Tem um hostel para recomendar? E para desrecomendar?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Jazz Hostel, South Beach, Miami

Nenhum meio de hospedagem cresceu tanto nos últimos quinze anos quanto o de hostels/albergues. Quando comecei a viajar, no longínquo 1985, albergues eram ainda "da juventude" e mais pareciam colégios internos. Hoje os albergues viraram "hostels" até mesmo em português, deixaram o "da juventude" de lado mas estão mais jovens do que nunca. Toda cidade que se preze tem uma penca de hostels descolados, com bares animados e uma recepção que funciona como uma central de know-how de como explorar a região da maneira menos careta.

Para quem não consegue se enxergar dormindo em beliche num quarto coletivo (presente!), existem cada vez mais hostels com quartos privativos (com banheiro exclusivo e tudo). As diárias desses quartos costumam ser equivalentes a de hotéis baratos, mas o ambiente sempre é mais interessante.

O estilo megadescontraidão da nova onda de albergues, porém, às vezes permite a existência de hostels não muito zelosos com a limpeza do ambiente ou a manutenção das instalações.

Como muita gente passa por aqui pedindo indicações de hostels, que tal a gente montar um banco de dados de experiências dos trips?

Use a caixa de comentários para contar sobre os hostels de que você mais gostou (e os que detestou, também). Assim que houver um número consistente de relatos a gente transforma este post num índice de resenhas de albergues.

Combinado? Bora desembuchar! Obrigado!

Veja também:

Albergues do mundo inteiro no Hostelworld

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire


216 comentários

Vinícius
ViníciusPermalinkResponder

Eu já fiquei em alguns albergues que me chamaram atenção. Costumo ficar em quarto com banheiro individual e muitas vezes optamos pelos albergues pelo ambiente e dicas que nos são fornecidas, que são sempre muito interessantes.
Por exemplo, em Pucon, no Chile, o Refúgio Península é belíssimo a vista da natureza é fantástico. A localização também é muito boa!
Em Buenos Aires fiquei no Hostel Suites Florida, no coração da calle Florida. Os quartos são modernos e a localização é muito boa.
O mesmo posso dizer do Bariloche Hostel Inn, que além do ambiente agradabilíssimo, possui um quintal delicioso e quartos espaçosos.

Camila
CamilaPermalinkResponder

Tb recomendo o Hostel Suites Florida, em Bs As.

Victor Hugo
Victor HugoPermalinkResponder

Eu conheço dois hostels em Buenos Aires.
Um é o Portal del Sur, fica a uma quadra da Av. de Mayo e a 3 quadras da 9 de Julho. Para quem qr ficar no centro é uma localização muito boa pq esta prox a estações do metrô das linhas A e C além de supermercados e tals. Eu me hospedei em quarto pra casal com banheiro privativo e ar condicionado nos quartos. Eles possuem um bar no terraço que é bem legal mas o som não incomoda quem quer ficar descansando no quarto. O staff também é bem gentil. É limpo. Só a roupa de cama que era meio velha (não era suja e sim velha... puida, remendada). O café da manhã é com um prato de pão e medialunas por pessoa e leite, cafe, cha e suco a vontade.
Esse ano eu fiquei no EcoPampa Hostel, super bem localizado em Palermo na esquina da Guatemala com Borges. É um hostel que tem menos de 1 ano, mas os donos já possuem há um tempo o Pampa Hostel em Belgrano. Fiquei também em quarto de casal com banheiro privado e ar condicionado. Os quartos são amplos e o hostel é limpo. O café da manhã é razoável. Há um bar no lobby mas não estava funcionando nos dias que estive lá, portanto não sei se é muito barulhento. O único problema que eu percebi são as escadarias, que são muitas e com as malas fica meio difícil. O pessoal lá é muito simpático.

Paulo Torres
Paulo TorresPermalinkResponder

Buenos Aires: o Hostel Inn Buenos Aires, em San Telmo, é ótimo, banheiros limpos, totalmente bem localizado (a 2 quadras do metrô e da Plaza Dorrego), escaninhos bem espaçosos, funcionários sempre prestativos. Só tem quartos coletivos.

Madrid: O albergue Mucho Madrid é o lugar mais limpo em que já me hospedei. Fica na Gran Vía, no sétimo andar de um prédio comercial, os donos são um casal na faixa dos 60 anos que estão sempre lá, muito zelosos, principalmente não deixando que se faça muito barulho. Também tem escaninhos individuais grandes. Quando fui (setembro), havia muitos estudantes estrangeiros recém-chegados à cidade se hospedando lá enquanto procuravam apartamento.

Cidade do Cabo: Ashanti Gardens Lodge, bastante grande, tem um bar agradável no segundo andar (fecha cedo, o que é ao mesmo tempo bom e ruim), tem segurança na porta, e tem uma mini-agência de passeios na recepção, que também tem passeios em outras cidades sul-africanas.

Recomendo bastante os três acima. Não recomendo:

Barcelona: não curti muito o Mambo Tango Hostel, próximo à Avenida Diagonal (bem perto do funicular de Montjuic). Meio "mochileiro" (no mau sentido) demais pra mim - tipo, cheirando a incenso e com 12 pessoas no quarto que deveria ter 8.

Buenos Aires: Ayres Porteños, em San Telmo. É um casarão antigo reformado, fiquei em quarto indivudual lá. Mas os banheiros eram bastante sujos.

Não lembro de cabeça os nomes dos albergues onde me hospedei na Alemanha, depois comento sobre eles. E tudo reservado via hostelworld.com

Priscila Banqueri

Recomendo o Hi Hostel em Bonito/MS. É fantático. Com piscina, lavanderia, varal e limpeza td dia. Os quartos coletivos são femininos ou masculinos com até 6 pessoas. Portanto é total relax.
Já em Botafogo/RJ, o Ace Hostel tem quartos mistos para 16 pessoas, o que não é legal pra quem tem problemas em encontrar um gringo só de cuecas esparramado no beliche... rsrs. Mas é bem localizado e tem um ótimo atendimento.

Marcia
MarciaPermalinkResponder

Oieeee
O Ace mudou! E agora ja vai mudar de novo... Dormitorios aqui agora no maximo para 8 pessoas e o Ace esta se especializando em atender brasileiros!!!!
Nessa px reforma agora em maio de 2012 vamos fazer todos os quartos com banheiro privado.... Logico que tudo isso tem um custo um pouquinho so maior,mas olha quanta diferenca.
Para os hospedes budget agora recomendamos ficar no albergue www.ecohostel.com.br com diarias mais ecnomicas.
Sejam bem vindos

João Paulo Nunes

Bom, fui a Europa ano passado e em Firenze fiquei no Academy Hostel, mto bom!! Tem café e um happy hour td dia, o ambiente é descontraído, os quartos são legais e é mto charmoso... outro ponto a favor que é bem próximo do Duomo e do museu que tem o David de Michelangelo. Vale a pena!!

Roberto Berlim

Eu já fiquei em alguns albergues, de excelente a péssimo.
O Praia do Forte Hostel, na Bahia, é excelente. Não tenho absolutamente nenhum comentário negativo a fazer, a não ser a necessidade de fazer reservas com enorme antecedência. É o efeito colateral da excelência, afinal. É possível ser melhor? Claro, mas não acredito que com a localização e o preço cobrado seja possível ir muito além.
Do excelente direto pro péssimo: St Christopher's Camden, em Camdentown, Londres. Chuveiro péssimo, quarto fedorento, quente, apertado, lavanderia suja, precisando de uma reforma geral ou ao menos uma limpeza daquelas feitas com jatos de vapor escaldante e tonéis de água sanitária. Uma das piores experiências da minha vida.

Rafael Carvalho

Olá,
costumo ficar muito em hostels, seja no Brasil ou no exterior. Além de ser uma opção econômica, o ambiente é o melhor possível e você sempre faz diversas amizades.

Graças a Deus, só tenho hostels para recomendar. Seguem:

CIDADE DO MÉXICO - México
Hostel Mundo Jovem Catedral (http://www.hostelcatedral.com/) O lugar é excelente, bem em frente ao Zócalo, praça principal da cidade. Além das ótimas instalações, existe um terraço panorâmico e eles fazem diversos tours, para todos os gostos e estilos.

PLAYA DEL CARMEN - México
Hostel Rio Playa (http://www.hostelworld.com/hosteldetails.php/Hostel-Rio-Playa/Playa-del-Carmen/31321) O lugar é mais simples que o de cima, mas o clima é dos melhores e os preços também. Um brasileiro trabalha lá e ajuda muito. A localização é excelente, a 2 quadras da praia e ao lado do calçadão principal.

PUERTO IGUAZU - Argentina
Che Lagarto (http://www.chelagarto.com/index.php/index.php/pt/hostels-em-puerto-iguazu.html) Também segue a linha mais simples, já que os quartos são mais velhos. Mas existem quartos privados e os funcionários são super atenciosos. Tem piscina, jogos e bar.

RIO DE JANEIRO
Adventure Hostel (http://www.adventurehostel.com.br/) A localização é incrível. Fica em Ipanema, a duas quadras da Lagoa e a poucas da praia. Os quartos são pequenos, mas limpos e agradáveis. Ótimos preços!

SANTIAGO - Chile
Andes Hostel (http://www.andeshostel.com/). Excelente! Tanto pela localização, proximidade do metrô, quartos novinhos, bar, área de confraternização, terraço, etc.

BARILOCHE - Argentina
Hostel 41 Below (http://www.hostel41below.com/) Gostei muito também. Fica bem no Centro Cívico, tem calefação, água quente e lareira. Também tem um bar.

Depois faço mais uma lista. Abs

nydia
nydiaPermalinkResponder

Em Nova York fiquei no Pink Hostel e adorei!! é só pra mulheres, mas super recomendo wink

Ulisses Gabry
Ulisses GabryPermalinkResponder

Em Roma, passe longe do Hostel Eden Rome Via Giolitti No. 213, um verdadeiro lixo, o ambiente é sujo, os quartos horríveis, o prédio muito velho e os donos estranhos de mais...

Em Barcelona eu indico o Centric Point Hostel, Passeig de Gracia, 33, é um rede muito boa, vale a pena...

Beta Rodrigues

Em Perugia/Itália eu recomendo o Hostel
nome: Mario Spagnoli
indirizzo: Via Cortonese 4
categoria: ??
E-mail: perugia1@aighostels.com
Proximo a estação de metro e o atendimento é 10.
A limpeza e o ambiente também!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Estou procurando um hostel em Moscow para junho; o que me pareceu ter a melhor relação localização (conexão c/ aeroportos e metro), resenhas positivas e preço é o Day and Night . Alguem tem outra sugestão testada ? É para 5 noites ( 2 na ida e 3 na volta).

Rosa
RosaPermalinkResponder

Sylvia, em out/nov 2010, a minha sobrinha ficou 01 dia (o da chegada) no Hostel Monroe: com a palavra a Carol:

"a localização é excelente, mas fala para ela FUGIR dele, é simplesmente o pior lugar que já fiquei, sem dúvida.

albergue que eu recomento é esse aqui, o Hostel Oasis: http://www.oasishostel.ru/?lang=Eng

Não fica tão perto da Praça Vermelha quanto o Monroe, mas é só descer a Tverskaya (uma Champs Elisées russa) que estarão lá, dá pra ir a pé mesmo.

Pegamos um quarto para 3, ficou uns 170 dólares/dia, o que é bem barato, porque Moscou é MUITO cara. o pessoal fala um inglês razoável (o que é raro) e são bem simpáticos (o que é mais raro ainda).

e Tia, se sua colega precisar de mais alguma coisa ou tiver alguma dúvida pode passar meu email pra ela que eu respondo na boa. ah, e fala para eles irem aprendendo a ler em cirílico, faz MUITA diferença, ajuda demais!"

Bjs

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Obrigadissima Rosa & Carol !
É mesmo suuper complicada a hospedagem pra-duros em Moscow.
Caro demais e ruim demais !
Já repassei para os tres viajantes, que ainda estão tentando absorver a idéia de banheiro compartilhado eekops:

Rodrigo Bastos

Em Buenos Aires recomento o Hostel Suites Obelisco, fica pertinho do centro, e do Obelisco...kkk Muito profissional, orgnizado e limpo. É da mesma rede do Hostel Suites Florida!!!
Em Santiago fiquei no La Chimba, não gostei, a iluminação dos quartos é péssima, o único banheiro era precário. O atendimento é muito bom, talvez por isso eles sejam bem cotados no hostelworld.com...
Em Montevideo fiquei no Punto Berro, fica no bairro de Pocitos, o atendimento é excelente, o ambiente é mais tranquilo, nada muito festivo, mas o banheiro deixa a desejar.

Rodrigo Barneche

Lá vão nossos pitacos:

RECOMENDAMOS:

Mendoza - Hostel Lagares (http://www.hostellagares.com.ar/) - Fiquei em 2005 lá, staff muito gente boa, eram 5 jovens que haviam se formado em turismo em BsAs e abriram um hostel em Mendoza...

Buenos Aires - Sudamerika (http://www.sudamerikahostel.com.ar/) A primeira vez que ficamos era bem novinho, na segunda vez estava um pouco bagunçado, mas ainda sim é um lugar legal, fica ao lado do famoso hostel Milhouse.

Buenos Aires - Clan House (http://www.bedandbreakfastclan.com.ar/) Tem o hostel e o B&B, um em frente ao outro. O B&B é bem bacana...

Punta del Leste - Hostel 1949 (http://www.1949hostel.com/) Uma barbada na península, quartos com banheiro privativo, staff animadíssimo.

NÃO RECOMENDAMOS:

Archie's Place em Buenos Aires e o Hostel Montevideo, em MVD. Não devem nem existir mais...

Se um dia o sair um post sobre campings, também temos dicas.... existe até camping com banheiro privativo, sabiam? wink

Isabela
IsabelaPermalinkResponder

Bom, até hoje só fiquei em 1 albergue e gostei muito da experiência, foi em Paraty no hostel Seria do mar. O albergue fica de frente por mar, é todo rustico, os funcionários são muito simpaticos e eficientes, tem internet gratis, caiaque para alugar enfim um ambiente super gostoso. Fiquei em uma quarto individual com banheiro individual também. De noite o hostel tem um barzinho super gostoso e serve uma pizza deliciosa. O quarto estava muito limpo e a rrumado. Mas o hostel fica um pouco distante do centro de paraty, na verdade fica as uns 7 minutos de carro, e uns 15 minutos a pé.
Ahh não tem estacionamento, mas tem várias vagas na frente, quando fui deixei meu carro lá e não aconteceu nada!
Bom é isso!

Isabel O., Portugal

Não por experiência própria mas pela publicidade resultantes dos óptimos resultados em apreciações internacionais, recomendo hostels em Lisboa.
Há vários anos consecutivos que alguns deles se classificam bem, mesmo muito bem, como os melhores do mundo.
Neste texto estão referidos os locais em causa:
http://aeiou.escape.expresso.pt/muito-bom-boa-cama/a-moda-dos-hostels-os-melhores-de-lisboa-e-muito-mais:29-860739

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Travellers House em Lisboa!
Organizado e bem limpinho. Fora que sempre tem programações para o pessoal interagir! smile

Clara
ClaraPermalinkResponder

Os melhores hostels do mundo estão em Lisboa, e não é de hoje. Não fui, mas o assunto hostels me interessa por causa dos meus filhos.Li uma matéria sobre isso há poucos dias, e já tinha lido em outras ocasiões.

Quando mais jovem(reparem o eufemismo!) fui uma assídua frequentadora de hostels na Europa.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Isabel, você pode me indicar um hotel BBB (bom, bonito e barato)ou hostel em Lisboa, bem próximo do aeroporto, só para passar uma noite antes do embarque para o Brasil.

Isabel O., Portugal

Já abriu o site que refiro acima?
Tem os links para as páginas dos hostels (onde estará provavelmente a localização).
Eu não moro em lisboa mas sei que todos esses hostels bem cotados estão na chamada "baixa" de Lisboa e não perto do aeroporto.
De qualquer forma o aeroporto é bem perto, comparado com outros aeroportos europeus. Embora não haja metro directo há linhas de autocarro da baixa para lá. (Veja no site do aeroporto ou na página "Lisboa" deste site. Com grande probabilidade está lá informação como chegar do aeroporto à parte baixa da cidade)

Rosa
RosaPermalinkResponder

Obrigada pela atenção, Isabel.

Rafa de Melo
Rafa de MeloPermalinkResponder

Escolhido ano após ano pelo hostel.com como o melhor albergue do mundo o Traveller's House de Lisboa faz integralmente jus à fama! Fiquei hospedado lá em março de 2009 e todos os dias tinhamos a opção de atividades noturnas no próprio albergue, como uma noite de vinhos, outra de música portuguesa, além de um passeio na Baixa-Chiado (onde ele se localiza). O ambiente é fantástico, bom para todas as idades, eu tenho 27 anos e indiquei para uma amiga da minha mãe que tb adorou a experiência, e, quando eu estava lá conheci uma francesa que já tinha passado dos 60 a tempos e estava bem integrada com a galera no "common room".
Outro ponto de destaque é a equipe, simpaticíssima e super solícita, indicaram vários restaurantes bons e baratos, passeios ótimos e além de tudo me ajudaram a resolver, por telefone, um problema com uma passagem de trem.
Enfim, se estiver em Lisboa, a escolha é certa! Só tomem cuidado com a reserva pq lá é bastante disputado.

Breno B.
Breno B.PermalinkResponder

Lá vai minhas recomendações:

Stayokay Amsterdam Stadsdoelen (Amsterdã) - Gostei. Pequeno, limpo e central. Tem um bar legal e café da manhã decente. Se quiser, dá pra deixar as bikes guardadas durante a noite dentro do hostel.

Odyssee Globetrotter Hostel (Berlim) - Fica na parte oriental, em Mitte. Não é central e o lugar não agrada à primeira vista. Mas é aconchegante. Honesto.

Dlouhá Pension & Hostel (Praga) - Grande e bem organizado. Fica em cima da Roxy - uma balada bem conhecida por lá. Recomendo pela estrutura e organização.

Vamhaz Hostel and Apartments (Budapeste) - Ficamos num apartamento todo equipado bem no centro. Maravilhoso. O dono é gente finíssima e o s funcionários nos receberam muito bem. Recomendo de olhos fechados!

Slottsskogen Youth Hostel (Gotemburgo) - Grande e bem organizado como a maioria dos albergues da rede STF. Ficamos num quarto pequeno mas limpo, com TV de LCD e internet grátis. Recomendo!

Anker Hostel (Oslo) - Mais parece um hotel do que um albergue. É muito limpo e eclético - recebe de jovens à terceira idade. Única coisa ruim é tomar banho com aquelas válvulas que fecham depois de um determinado tempo. Tem que ficar apertando o botão de tempos em tempos. Economiza, mas não é nada prático.

Marken Gjestehus (Bergen) - Charmoso e limpo. O banheiro coletivo é bem estruturado e os quartos limpos. Recomendo pela localização e preço.

STF Stockholm-Fridhemsplan (Estocolmo) - Padrão STF. Certinho, limpo porém afastado do centro. Recomendado se você gostar de caminhar ou terá que se virar com transporte público.

City Guesthouse (Tallinn) - Vale pela localização e preço. Não lembro de nada que tenha sido ruim. Na média.

Eurohostel (Helsinque) - Moderno, limpo e aconchegante. A localização não é lá essas coisas, mas uma pequena caminhada e você está no centro. Recomendo!

Happy Venice (Veneza) - Na verdade o local é uma casa de uma senhora gente finíssima - só fala italiano - que aluga os quartos para turistas. O local é limpinho e bem cuidado por ela. Não é central, mas vale a pena pelo charme de ficar à beira do canal. Leve seu GPS porque eu me perdi várias vezes...

Fluxus Hostel (Ljubljana) - Moderninho mas o quarto é pequeno porém limpo e com DVD grátis. O banheiro é limpo mas aberto na parte superior. Ou seja, dá pra ouvir tudo do outro lado smile As donas são gente fina e ajudam bastante os hóspedes. Localização meia boca. Recomendo.

Pekas apartments (Zagreb) - Fica afastado do centro, mas o apartamento é lindo. Moderno, bem equipado e aconchegante. O dono (o tal do Pekas) é bem legal e cuida dos apartamentos muito bem. Recomendo se você não se importa de ficar no centro.

Wombat's City Hostel (Viena) - Ambiente muito legal, limpo e moderno. Ideal pra quem gosta de fazer amizades. Perto da estação de trem. Recomendadíssimo!

Golden Hostel (Cracóvia) - HORRÍVEL!!! Perto da estação de trem, mas muito antigo, desorganizado, quarto minúsculo e café da manhã detestável. Incrivelmente, tem uma boa reputação com os viajantes. Mas posso garantir que é pura enganação! Passe longe...

Globetrotter Inn (Londres) - Gigante e bem organizado. Tem um café da manhã legal e recebe gente de todas as idades. Foi meu primeiro hostel e já me apaixonei por ficar em albergues. Recomendo...

Helena
HelenaPermalinkResponder

Florenca - Hostel Archi Rossi

Tive uma deliciosa surpresa ao me hospedar neste hostel.
Ja fui duas vezes, super recomendo tem locker pessoal, 'e bem limpo, tem internet free e cafe da manha incluso.
Ambiente descontraido e suas paredes sao assinadas pelos hospedes!
Bem localizado, fica muito perto da estacao Santa Maria Novella.

Via Faenza, 94r - 50123 Firenze
Tel. 055.290804 - Fax. 055.2302601
info@hostelarchirossi.com

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Também não topo quarto e banheiro coletivo, never. Recomendo mucho a Hostal Aukara na Ilha de Páscoa - é como uma boa pousada brasileira, só tem quartos duplos com banheiro, tá novinha, atendimento super cálido dos donos, uma fofura - e os preços são verdadeira pechincha pra lá (single USD60, duplo USD100 com café). Desrecomendo fortemente a Palermo House, em Buenos Aires, verdadeira pocilga, como diria meu avô mrgreen Minha irmã me convenceu a "experimentar outras formas de hospedagem" no final de 2007 - ficamos lá uma única noite (check in 23h30, check out 08h17).Nem ela aguentou wink

Teté
TetéPermalinkResponder

Recomendo:
em Berlin - The Circus Hostel
em Interlaken, Suiça - Balmer´s Herberge
em Munich - Euro Youth Hostel
em Cingapura - Tresor Tavern
em Kuala Lumpur - Paradiso Bed & Breakfast
em Atenas - Athens Studios
em Copenhague - Danhostel Copenhagen City

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Na Holanda, há umas 10/15 unidades do StayOk. É um conceito interessante que mistura hostel-hotel nas mesmas instalações. Eles tem unidades nas cidades e algumas na praia e em uns parques nacionais. Em Amsterdam, são 2, há uma perto do Keukenhof (mas não dá pra ir andando), e também em Den Haag, Rotterdam e Utrecht.

Todos são limpos, e de alguma forma eles conseguem manter o ambiente descontraído apesar de serem uma rede.

Em Amsterdam, uma dica para quem procura hostels (em geral mais caros que nas capitais próximas): EVITE os hostels muito ali próximos à estação Centraal. Eles atraem um tipo de público interessando em (women) window shopping, e os bares dos mesmos as vezes ficam com aspecto caído. Além disso, eu DESRECOMENDO o Flying Pig Downtown e o St. Christopher's Amsterdam.

Rodrigo Octávio

O único q já fiquei é o Portal del Sur, em BsAs. Foi em 2006, não sei se continua bom, mas recomendo bastante, ficamos no quarto de casal privativo com banheiro dentro. Tinha ar split, TV a cabo, decoração bonitinha e limpo. O banheiro tinha o box um pouco apertado, mas não foi um transtorno. O bar do terraço é um excelente ponto de encontro, fizemos amizades muito legais, com gente de toda parte do mundo. E olha só, não gosto mto da idéia dos coletivos, mas lá eu ficaria tranquilo nos quartos coletivos, são para pouca gente e os banheiros coletivos são bons também.
A localização é excelente, como já falou o Vitor Hugo acima.

Sut-Mie (@viagempimpolhos)

Não o conheci pessoalmente, ms acabei de ler uma noticia sobre ele e achei interessante: Z.BRA Hostel, no Rio de Janeiro
http://soon.zbrahostel.com.br/soon/Pages/Site/Default.aspx?pt=1#

Rodrigo Octávio

Esqueci de mencionar, mas acho importante, fizemos a reserva do Portal del Sur pelo site agregador Hostel World e a reserva estava lá, bonitinha nos esperando, sem nenhum transtorno. Outra coisa q achei bem legal deles: se vc reservar, como nós, 8 dias, e lá pelo dia 4 vc resolve fazer um passeio de 2 dias pra outra cidade. Tua reserva do restante dos dias continua valendo, mas vc não paga pelos dias q ficar fora. Não sei se isso é uma praxe comum por aí, mas achei bacana, pra poder fazer passeios não planejados com antecedencia. O staff é muito prestativo, e te ajudam até a reservar restaurante, chamar disk-pizza ou comida chinesa.

Claudio Motta
Claudio MottaPermalinkResponder

Em Praga recomendo o czech inn. Estiloso e bem organizado com equipe muito prestativa. Tem quartos individuais e seus banheiros são show! Ainda tem um bar com boa música (que não incomoda nos quartos) e happy hour com cerveja a preços imbatíveis. Não está localizado no centro, mas é fácil e rápido se locomover a partir dele.
Não gostei do Sultan Hostel em Istambul. Apesar de ser bem localizado, os quartos são quentes (e olha que fui em abril), o banheiro é péssimo e a equipe deixa a desejar. Ponto positivo é o bar que fica na porta. Bem frequentado.

André Maricato

Foz de Iguaçu: Hostel Bambu - Excelente ambiente e boa localização

Búzios: Yellow Stripe - Ambiente Familiar, bom café da manhã, pena que fica um pouco longe da praia

São Paulo: Oca Hostel - É um pouco caro, mas é muito bom.

Madrid: Way Hostel - Muito bem localizado e tem café da manhã

Florença: Plus Florence - Bem localizado, bons quartos

Recomendo qualquer um desses!

Amandio
AmandioPermalinkResponder

O Hostel Bambu em Foz do Iguaçu é muito bom mesmo! O pessoal é muito receptivo e fica a 10 min de onibus do Paraguai, 10 da Argentina, 30 do aeroporto e 35 das Cataratas, sempre de onibus.

Naila Soares
Naila SoaresPermalinkResponder

Meu filho (20 anos) ficou em out/10 num hostel chamado Oasis, localizado no bairro Santa Catarina, em Lisboa. Ele adorou. Staff atencioso, lugar limpo(mesmo o banheiro compartilhado era impecável), decoração legal, café da manhã bom e incluído na diária.
O hostel possui um área externa com um bar e cada noite acontece um evento especial. Ah! A grande atração do Oasis Hostel é a visita de um chef local que cozinha por 5 euros.
Lá tb tem quartos com banheiro privativo.

Liana
LianaPermalinkResponder

Eu fiquei neste hostel em 2008 e não gostei tanto assim. Talvez por estar mais interessada em conhecer a cidade do que festar.
Os quartos eram beeem apertados, sem lugar para guardar a mala.
O lugar é realmente limpo, mas essa história de ter um chef cozinhando, pelo menos quando eu fui, foi enganação. Quem cozinhou foram algumas meninas, que nem sabiam quanto tempo demoraria para assar um frango.
A internet era free (tinha dois computadores à disposição) e o café da manhã também (eles deixam tudo colocado na cozinha e o pessoal se servia à vontade do que queria).
Não é um lugar ruim, mas acho que é mais recomendado para pessoas que querem aproveitar a noite, festar.

luis r.
luis r.PermalinkResponder

gosto mesmo é de um bom hotelzão – se for de luxo ou boutique, melhor ainda. mas, como nem sempre o mar está pra peixe, já optei por me hospedar em hostels pra ñ ter q adiar viagem por falta de dindin ou de companhia.
mas sem perder a dignidade smile
tô velho demais pra dividir quarto (e odores e barulhos...) com desconhecidos: só fico em quarto individual/casal, preferencialmente com banheiro exclusivo.

em barcelona, estive por duas vezes no hostal cèntric (http://www.hostalcentric.com), na calle casanova, no eixample, bairro agradável, com restaurantes, bares e até baladinhas. o quarto para duas pessoas em q fiquei era mt superior ao do de solteiro (em espaço e luminosidade). prédio sem elevador, mas quartos com ar condicionado.

em buenos aires, fiquei no borges design hostel (http://www.bdhostel.com), na c. paraguay, há uns 4 anos, qd ainda era bem novinho e branquinho – ñ sei como está agora. a maior vantagem é q ele está a uma distância caminhável (pra mim, ao menos) do palermo soho (a umas 5-6 quadras do miolinho do bairro). o quarto individual era espartano, mas com bom colchão e ducha mais ou menos. o ponto negativo do hostel foi quando, nas vésperas de um feriado, ele foi invadido por... brasileiros! mas essa é outra história, e o hostel ñ teve nada a ver com os problemas decorrentes da invasão.

outra boa experiência foi em helsinque, no eurohostel (http://www.eurohostel.eu) – e olha q nem havia opção de banheiro privativo. o hostel fica um pouco fora do centro, e o friozaço q fazia na época às vezes nos desanimava a andar até o centro. nessas horas, dava pra apelar para uma linha de ônibus eficientíssima, com parada a poucos metros do hostel, q nos deixava nas áreas de interesse em 10 minutos. havia 2 “categorias” de quartos twin; a mais cara delas (uns 5 euros a +, por pessoa, acho), tinha móveis do tipo ikea mais novos e metálicos, num quarto com paredes de cores fortes (fiquei num azul, mt legal), enquanto na outra a mobília era “cor de madeira” com paredes claras. finlândia, como todo mundo sabe, é sinônimo de sauna, e o hostel tinha a sua pp, q podia ser usada pelos hóspedes gratuitamente pela manhã – nos outros períodos pagava-se pouca coisa pelo uso.

Cristina L
Cristina LPermalinkResponder

Recomendações:

Berlin (Alemanha): Ostel, hostel com cara da Alemanha pré-queda do muro, super charmoso, limpíssimo, baratíssimo (acho que pagamos USD 11/cama) numa região sossegada, a minutos de caminhada da Ostbanhof.

Florença (Itália): Emerald Hostel, recomendo porque ficamos na unidade que está a meia quadra do Duomo - não poderia falar sobre as demais. Também super limpo, era na verdade um apartamento que compartilhamos com um dos funcionários do hotel (Vicenzo). http://www.florence-hostel.com/

Praga (República Tcheca): Rosemary Hostel, próximo à estação de trem, também super limpo, agradável, quartos grandes e bem ventilados (testamos 2, porque no 1º nem conseguia dormir de tanto que roncava um rapaz no quarto ao lado. Acabamos ganhando um upgrade para um quarto com terraço próprio, lindo). http://www.praguecityhostel.cz/en/

Camburi (SP): Camburi Hostel, apesar do acesso não muito fácil (estrada de chão esburacada), hostel grande, limpo, arejado, ao lado da Mata Atlântica, piscina super iluminada à noite, local mágico. http://www.ajcamburi.com.br/

Lima (Peru): Flying Dog, ao menos a unidade que fica na Calle Olaya, belas vistas do Parque Kennedy, limpo, novinho, atendimento FANTÁSTICO, confiabilíssimo, bom café da manhã no outro lado da rua no Café La Paz. http://www.flyingdogperu.com/

Cuzco (Peru): Pariwana, super astral, cheio de jovens e mesmo assim um quarto individual super silencioso, tranquilo, limpíssimo e com excelente cama box. http://www.pariwana-hostel.com/

Huaraz (Peru); Jo's Place, mega informal, limpo porém bem simples. Serviço super atencioso - feito pela própria família. O Jonathan era alpinista, então é reduto dos seus amigos que vão escalar os picos peruanos. Belíssimas vistas de vários picos nevados. http://www.josplacehuaraz.com/

NÃO RECOMENDO:

Canela (RS): Viajante Hostel (no inverno), limpo, novo, porém chuveiros que não atendem às necessidades da região (e olha que eu sou gaúcha!).

Portobello (SC): Porto Belo Hostel, meio capenga (era 2006, pode ter melhorado), achamos cabelo nos lençóis e dono foi rude quando falamos sobre isso (dizendo que era impossível, pois a própria filha arrumava as camas).

Amsterdam (Holanda): Kooyk Hotel, apesar de enorme, quarto dava para uma sacada de uso comum, a qual foi invadida after party por uma série de fumantes rindo e se divertindo (às 4h da manhã). Quando reclamamos, o gerente (ou dono) disse que era normal... Vejam a minha resenha aqui: http://www.tripadvisor.com/ShowUserReviews-g188590-d264604-r24231092-Kooyk_Hotel-Amsterdam_Noord_Holland.html
http://www.kooykhotel.nl/

Nati S.
Nati S.PermalinkResponder

Que post ótimo!

RECOMENDO:
Em Rapperswil-Jona, Suiça.

Um albergue que indico sem medo foi um que fiquei na Suiça, numa região meio que sem nada de atrativos, mas era o meio do caminho de uma viagem de carro, na região de Rapperswil-Jona. O Hostel é filiado a Hostelling International (dá desconto pra quem tem a carteirinha), e tem uma estrutura incrível e rola um clima bem família. Quartos e banheiros suuuuper limpos. Estavámos em 4 pessoas e ficamos num quarto só pra nós, foi ótimo. O preço não era lá uma pechincha, mas em se tratando de Suiça, não é uma coisa incomum.
Link: http://www.hihostels.com/dba/hostels-Rapperswil-Jona-055058.en.htm

Sevilha, Espanha.

Em Sevilla, fiquei no Picasso Backpackers. Fica numa localização super boa, super perto da Catedral e dá pra ir a pé pra tudo por ali! Novamente fiquei num quarto para 4 pessoas, mas que podia ser maior... Os banheiros estavam limpos, mas não impecáveis. Mas na época (fev/2009) pagamos bem pouco, acho que valeu a pena. O café da manhã foi meio conturbado (a copa é pequena) porque tinha um grupo imenso de americanos um tanto quanto expansivos...
Link: http://www.sevillebackpacker.com/SevilleBackpackerPicasso.html

NÃO RECOMENDO:
Montevideu, Uruguai.

Pela internet me encantei com o site do RedHostel e fiz a reserva. Porém, ao chegar lá tarde da noite e super cansada, descobri que eles tinham se enganado em tudo, e o quarto que eu tinha reservado (duplo) não tava disponível! Tive que mostrar pro atendente os emails que troquei com o staff do albergue, pra provar que eles estavam errados. Por fim ele arranjou pra mim um quarto maior, mas que estava super sujo e era bem mal ventilado. Fiquei por ali mesmo por causa do cansaço, mas já no dia seguinte fui procurar um lugar pra ficar, e na hora de sair ainda rolou uma discussão porque queriam me fazer pagar a mais! Foi bem chato.
Link: http://www.redhostel.com/

Lu Monte
Lu MontePermalinkResponder

Também recomendo o Hostel Suites Florida, em Buenos Aires. Atendimento de priemira, excelente localização, limpo, confortável... falei sobre ele com detalhes aqui: http://diadefolga.com/buenos-aires-como-chegar-e-onde-ficar/

Izabela
IzabelaPermalinkResponder

Lu Monte: vi bons comentários do Hostel Suites Florida, em Buenos Aires,mas sobre o silêncio? Estarei em abril para um congresso e preciso de Hostel limpo,cama boa, banheiro limpo e silêncio para dormir.Você recomenda este?

Cristina L
Cristina LPermalinkResponder

pq a minha resenha não está aparecendo??? sad

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristina! Às vezes os comentários ficam presos no poço. O seu já foi liberado!

Cristina L
Cristina LPermalinkResponder

obrigada, dona Bóia!!!!!

Cida L
Cida LPermalinkResponder

Em Barcelona já fiquei no hostal Layetana e no Hostal Nuevo Cólon, todos os dois com ótima localização que indico sem restrições. Em Lisboa Residencial Alegria, ótima experiência e nenhuma contra-indicação. Em Aveiro, Residencial Palmeira, que apesar dos quartos pequenos, tem boa localização, bons serviços e ótimos preços que incluem café da manhã.

luis r.
luis r.PermalinkResponder

só um adendo, cida:
tb já fiquei no residencial alegria e acho uma ótima pedida pra quem quer pagar menos, mas ñ está afim de ficar láááá na região da marquês de pombal.
só q o conceito de residencial em portugal ñ é bem o de hostel. os residenciais são hotéis simples, ñ mt grandes, apenas com café-da-manhã (sem restaurante, p.e.). e eles ñ têm, via de regra, quartos coletivos, como os de hostel.

Mariana "de Toledo" (@merel)

Vou dividir as minhas impressões - tenho muito sobre o que opinar wink Começando com os piores...

NÃO RECOMENDO
Buenos Aires
Hostel Giramondo: Em Palermo, na Güemes com Oro. Localização muito boa e conveniente, equipe de atendimento bastante prestativa, mas instalações super esquisitas. Os quartos não tinham chave, as camas eram frágeis e pouco confortáveis... na varanda do dormitório havia um festival de sujeira e pombos.
Nos banheiros, o "acabamento" em cimento dificultava entender se estavam limpos ou não. O chuveiro do banheiro feminino tinha uma cortina que não fechava direito e não dava privacidade para o banho.
O café da manhã era esquisitíssimo, com uns produtos super genéricos (tipo aqueles refrescos cor laranja-radioativo). Os utensílios de cozinha tinham péssimo aspecto. Os hóspedes, no entanto, não pareciam se importar.
-- Caso não haja jeito senão ficar lá: tentar fechar um quarto só para o seu grupo, comprar o próprio café da manhã, NUNCA abrir a porta da varandinha, tomar banho de chinelo SEMPRE.

NUNCA MAIS NA MINHA VIDA
Amsterdã
Stayokay Amsterdam Stadsdoelen: UM LIXO LIXO LIXO. Os banheiros dos andares inferiores são mistos e fedem a urina. Os quartos parecem uma enfermaria. Os armários ficam dispostos do lado de fora, em um corredor. Para buscar qualquer coisa, você precisa sair do quarto, ir até lá, e, dando azar, ainda subir em um banquinho caso tenha sido sorteado com um dos lockers que ficam mais no alto.
A localização é boa, mas isso é tudo de bom que há para se dizer.
-- Caso não haja jeito senão ficar lá: a dica para as meninas é se hospedar nos quartos apenas de garotas e usar os banheiros superiores, que são divididos por sexo e um pouco menos nojentos.

Rosa
RosaPermalinkResponder

HOMEPLUSS (Budapeste), que eu me refiro como HOMELESS:
Não recomendo, fortemente.
Nunca mais na minha vida.
É sujo,
É desorganizado,
É escuro,
É mal localizado,
É úmido,
É mofado,
O dono é gente boa, atencioso, prestativo, mas isso não é suficiente para salvar o produto não.
Foi a minha pior experiência.
As paredes são cheias de mensagens de pessoas que amam, deve ser pra esconder mais ainda a sujeira.
Banheiros coletivos, sem destinção de feminino e masculino.
Eu pensei que essa opnião fosse apenas minha, que não aprecio o estilo mochileiro, só na medida do necessário, mas encontrei outros brasileiros que comentaram o susto que levaram com aquele lugar. Estavam bem decepcionados. Horrível sob todos os aspectos.

Thiago Augusto

Minha primeira experiência foi O Hostal Goya em Barcelona. Fui com mulher e filha de dois anos e tinha acabado de sair de um hotel cinco estrelas em Lisboa. Mesmo assim recomendo. Fiquei num quarto privativo com banheiro idem, tudo arrumadinho, limpo, objetos de design. Localização ótima e silencioso, com bom atendimento.

Claudio Motta
Claudio MottaPermalinkResponder

Concordo com vc. O hostal Goya me agradou demais! Recomendo como já escrevi anteriormente.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Claudio!

Na Espanha "hostal" não significa albergue. Os "hostales" seriam as nossas pousadas, só que urbanas. Albergues por lá são "hostels" mesmo!

Claudio Motta
Claudio MottaPermalinkResponder

Bom saber! Mais um aprendizado...

luis r.
luis r.PermalinkResponder

ah, é??? olha só isso...
e eu corrigindo os outros e escrevendo bobagem sad

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thiago! Hostal na Espanha significa pousada, não albergue! Albergues são "hostels" mesmo!

Karina
KarinaPermalinkResponder

Como tenho 24 anos, sou mulher, viajo sozinha e não tenho muita frescura, procurei hostels mais voltados para jovens, mas alguns dos que eu fiquei certamente agradariam também a viajantes mais velhos e até casais. Eu recomendaria todos os que eu fiquei, mas a escolha de um hostel depende muito do que se busca (limpeza, diversão, localização, etc)

VIENA: fiquei no Westend City Hostel e gostei. Fiquei num quarto com 10 pessoas e um banheiro no quarto. Relativamente limpo, mas meio parado. Tem um bar e uma sala comunal, mas ambos estavam bem parados quando eu fui (um fim de semana antes do Natal). O café da manhã não é nada espetacular, mas é bom se comparado com outros hostels por aqui.

BUDAPESTE: escolhi o Carpe Noctem (tem três diferentes da mesma rede, eu fiquei no que era específico para pessoas que viajam sozinhas. AMEI e recomendaria para jovens interessados também na noite da cidade. O hostel realmente promove a integração dos hóspedes como em nenhum outro que eu já fiquei. É relativamente limpo, mas os banheiros são coletivos e não tem distinção entre masculino e feminino (o que pra mim não foi e não é problema). Fiquei num quarto para 8 pessoas.

BRATISLAVA: fiquei no Hostel Possonium. É perto da estação de trem, o que foi muito prático para mim. De todos, foi o que eu menos gostei. Fiquei num quarto para 8 pessoas com um banheiro no quarto, mas as camas rangiam muito e o café da manhã era beeem fraco. O bar do hostel é esteticamente muito legal, mas não achei muito divertido ou fácil de conhecer gente. Se eu voltar à cidade, procuraria outro hostel, apesar de não ter detestado este.

CRACÓVIA: Greg & Tom Junior Hostel. É tipo um hostel boutique. Achei tudo lindo lá, o café é farto, mas a janta que eles oferecem não é muita, então se você demorar um pouco pra chegar corre o risco de já ter acabado. Achei os colchões muito finos e o banheiro, apesar de ter rádio, iluminação especial e outras coisinhas, estava com o ralo entupido, o que foi meio nojento. Conheci bastante gente lá, quase todos brasileiros. Eles tem um outro hostel chamado apenas Grag & Tom que não usa beliches e parece ter um clima um pouco mais família.

PRAGA: St. Christophs @ The Mosaic House faz parte de uma rede de hostels (um dos quais alguém criticou - a filial londrina em Camdem Town). Eu achei a versão tcheca dele muito boa, tanto para jovens quanto para um casal. os quartos são limpos e mesmo os coletivos oferecem bastante privacidade. Achei os banheiros bons e amplos, e no quarto que eu fiquei, de 16 pessoas, não havia divisão entre os sexos, o que não foi problema. tem um bar/restaurante anexado ao hostel que é bem legal, oferece cervejas e pratos a preços razoáveis e tem musica ao vivo em alguns dias, mas não se ouve dos quartos. Parece muito mais um hotel e tem preços ótimos. Não é localizado exatamente no centro antigo da cidade, mas uma caminhada de 10 minutos não mata ninguém. Não achei muito bom pra conhecer pessoas novas, apesar de por acaso ter conhecido vários.

Fábio G.
Fábio G.PermalinkResponder

Opa!
Deste assunto eu entendo.
Já fiquei em tantos hostels que perdi a conta.
Albergues não deixa ser loteria, na maioria das vezes me dei bem.
Os meus preferidos foram:
Che Lagarto Salvador: Pagar menos de R$30 e ficar em frente a Praia da Barra com um café da manhã delicioso. http://www.chelagarto.com/index.php/pt/hostels-em-salvador.html
O hostel de Pipa, tem piscina, café da manhã razoavel, mas um ótimo ambiente de integração, quase toda noite rola um churras por lá http://www.pipahostel.com.br/
Em Arraial D'ajuda o top é o hostel que leva o nome da vila. A proprietaria Gisele é bem atenciosa e oferece ótima localização, sala de jogos, piscina com hidro (!) e ótimmo ambiente para integração http://www.arraialdajudahostel.com.br/
E por fim os mais famosos dos hotels brazucas
http://www.luacheia.com.br/ fica em Natal, na Ponta Negra. Vá por ser diferente, se o sono for leve não conseguirá dormir, visto que no subsolo rola festança até tarde.

Claudia Acourt

Oplà, vou deixar minhas recomendaçoes:

Firenze - Plus Florence http://www.plusflorence.com/it . Limpo, bem organizado e perto da estaçao. Os quartos sao bem grandinhos, porèm tem que pagar o caffè da manha que nao custa caro.

Paris - os albergues da rede MIJE http://www.mije.com/ . O melhor que ja fiquei atè hoje. A rede pois tres albergues, um proximo do outro, e estao super bem localizados no Marais, um dos bairros mais iteressante da cidade. Perto do metro, de varias atraçoes turisticas como a Bastilha, museu Picasso etc. Fora que somente o bairro jà è outro atrativo para escolher se hospedar por la. O unico porem è que tem que fazer a reserva com bastante antencedencia pois è muito concorrido.

Nuno Lobato
Nuno LobatoPermalinkResponder

Recomendo,

em Barcelona: Equity Point Hostel, http://www.hostelworld.com/hosteldetails.php/Equity-Point-Centric/Barcelona/11102

Em London: YHA London Central, http://www.hostelworld.com/hosteldetails.php/YHA-London-Central/London/23598

Centrais e bom ambiente!!

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Para quem pensa em hostels e pensa em usá-los na Euroa deixo umas dicas de quem teve sua fase mochileira, mas sem necessariamente apreciar de paixão para a vida o estilo mochileiro.

FILIAÇÃO À HOSTELLING INTERNATIONAL - não significa nada em termos de maior qualidade. No máximo, uma certa garantia de que o local não será um pulgueiro. Ainda assim, os melhores hostels em geral não são filiados à HI, que tem umas normas meio atrasadas e atrapalha, por exemplo, híbridos de hostel-hotel.

PULE O TRIP ADVISOR, USE O HOSTELWORLD - o Hostelworld é também o maior site de reservas de hostel, e permite que os hóspedes escrevam resenhas. Por que recomendo esqueer o Trip Advisor para hostels? Em primeiro lugar, a maioria do público que viaja de hostel em hostel usa o Hostelworld, e há muito mais resenhas (que, aliás, só são permitidas de quem efeitvamente pagou ao menos uma diária ao hostel via site). No TripAdvisort são comuns resenhas de quem escolheu hostel claramente sem saber do que se trata ("it was, indeed, a dorm, not a bedroom!", "place was full of youngsters on univeristy holiday"). Minha experiência pessoal diz que as resenhas do Hostelworld são bem informativas, principalmente sobre limpeza e tipo de público que o frequenta.

QUARTO INDIVIDUAL EM HOSTEL É MELHOR QUE HOTEL 2 ESTRELAS E BANHEIRO COMPARTILHADO - para quem está viajando com orçamento curto, e pensa que se dará bem com a vibe de um hostel, quarto individual em hostel é quase sempre melhor que a opção hotel-barato-sem-banheiro-privativo. O tipo de público será mais descolado (e menos estilo estagiário em viagem de negócios), e com certeza a recepção te tratará melhor.

HÁ MUITA DIFERENÇA ENTRE O ESTILO DE CADA HOSTEL - ignorar esse fato é o principal "erro" de quem nunca foi a um hostel. A interação entre hóspedes é muito grande, até a arquitetura dos hostels é pensada assim. Por isso, há desde "party hostels" onde o bar é a principal atração e a música é altíssima toda noite até os bem quietos que atraem uma turma que gosta de conversar sobre arte, música e afins. Leia os reviews, visite o site do hostel e dá para ter uma ideia de como ele funciona.

RESERVAS - a ideia de chegar e pesquisar in loco pode ter sido atrativa nas décadas passadas. Hoje em dia, com Internet, os melhores hostels sempre lotam nas maiores cidades. E é uma tremenda perda de tempo sair perambulando entre vários deles procurando vaga. REserve sempre: pelos sites como Hostelworld w Hostelbrokers, quase sempre é possível cancelar até 24h antes da chegada pagando-se apenas o depósito de 10%.

BANHEIROS - na Europa Ocidental os standards variam, mas na parte ocidental esse quesito melhorou muito. O arranjo mais comum é ter banheiros externos, mas totalmente separados. Só albergues "fuleiros" demais adotam chuveiros coletivos e afins. Alguns usam banheiros dentro dos quartos, outros, para um andar.

QUARTOS COLETIVOS - pense BEM se vc realmente quer encarar a experiÊncia. Não é necessariamente boa ou ruim, mas eu imagino que para muitos do público médio do VnV quarto coletivo é algo que já ficou para trás. Viajando em grupos de 3/4, dá fácil para cacifar um quarto privativo

CAFÉ DA MANHÃ - sinceramente, a melhor forma de encarar um café de hostel é esquecê-lo e, se gostar do que está posto, pense em um complemento, algo extra inesperado. Se achar os € 3-5 cobrados "caros" por um pão, queijo e bolo genéricos e café ruim, tome café na rua. Não vale a pena se estressar ou avaliar a experiência de um hostel só pensando no "breakfast included". Brasileiro é exigente com isso, muito mais do que pessoas dos outros países, é melhor passar logo no mercado e usar a cozinha do hostel para tomar café como vc gosta.

CURFEW E LOCKOUT - eram dois elementos tradicionais da "cultura de albergues": um horário limite para retornar (e depois disso portas trancadas) e um horário no qual o hostel fica fechado durante o dia para limpeza etc. O primeiro desapareceu, não existe mais - ainda bem -, mas alguns hostels adotam o segundo. Por exmeplo, seu hostel pode impor um lockout das 10h até 14h, horário no qual você não pode ir lá usar o quarto. Fazem isso para diminuir custos com limpeza, é muito mais rápido limpar um andar de quartos se ele está "desabitado" por algumas horas.

ACESSIBILIDADE - é o ponto fraco de muitos hostels, e minha principal crítica aos mesmos: muitos são isentos de leis que obrigam a construção de elevadores, banheiros adaptados e sinalização tátil. Uma pena.

Camila Torres
Camila TorresPermalinkResponder

Poxa André, arrasou. Todas as dicas para usar o Hostel World e aproveitar ao máximo !
A dica do trip advisor realmente é verdade. O pessoal do trip curte é hotel mesmo.
Também usei o site hostelbookers.com na minha viagem passada para 5 albergues, e deu tudo super certo. E ele não cobra taxas como Hostel World.

Já fiquei em vários albergues, geralmente eu procuro os mais tranquilos, pois viajamos eu e meu marido. Os que mais me marcaram foram:
- Piccola Locanda, Cusco: é quase como se hospedar na casa da sua avó. Todos os detalhes pensados com o maior carinho, equipe maravilhosa, pertinho da praça principal.
- AWA Hostal Orleans, Barcelona: é mais pra hotel, a única coisa que caracteriza como albergue é o "hostal" no nome e uma sala de convivência. Mas é muito confortável (tem até banheira no quarto!) e uma equipe super simpática, como todos em Barcelona.

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Gostei muito de um hostel em Viena, da rede dos Albergues da Juventude. Não me lembro o nome, mas é em uma praça próximo ao Danúbio e existe a possibilidade de reservar quarto com banheiro privativo. Um que fiquei e era péssimo (sujo) fica em Lucca na Itália. Também é a da rede dos Albergues da Juventude. Foram os que mais marcaram positivamente e negativamente, mas já fiquei em outros em Londres, Interlaken e Salzburg que eram bons também.

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Eu confesso q adoro um hostel. O clima de descontração, de "somos todos viajantes" e curtição total de uma viagem me cativa demais. Adoro. Sei q não tenho mais idade pra hostel, mas exatamente por isso acho q é rejuvenescedor ficar em hostel, me sinto de volta aos meus teens sem a preocupação com os erros tão típicos da idade. Ligo minha antena parabólica para observar/entender as coisas da juventude atual, me atualizo, e mantenho minha cabeça aberta a passeios diferentes, enfim, é um aprendizado em si. Sou tão "hosteleira" q não me incomodo com o barulho dos mais novos à noite chegando da farra. É muito antropológico.

Tem diversos hostels q recomendo, talvez o q mais tenha gostado de ficar foi em Kassel, na Alemanha, e o de Frankfurt-am-Main. Mas isso há mais de uma década, então nem sei se ainda são os mesmos.

O hostel de Wellington (NZ), q fiquei em 2004, foi excelente - Downtown Backpackers. O quarto era misto, diversos beliches, foi uma conversaiada ótima com gente do mundo todo.

Hoje em dia, não fico sempre em hostel qdo viajo, por n motivos. Mas ainda os uso em uma ou outra viagem, pra dar um refresh jovial, e em geral não me decepciono.

Clara
ClaraPermalinkResponder

Concordo inteiramente com a sua obervação e visão simpática aos hostels, Lucia. Também acho uma experiência antropológica e gosto de estar entre jovens.

No entanto, meu marido não tem a cultura de hostels, apesar de ele ter acampado bastante quando jovem e eu não. Estivemos 4 dias num hostel da costa oeste em 2009, pois nosso filho começava o College e fomos para "parent orientation" . O meu reciocínio foi: já que vamos ver tantos jovens, vamos entrar no clima e estar entre eles também nos hospedando num hostel. Meu marido detestou o nosso quarto de casal, achou empoeirado, quente(ventilador de teto) e nem saía tão mais barato do que uma boa compra pelo hotwire. Ficamos 4 dias, quando chegamos no Sheraton de Seattle meu marido quase beijou o chão do quarto, a cama king size e a vista de Pike Place. Depois, quando voltamos, ficamos no Embassy Suites, e meu marido disse " hostels nunca mais" . Ele parece chato, mas não é, não. Acho que é a única frescura dele, todo o resto ele leva na boa.

Raulzito Mochileiro

Pow, vou citar um que me marcou bastante: Hostel Osiris, que fica em Cusco, Peru. (http://www.bookingbox.org/hostalosiris/espanol.html)

Ambiente muito legal e confortável, banheiros ultra-limpos, cozinha comunitária bem equipada, chá de coca all day, perto de tudo (uns três quarteirões da Plaza de Armas), um ótimo custo-benefício. A Marisol, proprietária, é show de bola e o local está sempre cheio de mochileiros de tudo quanto é parte do mundo.

O único senão é você dar azar de pegar o único quarto cuja porta é apenas uma cortina... nos dias de frio aquilo ali deve ser complicado. rs

Mas sério, o hostel é demais!

Boas trips pra vocês!

Daniel Schneideman

Os melhores que fiquei foram o Wombat em Viena (excelente localização, proximo a Westbanhoff) e o The Circus, em Berlim (muito proximo da Alexanderplatz e do Sony Center). Ambos com excelente estrutura, otimo café da manhã (não incluido), ideal para juntar os amigos e fechar um quarto privado. O Wombat tem um banheiro em cada quarto com 2 beliches. Gostei muito tb do Oki Doki em Varsovia. Em Paris o Young & Happy vale pela localização, mas é mais ou menos em conforto. Não tem lockers nos quartos e o banheiro é meio complicado.

Maíra
MaíraPermalinkResponder

Que tal o melhor do mundo? Faz um tempinho que o Travellers House é o melhor avaliado no hostelworld (esse mês até saiu na Globo.com).
Acho que devia ser lei, toda cidade turística tinha que ter um hostel assim, bem equipado e com quarto para todos os gostos.
Minha própria avaliaçao tá no meu blog.
http://mairinhanomundodalua.wordpress.com/2010/09/27/o-melhor-albergue-do-mundo/
Além disso sempre tive boas experiências e recomendo:
Uruguai - El Viajero: Ciudad Vieja em Montevideo e Manantiales em Punta del Este. http://www.elviajerohostels.com/
Básico, limpo e com uma ótima recepcao e integracao dos hóespedes.
Chile - Chilli Hostel em Santiago. http://www.chillihostel.cl/
Foi a escolha na minha primeira viagem sozinha e me dei muito bem. O dormitório feminino com banheiro parecia o quarto de muitas amigas.

Camila Torres
Camila TorresPermalinkResponder

Tive alguns problemas no Chilli Hostel... Reservamos um quarto suíte, e nos deram um com banheiro compartilhado.
E tínhamos que tomar banho bem cedinho, senão acabava a água quente. Disseram que fez um frio anormal (0°) mas... Não deixa de ser um transtorno.
E o café da manhã era duas fatias de pão de forma ! E só ! Contado. hehehe
Mas ele é muito bem localizado e limpo.

Maíra
MaíraPermalinkResponder

Camila, agora tu falou eu lembrei desse problema da água quente. O melhor era tomar banho até umas 8 da noite, quando a maioria ainda tava pela rua, mas se fosse depois disso era só esperar um pouco que logo tava quente de novo.

Carlos Cunha
Carlos CunhaPermalinkResponder

RECOMENDO:

- POTOSÍ (BOLÍVIA): La Casona - prédio histórico muito bonito, ambiente limpo e agradável;

- LIMA: Che Lagarto (Miraflores) - simples, mas muito limpo, organizado e com atendimento amável;

- CALI: Casablanca - o mesmo que disse sobre o Che Lagarto, além da deliciosa cerveja Club Colombia super gelada para encarar o calor da cidade;

- MEDELLIN: Pit Stop - ótima piscina, quartos que chegam a ser "luxuosos" para um hostel e a cachorra labrador, a Lola, simpática com todos;

- CARTAGENA: Marlin - um hotel barato com clima de hostel, café da manhã com sucos naturais e atendimento simpática, apesar de os quartos serem minúsculos;

- SAN JOSÉ (COSTA RICA): Pangea - o melhor bar de hostel que já conheci!, não dá vontade de sair do hostel;

- SANTA CRUZ DE LA LAGUNA (LAGO ATITLÁN, GUATEMALA): La Iguana Perdida - sensacional, no meio da mata, ambiente rústico mas acolhedor, vista perfeita, clima inigualável;

- LA ANTIGUA (GUATEMALA): Kafka - ótimo bar, ótima café da manhã;

- SAN CRISTÓBAL DE LAS CASAS (CHIAPAS, MÉXICO): Casa Jardin - aqui o melhor é o atendimento, super familiar e atencioso, café da manhã feito pela própria dona, quarto confortável e aconchegante, prédio lindo;

- MÉXICO (D.F.): Moneda - ótima localização, ótimo bar, clima sempre festivo, bom atendimento.

NÃO RECOMENDO:

- RIO DE JANEIRO: Mellow Yellow (Copacabana) - o bar e o clima de festa são legais, mas o conforto e a limpeza deixam muito a desejar;

- PANAMÁ CITY: Zully's - boa localização, mas com limpeza e atendimento fracos. Porém um de seus sócios é o índio kuna Eulogio, grande figura, o melhor contato que você pode ter para ir a San Blas (não deixe de ir!), fiquei em sua cabana na Isla Cartí e recomendo (se alguém quiser o e-amil dele é só pedir).

schnaider
schnaiderPermalinkResponder

Recomendados:
Como disse o Breno B, super recomendo o Stayokay Amsterdam Stadsdoelen (Amsterdã) – Limpo, central, otimo cafe da manha, cama e edredons cheirosos e fofinhos!

Natura Hostel (Foz do Iguacu) - Muito aconchegante, quiosque com redes a beira de um lago, arvores frutiferas espalhadas pela chacara, piscina! Fica bem perto do Paudimar HI, no bairro Remanso Grande.

Itacare Hostel: Otima localizacao, ar condicionado no quarto coletivo, piscina, cafe da manha bem completo! Na epoca que fui era o mesmo local oferecido pelo pacote da CVC.

Centric Point (Barcelona) - Localizacao privilegiada, Paseig de Gracia a menos de 200m da Casa Batló! Cafe da manha mto bom, predio antigo todo reformado, com elevador, quartos limpos e arejados.

Nao Recomendado:

Solar das Pedras HI (Sao Luis): Apenas um banheiro por sexo p todos os quartos coletivos (1 pia, 1 sanitario e 1 chuveiro), com bonus de rato no quarto!

schnaider
schnaiderPermalinkResponder

Ah esqueci de colocar na lista dos nao recomendados:
Che Lagarto Bs As: Sujo, colchoes velhos (sabe aqueles q fica com a marca de pessoas, fundos, ui), mesa de bilhar na porta dos quartos, tv idem, mto barulhento. Unico pro, bar do hostel eh mto legal!

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Adorei o subject! Da minha viagem pelos albergues, recomendo em Berlin, o East Seven (o Circus estava cheio e adorei esse, limpo, mesmo com 1 banheiro para várias pessoas, ficando em quarto misto, com programações culturais e "etílicas" para conhecer gente) e desrecomendo o Condor Hostel, em Praga, em Old Town, o que eles vendem não é nada daquilo, vc se sente num escritório que a noite fica deserto e ainda tentam te levar para um quarto "melhor" que é num beco da cidade.

Maurício Yoshimoto

Em julho do ano passado fiquei no Unplugged, em Montevideo. Minha primeira experiência em hostel fora do país. Pontos negativos: casarão bem antigo (as tabuas do piso rangiam enquanto eu caminhava, fica longe do centro, staff não é lá muito atencioso. Pontos positivos: por ser longe do centro, local não é barulhento. Se eu voltar para Mvd, procurarei outro hostel.
Em BsAs, fiquei no Ayres Porteños. Aspectos negativos: o sistema de calefação não estava funcionando no quarto coletivo em que fiquei, banheiro não é muito limpo, a água quente das duchas saía gota a gota, wi-fi do 4o. andar não pegava no quarto, só no corredor. Pontos positivos: também não ficava muito perto do centro, por isso o lugar era bem sossegado, staff atencioso, hostel com estilo próprio, café da manhã de um hotel 3*. Na próxima vez ficarei no hostel Suites Florida. Fui lá conhecer e achei muuuito bom.
Legal essa enquete. Vai ficar postada permanentemente? Pretendo consultar nas próximas vezes que for viajar e ficar em hostel. Abc

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar