Grand-Case, o lugar mais especial de St.-Martin

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Grand-Case, St.-Martin

St. Maarten/St.-Martin é um lugar com praias lindíssimas, mas que não prima exatamente pelo charme. O lado holandês, onde chegam os visitantes de avião ou de navio, é superbagunçadinho, cheio de construções de beira de estrada. O trânsito, caótico, não ajuda. Mas fuçando bem, você acaba achando... Grand-Case.

Grand-Case é um vilarejo de uma rua só situado mais ou menos no meio do caminho entre Marigot, a capital do lado francês, e Orient Beach (Baie Orientale), a mais famosa e procurada da ilha. Costuma ser descrita como a capital gastronômica do lado francês. Mas é mais do que isso: é o pedacinho mais charmoso (talvez o único) da ilha toda.

Grand-Case: quem olha não dá nada

O lugar é bacana a qualquer hora do dia. Uma fileira de casas e (sobretudo) restaurantes à beira-mar impede que se veja a praia da rua. A praia -- um porto natural -- tem píers e barquinhos. A água é linda (mas não me dá vontade de entrar, não. Me sentiria como se estivesse entrando na praia atrás dos restaurantes da Rua das Pedras, em Búzios.)

Grand-Case: Hotel LoveGrand-Case: a praiaGrand-Case: Hotel Love

Por ali instalou-se há pouco um hotelzinho-boutique abordável, o Hotel Love, que tem um bar de praia suficientemente gostoso para estar antes ou depois de ir a uma praia mais bacana.

Lolôs de Grand-CaseLolôs de Grand-Case

Na hora do almoço a pedida são os lolôs, sujinhos especializados em cozinha créole. Muito deles funcionam num mesmo grande deck -- uma grande praça de alimentação debruçada no mar.

lambi = caracol

Os preços são supercamaradas -- esse meu ensopado de caracol saiu 8 dólares. (Como em outros lugares de St.-Martin, nos lolôs 1 euro = 1 dólar.)

Nos lolôs de Grand-CaseEnsopado de caracolNum lolô de Grand-Case

Pra lá dos lolôs começam os restaurantes bacanas. Muitos deles só abrem à noite. O mais badalado é o L'Estaminet, no número 139 (tel. 0590 19 00 25) -- pena que estava de férias no mês de junho.

Calmos Café, Grand-Case

Mas o grande point da noite é o Calmos Café, um grande barracão pé-na-areia que funciona como bar, restaurante, boutique e balada. Fui só na véspera de ir embora -- se tivesse descoberto antes, teria batido ponto todas as noites.

Calmos Café, seção pé-na-areia

gc-calmosdentro2

Outra coisa bacana de Grand-Case é que é um dos pouquíssimos lugares de St. Maarten/St.-Martin em que você pode caminhar. Ao chegar de carro, siga as placas para o estacionamento público. O parking fica justamente em frente ao Calmos Café. Seguindo para a esquerda de quem olha para o Calmos, você chega aos lolôs, aos outros restaurantes e ao Hotel Love.

Bon voyage!

41 comentários

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Ah! Que bom que - como sempre - você traz tudo prontinho pra gente não bater perna à toa! Obrigada smile

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Acho que perdi algo: o que são lolôs?

Ricardo Freire

Os sujinhos, restaurantes simples dessa grande praçona de alimentação no deck smile

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Vou ter que voltar a St. Maarten/St.-Martin. Quem vai de navio não vê nada disso!sad

Claudia Beatriz

Tá na hora do almoço aqui e o menu deu fome. Mas gostei mesmo da luz nas fotos noturnas! Você dá a "tremidinha" de propósito pra não focar nos rostos, ou photoshopa depois? Esse segunda de baixo pra cima, parece tanto com Búzios, com so barcos no fundo.

Ricardo Freire

É o movimento das pessoas. Eu não consigo fazer truque nenhum de propósito, não mrgreen

Tiago Caramuu
Tiago CaramuuPermalinkResponder

Essa tremida deve ser do movimento normal das pessoas... se fosse da câmera, acho que borraria a foto toda.
Gostei do negócio do 1 euro = 1 dólar! Podia ser regra universal!

didi
didiPermalinkResponder

E eu que levei euros para lá? Maior roubada ever! Perdi a maior grana...

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Lindo lugar!!!!

Ricardo, despois de ver a primeira foto eu penso que você gostaria de Puerto Rico. Da cidade de San Juan e de La Parguera, de Cabo Rojo, de Combate Beach e sobre todo da pequenha cidade de Rincón. O grande problema e a comida e a classe da alojamento que não sempre é bo e gostoso.
Saludos

Ricardo Freire

Sem dúvida, Carmem! Só não fui pra lá porque não tem vôo direto do Brasil :mgreen:

flavia soares
flavia soaresPermalinkResponder

Oi Riq
aproveitando essa onda de Caribe, tens alguma informação sobre a Martinica? Tenho a impressão que prá nós brasileiros o acesso e o custo(em euros) não são muito interessantes e também parece que precisa visto. Tudo o que vi sobre a ilha até agora me encantou mas será que compensa em relação as outras ilhas?

Ricardo Freire

Quando pesquisei sobre a Martinica há alguns anos tive a impressão de que é um lugar indicado para turismo cultural. As praias não são nota mil, não.

Eliton
ElitonPermalinkResponder

Olá Ricardo, parabéns pela matéria ! Ano passado fui para Los Roques e adorei. Esse ano tava pensando em ir para St. Maarten ou Bahamas. Minha Viagem seria São Paulo x Miami ou Orlando ida e volta com milhas e de la eu iria ate Bahamas ou St. Maarten. O que você me indicaria?
Abraços

Ricardo Freire

Nunca fui às Bahamas, não posso opinar sobre a diferença.

St Maarten tem vôos diretos e freqüentes de Miami, mas não de Orlando.

Zé
PermalinkResponder

Eu fui a Freeport nas Bahamas e não gostei muito, não. Dou nota 6.2. Agora, pode ser que Nassau seja diferente, mas tenho minhas dúvidas. Se fosse eu, iria pra St. Maarten.

Fellipe Moço
Fellipe MoçoPermalinkResponder

O Calmos é a sensação da noite de Grand Case. Creio que seja a única noite parecida com Caribe que você pode encontrar na ilha. Sair do Brasil para curtir a noite do caribe em Boate de Maho Beach não é exatamente a melhor opção de vida noturna...

Chico
ChicoPermalinkResponder

ricardo, voce fala "Como em outros lugares de St.-Martin, nos lolôs 1 euro = 1 dólar". essa informação é importante e poderia ser destrinchada melhor. Em vários lugares lá é assim então? Ou somente nesses barzinhos? Porque assim sendo, seria melhor então levar mais dolar do que euro, correto? Como foi a parte financeira la? Cartão é tranquilo?

Ricardo Freire

Não dá pra ser mais específico não, Chico. O esquema não é constante. Normalmente os lugares onde 1 dólar = 1 euro vão anunciar isso grande em algum lugar. Não custa perguntar antes, também (talvez eles façam isso para você). Lugares que não dependam de turistas americanos, que tenham clientela majoritariamente francesa, não vão precisar fazer isso.

Cartão é bastante tranqüilo, e dá pra tirar dinheiro de caixas eletrônicos em dólar no lado holandês.

A meu ver é uma das ilhas mais em conta do Caribe, porque atrai muitos viajantes independentes, que não estão hospedados em hotelões.

Chico
ChicoPermalinkResponder

certo.. se voce puder me dar uma relação de restaurantes bacanas para almocar e jantar eu agradeço. restaurantes que nao posso deixar de ir.. seria interessante. tanto do lado holandes como no frances. quando foi a ultima vez que foi? e em que epoca foi? abracos.

Ricardo Freire

Vai ter mais posts sobre St. Maarten nas próximas semanas.

Fellipe Moço
Fellipe MoçoPermalinkResponder

É muito importante ter dolares sempre a mão, pois quando você paga em cartão geralmente é cobrado em euros na sua conta... O dolar 1 para 1 com o Euro é praticado no lado francês em áreas que atendem o público americano. Por exemplo; em um pequeno bistro em Orient Bay você não conseguirá esta vantagem, no entanto nas praias e nos bares das áreas mais cheias é bem normal ocorrer este câmbio. O mesmo vale para postos de combustível.

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Oi Ricardo, gostaria de uma opinião sua para a minha lua de mel: Você acha que vale mais a pena ficar toda a viagem de 7 dias em Saint Barth ou dividir em 4 dias em Saint Barth e 3 dias em Saint Marteen? Outra dúvida, na sua opinião é melhor hospedar na parte francesa ou holandesa?

Fellipe
FellipePermalinkResponder

Flávia. Já que você dá como certo Barthelemy lhe garanto que seu lado é o lado francês. Mais especificamente em Anse Marcel, Orient Bay ou Grand Case. Neste último caso nào se assuste, apesar de não parecer talvez seja este o cantinho mais chic descolado de Maarten.

Katiuska Zampier

Ola Ricardo,
Viajo em janeiro/2012 para minha lua de mel. Tinha pensando em St. Maarten, mas li suas matérias e percebi que a ilha não preza pelo charme, etb não tem muita opção do que fazer a noite, e isto me deixou um pouco em duvida. Quero ir para a regisão do caribe, vê praias bonitas, lugar charmoso e como romance, e também opções para a noite, não necessariamente grandes baladas, mas restaurantes, bares com musicas, cafés. Peço então sua opinião e dicas sobre outros lugares que eu devo considerar na hora de fazer minha escolha. Obrigada. Abraço, katiuska

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Katiuska!

Aqui quem responde é A Bóia. Em seus relatos o Ricardo Freire sempre deixa claro que seu lugar preferido na região é St.-Barth. Ele gosta também muito de Playa del Carmen. Mas isso é o gosto dele! Leia sobre as ilhas e decida você mesma!

https://www.viajenaviagem.com/2010/04/pequeno-guia-para-descobrir-a-sua-ilha-no-caribe/

https://www.viajenaviagem.com/2010/09/caribe-para-principiantes/

https://www.viajenaviagem.com/category/st-barth

https://www.viajenaviagem.com/category/playa-del-carmen

Jayme
JaymePermalinkResponder

Por favor vcs saberiam informar se o cambio em Grand Case ( Saint Martin) ainda favorece quem possui dolares do que euros, conforme relatos de anos passados? Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jayme! Alguns lugares, não todos, fazem a cotação 1 euro = 1 dólar. Mas isso é mais comum em Orient Beach do que em Grand Case.

André Oldrini

Boa tarde amigo Ricardo em primeiro venho barabenizar pelo otimo site,é completissimo e bem rico em informacoes.

Amigo tenho varias duvidas e espero que com sua grande gentileza e paciencia me ajude:

1-atualmente vivo no Panamá, sou brasileiro e minha esposa é mexicana será que necessitamos vistos para Saint Maarten?

2-Fizemos reservas no Hotel Sonesta Maho Beach de forma independente sem agencias de viagens, será que é seguro ja que uma vez ja confirmaram a pré reserva.

3- vamos no periodo de 20/12 até 27/12 ou seja natal, a ilha tem alguma festa ou comemoracao nessas datas, existe algum lugar especial?

4-Adoro andar, se pode conhecer lugares a pé, perto do hotel.

5-é seguro caminhar na ilha a noite, ou servico de taxi sao mais seguros.

6- o que vc recomendaria para passeio de casal a pé na ilha?

7- dolar ou euro?

amigo me ajude se possivel

Agradeco

Oldrini

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, André! Aqui quem responde é A Bóia. Brasileiros não precisam de visto para St. Maarten ou St. Martin. Consulte a embaixada da França no Panamá sobre qual é o caso para mexicanos. (Mesmo quando era exigido visto de brasileiros para o território da Guadalupe, ao qual St.-Martin pertence, brasileiros podiam desembarcar em St. Maarten sem visto. Não há fronteiras formais entre os dois lados da ilha.

É seguro reservar nos sites de reservas ou nos hotéis. Maho é um vilarejo turístico, você tem duas quadras para caminhar à noite. A ilha é razoavelmente segura, só não deixe nada à vista em carros estacionados. Não recomendamos táxi, e sim alugar carro.

Clique em tudoo que puder nesta página:
https://www.viajenaviagem.com/americas/caribe-a-z/st-maarten-st-martin-ricardo-freire

Jayme
JaymePermalinkResponder

Amigos

Conforme comentei em outro local, Grand Case possui um hotel muito gostoso no morro com vista para toda essa bonita praia, chamado L'Esplanade. Vale uma visita ao site.

Jayme

marta
martaPermalinkResponder

Olá Ricardo,
Estou indo com minha irmã para st marteen neste carnaval.
Queremos paquera, sol e mar transparente..e aproveitar e ver gente bonita, lojinhas interessantes...
Melhor ficar em St Marteen ou St Barth?

Em que hotel?

Obrigada e parabéns pelo blog!!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marta! Aqui quem responde é A Bóia.

St. Barth é bem mais chique e exclusivo que St Maarten. E bem mais caro, também.

Leia sobre as duas:
https://www.viajenaviagem.com/americas/caribe-a-z/st-maarten-st-martin-ricardo-freire
https://www.viajenaviagem.com/category/st-barth

Pamela Klaumann

ola.. adorei o site, esta me ajudando bastante, vamos viajar em abril,vai 2 casais com bebes , mais não falamos ingles fluente, vc acha que vamos nos virar na ilha..

grande abraço..
Pamela

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Pamela! Veja como se virar se o seu inglês não anda muito afiado: https://www.viajenaviagem.com/2010/09/nao-falo-ingles-posso-viajar-ao-exterior-mesmo-assim/

St. Martin/ Sint Maarten: Um tour gastronômico em Grand Case, um dos lugares mais especiais da ilha | Idéias na mala

[...] e restaurantes da charmosa Grand Case estivessem fechados, aproveitamos algumas dicas do Riq do Viaje na Viagem para revirar o que sem dúvida alguma é a região mais comilona de Saint Martin ( Grand Case fica [...]

St. Martin/ Sint Maarten: Um tour gastronômico em Grand Case | Ideias na mala

[...] e restaurantes da charmosa Grand Case estivessem fechados, aproveitamos algumas dicas do Riq do Viaje na Viagem para revirar o que sem dúvida alguma é a região mais comilona de Saint Martin ( Grand Case fica [...]

Mara Saavedra
Mara SaavedraPermalinkResponder

Olá Ricardo. Ouvi alguns comentários que St Marteen é um lugar perigoso, principalmente o lado francês (st.Martin). Sabe se é mesmo verdade? Reservei o hotel LOVE em Grand Case e tenho medo de ter errado o destino. Nós gostamos de descobrir as coisas diferentes dos lugares, não gostamos só das coisas óbvias que todos os turistas fazem mas agora fiquei preocupada. É um lugar muito alternativo?

Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mara! Não temos esse feedback por aqui não.

Diana
DianaPermalinkResponder

OLá, Bóia
Vou fazer o veleiro Club Med II no Caribe. tenho duas opções:

Pointe-à-Pitre, Marie-Galante ,Os Saintes, Tobago Cays.Mayreau,
Granada,Bequia,Pointe-à-Pitre

ou

Pointe-à-Pitre, Dominica, Virgin Gorda, San Juan, St. John,
Saint-Barthélemy,Antígua, Pointe-à-Pitre
obrigada

Alguma dica sobre sobre o melhor roteiro?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Diana! O Ricardo Freire é fã de St.-Barth. Não temos conteúdo sobre os outros destinos.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar