Nova York: um passeio por Chelsea, Meatpacking e West Village

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Chelsea Market, Nova York

Depois do roteiro de caminhada do Village ao Lower East Side (passando por Soho, Nolita e Bowery), aqui vai mais um tourzito simplificado pra quem quer destrinchar a parte de baixo (pra mim, a mais bacana) de Manhattan.

Desta vez vamos cobrir menos chão. Este é um roteiro que dá pra fazer bem fácil em uma manhã ou tarde. Você vai ver, porém, que haverá muitas chances de paradas para lanches e refeições sentadas. Acredito que depois dessa primeira passada você vai acabar voltando muitas vezes (talvez até para se hospedar por aqui...).

Assim como no outro roteiro, considere esse itinerário apenas como um eixo para onde voltar em caso de se perder. A linha azul do mapa apenas organiza o mais manjado. Não se atenha ferrenhamente ao traçado; em Nova York qualquer escapulidinha do roteiro pode resultar em descobertas inesquecíveis.

Tampouco tome a ordem dos fatores como imexível; o melhor é decidir onde você vai querer comer (lanchar, almoçar, jantar) e construir o seu roteiro em torno dessa parada fundamental.

Chelsea

Doughnut Plant, Chelsea

Eis um bairro totalmente desprovido de atrações turísticas tradicionais. Talvez por isso seja tão bacana grin

Entrou na moda nos anos 90, com a migração de galerias vindas do Soho e a caracterização do bairro como reduto gay. Hoje o lugar permanece, ahn, diversificado, mas não tem mais cara de gueto (a alta dos aluguéis e o fenômeno que os anglos chamam de gentrification, e que a gente pode traduzir livremente por aburguesamento ou encaretamento).

Saia do metrô na estação da rua 23 com 7a. Avenida (linhas 1 ou 2). Ou, caso você queira dar uma passadinha na Eataly, o apetitoso shopping/mercado/praça de alimentação de temática italiana, desça na rua 23 com 6a. Avenida (linhas M ou F). Mas eu acho que o Eataly merece uma ida específica, porque você vai querer comprar umas coisinhas...

Desça a rua 23 na direção da 8a. Avenida. No meio da quadra entre a 7a. e a 8a. você vai avistar o célebre Hotel Chelsea, tradicional reduto de malucos da melhor cepa, que usavam o hotel como casa (veja a lista na página do hotel na Wikipedia). No térreo, voltada para a rua, está a primeira tentação gastronômica (lanchonômica/snackônica) do roteiro: os donuts cheios de bossa da recém-inaugurada filial da Doughnut Plant, originária do Lower East Side (experimente o de crème brûlée!).

Vire à esquerda na 8a. Avenida. Nesta quadra você vai passar por outro momento calórico, o Murray's Bagels. (Murray's Bagels de entrada e Doughnut Plant de sobremesa dão um belíssimo café da manhã. Neste caso, comece o tour saindo na estação da rua 23 com a 8a. Avenida, linhas A, C ou E).

Mural d'Osgemeos na rua 21 entre 8a. e 9a. Avenidas

Siga pela 8a. só até a rua 21. Ali você vai dobrar à direita e passar pelo belo mural d'Osgemeos -- um sinal de que a presença brazuca em Nova York não se limita às lojas e outlets shock

Nona Avenida, Chelsea, Nova York

Ao chegar à 9a. Avenida, vale a pena se deter nas quadras imediatas (entre 20 e 22), que tem lojas bem interessantinhas. Se você curte cupcakes (ou decoração!) dê uma olhadinha, à sua direita, na Billy's Bakery, que a revista New York define como "a Magnolia Bakery que tudo bem você gostar ("the Magnolia Bakery it's OK to like").

Billy's Bakery, cupcakes em Chelsea

Daria para continuar à esquerda pela 9a. Avenida até o Meatpacking District, mas de repente vale a pena subir ao High Line Park -- o trilho elevado de trem abandonado que foi convertido em parque -- pela escada da rua 18 à altura da 10a. Avenida. Vale a pena voltar um pouquinho pelo viaduto, que nos últimos anos teve sua expansão totalmente concluída, até a rua 34.

High Line Park, Chelsea/Meatpacking District

Desça do High Line no comecinho dele, na escadaria da rua Gansevoort.

Meatpacking District

Meatpacking District

Pronto, você chegou ao Meatpacking District. (Querendo vir direto para cá, desça na estação da rua 14 com 8a. Avenida; linhas A, C ou E.) O nome vem do fato de a área ter sido ocupada por matadouros e fábricas de processamento e embalagem de carnes; por ali funcionava o Gansevoort Market.

Meatpacking District, Nova York

Nos anos 80, o Meatpacking era um antro de clubes de sexo e prostituição de rua (sobretudo travestis). Mas nos anos 90 começou a invasão de butiques de grife, hotéis de luxo e restaurantes difíceis de conseguir reserva. Hoje o lugar tem o comércio de rua mais chique da cidade abaixo da 5a. Avenida com rua 57.

Meatpacking District, Nova York

Applemaníacos e iPhônicos em geral vão gostar de saber que na esquina da rua 14 com 9a. Avenida está instalada uma Apple Store maior e mais organizada que a da 5a. Avenida.

Pastis, Meatpacking District

Três restaurantes são emblemáticos do lugar: o Pastis, do restaurateur Terence McNally, que recria um bistrô de estação de trem francesa, o Spice Market, do überchef Jean-Georges Vongerichten, que serve haute street food asiática num dos ambientes mais bonitos da cidade (os entalhes foram garimpados da Índia ao Camboja), e o The Standard Grill, bistrô do hotel The Standard, que funciona sob o elevado. No verão, o biergarten do Standard é especialmente concorrido.

Chelsea Market, Nova York

E  mesmo que você coma em outro lugar, não deixe de dar uma passadinha no Chelsea Market, que deve ser a única galeria/shopping nos Estados Unidos que não tem Starbucks.

SoHo House, hotel de luxo no Meatpacking District

(Se da próxima vez você quiser se hospedar por aqui, dê uma olhadinha no post Hotéis em Nova York selecionados por região.)

West Village

Abingdon Square, Nova York

Siga pela rua Hudson até alcançar a floridíssima (pelo menos estava assim no início da primavera...) Abingdon Square.

Abingdon Square na primavera

West Village

Atravesse a rua para a esquerda e você estará no West Village, um dos pedaços mais fotogênicos de Manhattan: townhouses de tijolinhos, ruas arborizadas, jardins perfeitinhos, lojas bacanas.

Magnolia Bakery, Nova York

Perca-se por ali (ande também pela continuação da Hudson) e, se for devoto de Carrie Bradshaw, dê uma passadinha no santuário de cupcakes da Magnolia Bakery, na esquina da Bleecker com rua 11.

Magnolia Bakery, Nova York

Leia mais:

123 comentários

zuzu
zuzuPermalinkResponder

Amei as fotos Riq, principalmente das flores!

Luciana Betenson

Adorei! Nem tenho mais o que falar smile

Teté
TetéPermalinkResponder

reuniu mtos dos meus programas e lugares preferidos em NY!
o hotel Gansevoort no Meat Packing é bem legal pra drinks e lounge e deve ser incrível pra se hospedar...

Marcia Kawabe
Marcia KawabePermalinkResponder

E dentro do Chelsea Market tem uma loja especializada em brownie chamada "Fat Witch Bakery". Sugestivo nome, heim? smile

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Riq, a visita ao Chelsea/MeatPacking foi o passeio q mais gostei da semana passada. Fizemos um happy hour ajantarado ali no Dos Caminos coladinho do High Lane/ Chelsea Market /apple store q foi tudo de bom. Super recomendo. A vibe é maravilhosa. Tivemos sorte que estava "quente" e sentamos na calçada. Diliça !

PS: nós = Mari Campos, Carla Tolosa, Lu Betenson, Paulinha e eu

smile

Tatiana
TatianaPermalinkResponder

Parabéns pelo post, Riq! Estive em NY na mesma época que vc (última páscoa) e me hospedei no Standard Hotel. Posso dizer com segurança que, depois dessa viagem, NY se tornou uma cidade mto querida para mim! A região do Meatpacking nem se compara com a região da Time Square (onde fiquei hospedada na minha primeira viagem à NY e detestei)! Vale mto a pena "se perder" pela região, pois, com certeza, é encantadora e bem típica!

Nádia
NádiaPermalinkResponder

Rick
Adorei passear pelo West Village apesar que no dia que fui estava muuuuuito frio.
Para os amantes de moda e make up, vale lembrar que em frente à Magnólia Bakery tem a Bookmark ("papelaria" do Marc Jacobs), e na quadra ao lado, em frente à pracinha, tem as lojas Marc by Marc Jacobs (ó´-ti-ma) e a recém inaugurada Nars (maquiagem), a primeira loja no continente americano.
E você tem toda razão, o Eataly merece uma (várias, eu diria) visitas exclusivas. O lugar é sensacional!

Mariana "de Toledo" (@merel)

Estou sofrendo. Depois volto para comentar algo com mais substância.

Elisa
ElisaPermalinkResponder

Sim, é só o que eu tenho a repetir. Não tenho nem nada original para dizer smile

Nádia
NádiaPermalinkResponder

Rick
Adorei passear no West Village apesar de estar muuuuuito frio.
Para os amantes de moda, vale lembrar que em frente à Magnólia Bakery tem a Bookmark - "papelaria" do Marc Jacobs - que é bem legal, na outra esquina a loja Marc Jacobs e mais a frente a loja Marc by Marc Jacobs e a recém-inaugurada loja da Nars (makeup).
Ahh, você tem toda razão, o Eataly merece uma (várias eu diria) visita exclusiva, com tempo (e fome de preferência). Aquele lugar é fantástico!!!

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Beleza cosmopolita isso é NYC!
Um post pra anotar todo, todo!!! (vou guardar todas as dicas)

Fernando Sevá

Riq,

Perfeito o post sobre esta região. Além dos restaurantes citados existem uma infinidade de outros espalhados na região, bem acessíveis.

Um bom passeio também para acrescentar à rota é pelos Pier's da região, bem urbanizados em especial na saída da Jane Street cruzando com a 10ª avenida.

Abs,

Mariana "de Toledo" (@merel)

Já algo recuperada, comento:

Na primeira vez que fui ao Chelsea Market era sábado ou domingo, hora do almoço, e estava (previsivelmente) lotadão. Achei um bocadinho claustrofóbico, por conta disso, mas sabia que deveria voltar para curtir outro dia, com mais calma e menos gente.

De qualquer forma, me dei bem já nesse dia: aguardei uma mesinha no The Green Table, restaurante de alimentos orgânicos e de produção sustentável. O lema lá é "Farm to table", e realmente tudo estava bem fresco e gostoso. Recomendo a potpie grin
http://chelseamarket.com/thegreentable/

Na minha segunda visita pude caminhar com mais calma. Passei alguns bons minutos indecisa sobre o que comprar na Jacques Torres chocolates (levei um saquinho de corn flakes coberto por chocolate amargo, hmmmmm!, e ainda alguns dos bombonzinhos que ficam em uma vitrine). Comprei uma bandejinha de sashimi na The Lobster Place, mas ela estava mais bonita do que propriamente gostosa. (De toda forma, uma passeadinha na peixaria vale a pena).

Daí, fui brincar de local e fiz o que muitos novaiorquinos fazem: passar num dos restaurantes, padarias e que tais e pedir a comida em versão take-out (nossa famosa "quentinha") e comer ao ar livre. Passei na Amy's Bread, comprei um bolo de cenoura e um suco de laranja, e fui dar uma voltinha no High Line Park.

Uma, duas, três visitas ao Chelsea Market valem super a pena. E olha que nem mencionei a Anthropologie (enorme!) que tem logo na entrada...

---

Sobre o Pastis, impliquei um pouco com o hype do local, fui mal atendida e essas coisas. Mas confesso ter amolecido imediatamente após a primeira garfada num ovo poché com pimentões... Ai!

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalinkResponder

Meu lugar na metropole!

Luis
LuisPermalinkResponder

Putz, moro nessa regiao ha qse um ano e ainda nao enjoei. Tem um restaurante chines em chelsea que nao revelo pra todo mundo pra nao ficar batido, mas eh otimo e baratissimo - tipo 50 dolares pra 2 pessoas. Nao espere beleza ou servico 5 estrelas...
Pra impressionar a pretendencia, recomendo o Buddahkan ali do lado do chelsea market. Lindo, servico de primeira, comida otima - prepare-se pra deixar 300 dolares ali. Mas funciona, viu. wink
Ruthie's bakery no chelsea market pra comer "O" canolli.
Ah sim, no verao do ano passado a pracinha em frente aa loja da apple virava uma grande pista de rumba ao ar livre nas 5as feiras aa noite, aberta pra qq pe de valsa. Vamos ver se repetem esse ano.
Brunch tudo de bom: east of 8th, na 23 entre 7a e 8a. Pertinho do hotel chelsea. Bom, bonito e barato e uma otima desculpa para encher a cara de champagne em plena luz do dia.

Claudia Matoso

Riq, ótimos esses seus passo-a-passo! O problema é que não paro de fincar alfinetinhos amarelos no meu Google Earth. Tô começando a ficar com medo de 10 dias serem pouco! Mais uma viagem de programação demais e dias de menos.
Quem faz uns ótimos passo-a-passo também é o walkingoffthebigapple.com

Laura
LauraPermalinkResponder

Amei as dicas!!! Inclusive salvei, pra minha próxima ida a NY, que não sei quando será (mas será)!! No Village tem tb o Extra Virgin, excelente (os Eggs Benedict com salmão defumado são espetaculares!!). E o Sea é o mesmo que tem em Williamsburg?? Se sim, é espetacular, o melhor BBB que já fui!!!

Simone Pereira dos Santos

Ótimo post Riq. Eu só citaria uma ida a livraria do Mark Jacobs - Bookmarc - que fica na frente da Magnolia Bakery no West Village.

naldo mundim
naldo mundimPermalinkResponder

Ricky, fui a NYc 2x ano passado, confesso que na segunda vez ja estava familiarizado...
Lendo seus relatos e trajetos, relembrei de tudo que fiz... Chelasea market, mangolia, pastis, west village, meatpacking disctric, high line, entre outros...
Ja estou programando minha terceira ida a nyc no segundo semestre..
Caso tenha interesse, tirei algumas(varias) fotos de NYc, PRINCIPALMENTE NESSA PARTE DO VILLAGE/Lower east side..

http://www.flickr.com/photos/naldomundim/sets/72157625369358415/

naldo mundim
naldo mundimPermalinkResponder

ricky foi foda... era pra ter saido Riq!

Lena
LenaPermalinkResponder

Se tem uma coisa que deixa a gente down é voltar de uma viagem e ler algo muito legal de um lugar que perdemos. Neste caso, seu post me deixou FELICÍSSIMA, pois o querido do @mauoscar me levou para fazer quase todo esse roteiro, com direito ao bagel do Murray´s (BTW, com outras queridas companhias wink ), o doughnut do Doughnut Plant e o bolo do Billy´s Bakery grin Tudo seguido!!

A parte do West Village completei no dia seguinte com um hamburguer delicioso no The Spotted Pig!

Ai que semana boa!! Vontade de voltar...

Carol França
Carol FrançaPermalinkResponder

Depois dessa tô me segurando pra não mandar um mail pro meu chefe pedindo férias!!!

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

Vou em Junho para NY, sozinha e com um inglês sofrível, será que dará certo? Vejo estes roteiros e marco no google. Tenho 8 dias e meio para turistar, comprar e me perder. Bem, ficar perdida em Veneza foi uma coisa (outra história) mas em NY, tô com medo. Bem, meu espirito aventureiro tá falando mais alto, afinal, será meu presente de niver de 40 anos! Ficarei no The Jewel, Rockfeller Center, bem na 51. Pelo que vi, estou bem localizada, mas tem uns roteios como este que quero fazer. Quem tiver um roteiro pronto detalhado de 8 dias pode me enviar, please: pattysmoreira@yahoo.com.br

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Alô, Patricia! Leia este post, capriche nas mímicas e vá em frente! https://www.viajenaviagem.com/2010/09/nao-falo-ingles-posso-viajar-ao-exterior-mesmo-assim/

LisiCohem
LisiCohemPermalinkResponder

Patrícia,
nos restaurantes sempre tem um mexicano...
NY é facinha de se localizar, caminhar, metrô etc.
Já fui sozinha pra NY também e na época, com inglês ruim, paguei uns miquinhos na broadway - não entendi NADA da peça (rent, sobre aids)- foi engraçado eu ir embora no intervalo entre primeiro e segundo ato, e irem atrás de mim me avisar..
Deu tudo certo e lembro com saudades daqueles dias!'
Aproveita... tbm estarei lá em junho de 18 a 25.

Fred Jordao
Fred JordaoPermalinkResponder

Estou indo com a família em junho, e estes roteiros ajudam a entender a mecânica da cidade. Esta é a segunda viajem internacional com as crianças, mas a primeira em língua inglesa. Alias, meu inglês é nota 2 e da minha parceira "4". Mas vamos lá!!! As crianças curtem tudo, se dividirmos os passeios entre nossos interesses e o delas. No fim, todos se divertem. Só não da pra ir pra balada!!!

Cinthia RAngel

Adorei!
Tenho loucura para me hospedar no West Village!
Agora, então, me bateu uma vontade de ficar no Chelsea tb!
Ab,
Cinthia.

ana luiza
ana luizaPermalinkResponder

Riq,mesmo metida a saber tudo,tudo de NY - larguei até a vida de publicitária e fiz um blog/site por conta disso - queria tirar mais uma vez o chapéu e reiterar minha posição de megafã tua.
Delícia de reportagem.
Você conhece a City Bakery? Só locais, buffet no almoço (fecha no jantar) e tudo orgânico. Eleito o melhor chocolate quente da cidade...é uma calda, delícia. E vem com um naco de marshmellow.Sou fã dos cookies sensacionais e da limonada também. Fica na 3 west,18 st, quase na 5th Av. Aliás bem perto,na mesma altura só que na 19st tem uma livraria de viagem e "literatura do mundo" bárbara - a Idlewild. (12 west 19th street).

Ah, e na linha do "tanto faz essa informação" o dono do Pastis, Balthazar, Lucky Strike etc é o Keith McNally (-: .beijos

Ingrid
IngridPermalinkResponder

restaurante dom caminos no meatpacking é otimo..vale a pena!

gilmara
gilmaraPermalinkResponder

dicas valiosas

Andreia Nery
Andreia NeryPermalinkResponder

Ai que delicia! (teclado novo e desconfigurado)Estou em NY e hoje fui ate o Chelsea Market. Lugar lindo! A peixaria foi meu pitstop! Andei na chuva pleo Soho e tambem adorei conhecer o Rice to Riches (arroz doce de varios sabores). Amanha sigo para o Magnolia Bakery e regiao. Sim, mais que compras, minha viagem tambem eh gastronomica. Ainda bem que passei por aqui para pegar mais algumas dicas. Obrigada, Riq.

carla
carlaPermalinkResponder

Amei esse post! Lembrei muito do NY na semana passada quando vi as comemorações de 4 de julho na TV . No ano passado estava lá nessa data, um passeio de meninas com minha mãe. Almoçamos no Pastis e depois vimos os fogos de 4 de julho ali perto. O chelsea Market é um charme. Se for ao Spice Market cuidado pois a comida é bem apimentada rsrsrsr.

Saudades de julho em NY !!! ah... se não foram visitem também o Rooftop do Metropolitan pois ele só abre no verão.

Abs

Andreia Nery
Andreia NeryPermalinkResponder

Amei o Eataly. A família parou ali para relembrar sabores. Comer uma pizza do Rosso Pomodoro e lembrar a última viagem pra Itália foi tudo! Mas não peçam uma Coca ou Pepsi. Ali tudo é made in Italy. rs

Natasha
NatashaPermalinkResponder

Fiz esse passeio...
eh simplesmente sensacional!!!
o lugar eh maravilhoso, contemplativo e vale muito a pena
voltei de NY tem uma semana e fiquei com gostinho de quero mais.
A High Line para mim, que sou arquiteta, foi uma excelente ideia...muitas pessoas vao pra la simplesmente para contemplar o lugar!
e vale a pena dar uma paradinha para almocar ou jantar no Tailandes chamado Spice Market...o lugar eh lindo e a comida sensacional!
Adorei a dica...valeu a pena!

ana lucia
ana luciaPermalinkResponder

Vou a NY no mês de fev ou março,mas já estou ansiosa por este passeio.Obrigada pelo tour gastronomico, adoro!

Carol França
Carol FrançaPermalinkResponder

Estive em NYC em novembro e fiz esse passeio ( e todos os outros) com este post impresso na mão! Nem preciso dizer que foi perfeito! Adorei o Eataly, o Highline Park, almocei no Standard Grill, fiz comprinhas no Chelsea Market, só não achei o mural dos gêmeos (muito pequeno, né?)...ai ai o que seria dos Trips sem o Riq!?

Uma dica pra quem for fazer esse roteiro! Saia em jejum! As opções de comida são maravilhosas, vc vai se arrepender se não estiver com fome, rsrs.

Nova York com açúcar e com afeto III | Rosmarino e Outros Temperos

[...] tempo: o @riqfreire viajando na viagem também andou por ali e o @mauoscar idem. Dêem um pulo lá para continuar este [...]

Lu
LuPermalinkResponder

Oi, eu gosto muito de você. Estou pensando em ir em NY em Setembro e queria ficar hospedada em algum hotel em desses lugares muito charmosos que vc sempre comenta, porém acho que minhas amiguinhas preferem ficar, como vc diz, "no fervo",me diz aí, como faço para convence-las? Sou muito perdida, qual desses seria o mais perto do"fervo"? Valeu.

Welcome to Chelsea | Vistuissu

[...] saber mais sobre o bairro? Tem post ótimo aqui do Viaje na [...]

ana goncalves
ana goncalvesPermalinkResponder

amei amei amei quem pode pode quem nao pode se sacode eu amo o chelsea kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkka

ana goncalves
ana goncalvesPermalinkResponder

amo demais o ´time principalmente os jogadores

Maria Alice
Maria AlicePermalinkResponder

Vou a NY uma semana antes do Natal e ficarei no Hilton (American Av). Adorei as dicas sobre o Chelsea, Eataly e Meatpacking .Dá pra ir a pé de onde estarei hospedada? Valeu.

Mon
MonPermalinkResponder

Só se você estiver muito animada para andar. O melhor é pegar um trem, Maria Alice.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Alice! É bastante longe, o Hilton está à altura da rua 52. Vá de metrô até a rua 23, conforme indicado.

Cassiana
CassianaPermalinkResponder

Amei o post, esta região é muito bacana, tem uma vibe incrível, foi uma das minha preferidas em NY. E as lojas? Cada coisa linda! Super recomendado, parabéns mais uma vez, Riq.

rogerio granato

quem estiver no Chelsea e for á Bed.Bath and Beyond.de uma esticadinha ao Flavaboom ( no 600 da Sexta Avenida,um pouco abaixo, 1 ou 2 blocos,não me lembro bem). É o melhor frozen yougurt que já experimentei, vcs não vão se arrepender.

San
SanPermalinkResponder

Estou indo para NY daqui 15 dias!! adoreiiii estas dicas...como sempre ótimas e interessantes dicas!!

Gel
GelPermalinkResponder

Riq, suas dicas valeram demais, voltamos há 1 semana (eu e marido, primeira vez sem crianças) e posso te dizer q foi a melhor ida a NY, passeamos muito pelos bairros ditos no seu post, Chelsea, West Village meatpacking....meu Deus, que delícia, realmente é outra Nova York, totalmente out de Times Square e Broadway. Caminhavámos de 6 a 8 km por dia (compramos um passometro) somente nessas áreas, mais Soho, Litlle Italy, tribeca...foi demais realmente uma delícia. Fomos no domingo a tarde ao The Standard Grill e é tudo delicioso e sem turistas, acho q só tinhamos nós de Brasileiros, deu até pra sentir a vibe dos verdadeiros Nova Yorkinos num domingo a tarde, tudo de bom! Não deixem de ir e realmente se perder por ali, a 9 av tem gratas surpresas! bjs e obrigada!

Thai
ThaiPermalinkResponder

Manhattan linda Manhattan meu sonho de consumo. Parabens imagens lindas que retratam uma beleza insignificante de um dos lugares mais lindo do mundo.

Nova York com as cores do arco íris | MauOscar Blog de Viagens

[...] Chelsea em particular, pode ser facilmente considerado como o bairro mais gay de Manhattan. Por alí encontramos uma grande concentração de estabelecimentos super descolados, que incluem diversas galerias de arte, hotéis boutiques, restaurantes, bares e baladas, voltados ao público GLBT. Tudo isso super pertinho de algumas das mais populares atrações da cidade na atualidade, que incluem o Highline, Chelsea Market e afins. Comércio de Chelsea enfeitado para a parada Gay NY [...]

Valéria
ValériaPermalinkResponder

Olá Riq, Boias e viajantes

Mais uma vez recorro a vcs!

Tenho pego várias dicas aqui de passeios bacanas e gostaria de saber acerca do Memorial 9/11. Alguem já foi e tem informações? Vale a pena reservar ingressos com data determinada?

Super obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Valéria! Por causa das obras do entorno, as visitas precisam ser marcadas mesmo.

Marque aqui:
http://www.911memorial.org/visitor-passes

Vamos colocar a pergunta no Perguntódromo para ver se alguém já foi.

Valéria
ValériaPermalinkResponder

Muitíssimo obrigada Bóia! Abraços.

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Sim, sim, Valéria. Classifico o Memorial como um "must see" em NY (se é que existe isso por lá, né).

Um passeio de pouco mais de meia hora, com bastante policiamento. É um lugar que transmite paz (por incrível que pareça) e tranquilidade. A obra de água caindo sem que se possa ver para onde ficou bonita e dá um efeito interessante.
A segurança é ultra-reforçada e aqueles detectores de metais que você também encontra na estátua da liberdade e em demais locais com alta circulação de pessoas. Eu gostei do lugar e do parque em volta.

Aproveite!

Valéria
ValériaPermalinkResponder

Obrigada, Leandro! Pelo que li aqui, vale mesmo a pena! Abraço.

Guta | Blog Vambora!

Valéria vale a pena sim! É bem emocionante, bonito e dá para entender e sentir como o atentado mudou a cidade, e as pessoas...
Tem um post lá no Vambora contando um pouco sobre quando eu fui, como pegar as entradas, etc.
http://www.blogvambora.com.br/relato-de-viagem-visitando-o-memorial-do-11-de-setembro-em-ny/
Espero que ajude!

Valéria
ValériaPermalinkResponder

Oi Guta, seu post ajudou, sim... E as fotos estão lindas! Muito obrigada! Abraço.

Sandra Geronazzo

Olá Valéria, estive em NY no começo de maio/12 e levei
a reserva antecipada, com dia e horário marcado para visitação.
A fila é longa mas flui rapidamente. É um lugar aberto e muito
bonito, na verdade muito emocionante.O preço é na base da doação
voce contribui com quanto quiser,através do cartão de credito e já
imprime sua reserva na hora.Vale a pena marcar de manhã e aproveitar depois para ir na Century21 que fica nas imediações.

Valéria
ValériaPermalinkResponder

Sandra, muito obrigada pelas dicas.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Aqui tem algumas fotos. É muito bonito: http://www.falandodeviagem.com.br/viewtopic.php?f=125&t=2257

Danielle
DaniellePermalinkResponder

Olá, fui em outubro/11, logo q inaugurou. Claro q vc deve fazer a reserva bemmmm antecipada, caso contrário só ficará no entorno, mas não conseguirá entrar, pois a procura é muito grande. Vale a pena ir sim, mas no meu caso, fiquei muito emocionada pensando em todas aquelas pessoas. Mas enfim, depois vc esquece de tudo na Century 21 q é bem pertinho. Abraços

Valéria
ValériaPermalinkResponder

Obrigada pelas dicas, Danielle!
Acabei fazendo as reservas e pelo que vi, agora acho que está mais fácil. Havia possibilidades para visitas já no dia seguinte (fim da tarde) e para os próximos dias sempre das 15h em diante.

Agradeço a todos os que passaram dicas, fotos e informações!!

Valeu mesmo!!

Abraços!! : )

Márcio
MárcioPermalinkResponder

Valéria,

Eu gostei muito. Faz parte da história dos EUA e foi emocionante estar lá. Fui em Outubro/11, pouco tempo depois de inaugurado e a procura era muito grande, por isso o ideal é reservar logo a visita, que é gratuita. Escrevi sobre o Memorial aqui: http://www.marcioraimundo.blogspot.com.br/search/label/11%2F09%20memorial
Boa viagem!

Andrea
AndreaPermalinkResponder

Valeria ,eu gostei muito da visita ao memorial do 11 de setembro,achei o lugar bonito ,tem as duas piscinas no lugar onde eram as Torres gêmeas .No entanto o que me impressionou foi a energia do lugar,lembrar o que aconteceu ali,a grandiosidade da tragédia .Eh uma mistura de tristeza e paz.Valeu a pena.
Agendamos a visita para as 15h.Antes fizemos o passeio a Estatua da Liberdade ,touro de bronze,wall street e todos os outros monumentos da região,tudo a pé .

Valéria
ValériaPermalinkResponder

Andrea, obrigada pelas informações. Tenho uma dúvida: essa reserva inclui a entrada no memorial (onde há as piscinas) e no museu? Vi em alguns lugares que o museu se resume a uma pequena sala... é isso mesmo?

Aline Carvalho

Oi Valéria, fiz o passeio em abril deste ano, e recomendo. É tudo isso que os colegas falaram aí em cima, um silêncio fúnebre envolve o lugar. É de arrepiar de emoção!
O museu ainda não foi finalizado, então não é aberto para visitas. Lá você só consegue passear pela grande praça que foi construída em volta dos novos prédios, e ver os espelhos d'água. Faça a visita no mesmo dia da estátua, ponte do Brooklin e Centro Financeiro. Eu marquei minha hora de tardinha e esperei anoitecer para ver as piscinas iluminadas. Muito bonito!

Valéria
ValériaPermalinkResponder

Obrigada mesmo, Aline! Tinha dúvidas quanto ao museu.. Abraço.

Valéria
ValériaPermalinkResponder

Obrigada, Gabriel! Segui os passos escritos no site que você indicou e deu tudo certo. Reserva feita! Abraço.

Vania
VaniaPermalinkResponder

Oi pessoal,
Eu e três amigas iremos pra NY em outubro passar alguns dias e gostaríamos de alugar um apartamento. Tens alguma dica de apês em Chelsea, ou Midtown?
Att..

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vania! Um ótimo lugar para procurar é o AirBnB.

Monica Loureiro

Ricardo,ficarei poucos dias (pouquissimos 4 dias
para dizer a verdade)em Nova York.

Quero umas dicas para poder aproveitar melhor o tempo e conhecer WEST VILLAGE e o Memorial 11 de Setembro,que é um dos meus sonhos.

Seu Blog é muito instrutivo e leve! Parabéns!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Monica! Aqui quem responde é A Bóia! Use o metrô para agilizar os seus deslocamentos: https://www.viajenaviagem.com/2009/09/para-entender-o-metro-de-nova-york/

Nova Viajante
Nova ViajantePermalinkResponder

Gente, to as turras com meu roteiro (a viagem é em novembro ainda e já to na ansiedade fazendo o roteiro hihihi).
To pensando em colocar Chelsea e Village no mesmo dia. 7 dias de viagem é uma loucura, não quero dormir kkkkkkk quer ver tudo, mas não dá =/
Acham que dá pra dar uma "geral básica" no dois no mesmo dia??

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nova Viajante! O passeio sugerido pelo Comandante dura uma manhã, ou uma tarde. Provavelmente você vai ter vontade de gastar mais um tempinho por ali smile

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar