Quebec: uma visita ao hotel Château Frontenac

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Château Frontenac, Québec

Nunca engoli as matérias que costumam apresentar o hotel Château Frontenac, mais conhecido cartão postal da cidade de Québec, como um hotel luxuoso e exclusivo. Só de ver pelas fotos dava para perceber que se tratava de um hotel grandalhão e meio fake. Estando em Québec, porém -- ossos do ofício --, resolvi me encaixar numa das visitas guiadas, que saem de hora em hora.

Château Frontenac, Québec

Então, pasme: ao fim da visita eu já estava afeiçoado ao hotel. Pode, Arnaud?

Gostei porque o tour é informativo e honesto. Não tenta fazer do hotel o que ele não é. Até a caracterização dos guias como personagens de época (pode ser um hóspede, uma camareira) ressalta a natureza meio disneyana (avant la lettre!) do hotel.

Château Frontenac, Québec

Negócio seguinte: no fim do século 19, as províncias unidas do leste do Canadá convenceram a província de British Columbia a fazer parte da federação prometendo uma ligação ferroviária entre Vancouver e a costa leste. A ferrovia foi construída pela Canadian Pacific Railway. Na época, o trajeto de Vancouver a Montreal levava cinco dias inteiros.

Como pouca gente se sujeitaria a passar cinco dias inteiros dentro de um trem, a Canadian Pacific começou a construir hotéis nos pontos intermediários. Para agradar à elite da época, a companhia decidiu construir hotéis que imitassem castelos europeus. Só que cheios de janelas, claro. O primeiro foi em Banff, em 1888. O hotel de Quebec foi inaugurado em 1893. (Só em 1980, quando se tornou suficientemente antigo, foi designado monumento histórico do Canadá.)

A localização é fantástica: no topo da colina onde está a Cidade Alta de Québec. Antes do Frontenac, ali existia outro palacete. O primeiro morador do local foi o Conde de Frontenac que lhe emprestou o nome. O conde instalou ali a primeira casa da parte alta da cidade, e deu início à construção da muralha que até hoje está de pé.

Château Frontenac, Québec

No início eram pouco mais de 100 apartamentos. Depois de sucessivas expansões (incluindo a grande torre do seu interior), hoje o hotel tem mais de 600 unidades. Os corredores são cavernosos e os restaurantes e bares seguem o estilo inglês. Os apartamentos são confortáveis. Uma curiosidade: o hotel leva oito anos para renovar todos os quartos -- o que significa que a renovação não termina nunca.

O momento verdadeiramente histórico da vida do hotel foi quando as potências aliadas se reuniram secretamente ali, em 1944, para planejar a invasão da Normandia que pôs fim à Segunda Guerra Mundial. O hotel foi esvaziado e um enorme aparato de segurança montado na cidade. Ninguém poderia ver que Churchill e Roosevelt estavam por lá. A população, claro, notou que algo importante estava acontecendo. Mas o boato que vazou é que o Papa estaria em Québec.

Château Frontenac, Québec

(Se non è vero, è ben trovato)

Château Frontenac, Québec

O tour custa 9 dólares canadenses e é feito em inglês ou francês. Gostei. É interessante ver um cartão postal por dentro grin

Leia mais:

27 comentários

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

:cool:
Já olhei cartão postal de lupa, já cheirei cartão postal, mas nunca tinha pensado em fazer um tour caminhante por um !

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

É bem over, mas achei lindo.

José
JoséPermalinkResponder

Eu achei bem legal o tour. eu gostei muito de quebec e fui (sem saber)no dia do festival da vila, então muita gente nas ruas estava vestida com essas roupas tb.
Fui em 2009 e, pelas fotos, vi que o seu guia foi o mesmo que o meu!!
Ele deve amar esse trabalho dele...
aqui vai a foto pra vc comparar: http://sp9.fotolog.com.br/photo/41/4/74/fotologpontoneto/1304616136781_f.jpg

Rafael R.
Rafael R.PermalinkResponder

Fiquei 3 dias no Frontenac em dezembro e gostei demais de tudo: atendimento, quarto, restaurante... E considerando que era inverno e não dá pra ficar muito tempo na rua, um hotelzão com estrutura boa é fundamental!

AmelieAmaral
AmelieAmaralPermalinkResponder

Eu adoro o Chateu du Frontenac,játive a chgance de ficar hospedade nele ecomo era meu aniversário me deram um upgrade para um dos quartos que ficam no telhado... sensacional!

Virginia Lucia

Quebec é lindinha demais! Da próxima vez também vou fazer esse tour, nunca entrei no "cartão postal".

Ju
JuPermalinkResponder

Estive no chateau frontenac em 1997....(afe...qto tempo!rs)Passei alguns dias hospedada lá e adorei!

Ernesto, o pato

Adorei a visita, e o Canadá frances faz parte da minha wish list.

Voce indica algum despachante para o visto, ou o fez por conta própria?

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Fiz o meu pela Schultz vistos ( muito boa) porque não moro em SP, acredito que quem mora em SP pode fazer por conta própria.

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Meu namorado e eu fizemos pelo Canada Travel, recomendo!

Bianca
BiancaPermalinkResponder

Também fiz o tour com o mesmo guia e tirei milhões de fotos. O hotel é muito bonito e a forma que organizaram a história deixou a visita bem interessante. smile

Mary
MaryPermalinkResponder

Fiquei no Chateau Frontenac uma vez e adorei! Durante o check in nossa atendente descobriu q era o dia do aniversário (18 anos) da minha filha. Quando estávamos desfazendo as malas, um funcionário bateu à porta para entregar uma cesta com flores, chocolates e um cartão desejando feliz aniversário. Nesse momento eu me APAIXONEI pelo hotel!
Tá vendo como é fácil conquistar uma mulher?

Walter F Leite

No gramado que fica na frente do Château Frontenac se você encontrar (ele sempre está ali)um cara tocando com uma pequena batuca numa fileira de copos de cristais, pode pedir para ele tocar uma canção de Roberto Carlos que você vai até se emocionar. Para compensar, é bom dá algumas moedas, ele é um artista de Rua e dos bons.

Fê Costta - viaggio mondo

Eu fiz este tour também e adorei!! O Chateau é mesmo lindo! Fui em Quebec no Verão, o clima estava agradável e cheio de músicos tocavam próximo ao Funiculaire. Bjs

Ju Afonso
Ju AfonsoPermalinkResponder

A cada dia informação que escuto sobre o Quebec me apaixono ainda mais pela história local! Quero muito visitar a cidade! E farei esse tour com certeza!! Beijos!

Irma
IrmaPermalinkResponder

Visitei a costa leste do Canadá ano passado.Amei o país! Me surpreendi com Ottawa, pois não esperava muito. O show de luzes à noite no Parlamento é imperdível e emocionante, pois conta a história da colonização do país e sua miscigenação. O Canadá é um país para ser degustado.

Daniela
DanielaPermalinkResponder

PAra o visto do Canadá recomendo fazer pelo Visa Application Centre Web Site.
É a forma mais barata que encontrei de fazê-lo:

http://www.csc-cvac.com/

Rovana
RovanaPermalinkResponder

Qual o melhor local para estadia em Quebec?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rovana! O centro histórico tem todas as atrações turísticas e muitos hotéis. Já o bairro de St. Roch, que fica a vinte minutos de caminhada, é mais freqüentado pelos locais, e bastante interessante (o Ricardo Freire ficou no hotel Pur e gostou: https://www.viajenaviagem.com/2011/05/hotel-pur-moderninho-bbb-em-quebec/ )

Cristiana
CristianaPermalinkResponder

Riq, Boias e Trips.

Me ajudem, please. Dicas de restaurantes em Quebec, alguém tem? Até já anotei as sugestões do Wazari, mas o próprio Alessandro disse que não se entusiasmou muito com a culinária local. Help, s´il vous plait!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristiana!

O Ricardo Freire curtiu mais a parte nova de Quebec, o bairro de St. Roch, que não é turístico.

Por ali ele comeu, e gostou, no Les Bossus, no Largo e no restaurante do centro cultural Le Cercle.

arildo alencastro

estive no frontenac, e lindissimo, nada igual ao brasil, o atendimento e impar, reclamo apenas que falta um interprete em portugues apesar de eu falar um pouco de frances, a cidade e lindissima, cheia de pontos turisticos, e pena que o brasileiro nao faca o mesmo, no Brasil, aqui em Fortaleza - Ceara, tem um antigo hotel onde ja hospedaram reis e presidentes de diversas nacoes inclusive do Brasil, e no entanto o predio esta em ruinas, parecendo lixo, o governo deveria assumir e fazer de la um cartao postal que se possa tambem visita-lo por dentro com historias e tudo mais......e o San Pedro Hotel na praia de iracema, desculpem eunos estamos falando e do frontenac no quebec, eu e que entrei com outra historia, amei a cidade, e tudo muito lindo, vou voltar, eu e a cidade merecem.......parabens Quebequanos.eu

Marli
MarliPermalinkResponder

O tour não existe há dois anos

Erika
ErikaPermalinkResponder

Poxa, que pena saber que este tour não existe mais... Irei para lá no final do mês e já estava me animando em conhecê-lo por dentro...

Regina Santelli

é lindo e perfeito. Quando lá estive (creio em 2011) ainda tinha a visita. Na verdade não é caro, comparado a outros da rede fairmont. Querem saber, o café da manhã do Copacabana Palace não chega aos pés. A localização é perfeita. Tem um cão na recepção. Vale muito a pena.

Débora
DéboraPermalinkResponder

Vou ao Canadá em maio e pretendo chegar de avião em Toronto . A seguir iremos a Ottawa, Montreal e por fim Quebec, por onde pretendo pegar o voô de volta para o Brasil.Será que seguir esta ordem das cidades está adequado? Tenho também uma dúvida em relação as trens: parece que li ,que a linha que faz Montreal - Quebec não permite transporte de malas... alguém confirma esta informação? Obrigada pela ajuda!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Débora! Você pode subir com malas em todos os trens. A ordem está certa; o inverso também é possível. Viaje leve.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar