Extras do Desempacotando: Prainha e Guaratiba

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Extras do DesempacotandoEeeeba! Começam a entrar os extras do Desempacotando o Rio de Janeiro. As cenas que ficaram de fora dos cinco episódios da websérie estão sendo editadas em pílulas rapiditas.

A primeira pílula fala das praias da Zona Oeste (Prainha, Abricó, Grumari) e sugere terminar o beach tour num dos restaurantes de Barra de Guaratiba. Tudo isso em pouco de um minuto.

Dá uma olhadinha, ficou bacana!

Assista à série completa:

Desempacotando o Rio de Janeiro

15 comentários

Carol Garcia
Carol GarciaPermalinkResponder

adorei a série!!!aliás, depois que vc colocou o "desempacotando" na minha vida, as viagens ficaram beeeem mais divertidas.
valeu!!!!
bjo bjo

Marilia Pierre

o desempacotando é uma das evoluções mais legais do VnV

Marina
MarinaPermalinkResponder

Ai, é judiaão minha falar q eu não quero q esse programinha seja divulgado? hahahahaha Não quero ver meu roteiro predileto muvucado! hahahaha
Sábado perfeito pra gente é exatamente esse, fazemos sempre que dá! Prainha + Bira!
Tá um espetáculo o desempacotando, Riq!
bj

André L.
André L.PermalinkResponder

Esse é um dos grandes dilemas de qualquer jornalista descolado de turismo, ainda mais na era Google: o lugar que vc descobre hj, escondido, "segredo", vira o point de amanhã wink É normal.

A questão é se o "point" será de pessoas preocupadas em curtir a experiência, com o perfil médio do leitor aqui do VnV, ou se o local se tornará ponto de despejo de passageiros de ônibus da CVC.

Quando o público do primeiro tipo "toma conta" de um lugar, isso gera mais demanda por mais pubs, restaurantes e serviço de praia diferenciados. Então não é de todo ruim smile

Vera Lúcia
Vera LúciaPermalinkResponder

No Bira, às vezes, é preciso disputar a comida com os sagüis. Muito bom.

Tania Janin
Tania JaninPermalinkResponder

Que legal vc falar de Vargem Grande!
Moro aqui há 8 anos. Vargem Grande parece uma cidadezinha do interior dentro do Rio de Janeiro.Vida rural dentro da cidade grande.
Tem charete, bicicleta,cavalo, criança brincando na rua,haras,pesque e pague, muitos antiquários e se transformou também num excelente centro gastonômico. Os cariocas saem de seus bairros e vem passar o dia em Vargem Grande. Recentemente um dos nossos restaurantes ampliou seus serviços e agora recebe hóspedes em sua pequena pousada no meio da mata.
Se alguém precisar de informações terei imenso prazer em ajudar.

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Ricardo, sei que o público-alvo não são os gringos, mas... existe algum plano de legendar esses vídeos em inglês? Seria uma ótima "introdução ao Rio" para gringos. Com legenda, eu já teria pelo menos uma meia dúzia de amigos para distribuir. smile

Mirella
MirellaPermalinkResponder

Uia... que ideia fantástica!!!

Mirella
MirellaPermalinkResponder

Eita vidinha mais ou menos, hein?! smile

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Se quiser uma praia realmente selvagem (tá bom, quase isso) vale investir nas praias entre Grumari e Guaratiba (acesso fácil por trilha de Barra de Guaratiba), as primeiras vindo de Guaratiba (principalmente a do Perigoso) costumam ficar meio muvucadas em dias de sol, mas as últimas e de acesso um pouco mais difícil (Funda e Inferno, mais perto de Grumari) quase sempre estão vazias exceto por alguns surfistas. Ou, para quem tiver QI, curtir um dia de sol e mar calmo nas praias da restinga deve ser o máximo.

André L.
André L.PermalinkResponder

Então, eu não me conformo que a Restinga de Marambaia ainda seja área militar na sua integralidade. Poderiam trocar com braços de mar mais profundos em Sepetiba e Itaguaí rs.

Com um projeto controlado de abertura, o local ficaria maravilhoso. Projeto controlado = abrir a restinga para trilhas a pé apenas, e proibir atracações de escunas ou barcos. Quando mais deserta vc quiser a praia, mais anda.

Clara
ClaraPermalinkResponder

Concordo inteiramente com a idéia de dar acesso com limites na Restinga de Marambaia.

Como carioca, assino embaixo!

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Mas vai um aviso (para quem não é surfista): você so vai querer entrar no mar das praias Funda de do Inferno se estiver mais calmo que o normal no dia. Já a do Perigoso, apesar do nome, quase sempre está calma.

Paula*
Paula*PermalinkResponder

Adorei esse complemento!
Só vale a dica que no final de semana, principalmente no verão, ou vc vai cedo pra Prainha e Grumari, ou não consegue mais passar!
O acesso (no final da praia do Recreio dos Bandeirantes) fica fechado depois de um número "X" de pessoas (fica muito cheio). No verão, a melhor opção é fazer esse passeio durante a semana, muito mais tranquilo! wink
O restaurante está anotado, na proxima vez que for pra lá vou conferir! smile

Andreia Borges

Olá! Domingo fiz uma trilha para a pedra da tartaruga em Barra de Guaratiba, que tem uma vista incrível e também fiz a trilha da Praia do meio. Quem quiser dar uma olhada: http://www.mardevariedade.com/2014/12/trilha-da-pedra-da-tartaruga-em-barra.html Bjs

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar