Rússia, agora sem precisar visto: quem se habilita?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Praça Vermelha, Moscou

Com o recente acordo entre Brasil e Rússia, já em vigor, proporcionando isenção recíproca de visto de entrada para turistas, começam a pipocar nas caixas de comentários perguntas sobre a Rússia.

Nunca fui à Rússia, e o site ainda não foi presenteado com nenhum relato de viagem (não, não estou cobrando o PêEsse, imagina, jamais faria isso, deixa o menino terminar o doutorado em paz... hehe). Por isso resolvi organizar as informações disponíveis neste post.

Desde sempre o ponto de partida que sugiro aos potenciais viajantes são os posts russos do Arquivo de Viagens, da Luisa. É um relato riquíssimo, que combina o grande trabalho de pesquisa da Luisa com as coisas que ela aprendeu in loco.

Leia no Arquivo de Viagens, pela Luisa:

Rússia: idealizando a viagem

Transportes: a escolha e a reserva

Hotéis: a escolha e a reserva

Chegando em Moscou

Moscou

Moscou: o metrô

Moscou: a periferia

Anel de Ouro: Sigiev Posad

Anel de Ouro: Rostov Veliky

Anel de Ouro: Yaroslavl

Anel de Ouro: Vladimir e Suzdal

Anel de Ouro: Kostroma

Ferrapontov

Kazan

São Petersburgo

Novgoro

Arkahngelsk

Ilha de Kizhi

Rapidinhas sobre a Rússia

O café da manhã  na Rússia

Os aeroportos russos

Dirigindo na Rússia

Táxi na Rússia

Os trens russos

Os russos e o cartão de crédito

Aprendendo um pouco de russo

Já a Deise de Oliveira, do Viagem pelo mundo, leva uma grande vantagem sobre qualquer um de nós: ela estudou língua e literatura russas. Sua viagem à Rússia já rendeu vários posts, e de vez em quando volta em cartaz numa lembrança ou numa foto da semana.

Todas de Moscou no Viagem pelo mundo, por Deise de Oliveira

A Dri Miller, do Dri Everywhere,  que mora em Londres, também já se aventurou por terras russas. Quando viu a low-cost bmi lançar um vôo baratinho a Moscou, catou o maridão e embarcou para um viagem pá-pum.

Todas da Dri Miller em Moscou, no Dri Everywhere

Pros que se viram em inglês, a melhor fonte de informações na rede é o site Way to Russia. Tem tudo o que você precisa saber sobre Moscou, São Petersburgo, Anel de Ouro, Trans-siberiana, dinheiro, trens, hoteís, o escambau.

Melhor fonte em inglês: WayToRussia.net

E finalmente, pra quem tem a manha de usar o tradutor automático do Google, de repente pode valer a pena consultar as guias (em russo!) do Time Out para Moscou e São Petersburgo

Time Out Moscou (em russo)

Time Out São Petersburgo (em russo)

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email
Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire


178 comentários

Arnaldo F
Arnaldo FPermalinkResponder

A passagem mais barata para São Peterburgo e Moscou é da Air Berlin. Fiz Berlim-Sank Peter por uns 100 euros e Moscou-Paris por uns 140 euros (pela Air France era mais de mil...). O único porém é que tem, sempre, que fazer conexão em Berlim.

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Arnaldo F, o seu depoimento me deixou mais animada. Desde que conheci o VNV passei a planejar minhas viagens de maneira independente mas confesso que estou com medo da Russia. Como vc fez pra nao usar metro? Fez tudo a pe? Estou com medo pq dizem que a dificuldade de comunicacao e tanta que causa desespero. Vc sentiu isso nas cidades? Que achou?

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Arnaldo F,
Gostei das suas dicas!

Estou indo pra Russia (Na verdade Budapeste-Viena-Moscow-St. Peter) daqui 11 dias. Estou planejando tudo faz tempo mas essa "fama" da Russia as vezes assusta. Você me deixou bem mais tranquilo. Quando diz que os policiais assustam é que quando vc cruza com eles pela rua, são mal encarados, correto?
Teve problemas com o cambio de moeda? Trocou dolares ou euros por rublos? E o uso do cartão de crédito, sossegado ou muitos lugares não aceitam?

Vou fazer o trajeto Moscou-St.Pet de trêm rápido. (Sapsan)

Obrigado

Claudio
ClaudioPermalinkResponder

Onde está o resto dos "81 comentários " ?

Foram removidos ?

Alguém saberia dizer se em Mocou é melhor ficar próximo a rua Arbat , ou próximo ao Kremlim.

Minha viagem está próxima e ainda não reservei hotel...

Desde já agradeço.
Cláudio.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Claudio! Para ver os comentários anteriores, clique nos números que existem embaixo da caixa de comentários. A primeira página está aqui:

https://www.viajenaviagem.com/2010/09/russia-agora-sem-precisar-visto-quem-se-habilita/comment-page-1/#comments

claudio
claudioPermalinkResponder

Havia algum problema com o Browser da máquina que eu estava usando ou algo parecido , pois a página estava meio desformatada e os números não apareciam..
Aqui estou vendo normalmente.
Obrigado,
Cláudio.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Acabei de voltar, se tiverem duvidas podem me perguntar, entrarei aqui 1 vez por semana pra dar uma olhada.

Seguem algumas dicas.

Não é MESMO verdade que em Moscou e St. Petersburgo o uso do cartão de crédito é restrito. Qualquer lugar aceita, com poucas restrições, assim como no Brasil. Museus, lojas (grandes e pequenas), supermercados, restaurantes, agencias de turismo para passeios e até bancas de artesanatos aceitam os principais cartões. Porém existe uma desvantagem no uso do cartão, pois o cambio para troca de dolares ou euros por rublos LÁ é muito vantajoso em todas as casas de câmbio comparando com as conversões aqui e somado o IOF do cartão. Diferença de 25%, por isso LEVE EUROS. Falo sobre isso detalhadamente depois.

Realmente eles não falam inglês. Nem no Mc Donald´s. É algo cultural, pelo que entendi. Eles não aprendem na escola e é muito caro aprender em escolas de língua. É uma raridade e um tanto esporádico encontrar alguém com, se quer, pouca fluência. Vale e muito a pena entender a conversão das nossas letras pro cirílico e não é tão difícil. É muito melhor que ficar tentando decorar símbolos esquisitos em estações de metrô.

Os russos não são doces, mas quem já viajou pra Itália e França (independente sem em classe 2 ou 5 estrelas) vai gostar do tratamento lá. Eles são meio brutos, (até as mulheres). Batem portas, carimbam com força, falam alto, coisas do tipo. Mas no trato com os turistas são solícitos, tentam ajudar sempre que é pedido. Jamais viram a cara na rua quando vêem um turista perdido com o mapa na mão.

Policiais bravos? Tentei achar mas não consegui. Como é um país Pós-Comunismo, há uma certa burocracia pra assuntos legais, nada muito diferente do Brasil. Isso significa 10 min. de espera na frente do agente do aeroporto, enquanto ele folheia página por página do passaporte, consulta varias vezes o computador e não te faz uma pergunta se quer.a Você sai com o passaporte carimbado (mesmo que esteja num vôo proveniente da Europa) e alguns papeis. O Hotel tem que fazer um registro da estadia no país e pode cobrar por isso (pergunte o preço antes de reservar). Policiais de rua são sempre risonhos, andam em bando e tem (ou cara de) menos de 25 anos; e assim como o resto da população fumam, em sua grande maioria.

Os preços de suvenir são mais baratos em Moscou. O preço das vodkas e taxis são mais baratos em St. Petersburgo. (Na verdade a tarifa não é tão menor, mas as distâncias que percorrerá são menores). Comida é muito difícil comparar, mas não é difícil achar pratos de massa (saborosos), bebidas e serviço por 60 reais o casal. Eles não estão habituados gorjeta, se você não der não vai ver cara feia, vai da consciência de cada um. Roupas em grandes redes é preço de Europa, tem que analisar. Jóias são a metade do preço do Brasil.

Sobre a moeda, é claro que no aeroporto é menos vantajoso trocar moeda, mas nos centros das cidades a cotação era em torno de 42 rublos por euro, ou 30 rublos por dolar. Como paguei 2,30 nos meus euros, “18,20” rublos custaram 1 real. No cartão (do Itaú que é um dos mais vantajosos) a conversão de rublos pra dolar e de dolar pra Real somado aos 6,38% do IOF, vai dar algo em torno 15 rublos pra cada real. Quase 25% de diferença. Se tentar simular a conversão direta de real pra rublo em qualquer site de economia do Brasil vai perceber que ainda sim, as cotações lá na Russia são bem mais vantajosas.

Falando em vodka, as principais marcas estão a venda nos free shop russos, mas é impossível transportá-las até o Brasil. As bebidas não são permitidas em vôos com conexão. Mesmo que vc compre no Free shop e eles coloquem num plástico lacrado elas são confiscadas no secure point do embarque do próximo vôo. Ou seja quem quiser comprar bebida vai ter que colocar na mala despachada, então é muito viável comprar em supermercados.

Maria Helena
Maria HelenaPermalinkResponder

Acabo de voltar de Moscou. Sou super fã do site, então resolvi pela primeira vez me manifestar e deixar uns comentários. Fui de excursão, mas cheguei um dia antes da galera, o que foi ótimo.
1)No aeroporto: o controle do passaporte é patético de tão teatral. Ficam folheando o passaporte, fazendo caras e bocas, digitando, falando sozinhos até finalmente carimbarem o dito cujo. Na volta, chegaram a perguntar onde estava o meu visto. Nisso, eu já irritada, falei grosso q brasileiros não precisam de visto. A oficial baixou a bola na hora. Uma dica: se eles forem grossos, seja um pouco mais.
2)No hotel: era um Crowne Plaza, muito legal mas longe do centro. Dá para ir de metrô pegando apenas uma linha. Mas tem q andar um pouco até a estação. Controle rigoroso na entrada inclusive para hóspedes. Tem q passar sua mochilinha com matrioskas pelo raio X. Isso acontece também na entrada do aeroporto.
3)No metrô: o nome das estações não aparece quando a porta abre, mas sim no caminho, muito rapidamente, e fica escrito bem na altura do friso da janela do metrô. Tem q ter olho muito bom prá ver na hora. Melhor contar quantas estações vc tem q andar. Mas se alguma estiver em reforma, o metrô simplesmente não pára, aí vc dançou. Uma estação pode ter um nome e duas linhas que passam por ela, ou três nomes para três linhas (mesmo sendo no mesmo lugar). Em resumo: não é fácil. Para conhecer as estações mais bonitas (e são lindíssimas) vale muito a pena ir com guia.
4)No restaurante: a comida é cara mas eu gostei muito. Num dos dias resolvemos almoçar muito bem num restaurante na Praça Vermelha, e gastamos cerca de 100 euros. Nos outros fomos em restaurantes por quilo q oferecem uma variedade de comida saudável e não saudável. Em alguns vc mesmo se serve, em outros vai apontando para a atendente o q quer no prato, ela serve e depois esquenta no forninho. Interessante. Gostei muito da sopa de beterraba russa (Borscht).
5)Os russos: quase impossível achar alguém q fale inglês. Alguns são grossos ao extremo, alguns são solícitos e procuram dialogar com mímica ou falando russo bem devagarinho (achando q assim vc vai entender, hahaha). Não demonstre q tem medo de cara feia, q eles acabam relaxando, conforme a experiência q tive.
6)Os passeios: a Praça Vermelha merece uma manhã ou tarde inteiras. A excursão fica apenas uma hora na Praça, o q é ridículo. Muito legal explorar tudo, entrar na São Basílio, Museu Nacional, Shopping GUM e no Mausoléu do Lênin (mórbido, mas muito fascinante). O Kremlin é maravilhoso. Vale a pena entrar em todas as catedrais e no museu da Armeria, q é magnífico. Fora isso, conhecer as estações de metrô mais legais e passear meio sem rumo por Moscou, q é uma cidade imponente onde tudo é grandioso. Muito legal também é ir a um show de ballet folclórico russo. A dança e a música cheias de energia são emocionantes.
7)Compras: nas barraquinhas da Praça Vermelha é impossível resistir às matrioskas e casaquinhos de mink (politicamente incorreto, eu sei, mas TIVE q comprar um por um preço infame). Muita negociação nessa hora. Imitações de Ovos de Fabergé são legais ao extremo também...tudo em euro ou rublos (cerca de 40 ou 41 rublos/euro)
8)Momento romântico: fomos com a excursão a um castelo de verão do Czar Alexei Romanov, reconstruído e meio fake, onde eles fazem uma simulação de casamento russo e os turistas são atores. Meu marido e eu fomos escolhidos para noivos. Foi lindo, colocaram aquelas roupas maravilhosas na gente, um ritual super fofo e no final um "banquete" com esfihas e vodka. Chorei horrores.
Uma viagem inesquecível!!

Duarte
DuartePermalinkResponder

Olha, impressionante como a minha impressão foi diferente da sua a respeito do inglês e do comportamento dos russos. Se tem um país onde ninguém fala inglês é o Brasil. Eu moro em Vitória-ES, fico imaginando se eu começar a chegar nos bares e restaurantes e tentar me comunicar na língua inglesa, seria frustante. Em Moscou MUITA gente fala inglês, até os caixas do McDonalds e do Subway (que tem em tudo quanto é lugar) fora da região turística falam o básico. Não tive dificuldade alguma em me comunicar. É claro que na rua eu escolhia as pessoas certas para pedir informação: jovens. A sua percepção talvez seja igual à minha quando o assunto é menu de restaurante e sinalização do metro, das igrejas, dos museus, aí sim, de fato o inglês está muito pouco inserido. Não existe a preocupação em fazer com que o turista entenda o que significa tal estátua, por exemplo. Quanto à grosseria, minha experiência também foi bastante positiva. Na viagem de 10 dias umas 3 pessoas foram grossas comigo, do tipo responder de cara feia. Em contrapartida, inúmeras pessoas fizeram de tudo para que eu entendesse determinada placa, endereço, conexão do metro, cardápio, entre outros. Perguntavam com entusiasmo sobre o Brasil, sobre como é viver aqui. Pra vc ter uma ideia abordei uma menina no metro porque não estávamos encontrando a conexão para uma das 4 linhas que se conectavam naquele ponto. A menina tentou nos explicar e, como não conseguiu, nos pegou pelo braço e andou conosco por muitas escadas, muitos corredores, mais escadas, até chegar no exato ponto e dizer: it's here! E olha que isso aconteceu 2 vezes. Enfim, adorei a Rússia, gostei demais do povo de lá, de conversar com os vendedores, taxistas, entender o dia a dia deles, as tradições, os gostos... Voltaria fácil!! Vou seguir seu exemplo, vou escrever um post aqui com algumas dicas que podem ajudar os futuros viajantes. Já extraí muita informação deste site, preciso retribuir.

Diogenes
DiogenesPermalinkResponder

Eu também acabei de voltar de uma viagem pra Moscou e São Petersburgo e minha impressão foi muito positiva, povo muito prestativo e com muitos pessoas falando inglês, com certeza absoluta mais que em qualquer cidade brasileira.
Usei o serviço de guias voluntários do www.moscowgreeter.ru . Conheci assim um casal jovem de guias que nos mostraram a cidade e nos explicou algumas de suas particularidades numa tarde de domingo , livre de qualquer custo.

Fabio Lima
Fabio LimaPermalinkResponder

Só tenho 4 dias e quero conhecer somente uma cidade.
Então: Moscow ou São Petersburgo ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabio! Não podemos decidir pelos leitores grin Clicando nos links acima você começa a saber um pouco mais sobre as duas cidades a partir do relato de quem já esteve lá.
Leia o que já foi publicado sobre a Rússia no Viaje na Viagem: https://www.viajenaviagem.com/category/russia/
Não deixe de espiar os comentários wink

Duarte
DuartePermalinkResponder

Esse campo de comentário tem limite de tamanho? Estou escrevendo umas dicas de Moscou e São Petersburgo no Word mas tá ficando muito grande.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Alô, Duarte! Comentários muito grandes às vezes caem automaticamente como spam. Você pode separar em algumas partes, de repente!

CAROLINE
CAROLINEPermalinkResponder

Olá,
Pretendo viajar à Russia ano que vem, mas gostaria de saber em qual época/mês do ano a temperatura é mais "amena" por lá.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Caroline! Em julho e agosto.

nina
ninaPermalinkResponder

eu tambrm kero saber a respeito do clima e do transsiberiano alguem ze habilitA FRANCA-RUSSIA??

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nina!

Leia tudo sobre o Trans-siberiano:
http://www.seat61.com/Trans-Siberian.htm

Como verificar temperatura em qualquer lugar do mundo:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/como-pesquisar-temperatura-e-chuvas-no-exterior/

O trem mais rápido de Paris a Moscou faz o trajeto em 36 horas. Vá de avião.

Flora
FloraPermalinkResponder

Visitei muito este post e de todos citados aqui antes da minha viagem a Rússia e Finlândia. Os comentários também foram muito úteis. Obrigado a todos voces pelas dicas.
As minhas impressões e planejamento da viagem estão num post resumo lá no http://viajecomaflora.blogspot.com/2011/12/russia-e-finlandia-uma-viagem-musical.html

Andre
AndrePermalinkResponder

Com a queda de visto para brasileiros, permanece a exigência informação/registro do hotel para o governo russo? O booking ligou para o hotel que eu tinha reserva e ele informou que não exigia mais a não ser que o turista fosse ficar mais de 3 meses. Alguém pode me dar alguma informação a respeito? Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, André! Não há porque duvidar do hotel.

Leia relatos recentes sobre viagens à Rússia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/01/russia/

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Riq, bóias, trips,

Minha pergunta é quase pessoal... sorry... eu queria saber a opinião de vocês sobre a visita ao Peterhof x Tsarskoe Selo. Vou em Abril para Moscou e SPB, onde passarei 4 noites (3 dias). Dificilmente conseguirei visitar esses 2 Palácios e estou em dúvida sobre qual escolher. Vejo as pessoas falando que o Peterhof é imperdível por causa das fontes. Mas, na época que eu vou as fontes não estarão ligadas ainda. EStou aqui pensando no que seria melhor: Peterhof sem fontes ou Tsarskoe Selo (sala ambar). Alguma opinião? Pelo que li é beeeem difícil ir a Tsarskoe Selo por conta própria. Alguém teria uma dica infalível?
Obrigada!

Tiago Caramuru

Olá Georgia!

Se você tiver mesmo que fazer essa escolha, o negócio das fontes eu acho que é crucial... é 80% da graça do Peterhof. Mas se elas tiverem desligadas, o palácio e os ajrdins do Tsarkoye Selo são bem mais impressionantes!

E pra ir de conta própria, vale a pena pagar taxi para ambos. Consegui por 1000 rublos na ida(+ ou - 50 reais) pro Tsarkoye Selo e, na volta, tem uma minivan que deixa no metrô. O Peterhof é ainda mais perto. É tudo muuuuiiito difícil na Rússia, eles falam menos inglês que nós, mas vale muito a pena a paciência!

helena
helenaPermalinkResponder

Oi! A sala de âmbar é linda, mas é uma reconstrução e você não pode entrar nela. É só pra ver. O Castelo de Pedro é maravilhoso. Claro que o legal mesmo é chegar antes da fonte ser ligada, porque quando eles ligam começa a tocar música e eles vão aumentando a força da água até os esguichos ficarem na altura total. Mas tem os jardins, dá pra ver o golfo da Finlândia... Imaginar que os visitantes chegavam de barco e entravam pelo canal das fontes, para serem recepionados pelo próprio Pedro... É muito legal. O Palácio de Pedro, na minha opinião, é mais bonito que o Palácio da Catarina. Chegar é difícil e, quando fui, tinha fila enorme pra comprar entradas. Mas fui em junho (para ver as noites brancas de Sao Petersburgo). Contrate um passeio que já tenha entradas incluídas. Talvez seja uma boa opção. Boa viagem!

Alex Oliveira
Alex OliveiraPermalinkResponder

Amigos, estive la em out/2011, Moscou e St. Peters e como adendo aos otimos posts acima digo que:
- foi de longe o pais mais legal q visitei entre 15 do meu mochilao
- nao é p viajantes inexperientes, quase ninguem falava ingles (mesmo no aeroporto), só o pessoal mais novo, tem q chegar com um dicionario ou aplicativo do iphone do alfabeto deles senao fica MTO dificil achar sua estacao de metro, rua ou restaurante.
- o russo é desconfiado e direto (p quem vem de londres entao é pura grosseria nao ouvir please ou could em nenhuma frase) mas é o jeito deles. Depois q 5 min de conversa sao simples e hospitaleiros como gente da roça.
- tem que registrar em 24hs sua chegada la,a maioria dos hoteis/ hostels oferece o serviço. Nao lembro o preço, é bom pesquisar a média na internet antes.
- o inverno pode ser absurdo, mas qdo fui, outubro, peguei -2 nem tao ruins, o negocio é nao esquecer gorro, cachecol e luvas p o vento constante. Ah, se fora é gelado,dentro dos hoteis e metros eles deixam o aquecimento de um jeito que parece q vc entrou no R.de Janeiro.
- Moscou é interessantissima, mas St. Petesburgo é espetacular. Se informe sobre a historia da cidade q é incrivelmente dramatica e cheia de grandes acontecimentos q mudaram a Russia.

Ernesto, o pato

Georgia

Conforme foi dito, vale a pena, e muito.

Da para ir de barco,e voltar de onibus de linha, é bem mais em conta do que os tours organizados.

O maior problema, é que dificilmente alguem fala ingles, ou tem boa vontade.

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Tiago, Helena, Alex e Ernesto,
Muito obrigada pelas dicas.
Escrevi para a Red October e estou aguardando resposta para um possível passeio organizado.
Pelo que li no tripadvisor o hidrofoil só funciona no período em que as fontes estão ligadas. Então, teria que ir por terra mesmo. Estou checando tudo. Valeu!!

Liliana
LilianaPermalinkResponder

Vou para Moscou em Junho, estou animada porque apesar dos russos e sua famosa "simpatia", sempre tive muita vontade de conhecer a cidade, sonho antigo. Moro em Londres com meu marido, e ele tem dupla nacionalidade, alemã e brasileira. Já consultei uma agência/despachante nota 10 daqui e eles me garantiram que ele pode sair com o passaporte alemão daqui de Londres e entrar com o brasileiro lá sem problema. Tenho uma amiga que também tem dupla nacionalidade e fez exatamente isso sem problemas. Mas sabemos da fama péssima da policia russa, e nào acho que consistência seja exatamente uma virtude deles, então fico com muito medo dele ter dor de cabeça lá. Meu medo é eles quererem saber como ele veio da Inglaterra sem visto e ao mostrar o passaporte alemão o problema começar. Alemães e russos não são exatamente melhores amigos, né? Alguém já teve essa experiência e pode contar como foi? Pretendo tirar essa dúvida direto com o consulado russo, mas não custa saber como é a prática. Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Liliana! Se você tem uma amiga com dupla nacionalidade que fez exatamente isso e deu certo.... grin

De todo modo, mesmo achando difícil encontrar alguém aqui no fórum com uma experiência parecida, subimos a sua pergunta para o Perguntódromo.

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Acho bem dificil perguntarem. Eu e minha esposa fomos de Portugal para Russia e apresentamos o passaporte Brasileiro sem carimbo na Europa pois entramos na Europa com nossos passaportes Europeus (eu tenho Portugues e minha esposa Italiano), nao perguntaram nada. Na imigracao em Moscou, o mau humor tipico, pediram para tirarmos os oculos, fizeram uns sons, disseram umas palavras, no final mandamos umm "spaciba" e bola pra frente.

Adna
AdnaPermalinkResponder

Liliana, leia o post da Geórgia de 20 de maio.Estava com ela nessa viagem. Todos os comentários que os russos, seus guardas, as pessoas de um modo geral, são pouco cortezes ou pouco educados foram totalmente infundados , na minha opinião. Saiam de onde estavam (isso aconteceu algumas vezes) qdo viam que estávamos com um mapa na mão ,a fim de nos ajudar; pessoas idosas tbém se aproximavam e ajudavam; o inglês já é bem difundido lá sim, sem dificuldade em restaurantes, aeroportos - exceto na saida do de St Petersburgo, pouco organizado o check in . A cordialidade e educação dos russos chamou atenção e muito. Vá tranquila e pode ter certeza que irão adorar.

Liliana
LilianaPermalinkResponder

Pois é, pode ser preocupação excessiva mesmo, mas a fama dos policiais russos não ajuda muito a me acalmar,rs. Como esta é a única pessoa que conheço queria ouvir de outras com a mesma experiência. Obrigada!

Liliana
LilianaPermalinkResponder

Obrigada, Philipp! Pelo visto também não teremos problemas.

Foto da Sexta: Catedral de São Basílio | Viagem pelo Mundo

[...] a Foto da Sexta é um momento Tássia (tássiachando) da parte de quem vos escreve. O Riq Freire do Viaje na Viagem fez um post sobre a Rússia e recomendou este singelo blog para quem vai viajar para lá. Legal, [...]

Ricardo
RicardoPermalinkResponder

Alguem poderia me informar quanto tempo dura a viagem de barco de TALLINN ate SAO PETERSBURGO?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ricardo! De Tallin a São Petersburgo a viagem leva 13h30min -- o barco sai às 19h, chega às 8h30. No sentido contrário, porém, a viagem leva dois dias e meio, porque o barco faz um trajeto circular, São Petersburgo-Estocolmo-Helsinki-Tallin-São Petersburgo.

http://anastasia.stpeterline.com/en/Schedule/SchedulefromFebruary2012.aspx

Getulio
GetulioPermalinkResponder

Eu já tinha comentado aqui em algum lugar que iria viajar para a Russia, e acabei indo mesmo, passei o ano novo lá, desde que eu cheguei de viagem minha vida ta um pouco corrida e não consegui acabar de escrever sobre tudo o que eu queria e postar aqui como tinha prometido, mas esse fds eu acabo e coloco, foi de longe a melhor viagem de todas, passando por 1º até -32º bagulho foi tenso!!
Abraço!!

juliana
julianaPermalinkResponder

ola Getulio, como foi sua experiencia. ano novo na Russia, estou programado para esse ano passar o reveillon em SPB, algumas dicas? Mto dificil de visirar os lugares por causa do clima, ou sem problemas? abs,

Sônia Regina Amorim de Oliveira

Pessoal,

Estamos eu e meu marido na Rússia e há dois dias em S.Petersburgo. Sensacional! Estávamos com muito receio de virmos para essas paragens pelo problema da língua mas pesquisamos e encontramos uma guia russa chamada Natália Verenich que fala fluentemente o português e nos guiou pela igrejas de S.Isaac, S.Pedro e S.Paulo, Igreja do Sangue Derramado, Palácio da Catarina, Palácio Paulo e Hermitage além dos transfer aeroporto/Hotel/ Estação de trem. Ela é excelente! Que nos indicou foi o consulado do Brasil na Rússia. Ela é educadíssima, seus serviços são de qualidade inquestionável. O contato dela é + 7(812)945.88-71, e-mail nverenich@mail.ru

Estamos partindo para Moscou e assim que possível envio informações sobre a cidade. Ate mais

Sônia Regina Amorim de Oliveira

Oi gente

Saímos hoje de S.Petersburgo até Moscou de trem Sapsan. Viagem excelente. O trem é super confortável e rápido (250 km/h) Levamos 4,5 horas e como viemos de 1ª classe tivemos almoço incluído. Muito bom. Super recomendo.
Chegamos em Moscou as 18h00 e no trajeto para o hotel pegamos um transito infernal. Isso porque o Sr. Putin resolveu ensaiar a festa do 1º de maio, data em ele tomará posse e o dia 9 de maio dia da Vitória. Caos total.
Nos hospedamos no Ibis e por enquanto estamos satisfeitos. Amanhã visitaremos e Kremlin, Aramaria, estação de metro e após relato a todos nossas impressões.
Até.

jefferson
jeffersonPermalinkResponder

Boa tarde Sonia, tudo bem?
Obrigado pela dica da guia em S.Petersburgo, será de extrema valia. Estou programando uma viagem para a Russia e de fato a barreira da língua e a falta de indicações em inglês estavam me assustando, mas com o teu relato já estou mais animado.
Por favor continua postando informações, hoteis, restaurantes, guia em Moucou, etc, pois todas serão muito valorizadas.
Te desejo uma ótima viagem.
Jefferson

Renata
RenataPermalinkResponder

Olá
Irei para a Rússia esse ano, mas como eu me viro com o dinheiro la?
qual moeda usar, e cartão de crédito?nao tenho idéia de nada
Grata!!!

Catarina
CatarinaPermalinkResponder

Ola Renata!com dinheiro nao ha problema nenhum - em muitos lugares aceitam cartoes de credito e tambem pode-se trocar dinheiro nos pontos de troco que estao abertos 24 horas! para mas informacoes veja o meu sitio web www.cadi.spb.ru
Catarina

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Oi pessoal, estou em SPB agora. Sem problemas com metro, guardas, língua, dinheiro.
Em Moscou tb foi tudo muito tranquilo. Vim com alguns receios mas achei o povo simpático. Essa foi a minha maior surpresa.
Em SPB, para visitar os palácios dos Tsars utilizei os serviços da Alla tours e adorei. Eles tem guia que fala Português( Alexei). A agência é muito bem recomendada no tripadvisor.com.
Tudo o mais, fiz independente.
Beijos

Simone
SimonePermalinkResponder

Georgia, boa sorte na viagem. Estivemos no ano passado e foi tudo ótimo. A viagem virou até um blog (http://viagemrussia.blogspot.com.br/)
Abçs.

Catarina
CatarinaPermalinkResponder

Ola a todos!
Se está planejando a sua viagem a São Petersburgo, com muito prazer ajudaria a voces a organizar as excurções na minha cidade!Trabalho mais de 10 anos e moro em São Petersburgo toda minha vida:
Vejam-se aqui- www.cadi.spb.ru
A

Catarina
CatarinaPermalinkResponder

bom dia a todos!moro em São Petersburgo toda minha vida e no verão trabalho como guia turistica. Agora estou disposta para ajudar a gente que quiser viajar a minha cidade com conselhos, recomendações e serviços de guia.Para procurar mais informaçao -veja o meu web-site www.cadi.spb.ru
bjs

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Oi pesssoal

Fui para a Rússia em abril e meu ponto de partida para as pesquisas é sempre o VNV, onde encontrei todos os caminhos para planejar a viagem. Deu tudo certo!
Fui para Moscou com conexão em LIS e a imigração foi super tranquila no aeroporto DME. Só um cara-crachá básico, sem perguntas.
Peguei o taxi oficial para o centro. Na área de desembarque tem um guichê, e uma funcionária muito simpática e com ótimo Inglês me atendeu. Paguei 2200 Rub até o meu hotel, com cartão de crédito, em um taxi para 4 pessoas. Tranquilo. Dizem que devemos ignorar as ofertas de taxi feitas pelos taxistas no aeroporto. Obedeci.
Fiquei no Novotel Moscow Centre. Gostei bastante do hotel, que fica colado em uma estação de Metro. Não vi dificuldade no Metro (exceto pelo alfabeto que pode confundir os nomes das estações). A única coisa diferente dos outros é que, o que em outra cidade consideramos como 1 estação fazendo conexão de 2 linhas, por exemplo, em Moscou esse mesmo espaço geográfico recebe 2 nomes. Olhando o mapa vcs vão entender que uma mesma estação recebe 2 nomes (um nome para cada linha que passa por ela) Nada mais!
Fui de trem (sapsan) para SPB, comprei as passagens no site (em russo) com a ajuda de um tutorial que já coloquei aqui no VNV. Tudo certo.
Em SPB fiquei no Crowne Plaza Ligovsky, que fica em frente à estação de trem e estava quase o mesmo preço do Ibis. O hotel é super bom! Parece longe mas não é. Fui à pé para o Hermitage sem problema. Na estação de trem em frente há tb uma estação de metro. Tranquilo demais.
Como já comentei antes, utilizei os serviços da Alla Tours para ir aos Palácios dos Tsars e foi ótimo. Recomendo!
Usei cartão de crédito sem problemas e usei muito cash também. Nos 2 hotéis havia um ATM.
Fiquei 4 noites em cada cidade e achei ok.
É isso... espero ter ajudado.

Beijos

Catarina
CatarinaPermalinkResponder

Bom dia a todos! Se voces desejam aproveitar a melhor epoca de São Petersburgo e estao planejando fazer um cruzeiro no navio e vao ter 1 ou 2 dias en São Petersburgo,eu ajudaria a aproveitar este tempo curto para ver o maximo das coisas maravilhosas da cidade! Tenho programas especiais para gente dos cruzeiros. se tiver perguntas, podem entrar no contato comigo www.cadi.spb.ru ou por e-mail catalina2507@yandex.ru
bjs
Catarina

Tatiana
TatianaPermalinkResponder

Olá !! Sou brasileira, mas moro nos EUA e há algum tempo venho querendo demais ir a Russia, talvez pelo fato de nos EuA todo mundo achar q sou russa ( loira e tatiana ). Sou colecionadora de Matryoshkas, e sou apaixonada pelas historia da Russia. Na verdade mesmo meu sonho eh fazer a transiberiana, mas nao tenho hoje em dia tempo disponivel para isso.
Bom, adoreiii este site, vou montar um planejamento da viagem ( daqui 1 ano - agosto ou julho de 2013) e ler, reler e utilizar muito as infos dos post acima. Agora minha pergunta : será que vou ter muitos problemas em ir Sozinha ? Vou embarcar de Miami... Mas vou entrar com passaporte brasileiro. E provavelmente vou só mesmo, nao encontrei ninguem q queira ir comigo. É seguro uma mulher de 35 ( ui meu deus ano q vem estai com 36 ) sozinha passeando e se virando na russia ? Eu sou independente , gosto de me virar so, viajo bem dentro dos EuA! Semp sozinha com meu filho q eh pequeno. Mas e na Russia ????

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tatiana! O problema maior é de comunicação, só.

Use os blogs listados neste post, mais atual:
https://www.viajenaviagem.com/2011/07/blogs-e-dicas-de-escandinavia-balticos-e-russia-quem-tem/

Kartchaguin
KartchaguinPermalinkResponder

Fuja dos estereótipos! Conheça a Rússia pela visãos dos russos.
Serviço de guia turístico feito por russas falando português, espanhol ou inglês. Assistência 24h ao turista.

Melhor valor do mercado.

site http://kartchaguinconsultoria.blogspot.com.br/

KARTCHAGUIN - TURISMO, TRADUÇÕES & CONSULTORIA GERAL NA FEDERAÇÃO RUSSA E BRASIL

foox_sll@hotmail.com
(55) 11 9 8890-4828
site http://kartchaguinconsultoria.blogspot.com.br/
Facebook http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1601633453
Vkontakte http://vk.com/feed#/id10365728

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Fui para a Rússia de maneira independente, como costumamos fazer todas as nossas viagens. Fora a barreira da língua, que nos obrigou a fazer algumas mímicas, rs, foi tudo muito bem, sem nenhum problema. Quase ninguém fala inglês. Claro, só fomos para Moscou e São Petersburgo, não sei como é para ir para outros lugares.

Recomendações:
1)achamos melhor ficar em hotel do que em apartamento na Rússia, pois a equipe do hotel sempre pode te ajudar com coisas como táxi, mapas, etc.
2)leia muito antes de ir e se possível leve guias impressos para acompanhar o que está vendo e principalmente tenha em mãos os mapas da cidade, nem sempre você vai encontrar um logo na chegada.

Vale a pena ir, sem dúvida!!

Rafaela
RafaelaPermalinkResponder

Oi
Sobre bagagens,como funciona?o que eu posso carregar comigo mesma, fora da mala?notebook por exemplo?quais as chances de perderem minha bagagem?
obrigada^^

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rafaela! É possível que percam a bagagem, mas em 99% dos casos acham e entregam no seu hotel. Leve eletrônicos com você na bagagem de mão.

Rafaela, a Rússia não é um país muito fácil nem para o viajante experiente. Talvez o melhor no seu caso seja ir com um grupo com guia em português. Procure uma agência de viagem.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Olá pessoal, eu gostaria de saber se tem alguém aqui que viajou para a Russia e se hospedou na casa de amigos.
Pretendo ir para lá em breve, e ficarei hospedado na casa de uma familia, será que na imigração os policiais vão me exigir documentos que comprovem reserva em hotel?
Alguém sabe como devo fazer?
Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rafael! O acordo entre os dois países não menciona exigências.

http://sistemas.mre.gov.br/kitweb/datafiles/Moscou/pt-br/file/Acordo_POR.pdf

Por via das dúvidas, peça uma carta-convite a seus amigos russos, em russo, explicando que hospedarão você do dia tal ao dia tal.

De todo modo, compartilharemos sua pergunta no Perguntódromo; se houver resposta, aparecerá aqui.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

A Bóia, muito obrigado pela ajuda e pelas informações, forte abraço.

Marcius
MarciusPermalinkResponder

Caro Rafael, moro em Moscou e posso dizer que só será necessário fazer o registro se você for ficar mais de 7 dias no país. Se esse for o seu caso, dê uma passada na Embaixada Brasileira para solicitar nosso apoio no registro. Ela fica próxima ao centro.
Não é muito comum o pessoal da imigração solicitar a sua reserva de hotel. Uma dica: peça para os seus amigos enviar para você, via e-mail, o cartão de visitas deles. Se necessário apresente ao oficial de imigração o endereço em que ficará hospedado. Forte abraço!

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Marcius, muito obrigado pela ajuda.
Você trabalha na embaixada?
Como faço para entrar em contato com você caso eu precise de mais informações?
Mais uma vez obrigado, forte abraço!

Tiago Caramuru

Caro Rafael,

Fui para a Rússia szinho em 2011 e não houve problema alguma na imigração, apenas uns 2 minutos de mal humor do agente e pronto!! Passaporte carimbado!

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Hahaha, eles sempre estão de mal humor, né? hahah
O importante é que deu tudo certo, obrigado por compartilhar.

Liliana
LilianaPermalinkResponder

Rafael, não fiquei na casa de amigos mas os oficiais não me pediram absolutamente nada. Só olharam meu passaporte, carimbaram e nada mais. De qualquer maneira, para essa questão de imigração apesar de conferir com quem já foi, sempre prefiro pegar as informações nos consulados e seus websites. Se for o caso manda uma pergunta por email para eles, imprima a resposta e leve com vc caso eles afirmem que não precisa de nada.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Muito obrigado pelas informações Liliana. Abraço.

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Rafael, tb não me pediram nada. Tranquilíssimo!

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Muito obrigado Georgia, é muito bom ler isso. Abraço.

Ana Audun
Ana AudunPermalinkResponder

Oi Rafael, eu fui para a Rússia em julho, foi tranquilo o fato de näo precisar mais de visto, mas pediram o booking do hotel, entäo eu iria com a carta, se possível. Dá uma olhada na embaixada para ver se tem um modelo para você usar. Quando vem umas amigas me visitar aqui na Dinamarca eu sempre mando a carta convite.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Legal Ana, obrigado pelas informações.
Como você faz essa carta convite? Simplesmente escreve e manda por e-mail, ou tem que validar em cartório ou consulado?
Já mandei um modelo para eles em russo eles já me enviaram por e-mail.
Abraço.

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Essa coisa da reserva do hotel é até boba... qualquer um reserva, imprime a reserva e cancela o hotel.
O funcionário da imigração não vai ligar no hotel pra saber se sua reserva está valendo... eu resolveria essa questão assim.
Sempre penso nisso quando vejo alguém falando de carta convite...

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Georgia, antes eu não sabia que era possivel cancelar, eu achava que os hoteis só faziam essa reserva deixando pago, ai depois de ler o que você escreveu vi em alguns sites que realmente da pra fazer isso.
Falei com meu amigos sobre isso, mas eles preferem que eu use a carta convite, eles acham mais seguro. De qualquer forma muito obrigado pela dica.

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Sim, Rafael, eu tb usaria a carta convite se for uma coisa fácil de resolver. Mas, de qualquer forma, é uma solução pra quem tem sangue frio.
Boa sorte. Vai que é tranquilo...

Ana Audun
Ana AudunPermalinkResponder

Oi Rafael, so por email mesmo, lembre de incluir o número do passaporte, tanto do seu quanto de seus amigos.
Você vai adorar a Rússia é bem legal.

willame correia

Oi tenho uma grande vontade de conhecer a russia principalmente depois que conhecir uma familia russa de Yekaterinburg, estamos nos comunicando há 2 anos, mas tinha muitas duvidas que com a ajuda de vcs conseguir tirar.
estou com a intenção de viajar em junho se por acaso alguem estiver com viagem marcada para essa data ficaria feliz com a companhia até moscow. forte abraço e muito obrigado pelas informações.

Itamar
ItamarPermalinkResponder

Ola pessoal alguem sabe uma comp. aerea que tenha passagem mais em conta....por favor

Obrigado..ita

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Itamar! Sites como http://www.submarinoviagens.com.br trazem a cotação com todas as possibilidades.

Olga
OlgaPermalinkResponder

Ola! Sou russa, moro em Moscou e trabalho como guia turistico. Falo portugues e ingles. Se alguem precisar de servico de guia e acompanhamento nos lugares turisticos, ajudo a vcs com muito prazer!
Aten?iosamente,
Olga
Meu email olinha@list.ru

maria bellemo
maria bellemoPermalinkResponder

vou viajar dia 05/06/13 para a escandinávia, suecia/ dinamarca/ noruega e russia. estou muito confusa qto. a moeda, ja comprei uma boa quantia em euros, e agora me disseram que nesses paises o euro não é aceito. meus euros estão no visa euro money, como faço, será q/ terei problemas p/ efetuar pagamentos em lojas e restaurantes?. se alguem puder me ajudar, vou ficar muito agradecida.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria! O seu Visa Travel Money será aceito em todos os estabelecimentos e caixas automáticos que aceitem Visa. A conversão para a moeda local será feita automaticamente, com uma taxa de operação de cerca de 5%.

Yuri
YuriPermalinkResponder

Para quem está indo à Rússia eu recomendo este site de guia turistico em português em Moscou e São Petersburgo.
É barato, o serviço é individualizado e você fica conhecendo as cidades pelo ângulo dos habitantes locais, eles fogem um pouco do estilo guia turistico tradicional. Vale a pena!

http://kartchaguinconsultoria.blogspot.com.br/

Rui
RuiPermalinkResponder

Nao se iludam. A Russia e so criminoso. Ou vai com guia e anda tipo rebanho de gado, ou e assaltado certo. Sao Petersburgo devia chamar Sao Plagiosburgo. E plagio de Paris e Viena. 90 por cento dos russos nao te recebem bem, e nao te querem a nao ser pelo teu dinheiro que se nao tiram a bem tiram a mal.

Andressa
AndressaPermalinkResponder

Olá, vou viajar para a Rússia, qual os procedimentos mais importantes a se fazer, além do passaporte, é claro

Grata!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Andressa!

Veja blogs que falam do país:
https://www.viajenaviagem.com/2012/01/russia/

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar