Charada da 6a.: politicamente incorreto

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Plaza de Armas, SantiagoJá tinha usado esta foto em março, num post sobre lerês em Santiago. É uma escultura que fica na Plaza de Armas, bem no centro da cidade.

Na época tentei descobrir o nome e o autor da obra, sem sucesso. Pois bem. Acontece que desta vez consegui descobrir mais coisas sobre a figura de pedra.

Me contaram o apelido da coisa. É bastante politicamente incorreto, mas pelo que me contaram virou o jeito das pessoas se referirem à escultura. Ela funciona como ponto de encontro -- para manifestações por exemplo. "A saída é a tal hora, embaixo/em frente"... ao apelido.

Achei que googlando o apelido eu conseguiria apurar o nome do escultor. Nada.

Então repasso o quebra-cabeça para vocês aproveitando o dia da charada. Leva o Troféu da Bóia, em princípio, quem descobrir o apelido desta escultura. Mas quem vier com o nome do escultor (comprovando com o link) se torna o vencedor, mesmo se o nome já tiver sido acertado smile

E aí? 3, 2, 1...

RESPOSTA:

[caption id="attachment_12428" align="alignleft" width="120" caption="PATRICIA"]PATRICIA[/caption]

Ops... pelo jeito a charada, além de vencedora, tem um perdedor: EU! Pelo jeito o apelido que me contaram -- "El Indio Feo" -- não é tão generalizado assim shock

Mas sim, agora já sei que a escultura é de Enrique Villalobos -- como a Patricia do Temperos da Vida achou rapidinho (como que eu nunca achei essa informação? Incompetente!). E que presta uma homenagem ao povo mapuche, dizimado pelos conquistadores (vai aí uma menção honrosa pra Dani G.) e que na verdade tem váááários apelidos (menção pra Fran).

Então tá. Semana que vem prometo fazer melhor o dever de casa antes de pôr no ar mrgreen

26 comentários

patricia
patriciaPermalinkResponder

Henrique VillaLobos -> http://www.emol.com/especiales/esculturapublica/index.htm

patricia
patriciaPermalinkResponder

Impossível achar no google o apelido dessa estátua. Tentei em espanhol, inglês, português. Enfim, todas as combinações possíveis. E eu que achei que ia ser dessa vez que eu conseguiria...

Carla
CarlaPermalinkResponder

O autor da escultura "Al Pueblo Indígena" (não conheço o apelido, estou curiosíssima!!!) é Enríque Villalobos. http://www.emol.com/noticias/nacional/detalle/detallenoticias.asp?idnoticia=360688

Carla
CarlaPermalinkResponder

Resolvi tentar achar o apelido no Google, mas é complicado... Mas, pelo que li das opiniões dos chilenos sobre a escultura, chutaria alguma coisa como "El Feo", "Cabezón", não sei... wink

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

É uma escultura dedicada ao "Pueblo Indígena" e causa controvérsias pq mostra a cara cortada de um "Mapuche".

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Eu acho que o apelido é mesmo MAPUCHE.

Elder
ElderPermalinkResponder

Monumento al pueblo indígena, de Enrique Villalobos. O site dele saiu do ar, então não consigo mostrar o link comprovando. sad

Dri
DriPermalinkResponder

Parece que o premio vai ter que ficar pro apelido... Dessa vez foi fácil pro pessoal descobrir o autor. To começando a suspeitar que tem gente sonegando respostas passíveis de charadas futuras em posts nao charadisticos!

Se eu fosse chamar de algum apelido, nesse verao, seria Cabeceition. "Te encontro mais tarde, embaixo do Cabeceition"

Gisele
GiselePermalinkResponder

Enrique Villa Lobos Sandoval --> http://viagem.uol.com.br/guia/cidade/santiago---lugares-historicos.jhtm
Mas tb não achei o apelido!

patricia
patriciaPermalinkResponder

Apodo: "Robocop" ?

Gisele
GiselePermalinkResponder

Imagino que a estátua represente um corpo segurando a cabeça de um Mapuche. Na época da colonização, eles o faziam cortar a cabeça dos adversários para mostrar sua dominância e afugentá-los. Não foram só os Mapuches a serem decepados. Porém, como prevaleceu a colonização espanhola, o monumento surgiu mostrando a derrota do índio. Não percebi isso quando estava "in loco", apenas agora, olhando a fotografia da escultura de longe. Obrigada, Riq, por nos fazer pesquisar!

Camilla Kafino

Será que chamam esse cabeção de "Enano Maldito"? uma gracinha em homenagem ao controvertido Jorge Mateluna!
(ps - impossível tentar desvendar charadas de sexta aqui no trabalho - todos os sites etão bloqueados razz)

Rosa
RosaPermalinkResponder

Preciso aumentar o meu nível de curiosidade nas próximas viagens.

Ermesto, o pato

Eu vi a escultura, mas não sei o apelido... Boa charada, esta vai demorar.

Rosa
RosaPermalinkResponder

"Da “gente da terra” - quatro tribos a norte e uma dezena de outras no sul - resta o Monumento al Pueblo Indigena, na Plaza de Armas. Ironicamente, lembra uma imagem estilhaçada que se tentou reconstruir sem sucesso."
Mas, o apelido que é bom ainda não sei...

Fran
FranPermalinkResponder

El Cholo?

Fran
FranPermalinkResponder

Riq, lembro que era chamado de muitas coisas:
El índio mapuche
El cabezón
Em mono feo
El cholo
El chueco
El monumento a los peruanos

etc etc

Alessandro A.
Alessandro A.PermalinkResponder

O apelido pode ser:
Boca Maldita
Cegueta
Narigón
Cabezón

Ricardo Freire

Charada resolvida! Vencedora proclamada! Parabéns, Patricia!

patricia
patriciaPermalinkResponder

\o/ Nem acredito! Mas Riq, não perdeste não! Fizeste muita gente quebrar o "curuto" tentando decifrar esse enigma! Eu, por exemplo, acabei descobrindo como se diz apelido em espanhol. VnV também é cultura!

Fran
FranPermalinkResponder

Essa foi difícil mesmo!! Ele tem mesmo muitos apelidos e ninguém conhece o oficial grin

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Tá valendo chutar? Lá vai:
Calabaza
Cabeza de calabaza
Calabaza del diablo

Naila Soares
Naila SoaresPermalinkResponder

Mas qual o apelido afinal?

Fran
FranPermalinkResponder

El indio feo!

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

Riq
como estão as coisas no Chile com o último terremoto?

Ricardo Freire

Não fez cosquinha, Ana Carolina. Só é notícia no Brasil por causa do terremoto de fevereiro.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar