A imensidão azul de Taormina e Eólias: a linda viagem da Flávia

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Entre Lipari e Vulcano

Taormina é normalmente a primeira escala de um périplo pela Sicília. Mas a Flávia Abaurre fez de Taormina a base para uma semana de descanso, intenso prazer visual e até um pouco de aventura -- mostrando o que a gente perde quando passa por lá com pressa demais. Pegue carona com ela:

Texto e fotos | Flávia Abaurre

Flávia AbaurreTudo começou há uns 20 anos, quando assisti o filme Imensidão Azul. Foi paixão à primeira vista, tanto pelo filme quanto pelas belas cenas -- e Taormina nunca mais saiu da minha cabeça, virou aquele sonho, aquele lugar que você deseja conhecer, mas acha que é impossível de realizar, de chegar lá, e desiste de correr atrás.

Tempos depois, durante uma consulta, a pediatra da minha filha comentou sobre sua recente viagem à Sicília e o quanto ficou impressionada com a beleza do sul da Itália. Então falou sobre Taormina. Naquele momento, meu coração disparou, meus olhos brilharam, e parou tudo ao meu redor, e só consegui balbuciar: "a senhora esteve em Taormina???" Senti então que Taormina realmente era "real"e "acessível". E com as dicas da pediatra, corri para o Google e vim parar aqui no Viaje na Viagem. Então fui descobrindo que quase ninguém havia postado ou viajado para Taormina; alguns passaram o dia, ou horas, e pegaram o cruzeiro de volta. Outros usavam Taormina como ponto de chegada para uma viagem pela Sicília.

Com a ajuda do nosso comandante, conheci o blog Filigrana, da Majô, e com as dicas infalíveis dela, a minha viagem foi se concretizando. Muitissimo obrigada, Majô!!

Detalhe: nos últimos meses, quando conversava sobre a minha viagem, o que eu mais ouvia era: "TA...o quê", "TAORMINA, o que é isso?", "Onde fica? ,"O que você vai fazer lá?", "Tem hotel?", "Sul da Itália é pobre."" Mas nada me afastava do meu sonho!

Saímos (eu e o maridão) do Brasil, no dia 04 de julho, de TAM até Paris. Passeamos por lá uns cinco dias, e por coincidência, visitamos, sem saber, locais usados para gravar Meia-Noite em Paris de Woody Allen (Museu Rodin, Giverny, Jardins de Monet...). Andamos e nos "estressamos" o bastante em Paris para aumentar ainda mais a necessidade de "parar tudo" , desacelerar lá em Taormina. Foram 5 dias intensos, na contagem regressiva para chegarmos ao destino final.... a sensação era de que a viagem não havia começado ainda.

Saímos de Paris de Alitalia, até Roma, com conexão para Catânia (Sicilia). O vôo estava lotado, pois no dia anterior o aeroporto de Catânia esteve fechado por causa das cinzas do Etna (não é só Buenos Aires e Bariloche que padecem deste mal, não). A Majô tem que saber que o aeroporto de Catânia foi reformado, as malas chegam via esteira (eu contei 4 esteiras)... bem melhor que o nosso aeroporto aqui em Vitória.

No desembarque quando vi a placa do Hotel Villa Carlotta com o meu nome, a ficha foi caindo, a euforia foi tomando conta de mim, fechei os olhos e agradeci! Foram muitos agradecimentos, de Deus até a bom momento econômico do nosso País... todos colaboraram nesta empreitada! smile

Subindo a Taormina

De Catânia até Taormina foram 45 minutos, e eu parecia cachorro quando anda de carro e que fica com a cabeça pra fora, identificando os diversos cheiros no caminho. A cor do mar ia me enfeitiçando e, pasma, eu só balbuciava: Uau!!!!, será que mereço tudo isso ????

Pegamos um estradinha sinuosa e a placa já indicava Taormina; após algumas curvas -- onde só passa um carro por vez -- chegamos ao Villa Carlotta (thanks, mais uma vez, à Majô). Se fui até Taormina por causa do filme, hoje eu digo que voltaria por causa do hotel. Não dá para explicar aqui a hotelaria "redondinha" que acontece naquele lugar (sensação que tive também no Casa da Montanha em Gramado). O hotel faz parte do Small Luxury Hotels of the World, e tem tudo na medida certa, luxo sem excessos (eu de bermuda e havaianas, do café da manhã ao jantar), comida excelente, cama gostosa, limpeza 10, e o mais importante para tudo isso funcionar, um staff com "olhos e sentimentos" de donos. No segundo dia no Villa Carlotta, já sabiam o nosso nome, a nossa preferência no café da manhã... As dicas de passeios e restaurantes foram ótimas, providenciaram o aluguel de um carro, agendaram trânsfer para os lidos (praias particulares) e já separavam uma bolsa de praia com toalhas limpinhas e lanche para piquenique... Valeu cada euro gasto naquele hotel!

Vinho ao cair da tarde em Taormina

Já era fim de tarde quando chegamos, e fomos convidados para um brinde com prosecco no terraço do hotel, onde funciona o restaurante. À minha frente estava aquela imensidão azul do Mar Jônico e à minha direita o Vulcão Etna soltando fumacinha. Foi difícil dormir naquela primeira noite em Taormina. Não conseguia me desconectar daquele visual, e fiquei algumas horas paralisada na varanda do meu quarto, imaginando que um golfinho do filme ia aparecer para me cumprimentar... que viagem, né? Na verdade, conhecer Taormina e viver os dias de Imensidão Azul já era quase uma obsessão!

Ficamos oito noites naquele paraíso, sem pressa, nada previamente agendado, decidindo o nosso roteiro, entre uma taça e outra de vinho, contemplando o mar.... Ahhhhhh... como é bom viajar sem filhos (às vezes) grin

Villa CarlottaVilla CarlottaVilla Carlotta

Não dá para descrever a nossa rotina lá... ninguém aguentaria ler este post... pois seria algo to tipo: acordamos sem pressa, tomamos café sem pressa, ficamos olhando para o mar, vigiando o Etna, babamos mais um pouco com a cor do mar.... Mas Taormina vai muito além que um mar e um visual maravilhoso.

Taormina com o Etna ao fundo

Como fomos no auge do verão europeu, o centrinho (Corso Umberto) fervilhava de gente bonita, corpos dourados, restaurantes abertos, shows (Lou Reed, Santana, Boy George, Joe Cocker...). O que me impressionou é que a cidade estava lotada, mas não tinha filas em restaurantes, nem nas sorveterias, nem nas atrações locais... Ninguém esbarrava em ninguém nas ruas. Não tinha "muvuca"... Saí de lá com um novo tom de azul que agora chamo de azul Taormina. A sensação que tive é que a agua parece um mar de gelatina cor turquesa, pois ela é densa, não é aquele azul cristalino de ver o fundo, entende?

Corso Umberto, Taormina

Nossas andanças em Taormina:

Praias

Isola Bella, Taormina

Os melhores hotéis geralmente ficam no alto da cidade, próximos do centro e dos restaurantes. Quem escolhe ficar nos hotéis próximos da praia, na baía de Mazzaró, precisa usar o Funivia ( teleferico, 3,50 euros) para subir para o centro, ou pagar 15 euros em uma corrida de táxi (preço fixo para subir ou descer). O Villa Carlotta providenciava o transfer para algumas praias particulares, com as quais tinham um "convênio". Praia em italiano é spiaggia, porém, sempre nos indicavam um lido, e só depois é que fui entender que lido são as praias particulares, e que custam na média 10 euros por pessoa, incluindo trânsfer in/out, free wi-fi, sombrinha, cadeira... tipo um lounge num trecho da praia. Adorei os lidos... pois vocês não imaginam ter que deitar/sentar em uma praia que tem pedras no lugar de areia, é quente, desconfortável... Deixei o meu lado "farofada" aqui no Brasil.... Fomos no Lido Stockholm, Lido Isolla Bella, Lido La Pigna.

La Pigna, Taormina

No dia em que fomos até a Isolla Bella, tive que ceder e acabei comprando um par de beach shoes, uma sandália de plástico para ir pra praia (eu achava frescura, mas, acabei com o meu preconceito no segundo dia de praia de pedras) e, devidamente calçada, me senti flutuando na areia...ops... nas pedras.

Sapatilhas de praia italianas

Em Isolla Bella tem sempre uns barquinhos que oferecem um passeio na orla, com 1 hora de duração, ao custo de 20 euros. Fechamos um passeio e conhecemos baía de Isolla Bella, Grotta Azzurra de Taormina, Giardini Naxos, com direito a uma parada para mergulho. Vale a pena! É só chegar na praia e fechar o passeio na hora.

Grotta Azzurra de TaorminaGrotta Azzurra de TaorminaGrotta Azzurra, Taormina

Ilhas Eólias

Lipari

Contratamos, através do hotel, um passeio para conhecer as ilhas Lipari e Vulcano. O ônibus passou no hotel bem cedo e nos levou até o porto de Milazzo; de lá seguimos em um ferry boat, e em 1h45 min chegamos em Lipari, a maior ilha do arquipélago. A ilha tem uma área de quase 37 km quadrados e depende da agua doce trazida de navio da Sicilia.

Lipari

Visitamos um castelo construido nos tempos dos gregos, além de um forte erguido para proteger a ilha dos ataques turcos. Na parede externa do forte tinha vários pés de alcaparras, bem carregados. Fiquei com água na boca! A alcaparra que consumimos, na verdade é o broto da flor, e o fruto, é conhecido aqui no Brasil como alcaparrone.

Vulcano

Saímos de Lipari, e em 30 minutos chegamos a Vulcano, onde já fomos saudados pelo cheiro de enxofre que exala do vulcão, e da principal atração da ilha, que é o banho de lama sulfurosa (eu não tive coragem, já que o cheiro do "capeta", como dizem por lá, fica no corpo por mais de 2 dias). Aproveitei para ir na praia ao lado, onde saem borbulhas de gás quente da areia, deixando a água quentinha e com a sensação de estar em uma hidromassagem em pleno Mediterrâneo.

Vulcano

O que mais me impressionou ao passear pelo arquipélago é o tom de azul do mar. As lavas dos vulcões na região têm uma tonalidade cinza claro, então o fundo do mar é claro, parece uma grande piscina. Lindo, lindo, lindo!!!!!!!

Forza D'Agro/Savoca/Vinícolas

Fiat 500

A bordo do nosso Fiat 500, bem charmosinho, partimos para conhecer o agroturismo da região. Paramos em Forza d'Agro e Savoca, para conhecer a pequena vila onde foram feitas algumas cenas do Poderoso Chefão II e III, e seguimos para as vinícolas que ficam aos pés do Vulcão Etna.

Forza d'AgroForza d'AgroAzeitonas em Linguaglossa

Achei a paisagem deslumbrante, com parreiras dividindo espaço com as oliveiras, e a cada curva uma vinicola pequena esperando por você. Por sugestão do hotel, fomos até a Vinicola Gambino. Vi também oliveiras carregadas de azeitonas; foi minha primeira vez.

Vulcão Etna

Lava do Etna interrompendo estrada na Sicília

São muitas as opções de passeios para conhecer as crateras do Etna, mas, optamos pelo passeio off road do Eddy da Legendary Sicily Tours, depois de ler nos comentários do Tripadvisor sobre o conhecimento que ele tem sobre vulcões. Eu diria até mais, ele conhece tudo sobre o ar, o mar, e a terra; ele sabia sobre as águias típicas da região, quem é o macho, fêmea e por quê, sabia sobre os objetos encontrados no mar de Taormina e de que periodo na história, muito mais.. e claro, tudo sobre os vulcões.

Passeio ao EtnaPasseio ao EtnaFiume Alcantara

Nosso grupo era de apenas 6 pessoas, e fomos até 2800 metros de altitude, a 1 km do pico em atividade do Etna. O barulho das explosões (porque o vulcão está em constante atividade) era semelhante àquelas trovoadas das pancadas de chuva no verão. Tremia tudo. O Eddy até comentou que pela intensidade e a constância dos estrondos seria bem possível de ocorrer um derramamento de lava nas próximas 48 hs (o que de fato ocorreu, mas eu já estava a caminho do Brasil). É uma experiência incrível chegar tão perto de um vulcão em erupção e andar e fazer piquenique sobre as crateras onde já ocorreram explosões. Voltei para o Brasil bem "expert" em vulcões...  O passeio dura o dia todo, e inclui até explorar uma caverna de lava, munidos de corda, capacete e lanterna. No final do passeio, paramos em Gole di Alcantara (Gargantas de Alcantara), que são fendas nas rochas balsáticas e vulcânicas causadas pelas erupções do Etna, que acarretaram o desvio do curso do rio Alcantara. Visitamos o local onde há uma queda d'água num canyon. A agua é bem gelada e foi ótima para refrescar os pés após 7 km de caminhada, no sol, nas crateras do Etna. Providencial!

Taormina

Acho que consegui colocar um pouquinho dos lugares por onde passei, mas ainda está para ser inventado alguma forma de colocar no papel aquilo que registramos através de nossos olhos de uma foram bem fiel... risquei e rabisquei este post, mas, fico por aqui com a sensação de que o bichinho de Taormina te mordeu e logo será o seu próximo destino.

Grazie, Flávia!
(Relato de 2011)

Leia mais:

159 comentários

Marcia
MarciaPermalinkResponder

Flávia, estou sem fôlego!! Que viagem!!! Eu também me apaixonei por Positano num filme, "Tinha que ser você". Não sosseguei enquanto não fui. Fiquei que nem vc, extasiada. Taormina há muito está na minha wish list, mas engraçado como não desperta muito interesse em geral. Agora, com as sua fotos espetaculares, já estou qse mudando o destino de 2012, que será (seria?)Turquia..

Karina Gomes
Karina GomesPermalinkResponder

Que viagem fantástica, também quero! rs. Eu fui parar em Positano também por conta de um filme, mas foi Sob o sol da Toscana. E ainda estou devendo a Toscana, não tive oportunidade ainda, quem sabe não conjugo com uma ida a Taormina?

zuzu
zuzuPermalinkResponder

Incrível, inspirador!!!

Marcelo Arrojo de Oliveira

Estive no ano passado lá e quero voltar.

MôSQR
MôSQRPermalinkResponder

Nossa, alguém me traz um lenço, pois estou babando...heheh..devidamente anotado.

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Que viagem linda! Parabens! Inspradora mesmo.

Marcia Kawabe
Marcia KawabePermalinkResponder

Eu sou mais uma que vou dizer " Tao o quê ??" Mas acho muito legal quando as viagens dos sonhos se tornam realidade smile

Merél
MerélPermalinkResponder

Nada como realizar sonhos smile Que bonita experiência!

Amanda Sanchez

Eu quero! Eu quero! Eu quero!

Flavia Abaurre

Mais um desejo realizado...meu post tá aqui !!!!!!
Tô pulando igual bola perereca de felicidade...risos...
O de Giverny já vai ficar pronto...

Obrigada Comandante por dividir este espaço com a sua tripulação..me sinto um pouco BÓIA hoje!

Valeu!

Beijos

Vinicius Buccazio

Flávia,

Sensacional a sua viagem, parabéns! Também estive na Sicília este ano, e estou escrevendo no meu blog as minhas experiências. Sobre Taormina, escrevi até agora 2 posts, vou compartilhar aqui com vocês:

Sobre a cidade de Taormina: http://albumdeviagens.blogspot.com/2011/09/taormina-joia-da-sicilia.html

Sobre a praia de Isola Bella: http://albumdeviagens.blogspot.com/2011/09/taormina-isola-bella-melhor-praia.html

Deise
DeisePermalinkResponder

Mais um lugar para conhecer! Lindo, e o post está ótimo, parabéns por realizar seu sonho.

silvia
silviaPermalinkResponder

A Sicilia é o maximo...Fiz a volta completa na ilha, mas me apaixonei mesmo por Palermo e principalmente Taormina, que é um encanto !

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Flávia,
A cada linha que li sobre sua viagem fui me arrepiando e tendo uma sensação incrível de felicidade! Felicidade por vc ter realizado um sonho e mais de poder compartilhar e contagiar a todos nós. Obrigada!
Isso que é um turismo bem feito, um grande exemplo.
Espero conseguir na próxima vez na Itália ir também nesse paraíso, bjosss

Alice
AlicePermalinkResponder

Que viagem maravilhosa! Isso sim é viajar. Eu já pernoitei e bati perna em Taormina, lembro que tive a sensação de que era uma Búzios com ruínas gregas e o vulcão (isso na década de 90, quando Búzios não ficava intransitável) e que merecia uma estadia de verdade, sem correria. Uma coisa que me marcou foi o fato de que os habitantes se consideram sicilianos, mais que italianos. Me marcou também a adorável Enna, onde um vendedor me disse: - Quando Roma era um covil de ladrões, Enna já existia! A Sicília é espetacular.

Flavia Abaurre

Oi Vinicius,

Adorei o seu blog! Também amo fotografia e costumo viajar com um arsenal de maquinas..risos... mas muitas vezes viajo atrás das lentes. Me controlei ao maximo nesta viagem, e só levei uma compacta e outra waterproof, para não perder "o foco" do proposito da minha viagem.
Você sabe a história de Isola Bella? É muito legal, dê uma pesquisada!

Abraços

Flavia

Maryanne
MaryannePermalinkResponder

Nossa, que viagem, e que relato. Vc conseguiu deixar todo mundo com vontade. Quero ir pra lá tb!

Beatriz
BeatrizPermalinkResponder

Que linda sua viagem e estadia no sul da Itália! Eu estive nas ilhas Eólias há muitos anos. Fui para lá saindo próximo de Tropea, Calábria. Tive um tremendo azar de pegar uma tempestade em alto mar. Todos passaram mal e só conseguimos nos recompor na linda Lipari, onde o sol já brilhava. Agora, o terrível foi respirar aquele cheiro de enxofre por três horas de estadia na ilha Volcano. Apesar de tudo, a experiência foi muito boa. Quem sabe, após ler sua viagem para a Sicília, assim como li a da Majô, eu não planeje a minha para lá num futuro próximo. Parabéns pelo texto.

Flavia Abaurre

Toda viagem tem seus micos, né??? Não ia combinar com o meu relato de um sonho, falar sobre um "mico""
Fui toda empolgada achando que Taormina respirava Imensidão Azul, e que acharia de tudo sobre o filme ( de chaveirinho ao making of). Pensava em voltar com a mala cheia do Le Grand Bleu.
Vcs não imaginam a minha decepção !!! Quase ninguém sabia sobre o filme, dos jovens aos mais velhos ( já que o filme tem mais de 20 anos ), e nas lojinhas tinha de tudo sobre o Poderoso Chefão.
Por alguns segundos achei que tinha "viajado na maionese" e escolhido o lugar errado..
Fui murchando, murchando... me achando um ET com este fascínio pelo filme que ninguém conhecia!
Mas, antes tarde do que nunca, conversando com o Eddy-sabe-tudo-de-vulcões durante o nosso pic nic no Etna, ele me explicou que o filme foi proibido de ser exibido na Sicilia, por alguns anos, pois o Enzo Maiorca ( que inspirou o personagem Enzo Molinari, interpretado por Jean Reno ) não gostou da forma como foi retratado no filme, e acionou a Justiça. O filme sequer foi dublado/legendado em Italiano, e a liberação ocorreu há uns 4 anos. E o Eddy ainda me brindou com a maravilhosa informação que a pensão onde a personagem de Rosana Arquette se hospedou era da mãe dele, me deu o endereço, e foi falando sobre as locações e curiosidades das filmagens... se eu estava murchando, nesta hora já tava toda prosa, afinal, minha viagem não tinha sido em vão.
E vamos ser sinceros.... agora eu tenho, na minha mente, uma Taormina pra chamar de minha...hehehhehe....
Bjs

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Olá Flávia, que relato! fiquei emocionada! Vou para a Itália em abril e passarei uma semana na Sicilia... Estou lendo tudo que posso! O endereço da pousada do filme, vc tem?
Espero que leia esse comentário wink
obrigada e parabéns por ter realizado seu sonho!

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

A costa oriental da Sicilia é um lugar de fato muito bonito, em geral visto en-passant com day trips para Taormina, outra no vulcão, talvez uma em Siracusa e ficamos por isso mesmo. Mas ela oferece muitas oportunidades de exploração com mais tempo e calma.

Ao excelente relato da Flávia, eu acrecentaria alguma dicas da região para quem está usando Taormina como base, onde já fui algumas vezes e sempre gostei:

Castelmola - É uma pequena povoação, a 5km morro acima desde Taormina, com ótimos restaurantes e uma esplêndida vista de Taormina e do Oceano. É bem legal observas as diferentes perspectivas do mar desde a orla pedregosa, Taormina e lá em cima, em Castelmola. De carro, são 15-20 minutos por estradinhas no meio da montanha.

Day trip contornando a base do Etna - Para quem tempo, um passeio bem diferente e interessante é percorrer a base do Etna, principalmente o lado oeste (oposto ao mar), que é mais seco e tem, em várias cidadezinhas ao longo do caminho, um aspecto um pouco distópico, um pouco de filme-catástrofe, com construções de aparência preta, parecendo que foram atingidas por fogo recentemente, mas na verdade tratando-se apenas do acúmulo por décadas da fina poeira vulcânica que é expelida pelo Etna. O passeio leva um dia inteiro para ser aproveitado, incluindo uma visita ao vulcão, e só vale a pena em dias de céu razoavelmente claro para avistar o ETna e suas várias crateras por todos os ângulos.

Estacionando em Taormina Para quem chega lá de carro (que ajuda bastante em passeios para qualquer lugar fora da cidade), há dois estacionamentos nas bordas da área antiga da cidade (onde não é permitida a circulação de veículos): um a sudoeste (direção Catania) outro a nordeste (direção Messina). O estacionamento na saída para Catania é bem melhor: ele tem elevadores que te levam direto ao nível do Corso Umberto, sem necessidade de usar os shuttle.

Flavia Abaurre

Oi André L.

Fiquei impressionada com a base/entorno do Etna ( Linguaglossa, San Vito...). É uma região de agroturismo, pois o solo é riquíssimo e entre os rios de lava endurecida, tive o prazer de ver de perto cerejeiras, amendoeiras, pés de avelã, de nozes, de maçã, pêra...todos carregadíssimos. Árvores centenárias que já presenciaram a "morte"de perto. Este paradoxo me deixou ainda mais apaixonada pelo lugar.

Majô
MajôPermalinkResponder

Flávia, ficou lindo o post, suas fotos, o relato !
Mais uma que volta apaixonada por Taormina smileMesmo com as fotos e os relatos de Lea Dorf, me surpreendeu para mais em tudo. É encantadora a atmosfera da cidade,o charme e culinária excelente.
O Villa Carlotta é na medida, como você descreveu, também acho que vale cada centavo
Não estive nas praias, este passeio de 1 hora que você fez, me deixou com água na boca wink
Tembém não vejo a hora de voltar, incluindo de novo Erice, Segesta e Siracusa lol

Flavia Abaurre

Majô, querida, você e o comandante foram fundamentais para a realização deste sonho !!!! Valeu!

Vinicius Buccazio

Flávia,

Agora fiquei curioso, não achei a história da Isola Bella. Qual é?

Quanto as lentes, é muito importante as vezes "esquecer propositalmente" a camera para curtir mais a viagem, eu também faço isso =)

Outra coisa, foi ao Teatro Greco? Eu estou rascunhando sobre ele e devo atualizar lá no meu blog até amanhã.

Também tenho que agradecer a Majô pelas dicas dela. Foi assim que fui parar no Villa Carlotta e foi a melhor coisa que fiz.

Flavia Abaurre

Vinicius,

Sobre Isola Bella:

http://it.wikipedia.org/wiki/Isola_Bella_(Taormina)

Vc foi até o "Museu"que tem lá na ilha? Só podem entrar 10-15 pessoas por vez e faz parte do WWF.

Quem vê de longe parece apenas uma ilha e uma casinha, né?

Sim, fui ao Teatro Greco e fiquei fascinada com as oliveiras que encontrei por lá, claro, além do visual e a história do local

Majô
MajôPermalinkResponder

Vinicius,é tão bom compartilhar experiências wink

Escreva sobre o Teatro Grego sim, seu blog tá de profissa, lindão wink

Link da minha viagem a Sicília, é este: http://majots.wordpress.com/2007/07/28/viagem-a-sicilia/
Taormina, este http://majots.wordpress.com/2007/08/16/154/
Outros posts estão linkados no final destes.

Flavia Abaurre

Vinicius e Majô,

Dá até para fazer um post sobre a culinária de Taormina, né? Lugarzinho pequenino mas cheio de boas opções. Eu fui jantar no Maffei's ( unico que fui duas vezes), e o já pequeno terraço estava com a sua metade reservada para um "principe árabe" e seus seguranças. O iate dele estava ancorado em Naxos, e toda hora chegava alguem do seu staff para "ultimas recomendações", levavam o cardapio para ele escolher o prato, depois carta de vinhos... e os garçons já até faziam piada com o pobre assessor que subia e descia atendendo os desejos da realeza..risos... E eu, de bermudinha e havaianas..hahahha...

Majô
MajôPermalinkResponder

Come-se muito bem na Sicília e barato, se compararmos com Europa. E, os sorvetes são djilicia wink

Vinicius Buccazio

Flávia,

Da para fazer um mega post da culinária de Taormina. Comi muito bem por lá.

Dois restaurantes que eu gostei muito foi o Restaurante Le Naumachie (Via Giardinazzo 8), restaurante escondindo, em um ambiente lindíssimo, com uma apresentação bem sofisticada.

E outra opção legal é o Granduca(Corso Umberto I), especialmente se sentar na varanda com a vista daquele mar maravilhoso.

No final da Sicília vou escrever um roteiro com dicas de hotéis e restaurantes.

Majô
MajôPermalinkResponder

O Granduca é excelente ! O mil folhas foi o melhor que já comi na vida, e a pasta a la Norma, boa demais smile

Michele
MichelePermalinkResponder

D'accordo! Amo a pasta alla Norma! Vi seu post sobre a Sícila hoje e achei muito legal! Estive por lá recentemente, fiz um giro de carro no ano passado e gostei muito.

Ernesto, o pato

Inspiradissima. Adorei! A Scilia faz parte da minha "listinha"....

Vinicius Buccazio

Adorei saber mais sobre a Isola Bella. Mesmo pesquisando muito sobre o lugar, é impressionante como tem coisa que a gente perde e nem sente.

Eu fiquei lá curtindo aquele mar, e nunca na minha vida imaginei que aquela casa pertencia ao WWF. Para mim era apenas uma casa de um rico italiano.

Quanto ao Teatro Greco, eu pensei melhor e resolvi atualizar o post de Taormina com informações sobre o Teatro do que dedicar um post exclusivo.

As fotos e informações do teatro estão aqui:
http://albumdeviagens.blogspot.com/2011/09/taormina-joia-da-sicilia.html

Flavia Abaurre

Oi Vinicius,

O Maffei's pra mim é top! Via San Domenica de Guzman 1

Gostei do Licchio's na Via Constantino Patricio 10

Tratoria Da Nino Via Luigi Pirandelo 37

La Botte, Piazza San domenica 4

Nero D'avola, Vico de Supches, 8

E claro, a comida do Villa Carlotta, né??? Aquele happy hour com antepasti Siciliano, hein????

Eneida
EneidaPermalinkResponder

Ontem jantei no Peperonccino Rosso( beco atrás do Duomo, perto da Porta Catania. Excelente num jardim arborizado super agradável, siciliano típico e comida excelente. Indicacao de locais.

Marcelo Alabarce

Como e bom ler bons textos acompanhados de boas fotos!!!
Parabens pelo relato. Meus tios acabaram de voltar de Taormina e a definicao deles foi "onde deus tirava ferias". Voltaram apaixonados tambem!

Glaucia Sayegh

Parabens Flavia. Uma linda viagem!!!!!

andre urso
andre ursoPermalinkResponder

Grande post, Flavia. Passou paixão pela viagem que vc fez. também fiquei com vontade!

Luiz Seabra
Luiz SeabraPermalinkResponder

Parabéns sempre pelo site, "guru" Ricardo! Nunca viajo sem procurar saber sua opinião.

Quanto ao post da Flávia, só quem passou a adolescencia assistindo ao filme inumeras vezes (às vezes querendo e às vezes obrigado - eu, é claro) sabe da paixão dela pelo filme e pelo lugar.

Viajei na viagem e ouvi os relatos aos vivo em avant premiere!

Muito bom!

Anita
AnitaPermalinkResponder

Não existiam filas nos restaurantes e sorveterias! Agora existirão, depois desse relato... Parabéns! Ótimo post. Já deu vontade de mudar o roteiro das férias de agostode 2012....

Flavia Abaurre

Luigi, meu amor!!!!!
Valeu a pena, né? Olha aonde chegamos.
Eu com minha insistência e vc com a paciência.

Beijos

Eneida
EneidaPermalinkResponder

Que deliciosa coincidência! Estou lendo seu post em...TAORMINA!!!! Ontem fiz um incrível passeio ao Ena com... O EDDY! Amei seu relato. Realizar sonhos é sempre uma experiência mágica. Ele realmente sabe tudo de vulcões, dá aulas com a maior paciência, é super culto, fala várias línguas. no meu grupo falava em inglês e alemão. Taormina é daqueles lugares que você sai querendo retornar. Programei essa viagem com 2 amigas, com grande ajuda desse site e do blog da Majo. Um mês antes, com passagens compradas, hoteis reservados, minha situação se complicou por doença grave no meu irmão. Se viesse corria grande risco de ter que retornar antes( sou a médica da família). Minhas amigas com isso optaram por cancelar e na ultima hora, no auge do stress, resolvi arriscar e vir sòzinha. Fui a praia em dois Lidos, deliciosos pra relaxar, ler e até fazer uma massagem chinesa divina. Andar pela cidade e ruazinhas, descobrindo tudo! Fui a Toscana por 6 dias, onde encontrei amigos, depois a Costa Amalfitana,com base em Sorrento, fui a Capri e Pompeia e peguei um voo de Napoli a Catania pela Air Italy. Ao contrário do que muitos pensaram está sendo uma experiência magnífica. Solidão que nada! Conheci gente de todo o mundo e de todo tipo. Tem dado tudo super certo aqui. Fiquei num hotel mais simplesinho, mais em conta, mas muito bem localizado, uma rua atrás da Corso Humberto, com vista pro Etna, pessoal atencioso e otimo café da manhã num jardim charmozinho. (Villa Gaia). Amanhã Siracusa por 2 dias e retorno antecipado ao Brasil como já previra. Palermo e adjacências vão ser outro bom motivo pro retorno! Se alguem estiver precisando de um empurrãozinho pra vir solo, posso ajudar nos detalhes.

Flavia Abaurre

Eneida

Que inveeeeeejaaaaaaaa de vc !!!!!!!
Escrevendo direto de Taormina !!!!! Dá vontade de enfiar a cabeça no meu iPad e ver se consigo chegar ai onde vc esta.....risos....
Vamos colocar Taormina no mapa com estes posts. Aproveite!

Abraços

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Que delícia ler esse post!
Planejar uma viagem por um sonho, uma lembrança, uma curiosidade. E ter essa viagem que pareceu maravilhosa.
Obrigada por compartilhar wink

Eneida
EneidaPermalinkResponder

Flavia
Estou escrevendo do meu ipad tb,entra pelo sseu e sai aqui no meu rsrs. Também sou pediatra como a medica da sua filha que esteve aqui antes. E também vi Imensidao azul muuuitas vezes. Fiquei emocionada uma vez ao ver as nadadeiras que o Jacques Mayol deixou em F de Noronha e de saber que ele tinha estado por lá. Pena que estou indo embora daqui hoje. Cheia de vontade de retornar. Espero que o Etna solte um foguinho ainda hoje. Faz uma semana que ele tá calminho e a cena deve ser imperdível! Bjs

Flavia Abaurre

Oi Eneida,

se vc ainda estiver "perdida" aí em Taormina, e se curtir musica estilo "Emerson Nogueira", eu comprei um cd de um cantor chamado Sagi-rei. Eu estava no Licchios restaurante e gostei da trilha sonora, e o dono me mostrou o cd. Acho que em qualquer lugar da Itália vc vai encontrar. Tem um videos dele no youtube.

Aproveite!

Luiz Guilherme

Parabéns flávia , seu Blog está muito bonito e as informações fantásticas, continue postando! Abraços!

Vinicius Buccazio

Que inveja de você Eneida! Curte o máximo que você puder!

Eneida
EneidaPermalinkResponder

Obrigada Vinicius , aproveitei bastante! Seus posts estao otimos! ParabénsM

Patricia Castro

Flávia, Parabéns pelo post maravilhoso com fotos incríveis! Pode virar blogueira mesmo.

Eneida
EneidaPermalinkResponder

Flavia
Almocei hoje no Licchio, curto também uma musica acustica, mas já saí de Taormina e cheguei em Siracusa no fim do dia. O trem vem beirando o mar todo o tempo. Você andou por aqui também? É bem mais calmo, menos turistas mas bem bonito.estou num hotel que é um palacio reformado. Daqueles prédios antigos que se misturam com o supermoderno, de design. E nada caro.Vou ver se acho o Sagi- Rei por aqui. Estou embasbacada com a gentileza desse povo, todos se oferecem pra carregar minha mala.. Antes de sair de Taormina resolvi tomar uma cerveja saideira fazendo hora ao lado do hotel. Um patio florido e arborizado tocando Billie Holiday. Veio a cerveja e como de costume batatinha chips acompanhando. Quando fui pagar a dona falou que nao precisava, que era cortesia! Onde já se viu isso! Nem no paraíso!

Flavia Abaurre

Não saí de Taormina, Eneida!

Que legal que vc foi ao Licchio's, o antipasti deles é maravilhoso!

Sabe a unica coisa ruim de Taormina, além de ter que ir embora???? É o tal do camarão ( gamberoni) que eles servem, e que não limpam aquela "eca' que tem dentro da cabeça. Não sei se foi gafe minha ao comer, mas separei a cabeça do corpo ( o corpo vem sem casca), e acabou saindo um caldo preto e "tingiu" todo o molho de tomate que estava no meu prato... e foi dificil de continuar comendo. Foi lá no Nero D'Avola!
A partir deste dia, só pedia gamberini..
Que saideira gostosa, hein? Ao som de Billie Hoilday???? Também tomei uma Carlsberg em uma lanchonete que fica em frente ao Funivia e um posto de gasolina, e não era skol, mas desceu bem demais naquele paraiso.
Me avise de suas andanças!
Curta bem!
Abraços

Eneida
EneidaPermalinkResponder

Saiu sim pra ir as ilhas! Eu fiquei na vontade. Deixei um relato das minhas andanças em Siracusa no Filigrana. Pena que não dá pra ver minhas fotos. Aquela sua com o vinho branco tá linda. Ano passado tirei uma assim com o por do sol refletindo dentro do copo em Hvar na Croácia que também ficou muito legal. Outro desejo meu era dirigir um Cinquecento ou um Smart. Motivos pra voltar..

victor
victorPermalinkResponder

flávia
parabéns pelo relato, pelas fotos, mas sobretudo pela viagem!!! Muito legal!!! Só senti falta do maridão numa fotinho... 1 só bastava pra gente!!!
abraços

Flavia Abaurre

Victor,

hahahahha...

Se colocasse a foto dele ia concorrer com a beleza das fotos e ofuscar o meu post !!!!

Um grande abraço!

César
CésarPermalinkResponder

Parabéns pela viagem e pelo post.
Sensacionais!

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Flávia,
Que viagem! Parabéns! wink

Flavia Abaurre

Obrigada! Sei blog tb é bem legal. Viagens exóticas!

Vinicius Buccazio

Flavia,

A partir de Taormina eu fiz um passeio para Piazza Armerina, ver os famosos mosaicos romanos. Imperdível! Segue o relato:

http://albumdeviagens.blogspot.com/2011/09/os-mosaicos-de-villa-romana-del-casale.html

De lá infelizmente eu tive que ir embora de Taormina, e estou até hoje querendo voltar para lá. =P

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Flávia, o relato de sua viagem à Sicília é simplesmente perfeito. Bárbaro! Eu acho que viajar em torno do Mediterrâneo é uma experiência que combina cultura e lazer.

Para mim, o único problema de viajar pelo Mediterráneo é que no verão europeu as praias e lugares de interesse estão lotados, mas também é certo que você sempre pode encontrar uma pequena praia, um tesouro natural pouco conhecido e que pode ser você pode estar práticamente sozinho.

Parabéns adorei as fotos e o texto!

Flavia Abaurre

Oi Carmen,

Eu também só posso viajar na alta estação e tinha este receio de encontrar locais lotados, mas, foi tudo perfeito. Estava tudo contagiante! Como disse no relato, não tinha fila pra nada, e a cidade estava lotada, as praias cheias, mas nada insuportável.

Só não dá para conseguir diárias "razoáveis"neste período...risos

Abs

jose alves
jose alvesPermalinkResponder

flavia ou eneida, estarei indo para a Sicília em agosto do ano que vem,adorei o teu relato flávia ,vai me ajudar muito, estarei indo eu e minha esposa,vc viu lugar para alugar motos por lá? motos tipo scooter,estes passeios que vc fez são longos? será que posso fazer eles de moto ou é melhor alugar um carro? e quanto vc pagou pelo aluguel do carro? saõ tantas perguntas....,vcs passaram por palermo tb? tem posts sobre lá?????
brigadú

Michele
MichelePermalinkResponder

Oi Jose, vi seu comentário e suas dúvidas e resolvi deixar o meu relato por aqui. Moro na Itália e na ultima primavera fiz um giro pela Sicília de carro que gostei muito. Meu relato de viagem está no link abaixo: http://planejandoaviagem.wordpress.com/2012/02/02/giro-siciliano/.

Confesso que prefiro carro, ainda mais se for para passeios mais longes e deslocamentos a partir de aeroportos mas não imagino uma Itália sem motos então certamente encontrarás lugares para aluga-los também.

Lilian
LilianPermalinkResponder

Alguem poderia ajudar se vou de Palermo a Taormina de trem ou de avião tendo em vista que o avião vai a Catania, mas não sei se vale a pena ir de trem, se a paisagem compensa. Não achei nada sobre viajar de trem de Palermo para Taormina. Desde já agradeço pelas resposta.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lilian! Respondemos lá mesmo onde você perguntou originalmente, cinco dias atrás:

https://www.viajenaviagem.com/europa/europa-a-z/comment-page-8/#comment-173708

Eneida
EneidaPermalinkResponder

De tanto me aproveitar das dicas de vocês, e de molho forçado em casa resolvi inaugurar um blog e escrever das minhas andanças por Taormina e Siracusa em setembro passado pra começar. Se quiserem dar uma conferida e matar as saudades de lá...
www.omundoapasseio.blogspotcom.br

Eneida
EneidaPermalinkResponder

Ops, agora com o .com
www.omundoapasseio.blospot.com.br

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar