Rio de Janeiro: 5 botequins de responsa

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Caldinho de feijão no Chico & AlaídeO botequim é a mais venerável das instituições cariocas. Mais democrático que o pub londrino, mais sociável que qualquer café parisiense, ainda mais exótico que os bares de tapas espanhóis, o botequim acolhe engravatados e banhistas saídos da praia com a mesma atenção.

Nos últimos anos aconteceu um fenômeno interessante: o botequim carioca foi revisitado pelos paulistanos, que criaram proto-botequins cariocas em São Paulo. O Rio então percebeu o potencial dos pés-limpos e assim surgiram as redes de neobotequins espalhando franquias Rio de Janeiro afora. Todos são agradáveis, animados e servem chope gelado.

Mas se você estiver à procura de autenticidade, procure botequins de endereço único, como esses cinco da lista.

CHICO & ALAÍDE (Leblon)

O Leblon é o bairro do Rio que é mais facilmente associado às celebridades. Mas neste caso estamos falando de celebridades de outro gênero: Chico era o garçom mais famoso do Bracarense; e a Alaíde, a inventora dos petiscos que deram fama ao botequim. Em 2009 os dois resolveram partir o negócio próprio, e abriram o bar que leva os seus nomes. Espere encontrar a haute petiscaria de Adelaide (tudo é ótimo, mas não perca os bolinhos de aipim com camarão) e alguma espera para conseguir mesa.

Onde: Dias Ferreira, 679, esquina com Bartolomeu Mitre; tel. (21) 2512-0028.

Aberto: todos os dias até a meia-noite (domingo, até 23h).

ADEGA PÉROLA (Copacabana)

As quadras internas de Copacabana, longe da praia, escondem segredos que passam batidos pelos forasteiros. Localizada para lá da rua Tonelero, a Adega Pérola é cultuada por gourmets: é um bar de tapas português (na verdade, madeirense) nos recônditos de Copa. O cardápio do dia está exposto, ao vivo, no balcão de vidro. Alguns itens são vendidos por unidade (como a sardinha marinada), outros por peso (como a salada de bacalhau). Venha com fome, depois da praia (se vier de Ipanema, pegue o metrô e desça na estação Siqueira Campos).

Onde: R. Siqueira Campos, 138, quase esquina com Tonelero; tel. (21) 2255-9425.

Abre: de segunda a sábado, até a meia-noite.

BAR DO MINEIRO (Santa Teresa)

Muita gente reduz Santa Teresa à rua do bonde. Pois acabam não vendo um dos points mais animados do bairro, que fica numa ruazinha perto do Largo dos Guimarães. O Bar do Mineiro junta cerveja gelada, bons petiscos (pastel de feijoada é o top) e gente bonita em iguais proporções. Fiéis à origem do dono do bar, as caipirinhas são feitas com cachaça mineira. A feijoada, servida no fim de semana, é concorridíssima, e vem em duas versões (leve e tradicional). Termine seu passeio por Santa aqui.

Onde: R. Paschoal Carlos Magno, 99, perto do Largo dos Guimarães; tel. (21) 2221-9227.

Abre: de terça a sábado até 1h; domingo até a meia-noite.

ACONCHEGO CARIOCA (Praça da Bandeira)

Alguns dos melhores botequins do Rio estão fora da Zona Sul. Este fica na Praça da Bandeira, razoavelmente próximo ao Maracanã, e foi alçado ao Olimpo dos botecos depois que sua dona criou um bolinho de feijoada que conquistou a crítica. O sucesso é tamanho que o bar precisou se mudar recentemente para um ambiente com praticamente o dobro do tamanho. Vá em turma para experimentar outros bolinhos criativos -- e também o famoso jiló da casa, servido com queijo de cabra.

Onde: R. Barão de Iguatemi, 379, perto da Praça da Bandeira; tel. (21) 2273-1035.

Abre: de terça a sábado até a meia-noite; domingo até as 18h.

CANECO GELADO DO MÁRIO (Niterói)

Niterói sempre proporciona passeios bacanas. Para começar, ali estão algumas das vistas mais bonitas do Rio de Janeiro, como do alto do Parque da Cidade ou da praia de Camboinhas. Niterói também tem a Fortaleza de Santa Cruz, o Museu de Arte Contemporânea de Oscar Niemeyer e o ambiente surf da praia de Itacoatiara. Não importa qual for o seu objetivo do dia em Niterói, encerre o passeio neste tradicionalérrimo boteco do centro da cidade. As salas se sucedem (querendo ar condicionado, vá para o fundo) e as mesas estão sempre lotadas de gente se esbaldando com os famosos pastéis da casa.

Onde: Visconde do Uruguai, 288, esquina com Marquês de Caxias, no Centro; tel. (21) 2620-6787.

Abre: de segunda a quinta até as 23h; sexta até a 1h; sábado até as 19h.

E você? Tem botequins de responsa no Rio para recomendar? Conte aí grin

Leia mais:

Guia do Rio de Janeiro no Viaje na Viagem

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


42 comentários

Luciana Bordallo Misura

O Caneco Gelado do Mário eu conheço bem - desde que eu era criança meu pai já comprava o pastel de siri e o bolinho de bacalhau por lá. Até hoje quando passo Natal em Niterói com os meus pais, a gente compra a massa do bolinho de bacalhau do Mário pra fritar em casa pra ceia wink Mas é um pé sujo mesmo, até assusta quem não sabe da fama da comida do lugar...

nydia
nydiaPermalinkResponder

Poxa... vai chover comentários aqui!!
eu de pronto já recomendaria: Boteco Belmonte (qquer um) e Bar da Boa (Lapa). Neste último, o bolinho de feijoada é IMPERDÍVEL!!!!

Mariana "de Toledo" (@merel)

Que maravilha de assunto! Como botequeira e carioca, assino embaixo das dicas wink

Tem mais:
Em Copacabana, vale pedir uma cerveja e uma porção de pataniscas de bacalhau ali no Pavão Azul. As chances de conseguir uma mesa são praticamente nulas, mas acho que isso atesta a qualidade do bar.
Rua Hilário de Gouveia, 71

Em Santa Teresa, depois de almoçar no Mineiro (onde não se deve deixar de tomar uma caipirinha de Seleta), o curso natural é descer para o Armazém São Thiago, que também atende por Bar do Gomez. É minha esquina preferida de Santa Teresa. Logo em frente, na rua mesmo, já presenciei um baile soul e uma banda com tuba, surdo e trompete tocando Rolling Stones. Tudo muito espontâneo e natural.
O Bar do Gomez tem um bom número de marcas de cerveja, sempre bem geladas, e os bolinhos e petiscos são todos nota 10.
Rua Áurea, 26

Entre os bares de rede, desses que se encontra em qualquer lugar, gosto muito do Informal, que tem uma polentinha com queijo gorgonzola de respeito, e um chopp bem tirado. O preço das comidas e porções é bem razoável, no geral. O Belmonte vale pela empada, mas o chopp não é lá essas coisas - é melhor pedir uma Antarctica Original.

Entre os bares que não são botecos, o Astor, em Ipanema, o Bar do Ernesto, na Lapa, e o Mike's Haus, em Santa Teresa, são dignos de nota também!

Natália
NatáliaPermalinkResponder

Merel, nunca comi as pataniscas, mas o bolinho de bacalhau é bem bom. e já bebi lá algumas vezes mesmo não sendo local, acho que não é tão impossível assim de conseguir mesa... ou dei sorte...

Igor
IgorPermalinkResponder

Durante a Páscoa fui no Carioca da Gema, na Lapa e gostei bastante!

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Muito legal a lista, mas faltam alguns botecos da Zona norte que são muito bons! Na Tijuca, do outro lado da rua do Aconchego Carioca, tem o Petit Paulette. No Grajaú, experimente o Enchendo Linguiça (que faz as próprias linguiças no local), o Bar do Adão (famoso pelos pastéis) e o Bar du Bom (que faz croquetes com tudo quanto é tipo de recheio).

Marília Marconi

Dá-lhe Graja!! grin

Naila Soares
Naila SoaresPermalinkResponder

Indico o Jobi, no Leblon e o Bar do Adão em Botafogo.

Roberta Sanches

MEU SONHO é ir no aconchego carioca!!!!!!! <3 <3 (viu @merel!)

Mariana "de Toledo" (@merel)

Muito bem lembrado! O Enchendo Lingüiça rendeu uma das tardes botequísticas mais incríveis da minha vida.
Eles têm uma maravilha que se chama lingüiça croc: a lingüiça vem dentro de uma batatinha chips! E a caipirinha é ótima também!

Gosto muito da filial de Botafogo do Bar do Adão, que fica numa casinha em um local super agradável. A do Grajaú ainda não conheço smile

Lucio
LucioPermalinkResponder

Não esqueçam o velho (e ainda bom) Bracarense (Leblon)!!!!

Clara
ClaraPermalinkResponder

Bracarense!

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Nossa, o que é esse bolinho de aipim com camarão!! Tudo é uma delícia no Chico e Alaíde!

Arthur "Hirigóez" | Agora Vai

Cito o Galeto 183, na Rua de Santana 183 Centro, onde a Dona Ana é a única herdeira da receita do famoso Angu do Gomes, uma iguaria que só quem já provou sabe dar o devido valor. Sai todas às quartas, mas tem que ir cedo, senão acaba. O pessoal do Globo vai muito ali, pois é perto da redação.

Também tem a Adega Flor de Coimbra, na Lapa, Teotônio Regadas, 34, com vinho da casa e um bolinho de bacalhau quase tão bom quanto o do Caneco do Mário wink

O Bar Adônis, em Benfica, São Luiz Gonzaga 2156 lj A, também é excelente. Outro que, além do bolinho, prepara quase tudo de bacalhau. Os pratos ali dão para três.

Sem falar nos imortais Bar Luiz, no Centro, Rua da Carioca - pedida: bolo de carne alemão com salada de batata, e Bar Brasil, na Mem de Sá, Lapa - lentilha garnier.

Tinha um livro do Jaguar, "Confesso que Bebi", da Editora Record, 2001, não sei se ainda tem, onde ele relaciona um monte de bares e botequins de responsa. É só procurar em sebos.

Natália
NatáliaPermalinkResponder

acho o chico & alaíde superestimado. #prontofalei
aconchego é luz, raio, estrela e luar, manhã de sol, meu iaiá, meu ioiô. adega pérola é maneiríssimo, e mineiro... quem não conhece o mineiro é ruim da cabeça ou doente da barriga! wink
como niteroiense, sei que é uma heresia, mas nunca fui no caneco.

Leonardo
LeonardoPermalinkResponder

Para quem falou das franquias,faltou citar o Belmonte ( o da praia do flamengo é top!!)

Para Riq, faltou citar o Bar urca, melhor local para se estar durante o por do sol do Rio.

abs e parabéns pelo blog mais uma vez!!

Cecilia Martins

Amo a ACADEMIA DA CACHAÇA. Dos citados pelo RF só nao conheço o de Niteroi, mas recomendo imenso a Academia, O Pavao Azul e o Jobi. Coisa boa é um boteco

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Não abro mão do Jobi , por mim eu ia lá todos os dias :cool:
Não tem nada com mais vibe no planeta do que um boteco carioca.

Jorge Fortunato

A lista é boa e imagino deve ter dado trabalho elencar apenas 5 bares. O Caneco Gelado do Mário, apesar de ótimo, está em Niterói é outro município. No Caneco comi uma empada de camarão maravilhosa!

Jorge Fortunato

Sem qurer polemizar: Belmonte perdeu a graça, tem um em cada esquina.

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Cecília, concordo com vc,nao pode ficar de fora a Academia da Cachaça, onde para mim, está o melhor caldinho de feijao e o verdadeiro escondidinho. Além é claro das maravilhosas caipirinhas!!!

Rafael Carvalho

O Bar Marcô, em Santa Teresa, tem a melhor feijoada que já comi! Aos sábados, com aquele clima de volta ao passado do bairro, o chorinho ao vivo e a caipirinha completam o lugar! Incrível!

Yara
YaraPermalinkResponder

Amei, Riq! wink

Mary
MaryPermalinkResponder

Ah, não se esqueçam das empadas de camarão do Carangueijo, na esquina de Barata Ribeiro com Xavier da Silveira. Campeãs!
Fora isso, concordo com o que já foi dito das pataniscas de bacalhau do Pavão Azul, o bolinho de aipim com catupiry e camarão do Bracarense, tudo do Jobi, tudo da Academia da Cachaça e, finalmente, tudo mesmo do Aconchego Carioca.

Bruno Agostini

Uma boa seleção! abração

Erica Oliveira

E a costela no bafo do Cachambeer? Simplesmente imperdível, gente!

Manoela Bacelar

Oi Ricardo. Tentei perguntar em local + apropriado, mas não achei. Desculpa....Estarei com meu marido e minha filhas pequenas em julho no Rio. Preciso de uma boa dica de restaurante para comemorar o aniversário dele com + 12 amigos que moram no Rio.. Ele morou lá durante 11 anos. Será um reencontro. Todos são músicos. Pensei no Roberta Sudbrack, mas acho melhor irmos só os 2 outra noite para apreciar. Descontração e alegria com boa comida e bom atendimento é o que procuro Aguardo tuas dicas. (A pousada Beijupirá em Noronha set/2010 fpi maravilhosa. Sua dica e ele adorou). Abraço e obrigadíssima. Manoela de Fortaleza.

Ricardo Freire

Aprazível, Garcia & Rodrigues, Carlota, Copa Café, Gero, Antiquarius, CT Boucherie, Osteria dell'Angolo. Para almoçar, Quinta ou Alba Mar.

Manoela Bacelar

Ricardo, obrigada mais uma vez. Vou olhar todos esses e sei que entre eles encontrarei. Abraço, Manoela.

Márcio
MárcioPermalinkResponder

O Jobi, na Ataulfo de Paiva (Leblon), é uma ótima pedida para os solteiros e solteiras de plantão...dali você parte para voos maiores, mas para começar, é excelente.

Samanta
SamantaPermalinkResponder

Oi pessoal,

Estou eu cá novamente...Dessa vez gostaria de saber quanto se gasta, em média, com alimentação no Rio de Janeiro. Estarei lá entre 10 e 12 de junho p/ um congresso e a grana estará super contada!Help me, please!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Samanta! Essa é uma informação arqui-impossível de dar com exatidão. Mas não se preocupe, todo mundo acha seu ponto de equilíbrio:
https://www.viajenaviagem.com/2011/03/quanto-vou-gastar-em-alimentacao/

Samanta
SamantaPermalinkResponder

Nunca vi uma Bóia tão rápida quanto esta! Obrigada!

Letícia
LetíciaPermalinkResponder

Olá Ricardo, sou de BH/MG, e senti muito sua saída da Band News. Bom de qualquer forma te acompanhao pelo site. Gostaria de sugestões, se possível. Estamos indo, eu e meu esposo, a primeira vez para o Rio de Janeiro, entre 29/10 até 02/11. Ficaremos hospedados em Copacabana. Já li e reli suas informações, agendando visita aos cartões postais, noite na LAPA, e alguns bares e restaurantes. Mas estou com dificuldade de um programa em teatro, e ou mais cultural, e na região de Niterói e Ipanema. Você poderia sugeri? Um grande abraço e parabéns. Letícia.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Letícia! Aqui quem responde é A Bóia! Há sempre bons espetáculos em cartaz no Teatro do Leblon (http://www.teatros.art.br/teatro-do-leblon-rj/), no Shopping da Gávea (http://www.shoppingdagavea.com.br/shoppingdagavea/publicacao.asp?cod_canal=17) e no Oi Casagrande (este, mais para musicais - http://oicasagrande.oi.com.br/), todos em bairros próximos a Ipanema. Você pode pesquisar a programação de outras casas através do Ingresso.com (http://www.ingresso.com) e também garantir as entradas com antecedência, já que as sessões costumam ser bem cheias.

Em Niterói há menos oferta, mas procure pela agenda do belíssimo Teatro Municipal e do Teatro Abel.

Rafael Motta
Rafael MottaPermalinkResponder

Deveriam ter mencionado o Cachambeer. Conquistou algumas vezes o concurso Comida di Buteco!!

Renata Castro
Renata CastroPermalinkResponder

Cachambeer é o melhor boteco que eu conheço!!! Pra quem quiser conhecer: Rua Cachambi, 475.

Valquiria Cavalcante

Um novo restaurante em Vargem Grande me surpreendeu. Lá é tudo gostoso e a cerveja super gelada. Vale a pena conhecer o Bistreco. tem uma cebola recheada com camarão e catupiry deliciosa.

Lica Carpe
Lica CarpePermalinkResponder

Estive no Rio no início de janeiro e fui conhecer a Adega Pérola, e como boa butequeira belorizontina, ADOREI, nota dez!! E a cerveja geladinha no fim de tarde na muretinha da Urca também é show!

Rosa Pimenta
Rosa PimentaPermalinkResponder

Adoro o caneco gelado do Mário!! Sempre vou lá e não enjôo nunca! Experimente também os peixes e a empadinha de camarão, que com uma pimentinha fica uma loucura! Deu até água na boca agora rs smile,

Sergio
SergioPermalinkResponder

Não esqueçam o Bar da Urca! Tomar uma cerveja naquela mureta é um verdadeiro evento! Concordo que o Pavão Azul também é um ótimo boteco e é pouco citado. Vale muito à pena!

júlio teixeira

Todos os indicados são referência mas o bom mesmo é o bolinho de feijoada do Planalto do Chopp do Flamengo..uma maravilha..com uma pimentinha especial que a casa tem é babar no guardanapo ...experimente

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar