Vai passar pelos EUA? Use um cadeado aprovado pela TSA

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

O meu cadeadinho velho de guerra

Quando cheguei aqui em Barbados, vindo de Miami, e abri minha mala, olha o que eu encontrei:

Cartinha da TSA

Uma cartinha da TSA, a Transport Security Administration (Administração de Segurança no Transporte) dos Estados Unidos, avisando que a minha mala tinha sido aberta pelos inspetores, e que tudo tinha sido posto de volta no seu lugar.

Yours truly, TSA

A última vez que isso me aconteceu, em fevereiro de 2007, eu perdi uma mala. Os meganhas arrombaram a marteladas uma mala dura novinha e caríssima que eu tinha comprado para aquela viagem. Prejuizaço. Ainda tinha três prestações a pagar no cartão... foi triste.

A diferença entre a primeira e a última cartinha é que, depois de amargar o preju, eu comprei, junto com a mala nova, um cadeado aprovado pela TSA.

Que bicho é esse? Um cadeado que abre com a chave-mestra do pessoal da alfândega americana, e que portanto permite inspeções sem danificar o seu patrimônio.

Existem vários modelos, com segredo ou sem segredo. Dá para comprar em qualquer boa loja de malas, ou pela internet, buscando pelas palavras-chave "cadeado" e "TSA".

Os que têm esse símbolo são compatíveis:

Desenvolvido pela Sentry

De nada. Tamos aqui pra isso mesmo mrgreen

148 comentários

Dri
DriPermalinkResponder

Eu comprei uma mala rigida que já veio com um cadeado TSA e ela ganhou cartinhas de brinde. Minha outra mala velha de guerra tb... Mas eu confesso que como brasileira, fico MUITO cabreira com esses cadeados. Afinal, se a alfandega americana tem uma chave mestra, pq os ladroes não teriam também?

Aliás, fico muito tensa também com essa nova moda dos aeroportos, de ninguém mais conferir seu recibo de mala. Teoricamente, qualquer um pode pegar qualquer mala na esteira e ir embora...

Mas pode ser tudo paranóia de carioca...

Ricardo Freire

No exterior nunca conferiram o tag com a mala, Dri. Só no Brasil é que era assim...

Dri
DriPermalinkResponder

É, eu sei. Me expressei mal. O meu medo de larápios é aqui no Brasil mesmo, na volta. Na hora em que a minha mala (e de quase todos os brasileiros) está bem recheada de compritchas!!!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Só tem um jeito , é sair correndo pra esteira e não tirar o olho . Fico horrorizada como o povo dá mole, vai pro free shop etc e depois quando chega na esteira não acha a mala.

Dri
DriPermalinkResponder

Exatamente o que eu faço, Sylvia. E SEMPRE abro a mala dentro da area de desembarque pra conferir se está tudo lá dentro mesmo. Meu melhor amigo, numa volta de EUA, encontrou dentro da sua mala, fechada com cadeado, uma caixa vazia de Wii. Desde então eu fiquei imaginando que alguém chegou em casa sem Wii nenhum e que eles colocaram a caixa vazia na mala errada por engano!

João Barcelos

Riq,
Quando eles destroem a mala assim, o seguro não cobre não? Ninguem se responsabiliza? O preju é 100% seu?
Que absurdo.

Ermesto, o pato

Já aconteceu comigo em 2006. É um bom alerta. Mas, pelo menos eles foram profissionais na revista, e não sumiu nada da mala.

O que é absurdo é que um cadeado TSA custe 5 vezes mais no Brasil, do que nos EUA, onde se encontra por volta de 5 dólares.

Já tive mala arrombada na Argentina, onde sim sumiram coisas, e a mala das compras sai lacrada com o plástico.

Oscar
OscarPermalinkResponder

Ernesto, afinal de contas o que não é mais caro no Brasil que nos EUA?! Ainda mais se for coisa voltada para turista brasileiro que vai para o exterior, principalmente dentro do aeroporto pode saber que voce vai passar raiva!! Rsrs

Rosa
RosaPermalinkResponder

70R$ na Le Postiche, 10 vezes mais Ernesto. Absurdo total.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Olhei em outros sites, mesmo preço. Deve ser aquela velha desculpa: nossos cadeados são muito melhores que o dos outros, ou, nossos impostos são os mais altos do mundo.

Jair Pelegrin
Jair PelegrinPermalinkResponder

Prezada Rosa,

Seriam os impostos os responsáveis??
Imaginemos 100% de imposto daí vai fazendo as contas.....verá que imposto não é tudo não!!

Karina Lanfredi

Preciso dizer que na Argentina é comum abrirem malas e faltar coisas. COMUM MESMO. Aconteceu comigo, 1 ano antes com meu cunhado, 5 anos atrás com minha mãe. É a "mãozinha" argentina.
E sabe que até entramos na justiça contra a companhia aérea nas pequenas causas, afinal foi "só" uma máquina fotográfica cibersot, uma casaco de pele, um colar (enroladinho na roupa, que eles acharam)e outras coisinhas mais...
A justiça disse que não tinha como provar que o roubo foi no aeroporto, nem que a mala estava trancada. Foi só gasto de dinheiro.
APRENDI a LIÇÃO: coisas de valor - só na bagagem de mão, de preferência na minha bolsa! Abro e mostro tudo pro agente NA MINHA FRENTE, sem poder correr, nem recolher! BOA SORTE a todos!

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Colocar esses itens na mala é pedir para ter problemas. Existe raio x interno e eletrônicos são muito visados.

sonia marques
sonia marquesPermalinkResponder

Pessoal,voltei de Miami em junho 2011,embalei minha mala naquele plastico verde,mas mesmo assim,minha mala foi violada e sumiu muitas coisas pessoais minhas,e eles embalaram novamente por cima outro plastico,mas meu erro foi não conferir la no desembarque,perdi!!!

Thiago Parente

Aconteceu isso comigo na volta de NY em junho de 2008. Das três malas que despachei, abriram uma.

Essa dica do cadeado está na revista Veja dessa semana.

Alessandro A.
Alessandro A.PermalinkResponder

Eu também já passei por situação semelhante e seguindo a dica do site do Arnaldo, comprei alguns cadeados aprovados pela TSA nos EUA. Realmente vale a pena, pois você fica bem mais tranquilo.

Paulete
PauletePermalinkResponder

Eu comprei uma mala nova da Sansonite "último modelo" que tem um código numérico pra fechar o zíper. Vc sabe se essa mala é aprovada?? Já abriram uma mala minha e colocaram essa cartinha uma vez, então logo pensei, será que essa mala passa? Eu sempre viajo com mala sem cadeado nem nada, mas essa nova fecha assim..

Ricardo Freire

Veja se existe este símbolo que está no post ao lado dos números.

Paulete
PauletePermalinkResponder

Conferi, o fecho é um Fixed TSA combination lock!! Muito boa mala por sinal, super leve, chama Cosmolite.

Marcie
MarciePermalinkResponder

O problema é que em grande parte das vezes, eles "esquecem" de colocar o papelzinho indicando a abertura da mala. Aconteceu comigo algumas vezes. Então, junto com o cadeado aprovado pela TSA eu coloco um sigilo ( que é numerado e eu compro na Brics ( http://shop.brics.it/product_list.asp?l=usa&c=usa&dept_id=2003 ). Assim rapidamente identifico a abertura, examino o conteúdo e reclamo, se for o caso.

MacCrow
MacCrowPermalinkResponder

Marcie, o que é esse sigilo ?

Marcie
MarciePermalinkResponder

Tentei achar no site da Brics pra mostrar, mas não consegui. É um lacrezinho, de plástico. Se abrirem não tem como colocar de volta.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Um lacre comum de plástico, vendido em ferragens tb resolve
http://migre.me/RyF9 se for numerado, melhor ainda.

MAS lembre de deixar frouxo, não aperte , senão ao invés de cortar ( que é chatinho) vão acabar arrancando o ziper.

As duas sacolas que despachamos na volta de NY estavam só com o lacre.

É bom fazer isso na esteira de bagagem , pois se tiver que transferir alguns kilos da uma mala para outra , não perderá o lacre.
(leve lacres extras prá fazer amigos wink )

A outra dica é deixar uma tesourinha pequena colada no lado externo da bagagem http://migre.me/RyKF e deixar sempre um rolo de durex na mão http://migre.me/RyOe

Dri
DriPermalinkResponder

Marcie, eu tb ponho um lacre além do cadeado pra poder identificar se abriram minha mala ou não. Mas nem uso esses mais chiques numerados não. Uso aqueles lacres de plástico que travam qdo vc aperta e assino eles. Inclusive dentro dos hotéis. Podem me chamar de paranóica, mas como disse antes, além de ser carioca eu já cansei de ouvir histórias de roubos de malas em hoteis e aeroportos. Inclusive em hoteis 5 estrelas...

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Haha Dri , mais dois aqui que fecham as malas no hotel.
Nem a necessaire , eu deixo no banheiro .

Dri
DriPermalinkResponder

Sylvia, no hotel, destrancado, eu só deixo minha escova e pasta de dentes!!! E geralmente, se deixar dinheiro ou algo do tipo no quarto, nao uso o cofre. Uma mala arrombada, lacres cortados e tudo mais são mais fáceis de discutir com um hotel do que pertences que sumiram de dentro do cofre. E não me parece difícil arrombar esses cofres, especialmente os eletronicos...

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Tb não uso o cofre não ..
É só a gente dizer que esqueçeu o segredo, ou perdeu a chave, ou então faltou pilha e .. voilá : abrem na marra.

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Sylvia, as malas embombonadas também são abertas?

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Não ví nenhuma embombonada na esteira de/para EUA, Amélia. Todo mundo sabe que podem ser vistoriadas e que não adianta passar o filme na bagagem.

Amélia
AméliaPermalinkResponder

ok!

Andre Lot
Andre LotPermalinkResponder

Os cadeados TSA, se abertos com chave específica, permitem facilmente identificação da abertura com um pino vermelho que se eleva 2 mm da base da chave.

Oscar
OscarPermalinkResponder

Eu também já tive problemas com a TSA, mas agora com o tal do cadeado eles não estão mais arrebentando as malas!! Mas sera que esse padrao de cadeado vai ser compativel para as outras autoridades aeroportuarias pelo mundo? Ou vai virar uma bagunça como os diferentes padrões de tomadas que agora até o Brasil resolveu ter o seu?

Mônica Nogueira

Eu já tive minha mala arrombada nos EUA. Era uma mla nova com aqueles cadeadinhos numéricos no próprio ziper e o tal cadeadinho foi pro beleléu!
Maior preju porque a mala era emprestada pelos sogros... Pelo penos Foi só mandar arrumar o ziper e ficou novinha!!
Já vou comprar este cadeado com o tal selo pra evitar problemas.
Valeu pela boa dica como sempre!

Claudia Beatriz

Você sabe que desde 2002, quando também quebraram minha mala, eu não uso mais cadeado? Mas jamais despacho coisas valiosas na mala, tipo eletronicos... levo tudo na mala de mão. Na mala despachada, somente roupas e calçados.

Lili-CE
Lili-CEPermalinkResponder

Claudia, eu coloquei um guarda-chuva e uma sapatilha velha nº 34 no bolso externo da mala, sem cadeado, e tiraram. O voo era Lisboa Fortaleza. Depois dessa, nem roupa e calçado sem cadeado.

ana carolina
ana carolinaPermalinkResponder

De um bolso externo já tiraram um pacote de amendoim e um de frutas secas entre Curitiba e Ilhéus, num vôo da Tam, em março desse ano. Na mesma época tiraram de um bolso externo da mala do meu pai uma revista, entre Curitiba e algum lugar do nordeste, no pinga-pinga da Azul.
A coisa tá feia...

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Eu acho um desrespeito... mas o que eu acho não vai mudar o procedimento deles, né?
O melhor é comprar o tal cadeado e relaxar. Tem por R$ 32,90 na Amareicanas http://www.americanas.com.br/AcomProd/585/3059177

Felipe V.
Felipe V.PermalinkResponder

Não tenho dúvidas que os ladrões de aeroportos têm algum modelo dessa chave mestra dos cadeados TSA.
Coloco os cadeados TSA pra evitar maiores danos às malas (já bastam os causados pelas próprias cias. aéreas, que, se brincar, tratam melhor um tijolo), caso seja necessário vistoriá-las.
Evito mesmo é colocar eletrônicos e coisas de valor (monetário e/ou pessoal) nas malas.
A propósito, vcs já viram como nossas malas são tratadas? Depois de tanto ver pela janelinha do avião o carregamento, desisti de ter mala boa, bonita e cara. Melhor caprichar na bolsa de mão!!!

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Ricardo, demais trips, achei muito interessante este assunto para quem atua na minha área, o Direito, e edita um site jurídico. Gostaria de escrever uma matéria sobre a abertura de malas no EUA, por isso agradeceria muito se pudessem me ajudar com algumas informações sobre a base legal para a TSA abrir as bagagens.

Talvez o texto da cartinha ajude. Alguém o disponibilizaria para mim? Obrigado!

ana carolina
ana carolinaPermalinkResponder

Aprendi na faculdade (de Direito tb) que não devemos sustentar nada com 'achismos', mas 'acho' que você irá encontrar o fundamento na guerra contra o terror e o tráfico.
Tudo o que é relacionado a 'segurança nacional' e 'alerta laranja' não costuma ter muita explicação racional, não é mesmo? É 'mão na cabeça', 'zíper no chão' e 'rodinhas no lugar das alças'.

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Sim, seguramente tem a ver com o terror e tráfico, mas deve haver algum tipo de regramento para os procedimentos, pelo menos como apresentação ao público externo (dizendo quem faz, como faz, por que faz...). Imaginei que a tal cartinha - que nunca vi - explicasse a ação da TSA.

Ricardo Freire

Explica. Chegando no Brasil eu posso te escanear a carta e mandar por email.

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Bacana, seria muito legal, pois é por meio esta carta é modo pelo qual as autoridades cientificam o passageiro de que sua bagagem foi aberta. Obrigado!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Não basta googlar , Dionisio ?

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Não, sei me diga, por favor.

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

ops, que vírgulas mal colocadas....

Não sei, me diga, por favor.

Agora sim.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

" inspeção de bagagem EUA"

Marcie
MarciePermalinkResponder

http://www.tsa.gov/

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Valeu pela indicação. Vou dar uma estudada neste site.

Claudio Motta
Claudio MottaPermalinkResponder

O triste é perceber onde chegamos... Destroem nossos bens pessoais e invadem nossa privacidade sem ao menos pedir permissão. Isso é só uma constatação e como sei que não há nada a fazer, comprarei o tal cadeado e aproveitarei a dica... Abraço.

Marcie
MarciePermalinkResponder

Uma coisa que as pessoas que viajam aos EUA têm que entender: aqui pouco importam seus direitos em se tratando se qualquer assunto relacionado, mesmo que remotamente, à segurança. Eles podem tudo. Sorria, ache lindo, e vá em frente. Senão você ainda corre o risco de entrar para a tal da "No fly List"!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

:cool: lol
.. e ainda tem o case do passaporte vencendo .. haha

Marcie
MarciePermalinkResponder

no comment. ( num caso extremamente raro de discreção total...) wink

paulab
paulabPermalinkResponder

na verdade na americanas o cadeado custa 99,00....estou indo para NY em setembro e reservei o Aka central park, vc conhece Riq? Li nas reservas( depois que debitei o cartão )que como é flat eles limpam o quarto 1 vez por semana!!! achei pouco, confere??
abraço
paula

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Aqui tem vários em torno de 30 reais
http://migre.me/RA8Y
Mas creio que quem não quiser comprar, pois não costuma viajar seguidamente para os EUA , pode despavhar só com o lacre de plástico frouxo .

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Gente, enquanto fui e voltei o cadeado de R$ 32,90 da Americanas sumiu... Acabei de entrar lá e encontrar o produto indisponível!!!!!

Ricardo Freire

Se eles dizem isso, é porque é...

Oscar
OscarPermalinkResponder

99,00 ???
Meu Deus esse cadeado é feito de ouro?!?! Comprei 2 por 5 dólares esses dias...

Marcie
MarciePermalinkResponder

Estou chocada com os preços destes cadeados aí no bananão. Acho que vou levar pra vender quando eu for....aqui é baratim, baratim.... lol

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Isso mesmo, Ma. Mais um produto pra sua lista de muambinhas pras amigas fofas mrgreen

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Sempre uso cadeados da TSA. Agora em maio, voltando de NYC uma das minhas malas foi aberta (não usaram a chave) e colocaram dentro dela o cadeado arrebentado. Acho que ficaram com preguiça de procurar a chave. Mas é sempre bom usá-los.

Anna Francisca

Boa idéia, Marcie. Só de trips interessadas, é capaz de acabar pagando a passagem.

Sempre que chego em algum hotel, minha primeira providência é tirar as roupas da mala. Tenho horror de deixar coisas na mala. Nem que seja apenas por 1 noite. Nunca tive essa paranóia de deixar tudo fechado. Nada na necessaire. Claro que coloco cadeado nas malas, objetos de valor na mala de mão. Dinheiro, no cofre. Acho que estou correndo riscos.

mariana rib
mariana ribPermalinkResponder

sempre imaginei quem usa o armario e gavetas dos quartos dos hoteis! agora sei que tem gente que realmente desfaz as malas quando chega no hotel...

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Estou com a Anna.
Apesar de ser paranoica com minhas coisas (dinheiro, cartões, passaporte, documentos, pen drive, cartões de memória vão comigo para todos os lugares, dentro daquelas bolsinhas de cintura), não consigo deixar minhas roupas na mala. A primeira providência quando chego no quarto do hotel é coloca-las no guarda-roupa!!!
Não sabia que abriam a mala da gente nos aeroportos. Valeu mais esta dica, Riq!!!! Mas entre o cadeado a o lacre, acho que prefiro o lacre assinado ou numerado...

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Eu sempre uso os cadeados TSA...mas sabe que uma vez voltando de NY as minhas 2 malas voltaram sem cadeados! Nao tinha nada fora do lugar apenas levaram os cadeados...
Ah e esse lacre dá pra pegar na hora do check-in com a propria companhia aerea.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Carlinha , a AA não tem lacre nem aqui nem lá.
Não tem tesoura , nem toma conhecimento da bagagem de mão , não pesa e não quer nem olhar.

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Acabei de comprar aqui: http://www.redelacasa.com.br/Produtos.asp?ProdutoID=744
Cadeado Executive 4 Segredos TSA Pado
R$34,90

Taysa
TaysaPermalinkResponder

Agora em abril , voltando de NY no voo da Tam tb recebi as duas malas sem cadeados . E os cadeados eram TSA e novimhos !!! Mas pelo menos não levaram nada das malas .

Ricardo Freire

O importante é: não destruíram a sua mala. Esse é o sentido do cadeado.

Alê Godoy
Alê GodoyPermalinkResponder

Acabei de voltar de Orlando com 2 malas fechadas com cadeados TSA.
Uma delas foi inspecionada, mas sem danos ao cadeado ou à mala. Só botaram a cartinha dentro.
Já a a mala da minha prima, que viajava comigo, e o cadeado normal que ela usou, ficaram detonados na inspeção.
Acho que vale a pena usar o cadeado...
Ah! E realmente é um absurdo o preço aqui, lá você compra 2 por uns US$ 5,00!!!

Thiago Augusto

Case do passaporte vencendo?
Não entendi Sylvia ...

André
AndréPermalinkResponder

Quando estive em NY, ano passado, ao comprar malas para trazer o peso extra (comprinhas), na Macy's o vendedor me orientou sobre os cadeados. Inclusive (evidente) eles tinham lá mesmo para vender! Comprei uns 6 de tamanhos diferentes. Lá é muito barato.

Zé Maria
Zé MariaPermalinkResponder

Esse cadeadinho sofrido, tadinho; quando se aposentar merece um lugar de honra na sala smile

fernanda
fernandaPermalinkResponder

O meu cadeado TSA foi aberto e o pino vermelho ficou p/ fora e não consigo mais fechar o cadeado. Alguém sabe como faço p/ recuperá-lo, please.

Gustavo Scalcon

Minha esposa veio hoje de Nova York, em vôo da American. Uma das malas despachadas chegou com o conteúdo intacto, mas sem o cadeado (padrão TSA) e sem carta de inspeção. Ou o cadeado quebrou com o gentil tratamento que as malas recebem ou é o primeiro caso de furto de cadeado!! Neste caso deve ter sido no Brasil, para posterior revenda a R$ 90 (rsrsrsr). Também, como só tinha roupa o item mais caro da mala era o próprio cadeado.

Ricardo Freire

Hehe, mas o preju de uma mala danificada teria sido ainda maior mrgreen

Kely
KelyPermalinkResponder

Li tudinho sobre o cadeado, resolvi que vou levar as malas sem cadeado, só com aquele lacre de plástico, e lá compro os cadeados, aqui é muito caro, (básico né)
Valeu as dicas pessoal

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Eu e o Caê utilizamos o cadeado TSA da Samsonite. Caro, mas mais barato que o prejuízo da mala! Não sabia que eles deixam bilhetinho quando inspecionam (ou melhor, devem deixar).

Também sou do time que tranca a mala quando sai do quarto do hotel. Mas quanto à necessaire, desestressei.

Um casal de amigos já foi roubado em Orlando - dólares guardados no cofre do hotel - aqueles cofres que vocë tem que pedir a chave na recepção, sabe? Foi um grande prejuízo e o hotel ainda levantou a hipótese de ser um golpe da parte deles.

Eu prefiro guardar tudo dentro da mala. MAs acredito em cofres com trava eletronica!

Flavinha Hadarah

Eu comprei o cadeado na Le Postiche, junto com a minha mala, saiu R$ 32,50. Será minha primeira viagem internacional (para os EUA, vôo pela Tam/United) e fico bem receosa com essa questão da mala, por ter ouvido coisas inacreditáveis.
Gostei dessa idéia do lacre, vou colocar um também. Mas será que não corre o risco deles danificarem a mala ao tentar tirar???

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Há uns dois anos, o cadeado autorizado pela TSA no duty free do aeroporto de Buenos Aires, versão com senha (e não com chave) estava muito barato. Não era 2 por 5 dólares como alguns aqui conseguiram, mas um seguramente não custava mais que US$ 10. Na época comprei cinco, que até hoje estão comigo. Três, aliás, eu nunca nem usei, já que os dois primeiros, bem mais detonados que esse aí da foto do Ricardo, ainda estão dando conta do recado. Passei pelo duty free de lá semana passada mas como ainda não tinha lido esse post nem reparei se tinha nem qual o preço atual.

Das últimas três vezes nos EUA, em todas elas tive uma de minhas malas abertas. Não por coincidência, justamente as em que trazia livros. Em todas foi deixada a cartinha e em nenhuma o cadeado foi danificado.

Que eu tenha percebido, só nos EUA minha mala foi aberta. Em todos os demais aeroportos, não.

Por conta da má fama do aeroporto de Buenos Aires, passei a pôr aquele plástico verde em volta da mala. Além de protegê-la, evito correr riscos. Achei caríssimo (dia 29/6/2010 custava cinquenta pesos cada mala), mas foi o preço da paz. Metade do vôo fez a mesma coisa, tanto que em Guarulhos era preciso prestar mais atenção ainda nas malas, todas iguais envolvidas com aquele plástico verde.

Eu não uso cofres. Não confio inteiramente neles, nem mesmo nos digitais. Prefiro deixar meus bens valiosos (passaporte, dinheiro, cartão de crédito extra etc.) dentro da mala, que fica fechada (com esse cadeado) sempre que saio do quarto. As demais coisas (necessaire, uma ou outra roupa que pendurei para desamassar, sapatos da noite anterior, chinelo etc.) deixo do lado de fora mesmo. Nunca tive problemas.

Tão importante quanto usar o cadeado é deixá-lo fixo. Se você simplesmente põe o cadeado entre os dois puxadores do zíper, prendendo-os entre si, mas não fixa o cadeado em um só lugar, sua segurança é apenas relativa. O cadeado não pode "dar a volta" na mala, ele tem de ficar preso em um lugar fixo. Algumas malas já têm, inclusive, um lugar para prender o cadeado, impedindo-o de dar a volta na mala.

Sem que o cadeado esteja preso em um lugar fixo, basta que alguém ponha uma ponta fina entre os dentes do zíper para conseguir abri-lo, obtendo o mesmo efeito ocorrido quando um zíper quebra e fica abrindo no meio e tendo acesso ao conteúdo da mala. Pode tentar em casa e você verá como é fácil, mesmo em malas melhores (eu consegui com um lápis Pentel de ponta 0.7mm). Em seguida, depois de ter tido acesso ao conteúdo de sua mala, é só puxar o cadeado junto com os puxadores do zíper e sair dando a volta em toda a mala para conseguir fechá-la quem que você sequer perceba que ela foi aberta. Com o cadeado fixo em algum lugar isso não ocorre. Embora continue sendo possível abrir a mala, já não será mais possível fechá-la, porque o cadeado preso em um lugar fixo impedirá que os puxadores do zíper dêem a volta na mala.

Ainda sobre segurança, eu não uso o tal porta-dólar dentro da calça. Além de achar esteticamente um horror na hora de retirar algo (sem falar na higiene e no calor), acho que consigo o mesmo efeito de outro modo. Uso os dois bolsos de trás, cada um com um pouco do dinheiro (solto, sem carteira mesmo, para não fazer volume). Em um bolso vai o cartão de crédito. No outro, o RG e os tíquetes de transporte, seja qual for. Qualquer outra coisa que eu leve vai na mão ou na respectiva bolsa (câmera, guias impressos etc.). E agora há umas calças bem bacanas, com fecho nos bolsos, então dificulta ainda mais a ação dos trombadinhas/pickpockets.

Priscila (Inquietos)

PêEsse, quando eu fui para a Colômbia tive minha mala revistada (só que lá eles revistam na sua frente). Retiraram tudo de dentro, até roupas íntimas. Eu fiquei p... da vida pq não tinha nada de errado com meus pertences e nem uso drogas. Pq eu? Pq minha mala?

Então eles informaram que eu tinha muitos livros e papéis (eu estava viajando a trabalho) e no raio-x eles não conseguem diferenciar o que é. Pode ser qualquer coisa, inclusive um belo pacote de cocaína.

Deve ser por isso que coincidentemente suas malas com livros foram revistadas também nos EUA. smile

Amélia
AméliaPermalinkResponder

E o notebook, onde vc fica no hotel, na mala?

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Amélia, deixo o netbook (e o dinheiro que não estiver usando, o cartão de crédito extra, passaporte etc.) dentro da mala mesmo. Sempre que saio do quarto a mala fica fechada com o cadeado preso em um lugar fixo. Nunca houve problemas.

Viviane Moura
Viviane MouraPermalinkResponder

Ricardo:

Dica que valeu super a pena, Viajei recentemente com a família e todos compraram os cadeados que tinham essa logo. Na volta, 02 malas foram abertas e os avisos colocados. A gente sabia que a mala tinha sido aberta, mas não houve violação da mala. Muito obrigado!
Antes de vc comentar nem sabia que existia esse tipo de cadeado.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Minha pergunta é sobre Atlanta.
Vou passar algumas horas entre um vôo e outro nesta cidade e gostaria de indicações. A princípio, como o tempo não é tão longo assim, pensei em me dedicar ao velho e bom consumo. Alguém poderia indicar bons lugares para compras (em geral), outlet e tudo mais que for possível.

Ricardo Freire

Há um Premium Outlet a 70 km de Atlanta, não sei se você terá tempo para este.
http://www.premiumoutlets.com/outlets/travel_tourism.asp?id=16

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Obrigada, Riq. Seria ótimo, mas não dá tempo.
Abração e se alguém mais tiver alguma dica, agradeço.

André L.
André L.PermalinkResponder

Desrecomendo fortemente sair do aeroporto se tiver menos de 8 horas livres, e a sempre chegar no aeroporto 4 horas antes da partida do seu vôo. Se qualquer coisa acontecer, não importa o que, e vc, tendo aterrisado em tempo, não se apresentar no portão de embarque, perde a passagem, tem de pagar por uma nova e se virar sem qualquer ajuda da cia. aérea.

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Oi Gabriela, tudo bem ? Estudei em Atlanta e acho a cidade bem bacana. E o outono é qdo a cidade fica mais bonita !

Não sei qto tempo vc tem disponível, mas é possível pegar trem (o sistema de trem/ônibus de Atlanta se chama MARTA e é muito bom) dentro do terminal do aeroporto. O Aeroporto de Atlanta é imenso, entao tem q contar tb o tempo q vc tem do seu terminal até o termina do MARTA. Eu recomendaria ir até o Underground Atlanta, que tem shoppings, restaurantes e é uma das maiores atrações nesse sentido da cidade. Pega o metrô no aeroporto e desce na estação FIVE POINT (q é a estaçao central). O percurso é entre 20-30 minutos.

Eu pegaria metrô de volta umas 3 horas e meia antes do horario do vôo, pois como disse o aeroporto tem muitos concourses, mesmo usando as esteiras rolantes, se caminha muito p chegar nos terminais, e, ainda tem q passar por security e tudo o mais.

smile

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Obrigada, Dani. Vou ver se consigo fazer o que sugeriu. Muito boa a sua dica.

zuzu
zuzuPermalinkResponder

Nao sei se vc foi a Atlanta, mas o aeroporto é enorme, um monte de terminais, mil controles de segurança. Eu também acho muito arriscado sair do aeroporto!

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Daí q sou curiosa e entrei no site do aeroporto de Atlanta e descobri q eles tem um sistema de avisar por email o wait time do security. Hoje por exemplo, a maioria é de dez minutos. Então só checar isso e estar de volta ao aeroporto 2 horas antes do embarque. http://www.atlanta-airport.com/Passenger/WaitTimes/

E o site do Underground: http://www.underground-atlanta.com/

Adolfo
AdolfoPermalinkResponder

O serviço é bom, mas tem suas falhas. É importante lembrar que Atlanta é um dos principais hubs dos EUA e o aeroporto principal da Delta. A fila na segurança pode ser gigantesca, especialmente nos horários de pico.

Uma vez tive que entrar nesta fila e sem querer acabei cortando, mas nem eu, nem ninguém percebeu, a hora que eu vi, estava de cara na fila para o raio-X. Bem no estilo da fila da alfândega em Guarulhos.

É preciso um pouco de cuidado para planejar este bate-e-volta - vc deve chegar umas 3-4 horas antes do voo (pode ser 1-2 horas menos se o check in estiver feito e a bagagem despachada). E para qualquer lado você perderá no mínimo mais 1 hora de deslocamentos.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Obrigada. Tentarei não me distrair demais e perder o voo.
Abração

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Valeu!!!! Não sabia disso. Muito obrigada mesmo.
Um abraço

Marcelo Galvão

Riq, aproveitando o comentário do PêEsse, como faço para enviar um vídeo (ele é curto) que mostra a abertura de uma mala sem que se perceba que isto ocorreu?

Ricardo Freire

É só botar aqui o link. Mas já botaram antes, creio grin

Marcelo Galvão

Riq, reli os comentários e não encontrei um link sobre o assunto. O meu é um arquivo de vídeo. Porém, pesquisei há pouco na rede e encontrei o que tenho. Segue o acesso: http://laurinhaman.multiply.com/video/item/129/Vejam_como_eles_abrem_as_malas_de_quem_viaja.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Gabriela. Minha filha passou 1 dia em Atlanta. Foi ao Oceanario - um dos melhores - e ao Museu da Coca Cola.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Obrigada, Eunice. Eu terei apenas algumas horas e por isso resolvi concentrar nas possíveis economias que posso fazer, comprando algumas coisas que fazem parte de uma listinha antiga. Mas valeu a dica, pois numa próxima vez....
Um abraço

cristina
cristinaPermalinkResponder

Ola. Vou para NY agora em outubro. Vou comprar alguns eletroportáteis (liquidificador, batedeira, mixer,...). Qual a melhor forma de traze-los? Na mala (sem as caixas), despacha-los nas caixas. Vale lembrar que vou trazer tudo dentro da minha cota de 500 dólares. Alguém tem alguma dica bacana? Obrigada

Viaje na Viagem

Dentro da cota não há problema.

Câmeras e celulares, para ficarem fora da cota (a partir de 1o. de outubro), precisam estar fora da caixa e usados.

Flavinha Hadarah

Eu fui para os EUA agora em Agosto. Comprei esse cadeado e fiquei tranquila. Quando cheguei em San Diego, notei que a mala tinha sido aberta e não havia carta da TSA, além do meu cadeado ter sumido e quebrarem um dos meus zíperes. Fiquei doida de raiva, afinal achei um absurdo o valor dele aqui no Brasil.
Para a volta, acabei comprando outro para garantir, mas não paguei muito barato não. Foi uns U$ 8,99.
Estarei indo novamente agora em Dezembro para Miami. Não vou colocar meu cadeado na ida, somente um daqueles lacres de plástico. Na volta ainda pensarei no que fazer, mas dá desânimo só de imaginar perder novamente o cadeado ou ter minha mala danificada.

Renato S. Yamane

Cadeado e lacre não servem para absolutamente NADA.
Para abrir um zíper basta utilizar uma caneta!
Procurem no YouTube por "mala abrir caneta" (sem as aspas).

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Ontem, na esteira de bagagens de um vôo vindo de Lisboa, pelo menos uns vinte brasileiros perceberam que suas malas tinham sido abertas e alguns de seus bens furtados. Embora eu não tenha sido uma das vítimas, ajudei e me solidarizei com várias delas. Tudo começou com um passageiro que tinha embalado uma de suas malas com aquele plástico de proteção verde. Ele reconheceu sua mala e viu que ela estava sem o plástico. Foi checar o cadeado e viu que ele também tinha sido violado. Abriu a mala imediatamente e viu que vários bens tinham sido subtraídos.

Isso aconteceu logo no começo da rolagem das bagagens pela esteira. Muitos dos passageiros ainda nem tinham chegado da imigração de retorno. Dessa forma, todo mundo ficou sabendo e, à medida em que o pessoal ia recebendo as respectivas malas, ia verificando. No fim, ao redor do funcionário da TAP já havia mais de vinte pessoas com as malas abertas reclamando que haviam tirado isso ou aquilo de suas malas.

Constatou-se que os furtos provavelmente aconteceram em Lisboa porque as pessoas vinham de cidades diferentes da Europa, todas com conexão em Lisboa. Além disso, as queixas maiores eram de furtos de câmeras, relógios e óculos. Em todos os casos as caixas foram deixadas, apenas os produtos foram subtraídos. Era preciso abrir a caixa para ver se o bem tinha ou não sido furtado.

Eu não despacho eletrônico nenhum. Tudo vai como bagagem de mão e com o aumento no número de lentes, cabos, adaptadores etc. que tenho levado para as viagens isso já tem até se tornado um problema com empresas aéreas mais chatas, por conta do peso. Mas prefiro isso ao furto. Além disso, uso cadeado aprovado pela TSA com segredo númerico que fica fixo em um determinado ponto da mala, deixando o puxador do zíper preso em um lugar fixo, impedindo que ele gire. Além disso, como vi que agora nem com o plástico verde eles se incomodam mais e também porque romperam vários cadeados, aproveitei para comprar no free shop uma daquelas faixas que se passa ao redor da mala, também com segredo númerico e aprovada pela TSA. Impedir não impede, mas dificulta. Além disso, a faixa aumenta as chances de eu descobrir de imediato se algo aconteceu e poder reclamar da companhia aérea antes de sair do aeroporto.

Ze Binsk
Ze BinskPermalinkResponder

Já tinham me falado que era fácil abrir uma mala com uma caneta e fechá-la sem vestígios. Está aqui http://www.youtube.com/watch?v=b-ygxprNm7Y&feature=related
Pelo jeito, só mesmo o Magipack dos aeroportos resolve isso.

Leticia Assreuy

Cadeado TSA não funciona pra nada, é uma loteria!!!Uma vez fui pra Miami, comprei cadeados TSA lá, não aconteceu nada nas minhas malas.
No entanto, no natal do ano passado fui pra NY, e usei os mesmos cadeados TSA nas malas (aqueles que tinha comprado em Miami). Minha mala chegou com o cadeado todo estragado, zíper quebrado, e a mala toda revirada. Mas nao notei falta de nada.

Lívia Maria
Lívia MariaPermalinkResponder

Não sei, afinal, o que aconteceu com minha mala... Fui para Roma no final de junho e fiz conexão em Lisboa. Quando cheguei em Fiumicino, minha mala estava sem o cadeado TSA, da Pado, com 4 segredos, que eu havia comprado na Americanas. Gelei ! Abri a mala ali mesmo, fiz uma vistoria, estava tudo no lugar, nada revirado, até um envelope com cópias de todos os vauchers e passaportes estavam intactos, por cima de todas as roupas, sob o elástico. Eu não tinha nada de valor na mala, só poucas peças de roupa e um tenis. Levo tudo importante (dinheiro+passaporte+cartão) na minha bolsinha-escondidinha. Resolvi não reclamar. Mas que fiquei intrigada, fiquei. Um cadeado de 4 segredos tem 10.000 possibilidades de combinações. Descartei esta hipótese. Ou ele abriu sozinho (defeito de fabricação ????) ou foi quebrado e descartado em Salvador, ou Lisboa, ou Roma. A sorte é que levo sempre um cadeado extra e vários lacres de naylon na bolsa. Foi o que me valeu, até achar uma loja e comprar outro TSA. Não sei realmente se na Europa eles utilizam essa coisa de chave mestra para não danificar o cadeado.

Andre M
Andre MPermalinkResponder

Vou viajar para Miami e NY no inicio de outubro e pensando na tranquilidade acabei de comprar 2 cadeados TSA da Primicia. Nao vou citar a super mega blaster tecnica que eu utilizei para abrir (para não tornar a tecnica de conhecimento geral, como se pilantras já não soubessem), mas acabei de abrir os dois!!! Estou revoltado!!! Cadeado pra que?? Cadeado TSA não serve pra nada.
Pelo o que eu entendi, os caras só inspecionam a sua mala caso o agente veja algo suspeito no raio-x (resumindo: drogas e explosivos). Vou evitar de colocar na mala qualquer coisa de origem orgânica (para não suspeitarem que sejam drogas ilicitas) e nem liquidos e coisas que possuem circuito eletronico ou placas de metal (suspeita de bomba!!). Vamos ver no que dá e rezar para que as minhas malas não sejam pescadas pelos meliantes que praticam furtos no transito da bagagem entre o aviao-esteira e vice-versa.

Renato
RenatoPermalinkResponder

Esta semana, também passei pelo mesmo sufoco, ao fazer uma viagem de retorno dos EUA para o Brasil, peguei o voo da empresa USAIRWAYS 800 que saiu de MIAMI 19 setembro 2011 com destino a Charlotte North Carolina e conexão para o Rio de Janeiro. Despachei duas malas em Miami e quando chegamos no Brasil, vários passageiros desse voo perceberam que haviam abrido suas bagagens ou cortado o plastico de proteção. No primeiro momento percebi que minha mala estava com um volume reduzido pois quando lacrei em Orlando, estava dificil para fechar e tambem coloquei uma braçadeira plastica preta e quando recebi no Rio a braçadeira tinha sido trocada por uma branca. Ao chegar em casa a grande surpresa, foram furtados alem de roupas, alguns equipamentos eletronicos de valor elevado e um tag da TSA americana dizendo que a bagagem foi aberta e inspecionada. Conclusão estou procurando advogado nos USA para processar a empresa USAIR e eles se entenderem com a TSA americana. Alem de ter que cuidar com clonagem de cartões de crédito nos USA também teremos que cuidar com o que compramos la. Falam tanto do BRasil, mas eles fazem o mesmo. Não volto mais nesse lugar.

Simone
SimonePermalinkResponder

O problema é que a TSA faz a inspeção e não recoloca os cadeados e isto facilita a vida dos gatunos de plantão. Eu tive sorte, porque não me levaram nada apesar das minhas malas ficarem "perdidas" durante 3 dias!

Julia
JuliaPermalinkResponder

Pessoal, irei viajar agora em janeiro para miami/orlando/ny..levarei pouca coisa pois comprarei a maior parte lá. Na volta pensei em colocar as roupas naqueles vacuum bag para otimizar espaço. Será que corro o risco deles destruirem os saquinhos com as roupas para verificarem o que tem? Ou o problema é mas na ida do que na volta? e o pessoal aqui do Brasil? Grata

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Julia! A inspeção americana pode acontecer tanto na ida quanto na volta. No Brasil a Receita só abre a mala na sua frente.

Luiz
LuizPermalinkResponder

Em NY a mala não passa no rx e detetor de explosivos na nossa frente? Todas as 4 vezes que voltei por Ny pela Tam, a gente faz a pesagem no checkinn, as malas são etiquetadas pela tam e nos a levamospara despachar em outro local. Ali os funcionarios da tsa pegam a mala, JOGAM na esteira passa pelo rx e pronto.. Nao tem mais inspeção. Se tiver algo suspeito a mala e aberta na frete do passageiro e ele preso ali mesmo.

Cesar
CesarPermalinkResponder

Pessoal,

Eu despachei as minhas duas malas no aeroporto de NY agora em Dezembro e quando cheguei no Brasil (só percebi em casa), a minha mala estava sem o cadeado, revirada e um Ipod nano que eu havia guardado no bolso de uma jaqueta, com o zíper fechado estava vazio. Percebi que mexeram na minha mala inteira, desembalaram algumas coisas, mas só senti falta do meu Ipod (USD 140 de prejuizo). Alguém já passou por alguma situação semelhante ? Como posso provar isso e exigir os meus direitos ?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar