2011: Resoluções de Ano Novo para viajantes

Réveillon em Copacabana

Na cultura brasileira a virada do ano é uma época mágica em que zeramos a conta: toda ziquizira vai embora junto com as sete ondas que pulamos à meia-noite. Basta estar num lugar auspicioso e desejar com força para que nossos planos para o ano seguinte se realizem. É uma brincadeira divertida. Mas não custa nada combinar as nossas tradições com os costumes dos povos do hemisfério norte, que aproveitam esta época para formular Resoluções de Ano Novo – uma pequena lista de providências para melhorar a vida no ano seguinte. Aqui vão algumas ideias de resoluções de ano novo que vão fazer você aproveitar melhor todos os seus desejos de viagem em 2011.

Habilitar seu cartão de banco para saques no exterior. Onde consigo a melhor cotação para reais em Buenos Aires? E em Santiago? Levo dólares ou euros para Praga? E para o Marrocos? Onde troco travelers cheques sem comissão na Cidade do Cabo? Abre domingo? Ninguém mais precisa ter essas dúvidas. Se você habilitar o seu cartão de banco para saques internacionais, vai poder retirar moeda local em praticamente todos os caixas automáticos (não só os do seu banco). A cotação é melhor do que a de qualquer casa de câmbio, e as taxas não pesam se você fizer saques equivalentes a 200 dólares de cada vez.

Comprar uma mala de quatro rodinhas. Pare de arrastar mala! À diferença das colegas de duas rodinhas, uma mala de quatro rodinhas não é arrastada – ela acompanha você quase sem esforço. A que melhor funciona é a de tamanho médio (65 cm de altura, em pé). A propósito: a viagem fica muito melhor quando você não leva mala grandalhona. Procure fazer sua roupa caber numa mala média, e você vai adorar a diferença.

Tomar vacina contra febre amarela. Não há dia em que não me apareça alguém desesperado para saber se é necessário mesmo ter certificado de vacinação contra febre amarela para ir ao Caribe ou fazer uma conexão (ou mesmo escala) em Lima, Bogotá ou Caracas. Apesar de, na prática, poucos agentes de imigração realmente procurarem pelo certificado no nosso passaporte, no papel a lista de lugares que exigem a vacina é extensa. E não adianta se vacinar imediatamente antes do embarque: a inoculação só tem efeito depois de 10 dias. Livre-se dessa preocupação tomando o quanto antes a vacina – a validade é de 10 anos.

Organizar suas milhas.
O real valorizado não serve apenas para viajar ao exterior: juntar milhas no cartão de crédito está moleza. Com o dólar atual, cada R$ 1,70 em compras vale uma milha (ou mais, nos cartões que conferem mais de uma milha por dólar gasto). E o que é melhor: ao longo do ano as companhias aéreas têm feito promoções de milhas reduzidas, rentabilizando a sua conta. Troque já seu cartão sem benefícios por um que dê milhas e concentre seus pontos num único programa de milhagem.

Fazer check-in antecipado. Você já está habituado a comprar passagens pela internet. Dê um passo à frente, e passe também a fazer o check-in online. Visite os sites das companhias aéreas e familiarize-se com todas as alternativas; em muitos casos dá para imprimir o cartão de embarque antes de sair de casa. A fila para despacho de bagagem sempre anda mais rápido do que a do check-in; boa parte dos perrengues de aeroporto é eliminada com esse simples procedimento.

Viajar pelo Brasil na baixa temporada. Dei este conselho nas resoluções de 2010 (publicadas em fevereiro, depois das férias), e repito para 2011. Não pense que os preços para viajar em janeiro pelo Brasil se mantém altos assim o resto do ano. O Brasil fica bem mais em conta quando você viaja fora de férias e feriadões. O segredo da economia está em comprar passagens aéreas com antecedência. Hotéis de cidade oferecem tarifas reduzidas nos fins de semana; pousadas estão abertas a negociação e os resorts informam tarifas mais razoáveis para quem compra diretamente ou via sites de reservas. Experimente.

Pesquisar opiniões antes de reservar. A internet é uma mina de depoimentos sobre hotéis, lugares, passeios. Muita gente, porém, só se lembra de conferir a experiência dos outros depois de fazer reservas (muitas vezes, sem possibilidade de reembolso). É um péssimo momento para pesquisar, e não apenas pelos motivos óbvios. Quando você pesquisa sobre um hotel ou um lugar antes de reservar, está de cabeça fria para confrontar pontos de vista diferentes, identificar os perfis dos opinantes e perceber críticas injustas. Mas quando você só pesquisa depois da reserva feita, qualquer criticazinha negativa vira verdade absoluta; na terceira resenha ruim você entra em depressão e se sente um otário.

Compartilhar suas experiências de viagem. Não guarde suas impressões só para você e seus amigos. Aproveite a profusão de blogs de viagens, sites de resenhas e de reservas para deixar suas opiniões. Elas serão úteis para outros viajantes brasileiros. Mas não pense na internet apenas como o lugar onde você vai registrar suas reclamações e críticas; é importante também compartilhar as boas escolhas. Não custa nada, ajuda os outros e pode ser divertido: é uma maneira de você reviver a sua viagem.

Originalmente publicado na minha página Turista Profissional, que sai toda 3a. feira no suplemento Viagem & Aventura do Estadão.

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


66 comentários

Ótimas dicas. De todas, só ainda não faço o check-in antecipado, mas já vou mudar isso. Este ano comprei uma mala nova, e coincidentemente ela é média (sempre compro as médias) e de 4 rodinhas (só preciso aprender a levar pouca roupa; invariavelmente, metade volta sem ser usada).
Concordo com os que disseram que falta de companhia não é desculpa, mas ainda me apego a ela para não viajar tanto quanto gostaria. Não é a mesma coisa que viajar acompanhado, e confesso que tenho um pouco de medo. Um post ou dicas sobre isso seria legal.
No mais, seu blog foi a melhor descoberta deste ano. Virei fã e até já comprei dois dos seus livros.
Felizes festas e um bom réveillonze!

Ricardo, comecei a escrever no blog ontem e estou percebendo que o “virus” me pegou …rsrss….que delícia é navegar por aqui, ler todos e perceber o quanto temos para compartilhar de nossas experiências e o quanto podemos melhorar nossas futuras experiências a patir de 4 ou 5 linhas valiosas traçadas por nossos colegas viajantes…

Este post RESOLUÇÕES DE ANO NOVO é instigante…

Fiz uma autoavaliação em cima das suas dicas de resolução:

1-) já uso os saques em conta corrente com cartões internacionais há 3 ou 4 anos e realmente é o melhor custo benefício de câmbio, uma vez cheguei a pagar 0,50 pelo peso argentino enquanto as casas de cambio aqui e lá o faziam na base de 0,70;

2-) não viajo sem a mala de 4 rodinhas é requisito exigido pelo meu marido para qualquer viagem…ele comprou a primeira após um surto de raiva quando teve que levar “no braço” uma mala tamanho GG pelo extenso aeroporto de Honolulu, que primeiro perdeu as rodinhas e depois a alça…srrsrss;

3-) já temos a vacina contra a febre amarela com o respectivo certificado internacional da ANVISA;

4-) já usamos o check in on line também há alguns anos e realmente faz toda a diferença, mas terei como resolução de ano novo, providenciar o CPF para meu filho de 16 anos, que por usar o meu CPF já me impediu de realizar o check in online algumas vezes;

5-) sempre pesquiso muuuuiiiito os reviews de viajantes na internet antes de organizar minhas viagens, mas acho que preciso dar mais feedback sobre nossas experiências…percebi que só faço isso nos extremos: quando as experiências são horrorosas (foram pouquíssimas) ou quando eles são demasiadamente maravilhosas.

6-) há cerca de 2 anos parei de utilizar as mega promoções de passagens nacionais para viajar pelo Brasil na baixa temporada, preciso voltar a fazer isso !!!

Das dicas de nossos colegas, também fiz uma autoavalição:

7-) não saio de casa para viagens sem o adaptador universal e 2 benajmins e isto realmente faz muita diferença quando há 3 câmeras para carregar, celulares, nextel, ipod…Uma vez já fiquei sem tirar fotos de locais pelos quais não passaria novamente porque o hotel não tinha mais adaptarores para eu carregar minha bateria.

😎 estou com estoque de cadeados TSA com as carinhas M&M que comprei pelo ebay há algumas semanas.

9-) não deixo de viajar por não ter companhia…Inclusive, conheci meu marido numa viagem que fiz sozinha pela Europa…

10-) lá em casa sempre estamos com vistos em dia…fico em cima !!

E aí, comecei a montar minha lista de resoluções:

– começar a utilizar o twitter para garimpar dicas preciosas de destinos…nunca cheguei nem perto porque certamente ficarei viciada…mas já me determinei a começar a usá-lo criteriosamente, focando em interesses específicos…

– preparar um check list de bagagem mínima para cada tipo de viagem (praia, treking, camping, frio, calor, combinada com eventos sociais, nacional, internacional, camping, etc.) para colar no closet e evitar esquecer um pequeno detalhe como repelene, luvas de neve, etc…Estou para fazer isso há alguns anos e fica sempre pendente…

– aprender a organizar de maneira mais rápida e eficaz minhas informações e fotos de viagem. Costumo usar o fotolivro (www.fotolivro.com.br) e o windows movie maker, mas às vezes são muito demorados, computador fraco e acabo deixando pela metade. Já comprei um note sony específico para isso com um programa adobe elements que me pareceu bem interessante (ele até reconhece as pessoas nas fotos)…vou começar a usá-lo e organizar tudo das minhas últimas viagens…

– renovar meu passaporte que vence em novembro de 2011;

– tirar o CPF do meu filho de 16 anos para regularizar os cartões de milhagem dele e possibiltar o check in online dele;

– estar mais informada sobre os serviços de viagem e seguros oferecidos pelos cartões de crédito – este ano me aconteceu de comprar um seguro de carro locado que já era oferecido pelo meu cartão de crédito;

– montar um mini blog com algumas dicas de roteiros de viagem que já fiz e também sobre sites e etcs para organizar uma viagem. Meus amigos sabem que eu amo viajar e organizar as viagens, então é muito comum que liguem para perguntar e que até indiquem amigos que também me ligam para tirar dúvidas…Tendo um blog, posso compilar tudo e deixar acessível para estes colegas;

E como todos aqui acabaram deixando algum tipo de dica para os demais, vou dar duas contribuições que não estão citadas neste post:

– SEGURO PARA EUROPA: nas viagens para Europa, antes de comprar o seguro obrigatório de 30.000 euros, verifique se o seu cartão de crédito não o oferece gratuitamente. Eu utilizo o do Real Visa Platinum desde 2006 sem problema algum. Isto pode lhe render uma economia de US$ 150,00 a US$ 200,00 que você pode investir num jantar…

– ETIQUETAS PARA BAGAGEM: no site http://www.vistaprint.com você pode editar, mandar fazer e entregar no Brasil as etiquetas personalizas e duráveis para você colocar nas suas bagagens. Elas são impressas da maneira como vc editar, numa espécie de borracha de 3-4 mm de espessura e você pode usar, reutilizar e reutilizar…Muitíssimo prático e fica lindo…

FELIZ 2011 COM MUITAS VIAGENS PARA TODOS VOCÊS !!!!!!

Além dos itens já mencionados, eu incluiria na lista:

– comprar um adaptador universal de tomada
– comprar um benjamim (muito útil para quem viaja com vários aparelhos eletrônicos, principalmente com crianças)
– acumular milhas em um cartão de crédito que te permita transferir as mesmas para vários programas de milhagem, assim você pode transferir as milhas de acordo com as suas necessidades. Preferência para os cartões que nunca expiram as milhas.

Vocês lembraram dos cadeados TSA se forem aos EUA? Esse cadeado vem com uma combinação, mas tem fechadura para uma chave mestra da Travel Security Agency. Cadeado comum eles quebrasm e deixam uma cartinha explicando a colaboração (não voluntária) com a segurança nacional. Eles costumam suspeitar de cadeados comuns…

Já que um dos assuntos é vacina, vou lembrar aqui da vacina contra tétano, que deve ser renovada a cada 10 anos. É muito importante para quem gosta de viagens com pitadas de aventura, pois sempre há o risco de se machucar. Nesse fim de ano renovei todas as minhas vacinas, vou começar 2011 devidamente imunizado.

Depois da minha experiência portenha,acrescentaria ao 1o item levar mais de um cartão,de preferência de bandeiras diferentes, assim,se der um black-out no Visa(como aconteceu comigo em Bs.As.),vc sempre tem a chance de conseguir sacar c/o outro cartão. Isso, sem falar em roubo ou perda de cartão.
Feliz 2011 a todos, c/mtas viagens maravilhosas!!
Bjs,
Lu

Completando o comentário,
A informação da mala me trouxe alívio porque me livra de ter que arrumar 20 mil dólares para comprar a versão básica uma mala Henk com duas rodinhas e sem eixo,e ainda por cima ter que ficar em um longa fila, como não bastasse as dos aeroportos, para recebê-la, já que somente 3 mil exemplares são fabricados por ano.

Quer ver uma pesquise mala henk, ou vá em henk ponto com

Acho que o link que postei barrou o meu comentário.
Como bem colocou a Amélia é importante manter um passaporte com validade mínima de seis meses.
Já o conselho da mala com 4 rodinhas isto me trouxe alívio pois me livra de ter q

    Para os Estados Unidos, ao contrário do que muitos pensam, não é necessário validade mínima de seis meses.
    Os Estados Unidos têm um acordo com o Brasil (e com muitos outros países) que automaticamente prorroga a validade do passaporte por seis meses além da data de sua expiração. Portanto, é permitido entrar nos Estados Unidos utilizando um passporte com menos que seis meses de validade.

    Boa informação Gabriel! Eu já tinha percebido que a validade de 6 meses não valia muito por lá, mas não sabia o motivo.

Ótimas Resoluções!
Vou tentar colocar em pratica o que ainda nao faco, a mais dificil que to vendo que vai ser complicado é usar uma mala media, já comprei ela, só tenho q me acostumar a só usar ela…
Feliz Ano Novo a todos!

Riq que alívio a dica da mala de 4 rodinhas, assim não vou ter que me preocupar em juntar 20 mil dólares para comprar uma mala de duas rodas básica http://luxo.ig.com.br/colunistas/dudimachado/primeira+classe/c1237839394044.html e ainda por cima duas rodas sem eixo, e com o agravante e ter que entrar na fila para comprar uma, já não basta a fila dos aeroportos!
No mais, com bem lembrou a Amélia manter o passaporte atualizado, isto é emitir um novo no mínimo quatro meses antes do vencimento do atual, uma amiga minha ganhou uma viagem a Páris de presente mas perdeu a oportunidade porque estava com o passaporte vencido.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.