Caindo a ficha: Santiago

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Santiago do Chile

Precisei de doze dias, espalhados em três visitas, para que finalmente caísse a ficha de Santiago do Chile para mim.

Isso só aconteceu quando eu 1) deixei de procurar Buenos Aires em Santiago e 2) parei com a minha implicância com a parte moderna da cidade.

Mi Santiago querido

A síndrome da comparação com Buenos Aires, que já prejudica bastante nossas visitas a Montevidéu, pode nos fazer passar batidos pelas qualidades de Santiago.

Não se deve perder tempo procurando a arquitetura clássica de Buenos Aires, a sensualidade do tango, os preços indecentes de baratos. Santiago é uma cidade com arquitetura prática, moldada por terremotos, e urbanismo avançado. O chileno é tímido e ordeiro, sem os arroubos extravagantes do argentino. A economia é tocada com responsabilidade há décadas, e por isso a moeda não está subvalorizada. Santiago (o Chile!) não é um lugar que viva do seu passado -- e é por isso que ignorar a parte moderna da cidade, como eu fiz das duas primeiras vezes em que lá estive, é um erro amador. Assim como a Recoleta é a expressão da prosperidade argentina da primeira metade do século passado, Las Condes e seu entorno reflete o extraordinário progresso das últimas décadas.

O que é que Santiago tem?

Para o visitante, a primeira qualidade de Santiago tem a ver com logística. Santiago é uma base perfeita para inúmeras viagens curtas, cada uma com um sabor diferente: a colorida cidade portuária de Valparaíso (praticamente a antítese da comportada capital), a elegante Viña del Mar (que está com a visita prejudicada enquanto os palacetes interditados depois do terremoto sejam reabertos), as vinícolas do Vale de Casablanca, as estações de montanha.

Com sorte, você vai pegar um dia em que lá pelo fim da manhã a névoa ao longe se disperse e de repente acenda as cordilheiras que circundam a cidade. Ver os Andes nevados como pano de fundo do skyline não tem preço.

Armado de boas informações, você come muitíssimo bem em Santiago. A qualidade dos ingredientes -- frutos do mar, legumes e frutas, carnes também -- é espetacular. E os preços, se não são risíveis como os argentinos, são muito razoáveis para quem se aventura por restaurantes da mesma categoria em São Paulo ou Rio.

E finalmente: quando você parar de procurar o antigo, o típico ou o extravagante, você vai se dar conta do que faz Santiago ser realmente incrível: a civilização. Como pode existir uma metrópole tão limpa, organizada, ordeira, em latitudes sul-americanas? Ver com os nossos próprios olhos que isso é possível já vale a viagem.

(Parênteses: na primeira das três viagens recentes, tuitei, todo trabalhado no sarcasmo, que Santiago era a maior Curitiba do planeta. Nessa terceira passada, cristalizei a minha impressão inicial. Só que desta vez isso se transformou em elogio sincero.)

Pronto. Agora que já expliquei Santiago a mim mesmo, posso tocar os posts que faltam: onde se hospedar e onde se divertir. Güentem mais um pouquinho.

Leia mais:

189 comentários

Notas de viagem | Existe alguma lei proibindo que o destino da próxima viagem seja o mesmo de uma viagem anterior?

[...] para um lugar novo, mas procurando o conhecido. Ninguém está livre de passar por isso. Eu mesmo relatei há pouco como só fui entender Santiago depois que parei de procurar por lá as coisas de que gosto em [...]

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Boa tarde Ricardo ! Você ou alguma alma caridosa saberia me dizer o modo mais econômico de chegar a vínicola Casas Del Bosque, próxima a Santiago ? Pesquisei na rede e só achei tours com custo salgado... Obrigado. Henrique

Lili Bollero
Lili BolleroPermalinkResponder

Henrique, eu não sei qual o método mais barato mas qnd fui - já explico como foi - vi pessoas que foram de taxi e outras que foram daquelas excursões tipo cvc, sabe?
Não imagino o preço, mas é uma vinícula cara.
Fomos eu, meu primo e uma amiga, passamos a noite em Viña Del Mar - o q eu recomendo para vc conhecer no dia anterior, aí acorda e sai da Viña - fica mais perto de Viña que de Santiago, viu?
Como meu primo está morando por lá, ele tem carro e fomos de carro para um e para outro. Sugiro um gps bom, pq o dele vive dando erro, errou feio para Concha y Toro e errou também para lá. Nos perdemos por uma estrada de terra, mas falando com os moradores, nos encontramos e chegamos.
Lá, fizemos um passeio por 12 mil pesos se nao me engano.
Dava para experimentar 4 tipos de vinho. E por nao estarmos com grupos, foi um passeio bem só nós 3 e mais uma dupla de pai e filho eu acho. Entao foi algo bem intimista e legal.
Depois do passeio e de provar os vinhos, estávamos livres a escolher o almoço por lá - dou a dica de ir pela manhã e emendar o almoço por lá.
E nem pense em escolher um prato só, vale muito a pena o almoço q eles têm com o vinho, nao lembro o nome, é caro, 25 mil pesos, mas vc come 2 comidas de bom tamanho com 2 taças de vinho branco, e mais 2 para vinho tinto. Se for escolher um prato so eu gostei particularmente do risoto de abobora com codorna. Divino!
E ainda tem postre nesse cardápio! Escolhi o cheesecake de framboesa - provei varios, o de la é mt bom! - minha amiga pediu um gelado que vinha 3 bolas diferentes: framboesa e menta otimo, doce de leite maravilhoso e chocolate com avela gostoso.
Espero que te ajude em algo esse comentario. rs.
Acho q se for para vina e pegar um taxi de la nao saira tao caro.
ou alugue um carro.

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Lili, obrigado pelo comentário, me ajudou bastante a me programar sim.
Como ficarei apenas em Santiago, acho que alugar um carro e ir bem cedo almoçando lá vale a pena. Apesar de ser caro, me parece um programa muito mais bacana que ir a Concha Y Toro ...
Valeu !

