Quito, a bela capital do Equador, nas dicas do Junior

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Quito -- foto: Junior

Sempre ouvi falar muito bem de Quito, a capital do Equador. Fiquei feliz de receber de presente este ótimo relato do Junior, que esteve por lá no ano passado. Deu mais vontade ainda de ir...

Fui pra Quito em abril de 2010. Para chegar ao Equador eu aproveitei uma ida ao Peru, e fiz o trecho Lima – Quito pela Lan. O vôo  não foi dos melhores. Devido o mau tempo em Quito o piloto “ameaçava” pousar em Cáli, na Colômbia. Mas aí sem esperar veio uma das coisas mais bonitas que eu já vi pela janela de um avião: estávamos voando por cima das nuvens que, iluminadas por uma lua cheia fantástica, formavam um mar branquinho. E minha surpresa foi quando eu vi surgindo por meio das nuvens o pico do vulcão Cotopaxi, de quase 6 mil metros de altura, formando um cenário de filme pra ficar guardado na memória.

Apesar do receio, até que o pouso em Quito foi tranqüilo. O aeroporto fica bem no meio da cidade e lembra bastante Congonhas em SP. Um novo aeroporto estava em construção fora da cidade, mas seguindo o roteiro de obras públicas na maioria dos países da América Latina, já estava com cronograma atrasado.

Centro Histórico de Quito -- foto: JuniorCentro histórico de Quito -- foto: Junior

Quito fica em um vale na cordilheira dos Andes, quase no meio do país. Ela é "fina e comprida", em um eixo basicamente norte – sul. No sul ficam as regiões mais interessantes para turistar: o centro histórico e o bairro de La Mariscal. O centro histórico (que foi um dos primeiros patrimônios culturais da Unesco) é bem extenso e tem muitos prédios coloniais lindos e interessantes. Até pra um mineiro ele chega a impressionar smile. Os destaques são a Praça da Independência, onde ficam a Catedral e o Palácio do Governo (cujo interior se pode visitar), a Igreja da Companhia com interior todo decorado a ouro, e a praça San Francisco com a igreja de mesmo nome, a mais antiga do Equador, de 1534 (e que tem um restaurante na parte de baixo onde é possível tomar uma cerveja vendo o movimento da praça).

Quito vista do alto -- foto: Junior

Em dois pontos eu dei azar nessa viagem. O primeiro foi o clima. Acho que a época da ida não foi das melhores, já que choveu bastante. A chuva não atrapalhou tanto os passeios dentro da cidade, mas uma das coisas mais legais de Quito é conhecer os arredores. Daqui dá pra fazer passeios muito interessantes à vulcões (como o próprio Cotopaxi), visitar a feira indígena da cidade de Otavalo (interessantíssima e considerada a maior feira desse tipo na América), ir até o parque da Mitad del Mundo e brincar na linha do Equador, ou indo um bocado mais longe até as ilhas Galápagos. Fora que com o tempo fechado a visão das montanhas em volta da cidade ficou bem prejudicada.

Lago da cratera do vulcão Cuicocha -- foto: Junior

O outro ponto foi o do momento político/econômico. Deu pra perceber que há muita coisa bacana na cidade que está meio abandonada ou que precisa de recuperação logo. Alguns prédios no centro histórico já viveram melhores dias e esperam, mas sem muita esperança, por reformas. E não sei se foi por vir pra cá depois de passar por Lima (onde o país passa por um dos seus melhores momentos), mas conversando com o povo dá pra sentir um certo pessimismo. Há aquela vontade de ser mais do que uma república instável latino americana, mas eles acham que estão perdendo o trem do avanço dos vizinhos. E isso refletiu em um momento desagradável, quando no primeiro dia, caminhando por volta das 11 da manhã pelo parque do El Ejido, fomos abordados por dois assaltantes. Felizmente não levaram nada, porque alguém no parque começou a apitar e chamar a atenção pra situação, mas a partir dali todos os deslocamentos foram feitos por táxi. Mas com o cuidado redobrado foi possível aproveitar muito a cidade.

Teto da Capilla del Hombre -- foto: Junior

A hospedagem foi no Hostal La Rábida (La Rábida 227), no bairro de La Mariscal. Foi uma das estadias mais agradáveis que eu já tive. O pessoal muito bacana, a pousada limpa e bem agradável (e com um bom restaurante). Em La Mariscal fica uma parte mais moderna da cidade. É aqui que está a maioria dos hotéis e restaurantes mais descolados. A muvuca se concentra mais na praça Foch.

Comendo em Quito -- foto: Junior

Há muita opção de restaurante legal ali por perto. Indicaria o Mama Clorinda (Reina Victoria 1144) para uma comida mais tradicional e o La Boca del Lobo (Calama 284) mais moderno e com um público mais jovem. É por ali também que estão escritórios de companhias que vendem as excursões para os passeios fora da cidade. Para balada, não se pode deixar de ir a uma salsoteca. Fui na Seseribó (325 Gral. Veintimilla) e mesmo não dançando nada dá pra se divertir tomando uma Pilsener curtindo a música.

Mercado de Otavalo -- foto: Junior

Outras visitas que valem a pena: conhecer a Basílica del Voto Nacional (Carchi 122), uma igreja neogótica que te faz imaginar estar na Europa, até você perceber que os gárgulas são animais da fauna local: iguanas, lagartos, etc; subir até o topo do vulcão Pichincha pelo Telefériqo (av Occidental s/n), chegando até 4100m. Se já é difícil respirar na cidade (aos 2800m de altitude) aqui a coisa fica séria. É ótimo pra ver a cidade toda e, em um dia claro, os outros vulcões das redondezas. Sensacional também são as obras do maior artista equatoriano: Oswaldo Guayasamin. Ele tem dois museus: a fundação (José Bosmediano 543), que funciona na casa onde ele morava e onde estão expostas suas obras e que tem uma coleção legal de peças pré-colombianas; e a Capilla del Hombre (Lorenzo Chávez EA18-143), uma impressionante estrutura com várias obras dele e que é dedicada aos povos da América Latina.

Enfim, Quito é uma cidade interessante com várias opções de passeio e que vale a visita. Dá pra aproveitar bem tudo o que a cidade oferece e, tomando um pouco mais de cuidado do que nas demais capitais sulamericanas, ter uma viagem tranqüila.

Ah, um guia me contou uma curiosidade que eu achei interessantíssima: o vulcão Cotopaxi fica bem perto de Quito e ainda está em atividade. Se ele entrasse em erupção a cidade sofreria com.. enchentes! É que ela está até segura dos fluxos de lava, mas com o aumento da temperatura o topo de neve e gelo do vulcão derreteria e inundaria o vale da capital, deixando a cidade submersa em algumas dezenas de metros de água.

Obrigado, Junior!

Viagem feita em 2011.

Leia mais:

69 comentários

Ermesto, o pato

Tem Galápagos, que é inesquecivel!

Arthur | Agora Vai

Muito bonita, pena que realmente a situação econômica do país não seja das melhores (eufemismo)
Qual é o prato na foto? Parece bem gostoso!

Niderce Teresa

Quito é uma cidade encantadora, vale conhecer.
Como meu marido é equatoriano, conheci alguma coisa por lá e posso dizer que o prato em referência é CHUGCHUCARA.

Muito boa as dicas!

Junior
JuniorPermalinkResponder

Que honra! smile
Espero que o relato ajude bastante os trips que tenham intenção de visitar o Equador!

Arthur, não me lembro o nome do prato, comi em um restaurante perto de Otavalo. Era com carne frita, vários tipos de batatas e milhos e realmente estava muito boa. A comida de lá é bem parecida com a tradicional do Peru, ou seja, sem a parte fusion e de influência japonesa.

Arthur | Agora Vai

Oi Junior, valeu!

andre urso
andre ursoPermalinkResponder

Acho que as cidades dessa região da A. Latina tem muito em comum pois me lembrou lugares que visitei na colombia... Mas fiquei curioso por Quito . Bacana o relato!

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

adorei o relato, deu água na boca e encheu os olhos!

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Sabe que eu sempre pensei em Galápagos quando pensava em ir ao Equador? Desde o ano passado, depois de ler e ouvir tantos relatos bacanas como esse (sou suuuuper influenciável wink ), decidi incluir na minha wishing list - e esse ano a cidade tá mesmo com tudo, com título de capital cultural e tal.

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Deu vontade de conhecer! Obrigada, Junior!

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Lima tem se tornado cada vez mais um hub para a América do Sul, ao lado de Santiago. São cidades em que dá para combinar um passeio por lá e depois prosseguir mais adiante para outro destino.

Uma pena isso do quase assalto e do abandono de algumas atrações. Tomara que as autoridades se conscientizem logo.

Se em abril de 2010 o tempo não estava dos melhores, alguém sabe qual a melhor época para ir e curtir sem problemas o entorno?

E a logística para Galápagos, alguém já fez? Dizem que é um destino caro...

Ricardo Freire

Eu sempre me oriento pelo "when to go" do Lonely Planet. A melhor época para Quito parece ser de junho a setembro.

http://www.lonelyplanet.com/ecuador/weather

Galápagos no New York Times;
http://travel.nytimes.com/travel/guides/central-and-south-america/ecuador/galapagos-islands/overview.html

Joyce
JoycePermalinkResponder

Aproveitanto o tema Equador: alguém tem dicas de Guayaquil? Obrigada.

Teté
TetéPermalinkResponder

oi Joyce, eu fui a Guayaquil 2 vezes e minha irmã mora lá, q tipo de dicas vc quer?
recomendo ir no parque das iguanas, no Museu de arte que fica num pier, o bairro Las Peñas é legal pra ir no pôr do sol (suba todas as escadas) e a noite tem barzinhos legais, tem uma galeria de arte legal chamada noMinimo, recomendo pegar um carro e ir até Salinas, uma praia bem bonita. Sobre comida, veja no meu blog.

veja alguns posts de Guayaquil no meu blog aqui:

http://escapismogenuino.wordpress.com/category/guayaquil/

bjo

Beatriz Mazer
Beatriz MazerPermalinkResponder

Olá!
Fiz uma viagem ao Equador , e contrariando o Lonely Planet, aluguei um carro.Realmente algumas estradas deixam bastante a desejar... e os ônibus param no meio da pista!
Fomos até Guayaquil, que me impressionou por ser umas das cidades mais feias que já conheci.Porém, fizeram uma revitalização com um deck muito moderno em frente ao mar,Malecón 2000 e a parte antiga da cidade, Las Peñas é muito pitoresca.A parte que mais gostei do Equador foi a região ao sul de Quito, avenida dos vulcões.
www.jovensdeespirito.com.br

Carlos Cunha
Carlos CunhaPermalinkResponder

Estive em Guayaquil em abril do ano passado, num mochilão que fiz até o México. Realmente a cidade não é bonita, é muito quente e só tem o bairro histórico de Las Peñas e o Malecón de interessante mesmo, ou seja, em um dia você viu tudo. Ah, fuja do restaurante que tem bem no meio do Malecón (não lembro o nome), furadíssima!
Gostei de Quito, mas o para mim o melhor do Equador é, sem dúvida, Cuenca (4 horas de ônibus de Guayaquil, de avião deve ser menos de 1 hora). Cidade histórica linda, culturalmente efervescente, super limpa, no meio das montanhas, muitos passeios interessantes nos arredores, cultura indígena, uma noite agitada com ótimos bares, restaurantes e boates.

Karina
KarinaPermalinkResponder

Estou querendo fazer uma viagem a Galapagos no ano que vem mas não estou encontrando muitas informações bacanas na internet. O que sei é que cruzeiro não quero fazer, prefiro fazer a viagem por minha conta e no meu ritmo. Alguém já foi e pode me ajudar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Alô, Karina! Sua pergunta foi para o Perguntódromo! Os tripulantes devem aparecer com sugestões wink

Karina
KarinaPermalinkResponder

Obrigada, Bóia!! Vou acompanhar por aqui.

Teté
TetéPermalinkResponder

eu fui de cruzeiro, é mais prático, ficando em hotel, terá q pegar barcos para ir nas outras ilhas, algumas distantes, pode até ser 3 hs de barco p ir e para voltar, o cruzeira vai passando por cada uma delas...
veja lá no meu blog, relatei sobre Galapagos

http://escapismogenuino.wordpress.com/category/galapagos/

Lena
LenaPermalinkResponder

Karina,
se alguém aparecer aqui para ajudar, ótimo! Mas caso não apareça e pelo jeito você não é mergulhadora, então sugiro que você dê uma olhada no site de um hotel e veja os programas oferecidos por eles, como este aqui http://www.finchbayhotel.com/ Eles têm várias atividades e programas que você pode escolher ou ter uma idéia, caso opte por outra hospedagem. O site de Galápagos também é ótimo http://www.galapagosislands.com/index2.html

Karina
KarinaPermalinkResponder

Oi, Lena. Realmente eu não sou mergulhadora, até tenho vontade de fazer curso mas, para Galapagos, não da para ser curioso. É melhor não arriscar rsrsrsrs.
Vou dar uma olhada nos sites sim, obrigada pelas dicas. Eu estou começando a me organizar mas é dificil encontrar muita informação na internet mas, pelo pouco que vi já me encantei!

Oscar | MauOscar.com

Karina, Galapagos é um lugar que gostaria muito de conhecer um dia... Quem tem uma série excelente sobre lá é a Adriana do escapismo Genuíno... Dá uma passada lá!!! http://escapismogenuino.wordpress.com/category/galapagos/

Abraço

Teté
TetéPermalinkResponder

Bom dia a todos!
eu fui a Galapagos em março deste ano e fiquei encantada! é um templo da natureza, uma viagem inesquecível.
Eu relato no meu blog porque ir e informações úteis, vejam aqui:
http://escapismogenuino.wordpress.com/2011/03/16/galapagos-e-tudo-o-que-eu-sonhei/

http://escapismogenuino.wordpress.com/2011/03/27/tudo-sobre-galapagos/

mais posts sobre Galapagos aqui:
http://escapismogenuino.wordpress.com/category/galapagos/

Karina
KarinaPermalinkResponder

Que ótimo! Já tinha visitado seu blog em algum momento mas não sabia que tinha ido a Galapagos. Vou correndo olhar.

Obrigada também, Oscar smile

Sueli S.
Sueli S.PermalinkResponder

Karina, li em algum lugar q a melhor maneira de conhecer Galápagos é de cruzeiro, pois ficando em hotel tem q pegar barco td dia p/ ir de uma ilha a outra; de cruzeiro, o deslocamento é feito enquanto vc dorme. Tb tenho pretensão de ir p/ lá, mas não encontrei informações mto legais na net. Aliás, melhor comprar um pacote q. inclua o cruzeiro desde o Brasil ou comprar em Quito? Ou em Gayaquil, q sai um pouco + barato, mas pelos relatos a cidade não oferece mta atração.

Karina
KarinaPermalinkResponder

Oi, Sueli.

Pois é, lendo o relato de quem fez o cruzeiro parece ser mesmo uma boa opção. E realmente acredito que ele facilita na questão dos deslocamentos. Mas, mesmo assim ainda estou cogitando ficar em terra, acho que seria uma experiencia válida também em outros aspectos.
Para comprar o pacote, acredito que compensa mais comprar direto lá, provavelmente comprando no Brasil sairá muito mais caro, como tudo por aqui.
Vou continuar pesquisando e coloco aqui.

Letícia B
Letícia BPermalinkResponder

Karina,
Como meu marido já ficou mareado em um cruzeiro pela costa brasileira, descartei a idéia cruzeiro em Galápagos, apesar de ser uma opção bastante prática.
Assim, tenho sim "dicas terrestres" para você.
Ficamos hospedados no Galápagos Safari Camp, que é uma opção bem diferente, em meio à mata, no parque nacional da Ilha de Santa Cruz. Ao invés de quartos ou chalés, o hóspede fica em uma barraca. Mas não é uma barraca qualquer, trata-se de uma "tenda de luxo" com cama, ar condicionado, banheiro com água quente e varanda. Como está em um dos pontos mais altos de Galápagos, a vista é lindíssima. Avistam-se várias das ilhas e o pôr do sol é um espetáculo à parte.
Fizemos dois dias de passeios na própria Ilha de Santa Cruz (praias, mirantes, trilhas de bicicleta, etc) e três dias de passeios de barco (Ilhas de Bartolomé, Plazas e Seymour). Para a escolha das ilhas segui os conselhos do próprio Safari Camp, sendo ilhas relativamente próximas, há menos de uma hora de navegação. Apenas Bartolomé está mais longe, há duas horas e meia de navegação. Para esta, por via das dúvidas, na volta, quando o mar estaria mais agitado, meu marido tomou um comprimido sugerido pela tripulação (com o sugestivo nome Mareol) e tudo correu bem.
Como não tínhamos muito tempo para planejar a viagem, que surgiu de supetão, com a troca de pontos que estavam vencendo na Lan, contratamos com o Safari Camp um pacote completo de hospedagem, passeios e refeições. Não ficou barato, mas paguei 40% a menos que gastaria comprando a parte terrestre do mesmo hotel em uma operadora brasileira especializada em América do Sul.
Se estiver buscando uma opção econômica, sugiro ficar em algum hotel na vila de Puerto Ayora e contratar nas agências locais os passeios de barco. Há inclusive descontos para lugares de última hora nos barcos.
Meus passeios foram feitos no barco Narel e vi outro barco semelhante chamado Espanola.
Vale também, mesclar o hotel econômico com ao menos uma noite no Safari Galápagos Camp para ter a experiência de ficar em uma tenda no meio da mata em Galápagos. Eles inclusive têm
Para ilhas mais distantes, como Isabela, o ideal é passar ao menos uma noite por lá.
Mas, não se preocupe, você verá que Galápagos não é um destino complicado!

Karina
KarinaPermalinkResponder

Nossa, Leticia, que viagem bacana! Deve ter sido uma experiência realmente inesquecível. Vou dar uma olhada no site deles, amei a idéia, obrigada pro compartilhar.

Bruna
BrunaPermalinkResponder

Vou fazer minha lua-de-mel em Quito agora em outubro, adorei o artigo!

Grata,

Bruna

Camila Camargo

Junior,

Adorei seu post de Quito. Gosto de conhecer pessoas que compartilhem a admiração que tenho pela cidade. Fui em outubro do ano passado e peguei dias lindos, de céu azul.
Essa semana, escrevi um post a respeito. Espero que também possa ajudar quem estiver planejando uma viagem ao Equador: http://bit.ly/o19op2.

Sds,
Camila

Valdinho Pellin

Será que adquirindo uma passagem SP- Quito é permitido stopover em Bogotá pela Avianca ou outra empresa aérea? Alguem já fez isso? Estou com um roteiro pronto para conhecer Bogotá e agora lendo esse post deu vontade de dar um pulinho em Quito. Quem sabe não dá para unir as duas viagens?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Valdinho! Faça simulações online com a parada e sem para ver se muda o preço. Se mudar, emita com um agente de viagem, que sempre tem as manhas de rentabilizar qualquer tarifa grin

Valdinho Pellin

Ok Bóia.
Obrigado mesmo

RONALDO NOGUES

MUDANDO DE CIDADE TOTALMENTE,GENTE ACABEI DE CHEGAR DE MONTEVIDÉU ONDE FIQUEI 15 DIAS A TRABALHO. A CIDADE É TOP NA AMERICA DO SUL,POVO EDUCADO ACOLHEDOR, SEGURA,LINDA, NOITE BOMBADA. NÃO ESQUECA DE PEGAR UM IATE A B.AYRES ( 3 horas de viagem ).vale apena.

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Queridos Riq, trips e D. Bóia,
Viajo com milhas para o Equador em julho, chegando por Guayaquil e voltando por Quito (graças a uma dica da Jackie!) e penso em ficar um dia inteiro em Guayaquil, 4 em Cuenca e 4 em Quito. O que vocês acham?
Além deste ótimo post do Jr, já andei pesquisando no NY Times e também encontrei relatos no Escapismo Genuíno, Esse Mundo é Nosso, La Chica de Mochila, Um Mundo sob Dois Pés, O Diário de um Andarilho, Amigos de Mochila, 1000 dias por toda a América e no forum Mochileiros. Esqueci de alguém?
Não achei muita coisa sobre Cuenca e agradeceria mais dicas. Galápagos está totalmente fora de questão por conta do orçamento (devo viajar sozinha).
Outro probelma que preciso resolver é se dá mesmo para fazer Cuenca - Quito de ônibus ou se é melhor ir de avião. De Guayaquil para Cuenca me parece tranquilo fazer de ônibus.
Obrigada, abs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lu! O Comandante deve abrir um post para você!

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Que legal! Muito obrigada Bóia!

Valdinho Pellin

Vou aguradar esse post e Lu, quando vc voltar posta as dicas do equador aqui.... eu estou montando um roteiro para ficar uns 12 dias entre Bogotá, Cartagena e Quito ( entro por Bogotá e volto para o Brasil por Quito).
Abraço

s. oscar filho

Olá Júnior

Li com muito interesse o seu material sobre Quito. Coincidentemente estarei indo no próximo feriado de corpus christi para lá, passantes alguns dias em Lima. Fiquei um pouco preocupado com a tentativa de assalto que você sofreu naquele parque. Ficarei hospedado no bairro Mariscal, que parece uma área mais organizada e com mais qualidade, mas a gente sempre roda por todos os lados em busca de boas surpresas, inclusive os parques.
A área histórica, em razão de ser muito visitada, poderá ser segura ou nem tanto...
Circular a noite me parece que é mesmo de taxi sem outra opção mesmo.
O custo de vida, me informaram ser relativamente parecida com o de Beagá.
Gostaria de saber sobre jeito do povo, se é tranquilo e camarada.
O que você puder acrescentar ao que já foi colocado em questão, ficaria muito agradecido. Você sabe como somos nós os mineiros!
Abraços,

Oscar

JOSÉ FRANCISCO BILODRE

Olá Oscar. Fui só para o Equador. A nação inteira tem apenas 500 mil quilometros quadrados. É igual á duas vezes o estado de S.Paulo. Fiquei em Quito e no Centro Histórico. Depois conheci Otavalo; fui ao extremo norte em uma cidade chamada Tulcan (veja o cemitério). Dali de carro fui até Ipiales na Colombia no Santuário de N.S. das Lajas (Lajes), conheci Ibarra; de Tulcan a mais longa viagem para Guayaquil. Depois fui a Machala; me apaixonei pela cidade de Loja ao sul. E tem Vilcabamba que é o paraíso dos idosos.Depois Cuenca (linda) e finalmente Quito para embarcar para o Brasil. Tudo lá é muito barato. Transporte rodoviário; alimentação; hospedagem; passeios e compras. E o bom de tudo isso, sempre em dólares americanos. Foram 20 dias maravilhosos. Nas rodoviárias (Terminais Terrestres), peça indicação de hotéis, e te dizem quanto deves pagar pela corrida do taxi. Saudações: Francisco.

Mara
MaraPermalinkResponder

Olá Júnior e turma do Viaje na Viagem. Obrigada pelas dicas pois vou ao Equador agora no início de junho. Também foi bom para refletir sobre prosseguir escrevendo no meu blog de viagem (parado há quase 2 anos), obrigada.

carminha
carminhaPermalinkResponder

Vou ficar 05 dias em galapagos esse tempo é suficiente para um cruzeiro?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carminha! Sim, desde que você se encaixe num cruzeiro com antecedência.

Leia sobre Galápagos:
https://www.viajenaviagem.com/2012/03/viajosfera-cuba-e-galapagos-no-1000-dias-por-toda-a-america/

Antonio
AntonioPermalinkResponder

Em setembro de 2012 escrevi para a Bóia porque minha filha estava se formando em Biologia e estávamos pensando em ir para as ilhas Galápagos.Voltamos agora dia 17/01/2013.
Segue abaixo algumas dicas:
1-Ilhas Galápagos
As ilhas Galápagos são um arquipélago composto por 12 ilhas principais e várias ilhotas.
Quatro delas são habitadas:ilha de Santa Cruz(onde está a cidade de Puerto Ayora com cerca de 12 mil habitantes sendo a maior do arquipélago),ilha Isabela(Puerto Vilamyl é a cidade com cerca de 8 mil habitantes),ilha de São Cristóvão(Puerto Baquerizo Moreno com 4 mil habitantes) e ilha Floreana com 15o habitantes.
2-Como Chegar:
Existem 2 aeroportos,um numa pequena ilha chamada Baltra colada na ilha de Santa Cruz e outro na ilha de São Critóvão.
Os voos são diários e saem de Guayaquil no litoral do Equador.
São 3 companhias aéreas:TAME e Aerogal(companhias aéreas regionais do Equador)e a LAN Ecuador.
Existem voos diretos saindo de Guayaquil ou voos diretos saindo de Quito ou Lima que fazem conexão em Guayaquil.
3-Onde ficar:
A maior cidade é Porto Ayora na ilha de Santa Cruz com uma boa estrutura hoteleira e também com o maior número de lojas e restaurantes.
Em Isabela concentra-se o maior número de espécimes animais numa mesma ilha e existem hotéis pé na areia.
E São Cristóvão é procurada principalmente pelos surfistas devidos as praias com ótimas ondas.
Os hotéis podem ser reservados pela internet pelo Booking.com.br
4-Como se locomover de uma ilha para outra:
Basicamente você terá 3 opções:
a)Escolher uma ilha e contratar tours diários de barcos para conhecer outras ilhas,
b)Ficar alguns dias em uma ilha e depois ir a outra ilha,através de barcos que fazem diariamente a rota entre as ilhas,e hospedar-se alguns dias nessa nova ilha.
c)Optar por fazer um cruzeiro entre as ilhas(os barcos aportam pela manhã nas ilhas e locomovem-se para outra ilha a noite)o que necessariamente implica em ficar hospedado no barco.
Existem cruzeiros só para visitação e outros apenas para mergulho.
5-O que fazer:
As atrações nas ilhas baseiam-se principalmente na observação da flora e fauna local(tartarugas gigantes terrestres,uma infinidade de pássaros,iguanas,lobos marinhos e uma fauna marinha riquíssima).
As paisagens também alternam florestas,praias e vulcões.
As ilhas também são também um ponto internacional de mergulho.
Mas mesmo não sendo mergulhador é possível fazer snorkel em águas límpidas observando uma quantidade de peixes,tartarugas,arraias e ter a incrível sensação de nadar ao lado de lobos marinhos.

Quando for não deixe de ver o Globo Repórter e o documentário da BBC sobre Galápagos(ambos podem ser vistos no youtube).

Um destino na América do Sul onde os brasileiros ainda são minoria(vão para lá principalmente norte americanos e europeus),onde os bichos ficam nas calçadas(leões marinhos e iguanas),onde a consciência e a preservação ambiental se fazem muito presentes e com paisagens e experiências para uma vida inteira.

Angela
AngelaPermalinkResponder

Adorei o post! Estou querendo ir em julho, sozinha. Será q é complicado viajar pela primeira vez sozinha pra lá? E as coisas em Quito são mto caras? Tem noção de qto se gasta em média por dia com alimentação e passeios? Att.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Angela! A moeda corrente no Equador é o dólar. Gastos pessoais são... pessoais. Variam imensamente conforme o que, quanto e onde você come e bebe.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2011/03/quanto-vou-gastar-em-alimentacao/

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Angela,
O Equador é um país tranquilo para se viajar sozinha desde que você tome os mesmos cuidados que tomaria aqui, principalmente no centro de Quito. Há outro post do VnV com dicas https://www.viajenaviagem.com/2012/04/equador-pra-lu/
Lá no blog, por enquanto, só escrevi um post sobre a viagem.
Quanto aos gastos, a Bóia tem razão! Apesar da moeda do Equador ser o dólar americano você deve gastar, em média, 30% menos que aqui com alimentação. Táxi também é mais barato.

Milla
MillaPermalinkResponder

Olá !
Pretendo ir a Quito no feriado de carnaval em 2014, que será em março. Alguém poderia me dizer se a época é boa? Chove muito? Pacotes de passeios com guia é melhor comprar lá ou pela internet? Algum site ?
Muito obrigada e abraço !

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Milla! A época mais chuvosa vai de fevereiro a maio.

A cidade pode ser visitada por conta própria. Eventuais passeios você contrata localmente. (Isso funciona em 99% dos lugares no mundo.)

A Lu Malheiros tem um ótimo material sobre a cidade:
http://www.dividindoabagagem.com/search/label/Quito

Anderson
AndersonPermalinkResponder

Olá Milla.
Quero conhecer o Equador no carnaval de 2015. Você foi pra lá no carnaval deste ano? Poderia me enviar dicas e sugestões? Eu gostaria de saber como é o carnaval por lá. Muita gente nas ruas, desfiles, ou é mais tranquilo. Obrigado.

Milla
MillaPermalinkResponder

Muito obrigada! Abraços !!!

FÁTIMA  CABRAL

Olá. Meu marido e eu queremos conhecer as cidades equatorianas de Cuenca, Ambato e Salinas. Se alguém puder nos dar informações sobre estas cidades agradeceríamos. Tenho pesquisado na internet e todos falam muito bem da cidade de Cuenca. Queremos conhecer cidades de clima ameno (nada muito quente, de calor demasiado) e que tenham uma infraestrutura boa para turistas. Sei que Cuenca fica entre montanhas e que Salinas é cidade de praia. Já Ambato li que é uma cidade agradável conhecida como a Terra das Flores. Queremos cidades pequenas, tranquilas mas que não fiquem muito para o interior nem muito afastadas de tudo. E também para nós tem a questão do clima pois não suportaríamos uma cidade com o clima muito quente do tipo Belém do Pará aqui no Brasil. E se tiverem outras indicações de cidades interessantes agradeço pelas indicações.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fátima!

Leia sobre o Equador em blogs indicados neste post:
https://www.viajenaviagem.com/2014/01/equador-dicas-roteiros-blogs/

Netto
NettoPermalinkResponder

Olá pessoal. Preciso de uma informação de alguém que visitou Quito. A altitude atrapalha? Passa-se mal como La Paz? Grato.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Netto! La Paz fica 3.650m acima do nível do mar enquanto Quito fica a 2.820m. Você pode sentir um pouco de falta de ar, mas não será igual. A Pranas, nossa leitora, deixou um comentário falando sobre a altitude em Quito. Leia aqui: https://www.viajenaviagem.com/2014/06/mal-de-altitude-soroche-sintomas-como-combater/comment-page-1/#comment-413730

Humberto Antonio Siqueira

Olá, chegarei em Guayaquil no dia 15 de janeiro de 2015, depois de 15 horas de uma viagem de ônibus, partindo de Chiclayo, Peru. Pretendo ir para Quito no dia seguinte, mas não encontro nenhum site que venda essas passagens. Alguém, por favor, pode me ajudar? De preferência empresa de ônibus que vá pela Avenida dos Vulcões. Grato. Humberto.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Humberto!

Para passar pela avenida dos vulcões, você precisa tomar o trem de luxo:
http://trenecuador.com/en/

A viagem de ônibus entre Guayaquil e Quito pode ser comprada neste site:
http://latinbus.com/ (selecine via Santo Domingo)

Conselho: não queira fazer a América do Sul de ônibus com pressa. Programar um itinerário com intervalos curtos é uma receita pra muita dor de cabeça. O mochileiro tem que ser slow pra que a viagem dê certo. Mochilão com ritmo de excursão é problema na certa.

Humberto Antonio Siqueira

Muito obrigado pela resposta (A Boia?). Guayaquil vai ser só passagem para descansar depois de quinze horas desde Chiclayo, Peru. Meu destino final é Quito, onde ficarei cinco dias para conhecer o Centro Histórico, Cotopaxi, Quilotoa e Mitad del Mundo. Parece corrido, mas não é. Se pudesse eu iria direto de Chiclayo a Quito, mas de avião fica muito caro e de ônibus são muitas horas, por isso esse intervalo em Guayaquil, que não estava nos meus planos. Muito obrigado pelas dicas sobre o trem e ônibus.
Abraços.
Humberto.

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Oi
Estou planejando ir de Lima a quito de carro passando pelo pontos mais importantes. Gostaria de ajuda e dicas...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Se você buscar na Internet, vai encontrar pouquíssima informação em qualquer língua sobre viagens de carro pelo Peru e pelo Equador. Existe um motivo, acredite. Pense em avião, ônibus e trem.

Thais
ThaisPermalinkResponder

Olá, você sabe se consigo comprar algum passeio em Quito direto no aeroporto internacional? Vou fazer escala em Quito e ficarei um dia.

João Heraldo Tramontin

Quero fazer uma viagem de onibus de Bogota para Quito de preferencia saber o valor e quanta horas leva? Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, João Heraldo! A viagem de ônibus leva mais de 24 horas. Não recomendamos.

Paula Ferreira

Seguindo o Forum do Junior acima, visitei o Ecuador em fevereiro deste ano. Em Quito, fiquei no Hostal de la Rábida que continua merecendo todos os elogios que o Junior fez. O Aeroporto novo já está pronto e fica longe da cidade. Então usei os serviços de um motorista excelente cuja indicação também tirei deste site: germanpc1 at hotmail dot com. German é um professor de história que faz esse tipo de serviço como bico. Além dos transfers, ele também nos mostrou toda a cidade, explicando sua história. Recomendo!

Adriana
AdrianaPermalinkResponder

Olá, estou com uma dúvida do percurso Lima-Quito.
Quero fazê-lo de avião, mas pesquisando passagens aqui no Brasil estou achando os valores muito caros.
Tem algum lugar ou algum esquema para que eu consiga essas passagens mais baratas? Algum site do Peru ou do Equador onde eu possa comprar diretamente?
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Adriana! Inclua esse trecho na passagem internacional com saída do Brasil. Compre na modalidade "destinos múltiplos". o http://www.kayak.com.br tem essa modalidade ("várias cidades").

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/01/passagens-internacionais-como-evitar-o-erro-mais-comum

Estela machado

Olá Pessoal:
Moro faz 29 anos em Quito/Equador e posso orientar-lhes como conhecer as belezas do Equador de uma forma econômica e segura, onde você pode tomar um café da manhã na capital, almoçar na selva oriental e jantar no litoral; tudo num só dia.Fotos, hospedagem e “dicas” para um passeio agradável e seguro.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar