Compras em Santiago do Chile: o que vale a pena?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Parque Arauco, Santiago

Alô comprólatras: o que vocês me dizem da cena consumista em Santiago?

O que eu sei é de orelhada.

Sei que os dois grandes shoppings lá do finzão de Las Condes, o Parque Arauco e o Alto Las Condes, têm serviços de Atención al Turista que dão cupons de desconto para os visitantes e ainda levam e buscam dos hotéis em vans.

(Ao fim do passeio que fiz a Farellones e Valle Nevado, muitos colegas de tour preferiram ficar no Parque Arauco para fazer umas compritchas e voltar na van do shopping.)




A propósito -- o boulevard de restaurantes do Parque Arauco é ótimo, todo ao ar livre, uma coisa meio Orlando.

Sei também que há um shopping inteiramente dedicado a artigos esportivos, o MallSport (que tem também piscina de ondas para surf, muro de escalada e tirolesa, tudo indoor, na área de recreação). Fica na saída para a montanha.

Sei que as lojas chiques ficam todas na avenida Alonso de Córdova, nas proximidades da Nueva Costanera, em Vitacura.

E que um bom lugar para comprar artesanato (a maioria peruano e boliviano...) é a Feria de Los Dominicos, perto da estação do mesmo nome (última estação da linha principal do metrô).

E sei também da existência de dois outlets, o Buena Ventura e o Easton Center, em Quilicura (na Ruta 5) e o Outlet Premium Las Condes, na av. Las Condes, 14.151.

E o que eu não sei? Você sabe? Então conte! Obrigado!


351 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Antonia
AntoniaPermalink

Oi Ricardo,

não tive muito tempo para compras em Santiago, mas posso dizer onde não comprar!
Quem foi para o sul do Chile logo percebe que a maioria dos artesanatos da Feria de Los Dominicos são na verdade souvenirs caros para turistas. Vale muito mais o passeio do que as compras. smile

Sandro
SandroPermalink

Finalmente algum tema que eu possa contribuir!! Não é muita coisa, mas aí vai... A grande vantagem de santiago para compras, pelo menos na minha opinião, é para roupas de inverno (roupas e acessorios pra neve, por exemplo, possuem em setor exclusivo, pelo menos durante o inverno) que são difíceis de encontrar no Brasil. Ainda aqui no RS se acha algumas coisas, mas mais pro centro do país é difícil, até pela inexistência de um verdadeiro inverno na maior parte do nosso patropi. As grandes redes (como a Ripley da foto, Fallabela e Paris) estão em quase todos os shoppings, são grandes lojas de departamentos, semelhantes a Renner, C&A, com a vantagem de as roupas serem "iguais" no chile, mas não aqui no Brasil. Para quem vai aproveitar as montanhas no inverno, vale antes de alugar o equipamento verificar os preços nessas lojas. POde ser mais interessante comprar que alugar (principalmente para os brasileiros do sul, onde as roupas poderão ser usadas). Acho que o shopping arque Arauco nem é tão lá no finzão da av. las condes... é possível combiná-lo com um passeio pela Alonso de Cordova!

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

No finzão do bairro, não da avenida smile

Vanilza
VanilzaPermalink

Só vou para o Chile no final do ano, mas com certeza quero trazer uma garrafa de Pisco Sour. Aqui no Brasil, uma unidade está em torno de R$200,00 conforme informação de reportagens que li no site do uol e do ig sobre a bebida.

Cristina L
Cristina LPermalink

olha, acho que vc vau trazer pisco e preparar o pisco sour aqui...

ou eles já vendem o pisco sour pronto???

eu trouxe pisco do Peru na última viagem (e lá também tem Falabella - recomendo mesmo), mas cheguei no Brasil para descobrir que estava grávida.

No Pisco para mim agora!

Vanilza
VanilzaPermalink

Não entendi a pergunta... mas sei que a bebida tem que ser preparada...
Já vi que vale a pena, pois a garrafa no free-shop, conforme informação de um dos tripulantes mais embaixo, está custando U$7,00!!! Muito mais barato do que eu estava imaginando!
No mais, Cristina, parabéns pelo neném!

Cristina
CristinaPermalink

Parabéns xará!

Samira
SamiraPermalink

Dá pra comprar as mesmas garrafas de pisco sour que são vendidas no duty free, nos supermercados um pouco mais barato.

Eu fui pro chile em outubro, no Duty Free as garrafas de Pisco Sour estavam 7 dolares, e no supermercado pagamos em torno de 4,50 dolares.

E existem as duas coisas... a garrafa de Pisco (q vc pdoe preparar a bebida aqui), e a de Pisco Sour, que já vem pronta!

Lenita
LenitaPermalink

Comprei várias garrafas de Pisco no supermercado, não lembro o valor, mas foi baratíssimo! Até vinho cheguei a achar alguns mais baratos que na própria vinícula.

Alexandra
AlexandraPermalink

Oi Ricardo

O Parque Arauco é ótimo mesmo. E tem um andar com lojas de decoração e coisas para a casa: Falabela (ma-ra-vi-lho-sa) e Casa & Idéias. A Casa & Idéias é SHOW, com brinquedos lindos e educativos para a criançada e outros artigos para a casa e vestuário.

O Mall Sports é divertidíssimo, mas bom para comprar apenas roupas de neve. Fica pertinho da Feira de Artesanato da Feira de los Dominicos. Eu não achei essa Feira muito interessante.

Achei a Alonso de Córdova fraca, mas é astral caminhar por ali ou dar uma corridinha.

Os Shoppings são os locais mais agradáveis para compras.

Bjs
Alexandra
www.destemperadinhos.com
www.cafeviagem.blogspot.com

Carol Passuello
Carol PassuelloPermalink

Só uma diquinha pois passei todo o tempo em Santiago bebendo (hehe) e não fui às compras. Se vc vir alguma coisa na Zara no Brasil que quer muito, não compre. Em Santiago estará com um preço bem menor e eles recebem as mesmas peças que nós.

Raquel Polato
Raquel PolatoPermalink

As grandes lojas de departamentos são incríveis e com ótimos preços. Comprei um casaco maravilhoso por uma pechincha.
A Feria de Los Dominicos é um ótimo lugar para passear e comprar algumas lembrancinhas. Também foi onde achei os melhores preços de artesanato com lapis-lazuli.
Agora, nada se compara ao preço dos vinhos. O ideal é comprar direto nas vinícolas, pois vc pode provar o que está comprando e além de tudo o passeio é imperdível. Visitamos seis vinícolas e voltamos pro Brasil com 13 garrafas. Pagamos excesso de bagagem e mesmo assim valeu a pena.
Mas se não der tempo de fazer o passeio, há várias lojas de bebidas, empórios e afins, onde encontra-se preços ótimos. Claro que o que realmente vale a pena é comprar vinhos que não se encontra por aqui, ou os que são extremamente caros no Brasil.
Eu recomendo a Emiliana e a Casas del Bosque no Vale de Casablanca e a Cosiño Macul e Domus Aurea, nas imediações de Santiago.

Eunice
EunicePermalink

Jóia de lapis lazuli- há desde artesanato muito simples, baratas, até peças sofisticadas, muito bonitas. Preço compatível com a qualidade. Digamos assim, os chilenos sabem o quanto vale.

Giovanna
GiovannaPermalink

Estou indo para Atacama - Uyuni (Riq, tá faltando no blog uma viagem pro Uyuni)- Atacama - Santiago no domingo e, muito embora o meu foco em viagens nunca seja compras (acho um desperdício de tempo e de dinheiro), não dá para ignorar uma boa pechincha.
Vou ao Mall Sport para verificar o preço de itens de corrida, de bikes e de triatlon. Depois volto aqui para dizer se valeu ou não a pena!

Mô Gribel
Mô GribelPermalink

La Fête, uma chocolateria que tem os MELHORES chocolates do mundo.
É um sonho (sem exagero nenhum) e tem loja no Parque Arauco.

zuzu
zuzuPermalink

Fui ao Mall Sport, e nao achei nada demais.Nao voltaria. Fica bem longe, me lembro de ter comprado umas roupas de tenis para crianças, um tenis de corrida, e só.
O Parque Arauco é bem bonito, mas nao é imperdível.

Fabiana
FabianaPermalink

Chegamos de Atacama e Santiago há 04 dias. Compras não são nosso foco, mas foi interessante trazer vinhos, pisco sour e eletrônicos.
Para vinhos, os preços de supermercados (unidades da rede Lider por toda a cidade) estavam imbatíveis. Compramos na vinícola apenas as embalagens infláveis para trazer as garrafas na mala com segurança (U$2,00 cada).
O Pisco Sour do free shop saiu por U$7,00.
Para quem gosta de videogames, os preços de Santiago não são tão baratos quanto os dos Estados Unidos, mas ainda são compensadores. Compramos controles para o Playstation Move, que custa cerca de U$50,00 nos EUA e saiu por cerca de U$80,00 na Falabella. Exitem diversas lojas especializadas em videogame na estação Los Leones, um paraíso para os aficcionados.

josette babo
josette baboPermalink

A Casa & Ideas é ótima para coisinhas bacanas e diferentes. Vale muito a pena conhecer: http://www.casaideas.com/cl

Luciano
LucianoPermalink

Uma passada na Casa & Ideas é imperdível.

Eduardo Rosendo
Eduardo RosendoPermalink

Voltei de Santiago há 3 dias e fiquei maravilhado com a cidade!
Para comprar, no caso de roupas, recomendo ir na Fallabela e Paris. Essas lojas estão espalhadas por toda Santiago. Lá você encontra roupas de marca por preços bem em conta!

Karina
KarinaPermalink

Oba! Estou indo para o Chile no reveillon, bom saber dessas dicas. Quando eu estive em Santiago achei bom de comprar cosméticos (alô, mulheres smile), os preços das grandes marcas eram bem mais em conta que aqui.
Alguem viu loja da MAC lá? Viu se os preços eram bons?

Alessandro A.
Alessandro A.Permalink

Como já comentado por algumas pessoas, eu também indico as grandes redes de departamento: Paris, Fallabela e Ripley. Aa lojas são grandes e tem de tudo com um preço mais acessível do que no Brasil, principalmente roupa de frio. Tem filial dessas 3 lojas no centro muito próximas uma da outra, portanto dá para ficar pulando de loja em loja sem problemas.

Também gostei muito do Parque Arauco.

Lenita
LenitaPermalink

Concordo com o Alessandro. Gostei muito do Parque Arauco, Alto Las Condes, Mall Plaza Vespucio, Mall Arauco Maipú.
Peguei época de liquidações e comprei roupas de grife por preços inacreditáveis. Lá eles fazem desconto em cima de desconto(principalmente nos grandes magazines). Vc escolhe a roupa que já está com um desconto excelente, passa no caixa e ainda tem outro desconto em cima. E como o imposto de lá é bem diferente do dos explorados brasileiros mesmo sem liquidação os preços valem muito à pena.
Só não indico que comprem por lá perfumes e relógios, os preços do free shop estavam mais baratos, mas ainda valem em relação aos daqui.
Gostei bastante tb do artesanato do Centro Cultural Palacio La Moneda(Artensanias de Chile) e das jóias de prata e lápis-lazuli.

Lenita
LenitaPermalink

Aproveitando:
Quem quiser ver algumas fotos do Chile que tirei acesse:
http://www.flickr.com/photos/lensop/sets/72157621447345590/with/3721256420/

joao pedro
joao pedroPermalink

Lenita adorei ver as fotos como estou indo no inicio de agosto que ver tudo aquilo de perto pois ainda nao conheço. me responde uma coisa, consigo transporte facil de santiago para as viniculas. pois vejo falar de mais para as estaçoes e nada para as viniculas.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, João Pedro! Na recepção do seu hotel você vai ver panfletos de muitas agências de receptivo com passeios para vinícolas.

Para ir à Cousino Macul por conta própria, leia o relato da Silvia Oliveira do Matraqueando:
http://www.matraqueando.com.br/chile-como-ir-por-conta-a-vinicola-concha-y-toro

Márcio Cabral de Moura

Riq, eu comprei duas mochilas no MallSport bem baratinhas. Mochilas grandes e de qualidade por coisa como R$ 30,00 (cada uma).
Também comprei luvas para bicicleta por um preço bem camarada por lá.
Ah, a propósito, a piscina de ondas não é indoor, não ( http://www.flickr.com/photos/mcdemoura/4645723705 )

Eu achei o MallSport muito legal, principalmente para quem curte ciclismo e trilhas.

Diego Paiva
Diego PaivaPermalink

Está aí uma coisa que eu fiz *muito* em Santiago: Compras! rs. Só não comprei mais por que ainda iria passar 5 dias em Buenos Aires antes de voltar ao Brasil.

Um shopping que não ouvi ninguém comentar foi o Mall Plaza Alameda. É um shopping mais popular que fica entre as estações de metrô U. de Santiago e Estación Central. Lá estão as lojas de departamento Fallabela, Ripley, La Polar (com 2/3 andares cada uma) e Johnson's, além de um outlet da Adidas, loja própria da Puma e algumas multimarcas.

Encontrei calças da Ellus e Levi's na faixa de R$90 - R$120 e ainda havia uma promoção de compre 2 e leve 3, bom demais! A Adidas estava com 40% de desconto em todos os produtos e a Puma com também 40% de desconto somente nos produtos Ferrari (comprei moleton, camiseta e mochila por menos de R$150). No subsolo do shopping há um ótimo supermercado com ótimos preços, sendo uma boa opção para quem está hospedado em hostels e apartamentos.

Do lado do Plaza Alameda há uma feira bem grande igual às feiras do Brasil, me lembrou bastante a Feira do Guará daqui de Brasília (pra quem conhece). Na Estación Central também existe um mini shopping no térreo, enquanto uma das 3 rodoviárias fica no piso superior (descobri voltando de Bariloche, via Osorno com a Pullman Bus). Não achei gostei... achei caro e atendimento ruim. Também possui supermercado, Bob's e Burguer King.

Gostei do Alto Las Condes, apesar de ter andado MUITO pra chegar até lá... Só não me arrependi por que comprei o modelo de tênis que eu procurava, da cor que eu procurava e era meu número na loja oficial da Nike (o da vitrine, já que era o último da loja)! Foi um modelo, que ainda custa R$699 aqui em Brasília e eu paguei R$220 em janeiro lá em Santiago...

Ah! A melhor época tanto em Santiago como em Buenos Aires é logo depois do Natal. As duas primeiras semanas de janeiro são só liquidações! \o/\o/ Perdição para consumistas...

Se eu lembrar de mais alguma coisa volto depois. smile

Nick
NickPermalink

Olá Pessoal, estive em janeiro em Santiago. Concordo com o Riq que o boulevard de restaurantes do Shopping Parque Arauco é bem bacana, mas bastante muvucado. O Shopping Alto las Condes tem uma cobertura super luxo com restaurantes legais e uma vista desconcertante para as cordilheiras.
Abraços a todos

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Bacana! (Não comentei porque não cheguei a ir ao Alto Las Condes, hehe)

Fabíola Sad
Fabíola SadPermalink

Nossa!
Tô adorando as dicas.
Tô indo pra Santiago semana que vem e vão ser de grande ajuda.
=)

Vanilza
VanilzaPermalink

Nossa Riq, post mais do que providencial! Era o único tópico da minha viagem Argentina/Chile sobre o qual eu ainda não tinha muita informação!
Quero aproveitar a oportunidade para agradecê-lo muito, muito mesmo, pelas excelentes dicas, bem como parabenizá-lo pela construção de um espaço tão aberto, democrático, muitíssimo bem frequentado (alô trisp!!!). Graças a todos vocês tenho certeza que farei uma viagem maravilhosa! Obrigada!

Viajante Oficial
Viajante OficialPermalink

Ripley, Paris e principalmente Casa & Idéias e Falabela são imperdíveis.

Fran
FranPermalink

As lojas Paris, Ripley e Falabella já foram bem citadas aqui. São mesmo ótimas e em época de rebajas, loucura.
A melhor época é em janeiro e julho. Para nós do Brasil, janeiro é mais interessante pelas ofertas de roupas de verão. Os descontos são progressivos. Na primeira semana de 20 a 30% e assim sucessivamente até chegar a 70%, claro que com menos opções. Chegamos a pagar 15 reais em calças Adidas...
Outras lojas no mesmo estilo e mais populares são La Polar (no centro), Hites e Tricot.
Artesanato mais barato que en Los Dominicos (e de menor qualidade) tem na feirinha fixa em frente ao Cerro Santa Lucía. O Patio Bella Vista, além de super agradável para um happy hour também tem artesanato local.
Fora vinhos baratíssimos, gosto de trazer frutos do mar em lata a preço de sardinha: Navajuelas, Berberechos, Almejas, Machas, Choritos, Cholgas são algumas das delícias. Lembrando que no Chile, "mariscos" são todos os frutos do mar. Do supermercado trago também chocolates Sahnne-nuss com amêndoas inteiras e geléias de amoras inteiras.
Popular no estilo José Paulino: Bairro da Recoleta (beeeem diferente da Recoleta porteña grin). Mas só recomendo para quem gosta muito do estilo e de bater perna, porque não se compara à original de SP.
Eletrônicos já foram mais vantajosos, mas ainda são mais baratos do que por aqui.
O que compensa mesmo são os tênis, porque o chileno só usa "zapatillas" para praticar esportes. Aliás eles não entendem essa febre pelos outlets grin
Dois Outlets que dependem da sorte do dia:
Nike - Av. Irarrazabal, 2451 (comprei meu Nike Shox por míseros 160 reais)
Adidas - Pedro de Valdivia, 3412 (esquina com a Irarrazabal, quase em frente ao da Nike)
Também vale muito a pena comprar maquiagem (Pré-Unic), produtos Roche, Avene, Vichy e Roc (em farmácias).
Apesar de não cozinhar sempre volto cheia de apetrechos para a casa/ cozinha. São lindos e baratos. Os melhores lugares são os grandes magazines e na Casa&Ideas.
Para quem gosta de uma experiência antropológica hahaha tem os famosos Mercados Persas. O Bio-bio (metro Franklin) é o mais conhecido. Mega popular e tem TUDO (inclusive pirataria). Tem outro na Estación Central que é mais tranquilo. Vá preparado como se fosse para a 25 de março.
Livros e sebos - Calle San Diego, no centro.
Meu lugar preferido para compras é o bairro Bella Vista/ Lastarria. Nenhuma loja específica mas muita coisa bacana. Também gosto muito da Galeria Drugstore no bairro Providencia. Mas faz tmpo que não dou uma passada e não sei como está hoje.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Minina, tu sabe muito! Isso vai virar post....

Fran
FranPermalink

Seria uma honra!

Fran
FranPermalink

Só acrescentando que na Comuna da Recoleta, o comércio fica no setor de Patronato, metrô do mesmo nome.

Silvia Oliveira | Matraqueando

No free shop do aeroporto de Santiago, encontramos o "famosinho" vinho Casillero del Diablo pela metade do preço que havíamos comprado no mercado!

Sandrissima
SandrissimaPermalink

A não ser para os realmente comprólatras e pela novidade de lojas multimarcas como a Falabella (que eu achei muuuito melhor que em B. Aires), a Ripley e outras como a Marimekko, que não temos aqui no Nordeste, na minha modesta opinião, não vale sair daqui para comprar no Chile. Os artesanatos, jóias e bijuterias de lapis lázuli são interessantes e tem locais com coisas bacanas, além das bebidas como o pisco sour e os vinhos, que sim, são uma novidade a parte.
No mais é curtir a simpatia dos chilenos em nos receber.

Fabiane
FabianePermalink

Para quem gosta de vinhos os preços na vinícola Concha & Toro (março/2010) eram muito bons, menos da metade do preço aqui do Brasil. Além disso, a lojinha de souvenirs é bem bacana.

Vera Sobral
Vera SobralPermalink

Hum...os chás...eu amo e qq bom supermercado tem uma variedade bem legal com destaque para o aguita de inverno (delicioso sabor e aroma de limão e ideal para os espirros do frio), o de sobremesa, a frutilla da patagonia...deliciosos!!

Cinthia Rangel
Cinthia RangelPermalink

Meu marido tb sp traz geléias de nossas viagens. Trouxe vários potes de Santiago e, agora em nossa última, da Itália. Ele diz que as de fora sp tem mais frutas que as nossas.
E, realmente, ele tem razão.
Qdo fui, na Feira de Los Dominicos, compramos dois pacotinhos de uma pimenta maravilhosa deles, merken. Usa-se no purê de batata, que deixa de ficar sem graça e fica maravilhoso com essa pimenta, cuja cor é vermelha. O segunto pacote já está acabando!
Shiii, acho que tô precisando voltar a Santiago para comprar mais! rsrsrs
Ab,
Cinthia.

Elaine Braga
Elaine BragaPermalink

Vende na Coquinaria,que vale uma visita.Obrigado pela dica,adorei o tempero.Bjs

Claudia Matoso
Claudia MatosoPermalink

Normalmente minhas compras são na base da 'oportunidade', completamente sem intenção específica, do tipo... vi, gostei, o preço tá bom, vou levar.
Desta vez foram objetos de decoração, de design (também, de 07 pessoas, 04 são arquitetos). Foram coisinhas várias e 03 abajoures. Ok, ok, pode parecer um 'berimbau de viagem' (rsrsrsrs) mas chegaram em perfeito estado (2 foram despachados e 1 veio na mão). O preço compensou muito. No mínimo 40% de diferença. Sinceramente, se fosse para comprar no Brasil, não teria 'coragem'. As principais lojas foram:
* Mondo: no shop. Parque Arauco e na Av. Vitacura, 2949 (logo depois da Av. Pres. Riesco)
* Interdesign: Av. Isidora Goyenechea, 3200 (um pouco antes do Hotel W).
Na Av. Nueva Costanera, entre Vitacura e Alonso de Cordova também tem várias lojas.
Ah... a Casa & Ideas é muuuito legal. A seção infantil então, nem se fala. Rendeu inclusive já os presentes de Natal. Nem tanto pelo preço (que são bons sim) mas pela oferta de coisas diferentes, que não encontramos em BH, por exemplo.

juliana amorim
juliana amorimPermalink

Santiago também tem uma 25 de Março, que eles chamam de PATRONATO.
Pra quem gosta de explorar este tipo de comercio,voilà!
Tem loja de roupas populares por la tambem.
http://www.tiendaspatronato.cl/info_turist/info_turist.htm

juliana amorim
juliana amorimPermalink

este é melhor
http://www.barriopatronato.cl/

Mari Campos
Mari CamposPermalink

Vixe, mas sabe que se tem uma coisa que eu praticamente não faço em Santiago são compras? Não consigo achar Santiago barata... Mas concordo com o Diego que as peças da Ellus, por exemplo, são muito mais baratas lá que no Brasil e também recomendo as feirinhas de Santa Lúcia e Los Dominicos para quem quer comprar uns artesanatinhos. Às vezes compro também uns temperitchos secos no supermercado. E acho o Duty Free de Santiago uns dos melhores, sobretudo para bebidas. Afinal, a única coisa que eu sempre compro no Chile - e compro mesmo! - são vinhos, de monte mrgreen

SabrinaKL
SabrinaKLPermalink

Acabei de voltar do Chile (cheguei ontem, sábado, 20/11). Fora os tantos vinhos, não fomos para fazer compras, mas sempre rola umas aquisições imperdíveis.

Uma passadinha na Casa & Idéias é imprescindível (amo a papelaria deles!).

A mesmíssima coisa para a Marimekko ( http://www.marimekko.com/shops/shop-locator?country=cl&city=SANTIAGO&tid=All ), a famosíssima empresa finlandesa fundada em 1951, cujas estampas inovadoras fazem com que sejam líderes em design têxtil, utilizados em roupas, acessórios e tecidos para decoração de interiores (banheiro, escritório, quarto) e de quebra. Na concept store de Santiago ainda oferece artigos de papelaria de enlouquecer!

Pra mim as citadíssimas Ripley, Fallabela e Paris só fazem sentido na liquidação de inverno (momento em que se compra casacos maravilhosos por R$ 40).

Artigos de artesanato, fico com a Tienda Artesanias de Chile, dentro do Centro Cultural Palacio La Moneda ( http://www.ccplm.cl/index.php?view=article&id=79&option=com_content&Itemid=23 ) onde não se corre o risco de comprar gato por lebre (as coisas são chilenas meeesmo!). Aliás, pegando carona nos Centro Culturais, não posso deixar de citar as lojinhas das casa de Neruda que, para mim, são sempre muito atrativas).

Apetrechos para cozinhas? Mercado Público e, sem dúvida, a Coquinaria (http://www.coquinaria.cl/ ). Uma tentação demoníaca para quem gosta de cozinhar.

Vinhos? Pra quem mora no Rio Grande do Sul, como eu, fica complicado indicar a loja da Concha y Toro porque, parece mentira, mas compramos em Jaguarão / Rio Branco mais barato que no local os vinhos desta vinícola. O que fazemos é aproveitar os diferentes vinhos, mais difíceis de achar no Brasil em mercados mesmo (Santa Isabel e Líder). Já compramos nas lojas do Mercado Público, mas confesso que a única vantagem que encontramos por lá é a forma como acondicionam para viagem. Aliás, falando nisso, não posso deixar de comentar: que despreparo nos nossos aeroportos para lidar com os "frágeis"! Chegamos, ontem, com embalagens "superprofi" (incluindo plásticos bolha, papelão, fita adesiva com "fragile" escrito - coisas que previdentemente levamos para este fim). No vôo Tam operado pela Lan de Santiago a São Paulo tudo perfeito. Nem um amassadinho na embalagem... No vôo Tam de SP a POA as embalagens pingavam vinhos carmenére, cabernet, shiraz por todos os lados. Tomamos um super prejuízo e não dá pra não sentir um raiva do descaso... Por isso, não é de se desprezar a ideia de comprá-los no freeshop. Há bons preços e saem acomodados em embalagens para levarmos na mão. Não há tanta variedade, mas...

juliana amorim
juliana amorimPermalink

As lojas da Artesanías de Chile são maravilhosas!! Também recomendo!
http://www.artesaniasdechile.cl/locales.php

Wanessa
WanessaPermalink

Não sou de comprar muito em viagem, mas em Santiago acabei aproveitando as grandes lojas de departamento, que facilitam muito a vida de quem não tem tempo pra ir de loja em loja.

Todas as dicas relacionadas a roupas e maquiagem, peguei em blogs de moda. No da Camila Coutinho, tem estes posts:
http://www.garotasestupidas.com/index.php/moda/guia-de-compras-santiago-chile/
http://www.garotasestupidas.com/index.php/beauty/comprinhas-de-make-no-chile/
http://www.garotasestupidas.com/index.php/beauty/comprando-make-no-chile/

No da Constanza, que é chilena, o principal post é este http://www.futilish.com/2010/01/dica-de-viagem-chile/, mas vale procurar na categoria de viagem que tem vários outros sobre compras em Santiago e estão reunidos aqui: http://www.futilish.com/category/diario-de-viagem/ (tem que ir procurando os posts sobre Santiago)

A Mari já falou que Santiago não é uma cidade barata, mas eu me dei muito melhor lá do que quando tentei fazer compras (roupas, pelo menos) em Buenos Aires. Os preços podem até não ser TÃO mais baixos do que no Brasil, mas a grande variedade de produtos e a qualidade deixaram a relação custo x benefício mais interessante em Santiago.

Juliano Trein
Juliano TreinPermalink

Patio Bella Vista é o melhor lugar para artesanato. E tem a vantagem de ter no mesmo ambiente diversos restaurantes e bares para uma "espera" mais tranquila, especialmente se o maior interessado na compra dos artesanatos não for você

Sabrina
SabrinaPermalink

Acrescentaria (não li nos posts acima) uma loja chamada El Mundo del Vino, além de vinhos vc pode encontrar acessorios e fica ao lado da Coquinaria (que ja falaram). Na coquinaria dá para comprar coisas lindas de cozinha, comprar queijos/petiscos, la dentro tem uma loja da chocolateria La fete e também pode comer algo por la (endereço: Isidora Goyenechea 3000). Outra loja para comprar vinhos, que um morador de Santiago me levou, chama-se Wain ( http://www.wain.cl/ ), você pode aproveitar e comer no La Mar (delicioso!!) que fica do outro lado da rua. Com relação as lojas de departamento, como tenho um bebê pequeno, acrescentaria os preços dos brinquedos por la são bem mais baratos do que no Brasil (mas não chegam perto dos valores nos EUA) - na Falabela meu filho ficou feliz com os achados!

Espero ter compartilhado boas sugestões!

Aline
AlinePermalink

Eu achei Santiago BEM melhor p comprar roupas do que Buenos Aires. Consegui uma calça da Ellus por 100 reais(!!!!!) no shopping Arauco!

Ana
AnaPermalink

Concordo com a Aline. Estive semana passada em Santiago e Buenos Aires e ainda bem que comprei umas roupas em Santiago, porque Buenos Aires foi uma decepção. Lá vc encontra as lojas de marca que tem no Brasil com a diferença dos preços que mais baixos. Mas em Santiago, especialmente na Falabella, encontrei coisas diferentes (roupas casuais, esportivas), com preços mto bons! Para comprar bolsas, indico a XL, na galeria pacifico em buenos aires. No mais, amei Santiago e não voltaria a buenos aires....

Juliana Tkatch
Juliana TkatchPermalink

Fiz baste compras por lá... no meu blog tem uma lista de outlets em vários lugares do mundo.

Em Santiago eu recomendo... comprei tênis que eram lançamentos por R$150,00. Nike Factory Store (Irarrázaval 2451 quase esquina. Pedro de Valdivia no bairro de Ñuñoa) e quase na Pedro de Valdivia, na mesma esquina fica a loja da Adidas. Fomos de metro, mas voltamos de ônibus o que compensou mais. Passamos por um outlet da Ripley, mas não valeu a pena, nada de interessante.
Fomos também a um que prometia GAP e Banana Republic, só encontramos peças antigas que pareciam até usadas.

Todos os endereços encontrei em um blog de Santiago, confira: http://www.outletchile-claudiablanco.com/

Jorge Cabral Filho
Jorge Cabral FilhoPermalink

Boa noite, pessoal!

Sou corredor de rua, aqui no Rio De Janeiro. Em Abril de 2011, vou correr a meia marationa de Santiago Do Chile. Provávelmente, ficarei hospedado em Albergue. Alguém poderia me indicar algum no centro da cidade ou próximo, com bom preço. Outra coisa, pretendo comprar tenis running, de preferência da adidas, etc...Poderíam indicar alguma loja ou shopping, onde eu possa encontar. Tbm, algum ponto turistico q não pode faltar no roteiro local.

Abraço a todos....

Att.
Jorge

Giovanna
GiovannaPermalink

Jorge,
Antes de mais nada, bons treinos para a maratona.

Acabei de voltar de Santiago e, como corredora, também procurei artigos esportivos. Achei alguns Asics Kayanos por 400 reais (aqui, um modelo novo está por quase 600). No Mall Sport você com certeza achará alguma coisa, mas não vá esperando grande variedade. Lá também tinha o Vibram, aquele "tênis" para correr descalço. Foi a primeira vez que o vi em exposição. Um pouco antes de chegar no Mall Sports pela Av. Los Condes há, do lado direito, uma superloja da Adidas. Além disso, alguém já referiu nos comentários o endereço de um outlet. Mas, se vc vai correr a Maratona, que é patrocinada pela Adidas, certamente vai encontrar os tênis na feira da maratona.

Sobre o Mall Sport: vale a pena pelo passeio, pois é um shopping sossegado e tem várias opções de entretenimento (a melhor é a onda de surfe artificial). Vale muito à pena comprar equipamentos de bicicleta lá (tudo, da sapatilha até a bike é mais barato), mas não vá esperando grandes promoções e descontos parecidos com os EUA. Quanto aos acessórios e vestuários para corrida, em especial, tem alguma coisa, mas não em tanta variedade e com preços tão atraentes. Além disso, um chileno nos falou que as mulheres de lá não gostam de praticar tanto esporte. Assim, faltam opções para meninas.

fCordeiro
fCordeiroPermalink

Oi.. sou português e estou indo para o chile no proximo dia 20 de janeiro. Queria comprar uma maquina fotográfica Canon 550d sabe dizer alguns valores?

obrigado

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá! Como nossa vocação é viajar, podemos até ajudar indicando lugares onde é bacana passear e fazer compras, mas valores... aí já não sabemos!

Carmélio Dias
Carmélio DiasPermalink

Alguém sabe algo sobre eletrônicos? Sendo mais específico: é mais barato comprar um Ipad em Santiago (ou Buenos Aires) do que no Rio? Obrigado

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Note que o iPad não está coberto pela isenção de imposto de importação. O aparelho precisa ser declarado.

Pavan
PavanPermalink

Em Santiago vc vai pagar de USD 800 a USD 1.100 em lojas como a Paris ou Ripley. Nos EUA, o preço fica entre uns USD 600 e USD 850. É mais caro que nos states, porém mais barato que no Brasil. Na Argentina é mais caro.

Carmélio Dias
Carmélio DiasPermalink

Ok tô sabendo. Mas, no geral, será que é mais barato que no Brasil? Tô indo pra Santiago com mulher e dois adolescentes no carnaval (com escala de 4 dias em Buenos Aires). Seguindo as dicas daqui reservei o Orly e aluguei um apê em Palermo Viejo que assusta. Tem até piano(!) e me pareceu uma bagatela para 4 pessoas... espero não me decepcionar... Mas tô maquinando mesmo é trazer (declaradamente) um iPad na bagagem... vale?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Botei a pergunta no Perguntódromo.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalink

Preço no Duty Free de EZE.
iPad WiFi de 16GB: U$749. Preço nos Estados Unidos é de U$499. Preço no Brasil oficial é de R$1.649,00.
Se você tem disponibilidade de pagar à vista, sairá mais barato.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalink

Na cidade ele custa 3.400 pesos argentinos. Com uma conversão você pagará por volta de R$1.415,00. Novamente se você tiver disponibilidade de pagar à vista, sairá mais barato.

@lilibollero
@lilibolleroPermalink

Eu, quando fui agora em janeiro, queria comprar ipod touch mas qnd fiz a conversão e a taxa de cartão de crédito cheguei à brilhante conclusão de ter um desconto muito irrisório de forma que preferi comprar no Brasil mesmo com valor em reais certinho. Espero que vc tenha mais sorte.

Fran
FranPermalink

Carmélio, dê uma olhada aqui www.paris.cl e www.falabella.cl que são lojas que vendem o Ipad e o Galaxy Samsung. A Falabella tb está na Argentina www.falabella.ar
Por coincidência tinha feito essa pergunta hoje de manhã porque receberei parentes de lá esta semana, mas cheguei à conclusão que não vale a pena, a diferença não é tão significativa e questões como garantia, assistência técnica e até compatibilidade ficam meio comprometidas...

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalink

Não existe problema algum de compatibilidade.

Fran
FranPermalink

que bom! uma vez comprei um notebook no Chile e algumas coisas como teclado, peças e o programa instalado eram bem chatinhos...Acostumei, mas prefiro comprar aqui. Acho que só vale a pena quando a diferença é significativa.
Não tenho ipad ainda, não conheço tão bem as suas funções, mas é bom saber que não há esse tipo de problemas, então de repente vale a pena comprar por lá. Vou repensar. Obrigada pela dica Gabriel.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalink

Em notebooks o teclado é físico e adaptado para o idioma local. No iPad o teclado é universal, virtual e configurável para qualquer idioma.
Se você quiser pagar à vista, vale a pena! A garantia da Apple é mundial.

Claudia Renata
Claudia RenataPermalink

Como funciona o "declarar o Ipad"?
Vou para Santiago e Buenos Aires na proxoma semana e gostaria de um ipad 2. e o unico eletronico q vou comprar.
saira cerca de 1700 reais o de 64gb com wi - fi e 3g. terei q pagar imposto?

agradeço já a atenção

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Claudia! Tecnicamente, a cota de compra de eletrônicos no exterior não pode passar de 500 dólares. Acima disso, paga-se impostos. Há quem arrisque não declarar, mas a multa pode acabar sendo feia.

Carmélio Dias
Carmélio DiasPermalink

Obrigado! Vou ver o que encontro por lá e depois conto aqui! abs

JULIO CORRÊA
JULIO CORRÊAPermalink

Carmélio, quando sair do Brasil, dê uma olhada no Free Shop daqui e anote o preço. Assim que chegar no aeroporto de lá, confira o preço. Comprei uma vez um ipod no Free de BUA e saiu mais barato do que aqui. Mas foi em 2007. Não sei agora. Pelo que ouço falar, costuma ser bom negócio.
abraço

Lilian
LilianPermalink

Alguém já teve problema em trazer quantidade de bebidas? Vou para Santiago, com conexão em Buenos Aires pela Aerolineas e no site da companhia diz que só é possível 5 garrafas por pessoa e despachadas, não pode ir na mão. Alguém confirma?
bjoss

A Bóia
A BóiaPermalink

Alô, Lilian! Se as regras da companhia aérea são especificamente essas, mesmo que alguém diga algo diferente eles poderão brecar. Esclareça junto à Aerolineas mesmo!

Daniel
DanielPermalink

Pessoal, vou pro Chile no final de maio passar 5 dias. Vale à pena ficar no hotel Kennedy, por se o mais perto do Parque Arauco, ou tem hotéis mais em conta por perto e o taxi não sai tão caro assim? Pergunto porque pelo que já li aqui o Parque Arauco é um dos melhores lugares pra comprar no Chile, então com certeza vou lá mais de um dia então era bom já estar perto. Outra dúvida, alguem tem dicas sobre o passei ao Vale Nevado?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Daniel! Já falamos sobre a localização do Hotel Kennedy aqui:
https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire/comment-page-1/#comment-110973

E aqui há um post sobre Valle Nevado:
https://www.viajenaviagem.com/2010/07/santiago-com-neve-um-dia-entre-valle-nevado-e-farellones/

Para todas as informações sobre a cidade, visite a página de Santiago!
https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire/

silmara reis
silmara reisPermalink

oi, gente!!!

vou pro chile daqui 11 (contagem regressiva!!!) dias. vcs estão ajudando muito! agora, uma duvida: alguem aí falou de embalagem inflável para trazer vinho com segurança. onde posso encontrá-lo?

obrigada!

Adri Lima
Adri LimaPermalink

Silmara, não sei onde vc pode encontrar não, mas sei que se vc comprar as 6 garrafas (1 caixa) em um mesmo lugar eles costumam embalar direitinho pra viagem, com plastico bolha e em caixas que podem ser despachadas. Já fiz isso voltando da França, Italia e Argentina e deu certo. Acredito que no Chile não seja diferente.

Fernanda Carrijo
Fernanda CarrijoPermalink

Cara Silmara, nas próprias vinícolas visitadas você encontrará as embalagens infláveis para comprar. No mais, desfrute esse belíssimo país. Qualquer dúvida, poste novamente.
Abraços,
Fernanda

mario
marioPermalink

Silmara, pelo que eu notei do post da Fabiana, ela comprou estas embalagens na própria vinícola. Achei até que alguém tinha escrito ´infalível´ e que você tinha entendido ´inflável´ porque eu nunca tinha ouvido falar deste tipo de coisa smile. Vou te dizer o que eu costumo fazer com vinhos, de repente te ajuda: a primeira coisa é usar uma mala dura, que seja de qualquer tipo de material que não ceda. Depois, é só pegar cada garrafa e envolvê-la com alguma peça de roupa usada na viagem. A última etapa é arrumar a mala de um jeito que não haja espaços vazios, de modo que as garrafas fiquem sempre no mesmo lugar em que você colocar. Essa minha técnica é à prova de qualquer arremessador de bagagens, nunca perdi uma.

Vera Lúcia
Vera LúciaPermalink

Silmara, a embalagem inflável ocupa muito espaço na mala. Uso a mesma tática do Mario - mala rígida e sem espaços vazios. É certeiro.

Mary Walmsley
Mary WalmsleyPermalink

Oi Silmara,
Eu comprei na Conhcha Y Toro. As embalagens realmente ocupam um espação na mala, mas são infalíveis. Comprei 6, pq fiz a festa nos vinhos maravilhosos dessa vinícola.
Mas eles também oferecem para fazer uma embalagem menos volumosa e mais barata.
Eu só visitei essa vinícola, mas acredito que as outras também vendam.

Sheila
SheilaPermalink

Minha tática é a mesma. Também nunca tive problemas. Recomendo ter uma boa mala rígida também. Se for comprar, recomendo as SAMSONITE.

Dri
DriPermalink

Essa tática de mala rígida me deixou na mão voltando justamente do Chile e Argentina. A TAM teve tanto cuidado com minha mala marcada de frágil q conseguiu quebrar a mala E garrafas dentro da mesma. Obviamente ela só "pagou" pelo conserto da mala. Na concha y toro eles vendem essas embalagens inflaveis sim, mas elas de fato ocupam muito espaço nas malas. Desde esse acidente eu tenho optado por despachar os vinhos em caixas de papelão. Aparentemente essas caixas são manuseadas com mais carinho pelo pessoal de terra, pois uma vez que nao possuem alças, fica mais difíceis de serem varejadas pra longe...

Fabiane
FabianePermalink

Olá Silmara, eu comprei as embalagens inflaveis na propria Concha & Toro. Abraços e boa viagem!

Juliana Amorim
Juliana AmorimPermalink

Eu tb comprei na Concha y Toro!

Vinícius (mais do que uma viagem)

Silmara, eu comprei na Concha y Toro.

Hebe
HebePermalink

Na Concha Y Toro e nas lojas El Mundo Del Vino.

Marcela
MarcelaPermalink

Silmara,

eu fiz a farra dos vinhos num supermercado... estavam bem mais em conta do que nas vinícolas. Ao final da compra pedi uma caixa de papelão, daquelas que o vinho chega ao mercado, com as divisórias internas do tamanho das garrafas.

Despachei essa caixa como uma bagagem identificada como frágil. Antes de despachar a cia aérea abriu a caixa na minha frente e conferiu que era vinho mesmo. Não tive nenhum problema. Mas um detalhe importante: estávamos com pouca bagagem e essa caixa de vinhos ficou dentro do limite de peso permitido.