Lili Bollero
Lili BolleroPermalinkResponder

Que bom Henrique!
Lá é muito mais bacana sim que Concha y Toro. No sentido de ser algo mais pessoal, mais elaborado, menos hollywood, entende?
Eu gostei bastante de Concha y Toro também, mas se for para escolher um só recomendo a Casas del Bosque. Meu primo tem ido em várias com diferentes pessoas e a que ele mais gostou até agora foi da Casas del bosque. =)
Tente fazer esse almoço deles com degustação - é super chique e bom. É caro mas achei que vale cada centavo! Não teve nenhuma comida ruim, eu não gosto de cordeiro e foi a única que não me agradou muito, mas é meu gosto mesmo porque não estava ruim.
Boa viagem, aproveita e depois conta pra gente
=)

Viviani Moralis

Olá Riq, conheci seu Blog recentemente e já me ajudou muito nas minhas ultimas viagens, muito obrigada pela ajuda e Mega Parabéns por este trabalho tão bacana, organizado e claro interessantíssimo!
Pois é, na verdade gostaria de pedir sua orientação numa viagem que vou fazer em junho para Santiago, a idéia é apresentar a Neve para uma criança de 09 anos, não queremos ficar em Vale Nevado todo o tempo, pois vi nos post que não há nada para fazer, então pensei em organizar da seguinte forma (teremos 07 dias):
1º dia - Chegada a Santiago
2º dia - Passeio em Santiago (vi suas dicas de lugares a visitar)
3º dia - Passeio as vinicolas (vc acha interessante pernoite em Vina del Mar ou Valparaiso? Vi nos post as mais indicadas, o que mais podemos visitar nestas cidades?
4º dia - Ida para Farellones pensei em ir até Portillo e depois retornar conhecer o Vale e seguir para Farellones para pernoite (vc indica este trajeto?)
5º dia - Dia em Farellones
6º dia - Poderia me indicar algo interessante a fazer?
7º dia - retorno ao Brasil
Agradeço imensamente a ajuda!!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Viviani! O Comandante não pode opinar em roteiros, mas é bom considerar que Portillo está em outro estado e na temporada não aceita pernoites avulsos.
Pegue o passeio de um dia a Farellones, se curtir muito volte outro dia. Veja na página de Santiago dicas de outros passeios!

https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire/

Viviani Moralis

Comandante, muito obrigada pela ajuda, vou dar mais voltinhas aqui no site para encontrar mais passeios interessantes para a nossa pequena...

Daniele
DanielePermalinkResponder

Tripulantes,
Preciso de uma dica!
Vou para Santiago e Atacama no final de setembro. Meu voo chega em Santiago por volta das 13h00 e no mesmo dia irei para o Atacama, mas o voo para lá só parte às 18h30. A pergunta é: o que fazer nesse intervalo? Dá tempo de fazer algum passeio em Santiago ou é melhor reservar um quarto em algum hotel no aeroporto e ver o tempo passar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniele! É difícil você ter passado pela imigração antes das 14h. E deverá estar de volta às 17h45 para o seu embarque. A viagem do aeroporto a Santiago leva uns 40 minutos sem trânsito. Na volta pode estar engarrafado. É mais sensato ficar pelo aeroporto mesmo.

Daniele
DanielePermalinkResponder

Bóia,
Obrigada pela resposta. Foi o que eu imaginei mesmo... teremos que mofar umas horinhas no aeroporto!!

Maria Cristina

Boa tarde!
Estarei em Santiago no periodo de 16 a 21/5 e dentro do roteiro que estou montando,está incluso visitar uma vinicola, porém já li o comentário de algumas pessoas q não gostaram de Concha Y Toro.Algúem poderia passar dicas de outras vinicolas, ou alguma agencia que ofereça passeio ao Valle do Aconcagua?
Abs e obrigada a todos.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Cristina! Vamos subir sua pergunta para o Perguntódromo, vamos ver os leitores respondem. Mas você deve estar confundindo o Vale do Aconcágua, que fica na Argentina ao pé do Monte Aconcágua e é próprio para ecoturismo, com o Vale do Colchagua, que fica no Chile mesmo e tem ótimas vinícolas (mas não se presta muito a bate-voltas, e sim a viagens com pelo menos um pernoite). Ops, leia o PêEsse mais abaixo! eekops:

Próximo a Santiago também há o Vale de Casablanca, no caminho para Valparaíso e Viña del Mar.

ana
anaPermalinkResponder

olá,

eu estive nas férias em santiago e mendoza e visitei várias vinícolas. já visitei vinícolas no sul do brasil tb. achei a concha y toro uma das melhores relações custo-benefício. apesar de ser sempre em grupos maiores, a visita é legal sim, tem o que ver (vinícolas pequenas a visita é super curta, custa o preço de um bom vinho e não há muito o que ver) e, para mim o ponto alto, tem um wine bar e lojinha muito legais.
minha dica é pagar a visita mais barata e depois degustar os vinhos mais tops no wine bar com calma, comendo uma tábua de queijos... se der, chame a sommelier para falar dos vinhos. não gosta quem faz só a visita e vai embora correndo!

ana
anaPermalinkResponder

ah, e na concha y toro você ganha uma taça de vinho no final da visita.
é turístico sim, mas vc vai a NYC sem ver a estátua da liberdade ou o empire state? pelo menos uma vez na vida tem que ver!

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

Maria Cristina, no blog da Dri Everywhere ela conta que fez este passeio ate Portillo, passando pelo vale Aconcagua conjugado a uma vinicola que parece bem legal.

Em janeiro eu visitei a vinicola Emiliana e adorei. Fica no vale Casablanca onde tem uma infinidade de outras vinicolas.

Jackie
JackiePermalinkResponder

Tudo depende de seu tempo e desejo. Se tens poucos dias, e nunca ofi a uma vinícola, eu acho a Concha y Toro excelente pedida, porque justamente por ser turística ela tm estrutura pra atender a aturistas. ou seja, tem tours em vários horários, é fácil de chegar, tudo acontece na hora planejada etc. Se você já tem mais conhecimento sobre vinhos, pode ir a outras regiões mais afastadas. Algumas empresas da cidade fazem passeios para outras regiões.

Eu fui ano passado e gostei muito da Concha y Toro. Fizemos o passeio padrão, de 50 minutos, que te leva por uma pequena volta pela vinícola, a alguns locais de estoque do vinho, exibe um vídeo com a história do local e te oferece prova de 2 (ou 4) vinhos. E vc pode dps ficar no wine bar, tem uma loja (onde compramos bastante coisa) e a propriedade é enorme, vc pode ficar por lá dps.

Outra vinícola que visitei foi a Emiliana, no caminho para Viña del mar, que é interessante porque ela produz vinho, azeite etc tudo orgânico ou biodinâmico.

bjs,

Carolmay
CarolmayPermalinkResponder

Oi Maria Cristina,
Acho o tour da Concha y Toro um dos melhores estruturados, tem gente que acha que é muito turístico. Eu achei organizado, é uma das poucas que dá durante a degustação um dos seus melhores vinhos e ainda uma taça para levar para casa. Adorei, foi a primeira coisa que fiz na viagem ao Chile e tive uma taça boa para usar durante toda a viagem, fiquei em uns hotéis que emprestavam taças inadequadas.
Fui também na Aquitania, que é uma vinícola boutique, bem pequena e foi onde experimentei o melhor Carmenere até hoje.
Fiz o tour com a Turistur, mas pelo que falei com eles uns meses atrás, eles não trabalham mais com a Aquitania.

JU
JUPermalinkResponder

Nós fizemos o passeio do Vale do Colchagua e gostamos muito. Dá pra ir e voltar no mesmo dia, a saída dos tours ocorre no hotel Galerias, no centro de Santiago. Na época, fizemos o Tren del Vino, que nosso filho gostou muito pq era uma maria-fumaça de verdade, e nós gostamos porque havia vários vinhos a bordo e uma bandeja de queijos da região... mmmm! Muito bom!

Agora, por causa do terremoto o tour só está disponível de ônibus - a saída é bem cedinho, tipo 7:30 da manhã, e a volta é à noite, total 12 horas de tour, se você não quiser ficar hospedada no vale. Tem vinícolas que são verdadeiros ícones do Chile, como a Errazuriz. Nós visitamos a Santa Cruz, por causa do almoço (era uma delícia) e do teleférico, pois estávamos com criança. Acesse o site www.rutadelvino.cl e dê uma olhada. Nós fizemos a reserva pelo site trendelvino.cl e deu tudo certinho, sem problema algum.

Já estivemos na Concha y Toro e na Cousiño Macul, mas sempre recomendamos a nossos amigos a ruta del vino. Ir para o interior, onde há uma sucessão de vales e colinas a perder de vista, repletas de vinhedos e lindas propriedades, é muito diferente de visitar uma vinícola na cidade. Um dia queremos ir pra lá ou pra Mendoza, ficar umas 2 ou 3 noites.

Se quiser mais dicas de Santiago, visite nosso blog: http://familiarecomenda.blogspot.com. Nós adoramos Santiago e temos certeza que sua viagem vai ser maravilhosa!

Juliana Amorim

oi tem a cousiño macul ( http://www.cousinomacul.com/ )ainda em santiago. super facil ir de transporte publico.

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

eu fui até a Cousiño Macul seguindo as indicações que eles mesmos dão no site: fui de metrô e andei um tanto a pé por uma alameda linda na ida e voltei de táxi até a estação de metrô na volta já meio borracha. Gostei bem mais que da Concha y Toro.

Meus pais foram à Undurraga de excursão e gostaram muito. Pegaram informação do passeio no hotel mesmo.

Germano J. Schneider

Maria Cristina

A Concha y Toro tem uma visita bem pra turista. Se teu interesse é te aprofundar um pouco mais no universo do vinho, evite-a. Infelizmente, visitei apenas ela mesmo, pois não tinha esta informação.

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Maria Cristina, tudo vai depender do seu interesse e conhecimento em vinho. Como o Germano Schneider falou acima, a Concha y Toro tem uma visita bem turística, mas você pode melhorar isso se optar pela visita com vinhos melhores. Na parte final do passeio você vai para uma sala diferenciada e uma sommelier vai dar dicas, comentar esses vinhos melhores etc. A dica da Ana de aderir à visita mais barata e depois degustar os vinhos melhores no wine bar com calma, comendo uma tábua de queijos, também é muito boa, desde que você tenha tempo para aproveitar o momento e não fazer a coisa de maneira corrida.

O Valle del Aconcagua fica a mais ou menos uma hora de Santiago. Se você tem curiosidade de conhecer mais vinícolas, algumas pequenas, com vinhos menos conhecidos aqui no Brasil (mas igualmente bons), vale a pena. Há algumas informações aqui:

- http://www.winesofchile.org/the-wines/wine-regions/aconcagua-valley/

O Valle de Colchagua mencionado pela Bóia é mais distante, fica a aproximadamente três horas de carro e, considerando a gastronomia e a quantidade de boas vinícolas existente, justifica no mínimo dois dias por lá.

Ricardo Freire

Ops! Eu também responderia igualzinho à Bóia!

Mas já corrigi eekops: , obrigado por avisar!

Rudson Gomes
Rudson GomesPermalinkResponder

Oi Ricardo. Estou indo até Buenos Aires com a minha esposa entre 28 de junho e 06 de julho. Como será uma viagem relativamente curta, mas não sei se pretendemos voltar em breve para lá, você acharia interessante dar um pulo em Bariloche (apenas para conhecer, pois minha esposa não suporta frio intenso) e visitar Santiago e cidades vizinhas? Pensamos em passar 3 dias na Argentina e quatro no Chile. Ficaríamos 02 dias em Buenos Aires e um dia em Bariloche (apenas para ver a neve, e verificar in loco se conseguiríamos voltar numa outra ocasião por causa do frio). Partiríamos então para o Chile (de Bariloche talvez) e ficaríamos em Santiago para conhecermos Valparaiso, Viña Del Mar e uma outra cidade que me indicaram e não lembro o nome (tem um vulcão eu acho). Seria uma boa maneira de verificar os melhores lugares para retornar em outra oportunidade? Estamos com passagem comprada para a Argentina, mas a volta vai depender se vamos para o Chile ou não. Particularmente gostaria de conhecer um pouco dos dois lugares para depois, quem sabe, desbravá-los separadamente. Estamos perdidos com relação a hospedagem, câmbio (onde trocar, o que utilizar mais, dinheiro ou cartão?) Enfim, alguém poderia me ajudar a montar um pequeno roteiro, sendo que os dias 28 de junho e 06 de julho são praticamente perdidos pois só servirão para deslocamento (por isso prefiro até me deslocar de avião da Argentina para o Chile).

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Alô, Rudson! Aqui quem responde é a Bóia. Uma semana é muito pouco para se deslocar tanto! Talvez, querendo conhecer muitos lugares, você só consiga bater ponto e não aproveite direito nenhum. Eu repensaria a estratégia wink

Visite a página-índice de Buenos Aires e clique em tudo que há por lá! Há sugestões de hotéis, dicas de câmbio e lugares mais próximos para visitar a partir de Buenos Aires, como Colonia del Sacramento.
https://www.viajenaviagem.com/americas/buenos-aires-ricardo-freire/

Veja também a página-índice de Santiago:
https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire/

Estude bastante antes de fechar seu roteiro mrgreen

Bárbara
BárbaraPermalinkResponder

Oi, Bóia!
Viajaremos para Santiago no final de Julho e gostaria de saber se alguém já ficou no Frontera Apart Hotel, em Providência.
Obrigada,
Bárbara.

Maria das Graças

Fiquei uma semana em Santiago (11 a 16/04). Foi a minha 1ª viagem ao Chile. Foi uma viagem surpreendente. Tanto que tínhamos planos para passeios ao redor de Santiago (visita à vinícolas, Valparaíso, etc ...)mas Santiago nos encantou de uma tal forma que não fomos a lugar algum. Ficamos só lá. E valeu muito a pena.

Come-se bem, os preços são ótimos, o povo chileno acolhe muito bem os brasileiros de uma forma tal que nos emociona.

O Chile é programa para várias viagens. E eu voltarei.

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Olá viajantes!
Gostaria de saber se alguém já ficou no RQ PROVIDENCIA SUITES.
No hotéis.com ele é um pouco mais caro do que por exemplo o Plaza El Bosque, apesar deste ser 3,5 estrelas e o RQ 3 estrelas.

Obrigado!

Reinaldo.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Reinaldo!
Não recebemos nenhum comentário sobre este hotel. A sua pergunta já está no Perguntódromo, vamos ver se aparece alguém.
Dê uma olhadinha do que estão falando sobre este flat no TripAdvisor:
http://www.tripadvisor.com/Hotel_Review-g294305-d1750067-Reviews-RQ_Providencia_Suites-Santiago.html

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Olá Ricardo!
Obrigado pela resposta, já estou pesquisando e devo reservar neste mesmo.

Tenho seu livro, as 100 dicas, gostaria de um autógrafo. Tem algum endereço que posso enviar por correio? Eu deposito o valor da postagem de volta se isso for possível! Sou de Campinas-SP.

Obrigado e um grande abraço!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Reinaldo! Aqui quem responde é A Bóia. O Ricardo Freire só volta em junho para casa! Acompanhe o site e quando ele estiver de volta ao Brasil vocês combinam!

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Ok Boia, obrigado!
Ficarei acompanhando. O Ricardo tem algum e-mail pro trips no qual eu posso enviar a pergunta direto a ele?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Reinaldo! Você se refere à pergunta sobre o hotel? Se ele não está comentado no site, é porque o Comandante não visitou. Para ver os hotéis que ele recomenda em Santiago, siga este link:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/20-hoteis-em-santiago/

Se decidir ficar por lá e curtir, vamos gostar de receber um comentário! Assim poderemos indicar a outros tripulantes. grin

Gloria Mayer
Gloria MayerPermalinkResponder

Oi Reinaldo, fiquei no ano passado no RQ Providencia Suites, achei pessimo. Reservei pela internet e as fotos não condizem com a realidade.

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Olá Glória!
Fiz uma pré-reserva, sem pagamento, no RQ Providencia. Posso cancelar até duas semanas antes da viagem sem a cobrança de multa.
Pensei neste hotel pois recebi a indicação de um amigo que foi o gostou da localização, perto de metrôs e etc.

Do que você não gostou? Tinha internet? Calefação nos quartos/banheiro? O café da manhã era ruim?

Obrigado e um grande abraço,

Alice
AlicePermalinkResponder

Como sou analfabeta em vinhos, optei pela visita à Concha y Toro, mesmo já tendo lido que é uma espécie de enodisney. Me decepcionei mesmo sem ter grande expectativa. Na minha cabeça a gente passaria perto das uvas e veria algo relacionado à produção do vinho. Não há nada disso. Eles te colocam para ver um vídeo promocional chatíssimo (só para ganhar tempo) e a visita é rápida e superficial. Só o papo do diabinho é minimanente interessate. Acho que valeria mais apena ter ficado em Santiago mesmo...

Maria das Graças

Alice, foi o que fiz. Fiquei tão encantada com a cidade, o povo, o clima da cidade que não fui a lugar nenhum. Aproveitei para ver a cidade e comer bem os peixes e frutos do mar fresquíssimos a preços justos, em bons restaurantes. Valeu muito a pena. Voltarei no ano que vem, na mesma época (abril) ou em outubro para alçar alguns voos ao redor da cidade.

Patrícia B. Maia

Tem vinícolas bem bonitas mas são mais distantes que Concha Y Toro. Vale a pena conhecer! Concordo c/ a opinião sobre a cidade, adorei tudo! Mas ainda assim aproveitei o domingo e fui p/ Valparaiso e Viña del Mar. Tb já estou planejando a volta smile

Gerson
GersonPermalinkResponder

Reinaldo.
Voltei semana passada.Fiquei no La Sebastiana ( indicado pelo Ric)
Fica numa Rua tranquila ( San Sebastian 2727), 200m metros do metrô que fica em frente um ótimo supermercado, onde vç pode comprar vinhos e tudo que necessitar ( leve na mala um suporte e coador de café que lá não tinha). No café da manhã vem café soluvel.
Fica numa região bonita onde estão sendo construidos prédios novos e próximo de muitos bons restaurantes, ag. da Tam, da Lan e cafés.
Só não use o metro, que é eficiente, nos horarios de pico.

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Gerson, obrigado pelas dicas.
Acredito que irei ficar no Providencia mesmo, mas é bom saber que existem outras opções.
A região das Las Condes me parece bem interessante. Você se lembra do nome do supermercado? O vinho tinha bons preços?

Quanto ao metro eu não entendi. Ele é eficiente, a não ser nos horários de pico?

Obrigado!

Gerson
GersonPermalinkResponder

Reinaldo
Eu redigi mal. Não use o metrô nos horários de pico, porém, ele é eficiente. Nos horários de pico fica muito , mas muito lotado mesmo.O supermercado fica bem em frente a estação Tobalaba do metrõ. Tem uma letra "U" ( de Unimac) como propaganda. Eu pedi a um funcionário uma caixa de vinho vazia, coloquei nela 12 garrafas de vinho do meu gosto, enroladas em plástico bolha, a caixa reforçada com fita adesiva e mandei para o bagageiro do avião. Deu 13,8 quilograms.
A região é interessante sim. Vç deve andar toda a Rua I. Goyenechea.
Nos baixos do hotel W há uma casa especialista em vinhos. Lá vç poderá comparar os preços.
Conte para nós na volta e tenha boa viagem.

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Gerson, não se preocupe, deu pra entender tranquilo...
Vou evitar usar nos horários de pico, e quanto aos vinhos você achou melhor então comprar tudo em supermercado e nessa casa de vinhos que você se referiu?

Pelo que percebi é possível usar metro pra ir em todos os lugares, exceto as estações de esqui logicamente. Estou certo?

Me conte, você usou os "transfers" em que ocasiões? Aeroporto-Hotel-Aeroporto somente ou em mais algum lugar?
E quanto as compras, o que me indicaria?

Um grande abraço,

Alice
AlicePermalinkResponder

Isso é verdade. O metrô fica cheio ao ponto de você não conseguir entrar e, se conseguir, ter dificuldade para sair. Cheio mesmo, lotado! Uma vantagem de ir em feriados é que não tem esse problema.

Gerson
GersonPermalinkResponder

Reinaldo.
Sim comprei os vinhos no supermercado.
Vale a pena conhecer a casa de vinhos. É enorme.
Sim, o metrô resolve 90 por cento.
Não comprei nada além de vinhos.
Usei taxi Aeroporto-Centro ( 27 dolares),pois os 2 primeiros dias fiquei no hotel Galerias ( Calle san Antonio). É tb uma boa opção. Não tem uma recepção bonita, mas é confortavel e tem bom desayuno.
Paguei em US pq o câmbio no aeroporto é ruim. US1=450 pesos.
No Paseo Ahumada consegui US1=472 pesos.
Na volta, usamos uma van Providência-Aeroporto e custou 17.000 pesos (US36).Essa van é do senhor Davi, que faz ponto no hotel Galerias. Ele foi muito correto conosco. Levou-nos ( 6 pessoas-das 9 horas até as 18 horas) até Valparaiso e Vinha del Mar (110.000 pesos).
Como em toda cidade grande, há taxistas não honestos. Numa corrida Las Condes/shopping, meu taxi deu 4.400 pesos. O dos meus amigos deu .3.700.
A cidade não é violenta, mas muito cuidado com batedores de carteira, principalmente nas aglomerações. Como sou de São Paulo já estou acostumado e para mim foi muito tranquila a viagem que fiz pela terceira vez.

Gerson
GersonPermalinkResponder

Reinaldo e A Bóia.
O Josmar foi companheiro de viagem a Santiago e tem um blog.
blogdojosmar.blogspot.com/
Ele faz bons comentários .
É interessante dar uma espiadinha. Não custa nada.

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Caro Gerson,
perdão pela demora pra responder.
Vou dar uma olhada no blog do seu companheiro de viagem e depois posto aqui meu roteiro. Estou pesquisando em vários lugares, pessoas e etc.
Uma amiga minha que têm uma agência de viagem não me recomendou nem um pouco Valparaiso e Viña Del mar. Disse que não tem nada pra fazer lá no frio, a não ser chegar, dar uma voltinha comer em algum restaurante e voltar. A cidade é bem antiga e nada atrativa.
O que vocês acharam da visita até lá? Valeu a pena realmente ou minha amiga está dando uma opinião contrária a maioria?

Um grande abraço,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Reinaldo!
O Ricardo Freire simplesmente adorou Valparaíso. Viña ele acha mais ou menos:
https://www.viajenaviagem.com/2010/04/valparaiso-surpreendente/

Maria das Graças

Reinaldo, não sei se é o tipo de hotel que voce está procurando. Mas dê uma olhada no Hotel Boutique Le Rêve, na Orrego Lugo, quase esquina da Av. Providência. Apesar de estar localizado em um ponto central do bairro a rua é tranquila e quando voce vira na esquina tem tudo à sua disposição, inclusive o metrô. Hospedei-me neste hotel de 11 a 16/04/2011 e adorei.

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Maria, você se refere a Santiago?
Obrigado pelas referências, vou dar uma pesquisada.
Acredito que, de acordo com algumas indicações de um amigo, o RQ PROVIDENCIA SUITES esteja bem localizado. Me disseram que é perto do metrô, restaurantes e até do restaurante giratório. Vamos ver no que dá.
Dps conto!

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Bóia, obrigado pela atenção. Já estou com esse post impresso até! ahhaha
Grande abraço,

Gerson
GersonPermalinkResponder

Reinaldo.
Eu estou com o Ric, gostei. Agora, cada um tem uma maneira de ver as coisas. Parece-me que vç é jovem e não "curte" antiguidades, paisagens, povo, comidas, vinhos etc e tal, como nós "veteranos". Se assim for, não vá. Aí vç ganha um dia. Para mim, só a casa de Neruda e sua vista espetacular, valeu a pena. Nas viagens, costumo conversar muito com os "locais", e sempre descubro algo interessante, que classifico como "cultura popular".

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Gerson,
pois é... talvez eu seja um trip meio jovem pra "curtir" algumas coisas... Não devo negar, tenho 20 anos... mas vou viajar com meu pai que tem mais de 60. Tenho que balancear os meus gostos com o dele, por isso não perderei Val e Viña... Depois contarei o que achei.
Essa "casa do Neruda" o que é? Em Valparaíso é uma casa onde há um restaurante e uma bela vista?
Não posso perder... já que estou lá por 7 dias...

Estou montando meu roteiro, dps coloco aqui pra vc ver o que acha.

Um grande abraço,

Fernanda Cattoni

Olá pessoal! Amei Santiago por diversos motivos: 1 - passei minha Lua de Mel lá. Ficamos no Atton Las Condes. Hotel maravilhoso, serviço ótimo, vista linda para as cordilheiras. Ficamos 7 noites. 2- Fizemos passeios bem turísticos, como city tour e Concha Y Toro, que adorei. Intercalamos um dia em Santiago e outro em cidades próximas. Com isso conhecemos Viña del Mar, Val Paraíso, Portillo, Valle Nevado e esquiamos em El Colorado.
A cidade é mesmo maravilhosa, com parques lindos, metrô eficiente e shoppings muito bacanas. Fomos até num mercado de pulgas (não me lembro mais onde).
Amo Santiago pelo que oferece e pelas lembranças que tenho. Super recomendo!

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Fernanda,

você fez várias coisas que estão nos meus planos bastante!
Poderia me contar seu roteiro, dia por dia?

Tenho 7 noites por lá, mas não sei o que faço primeiro... no domingo dizem que tudo fecha... não sei o que combinar exatamente a cada dia.

Obrigado, um abraço!

Gerson
GersonPermalinkResponder

Reinaldo.
Pablo Neruda, foi um poeta chileno que viveu até 1973, se não me engano. Ele comprou uma casa em Valparaiso que tem a melhor vista da cidade. Não é restaurante.
Isso mesmo, aproveite a companhia de seu pai e viage bastante. Em viagens a gente aprende muito. É ótimo. Pelo menos eu penso assim.

Patrícia B. Maia

Reinaldo, uma opção p/ domingo seria Valparaiso e Viña del Mar. São 3 as casas de Pablo Neruda: em Santiago, Valparaiso e Isla Negra (próxima de Valparaiso). Vale a pena a visita.

Reinaldo Yutaca Kasahara Junior

Patrícia, já está decidido então.
Pro domingo, Val e Vina!

Algum restaurante bacana pra me indicar?
Por sinal, qual o meio de transporte vc utilizou pra ir até lá partindo de Santiago?

Patrícia B. Maia

Fomos de carro. Queria ter ido ao Pasta & Vino em Valparaiso mas não foi possível. Acabamos almoçando em Viña em um restaurante a beira mar que não foi nada demais.

Josiane
JosianePermalinkResponder

Olá, alguém sabe me dizer se o Trem do Vinho no Vale do Colchágua voltou a funcionar? Pretendo ir á Santiago em setembro e quero muito fazer esse passeio delicioso que fiz há 3 anos. Obrigada, Josi

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Josi! Aparentemente o serviço ainda está suspenso. Há telefone e email para contato no site: http://www.trendelvino.cl/

Josiane
JosianePermalinkResponder

Oi Bóia, tentei enviar email, mas todos retornam, ou seja, continuo sem informação... sad
Outra coisa, não estou conseguindo mais entrar no blog dos Destemperados. Aparece uma mensagem que é apenas para leitores convidados e depois trava, e como tem muitas dicas de vocês por lá... Você pode me dizer como faço para conseguir voltar a acessar? Uai!!!

Gracias, Josi

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Josiane! O site dos Destemperados agora é http://www.destemperados.com.br .

O Tren del Vino não está funcionando porque foi danificado pelo terremoto.

Roberto
RobertoPermalinkResponder

Ola A todos,

Nao achei nenhum comentario sobre a melhor forma de pagamento em Santiago.
Em BUE, troquei reais por pesos no aeroporto mesmo e utizei cartao depois.
No Chile é a mesma coisa? boa taxa de cambio no aeroporto?

Obrigado

Atenciosamente

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberto!
O Comandante fez uma enquete por aqui sobre levar reais para o Chile. Veja os comentários dos tripulantes:
https://www.viajenaviagem.com/2009/11/enquete-vale-a-pena-levar-reais-para-o-chile/

Leia também as orientações gerais sobre despesas no exterior:
https://www.viajenaviagem.com/2011/03/iof-o-que-muda-para-o-viajante/

Romulo
RomuloPermalinkResponder

Pessoal,
vou chegar meia-noite em Santiago, e estou preocupado com o horário. Alguém pode me ajudar?
1) é fácil sair do aeroporto a esta hora?
2) tem como fazer cambio no aeroporto a esta hora?
*) Onde é melhor trocar real por peso?
Grato, Rômulo

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Romulo!
Os táxis funcionam 24 horas por dia. Aceitam cartão de crédito.
A melhor maneira de tirar dinheiro EM PRATICAMENTE TODO LUGAR DO MUNDO é do caixa automático, usando o seu cartão do banco. Habilite com o seu gerente para saques internacionais.
Para trocar reais, você vai precisar perder um tempo nas casas de câmbio do centro, na calle Ahumada.

marcia
marciaPermalinkResponder

Oi Boia,

Gostaria de saber se alguem ja ficou hospedado em alguma pousada ou hotel proximo as estacoes de esqui Valle Nevado, Farellones, El Colorado...e que eu nao estava querendo fazer o bate e volta para Santiago. Porem, os hoteis que ja olhei so tem reserva a partir de 3 noites. Se alguem tiver alguma informacao, por favor me diga.

Obrigada,
Marcia

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá Marcia! Na temporada é assim mesmo. Ou você fica o mínimo exigido ou precisa fazer o bate-volta!

Rafael Pacheco

Olá, Boia!
Estou programando uma viagem para o Chile em Setembro e pretendo ir de Santiago a Puerto Montt pela Skyairlines. Porém, no site é exigido o passaporte para fazer o cadastro.
Gostaria de saber se há uma forma de realizar a compra somente com a identidade brasileira e se há problemas no embarque, uma vez que para entrar no país não é exigido o passaporte.
Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rafael! A Silvia Oliveira dá todas as dicas para comprar pela Sky Airlines:
http://www.matraqueando.com.br/passagens-aereas-baratas-dentro-do-chile-voe-sky-airline

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Olá, estou indo viajar para o Chile e vou levar o dinheiro em dólares. Queria saber se lá eu posso usar os dólares mesmo, em restaurantes, lojas e passeios, ou tenho que trocar para pesos.
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristina! Tem que trocar por pesos. Só hotéis podem ser pagos em dólares.

Roberta
RobertaPermalinkResponder

Maior Curitiba do mundo! hahahaha Adorei!

ElizabeteWern Silveira

Adorei as dicas

Jacson
JacsonPermalinkResponder

Pessoal,
acabei de voltar de Santiago. Já tinha dólares guardados e resolvi levá-los! Foram bem aceitos e com uma cotação até que atraente. Raríssimos lugares não aceitavam. Ai, utilizava pesos. Sempre tenha alguns pesos para o caso de não aceitarem.
Conheci um guia lá super simpático e prestativo. Se estiver com pouco tempo é uma boa opção pq ele consegue te levar em vários lugares em um mesmo dia! Reservou restaurantes pra gente, nos levou num bom local para alugar roupa de esqui e nos indicou um transporte barato para as montanhas! Ligava para a montanha pra saber como estava o clima! Ah, e ele é bom fotógrafo tb! hehehe Resumindo... o cara é bem desenrolado. Estávamos em 4 e achei que valeu muito a pena fazer passeios com ele. O nome dele é Edson Gonzalez e o e-mail é zaka35@live.cl.

Alessandra Canivezi

Olá Pessoal!!

Estarei em Santiago por 7 dias em outubro e gostaria de sanar algumas dúvidas...
1 - É possível ir por conta própria à Vinícola Conhca y Toro? Metrô? Ônibus coletivo? táxis?
2 - É possível ir por conta própria à Vinícola Veramonte? Metrô? Ônibus coletivo? táxis?
3 - É possível ir por conta própria à Vinícola Veramonte? Metrô? Ônibus coletivo? táxis?
4 - Para Viña e Valparaíso pode-se ir de ônibus? Onde fica a Rodoviária em Santiago?

.. por enquanto é só.. estou organizando o roteiro.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alessandra! Os ônibus para Valparaíso saem da estação Santiago, de lá você pode ir de metrô de superfície a Viña.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2010/04/valparaiso-surpreendente/

Para ir à Concha y Toro siga as instruções da Silvia Oliveira:
http://www.matraqueando.com.br/chile-como-ir-por-conta-a-vinicola-concha-y-toro

Não temos registro sobre como chegar à vinícola Veramonte.

Sugerimos duas coisas:

1) Leia tudo o que está linkado nesta página:
https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire

2) Passe no centro de informações turísticas da Avenida Providencia 1550 para informações sobre transporte público a todo lugar que você queira visitar. Eles são bastante atenciosos.

Alessandra Canivezi

Olá Bóia!!

Obrigadíssima por todas as dicas!!

Alessandra Canivezi

Olá!!

Alguém pode me indicar um restaurante legal em Santiago onde seja apresentado show típico da cultura chilena durante o jantar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alessandra! Não há nada que valha a pena. Há um show "polinésio" pega-turistão.

Aproveite os bons restaurantes e assista a shows que estejam em cartaz no circuito das casas de espetáculo e teatros.

Sobre restaurantes:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/santiago-onde-comer/

Alessandra Canivezi

Valeu!!!

Nathalia Queiroz

Olá Ricardo, Bóia e a todos que frequentam o site!
Gostaria de agradecer pela infinidade de informações importantes e úteis que todos vocês colocam aqui!
Com a ajuda do site planejei minhas férias em Santiago, Valparaíso e Viña del Mar e já quero voltar para ver o Atacama e a Ilha de Páscoa.

Obrigada e continuem esse ótimo trabalho!

Paula Pfeifer
Paula PfeiferPermalinkResponder

Oi pessoal!

Acabei de voltar de Santiago, fiquei em Las Condes e aqui vai um post cheio de fotos sobre o hotel maravilhoso no qual me hospedei, o Plaza El Bosque:

http://sweetestpersonblog.com/2011/09/14/hotel-em-santiago-do-chile-plaza-el-bosque/

Abração!

Gleiber Rodrigues (@Andarilho_Mundo)

Adorei esse hotel. Anotado para a volta a Santiago

Paula Pfeifer
Paula PfeiferPermalinkResponder

A quem possa interessar, escrevi também um post sobre o MUSEO DE LA MODA de Santiago

Segue o link:

http://sweetestpersonblog.com/2011/09/12/museo-de-la-moda-em-santiago-do-chile/

E muito legal e vale o passeio, imperdível.

Gleiber Rodrigues (@Andarilho_Mundo)

Voltei de Santiago há menos de 15 dias e fiz um resumos das principais atrações turísticas do centro. A quem interessar: http://andarilhosdomundo.blogspot.com/2011/09/santiago-em-um-dia.html

K3diego
K3diegoPermalinkResponder

Pessoal, tirem minha dúvida, por favor... Nunca levei meu notebook em viagens de aviao (seja internacional ou nacional mesmo), por puro medo medo de dar qualquer problema com documentação e tal (pois perdi a nota fiscal); só que desta vez, para aproveitar bem a viagem ao chile, acho melhor levá-lo. Assim, gostaria de saber com vocês se, mesmo sem a nota fiscal, consigo transportá-lo como bagagem de mão, e se não puder, posso despachá-lo na mala?
Valeu pessoal!!

*** Se puderem me dar essa resposta ficaria muito feliz, pois minha viagem é amanha, rs

Gleiber Rodrigues (@Andarilho_Mundo)

Claro que pode, diego. Na verdade, você É OBRIGADO a levar como bagagem de mão, é o que as companhias aéreas orientam, pois elas não estão afim de te indenizar num valor tão alto no caso de perderem sua bagagem despachada... Não tem problema nenhuma em relação às alfândegas. No caso do retorno do Brasil é que seria o problema, mas a nova norma da receita federal permite que cada pessoa porte um notebook sem entrar na cota de compras no exterior. Em ÚLTIMO caso, ter arquivos no computador salvos com data anterior à viagem servem para provar que você já o possuía antes da viagem. Então relaxe. Sempre me viajei como o meu e NUNCA me perguntaram NADA.

Alessandra Canivezi

Oi Diego!!

Nas duas vezes que tentei consegui embarcar com meu note, marca Positivo, sem nota fiscal para a Argentina, pela Lan. A atendente me explicou que podia embarcar sem nota por ele não ser importado.

Penso que na mala não deva despachar... risco de perda de bagagem e mesmo com cadeado minha mala chegou aberta em Buenos Aires...

Boa viagem!!!

k3diego
k3diegoPermalinkResponder

O problema eh que ele é importado... E agora, meu Deus do céu, rs...

Alessandra Canivezi

Ois!!!!

Alguém sabe se há alguma lavanderia em Santiago, no bairro Providência???

Obrigada Alessandra

Érico
ÉricoPermalinkResponder

Olá!!!
Vou para Santiago e tenho dúvidas em relação a que dinheiro levar. Vale a pena levar reais ou comprar os pesos por aqui? Um pouco (R$ 200,00) já vou levar, mas gostaria de saber se é fácil trocar reais por lá e se a cotação é melhor do que em São Paulo??? Sacar nos caixas é interessante? Valeu pela ajuda!

Paula Pfeifer
Paula PfeiferPermalinkResponder

Olá pessoal,

Segue um link com post sobre o W Lounge no W de Santiago, lugar DELICIOSO pra ir e imperdível

http://sweetestpersonblog.com/2011/10/19/santiago-w-lounge-no-w-hotel/

Abraços,

Rita França
Rita FrançaPermalinkResponder

Pessoal, já conheço Santiago, Vina Del Mar e Val Paraíso. Gostei muito. Planejava retornar incluindo o circuito andino em janeiro. Desta vez levaria meus pais (maiores de 70). Mas estou preocupada em ir e não poder voltar para cumprir compromissos devido ao vento que pode espalhar as cinzas do vulcão. Além disso, minha mãe tem alergia respiratória. Pena, eles estavam tão animados... E agora o que faço? Para onde ir minha mãe não gosta de frio e nem de praia. Meu pai não gosta dos EUA... Alguém tem alguma sugestão?
Rita

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rita! Não há nenhuma seqüela do lado chileno dos lagos andinos. As cinzas foram cair em Villa La Angostura e Bariloche. Pode ir ao sul do Chile sem problema.

Likechile
LikechilePermalinkResponder

Olá Rita,

concordo com A Boia, ir ao sul do chile é uma ótima pedida. Uma dica é Puerto Varas de lá saem passeios para Bariloche...vale muito, a paisagem é lindissima.
Veja algumas fotos de Puerto Varas, Peulle e Puyehue(termas) no site http://www.facebook/likechile.

kellen
kellenPermalinkResponder

Particularmente preferi muito mais Santiago que Buenos Aires, mas amba tem seus valores!

Gi e Léo
Gi e LéoPermalinkResponder

Oi gente! Tudo bem?

Eu e meu marido estamos indo pra Santiago dia 21 de dezembro, chegando lá dia 22, vou passar pra vcs o nosso roteiro, pois gostaria muito que vcs me ajudassem a preencher o roteiro, com dicas, passeios, restaurantesm enfim... Vamos lá:
Dia 22 chegada a Santiago - tarde e noite livres
Dia 23 city tour pela manha e concha y toro a tarde - noite livre
Dia 24 passeio de dia inteiro a Portillo
Dia 25 dia inteiro livre e uma duvida pertinente: dia 25 de dezembro lá também êh tudo fechado? Caso contrário, nos ajudem!
Dia 26 manha e tarde livres e noite no Bali hai
Dia 27 retorno ao Brasil

Desde já, agradeço a ajuda de vcs.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gi! Você encontra dicas e relatos a partir da página-guia de Santiago: https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire/

No dia 25 provavelmente muita coisa estará fechada. Você pode aproveitar para conhecer Valparaíso: https://www.viajenaviagem.com/2010/04/valparaiso-surpreendente/

Alessandra
AlessandraPermalinkResponder

Oi Gi!!

Estive em Santiago há um mês e montei todo o roteiro com as dicas e posts do pessoal daqui... Escreva-me e envio a você ok? alecanivezi@yahoo.com.br

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar