Nova York pro Lucas: o melhor do lado B

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Empire State Building visto do Top of the Rock

O Lucas está na mesma situação de bastante gente que passa por aqui: já foi uma vez a Nova York, viu o basicão, fez todos os lerezões, e agora quer partir para o lado B. Ao mesmo tempo, vai precisar apresentar Nova York para o primo, então vai ter que repetir alguma coisa que já fez.

Além de suprir as lacunas da primeira viagem -- basicamente, o lado sul da ilha, abaixo de Midtown -- o Lucas também queria dicas de compras, restaurantes em conta, espetáculos bacanas, e da logística para bate-voltas à Filadélfia e a Washington.

Time Out NY & New York Magazine

Essas duas revistas semanais são as companhias de viagem perfeitas para explorar a Nova York dos nova-iorquinos. Suas versões impressas trazem os destaques da semana e matérias interessantes. Mas a grande fonte de consulta para turistas está nos sites. Tanto Time Out New York quanto New York Magazine têm bancos de dados completos e atualizados sobre qualquer assunto que você precisar (restaurantes, compras, passeios). A New York é um pouco mais metida; a Time Out, mais democrática. Com as duas na mão (e no computador), sempre vão faltar dias na sua viagem para ver tudo o que você vai descobrir de interessante.

Village, Soho, Nolita, Lower East Side

Acho que foi em DowntownOs bairros de Downtown são desprovidos de cartões-postais e lugares de peregrinação turística -- mas são uma delícia para bater perna. Cada quarteirão é uma mina de lugarzinhos a serem descobertos. Querendo ir na certa, sem perder tempo, dá pra pegar os destaques de cada vizinhança nos roteiros das revistas aí de cima (seção Neighborhoods na New York Mag; seções Downtown e LES na Time Out). Mas eu acho mais divertido simplesmente flanar e descobrir as coisas mais ou menos ao acaso.

Aí vai um bom roteiro para dar um rolê do Village ao Lower East Side, passando por Soho, Nolita (e Chinatown, se quiser). Pegue um bom mapinha (ou entre no Google Maps e digite "Washington Square Park, New York City") e vamos lá.

Desça na estação 4th St. (o Lucas pode pegar na estação do Columbus Circle as linhas A, C e D -- B também, mas só em dias de semana), que fica na 6a. Avenida, e vá até o Washington Square Park. A 5a. Avenida acaba ali, em frente a um pequeno arco do triunfo. A praça é freqüentada pela moçada da NYU, que fica na própria praça. As ruas que começam do outro lado dão uma amostra do que é o Greenwich Village (tem mais -- pra baixo da 6a. Avenida tem o West Village, o gueto gay original de Manhattan, em torno da rua Christopher; pra cima da Broadway fica o East Village, bastião da cultura alternativa da cidade).

Uma dessas ruas do outro lado da praça, a Laguardia Place, atravessa a Houston e leva à West Broadway, o coração do Soho. (Soho é uma abreviatura de South of Houston; Houston é a rua que você acabou de atravessar.) O Soho foi o primeiro naco de Downtown a se tornar um bairro descolado, no final da década de 80; por isso é, hoje, o menos alternativo do pedaço. Muitas das lojonas que você encontraria em shoppings estão por lá. Mas vale um zig-zag pelas ruas de todo modo.

Pegando qualquer rua para a esquerda/leste (Prince, Spring, Broome) você chega a um trecho da Broadway com ótimo comércio -- eu sempre compro minhas Levi's 501 por ali (por preços iguais aos que achei no Seagrass Mills em Fort Lauderdale).

Continuando em frente, em uma quadra você chega à Lafayette St -- bem-vindo a Nolita (North Little Italy), um quadradito delimitado também por Houston, Bowery e Broome. É para lá que boa parte do hype do Soho escapou -- para bares e lojas transadas ao longo da Prince, da Spring, da Elizabeth e da Mott.

Desviando para a direita (sul) na Elizabeth, na Mott ou na Mulberry você vai dar em Little Italy e em Chinatown, que sempre dão um caldo. (Em Chinatown você vai dar na Canal St., que é a central de produtos falsificados da cidade.)

Vá, mas volte. Precisamos continuar para a nova fronteira do vilamadelenismo nova-iorquino, o Lower East Side. Basta pegar qualquer uma daquelas ruas de onde viemos desde o Soho (Prince ou Spring são as melhores). Logo você vai atravessar a Bowery, avenidona feiosa que já vem há algum tempo sendo recolonizada por projetos bochinchados, como o New Museum. O último foco de muvuca a aportar por ali foi o primeiro restaurante do top chef Daniel Bouloud no sul da ilha, o DBGB, com comida de brasserie e preços quase abordáveis.

Da Bowery, continue por Stanton ou Rivington e voilà: você chegou ao Lower East Side. Era aqui que os imigrantes recém-chegados a Nova York começavam a nova vida, em cortiços enjambrados. O lugar ainda tem muita moradia de baixo padrão e lojas de bairro -- e isso é um dos encantos do lugar. O Lower East Side só pega fogo à noite -- mas de dia há uma atração imperdível: o Tenement Museum, que reproduz o estilo de vida dos imigrantes do início do século 20.

Outro ponto, digamos, histórico do Lower East Side, como nos lembra a Marcie, é a delicatessen Katz, onde se come um dos sanduíches de pastrami tombados pelo patrimônio afetivo da cidade. (Foi ali que filmaram a cena do orgasmo da Meg Ryan em Harry & Sally.)

Leia mais:

Um passeio por Chelsea, Meatpacking e West Village (com mapa)

Um passeio por Village, Soho e Lower East Side (com mapa)

No High Line Park

Meatpacking District & High Line Park

Um passeio perfeito para um fim de tarde/começo de noite é o Meatpacking District. À beira do Hudson, uma zona de galpões de processamento de carne foi tomada por lojas de grife, restaurantes caros, nightclubs (e a mais nova loja da Apple). Mesmo que não seja para o seu bolso, vale a pena zanzar pelas ruas e ver uma mistura de decrépito com ultrachique que só é possível em Nova York.

Desça na estação 8th. Ave/14th St (linhas A e C desde o Columbus Circle). Ande uma quadra até a 9a. Avenida: o Meatpacking vai estar à sua esquerda, entre a avenida e o rio.

Ache a rua 12 e vá em direção ao Hudson; a rua vai acabar praticamente em frente à escadaria que leva você ao High Line Park, um viaduto que ia ser demolido mas que virou um parque. Muita gente defende essa solução para o Minhocão.

Se bater uma fominha e você não quiser cacifar os restôs do pedaço (meus favoritos -- e da ala chique da torcida do Flamengo -- são o Pastis e o Spice Market, ambos carinhos) volte um pouco pela 9a. Avenida até o Chelsea Market, uma galeria entre a W 15th e a W 16th cheia de lugarzinhos simpáticos para comer, encaráveis por todos os bolsos.

Leia mais:

High Line, o jardim suspenso de Nova York

Ponte do Brooklyn

Atravessando a ponte do Brooklyn

É bem mais fácil do que se imagina. Para mim, o melhor passeio grátis de Nova York. Basta descer na estação High Street (linhas A e C -- as duas passam no Columbus Circle, Lucas!). Na saída é meio fácil de se perder, porque não há sinalização, mas perguntando ou seguindo pessoas de mochila ou câmera a gente acha mrgreen

Há duas modalidades para esse passeio. Dá para fazer direto, subindo à alça da ponte logo imediatamente depois de sair do metrô.

Mas também dá para enrolar um pouquinho por ali por baixo. Na hora do almoço, entre na fila da Grimaldi's, uma das pizzarias mais tradicionais de Nova York, e de sobremesa pegue uma casquinha na Brooklyn Ice Cream Factory, que fica à beira do rio. (Por ali também está o River Café, um dos bares/restaurantes mais românticos da cidade -- mas esse é caro.)

A travessia em si é mole -- em cerca de 40 minutos, devagarzinho, você  já estará em Manhattan de novo. A vista é espetacular, e o leve aclive da primeira metade é compensado por uma descidinha suave na reta final.

Querendo emendar esse passeio com outro, siga até a Broadway, pegue a esquerda (sul) e vire à direita na Fulton, e você estará no Ground Zero, onde eram as Torres Gêmeas. Por ali há um memorial para as vítimas -- e também a Century 21, a loja de departamentos com preços de outlet.

Leia mais:

Um dia em Williamsburg, no Brooklyn, voltando ela Brooklyn Bridge (com vídeo)

Como assistir a um culto gospel... no Brooklyn!



Central Park

Explorando o Central Park

O Central Park é um universo -- dá para ficar dias e dias explorando cada um dos seus cantinhos. O site do parque é supercompleto e traz todos eles.

O melhor jeito de dar uma geralzona no parque é alugando uma bicicleta. Dentro do parque, na Loeb Boathouse, custa entre 9 e 15 dólares a hora (45 e 50 dólares a diária das 10h às 18h), dependendo do modelo; é exigida uma caução de 200 dólares em dinheiro ou cartão de crédito. Fora do parque, na W 57th entre 8a. e 9a. avenidas há várias locadoras, como a Bike Rental Central Park aluga por 15 dólares por uma hora, 20 dólares por duas horas, 25 dólares por três horas e 35 dólares a diária (das 7h30 à meia-noite).

Com a bike estacionada, as duas atrações mais fofas do parque são o Zoológico, cujo destaque são os habitantes vindos do frio (ursos polares, focas, pingüins), e o Teatro de Marionetes, na Swedish Cottage (cabana sueca), onde está em cartaz um pot-pourri de histórias infantis; veja os horários aqui (segunda-feira não há espetáculo).

Comer BBB

Gray's PapayaNo geral, come-se bem e barato em Nova York. Basta caminhar, ligar a antena e examinar preços antes de sentar. Querendo ir na hipercerta, no melhor do mais barato, basta consultar a lista de Best Cheap Eats da Time Out New York. Só entram até 10 dólares. A lista está divida por ícones nova-iorquinos (pizza, hot dog, dim sum, falafel) e por bairros (Chinatown, East Village, Williamsburg).

Na região mais turística da cidade, eu sugiro uma escapadinha à 9a. Avenida, entre as ruas 47 e 45; por ali há vários restaurantes decentes a preços camaradas. (É por ali que está o Yum Yum Bangkok, que aparece no Desempacotando NY.)

Um programa gastronômico-antropológico BBB é escolher um indiano na rua 6 (E 6th St), no East Village, também conhecida como Curry Lane. Arê baba -- tem um indianinho do lado do outro, todos apimentados e baratos.

Leia mais:

Comer e beber em Nova York: 10 pegadinhas (com vídeo)

Broadway & TKTS

O Lucas quer assistir a um musical roqueiro, o Rock of Ages. Eu sugiro outros dois espetáculos não-convencionais, que já viraram clássicos off-Broadway: o Blue Man Group e o Fuerza Bruta.

Dá para comprar ingressos para todos os espetáculos da Broadway e para os principais off-Broadway no site Broadway.com. A Eneida2 comprou o Fuerza Bruta com desconto no BroadwayBox.com (tem Blue Man também).

Tem também o conhecido esquema do TKTS, uma bilheteria bem na Times Square que liquida a xepa de ingressos não-vendidos para espetáculos do dia. Ingressos para matinês são vendidos às quartas e sábados das 10h às 14h; aos domingos, das 11h às 15h. Ingressos para os espetáculos da noite são vendidos das 15h às 18h (terças das 14h às 20h).

Leia mais:

Broadway: qual é a quente? Qual é o mico?

Compras & Woodbury

Century 21Para compras descoladas, sugiro consultar a seleção de lojas indie da Time Out NY.

Para comprar barato sem precisar se enfiar num outlet, o caminho é a tradicional Century 21 ou então ir nas dicas da lista de lojas de desconto da New York Mag.

Querendo ir ao Woodbury Common Premium Outlet -- o maior outlet das redondezas, ponto de peregrinação brazuca -- o jeito mais barato é pegando o ônibus da Short Line que sai da rodoviária da Port Authority, na 8a. avenida com rua 42; veja os horários aqui.

Leia mais:

Compras em Nova York: o mapa dos outlets e superstores (com modo de chegar)

Outlet pra quê? 5 regiões para fazer compras ótimas sem sair de Manhattan (com mapa)

Top of the Rock + uma zoomzinha

Top of the Rock

É  o único mirante do qual se avista o Empire State (e se vê o Central Park de perto); lá em cima, não há grades nem a muvuca do outro mirante famoso. Subir é fácil, e não é preciso comprar ingressos mais caros para furar fila. Comprando pela internet, não há espera nenhuma. Leia mais aqui.

Circunavegação de Manhattan

circunavegacaoO "full island cruise" é mais longo dos passeios da Circle Line: dura três horas. Não faria mal se durasse um tiquinho menos, mas ainda assim é um programa espetacular.

O barco -- velhão -- te leva aos cafundós da ilha, passando por lugares degradados e também por áreas verdíssimas que você não reconheceria como Nova York.

Você entende a geografia de Manhattan e contempla todos os seus skylines -- incluindo o de New Jersey. De lambuja, chega perto da estátua da Liberdade.

Recomendo se não estiver muito frio. Num dia ensolarado, o pôr-do-sol nos espigões antigos do lado oeste, na chegada, é de mandar enquadrar.

Leia mais:

Harbor Lights Cruise: Nova York no acender das luzes

Coroa da Estátua da Liberdade

Só sobe no mirante da coroa da estátua, reaberto recentemente, quem reserva pela internet -- com toda a antecedência do mundo. O link é este aqui; infelizmente, pro Lucas já está tarde (desculpaê).

Bate-volta à Filadélfia

Este é um bate-volta facinho de fazer. De ônibus, pela Bolt Bus, você chega em 2 horas; cada perna sai entre 8 e 10 dólares. De trem, pela Amtrak, dá pra fazer em 1h40 (a 47 dólares) ou em 1h10 (a 131 dólares).

Leia mais:

Bate-volta à Filadélfia: modo de fazer

Bate-volta a Washington

Já o bate-volta a Washington é bem puxadinho. De ônibus você leva 4h30 em cada direção; quem tem mais horários é a Greyhound. Os preços começam em 18 dólares por perna.

De trem, pela Amtrak, a viagem leva 2h48 nos horários expressos (tipo 158 dólares cada perna), ou 3h44 no trem comum (79 dólares o trecho).

Leia também:

Washington: 11 razões para não ficar só no bate-volta

Veja também:

Onde ficar em Nova York: hotéis região por região

100 hotéis de Nova York comentados pelos leitores

Página-guia de Nova York no Viaje na Viagem

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


192 comentários

Eneida2
Eneida2PermalinkResponder

Dos indianos do East Village fui a um BBB com uma decoração no minimo pitoresca tipo cenario de Bollywwod chamado Panna2, referido como indicado da Time Out e do Village Voice.Dica de um brasileiro que vive lá há 20 anos.
www.panna2.com
Programa bem diferente e divertido. Comida boa e barata. Não serve bebida alcoólica mas permite que se compre na deli em baixo que tem cerveja do mundo todo e barateia mais ainda a conta. Tem um restaurante "gêmeo identico" ao lado.
Melhor café da manhã que tomei: Le pain quotidien. Uma rede com varias filiais(15 em NY). Fui olhar agora no site e descobri que eles estão em muitos paises da Europa e outros.
http://www.lepainquotidien.com

Eneida
EneidaPermalinkResponder

Tão raro encontrar uma xará!

Eneida2
Eneida2PermalinkResponder

eu tinha feito o mesmo comentario quando te vi em outro post e aí me alcunhei Eneida2,rs

jpsoares
jpsoaresPermalinkResponder

Ricardo, este post (juntamente com a nova secção dedicada a NYC) está um luxo! Então para mim, que irei lá em princípios de Julho, é uma sorte... tenho bastante curiosidade sobre Lower East Side, das vezes que lá passei gostei bastante, pensei até emalugar um apartamento lá em vez de Chelsea. Mas tenho receio de não me dar TÃO bem!
Um abraço

Isabel O., Portugal

O que vejo de menos gracioso em LES é estar perto de Chinatown. Sinceramente não vejo o mínimo charme nessa zona, Canal Street e por aí. Nunca percebi o fascínio das pessoas por falsificações. Ma isto tb é o trauma a falar - Portugal foi assolado por comércio chinês e nunca tantas lojas desagradáveis, feias e iguais se viram por aqui. De resto está cheia de prédios restaurados e tem lojinhas muito giras.

Isabel O., Portugal

A malta gosta mesmo de NY - olhem bem o afluxo de comentários...

JULIO CORRÊA
JULIO CORRÊAPermalinkResponder

Receber dicas é uma boa para quem vai viajar seja para onde for, mas creio que para NY seja mais importante, já que se trata da maior metrópole do mundo com uma infinidade de opções. E este post matou a pau. Só incluiria mais o Great Papaya para quem não quer perder tempo e quer comer BBB e uma visita à região do Hell´s Kitchen para onde a cena alternativa tem silenciosamente se mudado nos últimos anos. O Ric fechou a questão, mas se quem quiser mais diquinhas...
http://jccbalaperdida.blogspot.com/2009/06/diquinhas-sobre-nova-iorque-e-afins.html#links
abraços

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Para quem gosta de rock, NYC tem pelo menos dois ótimos lugares para shows: o Bowery Ballroon e o Irving Plaza. Eu já vi bandas americanas e britânicas nos dois e amei. Dá para comprar os ingressos antecipados pela internet.

Alex
AlexPermalinkResponder

De compras achamos muita coisa no Manhattan Mall, quase ao lado da Macy´s - ali tem várias lojas de diversos tipos, sendo a mais completa a JC Penney

De musicais, vi O Fantasma, que apesar de mega batido, eu que não conhecia gostei bastante. Também O Rei Leão, belo espetáculo da Disney. Por lá, consegui ver Cirque du Soleiul e Blue Man Group bem mais barato que em São Paulo (vá na www.broadwaybox.com para ver descontos).

Se gostar de esportes, sempre vale ver algum jogo - me diverti bastante com um da NBA - o problema é que Hockey e Futebol são caros prá caramba...

E se o Top of the Rock é ótimo, para quem nunca foi acho que vale subir no Empire State - só comprar ingresso antes e boa. E uma dica que muita gente fala e que aproveitei é subir perto da hora do pôr-do-sol, porque aproveita a parte diurna e também o inicio do noturno.

Pôr-do-dol lindo também peguei foi no Pier 17.
O passeio do Cruise Lines é, como o Riq comenta, um pouco cansativo na última hora - mas acho que vale mais a pena fazer o de 3 horas e dar a volta completa que o menor, onde vc passa 2 vezes em cada lugar.

Dá para aproveitar o dia gratuito para conhecer o MOMA - apesar de lotado, em uns 90 minutos consegui percorrer quase o museu inteiro (e confirmar que Arte Moderna não é para mim - mas curti muito os quadros mais antigos...)

Filadélfia vale bem o bate-e-volta, é só se concentrar na parte histórica (começando no Independence Hall) que consegue ver tudo em umas 5 ou 6 horas, sem pressa. E aproveite para experimentar o Philly Cheesetake (seja lá como se escreva).

Washington eu fiquei 3 dias e achei pouco e corrido - se for realmente fazer um bate-e-volta pode valer se concentrar somente nos monumentos e uma passada na casa branca. Mas os museus de lá são ótimos e merecem umas 3 ou 4 horas cada um deles (ok, só conheci 3...)

A mesma distância de Washington também tem Boston - mais uma vez, corrido demais para somente 1 dia, mas... a cidade é uma delícia.

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Endosso a sugestão de pelo menos uma passadinha no Grey's Papaya. Muito bom e barato. Já a comida do Carmine's eu acho um misto de grosseira, comum e ruim. Provavelmente eu vou apanhar porque o restaurante é um must go entre os brasileiros mas eu, sinceramente, depois de duas tentativas (a segunda foi para dar uma nova oportunidade), não vou mais nem recomendo.

Querendo um pouco de comida boa e saudável, naquele shopping que fica no Columbus Circle embaixo do Time Warner Center há um supermercado Whole Foods com um sushi fresquinho muito do aprovado. Aquilo com um suco do Jamba Juice (há um do lado) dá na medida no meio da tarde para continuar a caminhada. Ou antes de voltar para o hotel naquele fim de dia em que se sabe que não vai rolar mais nada a não ser capotar na cama.

Para comer bem de verdade, tenho pelo menos duas sugestões:

- para almoço, depois de passear por suas redondezas, o http://www.balthazarny.com/ , com pratos muito bons e preços honestos. Sugiro reservar antes mas, se estiver passando por perto e sua mesa for para apenas duas pessoas, talvez você dê sorte e eles lhe ponham para dentro mesmo havendo uma multidão na porta (não hesite diante da muvuca na porta, entre e pergunte se há vagas); e

- para jantar em uma ocasião bem especial, o http://www.jean-georges.com/ . É caro, é três estrelas no Michelin mas vale rigorosamente cada centavo. Atendimento impecável, comida divina. Literalmente aqui you get what you pay for.

Sobre compras em NYC, eu acho que dá para conciliar, sim. Se a viagem for só para comprar, aí de fato talvez Miami seja o lugar. Mas para uma viagem em que se pretenda conhecer, passear, comer bem e também comprar, NYC é uma excelente pedida. É só colocar as lojas para o fim do dia, ou reservar um dia exclusivamente para as compras que elas não vão atrapalhar, não.

Ricardo Freire

Whole Foods é tudo de bom; tem várias lojas na cidade.
http://www.wholefoodsmarket.com/stores/all/#ny

Vera Lucia
Vera LuciaPermalinkResponder

Apoio Ricardo e PêEsse, o WholeFoods é pertíssimo do seu hotel e tem alimentação para todos os tipos de gosto, e vocês poderão comer lá mesmo. Após pagar, na saída ficam as mesas para fazer o lanche.

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Tb adoro almoçar no WholeFoods e o sushi de lá e realmente gostoso e o melhor se vc quiser de algum sabor que não tem pronto o sushiman prepara na hora.

uberVU - social comments

Social comments and analytics for this post...

This post was mentioned on Twitter by carolmayr: Nova York pro Lucas http://goo.gl/fb/h6qCh #greader...

Camilla
CamillaPermalinkResponder

Ah NYC... delícia! to pensando em dar um pulinho lá em outubro de novo, mas dessa vez seria rápido demais smile
Eu estive lá em março/09, pegamnos a maior nevasca do inverno, tipo 14 cm de neve nas calçadas e um frio básico de rachar!! mas foi ótimo! claro, não deu pra passear de bike no central park, nem ficar curtindo muito à beira rio, hehe..
o que eu fiz e recomendo - Wicked como musical (eu amo musicais, e esse é fantástico!). E um esquema meio clima de musical é o StarDust, lanchonete onde garçons-cantores-performáticos-tentando-entrar-na-broadway fazem um bico!! é divertido.
Eu tb aproveitei pra ver um jogo de basquete na MadisonSquare Garden, recomendo - foi super divertido torcer pelo Knicks wink
E para comer bem e barato de uma forma bem novaiorquina nos arredores do Cental Park tem um mercado o wholefoodsmarket que é muito bom.
Please, não perca um dia de NY pra ir ao outlet!! aproveite para deascobrir as pechinchas locais, como o Riq disse!!!
divirta-se muito.

Gustavo - Viajar e Pensar

Acho que NY na segunda vez, melhor ainda, acaba a correria e começa as descobertas sobre a cidade.
Sugiro o Bar Pitti no Village, com estilo , comida boa e preço camarada. Se for pra celebrar indico o Balthazar, como PeEsse. Fui em ambos e relato minha experiência no Blog:

http://viajarepensar.blogspot.com/search/label/Nova%20York

Sou contra a qqer tipo de bate-volta. Acho o limite de bate-volta até duas horas, e as opções estão distantes disto. E se ele for ao Woodbury, são dois dias a menos em Ny.
Boa viagem ao Lucas!!

Andre Lot
Andre LotPermalinkResponder

Bom, deixo algumas dicas:

Lá no extremo norte de Manhattan the o "The Cloisters", que é uma filial do Metropolitan com uma coleção diferente, focada em arte euruopeia mais antiga, da baixa idade média ( http://www.metmuseum.org/cloisters/general ).

Mesmo que o seu interesse não seja tão grande pelo assunto, vale a visita pelo local onde fica o museu, em um parque em uma colina com vista para o Hudson e para a Geroge Washington Bridge. Nem parece Manhattan tamanha a tranquilidade. Desça na estação 190th e suba a rua em frente, 10 min chega. A vizinhança não é tão "friendly" como Midtown, mas quando fui lá também não me pareceu perigosa não.

O novo Yankee Stadium, inaugurado ano passado, também é interessant para quem gosta da ideia de visitar arenas esportivas bilionárias quando eles estão sem atividade ( http://newyork.yankees.mlb.com/nyy/ballpark/stadium_tours_details.jsp ). Dá pra chegar de metrô na porta com metrô 4, B, D.

Downtown é cheia de pequenos museus que passam despercebidos. Um que eu acho particularmente interessante é o Memorial do 11/9. O definitivo, milionário, ainda está em construção, mas ao lado do complexo onde ele será erigido funciona um memorial provisório, depretensioso e até por isso impactante. Os atentados foram fotografados e filmados ao vivo por todos os ângulos possíveis, então o memorial se focou em pequenos detalhes, como emblemas de bombeiros, histórias e relatos de pessoas, os planos de reconstrução etc. O mais legal, todavia, é o tour guiado, que não sei se continua funcionando (há poucos meses estava sim): pessoas diretamente envolvidas na tragédia, como bombeiros, sobreviventes que trabalhavam nas torres, funcionários, membros das equipes de socorro fazem um tour guiado de pequenos grupos monstrando o local e contando suas histórias. Depois, cabe uma visita ao Battery Park ao lado.

Por fim, se por algum motivo vc não fizer o Circle Line Cruise, o extremo sul da Roosevelt Island tem uma boa vista do complexo das Nações Unidas. A ilha em si não tem muitos atrativos.

Alessandra Fiorini

O tkt do Met vale também para o Cloisters, se vc for no mesmo dia aos dois. Fecha às segundas.

Erica
EricaPermalinkResponder

ola a todos

A muito tempo namoro NY, mas nunca estive na cidade e pouco conheço dos lugares, teria que dar uma boa estudada aqui no blog pra fechar um roteiro. Pintou uma oportunidade de tirar minhas ferias em maio, mas meu visto pros EUA está vencido. A previsao do consulado de entrevistas no Rio é para 11 de maio. sad
No meu mochilão estive em Paris poucos dias e ficou um gostinho de quero mais.
Considerando esse cenário em cima da hora, no meu lugar qual desses destinos vcs escolheriam?

abs,

Erica

Ricardo Freire

Europa. O visto americano não sai na hora -- é enviado pelo correio para a sua casa, e pode levar mais duas semanas.

Vistos, passaporte, vacinas, carteira de motorista: a gente precisa estar atento o tempo todo, para na hora em que pintar uma oportunidade não passar perrengue.

dúvida cruel… (1) « Jabuticabas

[...] mas de qualquer forma tenho que guardar as dicas do riq freire sobre NY, e mais aqui [...]

Erica
EricaPermalinkResponder

Obrigada, Freire!
Vc tem razão...até a possibilidade mais remota vira uma oportunidade concreta, né?

O mochilão que eu mencionei,teve o roteiro todo baseado no VV, foram 35 dias incríveis. Nunca voltei pra dar um feedback porque fiquei um pouco perdida coma mudança no blog.
Aconteceu tanta coisa nesse mochilão... Queria dizer obrigada e retribuir com a experiencia que tive lá! Tem algum post específico?

abs!!

Teté
TetéPermalinkResponder

Quando morei em Washington DC ia sempre pra NY passar finais de semana de onibus com o Chinatown bus, é bem baratinho, mas esquema made in China - mas pra quem ta no bduget apertado, vale a pena, é de Chinatown para Chinatown: http://www.apexbus.com/

em NY gosto de comer em restaurantes de varias nacionalidades, escrevi um post no meu blog sobre isso, incluindo o melhor hot dog de la, um bom japa, um bom chines, árabe, por aí vai, veja aqui: http://escapismogenuino.wordpress.com/2010/01/08/escapismo-gastronomico-em-ny/

e um guia bacanérrimo sobre tudo bom, bonito e barato em NY, incluindo restaurantes super legais e em conta, eu ADORO o guia da Pauline Frommer (a filha do Frommer) que tem uma coleção de guias que ela intitula "spend less, see more": http://www.frommers.com/store/9780470247631.html

Em Washington DC recomendo passear pelo "mall" onde vera o washington monument e outros, da pra fazer um passeio legal por ali de bicicleta. Tem o jefferson memorial, lincoln memorial, etc.. tudo pertinho, vai andando de um para o outro. O bairro de Georgetown é uma delicia para passear a pé, mas o metro nao vai até lá, mas da pra ir de onibus, legal p comer e fazer compras por la. Em termos de museu, tem o museu do holocausto´, o Smithsonian e o Corcoran para arte. O Sculpture garden tb é legal.

BOA VIAGEM!

Lu
LuPermalinkResponder

Puxa,completíssimo o seu post,Riq!!!E c/os adendos dos trips, fica mto pouca coisa de fora.De qq forma,acho que é a hora e o lugar p/falar da minha peregrinação pelo Brooklyn no mês passado qdo estive em NYC.Espero que ainda chegue a tempo p/vc,Lucas,e tb possa ser útil p/outros trips.

Bem,em 1o lugar,o Brooklyn é imeeeenso!!Portanto esqueça fazer tudo de uma vez.Antes de tudo,ainda em Manhattan,consiga um mapa do Brooklyn,c/as linhas de metrô (eu consegui o meu na Grand Central).Seguem algumas sugestões:
- qdo atravessar a ponte(ou antes de, caso vc vá atravessar do Booklyn p/Manhattan),que o Riq já sugeriu,tem 2 lojas legais prá quem gosta de doces,no DUMBO(Down under Manhattan and Brooklyn Bridges),que é onde fica a pizzaria Grimaldi(que tem fila o tempo todo):Jacques Torres,que tem um chocolate quente apimentado bem interessante,e Almondine,loja de doces deliciosos.
- outra área interessante é o Prospect Park,que é o equivalente ao Central Park.Numa das extremidades,fica o Brooklyn Museum,que é mto bom,porém enoooorme!Seria o equivalente ao Met.Dá prá chegar lá de metrô,vindo de Manhattan(linhas 2 e 3).No momento está passando aquela expo do Tutankamon que esteve em SP.Então, vc salta no museu,entra,se quiser,depois dá uma passeada pelo parque,e desce p/a 5th Ave,que tem algumas lojinhas alternativas. Aí,vc estará em Park Slope,equivalente ao Upper East Side de Manhattan.E,se por acaso for hora do almoço,aproveite p/comer no Al di La,italiano bem gostoso,c/preços médios,que ñ aceita reserva, mas vale a pena.Fica na Carroll St,esq.c/5th Ave.De lá, vc tb pode voltar p/Manhattan de metrô,na 4th Ave c/Union St,tem uma estação.Eu falei das comparações c/Manhattan pq li em algum lugar,mas eu ñ concordo,Manhattan é única!!
- Williamsborough:eu diria que é uma extensão do LES.É um sub-bairro do Brooklyn, que está bem badalado no momento.Vc pode pegar a linha L que passa embaixo da 14th St,em Manhattan,e saltar na 1a parada do Brooklyn - Bedford Ave.Adorei essa avenida,é como se fosse um Village de antigamente,tem um monte de lojinhas e restaurantes,barezinhos, bem legal!Eu cheguei lá umas 6 da tarde e achei mto animado.Li numa placa que aos sábados essa rua fica fechada p/carros,o que significa que deve ter muuuuita gente passeando,isso se ñ tiver uma feirinha ... Subindo na direção oposta ao rio,por qq rua,p.ex.,a N6th St,vc passa por brechós simpáticos e uma parte bem agradável do bairro.Depois de passar por baixo de um viaduto,vc está perto da Lorimer St,que é uma área que está "bombando" por lá,mas só que as coisas ñ estão assim evidentes.Descobri um café chamado Second Stop que achei uma gracinha,c/uma decoração meio louca,e super simpática,onde tinha vários locais fazendo hora,estudando ou trabalhando,todos c/a cara enfiada nos seus notebooks e os Ipods nos ouvidos,e alguns outros seres,como eu,a fim de descobrir novidades.É mais ou menos como no LES,vc vai fuçando e encontrando locais(bares, cafés, restaurantes)interessantes.Estive lá à tarde,mas fiquei c/a sensação que à noite ou happy hour deve ser mais legal.Pode andar até a Grand St,que é uma rua meio feiosa,mas tem um restaurante lá que foi indicado pelo time out em fevereiro(mês dos namorados)como um dos mais românticos de NY(ñ me lembro o nome,mas é francês),o que vem a confirmar que por lá vc vai descobrindo os lugares ... e é exatamente aí que está a graça da estória.
- Encerrando a minha epopéia brooklyniana, tenho a dizer que quem ñ quiser gastar mto tempo no Brooklyn,deve pelo menos atravessar a Brooklyn Bridge a pé, num dia bonito,de preferência,e ir à Bedford Ave,em dias distintos,naturalmente.Afinal,ninguém deve fazer o que eu fiz,tudo no mesmo dia ... foi uma maratona!

Sobre Manhattan, eu acrescentaria ainda:
- o cafe DGBG na Bowery tem preços bem atrativos - o cachorro quente,c/griffe Daniel Bouloud,delicioso,custa US$ 9,e um atendimento super simpático no bar(o chato é que ñ reservam, só no restaurante);
- Adorei o Rock of Ages - é mto alto astral e dançante!!!!O Wicked é bem difícil de conseguir na hora - já tentei em 3 idas a NY e ñ consegui.E ñ vende no TKTS
- se vc gosta de música,procure no site do time out NY que eles informam o que está passando naquela semana,por gênero de música.
- se vc quiser "curtir" o Central Park como um local, vá prá lá bem cedo, que é qdo o povo vai fazer jogging, antes do trabalho.
- ñ sei se ainda vai estar levando a expo do Tim Burton no Moma. É bem legal, mas tem que pegar senha logo que entrar no museu,pois as visitas tem horário marcado.
- achei o brunch do Pastis mto legal,ppalmente se o dia estiver bonito.Mas, se ñ quiser mofar na fila,reserve.Ñ achei caro.
- École de cuisine française - http://www.frenchculinary.com/lecole_menus.htm Fica no Soho e tem menus c/preço fixo.Bom custo/benefício.Imprescindível reservar.
- se quiser,estude o mapa do metrô antes de ir,só prá ter uma idéia de como funciona.Se vc pegar a lógica da coisa,fica bem fácil! http://www.nysubway.com/map O Riq fez um post sobre isso. Mas,lembre-se de que nos finais de semana,nem todas as linhas funcionam normalmente,pq fazem manutenção.

Ufa,acho que me estendi demais!!Mas NYC é assim mesmo,a gente sempre descobre alguma coisa,porisso é tão fascinante!!Bem, Lucas,depois de tudo o que escrevi,desnecessário dizer que o único bate-e-volta que eu faria seria ao Brooklyn,e olhe lá!

Guta
GutaPermalinkResponder

Oh dicas mais do completas para o Lucas, Jose, Rodrigo, Tiago, e mais um montão de gente que está indo p/ Ny nos proximos dias! Muitooo bom! Favoritadíssimo!!! smile

Thiago Augusto

Riq e trips, quero comprar ingresso para o espetáculo Banana Shpees do Cirque du Soleil que estréia próxima sexta (29/04) em NY, mas tô com apulga atrás da orelha: alguém sabe me dizer por que os ingressos para as Preview Performances (29/04 a 18/05) são mais baratos que os da Regular Preformances, que só começa dia 21/05? http://www.cirquedusoleil.com/en/shows/banana-shpeel/tickets/new-york.aspx

Andre Lot
Andre LotPermalinkResponder

Teoricamente as "preview performances" ainda estão na fase de ajustes pré-temporadas, talvez os elementos artístico ainda precisem do tal "fine tuning" etc.

Ricardo Freire

Exatamente como o André disse. A crítica só vê e publica algo sobre o espetáculo depois que as previews passaram.

Lislane
LislanePermalinkResponder

Acabo de chegar de NY (mais precisamente dia 01/05), e fui na estréia do Banana Shpeel, ainda não vi nenhuma crítica sobre, mas posso dizer que é um espetáculo simplesmente MARVILHOSO!!! É uma mistura de show, circo e ainda uma peça teatral de coméda. Você vai dar boas risadas. Os trajes são riquíssimos, muito brilho, muito colorido, um visual que enche os olhos!!! Além de tudo eles interagem com a platéia. Vale a pena mesmo. Amei!!!

Tania
TaniaPermalinkResponder

Oi Riq.
No Lincoln Center (Alice Tully Hall) tem uma serie de concertos dos estudantes da Julliard toda quarta feira-13:00hs. Eh de graca e e soh chegar com uma meia hora de antecedencia. Tem um cafe delicioso dentro do teatro. Ou se quiser uma opcao diferente tem o Nanoosh que eh um restaurante com tipos diferentes de hummus e eh bem acessivel (em torno de 8 dolares por pessoa). Boa viagem ao Lucas. Tania

Débora
DéboraPermalinkResponder

Riq, parabéns pelo seu post. Tá demais!! Eu, que amo NY, fico viajando nessas informações, morrendo de saudades de lá.
Parabéns, também, ao Thalles (amei o mapa do woodbury) e à Tânia, pela dica do Lincoln Center. Acho lindo aquele lugar.
Aproveitando, eu e minha família estamos querendo voltar à NY no segundo semestre. Gostei muito das dicas que li em outra página, nesse site, sobre aluguel de apartamento para temporada. Gostaria de saber se algum dos amigos que estão escrevendo já se hospedou em algum desses apartamentos em New York, se gostou, e, se positivo, poderia me indicar o site ou o proprietário, para contato.
Um abração a todos.

Débora

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Débora,

Estou fazendo essa pesquisa agora. Já conheço os apt. da Premier, que são excelentes e bem localizados, só que eles só alugam para temporada de pelo menos um mês ( http://br.premierny.com/ ).

Além disso, recebi a dica de amigos de duas corretoras: Dora Davis ( doradavis@nyliaison.com ) - essa é brasileira, dois amigos já alugaram com ela e recomendaram; e a outra é a Monica Dalton ( http://www.suites57.com ) - essa é americana, uma amigo alugou com ela um apt. de 2 quartos para 5 pessoas e gostou muito.

Achei também no google dois sites bem interessantes, repletos de opções: http://www.vacationhomerentals.com ; http://ownerapartments.com/ - desses sites estou esperando resposta de alguns proprietários sobre a disponibilidade e o preço, mais a primeira vista tem vários achados neles.

E por último, peguei em outro blog a dica dessa corretora brasileira: http://www.brasilway.net/
Ela não tem mais apt. vagos para o período que eu vou, mas pode ser que vc dê mais sorte.

roberto
robertoPermalinkResponder

riq, como já "tô" corôa (61a), fico sem jeito de ficar dando opiniões pra tanta gente jovem. Acompanho você há anos e estou impressionado com a qualidade cada vez maior, do seu trabalho. Vou a Nova York novamente em 08 deste ano e aprendi novas dicas com você e seus seguidores. Parabens e desculpe ter invadido o seu espaço.

Ricardo Freire

Pára com isso! Eu também tô chegando aí! Aqui não tem invasão não, a caixa de comentários é pra comentar smile

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Lucas
Aqui tem várias opções de transporte para bate-volta
http://www.chinatown-bus.org/ps/p1/6546.html

Marcelo Alabarce

Ainda bem que eu resolvi ler todos os comments. A minha dica seria pro Lucas comer justamente no Whole Foods. La tem muita coisa boa e nao e tao caro pra se fazer uma refeicao. A Caesar Salad deles e muito boa. A secao de queijos tambem!

Fui uma vez ao Carmines e gostei. MUITA comida! Acho que vale a pena se voce estiver em um grupo de no minimo 3 pessoas.

Um restaurante muito legal e badalado fica no West Village. O nome e Spotted Pig. Nao e barato, mas tambem nada de tao caro. E sempre lotado e com muita gente interessante.

Uma dica tambem seria dar uma passada no High Line Park, no Meatpacking.

Pra quem tem mais grana pra gastar e quer conhecer o lado ultra fancy de NY, recomendo ler o blog da Alexandra Forbes, o BOA VIDA no http://viajeaqui.abril.com.br/blog/boa-vida/

Débora
DéboraPermalinkResponder

Luciana e Riq, valeu pelas dicas dos aluguéis de apê em NY. E, Luciana, boa sorte pra você na sua viagem. Divirta-se muito. Aquela cidade é tudo de bom. Beijos.

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Obrigada Débora.

Eu tb AMO NYC já fui algumas vezes, mas essa é a primeira com a família quase toda.

Quando eu voltar - julho - deixo meu relato nos comentários do post sobre aluguel no exterior.

Paty
PatyPermalinkResponder

Boa noite.
Alguem poderia me dar referencias sobre o AKA Hotel Times Square?Na verdade estou entre o Park Central NY e o AKA Times Square.... me ajudem por favor...
Obrigada, abraços,
Paty

Ricardo Freire

Eu fiquei ano retrasado duas noites no Park Central; é um hotel grandão convencional. O quarto era confortável, mas nada memorável.

O AKA é um outro conceito -- tipo flat, com cozinha equipada. Os apartamentos parecem muito bacanas. As resenhas no TripAdvisor são ótimas.
http://www.tripadvisor.com/Hotel_Review-g60763-d655944-Reviews-AKA_Times_Square-New_York_City_New_York.html

Eduardo dos Santos Rocha

Eu recomendo a lanchonete Johnny Rockets ( http://www.johnnyrockets.com/locations/locations.php?State=NY ). Na Alameda Lorena (São Paulo/SP), há um restaurante que copiou os lanches, bebidas (como a cherry coke), fachada e decoração interna (como as jukeboxes) dos americanos, mas não tem jeito: lá é muuuito melhor, mais barato e divertido pois, ao contrário de encontrar os mauricinhos da Oscar Freire, você come com as "pessoas comuns" de NYC. Programão, tem um pertinho do Washington Square Parque (aquele praça do arco do triunfo...). Recomendo também a loja Sabon NYC ( http://sabonnyc.com/ ), compre apenas os perfumes na L'Occitane, o resto pegue lá, os sabonetes são incríveis!!!!!

Rangel
RangelPermalinkResponder

Em novembro passarei 18 dias em NY, sendo a ilha de Manhattan pequena (aproximadamente 20km x 4km) e tendo eu muito tempo disponivel, estou pensando em percorrer tudo a pé utilizando metrô apenas para retornar ao ponto de partida (quando estiver cansado) e para evitar o frio. Alguém sabe dizer se realmente é seguro andar por toda a ilha sem problemas? Quais lugares evitar? (já li que o Central Park é um local que deve ser evitado a noite assim como as quadras públicas de esporte e outros parques). Qual a segurança de se caminhar a noite?

Ricardo Freire

As partes da ilha freqüentadas por turistas são seguras, inclusive à noite. Um ou outro lugar pode ser mal-encarado, mas é mais seguro do que nas grandes cidades brasileiras.

Quanto às partes não-turísticas da ilha, lamento, mas este não é o site mais indicado para você se informar para o seu projeto. Qualquer informação que a gente dê será leviana.

Marcia
MarciaPermalinkResponder

Oi pessoal,
Estou lendo e guardando todas essas dicas, mas fiquei com a seguinte dúvida: e para quem vai pela primeira vez a NY ? O que vcs sugerem?

Tenho apenas 4 dias inteiros...
Obrigada!

Ricardo Freire

Quatro dias é MUITO POUCO. Ande muito na rua, reserve um show na Broadway, perca pouco tempo em recintos fechados.

Marcia Amaral
Marcia AmaralPermalinkResponder

Obrigada Riq...dessa vez só podemos ficar 4 dias. Com certeza ficaremos com um gostinho de quero mais e voltaremos em outra oportunidade : )

Mauricio
MauricioPermalinkResponder

Riq, estou indo para NY em novembro e pretendemos ficar em elizabeth, NJ. O transporte é facil para NY? Vale a pena ficar lá (pois os hoteis são bem mais em conta) e ficar com carro, pois passaremos 10 dias e pretendemos ficar dois dias (uma noite) em Washington DC e um dia (de passagem pela Philadelphia)? Mas temos a intenção de conhecer Manhattan tb (eu já conheço e um casal não)? Por ultimo, qual o melhor Cirque du soleil de NY? O Wintuk ou Banana Shpeel? Abçs Mauricio

Ricardo Freire

Programa de índio master 8 tacapes. Não faça isso.

Carro em cidade grande na costa leste dos EUA é um estorvo. Não há economia em hospedagem que justifique ficar longe de Manhattan, ainda mais querendo aproveitar a noite.

Aluguem um apartamento entre os dois casais que vocês ficam mais barato em NY.

https://www.viajenaviagem.com/2009/03/como-alugar-apartamentos-de-temporada-no-exterior-parte-1/

Se quiser, alugue um carro só para ir a Washington e Filadélfia, e olhe lá.

Mauricio
MauricioPermalinkResponder

Riq, obrigado pela resposta.
Gostei do "Programa de índio 8 tacapes". Porém omiti informações importantes que - quem sabe, podem reduzir os "tacapes"...!
O Objetivo da viagem é aproveitar a "black friday" e fazer compras em NJ mesmo, seja pelos Outlets ou mesmo pelas grandes lojas (Sam´s, BJ´s, etc) onde o carro facilitará muito. Quando formos a Manhatann, pretendemos ir de trem somente para fazer turismo e jamais ir de carro para NY. Quanto ao Cirque du soleil, vc recomenda algo? Parabéns pelo site e também gostaria de recomendar o www.hotwire.com para a reserva de hotéis, que sempre uso com excelentes hotéis a preços ótimos. Mauricio

Ricardo Freire

Viagem de compras não é a minha praia. É como me pedir dicas de esqui.

(Cirque du Soleil idem.)

rogerio granato

Ricardo
Um report do NYTimes sobre alguns hoteis boutique en NY com preços (para NY) razoáveis

Rogerio

http://travel.nytimes.com/2010/06/20/travel/20hotels.html?ex=1292731200&en=be6f441f8687b00f&ei=5087&WT.mc_id=NYT-E-I-NYT-E-AT-0623-L25

Ricardo Freire

Obrigado, Rogério!

Kitty Viana
Kitty VianaPermalinkResponder

Agora me preocupei... Achei uma promoção do The Chatwal, no Booking.com e fechei felicíssima! Um hotel boutique, 5 estrelas, com o selo "Leading Hotel of the World". Por que será que ele não está nessa lista? Alguém conhece? Tem referência?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kitty! Veja o que andam falando do The Chatwal no Trip Advisor: http://www.tripadvisor.com/Hotel_Review-g60763-d1641016-Reviews-The_Chatwal-New_York_City_New_York.html
O fato de ele estar fora de uma lista que tem apenas 6 hotéis não quer dizer que ele não seja bom! Já pensou em quantos hotéis-boutique existem em NY? wink

Lena
LenaPermalinkResponder

Como este post ficou tãããão bacana e junto com os comentários virou um mega guia da cidade, vou aproveitar para deixar um link para as diquinhas da Marcie no Estadão,que também estão ótEmas wink
http://www.estadao.com.br/noticias/suplementos,um-dia-como-o-deles,577788,0.htm

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Não consegui acessar a matéria, Lena. sad Acho que precisa ser assinante do Estadão... Se a Marcie puder disponibilizar o arquivo por aqui, seria ótimo. smilebjo,

Marcie
MarciePermalinkResponder

Gabriela, eu tenho um pdf da matéria, sim. Se você quiser mesmo, por favor, mande um email para abrindoobico@me.com. Obrigada.

nydia
nydiaPermalinkResponder

oi gente! desculpae, mas nunca vi uma diquinha do Riq sobre o museu Madame Tussauds. Alguém já foi? recomendam? bj

Ricardo Freire

É um programa super Lado A em qualquer lugar do mundo, Nydia. É um McDonalds dos museus. Se você tem vontade, tem mais é que ir.

isabella
isabellaPermalinkResponder

num falo nada q eu queria mas tudo bem ja valeu

Marcie
MarciePermalinkResponder

Mas o que é, exatamente, que você queria?

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Ricardo parabens pelo site!!!Estou com viagem marcada para NYC em 15/02/2011 mas estou preocupado com a temperatura,sera que vai estar insuportavel?!!Sera possivel fazer programas ao ar livre?Comprei nessa epoca pois os precos sao otimos mas estou quase me arrependendo,o que vc acha?Abs.

Viaje na Viagem

https://www.viajenaviagem.com/americas/nova-york-ricardo-freire . Há posts sobre o que fazer no inverno e link para temperatura e chuvas mês a mês.

Carlos
CarlosPermalinkResponder

Ola, nao desmarque, estive em marco deste ano, foi maravihoso, e frio mas em compensacao e lindo. Abracos e Boa viagem,

pudim_vda
pudim_vdaPermalinkResponder

alguém poderia me dar uma dica sobre o hotel paramount times square? vale a pena? obrigado

Carlos
CarlosPermalinkResponder

Ola esse eu dsconheco, mas o qual fiquei foi muito bom recomento.
http://www.broadwayhotelnyc.com/

Abracos

Alexandre
AlexandrePermalinkResponder

O blog está maravilhoso, obrigado pelas dicas excelentes. Chego em NY no próximo 18 de janeiro, ficarei lá 10 dias. Se alguém for no mesmo período vamos combinar para conhecermos juntos.

Abraços,

Alexandre
alxsants8@msn.com

Bernadette
BernadettePermalinkResponder

Oi Ricardo! Estou indo esquiar uma semana com a família (marido e filhos de 26,24 e 20 anos), e depois temos apenas 3 dias em NY. É a primeira vez dos meus filhos lá, e como o tempo é curto estou tentando fazer um roteiro bem racional! O que você sugere para um domingo de inverno? Estou pensando em ir ao Central Park e um museu. O que mais??? Aproveito para te agradecer e dizer que fui a Costa Amalfitana em setembro, seguindo TODAS as suas dicas, e a viagem foi 1000! Abraço!
Bernadette

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bernadette! Dicas sobre NY não faltam por aqui! Dá uma olhada nos links e relatos acima! Um deles inclusive fala sobre o inverno por lá:
https://www.viajenaviagem.com/2009/12/na-time-out-101-coisas-para-fazer-em-nova-york-no-inverno/

E você assistiu aos vídeos da série Desempacotando New York? São o máximo e cheios de dicas!
https://www.viajenaviagem.com/americas/nova-york-ricardo-freire/

monica
monicaPermalinkResponder

Alguém pode contrariar a teoria de que 5 dias em NY é pouco?
Gostaria de ir agora em Abril, mas como meus filhos (5 e 13 anos) não vão não quero ficar mais do que 5 dias.
Já estou desanimando com todos dizendo que é pouco tempo ainda mais para uma primeira vez, pleeeease contrariem a maioria.

Mariana "de Toledo" _ @merel

5 dias em NY é pouco. 10 dias em NY é pouco. Um mês em NY é pouco. Talvez a partir de um ano comece a ser suficiente wink

Monica, não deixe de viajar por conta disso. Dá para visitar os principais pontos, bater perna e ir a alguns espetáculos. Mas, se puder ficar uma semaninha... wink Mais dois dias não vão fazer diferença! Os filhotes aguentam a saudade, não se preocupe!

Marcie
MarciePermalinkResponder

Monica, pense assim: melhor ficar poucos dias em NY do que não vir! wink

Thyago Portela

Concordo com a Marcie e a Mariana... pior é não ir.

Passei apenas 03 na primeira vez em NY. Fiquei no Edison, em plena Times Square. Corri muito pela cidade, mas deu pra conhecer Estátua da Liberdade, Wall Street, Ground Zero, Soho, Grand Central Terminal, prédio da ONU, pedalar por todo Central Park, subir no Top of the Rock, comprar algo na Century e na Macy´s, andar na 5ª avenida, entre outros lugares. Só na segunda vez que visitei os museus.

Valeu a pena demais!!!

Gustavo - Viajar e Pensar

Com certeza melhor 5 do que nada.
Em abril o clima é bem ameno, e você poderá ficar mais tempo na rua.
Escolha bem o hotel, estude o pontos chaves, elimine alguns duvidosos e Boa Viagem!!!!!!

monica
monicaPermalinkResponder

Obrigada, já me convenceram grin

Bernadette
BernadettePermalinkResponder

Oi Ricardo! Eu já havia lido os relatos e visto o desempacotando. As dicas são ótimas, mas como primeira vez em NY estava procurando algo dentro dos "lerês" básicos. E o frio está me apavorando! O comércio abre no domingo? Porque acho que não teria tanta graça passear pela Quinta Avenida, Village, Soho, Meatpacking District e outros lugares bacanas que você sugere se o comércio não estiver funcionando, não é? Além disso, com o frio que está fazendo, a gente tem que dar uma entradinha nas lojas de vez em quando, nem que seja para esquentar! Estou pensando em fazer o seguinte: andar pelo Central Park (não vai poder ser de bicicleta...) até a altura do Dakota e subir até o Museu de História Natural. Depois de visitar o Museu, ir ao Top of the Rock e visitar a Grand Central Station. Alguém tem alguma sugestão melhor? Desde já agradeço!

Alessandra Fiorini

Oi Bernadette,
Se vcs só tem o domingo (o comércio abre), esta caminhada que vc citou vai te levar um tempão, pois é longe do começo do Central Park até o Dakota. E sinceramente, só se vc for louca pelo John Lennon vale a pena ir até lá tendo apenas 1 dia em NY.
Eu sugeriria o seguinte: pegue o metrô até a Grand Central Terminal. Saia, veja o Chrysler Building de longe e volte andando até a NY Public Library e o Bryant Park. À pé suba pela 5th ave até o Top of the Rock. Pegue o metrô até a Columbus Circle, desça lá e entre no Central Park, mas caminhe lá por baixo, a esta altura já deve estar tarde. Pelo tempo, pegue um táxi até o MET. À noite, vá para a Times Square. Nossa, você vai ter que correr!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Menina, pra que andar no frio? Pegue um onibus que te deixa na frente do Dakota e depois outro.. e depois outro.. onibus ou metro.

Central Park Bike Tours

Hi From NYC. That's a great posting. Let people know more about NYC

Carol
CarolPermalinkResponder

Tô meio em pânico agora...são muitas dicas, NY é um mundo!
Ainda bem que me adiantei e tenho tempo de ler tudo com calma pq só viajo em outubro, mas do jeito que vai, vou precisar de 20 dias lá mas ainda queria incluir Miami e Orlando na mesma viagem de 20 dias...qq eu faço? hahaha, essas são as melhores dúvidas da vida, eu sei!

Camila Torres
Camila TorresPermalinkResponder

Oi tripulação !
Caramba, quantos comentários têm nesses posts de NY ! Até tentei fazer uma pesquisa, mas complicou !
Vou pra NY semana que vem e pretendo fazer o louco bate-e-volta pra Washington usando os ônibus Greyhound. Posso ir qualquer dia da semana ou é melhor ir no sábado por causa do trânsito?

Obrigada!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Camila! Pelas nossas observações, esse bate-volta não é legal em dia nenhum!

Sinara
SinaraPermalinkResponder

Dica de comida boa e barata: Comida Halal na 53rd com a 6th...nào tem erro ,os caras são demais,sempre tem fila mas anda rápido,apenas 6 dólares e come-se frango ou cordeiro ,com arroz e salada..o prato é muuuuiiito grande.Mas eles começam às 7 da noite ..é só chegar,pedir ,sentar em algum canto e se deliciar!!!Melhor custox benefício !

Regina
ReginaPermalinkResponder

Ola!
Estou adorando todas as dicas de voces!
Vou para NY em junho pela primeira vez e comprei o City Pass, com validade de 9 dias, no qual tenho que optar entre Estatua da Liberdade (sem coroa) mais Ellis Island ou o Circle Line Cruise. Como ja nao consigo mais o acesso a coroa (no site dela, so tem ticket para final de agosto...), vou optar pela Estatua basica do City Pass. Mas, gostaria de comprar a parte o passeio de barco. Alguem conhece algum passeio mais curto( menos de 3h) e que de para ver Manhattan ao anoitecer?
Obrigada!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar