Ilha de Páscoa: cenas de um eclipse total do sol

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Ilha de Páscoa, no comecinho do eclipse

Choveu sábado o dia inteiro na Ilha da Páscoa. Amanheceu chovendo no domingo também. Quando desembarcamos, às onze da manhã, dava para ver o chão molhado -- mas o tempo já estava mais para "despejado" do que para "lluvioso".

Chegando depois da chuva

Tínhamos pouco mais de duas horas antes de começar o eclipse. Eu ficava olhando o tempo todo para o céu. De vez em quando as nuvens cobriam o sol, mas o vento soprava forte e acabava levando as nuvens pra lá.

Olha pro céu

O lugar escolhido para vermos o eclipse é um parque com vários moais, as estátuas ancestrais que são o cartão-postal de Rapa Nui.

Moais e moais

Logo vi que não estava corretamente aparelhado para fotografar o eclipse: os fotógrafos de verdade tinham, além de tripés, filtros especiais para captar o fenômeno.

Os filtros e tripés dos fotógrafos de verdade

Showzinho pra turista

Lá pelas tantas, o dono da zoom mais poderosa gritou: "Empezó!". Pus os óculos de ver eclipse que tinham me dado e não percebi nada.

"Empezó!"

Só dali a uns cinco minutos é que deu para ver a lua abiscoitar um pedacinho do sol.

Durante mais de uma hora, para minha surpresa, o eclipse só é visível através das lentes escuras de negativo de fotografia.

O olho nu só percebe alguma coisa quando a lua começa a cobrir dois terços do sol. A luz fica mais tênue, como um entardecer repentino e fora de hora. Como estamos no inverno, ficou mais frio, também.

Eu já estava achando lindo, mesmo sem conseguir registrar com a câmera a beleza que estava vendo com os óculos -- a lua fazendo o sol tomar a sua própria forma, primeiro como crescente, depois minguante.

Juro que estava completamente resignado em buscar por aí fotos de outros do eclipse, quando de repente aconteceu: a lua enconbriu o sol, e o fenômeno passou a ser visível a olho nu -- e cãmera nua.

Eclipse!

Está ainda para ser inventado um palavrão que exprima a emoção de ver isso acontecer.

Total!

E a emoção de ver isso acontecer ao lado dos moais da Ilha da Páscoa?

Inacreditável, pípols.

O sol ficou tapado por uma eternidade de, sei lá, uns dez minutos.

Acabou de acabar

Daí a Terra voltou a ser iluminada por uma luz amarela, e quem quisesse podia acompanhar com os óculos o caminho de volta da lua sobre o sol.

Moais

Mas precisar, não precisava mais.

Voltamos ao ônibus, e ouvimos a Espanha ser campeã. Não poderia haver dia mais perfeito na Ilha de Páscoa.

90 comentários

Teté
TetéPermalinkResponder

nossa, totalmente breathtaking.
Fiquei curiosa - então só vale a pena ir a Ilha se for "de passagem" pro outro lado do planeta?

Ricardo Freire

Ou numa grande viagem pelo Chile.

A vantagem de ficar três dias por lá a caminho da Polinésia ou da Austrália é que você aproveita melhor a passagem, que é bastante cara (e não haveria como não ser; são 5 horas de viagem desde o continente).

Ermesto, o pato

E, também se acostuma melhor com o fuso horário da volta ao mundo!

Teté
TetéPermalinkResponder

ah ta, legal! vou keep in mind, tenho muita curiosidade de conhecer!

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

A LAN também faz essa escala na Ilha de Páscoa nos vôos para Austrália e Nova Zelândia?

Ricardo Freire

Sim!

Clarissa M. Comim

Adorei! Deve ser lindo!

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Emoção pouca é bobagem...se com as fotos eu fiqui arrepiada, imagino você, com o ventinho batendo no rosto...parabéns e mais uma vez obrigada por mostrar pra gente como foi 8-)

Tina Pereira
Tina PereiraPermalinkResponder

m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o! parabéns pelas fotos e pelo texto, emocionantes (os dois!).

Marcia Kawabe
Marcia KawabePermalinkResponder

Eu me lembro de ter visto um parcial também aqui em SP sei lá quando. E na época usamos uma radiografia de pulmão pra visualizar, hahaha! Então já sabe. Quando tirar radiografia de alguma coisa, não joga fora não smile

Adriana Pessoa

Que arraso este post!!
Adorei tudo: a forma que vc descreveu me senti lá, parada, boquiaberta... como um Moai!!

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Afff, eu fico offline um tiquinho e perco simplesmente o bate-e-volta mais espetacular EVER! Lindo, lindo, lindo. Se eu ja sonho em visitar a ilha com todo seu misticismo, imagina pisar ahi pra ver ISSO. Show. Simplesmente show.

Flora
FloraPermalinkResponder

Lindo este post. Eclipses eu já vi alguns, mas não num lugar mágico como este. Ainda vou lá.

Lili-CE
Lili-CEPermalinkResponder

Deve ter sido uma experiência fantástica. Ainda hoje, quando quero dizer que um mar azul é bonito digo que é azul-rapa-nui (mesmo sem nunca ter pisado lá).

Dani S.
Dani S.PermalinkResponder

Faaaaaaaaaaantástico!
Ilha de Páscoa é uma escala na minha futura RTW. Modesta, eu? Magina! =P

sonia
soniaPermalinkResponder

parabéns pelas imagens e comentários....adorei...carinho para vc...sonia

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Nossa, Riq, nessa vc arrasou MESMO. Lindíssimo. A gente sente a emoção quando lê suas palavras. Até me arrepiei. Parabéns! smile

Majô
MajôPermalinkResponder

Belíssimo Riq !!!! Absolutamente ESPETACULAR !!!!
Seu olho dá de dez em todas aquelas câmeras com tripés wink

Lu
LuPermalinkResponder

Show!! Emocionante!

Beto
BetoPermalinkResponder

A terceira foto do eclipse, aquela que tem uma fumacinha em volta, me lembra de um velho e falecido fotógrafo basco amigo meu que fumava cachimbo e sempre esquecia de tirá-lo do canto da boca na hora de fazer a foto. Resultado: todas saiam com a mesma fumacinha. Belo eclipse, Ricardão. Abraço.

Mariana "de Toledo" @merel

hahaha adorei essa grin

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Deve ter sido 1997 mesmo, em Foz do Iguaçu o eclipse foi total, em Curitiba quase total e em Porto Alegre/São Paulo/Rio de Janeiro/Florianópolis ficou de 60 a 80% se não me engano. Me lembro até hoje do Jornal Nacional mostrando as cataratas de Foz do Iguaçu com o sol assim como nas fotos do Riq e comentando o comportamento dos animais diante da inesperada noite. Foi uma oportunidade única, infelizmente não deve se repetir enquanto eu viver. sad

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Ih, agora me dei conta que não foi em 1997 não, foi antes, não sei se 95 ou 96.

Mariana "de Toledo" @merel

Obrigada por deixar a gente viajar um pouquinho nessas suas viagens smile

Cadu
CaduPermalinkResponder

Cara, que emoção! Incriveis o relato e fotos.

Alexandre Giesbrecht - AVIVIXE

Riq, veja o que esses caras fizeram no dia do eclipse: http://www.wired.com/wiredscience/2010/07/eclipse-chasers/

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar