Fotoblog: pelas atrações do Centro de Santiago

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Na Plaza de Armas

Sol! Céu azul sem nuvens! Camiseta! Bermuda! Nossa! Há quanto tempo!

Ainda assim, a névoa ainda não deixou aparecerem as montanhas ao longe. Se eu não soubesse por fotos, não saberia que a cidade está num vale circundado pelos Andes.

Estamos hospedados em Bellavista, uma espécie de Santa Teresa de Santiago -- uma localização perfeita para turistagem.

O funicular do Cerro San Cristóbal
Do nosso hotel, bastou andar três quadras para pegar o funicular que leva ao mirante do Cerro San Cristóbal, de onde se percebe a dimensão da cidade, esparramada ao longo do rio Mapocho. É a primeira parada ideal.

Os bairros novos da cidade, ao longo da av. Apoquindo
(Repare na bandeirona no alto do predião. Há MUITAS bandeiras gigantescas em vários edifícios, como a demonstrar que o Chile não se abala ante a adversidade.)

Na descida do cerro daria para dar uma passadinha em La Chascona, a casa-museu onde morou Pablo Neruda, que fica ao lado. Mas na segunda-feira o museu fecha, então deixamos para outro dia (está tão pertinho de casa, não tem pressa...)

Bella Vista está no finzinho do Centro, que é onde se encontram praticamente todos os outros lerês da cidade. Fomos de metrô, na hora do almoço, e voltamos caminhando.

[lerê: programa obrigatório de turista (lerê, lerê...), no jargão aqui do site]

O Mercado Central; onde tem turista, tem assediador

Descendo na estação Puente Cal y Canto você dá de cara com o programa-de-turista incontornável da cidade: a visita ao Mercado Central. Faça o quanto antes, para se livrar dele. Não é uma experiência agradável: você não vai conseguir dar um passo sequer sem que alguém não venha te caçar para entrar num restaurante. O assédio começa antes de você entrar e não pára mesmo enquanto você está tirando fotos ou passeando. Um saco um saco um saco. O lugar é lindo -- uma estrutura de ferro supertrabalhada -- mas não consegui tirar uma foto que prestasse por conta da aporrinhação.

Uma parte continua funcionando com o mercado de peixe normal

O teto é um deslumbre

Quase todos os espaços nobres do mercado estão ocupados pelo restaurande Dónde Augusto, que espalha seus tentáculos por onde quer que você olhe.

Dónde Augusto? En todas partes!

Eu fui fugindo, fui fugindo, até conseguir entrar num corredor mais vazio. Quando finalmente apareceu um restaurante em que ninguém veio me caçar, eu entrei smile

Tomei uma paila marina especial -- sopa de marisco com alguma coisa extra para cobrar mais caro de turista; o Nick foi de corvina frita. Estava bem gostoso. Tomamos meia garrafa de vinho. Deu uns 30 dólares.

Vinagretezinho espertoPaila marina especialEsqueci de anotar o nome do restaurante...

Ufa. Livres do Mercado, dava para começar a caminhada.

Em poucas quadras se chega à Plaza de Armas, onde ficam a Catedral, a Prefeitura, o Museu da Cidade e a estátua do alto do post.

Na Plaza de ArmasInterior da CatedralA Bolsa

Mais duas quadrinhas, e olha ele aí, o Museu de Arte Pré-Colombiana -- nesse a gente entrou. (Sim, algumas paredes estão escoradas; aqui e ali você também topa com prédios interditados.)

Fachada exterior do museu escorada

No museu há poucas coisas realmente chilenas (a maioria dos artefatos veio do mundo maia), mas essas figuras de madeira do sul do Chile nos impressionaram.

No Museu de Arte Pré-Columbiano
Na saída do museu, tomamos um café num "café con piernas", onde meninas longilíneas, calipígias e fafá-de-belênicas trabalham com vestidos curtíssimos e justíssimos, transformando a parte de baixo do balcão, vazada, numa vitrine de bairro da luz vermelha para pudicos. Não tive coragem de fotografar, mas você pode ver uma foto neste post da Claudia Carmello. Sinceramente -- em 1975 podia ser divertido, mas em 2010 achei bem deprê.

No CentroNo CentroNa Plaza de Armas

O miolo de Santiago é pródigo em contrastes de prédios novíssimos e prédios históricos. Dá pra fazer trocentas fotos como essas.

Palácio La Moneda

A área é compacta. Um pouquitito mais e já demos de cara com o palácio de La Moneda, palco do suicídio de Allende. O palácio não tem muito apelo arquitetônico, mas a estátua de Allende é de uma beleza não-convencional para o gênero.

Salvador Allende Gossens

Eu estava procurando um enquadramento interessante quando notei que dava para incluir a palavra "Justicia", do letreiro do órgão público atrás da estátua. Enfim. Momento turismo de esquerda mrgreen

Um oferecimento Eurostar

Do palácio descemos até o "barrio" Paris-Londres. Pelo que entendi, "barrio" tem um significado diferente em chileno; estaria mais para "vila" em brazuquês. O Paris-Londres são apenas duas ruas (a Londres e a Paris) que se cruzam; os paralelepípedos são lindos, e há alguns hotéis antigos que se tornaram albergues.

De lá é uma pernada curta até o Cerro Santa Lucía, um morrinho baixo que se tornou um pequeno parque no coração da cidade. Infelizmente, a escadaria e o mirante estão interditados ao público, por "daños" (efeitos do terremoto). Por enquanto, só dá para passear pelos jardins externos; o portão está trancado.

Graffitti na calle Lastarria

Contornando o cerro chega-se à parte mais bonita do centro -- uma região conhecida como Parque Florestal, e que tem ruas calmas e arborizadas, com edifícios antigos. É impossível não chegar à calle Lastarria, epicentro do "barrio Lastarria", um aglomerado de cafés, bares e restaurantes mais bem-apessoados do que os de Bellavista.

Calle Lastarria 70

E dali já estávamos a menos de 10 minutos de casa.

Fechamos o círculo: a região central estava coberta. Pulamos alguns lerezitos culturais -- o centro cultural Estación Mapocho, o Museu de Bellas Artes, o Museu de Artes Visuales -- mas já entendemos a geografia da Santiago central.

Leia mais:

120 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Carmem
CarmemPermalink

Amei sua descrição do passeio no mercado... É assim mesmo!
O restaurante onde comeram é o El Galeón?
Não perca La Chascona! Para mim, é a mais romântica das casas de Neruda, cheia de detalhezinhos amorosos para a companheira.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Não sei o nome não... (nem prestei atenção!) Vou ter que procurar no monte de notas pra ver se acho!

Nós vamos na Chascona sim, mas vai ter que ser semana que vem (já não estamos mais em Santiago, voltamos domingo)

Arthur | Agora Vai
Arthur | Agora VaiPermalink

O Museu Pré-Colombiano é realmente imperdível. Ainda bem que não sofreu muitos danos.

Mari Campos
Mari CamposPermalink

Fiz essa mesma caminhada em janeiro passado, depois de cinco anos sem voltar `a cidade. E tambem nao vi nem sombra das montanhas que circundam Santiago pelo mesmo motivo. Santiago nunca me despertou paixao, mas eu gosto no geral; que bom ver que, mesmo apos o terremoto, a cidade continua bela e agradavel como sempre.

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalink

"Santiago nunca me despertou paixao, mas eu gosto no gera"[2]

Idem, idem, Mari. A cidade não tem a dramaticidade de BsAs, mas é uma cidade agradável, no geral.

Cris
CrisPermalink

Riq, sabe informar se encontro casaco corta vento com preços bons em Bariloche ou Ushuaia ? ou seria melhor comprar pelo site casa de pedras ?
Obrigado

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Eu comprei na Decathlon, em São Paulo, que é uma megastore de esporte e aventura. Compramos dois pares de botas, dois corta-ventos, duas calças de nylon bagaceiras, luvas impermeáveis e meias e deu R$ 800 em seis vezes sem juros no cartão grin

Tudo o que vimos em vitrine pelo caminho era mais caro do que pagamos em SP.

http://www.decathlon.com.br/BR/

Amélia
AméliaPermalink

Apoiado!É lá que me safo com estas roupas para inverno.

Pavan
PavanPermalink

Acho que só vale comprar na Argentina ou Chile caso esteja procurando roupas e botas mais caras, "de marca", para trekkings mais pesados. Nesse caso, os preços lá são consideravelmente menores. Comprei Anorak da Columbia e 3ª camada impermeável da Northface nos outlets de Palermo por metade do preço praticado no Brasil. Além disso vi botas Timberland com Gore-Tex pelo mesmo preço da minha botinha humilde permeável que eu comprei na Decatlhon.
Mais uma vez: se você não vai fazer as trilhas mais longas do Parque Nacional da Terra do Fogo, nem o Big Ice no Perito Moreno, muito menos os circuitos de Torres del Paine e/ou El Chaltén, as roupas da Decathlon dão e sobram.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Pavan, você lembra que outlet em Palermo tinha North Face? Acho que vou comprar umas roupitchas decentes de frio por lá.

Carla
CarlaPermalink

Que bom ver Santiago tão "normal"! Eu passei por muitos desses lugares há pouco mais de 1 mês, e é reconfortante ver essas fotos! Só fiquei com pena que o Cerro Santa Lucía tenha sofrido danos - fui pela primeira vez e achei o lugar tão lindo... wink (Não deixe de ir a La Chascona, não - vale muito a pena a visita, embora eu particularmente goste mais de Isla Negra!)

Cyro
CyroPermalink

Gostaria de saber como está Santiago agora após o terremoto. Há uma sensação de insegurança? As coisas estão funcionando normalmente?
Tenho passagem marcada para 31/03/2010 por milhagem e ainda tenho dúvidas se vou mesmo.
obrigado

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Tudo normal. Por enquanto os únicos passeios que goraram foram o Cerro Santa Lucía e a viña Cousino Macul.

Lili-CE
Lili-CEPermalink

Riq, vá a casa do Cousino Macul em Santiago, dizem que é ainda mais espetacular que a vina (que eu não conheci). Eu a-mei!

uberVU - social comments

Social comments and analytics for this post...

This post was mentioned on Twitter by riqfreire: Fotoblog: um passeio pelo centro de Santiago do Chile http://migre.me/r898...

diogo
diogoPermalink

riqson, não deixa de ir a la chascona. é mto fofy's!

Bruno Agostini
Bruno AgostiniPermalink

E eu, que queria ir pro Chile no feriado usando Smiles, vi que a Gol está quase sem voo para lá. Então, fui tentar destinos no Brasil: nada feito, só usando 20 mil milhas. Que robalheira: http://riodejaneiroadezembro.wordpress.com/

Sylvia
SylviaPermalink

Pra usar smiles 10 mil milhas , só emitindo para um feriado daqui a seis meses.
Nunca ouvi falar de alguem ter conseguido emitir com milhas padrão para um feriado em cima da hora .

Andre Lot
Andre LotPermalink

Nessas horas eu sou fã número um do Fidelidade TAM. Mesmo com as tarifas que acumulam menos pontos, se mantém firmes e fortes na regra de liberar qualquer vôo para Am. do Sul que tenha vagas.

Beto Paschoalini
Beto PaschoaliniPermalink

Não é machismo não, mas eu entraria numa dúvida hamletiana (ou seria freudiana?) se tivesse que escolher entre La Chascona e La Isla Negra. mrgreen

Carla
CarlaPermalink

Difícil escolher - melhor ir nas duas, e ainda incluir La Sebastiana no périplo mezzo arquitetônico mezzo literário! grin

Beto
BetoPermalink

lol

Alex Melo
Alex MeloPermalink

Passei 2 vezes em Santiago - é uma cidade deliciosa - a única coisa é que as montanhas são quase uma miragem - eu mesmo só vi os contornos da cordilheira, bem de longe.

Sylvia
SylviaPermalink

Desisti de almoçar no mercado, por conta da chateação.
E confesso que nestas horas ( assim como nas praias muvucadas do nordeste) sempre penso que devo carregar uma bandeira hasteada com os dizeres :
*já almoçei
*já jantei
*já comprei
*moro aqui
*não, obrigada
wink

Vera Lucia
Vera LuciaPermalink

Que bom que não fomos somente nós a não gostar do Mercado Central. Quando eu li sobre Santiago, todos recomendam o Donde Augusto .Achamos chatíssimo o excesso de garçons do Donde Augusto insistindo para almoçar lá. É programa "pega turista". Achamos alguns restaurantes pequenininhos, mas acabamos desistindo de ficar lá.
Acompanhamos a dica dos Destemperados e almoçamos no Fournil, Patio Bella Vista. Despretensioso.

Sylvia,a idéia da bandeira é ótima.

Vera Lucia
Vera LuciaPermalink

Continunando, o Le Fournil tem localização legal e é ótimo.

Amélia
AméliaPermalink

Linda a estrutura do mercado!

Juliana Afonso
Juliana AfonsoPermalink

Oi Riq Freire, tudo bem?

Adorei o texto! Muito bacana o passeio. Cuido do blog da agência Persona Turismo e lá tem duas matérias recentes sobre o Chile: uma como essa sua, um relato de viagem, e outra sobre o terremoto, escrito por uma pessoa que mora lá! Se quiser (e eu ia ficar muito feliz), dá uma passadinha lá: www.personaturismo.wordpress.com. São os dois últimos posts!

Abraços,
Ju

Leticia Greco
Leticia GrecoPermalink

Riq, confesso que ate agora santiago e arredores nao faziam parte dos meus desejos de viagem... mas depois de ver seus posts, estou reconsiderando!! smile

MIGUEL ANGELO / admviagens

É Leticia com certeza Santiago está merecendo sua visita, uma cidade que merece ser olhada, analisada e degustada, passear por Santiago é um verdadeiro exercício sociológico, meu Brasil é lindo é um gigante mas o Chile tem todo um charme e sua pujança merecem uma profunda reflexão.

Santiago é quase uma poesia, é a cidade onde o passado e o futuro se encontram na rua da contemporaneidade ou seria o cruzamento da Paris com a Londres?

Deliciosa a leitura, foi bom viajar por Santiago antes de dormir, Riq obrigado por compartilhar desta beleza com aqueles que viajam mesmo é pela net.

Bom final de semana a todos

Leandro
LeandroPermalink

Para ver os Andes deve ser mais fácil depois das chuvas, o problema é que raramente chove fora do período final de outono/inverno, na maior parte do ano o clima é seco. O clima no inverno é bom, faz um friozinho agradável, perto de 10ºC em média, a cidade é pouco ventosa o que deixa um quentinho agradável no sol.

Tiago
TiagoPermalink

Caramba os caras do mercado central são chatos assim? Comigo não mexeram mt não... não sei se porque eu estava sozinho, ou pq ainda era cedo, sei lá.
Se tem um negócio que incomoda é esse negócio de caça ao cliente. Parece telemkt sem telefone...

Eneida 2
Eneida 2Permalink

Tive 2 amigas assaltadas nos arredores do Mercado Central em 2 dia consecutivos. Levaram a camera de 1 e a carteira da outra. Somos cariocas acostumadas a ouvir falar da seguranca de Santiago e da violencia do Rio! Pagamos caro por um almoco no Donde Augusto. Maior programa pega-turista. Ja a visita a La Chascona e bater perna em Bellavista sao um programao.

PêEsse
PêEssePermalink

Pessoal, alguém conhece um hotel pertinho do aeroporto de Santiago no qual eu possa passar algumas horas de conexão e tomar um banho? Tem de ser necessariamente barato (de preferência muito barato). Não precisa ser bom. Consegui uma tarifa ótima mas com uma conexão bem ruim. Se o esquema hotel + táxi para chegar nele ficar caro, pode anular os efeitos positivos da tarifa barata...

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Acho que só tem o Holiday Inn do aeroporto mesmo...

Glaucia
GlauciaPermalink

PêEsse
O Holiday Inn está "dentro" do aeroporto, mas aí perto tambem tem um hotel da rede Diego de Almagro. Dá uma olhadinha pra ver se vc gosta....
http://www.dahoteles.com/
Abraços,

Elaine
ElainePermalink

Tenho apenas este fim de semana para decidir entre 3 hoteis para 4 noites em Santiago-Chile ( 24 a 27/6/2010), seria possível uma ajuda?
Hotel HH
Hotel Caesar Bussiness
Hotel Crownie Plaza

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Fiquei no NH. É excelente, todos os quartos são suítes (era um Embassy Suites). Fica numa zona residencial quase na esquina da av. Providência (continuação da Alameda), a duas quadras do metrô Salvador, que em uma estação te deixa na Baquedano, a melhor estação para a vida noturna dos bairros Lastarria e Bellavista. A pé até a vida noturna dá uns 20/25 minutos, mas você provavelmente não vai querer fazer isso a pé sozinha no escuro.

O Crowne Plaza está no iniciozinho da Alameda, muito perto da estação Baquedano. Vou tentar ficar lá da próxima vez para comparar com o NH. É um pouco mais central. Em cinco minutos a pé você está na vida noturna do bairro Lastarria, e em menos de quinze está no Bellavista.

O Caesar Business fica na mesma avenida do Crowne Plaza, mas numa parte mais central/centrão. Eu descataria.

Resumindo: os três ficam na mesma avenida, o Crowne Plaza é mais conveniente se você estiver sozinha, o NH é provavelmente mais simpático mas menos bem localizado.

Elaine
ElainePermalink

Desculpe, um dos hoteis é o NH.

Elaine
ElainePermalink

Muito obrigado pela dica, aliás não viajo sem antes ver seu blog...
Não comentei mas vamos eu, meu marido e minhas 3 filhas patricinhas ( 22, 24 e 25 anos ) divertidissimas.
Posso esquecer o Hotel Neruda? Se bem que gostaria mesmo de estar no W, porém não cabe em meu orçamento.
Agora a questão então é NH ou Crownie.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Hmmm, o patricismo é em Vitacura. Sugiro o Radisson, que fica bem posicionado para tudo (é perto de um metrô, no meio do caminho entre os lerês de dia e os points da noite).

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Riq, você chegou a conhecer o hotel W?

E em Valpo, passou pela Casa Higueras?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Passei em frente ao W, sim. É conveniente para fazer os restaurantes da Nueva Costanera e Las Condes.

Mas se você quiser sair a pé à noite, vai gostar mais deste hotel-butique aqui: http://www.theaubrey.com .

Não vi a Casa Higuera em Valparaíso, mas parece linda e está num ponto muito bom.

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Adorei o site do The Aubrey!!! Lindo.
Muito obrigada.
Para curar a depressão da volta de Portugal, estou programando a próxima viagem, hehe...

Naila Soares
Naila SoaresPermalink

Ric:

me diz uma coisa: qual é a Recoleta e Palermo de Santiago? Ano que vem, Chile está nos meus planos(além de BsAs de novo, Orlando... e ganhar na megasena)

Bjs e obrigada

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Bairros para caminhar e escolher restaurante: Bellavista e Lastarria.
Bairros para ir ao restaurante de carro: Nueva Costanera (Vitacura), Las Condes.

Naila Soares
Naila SoaresPermalink

Obrigada Riq!

Nay
NayPermalink

Riq, olha eu aqui de novo, agora no blog certo! rs. Gostei da dica de não precisar fazer as vinicolas em Santiago, pq já faremos em Mendoza. Recomendaram tb Viña del Mar e visita ao Vale Nevado. Gostei das dicas do seu blog sobre Vinã (intima! rs) e tb de Valparaiso. Será q dá tempo? É fácil alugar carro no Chile? (e barato tb?) ou a locomoção é mais fácil por busão mesmo? Obrigada! Beijos

celi
celiPermalink

RICARDO

EU E MEU MARIDO ESTAMOS INDO DIAS 31/08 A 06/09 PARA SANTIAGO 1ª VEZ. GOSTARIA DE DICAS DE HOTÉIS BEM LOCALIZADOS, SEM MUITO LUXO, MAS CONFORTÁVEIS, RESTAURANTES E ROTEIROS BÁSICOS NA CIDADE E ARREDORES. PREFERIMOS VISITAS A LUGARES ABERTOS.SERÁ QUE DÁ PRÁ NOS AJUDAR???

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

A página de Santiago ainda não está pronta.
Por favor não use maiúsculas na internet.
Leia os posts e os comentários desta categoria: https://www.viajenaviagem.com/category/santiago
Visite também os blogs http://www.idasevindas.com.br , http://agoravai.wordpress.com e http://www.matraqueando.com.br .

Elaine
ElainePermalink

Oi Ricardo, é incrivel sua paciencia...
Gostaria de saber se em Santiago tem algum lugar como Almazen Del Sur, ou almoço em 5 passos como Rula Malen de Mendonza, não precisa ser necessariamente vinícula, mais sim menu degustação.

celi
celiPermalink

Ricardo
Quero agradecer pelas dicas de obter informações através dos blogs. Já deu para decidir o que vamos fazer nos dias em que ficaremos em Santiago. Muito obrigada.

Cleverson
CleversonPermalink

Uma das melhores partes da viagem para Santiago é a vista da Cordilheira dos Andes no avião. Se for para lá, jamais marque seu assento longe da janela!!!

Tiago
TiagoPermalink

Ricardo,
Gostei muito das suas dicas e informações neste blog. Em Setembro irei para Santiago e gostaria de saber de vc o que acha do Santiago Marriott Hotel?
Obrigado

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Fica em Las Condes. É uma área mais indicada para quem vai a trabalho.

Tiago
TiagoPermalink

Las Condes fica longe para se dar um passeio a pé nos pontos de mais interesse turístico?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Sim. Muitas estações de metrô até o centro (e não há nenhuma exatamente perto do Marriott). É uma região para estar de carro/táxi.

Hotéis mais centrais: Crowne Plaza, NH Ciudad de Santiago, ou os de Providencia, que é um bairro de passagem bem servido por metrô. Dos hotéis grandes/novos da parte moderna de Santiago, o mais bem localizado para o metrô é o Radisson.

Caroline
CarolinePermalink

Ricardo,

eu gostaria de saber a sua opinião sobre a melhor localização em santiago ( e hotéis) para quem vai viajar com crianças.

Obrigada

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Vai ter post em breve. Os hotéis da parte moderna são mais confortáveis e estão mais próximos dos shoppings e da saída para a cordilheira. Fiquei no Holiday Express Inn e gostei muito. Já falaram bem do flat La Sebastiana.

Caroline
CarolinePermalink

para Santiago é claro smile

Caroline
CarolinePermalink

Muito obrigada!

grace
gracePermalink

olá! alguém poderia me informar quanto sai, em média, o táxi do aeroporto até o centro? obrigada

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

30 dólares. Tem um guichê de táxi oficial antes de você sair para o saguão do aeroporto.

Júlio Pacheco
Júlio PachecoPermalink

Olá, Ricardo, primeiro post no seu blog, pois sempre achei as informações bem com completas e complementadas pelas perguntas anteriores do pessoal. Gostaria de saber se esse passeio que você fez no centro durou todo o dia ou menos tempo. Pensei em reservar uma tarde para fazer esse mesmo percurso, é suficiente? Obrigado.

Viaje na Viagem
Viaje na ViagemPermalink

Comece no meio da manhã com Cerro San Cristóbal e La Chascona. Almoce no Mercado. Continue conforme descrito.

Luiz de Arruda
Luiz de ArrudaPermalink

Olá, Ricardo! Tudo bem?
Agora no começo de outubro, vou fazer minha primeira visita à Santiago, estou pensando em ficar no hotel Meridiano Sur. Vi o site e achei charmoso; vc conhece, tem algo a me dizer?
Obrigado, Luiz!

Márcio Cabral de Moura

Oi, Luiz!

Eu fiquei hospedado no Meridiano Sur no carnaval deste ano.
O hotel é pequeno, tipo hotel butique.

Pontos negativos:
Os quartos são bastante pequenos, quase sem espaço para mala. E olha que eu não sou de reclamar de tamanho de quarto.

Pontos positivos:
O pessoal da recepção é super-simpático, muito atencioso e prestativo. Foram eles que providenciaram a reserva de um passeio ao Valle Nevado. E também deram boas dicas de restaurantes.

A localização: fica bem perto de bons restaurantes (inclusive do badaladíssimo - e na minha opinião overrated - Astrid & Gastón), também fica perto, mas não colado, ao metrô. De lá dá para ir andando até ao Parque Metropolitano - uma agradável caminhada de cerca de meia hora.

Segurança: Apesar de ficar numa rua não muito movimentada, a região me pareceu segura, como toda Santiago, de uma forma geral. Ainda que por lá cheguei a ser abordado por um mendigo (de paletó, mas pedindo esmola).

Em resumo, o hotel é bom, mas não é o melhor de Santiago, como diz(ia) o Trip Advisor. Eu preferi o Holliday Inn Express em Las Condes, onde também fiquei hospedado nesta mesma viagem.

Luiz de Arruda
Luiz de ArrudaPermalink

Valeu, Márcio!
Muito Obrigado!

Abraço,
Luiz

Luciana
LucianaPermalink

oi, Riq!!
primeiro, sou sua fã!!
segundo, estou indo a santiago e punta pela primeira vez dia 18 de outubro. queria saber como eh o tempo por la nesta epoca, e tambem quanto se gasta em media com alimentacao?? eh barato como em buenos aires??
um bj,
lu.

Marcelo Rodrigues
Marcelo RodriguesPermalink

aLGUEM TEM REFERENCIA DO HOTEL BEST WESTERN LOS ESPANOLES EM SANTIAGO?

Viaje na Viagem
Viaje na ViagemPermalink

O lugar para perguntar sobre hotéis em Santiago é este:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/20-hoteis-em-santiago/

Por favor não use maiúsculas. Maiúsculas na internet = GRITAR.

ines
inesPermalink

bom dia, estamos indo agora no feriado de outubro pra Santiago, sao 5 dias mas tem tanta coisa pra se ver que eu tou perdida, vou ficar no hotel Kennedy,(será que é boa pedida?) os restaurantes já relacionei os indicados, carro é necessario alugar?pode me ajudar?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Carro só precisa se você quiser fazer Valparaíso-Viña-Isla Negra por conta própria.

Elaine Rego
Elaine RegoPermalink

Trips, me confundi um pouco. Será que alguém me ajuda?

Em termos de dias, Santiago em 2 dias inteiros dá? E depois, se não for inverno,fazer o que?
Tenho 5 dias, na verdade 4 dias inteiros pra Santiago e não sei o que fazer. Alguem me ajuda?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Magina. Tem Valparaíso, tem o vale de Cajón del Maipo, tem Cousiño Macul, tem Concha y Toro, tem shoppings, tem museus e centros culturais...

Fábia
FábiaPermalink

Vou passar 1 semana no Chile?

Valparaido ou Santiago para passar O Ano Novo?

Fábia.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Valparaíso.

Eduardo Rosendo
Eduardo RosendoPermalink

Sobre alguns museus que visitei em Santiago, a maioria deles estão na área central e na Bellavista (no caso do La Chascona).
Vale à pena visitar o Museo Historico Nacional (ao lado da Catedral, na Plaza de Armas) para conhecer melhor um pouco da história do Chile. Muito bom o passeio.
O museu de arte Pre-colombino também é muito bom, uma parte dele ainda está passando por restauração devido ao terremoto.
Para informação o Museu de História Natural, na Quinta Normal (estação de metrô de mesmo nome) está fechado devido ao terremoto, já que o prédio onde ele se localiza foi muito afetado. Mas próximo a ele tem outro museu maravilhoso que é o Museu da Memória e dos Direitos Humanos, que fala sobre os anos de ditadura militar no Chile, é impressionante!
Esse museu tem um acesso direto pela estação do metrô Quinta Normal.
Sobre o La Chascona (casa de Pablo Neruda) é sensacional! Vale à pena até para quem não costuma ler sobre Neruda. Você sai uma outra pessoa!