Santiago: metrô, táxi, Uber, ônibus ou carro alugado?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Santiago do Chile

Com metrô bastante eficiente e bairros predominantemente planos, Santiago é bastante fácil de destrinchar pelo turista desmotorizado.

Chegando pelo aeroporto

Táxi

Não há por que se estressar. Ao desembarcar, você naturalmente vai passar pelos guichês dos táxis oficiais. Há duas opções: o táxi comum, que vai pelo taxímetro, e o táxi especial, que é tabelado. Como os taxistas de Santiago não são lá muito confiáveis, é melhor ir direto no especial. A corrida vai custar entre 20.000 e 25.000 pesos (108 a 135 reais, ao câmbio de agosto/2017) e você pode pagar no cartão de crédito. Sem engarrafamentos, o percurso até o seu hotel vai levar entre 30 e 45 minutos.

Os táxis estão disponíveis 24 horas. Caso você vá chegar de madrugada no seu hotel, reserve desde a noite anterior e avise o horário de chegada por email.

Van

No mesmo balcão dos táxis você encontrará o serviço de trânsfer compartilhado em van. Custa 8.000 pesos por pessoa (43 reais ao câmbio de agosto/2017). Como a van precisa lotar para sair e vai parando nos hotéis para deixar os passageiros, o percurso deve levar entre 1h e 1h30. (Na minha opinião, só vale a pena para viajantes desacompanhados; em duas pessoas a van já sai 2/3 do preço do táxi...)

Ônibus + metrô

A maneira econômica de sair do aeroporto é com os ônibus da Tur-Bus ou da Centropuerto. A passagem custa 1.700 pesos (9 reais ao câmbio de agosto/2017) e leva ao centro de Santiago, com parada na estação Pajaritos do metrô (linha 1).

Os ônibus da TurBus continuam até o Terminal Alameda (a principal rodoviária, na estação Universidad de Santiago do metrô) e os da Centropuerto, até a estação Los Héroes do metrô (Centro de Santiago). Ambas estações também fazem parte da linha 1 do metrô.

Se continuar a viagem de metrô, você vai gastar entre 610 e 740 pesos mais (3,20 a 4 reais, ao câmbio de agosto/2017). Você também pode chamar um Uber.

Os ônibus da Centropuerto saem de 10 em 10 minutos entre 6h e 23h30; entre a meia-noite e as 6 da manhã há um ônibus a cada hora cheia. Os ônibus da TurBus saem a cada 10 minutos entre 5h e 1h.

Táxi e Uber

Evite andar de táxi em Santiago. O nível de reclamação dos leitores sobre táxis em Santiago só aumenta; está bem maior do que era o de Buenos Aires há alguns anos (veja aqui).

As principais queixas dos leitores são:

  • Taxímetros adulterados
  • Itinerários mais longos do que o necessário
  • Golpe da nota errada (o taxista substitui rapidamente uma nota de 10.000 por uma de 1.000 e diz que o passageiro errou)
  • Informações erradas (se você pega um táxi no ponto do shopping Parque Arauco para ir ao metrô, o taxista dirá que a estação está fechada)

Prefira andar de Uber. Não é perfeito, mas você passa menos perrengue. As tarifas são convidativas: de UberX as corridas dentro da cidade ficam entre 2.000 e 3.000 pesos (entre 11 e 17 reais, ao câmbio de agosto/2017). Quando voltei ao aeroporto, numa sexta-feira à noite, o UberX saiu 13.500 pesos (72 reais ao câmbio de agosto/2017).

De todo modo, prepare-se para duas pegadinhas:

  • O Uber é totalmente irregular; o motorista vai pedir para que um passageiro vá no banco da frente
  • É muito comum o motorista cancelar a corrida logo depois de aceitar. Houve uma corrida minha que só foi adiante com o quarto motorista que aceitou

Para se conectar à internet e pedir seu Uber, você pode usar o wifi do seu hotel ou restaurante, ativar o plano de roaming internacional de dados da sua operadora (normalmente custa R$ 39,99 por dia) ou comprar um chip local (veja aqui).

Metrô

É o meio mais conveniente para se locomover no eixo Centro - Lastarria - Bellavista - Providencia - Costanera Center. O horário de funcionamento é das 6h às 23h30 (as bilheterias fecham às 23h). O preço da viagem varia conforme o horário -- fica entre 610 e 740 pesos chilenos (entre 3,20 e 4 reais, ao câmbio de agosto/2017).

Para andar no metrô, compre na bilheteria um cartão ('tarjeta') Bip. Custa 1.550 pesos (8 reais, ao câmbio de agosto/2017) e deve ser carregada com créditos para as suas viagens.

Você vai usar sobretudo a linha 1, vermelha. Estações-chave: Universidad de Santiago (rodoviária para Valparaíso e Viña del Mar), Universidad Católica (noite do barrio Lastarria), Baquedano (noite de Bellavista), Manuel Montt e Pedro de Valdivia (Providencia), Tobalaba (Costanera Center e baldeação para a linha 4, azul, que vai até as vinícolas Cousiño Macul e Concha y Toro) e Escuela Militar (Omium Center, de onde saem as vans para Valle Nevado e Farellones).

Para turistar no centro, faça baldeação em Baquedano para a linha 5, verde, e desça na estação Plaza de Armas (veja roteiro para turistar no Centro de Santiago aqui).

Atenção: há batedores de carteira agindo no metrô. Cuidado com bolsa, mochila, celular e carteira. Se estiver portando passaporte ou cartões, use doleira. Veja mais aqui.

Ônibus

Há poucos anos o sistema de ônibus de Santiago foi inteiramente reformulado à maneira de Curitiba, com linhas-tronco que trafegam por corredores desimpedidos e linhas alimentadoras até estações de transbordo. Não cheguei a usar, mas não deve ser difícil de entender não. É preciso subir no ônibus com a tarjeta Bip. Para andar de ônibus em Santiago, baixe o aplicativo Moovit, que traça seu itinerário em tempo real.

Carro alugado

O trânsito em Santiago é bem complicado, e vem com pegadinhas: avenidas que invertem o sentido de acordo com o horário, vias expressas com pedágio... Os estacionamentos costumam ser pagos (a maioria funciona em subterrâneos; outros são controlados por flanelinhas oficiais com maquininhas). Eu já aluguei carro em Santiago, e digo por experiência própria: não compensa.

Se você está pensando em dirigir para Valle Nevado ou qualquer outra estação de esqui, tire essa idéia da cabeça. É um trecho repleto de curvas, que oferece muitos perigos no inverno, quando a pista pode ficar escorregadia com uma fina capa de gelo e será preciso usar correntes nos pneus.

O carro só se justifica para passeios aos arredores (Valle de Casablanca, Isla Negra, Valparaíso, Viña del Mar), mas ainda assim, pense duas vezes. No Valle de Casablanca você não vai poder beber. Em Isla Negra, Valparaíso e Viña, nunca deixe pertences no carro, porque há quadrilhas especializadas em identificar carros de turistas. Nem os porta-malas estão a salvo.

A Valparaíso e Viña del Mar

A Turbus Tur-Bus tem ônibus saindo a cada 10 ou 15 minutos do Terminal Alameda, uma rodoviária que fica pegada à estação Universidad de Santiago do metrô. É possível também embarcar no Terminal Pajaritos, ligado à estação Pajaritos do metrô (linha 1), já na saída para o litoral. A passagem de ida custa desde 2.700 pesos (15 reais, ao câmbio de agosto/2017). Valparaíso e Viña existe um metrô de superfície, o Merval, que funciona até às 10 da noite. Veja um roteiro de passeio em Valparaíso e Viña aqui.

Só recomendo alugar carro para ir a Valparaíso/Viña se você montar base no litoral para visitar Isla Negra e o Vale de Casablanca. Mas, como já disse mais acima, não faça essas visitas com bagagem dentro do carro. Há especialistas em arrombamentos que identificam carros de turistas, e nem o porta-malas está a salvo.

A Valle Nevado e Farellones

Para que arriscar com as curvas e o gelo na pista, se não falta quem leve à montanha?

Você tem duas opções: pegar um dos vários tours oferecidos pelas agências de Santiago, ou pegar as vans que, durante a temporada, saem toda manhã do shoppingzinho Omnium Mall, na av. Apoquindo, 4.900 (a três quadras da estação Escuela Militar do metrô). O transporte a Valle Nevado pela SkiTotal sai 18.000 pesos ida e volta (97 reais, ao câmbio de agosto/2017). O transporte a Farellones pelas vans do complexo El Colorado sai 12.000 pesos ida e volta (65 reais ao câmbio de agosto/2017). Veja os detalhes: para Valle Nevado, aqui; para Farellones, aqui.

A Mendoza

Alugar um carro e atravessar fronteira requer que isso seja negociado de antemão com a locadora (que equipará o carro segundo a legislação do país vizinho e providenciará os seguros necessários). Prepare-se para perrengues extras na fronteira. Se estiver pensando em alugar num país e devolver no outro, tire seu esquizinho da neve: se não for impossível vai ser caríssimo.

Posso sugerir? Vá de ônibus, é prático, barato e lindo (leia aqui).

Leia mais:

139 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Marcio Nel Cimatti
Marcio Nel CimattiPermalink

Tenho uma dica bacana para o pessoal que já foi à Concha Y Toro ou que quer uma vinícula um pouco menos "turística".

Conheça a Casas del Bosque http://www.ajanelalaranja.com/2010/12/vinicolas-no-chile.html
O atendimento é ótimo, dá para almoçar degustando bons vinhos e com uma vista linda.

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalink

na temática do post: a Vinícola Cousiño Macul (http://www.cousinomacul.cl/) fica em Santiago e é acessível a quem não está motorizado - fui de Metrô, caminhei por uma alameda fresca e deliciosa para chegar e na volta, alcoolizadinha pela degustação, peguei um táxi até a estação de Metrô. Também tinha ido à Concha Y Toro e achei bem mais interessante a segunda, justamente pelo esquema 'faça vc mesmo'.

silvia
silviaPermalink

Marcio
Excelente dica !
Estive em novembro em santiago e tambem fui à vinicola "casas del bosque ". Amei !!
Paramos na volta do passeio de valparaiso, sem reservas ..e fomos muito bem atendidos
Eles nos agregaram num grupo e fizemos todo o tour normalmente
Vi a sala de almoço, linda e realmente imaginei como deve ser agradabilissimo almoçar por lá harmonizando os vinhos
Tinha visitado a Concha y Toro em outra viagem , mas a "casas del bosque" é muito mais interessante e charmosa na decoração da sede , local onde se faz a degustação .
Vale a pena

Vanessa
VanessaPermalink

Estive em Buenos Aires e Santiago agora em no início do mês e achei os táxis de Bues MUITO mais baratos do que em Santiago. Em compensação, o metrô chileno é excelente. Realmente muito bom, usamos bastante. Só quando saímos de noite que pegávamos táxi para voltar pro hotel, por conta d o horário de funcionamento do metrô. Acredito que táxi fique mais em conta dependendo do bairro onde você se hospede. Como só consegui um tarifa razoável no Ibis lá da Bernando O'higgins, tudo que era bom tava longe pra caramba. Aí complicou um pouco.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Se você olhar no post https://www.viajenaviagem.com/2010/09/20-hoteis-em-santiago/ vai ver que o Ibis está fora da área que eu recomendo.

Giovanna M.
Giovanna M.Permalink

Riq, quando estivemos em Santiago usamos quatro meios de locomoção:
- metrô - levou-nos para vários lugares. É limpo, rápido e ágil.
_ ônibus - juntamente com o metrô, levou-nos à Concha y Toro. Pedimos para o motorista nos avisar quando estivéssemos chegando e, surpreendentemente, ele parou fora do ponto e nos deixou na porta da vinícola.
- os pés - pegamos um táxi para ir até o Sports Mall e resolvemos voltar a pé até o Shopping Arauco. Foi uma longa caminhada, no meio resolvemos pegar um táxi porque estávamos cansados (conseguimos encaixar uma volta ao Alto Los Condes no meio) e simplesmente não conseguimos achar um táxi livre na região. Quando achamos um táxi, o motorista pensou um monte antes de nos levar até a Providência. Mas a caminhada valeu bastante para conhecermos mais os bairros de Santiago, sobretudo a região abastada.
- bicicleta - alugamos um bike para fazer alguns passeios e valeu muito à pena.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Nas avenidas expressas não passa táxi vazio MESMO. E toda a zona moderna de Santiago é muito pouco caminhável.

Mariana "de Toledo" (@merel)

Não fui a Santiago ainda, infelizmente, mas já peguei o ônibus da Cata e sou FÃ! É lindo mesmo tudo por ali, o ônibus é confortabilíssimo e ainda tem as rodomoças grin Assino embaixo da dica que fala de Mendoza!

Laura
LauraPermalink

Olá Ricardo ! Estive em Buenos Aires em Outubro e em Santiago em Novembro. Achei Santiago uma grande roubada. Os problemas que pensei que poderia enfrentar com os taxistas em Bas, enfrentei em Santiago. O Taxista desligou o taxímetro e um outro deu um golpe, dizendo que eu havia dado menos pesos, trocando as notas. Mesmo tendo lido aqui que o mercado não era um roteiro gastronômico, quis arriscar e acabou sendo um stress total, com o garçom tentando me impingir uma Centolla para o almoço.Tb achei os Restaurantes uma decepção e com preços mais altos, dos que encontrei em Lisboa no início do Ano.

Karina
KarinaPermalink

Excelente post! Eu estive em Santiago em dezembro e usei praticamente o metrô para tudo, concordo que carro alugado para lá é desnecessário. Andamos bastante pela Providencia e por El Golf também, o que foi bem legal para conhecer locais que não teriamos visto se usassemos outros meios de transporte. Essa dobradinha metro + onibus para ir ao Parque Arauco foi engraçada pq, como não tinhamos o cartão de transporte, o motorista falou que não precisava pagar, como era para ir ao shopping podiamos ir de graça mesmo. Não recusei, claro. rsrsrs. Na volta percebi que muita gente entrou no onibus sem cartão e sem pagar mesmo, não sei se isso é um hábito comum por lá ou se rola algum tipo de fiscalização, fiquei curiosa.
Só usei o taxi mesmo para ir ao aeroporto, pois meus voos sairam cedo e as outras alternativas se tornaram inviaveis.
Só achei que eles pecaram com o transporte público na noite do reveillon, o metro seguiu o horários normal, só até as 23:00. Como a festa deles é no centro, acho que eles poderiam ter estendido o horário para a população voltar da festa. Eu achei a festa super organizada, eles proibem a venda de bebida alcoolica na rua, o evento é bem familiar mesmo, mas pecou nesse aspecto.

PêEsse
PêEssePermalink

Já fui para o Valle de Colchagua duas vezes de carro alugado. De Santiago até Santa Cruz (a cidade que provavelmente vai servir de base a quem vai ficar por lá) são 3h30 de viagem em uma estrada ótima. Embora tenha usado GPS, não me pareceu difícil, não. É preponderantemente um passeio enogastronômico. Para quem gosta, dá para ficar de dois a três dias inteiros lá.

Vera Lúcia
Vera LúciaPermalink

PêEsse,
Fizemos exatamente como você e adoramos. O Valle de Colchagua é muito bonita nesta época, nas estadas muitas frutas....

Vera Lúcia
Vera LúciaPermalink

ops ... é muito bonito

Claudia Matoso
Claudia MatosoPermalink

Dos transportes citados só não usei o ônibus dentro de Santiago. Mas usei para ir a Valpo, com direito a ônibus (caindo aos pedaços, mas tudo é festa) da rodoviária ao Cerro e depois de Valpo a Viña. Usei muito o metrô e taxi também.
Para o shopping Parque Arauco fui de metrô até a Escola Militar e depois à pé, pela Américo Vespúcio, Cerro Colorado e aproveitando você já entra no Parque Araucano antes de entrar no shopping. Não é perto mas o caminho pelo canteiro central da A. Vespúcio é muito agradável, com os jardins e playgrounds ao longo do caminho.
Do aeroporto para o hotel já peguei uma van no saguão do aeroporto (totalmente na sorte e não houve nenhum problema). Na segunda vez reservei com o hotel pois eramos 7 pessoas e o vôo chegava de madrugada (Gol - BAs/Santiago), então resolvi não arriscar.
Quanto ao taxi, para corridas não muito grande (até distâncias como Providência/Parque Arauco, Providência/Centro) descobri que, sendo mais pessoas para dividir, fica o mesmo preço do metrô. Claro que aí deve ser avaliado horário X volume de trânsito.
Também quanto ao taxi é importante ficar alerta, como relatado pela Laura (mas não acho que Santiago é uma roubada. Adoro a cidade). Nunca tive problema em Buenos Aires mas tive uma ocorrência em cada viagem a Santiago (2), sempre com taxímetro adulterado, à noite, saindo de Bellavista.

Luciano
LucianoPermalink

Já aluguei carro em Santiago por 3x e tirando a hora do rush (principalmente no final da tarde), achei tranquilo. São Paulo é muitas vezes pior.

Viña del Mar sim, tem um transito caótico !

Já foi a Portillo no inverno e não vejo muitos riscos nas estradas desde que o veículo tenha cadenas (correntes). Em caso de risco os carabineiros exigem que vc coloque as cadenas para continuar a transitar nas áreas com gelo na pista.

Em relação aos impressionantes despenhadeiros nas estradas, acho mais fácil acontecer um acidente em uma pista rápida braileira do que em pista super sinuosa na cordilheira. Vc terá muito mais cuidado ao dirigir lá, e estará a baixa velocidade !

Nunca tive problemas ao atravessar de carro a fronteira entre Chile e Argentina de carro. Muito simples, mas pode demorar um pouco caso haja muito movimento na imigração (fila de pessoas que estão de Ônibus).

Rodrigo Bastos
Rodrigo BastosPermalink

fui pra Santiago em junho de 2010 usando as dicas daqui do VnV e foi muito bom. A cidade é realmente um espetáculo, muito moderna, o povo é muito educado e prestativo. Achei o metrô de lá muito bacana, muito limpo e seguro. Fiquei hospedado em um albergue em bellavista e fazia tudo de metro e andando. Fui ao Parque Arauco de metrô (até a estação escola militar + táxi). Os táxis são realmente baratos.
A cidade é bem plana, então pra quem gosta de andar é uma beleza.
A única coisa chata é o câmbio, pq você precisa fazer uma conta não tão simples pra saber o preço em real das coisas.
eu dividia o preço por 300, então na maioria das vezes precisava da calculadora...kkk
Fui pra Viña del Mar e Valparaíso pela www.turistik.cl, que tem os preços iguais aos citados pelo VnV, como eu estava sozinho achei que valeu a pena, mas numa próxima vez acompnhado acho que valeria a pena contratar um guia que leve até seis pessoas, pois aí o passeio sai mais barato e customizado.
abraços e sempre obrigado VnV!!!

Andre L.
Andre L.Permalink

Dicas interessantes.

Quanto ao GPS, sugiro fortemente as app da TomTom para a América Latina. A Garmin parece que soltou também. Vc usa seu smartphone como GPS com mapa off-line, sem necessidade de tráfego de dados.

Ando sempre recomendado essa solução porque ela resolve dois problemas:

1. é um eletrônico a menos para ser carregado na viagem

2. serve como um excelente mapa offline que cabe no bolso e tem bateria que dura o suficiente, pelo menos.

Alexandre Costa
Alexandre CostaPermalink

Estive em Santiago em fevereiro de 2010 e usei o metrô para todos os passeios. Aconselho comprar o cartão magnético para quem vai ficar uns dias e pretende utilizar o metrô constantemente; é mais rápido e tranquilo (não precisa ficar parando na bilheteria toda vez).
A integração metrô-ônibus também é bem fácil de utilizar, ou seja, pega o metrô até alguma estação e depois um ônibus para continuar o passeio. Fiz assim para a visita a Concha y Toro e gastei bem menos que um passeio tradicional.
A ida a Valparaíso e Viña fiz de ônibus, como descrito no VnV, e foi muito tranquila. Compre a passagem de ida e volta para uma das cidades e depois se desloque entre elas de metrô (o trem é novo e a margeia o Pacífico), também comprando bilhetes de ida e volta.
E, ande muito a pé...

Márcio Cabral de Moura

Para visitar as vinícolas, fomos de bicicleta. smile Na realidade fomos de van até a primeira vinícola e de lá fomos de bicicleta para mais outras duas, com direito a degustação nos jardins da casa do dono de uma das vinícolas. Foi uma forma bem interessante de conhecer as vinícolas.

O único porém, para mim, para outras pessoas pode ser até um bônus, é que pedalamos pouco.

A gente foi pela Bicicleta Verde ( http://www.labicicletaverde.com/ ), com guias falando inglês.

Ernesto, o pato
Ernesto, o patoPermalink

Excelentes dicas!

Deve ser lembrado que em Santiago também há rodizio para os carros.

Glaucia
GlauciaPermalink

Ernesto, o rodízio de carros em Santiago é só para os "no catalíticos", ou seja, para os carros mais velhos! Só quando tem emergencia ambiental (nível de contaminaçao do ar mais alto) é que inclui os carros com "conversor catalítico", mas sao pouquíssimos eventos desses por ano, e melhorou bastante com a reformulaçao do sistema de transporte que o Riq mencionou!

Dionísio
DionísioPermalink

Ótimo post!

Fabiane
FabianePermalink

Estive em Santiago em fevereiro de 2010 e adorei. Foi a minha primeira viagem planejada, e provavelmente por causa disso a viagem foi ótima, aliás, foi durante o planejamento que conheci o VnV e desde então passo por aqui quase todos os dias. Em Santiago, fiquei em um hostel no centro, então pude fazer muitos passeios a pé. Também andei de metro, que aliás, eu achei fantástico, pois cobria toda quase toda a área que eu havia planejado visitar. Para ir a Valparaiso e Vina del Mar peguei ônibus. Acho que para ir a vinícolas mais distantes deve ser interessante alugar um carro, eu só fui na Concha Y Toro (metro + ônibus), mas a próxima viagem certamente será mais enogastronômica.

Lili Bollero
Lili BolleroPermalink

Oi Riq.
Hola!
acabei de chegar de Santiago, ainda nao consegui postar grandes coisas no meu simples e humilde bloguinho.
Nao gostei muito do taxi de la, bom, nao tive problemas, sempre de taxi comum, mas realmente prefiro descobrir a cidade andando e ai o metro é super melhor. As tarifas andaram aumentando pq eu geralmente usava as do valle 9-18h e paguei 520 pesos se nao me engano, e a outra custava 580.
Nao peguei nenhum onibus com o mesmo bilhete, fiquei confusa nesse metodo de utilizacao. =) Existe um bilhete Bip! o nome se nao me engano, que me indicaram mas nao entendi como funcionava e se valeria a pena para apenas 1 semana la.
Fiz o turistik tanto para o centro quanto para os andes. Interessante, para tempo corrido eu recomendo, mas principalmente no dos andes tem que marcar onde quer descer, o que quer ver e quanto tempo pretende ficar para aproveitar mais e nao perder os onibus. Qnd se perde acaba perdendo tempo pra esperar.
Fui a Viña mas de carro, entao apenas posso dizer q tem pedagios e tal =P
Gostei que tem metro para ir a Concha y Toro. Mas recomendo mesmo ir à vinícula Casas del bosque. E sem grupo de excursão para ter um atendimento todo exclusivo!
Bom, por enquanto é isso. assim que der farei posts la no blog e te mando os links para dar uma xeretada! bjks

Carmem
CarmemPermalink

É preciso mesmo subir ao ônibus com a passagem já comprada. Pagamos um miquinho não atentando para isso. Por sorte o nosso trajeto era curto e o motorista nos deixou no ponto certo "de grátis".
Deixo dois links sobre nossas aventuras por lá:
http://deunstempospraca.blogspot.com/2010/01/santiago-e-arredores.html
http://deunstempospraca.blogspot.com/2010/01/pra-ver-o-aconcagua.html

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Riq, acabei de chegar de Santiago.
Contratamos o taxi oficial logo no aeroporto para os transfer e passeios. Nao e' barato, mas para quem procura conforto e tranquilidade e' perfeito.

Aeroporto- las condes 18.000pesos a ida e 14.000 a volta.

Passeio ate Valparaiso, Vina del Mar + parada numa vinicola no vale Casablanca, sem pressa e com paradas a nossa escolha, 180.000 pesos.

Passeio pelo Cajon del Maipo ate' Embalse el Yeso, 140.000.

Passeio com degustacao pelo vale Casablanca + Isla Negra, 170.000 pesos.

Pode parecer caro, mas estavamos em 4 pessoas, o motorista Hernan e' uma simpatia, nos decidiamos os horarios, as paradas, local para almoco. Sem stress com o caminho, pudemos tomar vinho, e ainda a agradavel conversa com o educado e super do bem Hernan, nao tem preco...

FLávia
FLáviaPermalink

Ana Claudia,
estou indo com meu marido para 1 semana em SCL,
vc poderia me passar o contato do Hernan, motorista que "guiou" voces pelos passeios? Ficaria muito grata!

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Flavia

Hernan nos deu os seguintes numeros:

Celular 08-9655041
Recado o2-6236155

Ele e' um amor de pessoa, super educado, prestativo, humilde e adora o Brasil.
Boa sorte!

FLávia
FLáviaPermalink

muito obrigada, Ana Cláudia!
Estou "contando os dias" e
quando chegar, dou notícias!

elaine
elainePermalink

Cara Flavia

VC obteve contatos diferentes com o Hernan ?
poderia me informar ?

elaine

elaine
elainePermalink

Cara Ana Claudia

Seria possível vc me informar o contato com o Hernan.
estes numeros a operadora informa que não existem

0056 08 9655041
0056 02 6236155

agradecida

elaine

Carina
CarinaPermalink

Fui pra Santiago em 2008 e usei o Centropuerto pra sair do aeroporto e foi tudo muito tranquilo e não deve ter demorado mais de 40 minutos até o hotel (além de ser beeem barato). Na volta como o vôo era cedo, pegamos um táxi do hotel com preço fechado (13000 pesos se não me engano). Alugamos um carro pra conhecer Valparaíso e Viña e me arrependo...tenho a impressão que conheci menos das cidades do que se tivesse contratado um tour.

Adriana França
Adriana FrançaPermalink

Gostaria de saber como faço para ir de Santiago até Isla Negra de ônibus. obrigada

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Ônibus da Pullmann no terminal Alameda.

Adriana França
Adriana FrançaPermalink

Obrigada pela resposta. Mas o ônibus é direto ou tem que pegar para o município de El Tabo, pois pelo que pesquisei, na verdade, Isla Negra é um distrito.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Vá ao Terminal Alameda. Procure o guichê da Pullmann. Fale: "Isla Negra". Palavras mágicas que materializarão o ticket mediante pagamento em pesos chilenos. Simples assim. Você não é a única querendo ir pra lá, sabia? mrgreen

Adriana França
Adriana FrançaPermalink

Que ótimo. Depois então, quando voltar da viagem, deixo aqui dicas de tudo que tive dúvida antes de ir mas que, com certeza, lá resolverei. Um abraço

Marcela
MarcelaPermalink

Super recomendo a Turistour para os passeios. Em duas idas a Santiago fiz vários passeios com eles. Sempre pontuais e com excelente serviço.

Mateus W
Mateus WPermalink

da minha experiência:
taxi: fomos pegos também no golpe de trocar as cédulas por uma de menor valor (cuide!);
metrô: ótimo, use sempre que puder;
aluguel de carro para Viña del Mar: no nosso caso valeu à pena, pois ficou mais barato (éramos em 5), e possibilitou fazer um rápido tour geral, nos economizando tempo. não sofremos para nos localizar ou com trânsito, apenas com mapinhas da cidade e rodoviário (naquela época GPS era luxo).
uma dica para mochileiros de plantão: se vc pretende voltar de ônibus para o Brasil no verão, compre com antecedência, pois no nosso caso todos os ônibus estavam lotados.
um abraço

Lenita
LenitaPermalink

Eu sugiro carro. Viajo sempre por conta própria e acho essa a melhor solução, faço o meu horário, vou aonde quero e fico o tempo que desejo. Vc ficará mais à vontade para percorrer toda a cidade e arredores, inclusive se for inverno eles fornecem as correntes para colocar nas rodas por causa do gelo na pista.
Santiago é uma cidade muito organizada, com grandes vias principais e saídas bem sinalizadas para os bairros. Com um bom mapa e algum planejamento dará tudo certo.
Percorri a cidade toda, fui à várias vinículas, estações de ski, Viña de Mar e Valparaíso(aliás, o único lugar que não indico).

Lenita
LenitaPermalink

Ah! Esqueci de dizer... o hotel tinha estacionamento (verifiquei isso), então foi tudo ótimo!

Paula*
Paula*Permalink

Adorando as dicas! Provavelmente será meu próximo destino! Anotado. wink

Beli
BeliPermalink

Trips, alguém foi a Portillo nessa Páscoa?

Queria seguir as dicas do Riq quanto a Valparaíso e Viña Del Mar por conta própria, mas ele alugou carro e não faremos isso, gostaria de tomar metrô e o ônibus para lá e saber o nome de alguma excursão local, achei os preços da Turistur caro para um local que é possível fazer por conta. Alguém pode me indicar?

Quanto às vinículas, Concha y Toro e Viña Undurraga vocês foram por conta própria?

Grata

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Beli! É facílimo ir a Valparaíso e Viña del Mar de transporte público. Está explicadinho no texto.

Também está no texto: é preciso subir no ônibus com a passagem já comprada.

Por favor leia com atenção.

Beli
BeliPermalink

Gente, só mais uma pergunta... Não entendi o metrô, explico:
O que significa "troncal + metro" e "local + metro"? O que eu posso fazer em 120m, apenas trocar de linha ou sair da estação e voltar sem pagar com o mesmo bilhete naquele espaço de tempo?

Outra coisa, paga-se antes o ônibus ou é dentro do veículo.
Grata

Thaís Zundt
Thaís ZundtPermalink

Estive em Santiago no ano passado e só usei metrô por lá. Achei ótimo e barato! Para Vina del Mar, fui e voltei com o ônibus da Pullmann. Para Portillo, fiz um day-trip com a Sousas Tour.
Beli, o ônibus paga dentro do veículo!

Post sobre o Chile em: www.proximosdestinos.wordpress.com

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Thais! Apenas alguns ônibus alimentadores têm máquinas para receber o pagamento da passagem com dinheiro exato, sem dar troco. Os motoristas não lidam mais com dinheiro, nem há cobradores. É preciso ter um bilhete integração ou uma tarjeta multivía carregada.

Breno K
Breno KPermalink

Oi Bóia,
acho este post uma mão na roda - só falta o link dele na página menu de santiago

Josi
JosiPermalink

Olá,
Vou para a Concha y Toro por conta própria (metrô + táxi). De lá para a Cousino Macul, qual a melhor forma de ir?

Outra dúvida: Alguém sabe me indicar o contato de um motorista (tipo os Remis de Mendoza) para levar 5 pessoas á alguns passeios? Vi a dica do Hernan acima, mas imagino ue com ele seja um pouco mais caro, já que esse taxis oficiais do aeroporto costumam ser...
Última dúvida: Para eu poder almoçar em Casas del Bosque, Viña del mar e Valparaíso, que ordem eu coloco cada um? Dá para fazer os 3 no mesmo dia????

Obrigada,
JOsi

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Josi! Nâo é fácil se locomover entre as vinícolas. Escolha uma ou pegue um tour smile

Viña del Mar e Valparaíso são coladas e junto ao mar.

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Josi, a vinicola Casas del Bosque fica no vale Casablanca, que e' caminho para Vina e Valparaiso.

Quando eu fui, preferi ir direto para Vina del mar, passear um pouco pelo calcadao, tomar sorvete, ver o exemplar de um Moai e so' ( acho que no inverno deve ser menos interessante ainda), almocamos em Valparaiso que foi otimo e por fim uma visita com degustacao no vale Casablanca.

No carro do Hernan cabem ele e mais 4 pessoas.

brasil
brasilPermalink

este es trasporte de turistas en santiago de chile recomendable

www.turiscar.cl

es de carros privados

Geovanna
GeovannaPermalink

Adoramos Santiago.

Fui com meu marido e assim como o Henrique, pegamos o contato da Snowbus - Mitour onde trabalha o Otavio um brasileiro que mora a muitos anos lá, mais ele é novo, acho que tem uns 20 e poucos ou 30. ele eh super gente fina e trabalha também como guia.

Podem contactar ele no otavio@snowbus.cl ou no nextel 56*145*2153

Espero que possa ajudar voces.

Fernando
FernandoPermalink

Para ir de metrô para o Parque Arauco não seria melhor descer na estação Manqueuhe em vez da Escuela Militar?

carlos
carlosPermalink

Para Mall Parque Arouca descer Escuela Militar , a pé 15 minutos , pode pegar um taxi ou bus C20 mais pergunte ,
para Mall alto los Condes descer Manqueuhe e pegar onibus C01 .406 ou 426 o Shopping fica a esquerda e noa fica muito visivel , tem que descer na altura do numero 9126 da avenidas los condes

Amós
AmósPermalink

O metrô funciona super bem e atende muito para os que andam em Santiago.
Fui com minha esposa e filho de 3 anos agora em julho e foi tranquilo
Para as víniculas, como geralmente tomamos umas smile prefiro os remis...

Nestor
NestorPermalink

Estivemos novamente em Santiago agora em Julho e, apesar dos taxis serem extremamente baratos e o sistema de metrô ser excepcional (e os usamos muito!), resolvi alugar uma perua diesel cabine dupla para as viagens às montanhas e a Concón/Valparaiso/Vina del Mar e não é tão dificil assim se virar no trânsito local. Se estiverem em um grupo pequeno, vale a pena.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Nestor! Reiteramos que a estrada das montanhas é perigosíssima para quem não está habilituado a dirigir com gelo e neve. Não é um conselho que deva ser passado adiante. Não podemos passar a idéia de que não há riscos envolvidos. É perigoso.

cristiane kraychete
cristiane kraychetePermalink

Oi, irei para o chile em jan/12, estamos em 04,temos 10 dias, é um bom tempo para conhecer?por favor me indique um bom roteiro.Obrigada.

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalink

Cristiane: o Chile é magro, mas é bem compriiiiiiiido, com bons programas para todos os tipos de gosto. Você não conta se o quarteto gosta de ver paisagens, de história, de caminhadas, de aventuras, de gastronomia, de eno-turismo, então vai ser impossível qualquer pessoa sugerir um roteiro certeiro para o grupo.

Eu já passei uma semana em Santiago (incluindo visitas a Valparaíso, Viña del Mar e vinícolas fora da cidade) e uma semana só no Deserto do Atacama e amei os dois programas. Também imagino que seja fantástico ir à região dos Lagos, à Patagônia Chilena e à Ilha de Páscoa, mas, repito, acho inviável fazer uma correria de 10 dias para ver tudo o que o país oferece. Se eu fosse você, escolheria um dos extremos (sul-patagônico ou norte-desertico) e dividiria os 10 dias entre uma das regiões e Santiago. Ou fazer um roteiro de visitas a vinícolas como no filme sideways, alugando um carro.

Encare a definição do roteiro que irá agradar aos 4 como parte da viagem e divirta-se!

Arantes
ArantesPermalink

Olá

Esterei hospedado na Av Liber Bernardo O`Higgins, 3117, 632, (Hotel Caesar Business)e, preciso ir todos os dias para Paul Harris Sur 10349, Las condes, região metropolitana. Qual a melhor indicação de quem já foi? Metrô vai? Taxi?

Grato pela Atenção

Arantes

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Arantes! É bastante longe. Você terá que pegar o metrô na estação Central e ir até o fim da linha na estação Los Dominicos. Lá tome um táxi.

Flávia
FláviaPermalink

Pessoal,
Estarei em Santiago na virada do ano com amigos, e gostaríamos de passar o reveillon em Vina del Mar. Qual a melhor forma de fazer isso? Alugar um carro? Ir de ônibus? Existe alguma agência de receptivo que ofereça um passeio pra lá no reveillon?
Agradeço qualquer orientação!
Desculpe se perguntei no post errado, não achei um post específico sobre esse assunto...

Juliana Bomfim
Juliana BomfimPermalink

Amigos,

Estou a caminho de Santiago no próximo sábado onde vou ficar 04 dias com meu marido... Como o tempo é curto gostariamos de dicas para não errar nos passeios.
O que me indicam?

Ainda não decidimos se vamos alugar um carro, depois do descrito acima, provavelmente seguirei com passeios turísticos.

Aguardo dicas.

Obrigada,

Juliana

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Juliana!

Clique em tudo o que puder nesta página:
https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire

Teresa Wangg
Teresa WanggPermalink

Olá, boa noite!!

Vou a Santiago em agosto de 2012. Gostaria de saber qual a melhor região para procurarmos um hotel. Para podermos ficarmos mais bem localizados. Vamos com 3 filhos e precisamos planejar direitinho, para eles poderem curtir tudo direitinho.

Fico no aguardo das dicas

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Teresa! Neste post você encontra 20 hotéis e selecionados e entende a diferença entre as regiões da cidade:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/20-hoteis-em-santiago/

Alessandra
AlessandraPermalink

Olá!
Vou para Santiago passar a semana entre 23.12 e 02.01. Gostaria de passar o Reveillon em Viña del Mar ou Valparaizo. Adorei as dicas sobre transporte, mas ainda fiquei com uma dúvida: o transporte público funciona regularmente no Ano Novo? Minha preocupação é porque a empresa responsável pelo traslado até o aeroporto marcou a saída do hotel para 6 a.m do dia 02.01. Ou seja: não posso ter imprevistos... tentei ver no site do metro se é como aqui no Rio, onde os bilhetes de metro precisam ser comprados com antecência, mas não achei nada... alguém sabe como funciona? No site da Pullman Bus, há passagens de ida, mas não de volta, que é o que mais me preocupa... alguma dica? Aproveitando...alguma dica de restaurante por lá?
Obrigada!
Abs,
Alessandra

Alessandra
AlessandraPermalink

*em tempo: a saída do hotel e o retorno é no dia 01.01, por isso a preocupação com o horário de retorno. Por equívoco, falei dia 02.01... :/
Obrigada mais uma vez!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Alessandra! No seu caso não é recomendável ir a Valparaíso não. Não se passa uma festa que só acontece à meia-noite num lugar com multidão e possíveis problemas de logística a 120 km de onde você tem que estar às 6h da manhã. A única hipótese é você descobrir um tour organizado que garanta a sua volta na madrugada.

A festa em Santiago também é animada.

maria
mariaPermalink

Olá, passei este natal com minha família em Santiago e nos hospedamos no NH Ciudad Santiago. Como sabíamos que a localização do hotel não era a mais privilegiada optamos desde o primeiro momento por alugar um carro.

Realizamos a reserva com antecedência pela ALAMO, que já usamos algumas vezes nos Estados Unidos. Entretanto ficamos assustados com precariedade dos serviços ofertados por esta locadora no Chile. Havíamos reservado um carro da categoria do Corolla, quando chegamos ao guichê da locadora, ainda dentro do saguão de desembarque fomos informados que o carro não estava disponível e que receberíamos um “upgrade”. Nos disponibilizaram um Nissan, se não me engano um Xterra. O carro realmente era maior do que o que havíamos reservado, entretanto tinha uma quilometragem muito alta, estava sujo, o ar condicionado não estava funcionando e o principal, SEM GPS! Não quisemos o carro e foi extremamente demorado e desgastante o processo de devolução do carro. Fomos muito mal atendidos pela equipe da Alamo. Ressalto que além de nós haviam pelo menos mais duas famílias tendo problemas com os carros disponibilizados pela Alamo (problemas como: família que havia reservado carro para 7 passageiros e o carro não estava disponível, carro sem GPS...).

Após o desgaste procuramos outras locadoras e no geral fomos bem atendidos por todas... mas como devem imaginar conseguir um carro de ultima hora na véspera do natal não é fácil! Finalmente conseguimos alugar pela AVIS, fomos excepcionalmente bem atendidos, e o carro estava em ótimas condições!

Quanto a experiência de alugar um carro em Santiago? RECOMENDO! Pelo menos em dezembro o transito estava ótimo, as pistas são muito boas, existem estacionamentos por toda a parte (todos pagos) e o GPS (apesar de alguns bugs) é uma mão na roda!

maria
mariaPermalink

Ah... o estacionamento do hotel era gratuíto! E restaurantes como Astrid & Gastón (um dos melhores restaurantes que já fui!) e Aqui Esta Coco (não recomendo) possuem serviço de manobrista!

Janaína
JanaínaPermalink

Olá Ricardo, irei para Santiago em agosto e minha intenção é esquiar. Na sua opinião, qual a melhor localização de hospedagem em Santiago para facilitar o transfer para as estações de esqui?
Obrigada,
Janaína

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Janaína! Aqui quem responde é A Bóia.

Hospede-se em Las Condes.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/20-hoteis-em-santiago/

Glauber
GlauberPermalink

Colegas,
Ajuda: estamos indo a Santiago (3 casais). Vcs conhecem algum taxista q trabalhe com uma Van para fazer os passeios (a Valle Nevado, Concha y Toro, etc)

Muito tks !

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Glauber! Não temos contatos de taxistas que tenham van, mas é possível que você consiga dicas no lobby do seu hotel. Para Valle Nevado, há empresas como a TurisTour ou SkiTotal, com as quais você pode fechar um passeio ou um trânsfer.
http://www.turistour.com/
http://www.skitotal.cl/transporte/

CH
CHPermalink

Acabo de chegar de Santiago. Tentei alugar um carro no primeiro dia, mas não consegui, então, experimentei taxi, metrô e andar a pé. Santiago é uma cidade fácil, quase tudo ocorre no eixo próximo a avenida que vai mudando de nome: O Higgins -Providencia - Apoquindo e de qualquer jeito dá pé.

Porém, no quarto dia, alugamos um carro e tudo ficou muito mais tranquilo e eficiente. Há muito estacionamento, é fácil de dirigir. E tem a avenida que ajuda muito. Utilizamos o GPS do IPad, que é ótimo. Nos estacionamentos, há os privados, que são subterraneos e os públicos, que são na rua mesmo, a gente para e aparece o funcionário da concessionária, uniformizado e com o Palm na mão. Voce paga direto pra ele.

Recomendo demais o aluguel de carro para os que tem costume de dirigir em cidades grandes. A outra vantagem é poder rodar a esmo e descobrir outros lugares da cidade

Também fomos a Valparaiso e Vina del Mar, tranquilissimo.

De taxi, um trecho custa em media 3000 a 5000 pesos, algo entre 12 ou 20 reais.

Janasp
JanaspPermalink

Olá CH, em que empresa alugou o carro? Estou anotando as reclamações do pessoal pra não cair numa roubada por lá.... vou em fevereiro e alugarei um carro para ir até Santa Cruz, outra coisa, como são os pedágios? Caros?

Obrigada!
Janasp

CH
CHPermalink

Paguei dois pedágios pra ir e dois outros pra voltar de Vina del Mar. Não lembro o valor, mas não foram caros. Aluguei de uma agencia recomendada pelo hotel ( Hotel Atton El Bosque). Mas, se quiser ir mas no aeroporto há Hertz, National Alamo e outras locadoras internacionais. Como fui no reveillon e sem reserva, elas não tinham carros.

Renato
RenatoPermalink

Olá a todos.

Estive em Santiago e em Viña del Mar de 27/12 a 08/01/2012 e gostaria de relatar a péssima experiência que tive com a Alamo em Santiago.
Decidi alugar um carro em Santiago para ir, na sexta-feira, 30/12, para Viña del Mar passar o ano novo. A reserva foi feita no dia 08/12 e confirmada pela Alamo.
O horario de retirada era 09:30. No dia, para minha surpresa, ao chegar para retirar o carro, fui informado que não havia carros disponiveis. Achei aquilo um absurdo, mas a atendente (Alexandra) disse que em meia hora o carro estaria disponível. O mais impressionante é que meu caso não era isolado: havia cerca de cinco pessoas esperando por carros que tinham sido reservados.
Passada essa meia hora, a atendente informou que só haveria carro em mais DUAS horas. Isso seria aproximadamente meio dia. Como tinha check out no hotel em que estava em Santiago, expliquei a situação e solicitei que o carro fosse entregue no hotel. A atendente aceitou.
Para resumir a história, o carro não apareceu, tentei entrar em contato da recepção do hotel varias vezes e a atendente que me atendeu a principio nem quis falar comigo e os outros atendentes nem sabiam do que se tratava. Tive que voltar novamente para a locadora e fazer um escandalo para que me fosse fornecido o carro. ISSO OCORREU SOMENTE AS 15:30.
Mas a historia não termina ai. O carro fornecido era um Renault Clio Sedan (lá fabricado como Nissan) péssimo. O volante estava desalinhado e havia um barulho horrivel na roda direita traseira. O carro estava claramente em condições inseguras de direção. Fui até Viña no maximo a 90 por hora.
Escolhi a Alamo por ser uma grande companhia locadora e também por ter filial em Viña (me precavendo de um possível problema). A filial da Alamo em Viña não abriu nem dia 31, nem dia primeiro e fui conseguir trocar o carro apenas no dia 02, após varias ligações para a Alamo em Santiago.
A supervisora da Alamo em Santiago (Marcela) tambem me atendeu muito mal todas as vezes que falei com ela, deu pouca importancia as minhas reclamações e nunca retornou as ligações.
Para resumir, a Alamo em Santiago e em Viña é uma bagunça. Foi a primeira vez que aluguei com eles, mas duvido que este seja o padrão de atendimento no seu país sede (EUA). Simplesmente recomendo que, no Chile, NUNCA ALUGUEM CARRO COM A ALAMO.

Abraços

marcos
marcosPermalink

Ols, vou chegar em santiago as 23:30 de uma segunda feira , alguem pode me dar uma dica de um transporte mais barato entre o aeroporto e o bairro de providencia?
grato

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Marcos! Nesse horário, cacife o táxi mesmo. O táxi oficial custa o equivalente a 30 dólares, aceitam cartão.

Janasp
JanaspPermalink

Ola pessoas
Estou indo para o Santiago em fevereiro, pretendo alugar um carro (não da Alamo!) pra ir até Santa Cruz e Valparaiso, como é o esquema de pedágios? como não acho muita informações, suponho que sejam baratinhos...rs
Gracias pela ajuda!
Janasp

Ana Luisa
Ana LuisaPermalink

Janasp,
Viajei em outubro/2011 de Santiago a Valparaíso e paguei $3.300 pesos chilenos por cada pedágio (são dois no total). Quanto a Santa Cruz, não sei lhe responder.
Ana Luisa - SSA/BA

Ana Luisa
Ana LuisaPermalink

Corrigindo: 2.300 pesos chilenos