Bsb e agora estou indo pra FN ( reservei em Setembro pra fevereiro - total 10.000 milhas round trip ).

PSsad Sempre falo em 2 ou 3 pax - family ! )

Acredito que planejamento é a chave, fazer toda a possibilidade de receita em milhas e planejar a emissão das passagens pra sua viagem.

Saudações

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Obrigada pela ajuda! Estou decidida pelo fidelidade TAM. No momento América do Norte está mais acessível pra mim (dólar x euro).

juliano
julianoPermalinkResponder

Alguém emitiu passagem este ano pela United utilizando pontos TAM? Liguei e disseram que não tem como ver disponibilidade on-line, que tem que pedir a reserva e ficar ligando após 12 horas para saber se tem resposta da United... assim fica praticamente impossível!

Nem mesmo determinam quando terá a resposta, o prazo mínimo é de 12 horas e não existe prazo máximo...

priscilla fiorin

Olá,
pena que só vi esse post hoje.
Bom, as duas viagens mais recentes que fiz com milhas foram:
- America do Norte (Hawaii) e Europa (Madrid).
na verdade embarco para madrid em seis dias.
Nos 2 usei milhas da TAM.
bjs

mario
marioPermalinkResponder

Olá Riq,
Já consegui algumas passagens com milhas pra fora da América do Sul. Nunca usei para a Europa, pois sempre se exige um número maior de milhas e as passagens são mais baratas do que para os Estados Unidos. Antigamente eu usava mais as milhas para fazer upgrade, e aproveitava muito a dobradinha Varig e United para usar milhas dos dois programas.
Quanto a tirar passagens com milhas, tive três experiências para os Estados Unidos. O interessante sobre elas é que nunca as fiz com muita antecedência e sempre consegui voar nas datas que eu queria, ou com no máximo um dia de desvio.
Em 2005, fiz um São Paulo-Nova York-São Paulo pela Varig, ida no fim de março e volta no início de abril, em business, por 75 mil milhas. Eu na verdade ia para Los Angeles e mudei de idéia dias antes do vôo. Um amigo meu, agente de viagens, conseguiu mudar minha passagem para Nova York, dois ou três dias antes do vôo. Inacreditável. A Varig já estava morrendo, mas ainda tive a sorte adicional de fazer estes vôos nos melhores 777 dela, os que vieram diretamente da Boeing.
Em 2006, fiz com certeza uma das maiores barganhas da minha vida. A American estava com uma promoção de revalidação de milhas para clientes que tivessem suas milhas expiradas recentemente. Pagava-se 100 dólares a cada grupo de 10 mil milhas revalidadas. Eu revalidei 125 mil milhas e, sendo assim, por 1250 dólares mais taxa de embarque eu fiz São Paulo-Nova York-São Paulo em first. Na época uma passagem de econômica nos mesmos vôos que eu fiz não estava muito diferente disso. Como bônus, na minha data de ida não havia disponibilidade no vôo da American e eu tive que fazer o enorme sacrifício de voar na first da Jal. A minha viagem foi no meio de agosto e fiz tudo em junho, com apenas dois meses de antecedência, na loja da American no Hilton aqui de São Paulo.
E em 2007, eu fiz São Paulo-Toronto(via Washington), Toronto-Nova York, Nova York-São Paulo(via Chicago) em business, na United, por 85 mil milhas(bons tempos). A viagem foi no final de fevereiro e início de março e devo tê-la marcado com um mês de antecedência.
Estou agora pensando em fazer uma dessas em agosto próximo. Estou na dúvida entre transferir meus pontos de cartão de crédito para o Fidelidade ou o Smiles. Tenho mais ou menos a mesma quantidade de milhas/pontos nos dois programas e como a Tam entra mês que vem na Star Alliance, estou aguardando para ver se eles vão cometer a bobagem de seguir apenas a tabela da Star, ou se vão fazer uso de uma tabela paralela para quem tem pontos no Fidelidade. Se a Tam ficar só à la Star, os 80 mil pontos para uma business para Nova York passarão a ser 100 mil milhas, e daí vale mais a pena usar o Smiles e voar American por 75 mil milhas, o que hoje em dia é um grande negócio, ou as mesmas 100 milhas, mas voando first. Mesmo a American sendo a companhia que eu menos gosto.
Um abraço

mario
marioPermalinkResponder

Olá novamente Riq,
Acebei de ver no site da American a possibilidade de revalidar milhas expiradas, como fiz em 2006. São válidas para reabilitação as milhas que venceram após 31 de dezembro de 2002. Estão cobrando 50 dólares por cada intervalo de 5 mil milhas e uma taxa de 30 dólares sobre a operação. Fica a dica pra quem andou perdendo milhas no Aadvantage.
Um abraço

FláviaHC
FláviaHCPermalinkResponder

Acabei de voltar de uma viagem p/ os EUA com milhas. Emiti tres passagens ida e volta pelo programa TAM fidelidade. Não foi fácil, principalmente p/ conseguir 3 lugares no mesmo voo. Queria ir de SP-MIA e voltar de Orlando-SP em vôos diretos, e detalhe: na altíssima temporada, chegando pouco antes do Reveillon em Miami e saido de Orlando em torno do dia 15/01. Tinha uma pequena flexibilidade de datas (mais ou menos uns dois dias). Comecei transferindo os pontos dos meus cartão de crédito para o cartão da TAM com um mes de antecedencia da data q iria começar a ligar p/ a central. Com 6 meses exatos antes da data q pretendia viajar, a meia-noite, liguei p/ TAM. Consegui assentos num vôo p/ Miami apenas com escala em Manaus. Muitas ligações depois consegui efetivar a reserva de ida num vôo direto. A volta foi mais complicada porque de Orlando p/ São Paulo existe apenas um vôo direto por dia, depois de centenas de ligações consegui os três assentos mas no dia seguinte do q eu queria e assim ficou. Realmente os atendentes são muito atenciosos e prestativos. Soube q para a Europa é bem mais difícil conseguir. Valeu a pena pois eu, meu marido e meu filho acabamos indo e voltando de graça. Outras informações importantes: o número de milhas para criança é o mesmo q para adultos; as taxas de embarque são cobradas da mesma forma; vc pode transferir sua passagem emitida com milhas sem pagar nada desde que seja para o mesmo destino; respeite as datas e horários estipulados para efetivar a reserva pois ela é cancelada automaticamente após este prazo.
Boa Sorte!
Flávia

Juca
JucaPermalinkResponder

Será que com essas novas regras de embarque, há algum risco em comprar passagens pelo site da Lan argentina para ir de Buenos Aires a Bariloche? Estou com receio.

mario
marioPermalinkResponder

Caro Juca,
Não entendi exatamente a sua preocupação. Mas já comprei trechos entre B.Aires e Mendoza pelo site da Lan Argentina e não tive nenhum problema.

Juliano
JulianoPermalinkResponder

No site da LAN Argentina tem um aviso dizendo que para comprar no site argentino é preciso ser residente do país... fala que será preciso comprovar a residência no check-in.

No site da LAN Brasil os trechos internos na Argentina são bem mais caros...

milton
miltonPermalinkResponder

Consigui emitir ontem duas passagens pelo smiles na air france voo fln-gva-fln executiva depois de outras duas tentativas frustradas anteriores para agosto 2010. Não foi super facil mas foi aceitavel no fidelidade tam pareceu bem mais dificil.
Aproveito para pedir uma ajuda ao pessoal do blog, alguem já voou no af 443 b 747 a poltrona executiva vira cama ou é só recliner? pois conforme for eu cancelo a passagem se não conseguir outro avião diferente.

Ricardo Freire

No SeatGuru este avião tem duas classes executivas, Affaires (quase-cama, sem ser 180) e Tempo (apenas reclinável).
http://www.seatguru.com/airlines/Air_France/Air_France_Boeing_747-400.php

milton
miltonPermalinkResponder

obrigado ricardo pela resposta

marcio
marcioPermalinkResponder

Eu duvido alguém conseguir ir a Fernando de Noronha usando pontos da Tam. Faz mais de 02 anos que eu tento emitir bilhetes para F.N. com pontos da TAM e sempre dá que os vôos estão lotados. Mas o mais gozado é que se você não informar que irá pagar com pontos, daí tem assentos!!
Gostaria de saber se outras pessoas já passaram por isto, porque a impressão que dá é que a gente está sendo tratado como otário, enganado pela Tam.

Ricardo Freire

O último trecho (Natal-Noronha ou REcife-Noronha) é feito pela Trip, então não rola a regra da disponibilidade dos outros vôos da TAM dentro da América do Sul.

Mathias
MathiasPermalinkResponder

Eu consegui emitir 2 passagens pela TAM para Fernando de Noronha 7 dias antes de vencerem 7mil milhas!!!
Gastei uma tarde inteira na TAM viagens, mas eles não conseguiram emitir... o computador pedia 80mil minhas para duas pessoas!!!
O jeito foi emitir passagem física direto no aeroporto!
A atendente da TAM disse que foi a terceira vez em 3 anos que ela viu emitirem as duas passagens pelas milhas! A explicação dela é que a Trip realmente libera poucas vagas para a tam... acho que eram 6 naquele voo.

Rachel
RachelPermalinkResponder

Eu consegui sim, pela TAM, para o Peru.

Foi bem simples, paguei as tarifas no cartão de crédito. Mas eram datas certas e eu não iria mudar. Tudo foi perfeito!

Adriano Coelho

Acabei de retornar de Fernando de Noronha, em 4 pessoas, voando TAM a 20.000 pontos (ida/volta) para cada um. Sem nenhum dificuldade, um casal saindo de Campinas e outro de Curitiba. Atendimento via site com 3 meses de antecedência. Pelo visto, muita sorte minha. Adriano

Mi Carbone
Mi CarbonePermalinkResponder

Oi Riq, adorei esse post pois acabei de passar por isso !!

Eu e meu marido vamos em Out para EUA (Vegas e NY)e queríamos fazer a reserva com milhas. Nosso primeiro contato com a TAM foi em Maio, 5 meses antes da nossa viagem ! e mesmo assim tivemos um poucode dificuldade de conseguir o intervalo de dias desejado. O pessoal da TAM foi muito, muito prestativo mesmo, e nos deram dicas como:

- as reservas duram 72h, por isso a todo minuto caem reservas, por isso nos sugeriram que ligassemos sempre de manha e no fim da tarde.
- algumas pessoas sao muito sensiveis( tem medo) a variaçao do dolar - se sai alguma noticia da net que o dolar subiu, é batata que reservas cairão pois o pessoal tem medo do dolar disparar, ou seja, se vc nao tem tanto medo assim de nova crise, ligue para fazer sua reserva com milhas !
- no nosso caso vamos primeiro para Vegas e depois para NY, e conseguimos fazer a reserva SP-Huston-NY e a volta NY-SP, ou seja, se vc ja souber seu destino inicial, reserve milhas para o destino, assim vc economiza no trecho interno!

Eu liguei diariamente durante uns 4 dias e tive sorte da TAM ja estar fazendo as reservas de milhas com alguns parceiros da Star Aliance (pois quando consegui foi antes da data oficial da entrada e com a TAM ja nao tinha mais lugar com milhas)

Concluindo, consegui minhas milhas do jeito que queriamos, uma data melhor do que imaginavamos.

Agora entro diariamento aqui no Blog e no Blog da Mirella para juntar infos e planejar minha viagem !

Um beijo a todos !

Mi Carbone
Mi CarbonePermalinkResponder

Pessoal, achei que ficou confuso meu 3º item....ai vai a explicaçao...

O 1º destino na minha viagem é Vegas, por isso ja fiz a reserva com milhas do trecho SP-Huston-Vegas (escrivi errado no post acima) e depois vou para NY entao na volta reservei NY-SP, ou seja, o ideal é vc ja montar o percurso da sua viagem pois pode economizar no trecho interno.
Eu por exemplo, só pagarei o trecho Vegas - NY (somente ida). Entenderam ?

Um Bjo

William
WilliamPermalinkResponder

Boa tarde.

Prezado Freire: admiro muito o seu trabalho. Parabéns.

Gostaria de contar minha experiência com 40000 milhas TAM para Miami.

Nesta quarta 01SET10, consegui o trecho GRU-MIA em vôos diretos: JJ8094, com saída às 10h30min e chegada às 18h05min em 24SET10 e retorno no JJ 8091 saída às 20h15 e chegada às 05h30min!!!

Admito que foi um sorte danada, torno-me aqui prova viva deste feito.

Grato,
William

Rossi
RossiPermalinkResponder

Boa noite, Ricardo!

Por favor, quando, exatamente, começa e termina a alta e baixa temporada para as companhias aéreas? Existe um padrão para todas as cias?
Grande abraço, obrigado!

Rossi

Viaje na Viagem

O melhor site para você saber tudo sobre cias. aéreas, programas de milhagem e cartões de crédito é o http://www.aquelapassagem.com.br . Procure os tutoriais do menu do alto.

Rossi
RossiPermalinkResponder

Obrigado, Ricardo!!! Abraço!

Luis Wurdig
Luis WurdigPermalinkResponder

Vou fazer um elogio ao call center da TAM, pois emiti minha passagem para LA em 15 minutos, tudo saindo e voltando de Porto Alegre. A atendente explicou que o sistema da Star Alliance é novo e não precisa mais procurar por trechos, tu diz o teu destino final e o sistema te dá as opções de rotas e cias aéreas. Vou de United e volto de Tam. Para Europa é melhor ainda, em face da diversidade de cias. Simulei Cracóvia e o sistema me ofereceu TAM até Londres e Lufthansa até Cracóvia ou Air Polish(?). Há dois anos fiquei quase 3h para fazer a mesma reserva. Fica a dica: calcule 6meses menos da data da sua volta e ligue.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

E quantas milhas você usou?

Thyago Portela

Luis... quase 3h é pouco comparada a minha saga de 04 meses.
Repetindo a pergunta do Gabriel: E quantas milhas você usou?
Desconfio que você pegou executiva.

Adriana Chacon

Acabei de ligar p call center da tam e como sempre não havia disponibilidade em voos para os eua por 40 mil milhas. Fiquei decepcionada, pois li em comentários do aquela passagem que o truque era buscar nos sites das parceiras trechos oferecidos para voos com as menores quantidades milhas e pedir os mesmos dias na TAM. Tentei na United e nada feito, o atendente informou que não há nenhuma ligaçao entre os dias oferecidos com menos milhas pelas parceiras da star aliance e os dias disponíveis p/ a emissão com fidelidade tam. Estou cada vez mais convencida que não vale a pena usar milhas TAM p/ EUA, é preciso muuuuuita sorte.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Mude para o AAdvantage e seja feliz. Hoje tinha disponibilidade até voando executiva, pela Qantas, no A380.

Thyago Portela

Adriana... eu passei 04 meses (março/junho) pra usar minhas millhas do Fidelidade e conseguir 02 passagens GRU/YYZ - MIA/GRU pra voar agora em novembro. Foi a maior dificuldade, mas tinha que usar as milhas, senão perderia a validade.
Não consegui pegar por nenhuma outra parceira da TAM, exceto a Air Canada. Espero que realmente seja uma boa companhia, como li por aí.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Air Canadá é uma boa empresa! Agora você só precisa escolher um novo programa de fidelidade e esquecer do Fidelidade.

Thyago Portela

É verdade, Gabriel! Vou ter que trocar meus cartões de crédito. Uso um Visa e um Master TAM Fidelidade do Itaú, a pontuação vai direto pro programa.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Thyago, o ideal é acumular no cartão de crédito e só realizar a transferência na hora que decidir emitir. Além de maior flexibilidade você poderá aproveitar promoções, que às vezes dobram o valor das milhas.
Ou então usar um cartão do Bradesco, que tem um programa próprio para emissão, onde você emite com milhas ou milhas + dinheiro. Eles compram a passagem aérea para você, com isso você viaja usando milhas e ainda acumula minhas e status elite com a viagem.

Augusto
AugustoPermalinkResponder

Pessoal, poderia me ajudar ?
Estou começando a planejar minhas férias de 2011 para a Disney com a esposa e filha. Então queria saber qual melhor época para ir, que não seja muito cheio lá ? Qual epoca vou consegui valor de passagem melhor ? Qual CIA eu consigo usar milhas e quantas milhas eu preciso por pessoa ? Pois tenho milhas no cartão de credito.
Com quanto tempo de antecipação eu posso comprar as passagem ? Grato e aguardo ajuda.
Augusto
São Paulo
augusto@gutosoft.cjb.net

Ricardo Freire

Tem beabá de milhas em http://www.aquelapassagem.com.br e em http://www.falandodepassagem.com.br

Veja diversas opiniões sobre épocas e estratégias em Orlando aqui
https://www.viajenaviagem.com/2010/05/orlando-qual-foi-a-sua-estrategia-de-visita/

Michele
MichelePermalinkResponder

Fui para ny com 40000 milhas. Comprei em maio e voei dia 29 de setembro e voltei 01 de novembro. Foi muito bom... Tive um pouco de trabalho p achar ... Entrava no site todos os dias ate achar. Foi um pouco de sorte e um pouco de forca de vontade rsrs... Agora estou a procura para meu noivo viajar em marco do ano q vem... Tomara q de tudo certo again rsrs

Carla
CarlaPermalinkResponder

Riq, essa aqui é pro Perguntódromo! wink

Vamos fazer 2 vôos pela Vietnam Airlines (membro da Sky Team) em fevereiro. Não temos plano de milhagem de nenhuma companhia da Sky Team, e estamos achando meio contraproducente nos inscrevermos na própria Vietnam Airlines. Então consideramos fazer a inscrição em outra companhia membro da aliança, que seja mais viável pra quem mora no Brasil, como a Air France, a Alitalia, a Delta, a Aeromexico ou alguma outra que voe até aqui... Minhas perguntas são:

1. Qual plano de milhagem das companhias da Sky Team vocês considerariam o melhor?

2. Algum deles dá validade "eterna" às milhas, como fazem a Continental e a United, por exemplo?

3. Valeria a pena considerar a Delta ou a Air France, mesmo que elas pontuem no Smiles?

Thanks! grin

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Pergunta difícil. Mas uma é fácil de eliminar, a Delta. Ela exige muitas milhas para emissão de bilhete prêmio.
Acho que escolheria a Air France/KLM.
Sobre a validade, encontrei isto: Award Miles are valid for life –simply take one flight* every 20 months with AIR FRANCE, KLM, our participating carriers (Air Europa, Kenya Airways, Tarom and Aircalin) or other SkyTeam airlines, and your Miles will never expire.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Esse é o problema : as milhas até podem não expirar mas as regras de uso vão mudar e aí ....

Carla
CarlaPermalinkResponder

Obrigada, Gabriel! Esse detalhe de que a Delta exige muitas milhas já conta contra ela mesmo - principalmente porque podemos pontuar diretamente no Smiles voando Delta... Como podemos fazer o mesmo no caso de voar Air France, talvez a melhor opção seja a KLM! wink

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Carlinha , primeiro é sempre bom lembrar a máxima do Rodrigo : milhagem não é poupança . Então , pra mim é um tiro no escuro pois as regras mudam toda hora , e a minha colaboração é só uma : emita as milhas premio para voar logo que estiverem disponiveis ( perdi 50 mil milhas por conta de uma mudança destas, e o que era para se transformar numa viagem premio virou lixo premio ).
Assim fica mais fácil para decidires o destino das milhas : escolha onde, como, quando vai usar antes de receber :cool:

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Qual foi o programa, Sylvia?

Carla
CarlaPermalinkResponder

São poucas milhas, Sylvia, umas 2 ou 3 mil no máximo. Como não temos nada na Sky Team, estamos buscando algum lugar onde elas possam valer por bastante tempo, para poder juntar mais.

Ricardo Freire

A soma de pontos no programa do SkyTeam e a relação com a Gol são duas coisas diferentes.

As milhas que você somar na conta da Air France ou da Delta não poderão ser transferidas automaticamente para o Smiles. Você vai ter que somar o número de milhas necessárias dentro do programa para emitir uma passagem com milhagem Air France ou Delta na Gol.

É diferente de pegar um vôo Delta ou Air France e somar as milhas diretamente no Smiles.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Sim, pensamos nisso. Parece valer mais a pena somar as milhas diretamente no Smiles, se voarmos Delta ou Air France, ao invés de fazer a inscrição nos programas dessas companhias...

Alessandro A.
Alessandro A.PermalinkResponder

Carla, eu tenho milhagem da Delta da época em que ele ainda não era parceira do Smiles e realmente o número de milhas exigidas para tirar uma passagem prêmio, mesmo dentro do próprio EUA, é muito alto. Como eles só liberaram a emissão de passagem prêmio para a Gol recentemente, ainda não liguei para lá para verificar se no Brasil o número de milhas é menor. Essa é minha esperança! O único lado bom da Delta é que quando as milhas estiverem expirando, você pode doar uma parte das milhas para uma das instituições de caridade parceiras e renovar automaticamente as suas milhas sem precisar voar.

Realmente o melhor é sempre pontuar no Smiles quando você viajar de Delta e Air France, mas mesmo assim eu daria preferência ao programa da Air France para esses voos em outros companhias da Sky Team. O motivo é que com poucas milhas você pode emitir uma passagem na Europa ou no Brasil (pelo acordo com o Smiles), enquanto nos outros programas você não pode emitir no Brasil. Isso aumenta as suas chances. A não ser que o programa da KLM tenha uma expiração muito maior, ele perde em flexibilidade para o da Air France devido a essa parceria com o Smiles.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Obrigada, Alessandro! Vou considerar bem essa possibilidade de emitir no Brasil pela Air France... Acho que a decisão vai ficar entre Air France e KLM, dependendo dos resultados da comparação flexibilidade x validade...

Tania Janin
Tania JaninPermalinkResponder

Em junho de 2010 retirei com milhas pelo Smiles/Air France passagem para Paris.
Naquele momento consegui passagem de ida para 26/11, data que me interessava,na economica. E, somente na executiva retorno para 7/12, data que tb me interessava, mas num horário, a meu ver péssimo, saíria de Paris às 8hs, passaria por SP e depois chegaria no Rio por volta da meia-noite. Viajar de dia não é meu forte. Mesmo assim fiquei com esse retorno mas ao mesmo tempo fiquei tentando o voo direto pro Rio que sai de Paris às 23:20. Faltava menos de 1 mes para eu viajar e eu consegui trocar o retorno.

Meu voo foi o último a sair do CDG(dia 8/12) antes do aeroporto fechar por conta do mau tempo, neve.....

Não retornei de executiva porque fui uma das 5 pessoas escolhidas?????????? para sofrer downgrading, excesso de passageiros! Me ofereceram hotel e retorno no voo seguinte dia 08 às 8hs da manhã, que ironia. Preferi vir, à noite, na ecônomica, recebi um foucher de compensation for downgrading no valor de 450 euro e uma sequência de três poltronas exclusivas para mim, no andar superior do avião.

Fora esse contratempo, minha viajem foi maravilhosa!

Riq, obrigada pelas dicas. Todo seu blog foi de grande ajuda. Aos pouquinhos vou colaborando com a minha experiência.

Feliz Natal a todos!

Beijo Grande!

Clara
ClaraPermalinkResponder

A Air France tem umas gracinhas que não gosto(além daquele acidente terrível sobre o Atlântico de causa desconhecida ainda hoje!).

Encontrei uma passagem a preço razoável e fui lá na própria Air France(Rio), no centro comprar. O preço era bom, mas nada maravilhoso(850 dólares na ocasião). Depois vim a saber que só dava direito à metade da milhagem.

Já na Delta, encontrei uma pechicha(mesmo!) que me rendeu as integrais 15.000 milhas. Então, é bom prestar atenção nas entrelinhas...

Para carioca não é bom fazer milhas na KLM, pois seus vôos só saem daquele inferno chamado Guarulhos.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Clara, é importante saber também o valor das milhas. Às vezes ganha-se muitas, mas se a emissão também exigir pode não valer a pena. você na emitiu bilhete prêmio na Delta?

Clara
ClaraPermalinkResponder

Gabriel, ainda não emiti. Sei que com 25 mil milhas dá tranquilo para fazer uma viagem coast-to-coast round trip dentro dos EUA. Estou com 21.000 milhas, meu marido pode me doar 4.000 das milhas dele e na próxima viagem aos States(ainda não planejada, mas será feita) posso fazer uso das milhas.

Por outro lado posso doar minhas milhas ao meu filho que estuda lá para emitir uma passagem em 2011. Depois, na ocasião em que isso acontecer, prometo te contar exatamente quantas milhas serão necessárias para essa emissão.

Alguém comentou sobre conexão em Atlanta, e é um aeroporto ótimo, de fácil trânsito interno(pois existe um trem subterrâneo).

Só para ficar bem claro, não tenho nada a ver com a Delta, viu?
Acho uma companhia apenas razoável, nada mais, mas contou muito o fato de eu ter feito uma viagem *para* e *dentro* dos EUA numa promoção incrível e ter ganho todas as milhas, isso contou pontos a favor dela.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Clara, veja essa simples simulação, com milhas reduzidas para abril de 2011.

125.000 Milhas necessárias Impostos/Taxas
+ $ 56.00 Impostos/Taxas
Taxa de Resgate
Preço por passageiro
= $ 56.00 Total

125 mil milhas para emitir um único bilhete prêmio na baixa temporada. No AAdvantage são 40 mil milhas. No Smiles são 50 mil milhas.

Não acho vantagem emissão com milhas para trechos internos, pois gasta-se muitas milhas. As passagens são baratas, então acaba-se ganhando um valor muito baixo. O ideal é sempre usar em trechos interncionais e fazendo um stopover gratuito quando possível.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

O trecho simulado foi GIG-ATL.

Para 2011 emiti, na alta temporada, GIG-DFW-LAX-LAS-GIG. Dois bilhetes. Gastei 120 mil milhas no total.

Clara
ClaraPermalinkResponder

Sério, Gabriel, que horror! Deixa só eu esclarecer que eu não recomendo esse cartão de fidelidade ou qualquer outro.

O que aconteceu é que em 2009 meu marido e eu fizemos o trajeto mais barato na ocasião partindo do Galeão, California, Nova Iorque e GIG, tudo por 750 dólares, voando Delta. Dei muita sorte na ocasião e ganhamos cada um 15000 milhas. Meu filho que estuda lá, tem viajado de Delta(que tem tarifa de estudante), inclusive para trechos internos.

Só para você ter uma idéia, estive agora em outubro nos EUA, e fui de Avianca, ou seja, que não vou pagar muito mais caro se encontrei um preço ótimo em outra companhia(Rio-NY a 1272 reais, round trip, podendo parcelar em 6 vezes e toda amilhagem)).

Fidelidade, só ao meu marido e olhe lá...

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

É disso que todo mundo reclama na Delta, Clara. Não disse que você está indicando ou não, apenas estou dando um alerta para todos. Muitos só descobrem isso na hora que tentam emitir a passagem. E aí já é tarde...

Pelo preço que você pagou essas milhas são o de menos... mesmo que você não as use o preço compensou!

Clara
ClaraPermalinkResponder

Sem dúvida, Gabriel, é isso mesmo.

Tanto é assim que num intervalo de 12 meses voei Delta, TAP(a preço normal, mas para mim era muito prático), e Avianca e elas não são associadas(ou não eram na ocasião, tenho quase certeza).

paulab
paulabPermalinkResponder

nunca emiti passagens de milhas para fora da america do sul. Para quem viaja bastante para dentro da america acho que vale mais a pena guardar as milhas para estes destinos, já que sempre consigo mesmo em alta temporada....Para Ny já tentei e desisti, nunca tinha ida e volta. Em compensação ja fui para Chile, peru, caracas e varios destinos nacionais inclusive noronha de milhas....agora só coloco milhas nos cartões nacionais da gol e tam, por causa das alianças vale mais a pena, tinha milhas no cartão da Swiss e nunca consegui usar, nunca tem o suficiente....

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Ah, já emiti pela American Airlines, em 2009, em parceria com o Citibank - ida e volta pros EUA por 30mil milhas do AAdvantage. Foi meeega vantagem.

Clara
ClaraPermalinkResponder

Mandou bem, Adri. Muito bem.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

rsrs, tou de olho em outra promo dessas! mas acho que não vai acontecer tão cedo... sad

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Esse ano não aconteceu. E o Citibank não investe muito nos cartões AAdvantage, uma pena. A taxa de conversão está defasada, por isso tenho usado pouco o meu.

Caio Fraga
Caio FragaPermalinkResponder

Fiz a mesma coisa que você, aproveitei a promoção de 30 mil milhas e fui pra NY pela AA. Pena que nunca mais vi essa promoção de milhas reduzidas... a minha também foi em 2009, mais precisamente abril...

Clara
ClaraPermalinkResponder

O que acho que aconteceu é que 2009 foi um ano atípico, devido à crise iniciada em 2008. As pessoas e empresas estavam, neste momento de crise, contigenciar gastos. Então uma cia. aérea como a AA aproveitou os inúmeros assentos que estariam vazios para desovar passagens-prêmio. Uma boa estratégia da empresa. E uma boa estratégia para quem conseguiu aproveitar as milhas.

Da mesma forma, consegui duas passagens para os EUA por uma verdadeira pechicha justamente por causa da crise. Duas faces da mesma moeda.

Claudio Motta
Claudio MottaPermalinkResponder

Já consegui viajar por milhas da TAM para Barcelona saindo de Brasília. O voo teve conexão em Lisboa, mas isso não aumentou a necessidade de mais milhas. Foram 60.000 milhas ida e volta. Viajei no final de agosto de 2009. Outro detalhe é que escolhi voar pela TAP (que sai direto de Brasília para Lisboa) e não houve nenhum empecilho nisso.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar