Mariene de Castro, a diva das sextas no verão de Salvador

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Mariene de Castro

Essa eu devo à Flavia, nossa LadyRasta, que fez o que eu apregôo mas às vezes esqueço: comprou o jornal da cidade e descobriu, lá na programação cultural, um show que prometia. Mariene de Castro, biscoito finíssimo, receberia Elza Soares no seu projeto Santo de Casa, que se realiza numa igreja que virou centro cultural na Praça Castro Alves.

Espaço Cultural da Barroquinha, Praça Castro Alves

Flavia me tuitou, eu respondi "Bora!" e um pouco antes das 9 da noite a gente estava lá. O lugar é lindo e iluminado com sabedoria. A noite é aberta por um grupo de reizado que toca um ritmo tão hipnótico que parece música eletrônica.

Terno de Reis

Depois dos fantasiados teve uma sessão de senhoras cantoras tipo pastorinhas que talvez tenha se estendido um pouco demais. Aproveitei para jantar um arrumadinho de 5 reais (picadinho, feijão fradinho, farofa) preparado por um restaurante que funciona nos fundos.

Mariene entrou lá pelas dez. Fiquei envergonhado. COMO eu não conhecia? A mulher tem aparência, textura, consistência e sabor de estrela de primeira grandeza. Voz, simpatia, bom-gosto -- digaí, quêde o CD que eu quero comprar já?

Ela estava passeando tão deliciosamente por clássicos do samba que eu até tinha esquecido da convidada -- Dame Elza Soares, praticamente embalsamada, mas ainda cantando o que sabe. Dali a pouco subiu ao palco também Seu Jorge. Nem precisava. Ei, me devolvam Mariene, puvafô?

Mariene de Castro, Elza Soares e Seu Jorge

No final foram mais de duas horas de show que valeram por uma festa. LadyRasta e eu saímos em estado de graça. Até o eterno cheiro de xixi da Praça Castro Alves parecia ter se dissipado.

O projeto Santo de Casa tem mais três apresentações neste verão: nesta sexta, dia 29 de janeiro, e também nos dias 5 e 19 de fevereiro. Se você estiver em Salvador, procure no jornal quem são os convidados. O ingresso custa R$ 30 e pode ser comprado na hora na boa.

Obrigado, Flavia!

4 comentários

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Ai que energia boa senti lendo esse post! Que conjunção astral os 2 por lá na mesma data para viver tal momento. Legal que no Brasil Igreja vira Centro Cultural - em Aberdeen, Escócia, Igrejas viram bar wink

Carla Baiana
Carla BaianaPermalinkResponder

Riq, voltei de la tem duas semanas e nao consegui entrar no primeiro show do ano. Nao tinha mais ingresso. Mas no ano passado eu vi o show de Mariene no Cais Dourado, na cidade baixa e me emocionei na plateia. A moça e' uma mistura de Maria Betania com Clara Nunes, uma coisa da terra, natural, pes descalços.
Meu marido adora, acha a mulher mais linda e talentosa da Bahia.

E voce nem falou no cinema reformado ali do ladinho, pra honrar nosso querido Glauber Rocha. Nao foi ate la nao? Ta super bonitinho, arrumado, organizado e nao e' cinema de shopping.

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

PQP você, eu tenho entrado no seu blog todo santo dia, e não tinha visto o post!! Só descobri hoje porque o Nick me contou hoje lá no samba!!! Não precisa agradecer chéri, a noite não teria sido a mesma sem vc!!!

Beijosssss!!!

Eunice
EunicePermalinkResponder

Riq e Carla: uma opção para garantir o ingresso é comprar com antecedência nos Balcões Pida ou Ticketmix, dos Shopping Barra ou Iguatemi. Os shows continuam após o carnaval.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar