Carnaval de Salvador sem abadá: Eunice e Adri dizem como

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Praia do Farol da Barra, Salvador

O festeiro do Guilherme Lopes (nosso cicerone na maratona de botecos de Beagá, lembra?) está indo com uma turma pro carnaval em Salvador e, não satisfeito em sair em blocos com abadá e corda (tudo já compradinho nos conformes), pediu dicas de blocos tradicionais, gratuitos e sem-corda, para sair entre um blocão e outro.

E tem isso, sô?

Tem, sim -- responderam rapidinho as nossas correspondentes soteropolitanas Eunice e Adriane Lima (a Adri, como sabemos, é expatriada mineira). Passo a palavra a elas:

Dicas da Eunice
Dia 2 de março ( quarta ) os blocos acústicos se encontram na Barra. A Banda do Habeas Copus homenageando o Paroano sai Milhó, Gravata Doida e vários outros -- 15 blocos mais ou menos --, todos  irreverentes e acusticos. Vai ser um dia especial: a concentração deve ser no bar do Habeas Copus, na Marques de Leão, na Barra.

Todos os dias — no circuito Batatinha (Pelô), bandinhas, grupos de teatro, pessoas fantasiadas, tudo gratuito; muito legal.

Tem a passagem do Gandhi pela Castro Alves. A saída do Ilê. A Banda Eva vai sair sem corda para se encontrar com Moraes Moreira na praça Castro Alves, na terça.

Margareth Menezes vai comandar um trio sem cordas no dia das Mulheres, 8 de março; Margareth também sai segunda, com Tonho Matéria, de graça.

Carlinhos Brown vai comandar, no sábado, percussionistas de vários blocos – de graça, sem corda.

Preste atenção também nos bailes de Carnaval.

Você pode ver a programação oficial do carnaval no site: carnaval.salvador.ba.gov.br

Dicas da Adri Lima

As dicas da Eunice são quentes, como sempre.

Além delas, sugiro pegar a programação no site do Portal do Carnaval e ver, preferencialmente no Circuito Barra Ondina, quando saem os trios independentes. Há trios muito legais, como o de Armandinho (herdeiro dos criadores do Trio Elétrico Dodô e Osmar) e outros grandes músicos, é só ficar de olho.

Eu gosto também da pipoca do Microtrio – é uma Topic, pasme, com uma banda inteira dentro. Vale muito a pena.

Melhores lugares pra pipocar: em frente ao Farol da Barra, bem no gramado, e no Clube Espanhol.

Ah! Tem um bloco, que não é gratuito, mas tá dando um bochicho bom na cidade: chama O Bloquinho, com Jau, cantor e compositor soteropolitano MUITO bom. Acontece no Largo Teresa Batista, segunda de carnaval, à tarde. Começa com um show de Jau, como um esquenta – depois, a banda sai pelas ruas. Começou ano passado, nunca fui, mas já me programei pra ir esse ano! Tá R$80 a meia e $160 a inteira. Não tem abadá, e sim uma peça que eles estão chamando de ‘pano’, algo como uma mortalha.

O Bloco Mascarados é sem custo, só tem que estar fantasiado. O público é predominantemente GLS. Gosto de ir pra concentração do bloco, não costumo acompanhar porque ele sai na quinta praticamente de madrugada… e sexta eu ainda trabalho! Mas é muito animado e divertido. Remete muito aos carnavais de baile e marchinhas.

Em tempo: a Adri fez um post sobre os blocos acústicos no seu blog. Ela andou indo nuns pré-carnavalescos bacanas esses dias, e de repente vem mais post por aí. Confira na Área de Jogos da Adri.

Obrigado, garotas!

Foto tirada no carnaval de 2008 do camarote de Daniela Mercury na Barra.

Leia também:

Pulando de carnaval em carnaval (minha maratona momesca por três carnavais no mesmo ano)

110 comentários

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Discordo do melhor lugar pra ir na pipoca. Pra mim, é na Ondina, em frente ao camarote do Othon, porque tem a rua paralela à do circuito, mais larga, que dá vazão à multidão na hora da muvuca. Em frente ao antigo Espanhol, na subida do Morro do Gato, costumava ser tranquilo, não sei agora. Acho a pipoca da Barra, principalmente a do Farol, muuuuuito baixo astral.

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

Este ano preste atenção, pq tem estruturas já montadas em frente ao Othon e antigo Salvador Hotel. E foi o único lugar onde já fui quase esmagada, quando pensei estar "segura"... Em frente ao antigo Clube Espanhol é que tem zona de escape, assim como o mirante no Morro do Gato (rua Guadalajara). Tá cada dia mais difícil ver carnaval sem pagar... Na quarta vão sair diversos bloquinhos ali perto do Jd Brasil na Barra, o esquenta do Paroano no Rio Vermelho e, depois, no Pelô.
O Minitrio é D+, me acabei no Garcia (Linha 14), perto do Campo Grande com amigos de infância. No Campo Grande, Politeama e Av Sete saem diversos blocos com bandas "chupa-catarro", animadíssimas, na quarta e quinta em direção ao Pelô (nenhuma consegue chegar lá, caem "mortos" pela estrada). A-do-ro!

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Caroline, a pipoca em frente ao Othon anda muito apertada nos últimos anos. Como a Sandríssima falou, há estruturas construídas ali na frente, acho que da policia militar, que apertam muito a pipoca...

E tem um trânsito de gente em tudo quanto é direção, porque quem saiu do bloco e quer continuar pulando passar por ali... tem muitos ambulantes...

Mas cada um tem seu carnaval, acho que é por isso que é cheio em tudo quanto é lugar! wink

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Eu peguei pipoca do Chiclete e do Asa ano passado ali e foi tranquilo. Descia do camarote, ia até o Morro do Gato e voltava nas pipocas até o Salvador Praia Hotel...

Eunice
EunicePermalinkResponder

Caroline, cada um tem o seu carnaval, e isso é muito bom; mas no meu ponto de vista Ondina é o pior local para pipoca. Os blocos acabam ali, os foliões estão exaustos e os mamlandros se aproveitam disso; de todo o circuito é o trecho com mais ocorrências policiais - furto em geral;muito mais que no centro, inclusive. E esse ano está especialmete ruim. Os camarotes estão dos dois lados da pista; os blocos estão indo até as gordinhas. A passagem dos blocos pelos camarotes está se dando com os foliões na frente e fundo do bloco; não há espaço lateral nenhum. Minha filha estava em um bloco na quinta, quando sentiu o "clima" na passarela dos camarotes, saiu do bloco- com um grupo de amigas- e ficou na frente para ter espaço para correr, se necessário. Assim que ela saiu escutou o cantor pedindo para um grupo parar de brigar - com falta de espaço, a natureza humana se manifesta em plenitude...eek).

Eunice
EunicePermalinkResponder

"malandros"

Flavia (@ladyrasta)

Concordo com vc, Eunice

Guilherme Lopes

Riq, valeu pelo!

Estamos super animados aqui. Já passamos uma noite no carnaval de Salvador, há 2 anos, quando <> de navio.

Mas agora ficaremos mais que 24 horas na cidade.

Obrigado Eunice, sempre solícita!

E a Adri Lima nem se fala. Nos ajudou em tudo! Valeu demais, Dri!

E bora começar o carnaval! O pré-carnaval de BH está crescendo e esse final de semana teremos vários blocos. Fica a dica para o pessoal visitar BH uma semana antes do carnaval. É farra garantida!

; )

Guilherme Lopes

* Riq, valeu pelo post!

Patrícia B. Maia

Concordo c/ a Caroline, melhor lugar p/ pipoca é na Ondina.

KEKA
KEKAPermalinkResponder

Nossa que alegria!!! Estava esperando por este post a dias... chegou na hora certa!
Riq, e meninas, estou indo para SSA na próxima terça e fico 7 dias. Diferente de outros carnavais lá, neste estou indo com namorado que não é tão folião. Então ao invés de ir atrás do trio, optei pelo camarote, mas até agora só fechei para o do Reino na sexta. Amei saber do Bloquinho, adoro Jau! Adri onde compro os ingressos?
Ahhh o Microtrio só sai na sexta ( estarei no camarote) e na terça qdo. não estarei mais em SSA...
Pessoal como posso aproveitar mais esses dias, sem traumatizar o moço( meu namorado,rs.)?
E com relação a parte turística e gastronômica, vcs tem aquela dica que só os moradores sabem? Vale a pena o passeio de barco na Baia de Todos os Santos? Alugo barco ou tem outra opção? Penso em aproveitar terça, quarta e quinta qdo. a cidade não estará tão lotada. Vcs sabem de algum contato que possa fazer um city tour conosco, pois meu namorado não conhece SSA.
Espero não estar explorando demais...rs.
Axé!!!!

Magrineli
MagrineliPermalinkResponder

Meu Deus... alguém segure esse menino solto por aí.... kkkkkk!

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

UAU, Riq, valeu demais 'postar' nossos comments. No que puder ajudar essa galera com informações (só as já testadas, rsrs), tamos aí...

KEKA
KEKAPermalinkResponder

Adri esqueceste de mim! rs. Como compro o "pano" do bloquinho? Abraço!

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Keka, você compra o Bloquinho nas lojas da Central do Carnaval. Não é vendido pela internet, só pessoalmente!

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Se for pro Bloquinho, me tuíte no @adricrlima, quem sabe nos encontramos por lá?

Eunice
EunicePermalinkResponder

Sandríssima, a lembrança do Jd Brasil é ótima. O Esquenta mas não sai, de Waltinho Queiroz e companhia fica ali.

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

Ave, Eunice! E tem todas aquelas bandinhas, com garotada tb, que gosta de curtir outras coisas. Eu sempre fui alternativa dos alternativos. NUNCS comprei um abadá, mortalha (antigo!), macacão, etc. Sempre fui pipoca até quando deu. O que eu amo na Barra é -tb- a saída dos Mascarados. Encontro tanta gente... E soube de uns bailinhas em clubes antigos, tipo Fantoches da Euterpe, que tem Baile de Máscaras (com gente legal, sem baixarias - segundo Bahia Vitrine -site corporativo, mas informativo). Será que este ano vai sair aquela escola de samba da Dinamarca no Pelô?

Raul
RaulPermalinkResponder

Pessoal, esse ano é meu primeiro carnaval, e tenho algumas dúvidas:
A hora marcada do trio é o da concentração, quanto tempo eles ficam concentrados até realmente começarem a sair e quanto tempo dura o circuito até o final?
Estou hospedado no bahia flat e depois que acabar o trio, terei que voltar até ele. É tranquila essa volta? Volto a pé mesmo ou tem taxis?
Obrigado gente
Raul

Eunice
EunicePermalinkResponder

Raul. A hora marcada é a do desfile. O "esquenta" é antes. Por mais incrível que possa parecer os horários são respeitados na imensa maioria das vezes. Vc terá, obrigatoriamente, que voltar a pé. Táxi não circula no entorno de seu flat durante o carnaval.

Eunice
EunicePermalinkResponder

que=de

Raul
RaulPermalinkResponder

E essa volta é tranquila Eunice? O caminho que devo fazer é pela avenida mesmo?

Eunice
EunicePermalinkResponder

Raul. Caso o horário de retorno seja após o desfile de todos os blocos vc pode voltar pela avenida. Há policiamento intenso. Não creio que haja problema, com os cuidados de praxe ( sem jóias, sem máqina fotográfica,sem celular poderoso - aqui os meninos têm celular para festas, bem barato e pré-pago, dinheiro em porta-dólar ou no tênis, não responder a provocação de bêbado, sair de perto de confusão), andar de preferência com pelo menos um acompanhante. Durante os desfiles dá para voltar, caminhando somente nos intervalos entre um e outro bloco, mas é uma operação de guerra. Eu escolheria voltar por dentro. Pegaria a Rua Sabino Silva caindo na Av. Centenário no seu fim,depois, Alameda da Barra e entraria na Marques de Leão, para alcançar seu flat por uma transversal. Uma opção, seria pedir um taxista para lhe deixar o mais próximo possível - mas creio que enfrentará muita má vontade para isso.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Pessoal, hoje o Bloquinho de Quinta faz festa no Rio Vermelho. Sai às 23:00horas do Tom do Sabor. É preciso ir fantasiado. Bailinho de Quinta é uma banda, para quem não conhece. Sai do Tom do Sabor, desfila pelo bairro, para em um bar - reabastecimento - e retorna para o Tom do Sabor.

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

É maravilhoso, aqui pertinho de casa!!!!

Eunice
EunicePermalinkResponder

O Correio da Bahia publicou hoje esse resumo:

Melhor da pipoca:

Armandinho - Sábado (15h30) - Campo Grande; domingo (18h30), segunda e terça (21h30) - Barra

Daniela Mercury - Sábado (20h30) - Barra

Carlinhos Brown - Sábado (19h30), domingo (20h30) e segunda (23h) na Barra

Margareth Menezes - Segunda (20h30), terça (19h30) na Barra;

Moraes Moreira - Domingo (21h30), na Barra

Pipoca do Eva - Terça (15h), no Campo Grande

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Eunice, essa pipoca tá pra lá de gostosa, ehhehe!!!!

Só não encaro a pipoca do Eva, vai ser legal mas acho que estará muito cheio.

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

Pois tá aí, meninas. Segundo consta, no Centro o Carnaval tem estado até tranquilo, mas sem todas as "atrações", para mim não fazem falta. vamos ouvir as resenhas desse ano.
Eunice, os conselhos estão perfeitos! Eu sempre voltava pela Sabino Silva - como vc indicou -, quando ficava na Ondina ou no Clube Espanhol.

Mauricio Oliveira

Não se esqueçam do óbvio:

- deixe no hotel todos seus pertences!
- não dê mole com relógios, correntes e pulseiras!
- ande apenas com o dinheiro básico pro dia!
- leve uma copia dos seus documentos!
- se usar cartão de crédito, tenha em mente o numero para bloqueá-lo caso seja roubado!
- nem preciso falar de celulares e cameras fotográficas ne?

Estando ou não na pipoca, é mais tranquilo você curtir o seu carnaval sem essas preocupações. Certo?
Divirtam-se! wink

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Maurício, enriquecendo suas dicas do óbvio que não deve ser esquecido:
- dinheiro básico pro dia, e aviso meus visitantes pra deixar uma 'reserva' na meia do tênis, rs
- não leve nada que você vá se importar caso perca. Quer levar máquina fotográfica? Leve uma descartável.
- Celular, pegue aquele velho que tá na gaveta e nunca é usado.
- Taxis - negocie o preço antes de entrar, ou peça pra ele rodar pelo taxímetro.
- Busque sair dos camarotes entre um bloco e outro.
- algumas pipocas são mais agitadas que outras - fique de olho no que acontece à sua volta...
- Há postos policiais em todo o circuito. Os policiais são orientados a ajudar o turista. Na dúvida, dirija-se a um posto policial.

E bom carnaval a todos!

Patrícia B. Maia

Experiência própria: trocado numa bolsinha ou bolso e notas maiores dentro do tênis. Brincos bem pequenos, sem cordão, pulseira ou relógio. Máquina fotográfica nem pensar. Cópia do RG. Celular só se for absolutamente necessário. Essa dica do celular velho é boa! P/ o camarote é mais tranquilo, mas tem que ter cuidado ao chegar e ao sair. Seguranças do camarote tb ajudam no ir e vir.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Pessoal: cuidado ao pegar o abadá. Há relatos de roubos.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Gente, sobre os abadás - tirem das embalagens oficiais dos blocos, aquelas sacolinhas lindas, guardem tudo numa embalagem neutra (sacola, mochila, enfim). Isso ajuda a despistar. Bom ficar de olho se não estão sendo observados!

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

Inaugurando novo Circuito Carnavalesco: no dia 03 de março, quinta feira do Carnaval 2011, à partir das 18hs, estaremos inaugurando um novo circuito do Carnaval de Salvador. Trata-se do CIRCUITO CARAMURU no bairro do RIO VERMELHO, que vai da Praia da Paciência (concentração), até a Fonte do Boi e volta até o Largo de Santana, finalizando o percurso (Central de Entidades do Rio Vermelho - CONSELHO DE CULTURA E TURISMO DO RIO VERMELHO - Grupo Nzinga de Berimbaus - AMAS - Associação de Moradores do Alto da Sereia). E a turma do bairro (Amigos do R Vermelho)
BLOCO DA CIDADANIA E BLOCO DO VAI QUEM QUER - DIA 03 DE MARÇO 2011 – QUINTA FEIRA DE CARNAVAL - HORÁRIO 18 H. ATRAÇÕES – PAULINHO BOCA, GEREBA E BANDA.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Sandríssima. O circuito Caramuru bombou ontem à noite. Parecia a Pça Castro Alves das antigas.

Viagem afora
Viagem aforaPermalinkResponder

Para nós, o melhor sem abadá é ir para o Morro do Gato, no circuto Barra-Ondina!! Um excelente carnaval a todos!! Aproveitem!!

Eunice
EunicePermalinkResponder

E O Camarote Via Folia, com entrada opcional pelo Morro do Gato ( quer dizer vc chega e sai de táxi ), a melhor localização de camarote, em minha opinião.

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

Num gosto não! Fui um ano e achei meio "longe" da muvuca, mas vale pela comodidade do chegar e sair. Nesse quesito acho o melhor.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Puxa, Sandríssima, eu adoro o via Folia! e o bom é que ali os trios param sempre. wink

Mas é um esquema mais tranquilo, mesmo...

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

Meninas, vcs estão se comportando bem no Carnaval? Divirtam-se!!!!

Marcio Nel Cimatti

Já me contaram cada perrengue da Pipoca.... Com esse post acho que não é tão ruim assim!

Abs!

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

Pipoca é saber onde ir, como circular e onde ficar. Sempre em lugares onde as pessoas não fiquem passando, como uma rua, mas com um anteparo, onde vc fique vendo o que passa. Ir atrás de trio é sorte não ter problemas (como já citaram aqui a pipoca do Bel arrasta uma multidão nada agradavel) e não devemos contar somente com isso no carná de SSA... No mais, as indicações da Adri e da Eunice são o que há. Pena que este ano preferi descansar...
Gente os Mascarados bombaram ontem, minhas amigas ligaram para contar, sniff.
Eunice o R Vermelho esse ano tá demais desde a Festa de Iemanjá que foi maravilhosa!

Eunice
EunicePermalinkResponder

Acho que Sandrissima resumiu bem que é uma pipoca divertida e "segura": ir acompanhado, quanto mais gente melhor ;escolher um local e ficar ( ir atrás do trio na pipoca , a depender do trio, e o tipo de galera que o curte, pode ser uma roubada ). O trio do Armandinho tem uma pipoca da paz ( sem brigas, etc ). A pipoca de Bel é barra pesada, coisa para quem tem muito resitência física e não tem medo de briga. Eu ainda escolho um local com escape - para os momentos em que passam os trios com pipoca muito muvucada; e com serviço de bar por perto, para ter um sanitário decente ao alcance. E só me desloco de um lugar para outro entre as passagens de trio - nunca, nunquinha mesmo, enquanto estão passando.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Marcio, não é tão ruim, não! Eunice e Sandríssima disseram tudo. Mas tem que saber onde ficar. Gosto de locais abertos, arejados. Por isso adoro o Farol e o Morro do Gato, em frente ao antigo clube espanhol. Além de serem abertos, são lugares onde os trios ficam um tempinho, dá pra curtir bem. Os trios independentes listados no post levam uma pipoca bem bacana. Pipocas mais pesadas são as dos grupos de pagode, Chiclete com Banana... e eu acho que a pipoca do Jammil também é agitada demais pro meu gosto, eheh.

Carnaval em Salvadô (quase) sem axé: sim, é possível | From Lady Rasta

[...] ano  @riqfreire fez um post sobre “Carnaval  sem abadá” e circuitos alternativos em Salvador, graças às lindas e fofas Dri Lima e Eunice; vale [...]

Eunice
EunicePermalinkResponder

Lady Rasta. Riq e vc deveriam receber o título de embaixadores da Bahia. Além da oficialização do de baianos.eek) Adorei sua matéria.

Flavia (@ladyrasta)

Ficou bacana, né? E diferente do que o pessoal costuma comentar!! Vc e Dri elogiando eu me sinto ganhando estrelinha no boletim!!

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Gente, em clima de carnaval... esse clip tá circulando pela web. Acessem e tentem descobrir quem é quem.... direto do túnel do tempo! smile

http://www.youtube.com/watch?v=nXSu87-7jFg&feature=youtube_gdata_player

marcia
marciaPermalinkResponder

Sensacional!! Daniela Mercury e Margareth Menezes deu pra ver. Tem Ivete? Os outros nao reconheci, mas adorei o clip, demais mesmo!

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Marcia, acho que Ivete estava na escola na época do clip, só sonhando em ser superstar! smile
Eu senti falta do Bel do Chiclete.
Tem o Durval Lelys do Asa de Águia, um magrelinho de topete.
E o Ricardo Chaves, um branquinho, também... smile

Eunice
EunicePermalinkResponder

Lazzo, Sarajane, Armandinho, Tati Moreno, Armandinho. Adorei, Adri...

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Que bom que gostou!! Eu reconheci Lazzo (abre o video, né), Sarajane, Tati Moreno, claro... Armandinho, vou procurar!

Eunice
EunicePermalinkResponder

Lazo, Armandinho, Jussara Silveira, Paulinho Boca de Cantor, Tati Moreno, Bobô...

Eunice
EunicePermalinkResponder

Adri, vc sente falta de Bel porque naquela época o vocalista do Chiclete era Missinho, que tá no clip. Jorge Zarath tb tá no clip. Jorge Sampaio. Vou tentando reconhecer... Acho que Netinho tá no clip, mas não tenho certeza se é ele.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Tatau. Marrom.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

afffeeee, esse video é do tempo de Missinho? Caê não reconheceu, então. Quem é? Agora vai materializar uma lenda pra mim,rsrs.

Ana Karenina
Ana KareninaPermalinkResponder

Tem ainda Anna Valéria (jornalista) e Tonho Matéria...
Amei!!!!
Os cabelos estão fantásticos!

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

A Daniela menininha meio bochechudinha, o Durval com cara de moleque (estudava arquitetura). Eunice, eu conheçoa as criaturas e tentava lembrar do nome. O Nizan, irmão de Andra Guanaes... Amei! Adoro esta música. E o Chiclete no tempo do Missinho é que era o máximo.

Fernando Aboim

Senti como nos velhos tempos onde o asfalto era do povo, a alegria não custava caro, os camarotes eram as salas da Av. Sete, a galera era dos amigos, as músicas tinham letra que deixavam saudades, os beijos eram só mais uma brincadeira e não obrigação para mostrar a masculinidade dos garotos e garotas, enfim Saulo trouxe de volta sucessos e o espaço da alegria, sem violência e com amor !!! Viva a PIPOCA DO EVA !!!!

Uma grande iniciativa que deveria ser seguida por todos os grandes artistas: alternando os circuitos com as atrações ... em um dia do carnaval sair sem cordas, para a alegria do povo, e neste momento resgatar os ídolos que fizeram os carnavais passados.

Se cada investidor mensurasse o sucesso de público e valores de publicidade com o retorno, poderiam entender que o carnaval é do povo e a ele deve ser devolvido o direito de ser feliz no espaço público e gratuito !!!

Viva a PIPOCA DO EVA !!!!

Eunice
EunicePermalinkResponder

Fernando. Saulo me emocionou. Ele estava iluminado.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

A Pipoca do Eva foi linda e deu um gás ao circuito Avenida, com certeza.

Eu saí de madrugada no Voa Voa, com o Chiclete, e a pipoca estava bem mais vazia que nos outros anos - provavelmente melhor dividida entre os circuitos Barra-Ondina e Avenida que nos anos anteriores.

Em conversa com uma amiga que acompanha o mercado do Carnaval há algum tempo, ela identificou uma tendência interessante. Com a concorrência direta pelos turistas dos camarotes e blocos, os camarotes estão ganhando de lavada, fazendo com que os artistas e seus trios precisem se reinventar, e uma das formas é alimentando o carnaval sem cordas, já que muitos não conseguem completar a capacidade dos blocos, mesmo. Já é dito há muito tempo que não são os foliões do bloco que pagam a estrutura, e sim os patrocínios. Os patrocinadores do Bloco Eva, como a Brahma Fresh e o Iguatemi, foram parceiros no projeto da Pipoca (e devem estar bem felizes com a exposição na mídia). A Pipoca da Rainha, da Daniela Mercury, que sai sábado, foi patrocinada pelo Banco do Brasil (essa mesma amiga me disse que o trio estava todo identificado com a logo do banco. Mas nesse dia eu tava no Ilê, não vi!).

Alguns anos atrás, o Guaraná Antarctica resgatou a campanha "Pipoca com Guaraná" e patrocinou o Fobicão de Armandinho, Dodô e Osmar e transformou o trio sem cordas de Carlinhos Brown em "Pipocão". Na campanha, ela dizia ser a patrocinadora da Pipoca do Carnaval de Salvador. Exagero, podia fazer mais, mas foi um início.

Deus queira que ela esteja certa. Acho que o ideal era que os blocos com faturamento acima de um patamar estabelecido mantivessem por contrato uma contrapartida de sair um dia sem corda para os foliões pipoca. Mas, muito melhor e mais eficaz que um contrato, será o mercado movimentar o Carnaval para essa direção.

Já pensou?

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Olha, estou alguns meses atrasado, mas acho esse tipo de nostalgia totalmente fora de lugar, embora respeite muito o direito de cada um ter sua própria opinião.

O mundo muda, os hábitos muda, a cultura muda. Ou nos adaptamos, ou ficamos chorando sobre coisas do passado.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Olá a todos!
Acompanhei um pouco o carnaval de Salvador pela TV e fiquei ainda mais maravilhada e o próximo ano estou em Salvador.
Já conheço Salvador, mas ainda nao tive oportunidade de ir no carnaval.
Agora me falaram que no circuito Dodo o carnaval dura em torno de 7hs é verdade? Como pode isso? kkkkk
Abraços

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Riq, botei um comentário gigante aqui sobre a pipoca, que acho que foi pro poço! Pode recuperar? Obrigada!

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Oba, obrigada pelo resgate!

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Pessoal, notícia veiculada ontem no portal IBahia:

Márcio Victor, do Psirico, é mais um militante da causa “sem cordas”
por Camila Almeida

Márcio Vitor, vocalista do Psirico, declarou nesta terça-feira de Carnaval que pretende no próximo ano desfilar sem cordas no centro da cidade. A afirmação foi feita na passagem do Bloco Pinel pela passarela do Campo Grande.O cantor interrompeu a sequência de pagodes para elogiar a iniciativa de Saulo Fernandes e banda Eva de sair sem cordas e levar o som do trio para o povão. O Eva participa logo mais do encontro de trios com Moraes Moreira, no trio da Satur. “Quero converter o preconceito que sofri em ações de inclusão do povo neste festa”, declarou, apontando para o prefeito João Henrique, que acompanhava o desfile do camarote oficial.

O link é esse: http://www.portalibahia.com.br/nemteconto/?p=27762

Eunice
EunicePermalinkResponder

Adri. Saulo fez um carnaval emocionante com e sem cordas. Agora, o que me envergonha no carnaval de Salvador não é o bloco de corda ( apesar de que a simples existência da figura do cordeiro me envergonha, sim ) - que dá de retorno à cidade sua música, mas sim o camarote que não dá nada de retorno à cidade. Ocupa espaço precioso das ruas e não dá nada em troca. Aliás, uma grande parte ds camorotes virou espaço corporativo, frequentado em sua quase totalidade por funcionários ou convidados comerciais das marcas financiadoras e um punhado de sub-celebridade ( o que nunca foi nossa tradição ), gente que em sua maioria sequer gosta de carnaval e que só está ali porque é trabalho. Gostaria muito, mas muito mesmo que fosse repensada essa ocupação da cidade por camarotes. Para mim parece uma reprodução da casa grande e senzala onde uns poucos lucram exageradamente e a maioria perde muito.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Para quem tiver interesse vai o link do Jornal da Metropole: http://www.jornaldametropole.com.br/, que expressa a opinião de muita gente daqui sobre o nosso modelo de carnaval.

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

E a indigência jornalística que permeia a transmissão televisiva, importando umas criaturas comentaristas de outras paragens!!! De uma dessas saiu a seguinte pérola: "como o Gandhi está no circuito da Barra que é para a elite!" Alguns dos camarotes, com seus diversos espaços, entre eles com música alternativa às das ruas, não respeitam o folião "da senzala" (como bem escreveu a Eunice), porque o som ultrapassa as fronteiras desse e não deixa aqueles ouvirem o trio que se aproxima (Planeta Othon foi um deles, denunciado tb na Rd Metropole).

JJCS
JJCSPermalinkResponder

Adorei as dicas !!!!!
Sou baiana, mas ha 10 anos não passo o carnaval no Brasil. Como as férias escolares de inverno, em 2012, vão cair durante o carnaval, pretendo ir com um grupo de amigos. Fico contente em saber que ainda existem opções de curtir o verdadeiro carnaval de rua de Salvador. Não sou adepta de blocos nem camarotes e fico triste com a privatização e descaracterização que sofreu o carnaval da Bahia.
Obrigada pelas dicas preciosas

Eunice
EunicePermalinkResponder

Reprodução de uma nota do site Bahia Notícias, de hoje:

"Representantes de cerca de 100 blocos afros, afoxés, indígenas, travestidos e de trios independentes ingressaram com ação na Justiça reivindicando 30% do lucro dos camarotes, na avaliação deles, gerado pelos seus desfiles. O argumento dos blocos é de que os camarotes estão captando os patrocínios que antes iam para as entidades carnavalescas. De acordo com o jurista Augusto Aras, que assina a ação, o percentual foi calculado com base na Lei 9.615/98, a Lei Pelé, que determina a distribuição de 20% dos lucros obtidos em partidas de futebol entre os atletas que a disputaram. “Os apartados dos lucros exorbitantes são os que fazem a festa. No entanto, não recebem um tostão”, argumenta o presidente da Associação de blocos de Salvador, Otto Pípolo. “Acho uma reivindicação sem lógica e muito oportunista, com números extraídos sem nenhum fundamento. Nada que possa ser levado a sério”, opinou Joaquim Nery, diretor da Central do Carnaval. Informações da Tribuna da Bahia."

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Concordo com a avaliação feita: a declaração é estapafúrdia, absurda, e a pretensão, irreal. É chororô de quem saiu de moda e perdeu espaço para algo que os deixou ultrapassados do ponto de vista comercial.

junioor
junioorPermalinkResponder

eu quero um abada
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk pica

Kleber
KleberPermalinkResponder

Olá pessoal! Sou de BH, e estou de passagem comprada e hotel reservado pro carnaval 2012. Como é a primeira vez q vou tenho algumas dúvidas: 1 - Qual é o tempo médio de desfile de ambos circutos? 2 - Quero muito sair no bloco do Netinho, mas algumas pessoas dizem q por ser mt barato rola mt confusão, alguém sabe dizer algo sobre isso? 3 - os serviços de motoboy funcionan durante o carnaval? Pergunto pois ficarei no Vitória e precisarei tomar uma condução para voltar do final do percurso barra/ondina. Se alguém puder me ajudar. Obrigado

Thyago Portela

Kleber...

O tempo médio do bloco depende muito da ordem dele na fila de saída, tanto no Barra/Ondina como no Campo Grande. Quanto mais antiga a agremiação/bloco, mais na frente da ordem.

Por exemplo: Em 2005, o Camaleão (3º bloco do Campo Grande) passou quase 3horas parado na curva da Sulacap/Castro Alves, porque o trio do Gandhi tinha quebrado bem na frente.

Normalmente, os blocos que saem no percurso da Barra (4km) são mais rápidos do que o que desfilam pelo Campo Grande (7,5km)

Netinho já teve seu auge no Carnaval de Salvador. Época em que puxava o Beijo e depois os Internacionais. Tanto é que ele ficou sem puxar blocos durante um tempo. Por isso, o abadá deve ser bem barato, principalmente se deixar pra comprar no dia.

Quanto à confusão, posso dizer que até hoje (10 carnavais) sai no Me Abraça (Asa), Camaleão (Chiclete), Coruja (Ivete), Cocobambu (Asa e Araketu), Eu Vou (Jammil) e Cheiro (Cheiro de Amor) e nunca vi uma dentro de bloco.

Pelo que entendi vc vai ficar na Vitória... praticamente não irá precisar de transporte pro circuito Campo Grande. Já pra voltar de Ondina vai ter que apelar pra sorte dos taxistas... sempre é complicado.

Qualquer coisa pode perguntar. Gosto muito dessa festa, pena que hoje em dia ela tem vivido outra realidade .

nivia x
nivia xPermalinkResponder

OI gente...
to querendo ir um dia para um camarote e outro sai com ivete no domingo, algo pode me dar uma dica qual seria o melhor camarote, to indo com meu parido que passara pela primeira vez carnaval em salvador.

Viviane Moura
Viviane MouraPermalinkResponder

Oi Nivia, Concordo com o pessoal: pra saber qual é a sua, depende do que vc gosta e quanto quer gastar.
Mas acho que o primeiro passo é o circuito: Campo Grande ou Barra - Ondina.
O 1º é mais agitado durante o dia já o 2° mais à noite. Pessoas que vem de fora preferem o 2° por ser a noite (menos calor) e por ser próximo ao mar(sempre bate uma brisa).
Definido isso, vc tem um monte de opções: no inicio do percurso (Camarote Oceania, Camarote 30 segundos), no meio do percurso (Camarote Monte Pascoal, Camarote do Reino - Asa, Camarote da TImbalada) e os no fim do percurso(Camarote do Nana, Camarote Salvador). Todos esses que citei são no percurso Barra-Ondina e são all inclusive - comida e/ou bebida e os preços variam muito.O Camarote Salvador realmente é o mais caro e se vc gosta de música eletrônica vai gostar. Mas se vc está a fim de um lugar pra "ver" o Carnaval, vá pra algum no meio do percurso - vc curte tudo e vai embora pelas vias alternativas sem muita muvuca em volta. Sempre é bom lembrar: nada de jóias, câmeras a vista, correntinhas ou relógio - tudo é motivo pra chamar a atenção. De resto, um bom tênis(acho um crime vir de salto pro carnaval, mas aí é gosto, né?!) e disposição e vc está pronta pra festa!
Aproveite!

Nivia
NiviaPermalinkResponder

Aqui em Salvador tem camarote para todos os gostos e bolsos. Normalmente os artistas tem o seu camarote, onde param o trio no percurso para tocar algumas músicas em frente ao camarote. Há o camarote all inclusive, apenas com bebida incluída ou apenas o espaço (sem bebida ou comida incluída, mas a venda no local). Para uma opinião, seria bom saber o estilo e quanto vc quer gastar.

Fernanda Castro

Nivia,
a questão do melhor camarote depende muito do estilo do casal e quanto vcs estão dispostos a gastar.
Mas em termos gerais, o do Nana, Salvador, o do Asa e o da Claudia Leite são boas opções. O de melhor estrutura (e o mais caro tb) é o Camarote Salvador

nivia x
nivia xPermalinkResponder

Agradeço pelas dicas. Nós vamos para o camarote na barra/ondina, eu quero que ele aproveite um pouco do carnaval mas ele gosta de tecno tambem, tava vendo os precos do camarote salvador, e achei tão caro e não consigo entender o porque? realmente vale a pena? outra coisa, essa coisa de lote é verdade, o preço realmente aumenta de uma hora pra outra até o começo do carnaval? Ele ficou muito feliz dos camarotes serem all-inclusive. Eu imagino que o do nana não é muito grande, mas gosto da localização dele e o do othon não é também bom,ou fica muito no final, ele é mais barato que o do nana e salvador?? Só não quero pagar muito e no final é quase tudo na mesma entendeu? No final o camarote salvador seria o melhor? ou ele ta na moda agora? ele parece ter uma otima localizacao, só quero que ele possa aproveitar o carnaval, descansar, beber, comer e se divertir né.. Obrigada pelas dicas de todos...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nivia! Carnaval em Salvador é caro. Os preços dos camarotes refletem a procura por cada um, e têm a ver também com a qualidade do que é servido no all inclusive e das atrações que se apresentam dentro do camarote. Quanto mais em cima da hora, mais caro. Se vale a pena ou não, depende do seu bolso e onde você acha que vai achar a sua turma grin

Nivia
NiviaPermalinkResponder

Nivia, depende do camarote. Alguns apresentam vários serviços e para quem gosta de tecno, a maioria tem clubs internos com musica eletronica tocando, com dj's e etc.. Outros tem de massagista a salão de beleza. Outros são caros pela localização ou por estarem vinculados a artistas. Uma coisa tenha certeza: se for barato (salvo raras exceções) ou é roubada ou estão encalhados, o segundo geralmente não acontece.

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Olá Pessoal!

Primeiramente gostaria de agradecer a todos pelas contribuições!

2012 vai ser o meu primeiro ano de carnanaval em Salvador.

Aluguei um apartamento na Av. Princesa Isabel, que fica na Barra e estou olhando algumas opções para compra de camarotes e blocos.

Tenho duas perguntas a fazer:

É verdade que se deixar para comprar os blocos na hora fica mais barato? Estou interessado em comprar os blocos inter e voa voa.

Estive pesquisando e verifiquei que os camarotes Band -all e Skol seriam boas opções. Isso procede? Só não sei ainda se ficam próximos do meu local de hospedagem.

No mais muito obrigado e um abraço a todos!!!

Rodrigo

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rodrigo! Os blocos mais procurados vão ficando mais caros à medida que se aproxima o dia. Barato só o que encalhar. Você teria que encontrar um cambista confiável que tivesse micado com abadás de blocos procurados e precisasse se desfazer na ultimíssima hora. A possibilidade de isso dar certo, ou de você acabar comprando abadá falsificado, é muito grande.

Todos os camarotes ficam no eixo Barra-Ondina.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Bóia e Rodrigo.O Camarote do Ilê fica na Praça Castro Alves. Adri experimentou e gostou muito, relata em seu blog. O camarote das autoridades fica no Campo Grande; ao lado, sempre "funcionaram" alguns camarotes coorporativos - não sei se ainda existem. Na Casa d'Itália, no Forte de São Pedro ( circuito centro ) também funciona um camarote. Mas, sim, a maioria absoluta dos camarotes fica no circuito Barra-Ondina. Muito improvável que vc consiga na hora abadá para bloco de Bel, com preço abaixo do mercado. Na hora da saída dos blocos vc compra, sim, abadás mais baratos, mas para os blocos menos procurados ( abadás micados ). É um comercio ilegal, e a chance de ser enganado não é pequena, como informa a Bóia.
Rodrigo: o camarote Skoll fica em frente ao Morro Ypiranga. É uma excelente localização. Vc pode alcançá-lo andando, sim ( subir a av Princesa Isabel até a esquina do Hosp. Português; então, descer a Princesa Leopoldina até a Av. Centenário; atravessar a avenida e subir e descer duas pequenas ladeiras que lhe deixarão de cara com o camarote. Já o Camarote da Band fica mais longe um pouco - vc faria o mesmo percurso a pé, e seguiria pela Av. Sabino Silva até chegar ao Othon ( Camarote Band All Othon ); outra opção seria pegar um táxi até o monumento de Cleriston, na Av. Garibaldi , só teria que caminhar Av. Ademar de Barros até o camarote ( veja as distâncias no google maps ). Se vc gosta de caminhar, são distâncias factíveis. Se não, a solução seria pegar um táxi até o ponto mais próximo possível. Lembrar que na ida os taxistas obedecerão ao taxímetro, mas na volta, de madrugada, vc terá que acertar o preço antes, porque a corrida para a Princesa Isabel é pequena e os taxistas não gostam; terá que pagar mais que o valor.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigada pela correção, Eunice grin

Eunice
EunicePermalinkResponder

De nada, Bóia. Cumprindo minhas obrigações de "correspondente". eek)

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Olá Bóia e Eunice!
Bom dia a todos!!

Muito obrigado pelas sugestões! Acho que mesmo sem conhecer muito, as pesquisas que fiz e a programação que montei ficou boa não é mesmo?? localização, blocos e camarotes...

No mais, vou tentar aproveitar as outras sugestões... tipo a microbanda que quero conhecer!

Um abraço e muito obrigado!

SINVALDO
SINVALDOPermalinkResponder

Oi gente! td bem?
Adorei as dicas de vcs. 2012 será meu 1º carnaSalvador. Vou ficar no Pelourinho (Albergue Laranjeiras). É muito longe dos principais circuitos (Barra e Campo Grande)? Ha! vou pra curtir o q vier mesmo, quase no alternativo, mas queria pelo menos um abadá. Alguém indica algum site confiável? E outra, amigos são sempre bem vindos, então se alguém quiser me add no msn: zeusufscar@hotmail.com ou Facebook: apareço como Sinvaldo Martins; email: smstdb@gmail.com.
Abraços a todos!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sinvaldo! O Pelourinho fica na região central de Salvador. O circuito do Campo Grande passa perto, na Praça Castro Alves.

A Barra não fica longe.

Sinvaldo
SinvaldoPermalinkResponder

Walew ai. só na espectativa rsrsrsrs.

ana helena
ana helenaPermalinkResponder

Gostaria de saber se é fácil estacionamentos no circuito Barra-Ondina, vindo de Stela Maris, qual o melho local para estacionar???Gostei muito desse post, responde a todas as minhas dúvidas!!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Helena! O trânsito em Salvador próximo aos circuitos fica horroroso. O melhor é usar táxi.

De todo modo, subiremos a sua pergunta ao Perguntódromo.

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Ana Helena, a melhor opção é sempre ir e voltar de táxi.
Se for sair em bloco, por exemplo, vc sairá do Farol da Barra e terminará 5km depois, em Ondina, o que significa que terá que voltar na contra-mão da multidão para buscar o carro.
Sem falar que terá que carregar chave, documento do carro e alguém deverá ficar sóbrio durante a farra para poder pegar no volante.
Já que sua base ficará em Stella Maris o táxi, no entanto, sairá uma fortuna, então aconselho vc a deixar o carro em outro bairro, próximo à folia (às vezes deixo meu carro na Federação, porque sempre fico em camarote na Barra, mas pode ser no Rio Vermelho se seu caso for bloco de trio), e pegar um táxi para se deslocar no trecho carro-folia-carro.
Uma opção bacana, me corrijam os mais atualizados, é um estacionamento que fica em Ondina, na Adhemar de Barros, e pertence ao campus da UFBA, mas a saída para pedestres/foliões fica bem na frente dos hoteis e camarotes de Ondina (o que poupa uma bela andada).
É isso. Espero ter ajudado.
Ana Luisa, de Salvadô!

Viviane Moura
Viviane MouraPermalinkResponder

Oi Ana Helena,

Apenas complementando o que a Bóia e a Ana Luisa disseram, não é nada fácil estacionar perto do circuito.
O ideal seria o táxi, mas como você está muito longe e o táxi sairia caro(em torno de R$ 80,00) - o melhor é você parar antes (Rio Vermelho ou Pituba) e de lá pegar um táxi (por volta de R$ 20,00).
No mais, aproveite a festa!

Eunice
EunicePermalinkResponder

Ana Helena. Faço minhas as palavras de Ana Luísa. No carnaval de Salvador a melhor opção é táxi, sempre. Entretanto, vc estará muito longe do circuito e o táxi sairia muito caro - mas avalie se não vale o preço, evitar o "perrengue". As opções mais em conta seriam estacionar em bairros próximos e ir andando - exemplo: estacionar na Graça, ou nas ruas internas da Barra Avenida ou do Jardim Apipema, em estacionamentos nas ruas, aos cuidados dos flanelinhas. Não gosto dessa opção. Na Princesa Isabel fica o estacionamento da Perinis, que é pago durante o carnaval. Na Princesa Leopoldina, o prédio do estacionamento do Hospital Português. Confira as tarifas e veja se vale a pena. No passado, o estacionamento do Shopping Barra também era usado no carnaval, - vc teria que checar no site do shopping, mas chegar e sair até ele seria uma loucura total. O que eu faria, seria usar um estacionamento no Caminho das Árvores-Pituba - shoppings Iguatemi ou Salvador ou algum dos muitos estacionamentos comerciais da área e daí pegaria o táxi. É uma corrida de bom tamanho para os taxistas- eles não refugam passageiros desse ponto. Do Rio Vermelho ou Federação os taxistas não gostam da corrida e certamente vc ficará na mão no retorno. A sugestão do estacionamento da UFBA em Ondina,dada por Ana Luísa acho que não vale mais porque carros não entram na Adhemar de Barros, no carnaval. Na hipótese de vc ir para os estacionamentos da Perinis ou Hospital Português, vá cedo, através do Vale do Canela e pegue o acesso para a Graça.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Outra opção, caso seu estilo seja "popular", seria pegar ônibus de linha em Stella e saltar em Ondina ou Rio Vermelho. Os ônibus funcionam 24 horas.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Encontrei na net uma lista de vagas de rua próximas à folia da Barra, em 2011.P rovavelmente também estarão dispónívies em 2012.
Conte com muito engarrafamento:

PRINCESA LEOPOLDINA - 84 vagas
JARDIM BRASIL - 130 vagas
MARGINAL CENTENÁRIO (CONJ. SÃO PAULO) - 50 vagas
R. MARTAGÃO GESTEIRA - 80 vagas
PLÍNIO MOSCOSO - 35 vagas
TRANSVERSAL MQ. CARAVELAS C/ PRINC. ISABEL - 100 vagas
SABINO SILVA - 400 vagas
MORRO DO GATO - 100 vagas
RUAS MACAPÁ E SENTA PUA - 130 vagas
GARIBALDI - 250 vagas
MARGINAL GARIBALDI (ACESSO À TV ITAPOAN) - 100 vagas
ÁREA SAÍDA ADHEMAR DE BARROS - 70 vagas
SÃO LÁZARO (PORTÃO UFBA AO LARGO) - 60 vagas

Total - 1.589 vagas

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Saudades danadas dos dias baianos que passamos com vcs !!

Eunice
EunicePermalinkResponder

Saudade de vocês, Sylvia! Já está na hora de retornar.eek)

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Ana, assino nas dicas da Eunice!
Lembrando que no Carnaval tem que caminhar muito sempre - seja quando chegar ou pra sair do circuito!
Acho o estacionamento da Perini bem localizado, em frente ao Hospital Portugues. Vc chega pelo Vale do Canela sem muito congestionamento - para o padrão dos dias, claro...

O estacionamento da Ufba é bom e fica perto do fim do circuito, mas tem que pegar bastante transito para chegar. É na Adhemar de Barros e lá engarrafa muito.

Se for estacionar na rua, acho melhor parar nas ruas paralelas à Av. Centenario.

Se não for todos os dias, acho que vale acertar com um taxi. Vai dar uns R$70-80 cada corrida. Se o carro for com 4 passageiros, não pesa tanto. Daí ja combina de ligar pra fazer o retorno. Corridas boas e seguras com certeza interessam aos taxistas! E vc vai poder tomar uma cervejinha numa boa - as blitze acontecem durante as madrugadas de carnaval nos caminhos da volta do circuito, não acrrdito que esse ano seja diferente.

Anderson
AndersonPermalinkResponder

Boa tarde pessoal!

Nossa...muito legal o site, todas estão de parabéns.

Apesar de já ter ido muito a Salvador, esse será o meu primeiro carnaval - amo essa cidade.

Ficarei hospedado na Av. 7, e gostaria de algumas dicas de vocês:

Conseguirei táxi p/ retornar de madrugada do circuito barra ou vou ter que apelar p/ o busão? rs..

Comprei abadá p/ sair no afropop de Margareth (acho massa a negona), vcs conhecem?

Quero sair no crocodilo com Daniela, indicam um dia legal, posso deixar p/ comprar na hora ou compro agora?

Vi o comentário sobre o camarote do Ilê e fiquei muito interessado, podem informar um pouco mais, é all inclusive?

Pensei, também, em sair no Araketu, mas não sei se é legal, curtia muito na época do Tatau, o que vcs acham?

No mais, a dica do microtrio é ótima, quero conferir.

Ah...gosto demais de Mariene de Castro, vcs sabem onde ela estará nesse carnaval, se toca em algum bloco? olhei no site dela, mas não consta nenhuma informação.

Obrigado.

Anderson.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Os único trechos da Av. Sete que não são circuitos de carnaval são a Vitória e a Ladeira da Barra. Se seu carnaval acabar em Ondina você pode retornar de táxi, mas terá que negociar pagar o dobro ou o triplo da bandeirada - é assim que funciona para pequenos percursos. Se terminar na Barra mesmo, o melhor será voltar caminhando. Margareth não tem erro. Qualquer bloco, quanto mais cedo vc comprar, melhores os preços.Quanto à Mariene, não sei o que fará no carnaval. Por enquanto, está com um show lindo no Espaço Cultural da Barroquinha, às sextas. Em geral, o pessoal do samba sai quinta à noite no circuito Osmar (da Av Sete ) e fica no circuito Batatinha ( Pelô ) nos outros dias. Este ano o camarote será Ilê-Eva, vc pode encontar todas as informações no site do Eva ou do Ilê.

Anderson
AndersonPermalinkResponder

Obrigado Eunice!

E quanto ao bloco Crocodilo, Araketu e o bloco sem cordas de Daniela, alguma dica, sugestão?

Anderson.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Anderson, estive no Camarote do Ilê ano passado e escrevi sobre ele aqui: http://adrianelima.wordpress.com/2011/06/17/carnaval-de-salvador-domingo-light-na-praca-castro-alves/

Em 2011, não foi all inclusive.

Anderson
AndersonPermalinkResponder

Oi Adri Lima!

O seu texto e fotos sobre o camarote é muito esclarecedor, pelo jeito ele tem tudo que curto: clima familiar, samba bom e pouca frescura.

Obrigado.

Ana Helena
Ana HelenaPermalinkResponder

Pessoal, valeu pelas dicas, vou anotar e ver a melhor opção!!!

Nanna
NannaPermalinkResponder

Como moradora da cidade a primeira coisa que recomendo seria ficar longe daqui neste Carnaval. Adoro festas populares, já brinquei muito na folia mas nos últimos anos a cidade está caótica! O prefeito está acabando com tudo, existe até uma campanha no facebook https://www.facebook.com/photo.php?fbid=354371817923463&set=o.352691204742455&type=1&theater

Olhá só como está uma das praias mais bonitas da cidade:
http://www.globalgarbage.org/praia/2012/01/23/verao-bahia-folia/

Mas se mesmo assim você vier, eu assim como os outros, recomendo não usar o carro. Além do engarrafamento, você não vai poder beber porque existem várias blitze na cidade nessa época. Durante o carnaval,normalmente, vou de ônibus e volto de taxi ou ônibus mesmo.

larissa
larissaPermalinkResponder

eu achei o carnaval melhor sem cordas pois pode dar lugar as pessoas que não tem condições a tambem poder se divertir com todos teve menos morte e menas brigas

Carnaval 2013 | 201 dicas para você curtir a folia | Domingão de Twittadas

[...] salvador | LINK 185. @viajenaviagem | carnaval de salvador sem abadá: eunice e adri dizem como | LINK 186. @voucontigo | veja nossa experiência no camarote #salvador | [...]

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar