Patagônia pra... mim :-)

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Cinco Hermanos, Ushuaia

Estou começando agora um pequeno périplo pela Patagônia. Embarco -- se tudo der certo -- num cruzeiro Australis que vai me levar de Ushuaia, na ponta sul da Argentina, a Punta Arenas, na Patagônia chilena, passando pelo canal de Beagle. Volto pela mesma rota, mas com paradas diferentes. (Ou seja: não posso fazer nada a partir de Punta Arenas.)

No oooutro domingo, pego um vôo para El Calafate. De lá não sei se dou um pulinho em El Chaltén, se atravesso a Puerto Natales para dar uma espiada no Parque Torres del Paine, ou se vou direto a Bariloche -- que, depois do Calafate, é a região que me interessa mais.

De Bariloche vou ficar monitorando o tempo para fazer o cruce de lagos ao Chile num dia bonito.

E depois... bom, depois é outro post smile

Claro que já devorei o site do Tony Gálvez, De viaje a la Patagonia, e os posts da Carla Z. na Majô, do Ernesto na Emília, da Carmem Silvia no De uns tempos pra cá e os relatos da Luisa no Arquivo de Viagens.

Mas aceito pitacos, sobretudo na questão Torres del Paine. Acredito que Torres seja um deslumbre, mas não sei se é um passeio pra mim.

O briefing: não curto caminhadas no mato ou no frio. Acho que a única vestimenta confortável para caminhar é calção de banho e pé descalço. Quero fazer os passeios com a melhor relação esforço x benefício. Quero as paisagens, não o trabalho, entendem?

Me contem, pufavô...

107 comentários

Ernesto, o pato

Riq

Torres só mesmo de carro. Pegue o onibus até Puerto Natales, e de lá alugue um carro. Duas dicas importantes. Procure se possiviel um carro com o vidro trincado - e exija que isto esteja no contrato- pois e muito comum que uma pedra da estrada trinque o vidro. Se não for o caso, reduza bastante a velocidade quando vier o outro carro, para evitar que as pedras trinquem o vidro. E, verifique com a máxima atenção o estepe do carro pois é um lugar em que voce pode precisar dele. Eu recomendo tambem olhar com cuidado o carro antes da entrega, pois já ouvi relatos em que foram cobrados riscos e pequenos amassos já existentes.

Ernesto, o pato

Ah, claro que é um passeio para voce... Tem lindas rotas para fazer de carro, não é preciso ser um heavy treker para ir lá.

E, nossa solidariedade ao Chile, atingido por um forte terrremoto...

Dani S.
Dani S.PermalinkResponder

Riq, que bom que você resolver ir à Patagonia!
Torres del Paine é um parque lindo, mas que dá pra fazer de um jeito sem esforço. A gente foi de pacotinho, com uma van que levou a gente pra lá, a partir de Puerto Natales. A van para na Cueva del Milodón (uma caverna grandona sem graça) e depois segue pro parque, que é liiiiiiiindo. De carro, dá pra ir parando nos mirantes, cada um com uma vista mais bonita (e com o esforço de sair da van e caminhar dez metros, pra achar o ângulo mais bonito pra foto). Por fim, o almoço é num dos refúgios que tem lá, o do Lago Grey, com uma vista... Depois do almoço nos convidaram gentilmente a dar uma caminhada - de uns dois quilômetros, se tanto, no plano e subindo uma pequena inclinação, pra ver melhor um glaciar. A caminhada era tranqüila, mas eu abandonei no meio, porque estava ventando bastante (e o vento passava pelo glaciar, imagina que gelinho) e voltei serelepe pra contemplar a paisagem linda de dentro do refúgio.
Então, não tem sacrifício nenhum DENTRO do Parque de Torres de Paine, que é belíssimo. O problema é chegar lá.
De El Calafate são SEIS HORAS de um busão sem ar condicionado (nem precisa - fomos em fevereiro e estava fresco), que passa por um desertão que é a fronteira de Argentina e Chile até Puerto Natales, que uma das cidades mais feias que já fui (só a frente do lago é bonitinha). De lá, pega-se (no dia seguinte) uma van pra ir passear no parque o dia todo. O problema é que essas estradas todas são de rípio, e não chega nunca. Depois que fomos, dois amigos fizeram a mesma rota mas foram direto para o Parque, dormir em um dos refúgios (eles te pegam de van no posto da fronteira, evitando o resto da viagem a Puerto Natales). Tem até um Explora dentro do Torres del Paine. Eles ficaram num refúgio, gostaram muito, mas acharam as acomodações muito simples, sem nada o que fazer de noite.
Se você topar chegar lá, o Torres del Paine é magnífico! mrgreen

Pavan
PavanPermalinkResponder

Riq,

Torres del Paine é mesmo para quem quer caminhadas! A vista das torres é embasbacante, mas demorei mais de 4 horas pra chegar lá e 3 horas pra voltar, fora as pernas e joelhos destruídos (faria tudo de novo, rsrs!). Para ver as paisagens a partir das estradas internas, basta um dia de excursão ou aluguel de carro. Acho que o passeio compensa. Mas eu não faria a excursão a partir de El Calafate, pois é muito cansativo. Ficaria em Puerto Natales, faria um dia de passeio pelo parque e outro de navegação pelos glaciares Serrano e Balmaceda.
Alternativamente, poderia dormir uma noite no parque e fazer um cavalgada no outro dia, antes de voltar pra PN.
Em El Calafate, o Mini-trekking é IMPERDÍVEL! Fiz num dia de sol, não senti frio, nem desgaste físico e fiquei com muita vontade de voltar lá um dia e fazer o Big Ice.

Boa viagem,

Pavan.

Ernesto, o pato

Riq

Mais uma dica: leve comida, pois dentro do parque tudo e muito caro...

Dani S.
Dani S.PermalinkResponder

Riq, em Bariloche, não deixe de alugar um carro!
O tal do circuito chico é bonito, mas muito dentro da cidade (mas tem uns mirantes fantásticos).
O lindo mesmo é o tal do circuito grande, e a rota dos sete lagos ( http://www.patagonia.com.ar/rionegro/bariloche/circuitogrande.php ) Vale a pena até levar um picnic pra fazer em um dos inúmeros miradores no caminho (ou comer em Villa la Angostura, como fizemos).

O outro passeio legal é ir até o Cerro Tronador ( http://www.patagonia.com.ar/rionegro/bariloche/cerrotronador.php ) - mas o legal são as vistas dos lagos até chegar lá. Tem um hotel daqueles antigos logo antes do Cerro que fica num lugar lindo, e tem um almoço razoável.

Achei ótimo estar de carro, pra ir parando em todos os lugares interessantes (eu sou meio contemplativa). Dá pra fazer concurso de quantos tons de azul e verde podem existir no mundo...

E realmente, só faça o Cruce de Lagos num dia claro - a gente não viu quase nada (vamos ter que voltar, hehe) quando estava chovendo. Se você for parar em Peulla, lá só tem dois hotéis e o mais novo, o Natura, é mais bonito e arrumadinho, até pra almoçar (nós dormimos). Não sei se você vai animar a fazer todo o percurso, mas em Puerto Varas, de novo, alugue um carro - ir fazendo a volta do lago, parando nas cidadezinhas, é ótimo.

Em Ushuaia, na cidade, gostei da visita ao antigo presídio (uma coisa meio Alcatraz tupiniquim) e de comer centolla (humm!)
Os parques da região são lindos também, especialmente o Tierra del Fuego ( http://www.patagonia.com.ar/tdelfuego/ushuaia/parquenactierra.php ) - que dá pra visitar de van, e só andar pra ver os lagos, sobre umas passarelas de madeira suspensas, molinho.

Óbvio que você já sabe, mas pra mim o mais impressionante da Patagônia foi o Glaciar Perito Moreno, em El Calafate. Depois, os arredores de Bariloche, especialmente pela facilidade de chegar e pelo custo/benefício.

Ai, que vontade de voltar!

Dani S.
Dani S.PermalinkResponder

Tô gostando de dar palpite na viagem do Comandante!

O Pavan aí em cima recomendou o mini-trekking sobre o glaciar Perito Moreno. Nós fizemos também. É lindo. Mas é CANSATIVO horrores. Dizem que é uma caminhada leve, e a parte em terra é mesmo, mas quando você vai pra cima do glaciar... ai, ai, ai. Te põem grampones, e toca subir gelo e descer gelo, com uma pisada especial (pro grampão pegar), que acaba com o joelho dos pobres mortais. E vamos ser sinceros: um passeio desse NUNCA seria feito na Alemanha. Você passa na beiradinha de buracos (lindos, é verdade) que tem quilômetros de fundura no gelo - é morte certa se você cair ali. O passeio começa com todo mundo encapotado, e termina com todo mundo tirando a roupa e bufando. Quando chega a hora de tomar uísque com gelo do glaciar, já está todo mundo suado. Não sei se estávamos muito fora de forma (estávamos), mas foi um dos programas-de-contar-pros-netos, como dormir no Saara sem banheiro, que eu achei ótimo mas que não volto nem amarrada.
So you know, antes de ir!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Tou doida pra saber como é que vcs vão encarar tudo isso sem havaianas .grin

Vamos ficar na torcida com El Chalten, que é cara ou coroa total ,o Fitz Roy raramente aparece ..
* tem um super mega jipaõ no Calafate , que está sempre estacionado na rua principal , e que os gringos super recomendam pro passeio; vou cacifar

E tb tou doida pra saber se vcs tb vão achar o Perito , assim tão improvável e impactante .

Blog Boa Viagem

Entãoo!! Faz diaass que tento lhe falar da minha viagem entre a ARgentina e o Chile até o fim do mundo, mas parece que você não lê os comentários que são postados aqui!

Fui recentemente ao Chile, visitei muita coisa que vale a pena mesmo ser mencionado!

No Chile voei desde a cidade de Santiago a Punta Arenas. Não deixe de visitar o Seno Otway e a Isla de Magdalena via Punta Arenas se está a procura das pinguineras mais distintas do planeta. Tudo isso foi documentado lá no blog boa viagem!
Vale lembrar que fiz também um passeio completo de um dia a Torres del Paine! Se quiser dicas creio que lá vai encontrar muita atualização fresca sobre o local!

Se for útil foi um prazer auxiliar e compartilhar!

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq, com certeza você nos brindará com relatos de uma linda viagem e fotos de tirar o fôlego :cool:
Não deixe de vistoriar o carro e o estepe - lembra da história que contei das meninas que não tinham como provar e morreram numa grana - quando alugar o carro.
Ah e o whisky on the rocks wink

Carla
CarlaPermalinkResponder

Eu fui ao Museo Regional de Magallanes em Punta Arenas. É pequenininho, visita-se em meia hora - mas achei super interessante a história de como a Patagônia foi colonizada, como se deram os primeiros contatos entre os índios da região e os europeus... O que me deu muita pena foi que a Avenida Bernardo O'Higgins, à beira do Estreito de Magalhães, está em obras - estive lá no início de fevereiro, e não deve estar pronta ainda. Então, a maior parte dos restaurantes com vista para o estreito agora tem vista para os canteiros de obras... sad

Espero que vocês façam o Cruce de Lagos em um dia de sol bem lindo! Vou ficar aqui de olho curtindo as fotos... Uma vez cruzados os lagos, não deixem de aproveitar para ir até Frutillar, que é uma gracinha de cidade a pouco mais de 20 km de Puerto Varas, também à beira do Llanquihue.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Carlinha, só quero ver como vai ser a falta de havaianas feelings.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Vai ser uma sindrome de abstinência daquelas, Sylvitcha... lol (Apesar de que eu já peguei cerca de 18 graus em Puerto Varas e Frutillar há umas 2 semanas - até eles chegarem lá, já vai dar pra encarar as havaianas!!!)

Daniel
DanielPermalinkResponder

Eu fui em lua-de-mel com minha esposa em 2007 para o Puerto Natales. De lá, nós pegamos um passeio de van num dia para "sentir" como era o parque: eu gosto de caminhadas, mas minha esposa nem tanto e, na lua-de-mel, até eu não estava disposto a muita coisa. De toda forma, resolvemos voltar depois do passeio de van de 1 dia para passar uma noite por lá porque o lugar é simplesmente lidíssimo.

Para o seu estilo eu recomendaria o passeio de van numa empresa com boa recomendação em Puerto Natales - a van vai parando perto dos mirantes das vistas mais bonitas ao longo da estrada dentro do parque e não precisa andar quase nada - agora, que é frio, é frio...

Vai nos contando como está sendo por aí. Uma ótima viagem!

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Quer paisagens sem trabalho? Em El Calafate, deixe o mini-trekking pra lá e embarque no MarPatag: belas paisagens, comida decente, três glaciares debaixo dos seus olhos sem ter que andar mais do que do camarote ao convés.Olha aí: http://www.crucerosmarpatag.com/home.html

Rodrigo Barneche

Riq, pelo que te 'conheço', Torres e Chaltén não farão a tua cabeça.

Para Torres eu te sugiro algum tour com agência, passeio de barco no glaciar grey e tals... No Chaltén ainda tem alguma coisa de restaurentes bacanas, mas a atração principal da localidade é caminhar, caminhar e caminhar.

Em P. Arenas não deixe de visitar a casa Braun-Menendez, é uma volta ao passado.

Se quiser fugir um pouco do básico na região de Bariloche, visite El Bolsón, cidadezinha pequena e acolhedora, ótimas suítes em pousadas descoladas, feirinha no melhor estilo brique da redenção (com mate e tudo), e o melhor sorvete que já provamos, o Jauja (que tem em Bariloche também).

No nosso blog, no link Trip 2009 tem um pouco mais disso que estou te recomendando.

Buen viaje, maestro!

Ricardo Freire

Li uma matéria superbacana sobre Bolsón, não sabia que ficava tão perto de Bariloche. Gracias!

Dani
DaniPermalinkResponder

Estive em Puerto Natales em 2006 na minha lua de mel; o hotel que ficamos (Remota) incluia os passeios no parque. Foi ótimo que conversando com o guia definimos os melhores lugares para ir e visitar no parque. Dá pra conhecer muitos dos lugares em passeios de vans (que eu acho que valeu apena).

Agora não sei se ainda é época de pinguins, mas dizem que o passeio a Isla Magdalena é imperdível...

Não tenho ouvido nada sobre o terremoto aí no sulzão do Chile, espero que esteja tudo bem por aí.

Aproveite!!

Luciana Betenson

Riq, meus pais estiveram lá em janeiro e perguntei a eles sobre Torres del Paine. Disseram o seguinte: não é preciso caminhar muito para ver a beleza do lugar e sentir a atmosfera. Inclusive, para quem pode se hospedar no Explora, a vista dos quartos dá direto para o parque. O frio não é tão intenso, estava menos frio lá do que no Carnaval agora em Londres! É passeio para todo mundo, inclusive crianças e idosos smile Vá, sim! Um abraço,

Cris
CrisPermalinkResponder

Estou doida para saber como vai ser a sua viagem pois irei para os lagos andinos no meio do ano! Conte tudo Riq! bjus

Vera Lucia
Vera LuciaPermalinkResponder

Ricardo, se precisar pernoitar entre Puerto Montt e Puerto Varas, escolha em Puerto Varas, a cidade é mais bonita e fica pertinho de Frutillar.

Luca
LucaPermalinkResponder

Riq, Torres del Paine é lindíssimo. Tem caminhadas hardcore e outras nem tanto. Eu fiz o circuito W mas tem gente que faz passeios de carro pelo parque. É tão bonito que mesmo que você não vá nos lugares mais bonitos (o mirante das torres é uma trilha mais pesada), vai valer a pena. Acho que vocês tinham que ficar num hotel dentro do parque. Além do Remota, que é bem caro, tem o Las Torres, acessível de carro a partir de uma das entradas do parque.
Recomendo tb o passeio à Isla Madaglena. É no mínimo curioso navegar pelo famoso Estreito de Magalhães e desembarcar numa ilha super pequena, mas com 120 mil pinguins!

Hugo Loureiro
Hugo LoureiroPermalinkResponder

Riq, fiz Torres a partir de El Calafate, num bate volta sem noção. O Parque é mesmo deslumbrante, e acredito que dá para ver as principais paisagens no tour organizado pela agências. Claro que se você quer a tal da integração com a natureza e sentir o lugar só mesmo ficando uns dias por lá.

Em El Calafate fui ao Perito Moreno, é inesplicável, você tira um zilhão de fotos, mas não adianta, não dá para captar o que é o lugar. Outro passeio clássico é a navegação pelo lago Argentino, fiz o Todo Glaciares num mega catamarã chamado Quo Vades, da fernandezcampbell.com, no começo foi legal, mas você fica o dia inteiro vendo icebergs, icebergs e mais icebergs, depois Geleiras, Geleiras e mais Geleiras. Se o passeio fosse de meio dia talvez fossem menos entediante. Na cidade o que mais se vê é chocolate e sorvete, o sorvete de Calafate é muito bom.

Em Ushuaia, como fui no inverno, conheci uma cidade diferente que você vai encontrar. Acredito que o ponto alto seja a navegação no canal de Beagle, recomendo os barcos que fazem paradas em ilhas. A subida (de aerosilla) ao Glaciar Martial pois as paisagens são muito bonitas. O tour pelo parque Nacional é também interessante, pois lá pude ver de perto uma castoreira, algo que desde criança queria ver. Para o passeio do parque combinei com um taxista. Como fui no inverno fiz trilha de snowmobile e andei de trenó puxado por cães.

Já Bariloche, como foi fim da viagem, já tinha visto e experimentado muita coisa, acho que o mais legal será alugar um carro e rodar pelos circuito dos 7 Lagos e ir até Villa la Angostura, outro lugar legal é a Colonia Suiza.

O lado Chileno da patagonia fiz em outra viagem, mas vamos deixar para o outro post.smile

Gilmara
GilmaraPermalinkResponder

Ricardo,

Para aqueles que não gostam de trekking, vale a pena ir para El Calafate para conhecer as geleiras do Perito Moreno. Magníficas!!!!
De El Calafate dá para pegar uma excursão para passar o dia por lá. Valendo lembrar que o passeio pelo lago é imperdível!!! O barco chega pertinho da geleira.

Em Bariloche dou as seguintes dicas:

1 - Cerro Otto - é onde fica a famosa confeitaria giratória, que nos possibilita ter uma visão de 360º da cidade.

2 -Cerro Catedral.

3 - Vila Angustura - Chegando na cidade, pegue um táxi até o porto, de onde vc poderá pegar um barco que te levará até o Bosque de Arrayanes.

4 - Circuito Chico.

5 - Passeio de barco até o Puerto Blest, passando pelolago Frias.

Boa viagem,

Gilmara

Alex Melo
Alex MeloPermalinkResponder

Torres é isso que todo mundo já falou: vá de van, podendo fazer pacote que qualquer agencia faz, ou vá por conta própria.

O negócio é El Chalten. É lindíssimo, mas são umas trilhas um tantinho pesadas. Eu sou totalmente fora de forma e fiz, mas nem todos curtem muito. E ali é só trilha mesmo, não tem outro jeito.

E já que vai para Bariloche, dê uma olhada em como estiverem as coisas na região e passe em Pucon, que vale demais a pena!!

Alex Melo
Alex MeloPermalinkResponder

Ah sim... em El Calafate faça o passeio chamado 'todos los glaciares'. É de barco e dura o dia todo, passando por alguns glaciares que são tão lindos quanto o Perito

Juliana Milagres

Fui a El Calafate e El Chalten em janeiro de 2007.
Chalten é a capital mundial do trekking, então, acho que não seria muito o que você está procurando.
As paisagens são lindas, mas as caminhadas são meio puxadas.
Fiz a do Cerro Torre e a da Laguna de Los Tres (Fitz Roy) e consegui lindas fotos.
Mas o tempo é muito instável. É raro ver o topo do Fitz Roy descoberto. Nós até tivemos sorte.

Estive em Torres em janeiro de 2008.
Fiquei hospedada dentro do parque. Foi muito bom, mas, novamente, foi uma viagem de trekking.
Paisagens igualmente lindíssimas, mas a caminhada a té a base das Torres não consegui completar: empaquei num determinado ponto, meu marido foi até o topo e eu fiquei esperando ele no meio do caminho.
Mas as fotos que ele tirou lá são espetaculares !!!!
A Hostería Grey, onde me hospedei, é muito boa, serve refeições divinas e tem uma vista fenomenal para o Glaciar Grey. Eles tb monopolizam o passeio de barco até o Glaciar, onde servem whisky ou Pisco Sour com gelo do glaciar.
Uma caminhada mais leve e da qual eu gostei bastante foi até o salto Grande, cachoeira lindíssima que tem dentro do Parque, no caminho até a a base dos Cuernos.

Isabella
IsabellaPermalinkResponder

Riq, estive na Patagonia todo do mês de janeiro e fui em Torres del Paine, se vc for ao Parque durante um só período, sugiro que vá a tarde, pois pela manhã as torres ficam encobertas pelas nuvens.

Tiago
TiagoPermalinkResponder

Pronto! Meu próximo destino das férias está decidido: Lagos Andinos e Patagônia em setembro!
Agora é só esperar as dicas do Riq, completando a do pessoal daqui do blog. Não tem erro!
Tem jeito melhor de viajar do que esse? rsrs
Esse blog caiu do céu para mim...

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Cheguei de Ushuaia/El Calafate e El Chaltén domingo, dia 28/2. Em El Calafate, fizemos o mini-trekking, 1h30 caminhando no gelo. Foi muito legal. Não achei muito cansativo, depois de uns 50 metros parecia que eu tinha nascido com aqueles grampões nos pés. Claro que é meio perigoso, tem umas fendas enormes. Mas valeu muito a pena.

Cansativas foram as caminhadas em El Chaltén, até porque não estava muito frio, e caminhando morro acima, ficamos muito suados, mas as paisagens compensam. É muito lindo. Estive 3 dias em El Chaltén e o Fitz Roy apareceu todos os dias. Na verdade, não vi ele encoberto nenhuma vez. Tivemos muita sorte com o tempo, em Ushuaia fez até um calorzinho (uns 18º), tinha gente de sandália e saia.

Quando fiz o cruce de lagos, há 2 anos, também fez tempo bom, lembro que a guia do barco comentou que o tempo ali normalmente está nublado, e estava ensolarado. Eu fiz o cruce dos lagos em 2 dias, mas se soubesse como era, tinha feito só em um, porque ficamos uma tarde e noite em Peulla, que é muito pequena. Na época, achei que deveria ter usado esse dia para ficar mais um dia em Bariloche.

Falta ainda conhecer a Patagonia chilena, ia ficar puxado fazer o Torres del Paine a partir de El Calafate, e preferi ir a El Chaltén no lugar do Torres. Ficou legal, porque El Chalten tem paisagens fantásticas.

Juliana Milagres

Quando fiz o Cruce de Lagos, no final de dezembro de 2008, também peguei um tempo espetacular: totalmente ensolarado, céu azul, sem nuvens. A guia do barco tb me disse que isso era raro.

Fernando Sevá

Muito boa a tua viagem!! Dentre as minhas idas a Argentina ainda não consegui fazer El Calafate nem Ushuaia. Em Bariloche é imperdível a visita ao Cerro Tronador, eu que já fui duas vezes naquela cidade ainda não nada mais belo e encantador. E não precisa caminhar nada srrs ! Abração!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Riq, nos recomendaram no Calafate para o Fitz Roy a :
Mil Outdoor Adventure ( site em manutenção)
Av. Libertador 1029, El Calafate, Provincia de Santa Cruz, Patagonia Argentina (Z9405AHI)
Tel: 02902-491446 // 02902-491437 // Fax: 02902-495446
info@miloutdoor.com

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Riq,
tom aqui pensando em que eu posso ajudar...mas realmente eu subi e montanhas, andei no gelo e no mato alem de mergulhar no canal de beagle (e virar atracao turistica!) entao acho que nao posso te ajudar muito...
El Chalten foi um passeio bem legal...mas quase nao gostei ja que cheguei muiiito cedo, parecia uma cidade fantasma....e um friiiio, mas depois deu tudo maravilhosamente bem...mas la e pra trekking...nao sei se vai gostar. Eu vi o Fitz Rot nos 45 do segundo tempo...ufa!
Se for la nao deixe de ir numa cervejaria (nao lembro o nome, mas a dona e uma senhora muito simpatica, a manu, que mostrou processo de fabricacao da cerveja dela, bem simples, alem de uma fofa) artesanal.
Em calafate nao se afaste muito da zona turistica que fica tao feinho...e tire umas fotos do lago argentino pra gente (acabei nem indo)
Nao vou indicar o Perito Moreno, que nao precisa...e o minitrekking e legal mesmo pra quem nao gosta desses passeios natureza...e vc ja deve estar na onda mesmo...
No Parque Nacional em Ushuaia tem umas trilhas otimas de 10 minutos pra vc hehehe e a cidade e tao gostosinha...da pra curtir...
Queremos saber se esta gostando!!!

Cá
PermalinkResponder

Pessoal,
To precisando de umas dicas...
Nunca fui à Argentina, e estou programando uma viagem com meu namorado para ir a Bariloche em julho (época de temporada). Moro em BH e acredito que não tenha voo direto. Somente com escala em Buenos Aires.
A ideia é ficar uns 10 dias e gostaria de indicações de hotel(com preços razoáveis, nada de mto luxo), roteiros de programações e se devo alugar carro ou pegar táxi (que dizem ser mto barato). Dicas de programinhas de casal, roteiros turísticos, quem sabe uma baladinha de leve. Nada de trekking e programas que exigem esforço. rs.. Dependendo do valor "extra" estamos pensando em dar uma paradinha em Buenos Aires também. Podem me ajudar? obrigada

Teresa Carvalho

Riq,
Segio e eu já fomos 2 vezes para Vila La Angostura, que é um presente. Essa região dos lagos é divina.
Não deixe de passar uns dias por lá.
Bjosssssssssssss
T

e nós estamos atrás de um hotel gostoso em NY, que não custe mais de 250 dol por dia - rola?

Ricardo Freire

O meu hotel favorito fica nesta faixa, Teresa. É o Washington Square http://www.washingtonsquarehotel.com , no Village. Os quartos não são grandes, mas a localização é perfeita para turistar em toda a parte de Downton -- os Villages, o Soho, o LES, Meatpacking... -- e, raridade das raridades, o café da manhã está incluído na diária (bagel, cream cheese, iogurte, saladinha de frutas). Fora do hotel um café da manhã assim já custaria por pessoa de 15 dólares pra cima.

Marilea
MarileaPermalinkResponder

Gostaria de saber qual o melhor lugar para se ficar na cidade de Porto em Portugal e dicas de hoteis. Obrigada.Bjs.

Dani S.
Dani S.PermalinkResponder

Cá,
Em julho, costuma ter vôos direto para Bariloche, normalmente charter, a partir de BH, sim. Mas se você já quiser um vôo de linha, tem que fazer baldeação - ou em Buenos Aires ou em São Paulo (a Tam tem um vôo direto GRU-Bariloche).
Em Bariloche, eu fiquei na Pousada Las Marianas (www.hosterialasmarianas.com.ar) que é fofa, com um café ótimo, mas meio fora do centrinho. Táxi lá realmente é super barato, recomendo. Se não fosse o meião do inverno, eu falaria pra alugar carro sem pestanejar (o pessoal da Pousada arranja um aluguel super em conta), porque os passeios são lindos - vide post meu aí em cima. Mas no inverno, as coisas complicam, porque as estradas são de rípio (aquela terra com pedrinhas dos hermanos) e NEVA. A mesma neve que faz a festa dos esquiadores mela os outros programas. Segundo os locais com que conversamos, quando neva as estradas ficam perigosas, e é preciso andar com pneus com correntes. Pior ainda, se neva muito, as estadas são interditadas, e lá não tem máquina (só tem uma) pra passar nas estradas menores, justamente as turísticas, que passam nos lagos. Aí, eles recomendam ir com as vans que já fazem os pacotes.
O que eu entendi: se quiser esquiar, vá no inverno; se quiser passear, vá em qualquer outra época (talvez evitando as férias de verão, que lá também fica cheio).
Eu acho que não tem programa em Bariloche suficiente para 10, 12 dias no inverno (em outras estações, até tem), já que a cidade é minúscula. Uma parada em Buenos Aires cai super bem - cheque as zilhões de dicas de BUE aqui no site (eu também sou uma VIBANA, mas contida...)
Boa viagem!

Cá
PermalinkResponder

Dani S.
Muitissimo obrigada pelas dicas. bjs

Lea
LeaPermalinkResponder

Escrevo depois de meses como mera voyer timida... Não vou chover no molhado, claro que o blog é beem legal e o autor, megadivertido. Sou jornalista (não vou dizer "também" pq descobri há pouco tempo q vc não é -- e mesmo que fosse, teríamos pouca coisa em comum pois sou daquele lado mais árido e chato possível do jornalismo: economia... finanças... ex-Gazeta Mercantil falida... essas coisas!)
Mas apesar de jornalista viajei muito pouco na vida.
Comecei tarde, há uns cinco anos, já com mais de 40... tenho 46 (pelo menos alguma coisa em comum...)
Bem, voltando às viagens, achei interessante me interessar por escrever logo hoje que vi esse post sobre sua expedição à Patagônia. No final do ano passado, esse era meu sonho de consumo. Quase fui para o reveillon. Mas como viajei pouco, e recentemente virei rato de blogs e sites de viagens, cidades e pousadas e afins, meu sonho de consumo muda a cada semana smile
Assim sendo, mudei radicalmente e decidi ir à praia. Arrependimento zero. Quer dizer, percebi meio tarde que minha praia estava mais ao Sul, em Maraú, mas tudo bem, não faltarão oportunidades.... Fui pro muvucadíssimo Morro de São Paulo (com uma rápida passagem de dois dias antes por Salvador, que eu não conhecia e adorei), e fiquei bem dividida. Porque deu um dó -- a vilinha já era, as primeiras três praias, idem... mas ainda dá (deu) pra sentir que um dia tudo aquilo foi lindo. O que mais me deixou encantada foi a rapidez com que a paisagem das praias muda radicalmente, com a maré e as horas, a lua... e deu pra comer muito bem. Também tive a surpresa de ver e fotografar pedras preciosas na areia, aos pés do famoso morro na praia da argila, em Gamboa. E tive ainda o privilégio de presenciar ao vivo uma coisa que na hora nem percebi, mas quando voltei, me dei conta: sem policiamento nenhum, lei nenhuma fiscalização nenhuma, não vi nenhum episódio de violência ou malandragem por lá...
Mas o arrependimento zero foi em relação à troca radical, gelerirasXpraia tropical verão sol a pino e nenhuma gota de chuva! Estranho pq a cada dia que passa eu odeio mais o calor, mas adoro o litoral nordestino brasileiro, muito mais fresco do que São Paulo (acreditem por favor os que não moram aqui, e que atire a primeira pedra quem mora e não concordar comigo... se isso for possívelsmile) Nada melhor para descansar.
Bom, eu amo mergulhar, embora não saiba (calma, explico: amo o fundo do mar no raso da praia como em Noronha, sonho que acalentei por 30 anos e realizei há dois... onde um simples snorkel e um péssimo fôlego de fumante bastam).
Enfim, o lead, a pergunta que não quer calar: Riq, onde você acha que deveria ser meu próximo destino praia-contemplativo, mar limpo calmo sombra e água fresca, com peixes, golfinhos e tartarugas sem esforço? Estou bem tentada a tentar Los Roques...
Responda quem puder! Por favor...
Abs e até a próxima!

Dri
DriPermalinkResponder

Los Roques sempre é uma boa pedida, mas aqui no blog muita gente é fa da Rota Ecologica em Alagoas... É só dar uma procuradinha que vais encontrar muitos post explicando tudo (hospedagem, locomoçao, comida) tintim por tintim!

Lea
LeaPermalinkResponder

Sei que estou caindo de paraquedas aqui mas, sem querer sentar na janelinha, muito menos concorrer com as inúmeras e valiosas dicas do Riq e de todos os frequentadores. deste blog.. não resisto a fazer propaganda (grátis!) de um blog de uma amiga que é simplesmente maravilhoso. Ela e o marido tiraram um ano sabático para uma volta ao mundo... ela também é jornalista mas hoje trabalha em uma grande multinacional como diretora da área de comunicação. Fizeram o blog por hobby, para dividir com os amigos... mas vejam que incrível, vale a pena uma visita:
http://sabatico2009.wordpress.com/
Abs, espero que gostem!

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Gostaria de uma dica de hotel em Bariloche. A agência me indicou o Hotel Tirol e o Hotel Kenton Palace. Alguém conhece esses hoteis ??
Agradeço.

Camila
CamilaPermalinkResponder

Olá, preciso de uma opnião, Nunca fui para o chile-lagos andinos e estou programando de fazer um viagem com meu namorado para lagos andinos travessia completa na temporada de inverno, mas com esse caos no chile de terremoto e td mais... será que compensa ir? Ou também compensa ir sem pacote montado, e ir por conta propria para alugar o carro... Estou confusa. Qual é melhor? Me dê opnião por favor !!!!!! ....

Ricardo Freire

Fique ligada, passarei breve por lá e postarei notícias.

Camila
CamilaPermalinkResponder

Ou em vez de lagos andinos neste ano, A Europa seria outra melhor opção? Tenho muita vontade de ir para europa, mas eu estou muito encantada com a beleza dos lagos andinos. Para falar verdade preferia ir para lagos ... mas estou confusa por causa do terremoto. Se eu fosse para europa, iria pegar Londres, Paris, alemanha; Frankfurt e italia; Roma e veneza. De opnião.

Ricardo Freire

Essa decisão só pode ser sua. Eu só opino quando um destino não é recomendável em alguma época do ano.

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Putz, so to vendo esse post uma semana depois... Se ainda der tempo, super recomendo o Parque Torres del Paine e o Glaciar Gray, ambos nos arredores de Puerto Natales. As cores no parque sao impressionantes e ver os pedacinhos de gelo chegando a beira do lago Gray, "descolados" do glaciar, tambem eh inesquecivel. Da pra fazer tudo de carro, com beleza maxima e esforco minimo mrgreen

Lea
LeaPermalinkResponder

Camila, eu fui poucas vezes a Europa, conheci meio rapidamente o básico, Londres, Paris, Roma, Veneza, Madri e Santander (sim, a cidade-sede do banco, isso mesmo!)
Pra mim, nada mais lindo do que Veneza! Fui em uma época maravilhosa, é verdade, temperatura agradável, céu muiiiiiito azul e à noite, uma chuvinha... Era julho. Mas Roma também é linda. Em Londres eu fui muito bem ciceroneada -- então, pasmem, dessas seis cidades foi onde eu comi melhor!! E a vista da roda gigante num domingo de sol de inverno, ao entardecer, foi uma das coisas mais legais que vi, também. Além da Europa, fui umas vezes pros EUA, sempre passando por NY. Do pouco que eu conheço, dentro e fora do Brasil, é a única cidade (grande, bem entendido, considerando que eu teria de considerar um lugar onde pudesse ganhar a vida honestamente trabalhando como jornalista) em que eu moraria sem reclamar. Adoro. Fui pra China no ano passado, outra hora falo disso, se alguém se interessar. Também adorei, fiquei extremamente bem impressionada com os chineses, tão espertos e tão gentis. É um lugar pra ir e entender o mundo.

smile

Bjsssss

Elaine
ElainePermalinkResponder

Riq, estive por essas bandas em janeiro e a grande pedida em Ushuaia foi um bar/restaurante/bistrô/museu: o "Ramos Generales" que fica na Av. Maipu em frente ao posto de gasolina YPF. Um ambiente super simpático, música boa, ótimo Malbec, pratos do dia muito bons, excelente para simplesmente estar ao abrigo do vento e do frio. Abriga também uma panaderia - pão igualzinho ao de Paris - e até um mate

Ricardo Freire

Comi e bebi lá smile

Elaine
ElainePermalinkResponder

(continuando...) dá pra tomar um mate com "biscochos"... O site deles passa bem o clima: www.ramosgeneralesushuaia.com/
Em Torres del Paine tem um Hotel Explora bem no meio do parque que seria um lugar perfeito para aquela extravagância tipo a que fizeste em Carmelo... Só passei pra conhecer. Estava de carro, que alugamos em Calafate. Vale muito a pena estar de carro no Parque...Tínhamos uns CDs de um músico argentino - Luis Salinas -
que compramos em Ushuaia - violão super bem tocado - foi uma trilha perfeita naquelas estradas... (uma caixa com 5 CDs "Clássicos de música argentina y algo más")
Já no setor de Bariloche, um pouco mais ao norte tem San Martin de los Andes que é um cidadezinha linda que conheci no inverno e que é muito procurada no verão. É bem menor que Bariloche e - na minha opinião - mais charmosa, com bons restaurantes... Villa la Angostura fica perto e dizem que é um passeio imperdível.
A Patagônia é liiiinda!!!
Abraços y Suerte!

Miguel Alejandro Muñoz P.

Oi escreve Miguel, o guia turístico em Português que você conhecio em Punta Arenas. Eu recomendo a proxima rota. Muito cedo viaja direto (de van) de Calafate a Torres del Paine, é uma viagem de carro de 3 horas para chegar ao parque, eu recomendo ficar no hotel Explora, o melhor lugar no parque com uma vista incrível da torre (ate o banheiro tem uma vista espectacular). Durante a tarde do primeiro dia você pode conhecer lugares incríveis, como o Lago Nordenskjold, o grande salto, Cordillera Paine, Lago Pehoe. Juntamente com a oportunidade de conhecer as raposas, condores andinos e quem sabe um encontro com um puma. No segundo dia eu recomendo conhecer o Glaciar Grey, em uma viagem de uma hora, você pode se encontrar menos de um metro de uma geleira de 40 metros de altura e beber uísque com gelo do glaciar. Na tarde do segundo dia, pode regressar ao Calafate e continuar sua viagem pela Patagônia. Tudo isso pode ser feito com uma vestimenta confortável para caminhar é calção de banho e pé descalço. Convido você e todos os amigos deste blog a visitar minhas fotos da região no flickr na pasta "Patagônia " http://www.flickr.com/photos/mig_syb/

un abrazo, te felicito por el gran trabajo que realizas.

Ricardo Freire

Obrigadíssimo, Miguel! Você é o cara!

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Eu, infelizmente, não pode falar da Patagonia. Eu nunca jamas foi, mais viajé muito pelos blogs da comunidade.
Eu também sou mais de "chanclas", mas gostaria muito conhecer a Patagonia chilena e argentina, sem havaianas, of course!
Bom viagem

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Riq, uma pergunta: no site deles eu vi que tem o trecho Ushuaia x Punta Arenas ou Punta Arenas x Ushuaia.
Não encontrei o trajeto ida e volta. Para isso você teve que adquirir 2 roteiros separadamente?
Me parece que começar por Ushuaia é melhor que Punta Arenas, porque tem que pegar um voo até uma das duas cidades, certo? Mas por Punta Arenas são 4 dias, que é melhor que 3 dias apenas.
A verdade é que para colocar na minha TWL - travel wish list - acho que o melhor seria fazer SP x Punta Arenas, pegar o navio lá, descer em Ushuaia e ficar uns 3 dias por lá.
Estou 'pensando alto', e a pergunta é: não é meio enrolado essa coisa de começar o cruzeiro em Ushuaia e para voltar ao Brazil ter que ser por Punta Arenas?

Ricardo Freire

Já já respondo essa! Vêm aí 4 posts esmiuçando o cruzeiro, perna por perna, e o que combina com cada um dos dois sentidos mrgreen

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Ops...desculpe o Brazil! Não foi maldade, é que estava preenchendo outra coisa e com a cabeça na lua!
Brasil, Brasil, Brasil!!!
E obrigada! Vou aguardar e favoritar a sua resposta!

Carvalho
CarvalhoPermalinkResponder

Olá, estou tentando pegar férias de inverno em Bariloche sem precisar recorrer aos pacotes da CVC, mas estám difícil. Alguém me explica porque mais nenhum hotel tem vagas para julho. Será que as operadoras conseguem lotar TODOS os hotéis da cidade?

Ricardo Freire

Os grandes, certamente. O lugar não vira Brasiloche por acaso...

Tente outras cidades na área: Villa La Angostura, San Martin de Los Andes e El Bolsón.

Virginia
VirginiaPermalinkResponder

Carvalho, dê uma olhada no Edelweiss, http://www.edelweiss.com.ar/ , fiquei lá em 2007 e adorei. Além de ser excelente, fica super bem localizado, na Av. San Martin. Eles têm vaga, já verifiquei. Só tem um detalhe, em julho é meio carinho, eu fui em junho. Abraço

Carvalho
CarvalhoPermalinkResponder

Realmente o Edelweiss ainda tem vagas, êta preço salgado. Valeu gente.

Em tempo, o Llao Llao e o Nido del Condor também ainda não estão lotados.

Celso
CelsoPermalinkResponder

Riq,
Nao sei se da tempo ainda, mas nao deixe de conhecer o hotel Esplendor em Calafate. Simplesmente o máximo!!! E ainda a sua cara. Eu e minha esposa achamos mais legal que o Hotel Design.
Gostariamos de saber sua opiniao...

Marisa
MarisaPermalinkResponder

Eu fiquei no Alto Calafate, também excelente e estilosíssimo!
Fica a uns 10 minutos da cidade indo de van, que o hotel disponibiliza de meia em meia hora. Achei que o Design tinha muitos comentarios desfavoraveis no tripadvisor. E nao me arrependi!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar