Atacama: onde você ficou? Com quem fez os passeios?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Lagunas Altiplânicas, AtacamaHá dois tipos de hospedagem no deserto do Atacama.

Os hotéis top seguem a linha inventada pelo Explora há algumas décadas, que combina muito conforto (com aparência rústica, para não destoar do ambiente). O próprio hotel oferece os passeios guiados que estão, na maioria das vezes, incluídos na diária.

Neste grupo, além do Explora, estão hotéis como o Alto Atacama, o Awasi, o Atacama Adventure e os dois hotéis que resenhamos aqui no VnV, o Tierra Atacama e o Kunza. São ótimos hotéis, que funcionam também como suas próprias operadoras de passeios, poupando o trabalho de procurar passeios para se encaixar. A contrapartida é que custam mais caro e você acaba naturalmente curtindo menos o vilarejo de San Pedro, já que a maioria inclui todas as refeições no pacote.

É possível também ficar em hotéis mais simples na cidade -- e alguns são bastante charmosos também. Você economiza, mas tem que se encaixar nos passeios disponíveis na cidade (lógico que os hotéis podem dar uma mãozinha antes de você chegar).

Bem -- dadas as explicações preliminares, o que a gente queria saber é: você que já foi ao Atacama, onde se hospedou? Recomenda? E como se virou com os passeios?


Mais sobre o Atacama:

108 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Giovanna
GiovannaPermalink

Eu e meu esposo nos hospedamos no Hotel Kimal, em dezembro de 2010. Eu recomendo fortemente o Hotel, pois possui uma excelente relação custo/benefício, é bem localizado, limpo e com quartos amplos.
Sobre os passeios, contratamos todos em uma empresa na Caracoles, chamada Maxim. O atendimento foi excelente, conseguimos reduzir bastante o preço dos passeios e tivemos até alguns períodos vagos para curtir a piscina do hotel ou para fazer explorações solo de bike. Ah, e com exceção das subidas em vulcão, todos os passeios tem saídas diárias de San Pedro. Não é preciso muito exercício físico ou mental para montar um roteirinho básico.

Giovanna
GiovannaPermalink

Ah, eu me esqueci que também ficamos em um hostel na primeira noite em SPA e quando voltamos do tour pelo Salar do Uyuni. O Hostel El Monte foi recomendado por várias pessoas no site Mochileiros. O Hostel é bem limpo, tem apenas quatro quartos, tem bwc privativo, churrasqueira, café da manhã e é bem baratinho. O único porém é que fica a mais ou menos 10 minutos de caminhada da Caracoles, em frente ao cemitério, mas nada de assustador ou cansativo.
Foi o dono do Hostel quem indicou a Maxim para fazermos os passeios ao redor de San Pedro e desaconselhou a contratação da Colque Tours.

Tiago dos Reis
Tiago dos ReisPermalink

Nossa, que coincidência!!! Meus próximos posts serão justamente sobre isso.
Assim como a Giovanna, fiquei no Kimal e também recomendo.
Quanto aos passeios, fiz todos pela Cumbres. Atendimento 10 e guias bem profissionais. O maior destaque fica por conta do passeio ao Salar de Tara, especialidade da agência.

Daniel Conceição
Daniel ConceiçãoPermalink

Fiquei hospedado no Puritama, que é meio hotel meio hostel e tem um dono bem gente fina. Inclusive deixei o carro lá (estava viajando de carro), pois não queria metê-lo no Salar de Uyuni. Fiz essa excursão com a Colque Tours, que faz vários tipos de tours diferentes para as atrações da região. Se não me engano é a maior agência de San Pedro.

Anna Lages Guerreiro
Anna Lages GuerreiroPermalink

Estive no Lodge Altitud em agosto de 2008 e adorei. Trata-se de uma pequena pousada com apenas 4 suítes. Na ocasião, a diária para o casal foi cerca de US$ 90 (agosto é considerado alta temporada no Atacama), com café-da-manhã caseiro e delicioso incluído. A hospedagem em San Pedro tende a ser bem cara em geral, facilmente paga-se US$ 300 por uma noite em um hotel mediano. O Lodge fica a 10 minutos à pé do centro e acho que nunca andei por ruas tão escuras em toda a minha vida! Melhor levar uma lanterna, pois não se encherga o chão. É uma aventura depois de um vinho no jantar smile

Logo que chegamos a Calama, percebemos que uma mala nossa havia sido extraviada pela Aerolineas del Sur. Embarcamos mesmo assim no transfer para San Pedro e, ao chegar no Lodge e comentar com os proprietários o que havia acontecido, eles mesmos se prontificaram a ligar para a sede da companhia em Santiago. Resultado: no dia seguinte, ao voltar do primeiro passeio, a mala perdida repousava tranquilamente no nosso quarto.
A dona do hotel (adoraria me lembrar o nome dela), no dia seguinte à nossa chegada, nos levou em seu próprio carro à vila e nos mostrou pessoalmente como funcionava tudo por ali, num city tour a pé, delicioso, acompanhado pelo seu cão labrador. Ela nos sugeriu uma ou outra empresa para reservar os passeios, já que a maioria têm preços parecidos. Recomendo programar a estadia toda de uma vez, em geral pode-se conseguir descontos se reservar todos os passeios com uma empresa só.
Ah! Brasileiros, LEVEM SEUS PASSAPORTES! O gran finale da minha viagem foi uma expedição à Bolívia, onde brasileiros precisam do passaporte para entrar. Deixem esse passeio para o último dia, já que é lá onde enfrentamos as maiores altitudes (cerca de 5.000 metros) e é bom já estar bem ambientado.
E o tour astronômico é imperdível, não pode se deixar de fazer. É como estar no planetário, mas a céu aberto. Chega a ser poético wink

Luciana
LucianaPermalink

Passamos o Natal de 2006 no Atacama. Ficamos no Hotel Geiser del Tatio (www.eltatio.com/), na Caracoles. Básico, mas aconchegante. Valeu o que pagamos. Só tínhamos que lembrar o recepcionista de ligar o aquecedor para não tomarmos banho frio. A localização é excelente, ao lado do Cafe Adobe, que à noite parece uma convenção da ONU, com gente do mundo inteiro. A comida é maravilhosa! Muita quinoa e queijo de cabra.
Para os passeios utilizamos a agência Corvatsch, também numa esquina da Caracoles. (http://www.corvatschchile.cl/). Conseguimos ótimos preços e os passeios foram muuuuuito bacanas! Não vejo a hora de retornar.

Cinthia@chileparacriancas.blogspot.com

Fiquei no Kunza e recomendo muito! Não fizemos o pacotão fechado, mas um de meia pensão, o que permitiu justamente curtir a calle Caracoles e os restaurantes legais por lá no almoço. À noite, qdo é muito frio,não precisávamos sair do hotel para jantar. Ficou ótimo assim até porque estávamos com nossa filha de 5 anos.

Apesar de o hotel não ficar na vila, tinha transporte direto. Era só ligar e eles iam buscar.

Adoramos!

Mais detalhes confiram o post http://chileparacriancas.blogspot.com/2011/09/san-pedro-de-atacama-um-espetacular.html

Cinthia
@chileparacriancas

Felipe
FelipePermalink

Ficamos no Hotel Tombillo.

Bom, posso dizer que é honesto. O quarto e as roupas de camas eram bem limpos, e o banho bem quente. Mas bem simples. Nada de telefone, televisão no quarto. O despertador era o funcionário da recepção que vinha bater na porta no horário pedido... rsrsrs...

Mas não tenho o que reclamar da estadia (e somos muito exigentes e chato com limpeza). Foi o melhor hotel que consegui na oportunidade, pois reservei com dez dias de antecedência. O atacama não estava nos planos da viagem. A gente resolveu ir de última hora, pq tinha umas passagens com preço bom na sky airlines.

Os passeios fiz com a Desert Adventure, e recomendo muito. Os microônibus são bem novos e com ar condicionado. Os guias são bons também, um deles inclusive fala muito bem o português, o Danilo.

Fiz o traslado desde/para o aeroporto de calama com eles também. Foi tudo ótimo.

José
JoséPermalink

Estive lá em 1990. Na época não havia luz, a cerveja era guardada em tonéis com água e bebida "al natural". As estradas para chegar lá eram de terra e os ônibus bem precários, mas o lugar já dava sinais de que se tornaria um importante destino turístico. O melhor hotel pertencia a uma australiana, já com alguma fama entre os viajantes. A vista da piscina para o Licancabur era muito linda, mas não fiquei por lá não. Fiquei em um "hostel", que imagino não existir mais. Mas o mais impressionante para mim foram as noites, as mais estreladas da minha vida. Só isso já valeu a viagem.

Claudia Siqueira
Claudia SiqueiraPermalink

Fiquei no Hotel Altiplanico em 2008. Hotel com chalés confortáveis, café da manha muito bom e restaurante agradável. Se você tem passeios que saem de madrugada, eles fazem um lanche e deixam na recepção para o hospede pegar e levar, já que não tomará café no hotel. As recepcionistas durante o dia eram jovens universitárias trabalhando nas ferias, bi-tri lingues, já à noite, era um "nativo" que falava um espanhol incompreensivel e não entendia nada do que era perguntado, ou seja ele estava ali apenas para entregar as chaves pros hospedes!
Não me lembro do nome da empresa usada por nós nos passeios.
Lembro apenas de uma coisa que me parece muito grave: um dos meus filhos, com 19 anos passou mal após esforço físico (mal da altitude), à noite e na cidade não tinha atendimento médico nenhum!!! O único posto só funciona de dia com médicos que fazem ambulatório e voltam para Calama (100km). Ou seja, qualquer atendimento médico, você tem que arrumar condução e viajar 100km.

Carla
CarlaPermalink

Eu fui em setembro de 2000. Comprei um pacote em uma agência de Santiago (fiz toda a transação via Internet, o que ainda não era muito comum...), que nem sei se ainda existe, a AF Tours. O pacote compreendia o vôo Santiago / Calama / Santiago, o transporte até San Pedro de Atacama, 3 noites de hospedagem no Hotel Casa de Don Tomas (com café da manhã) e passeios ao Valle de la Luna / Valle de la Muerte, Salar de Atacama e Geisers del Tatio / Termas de Puritama, feitos pela Desert Adventure. Na época, paguei US$400 pelo pacote.

eva
evaPermalink

Me hospedei no Terrantai, muito agradável (alguns quartos são pequenos). Como fica bem no centro, colado com a igreja, era ótimo para nós que gostamos de sair para jantar caminhando.

Os passeios fizemos sozinhos, de carro. Foi fácil, a sinalização é suficiente com o complemento de um mapa e poder fazer tudo no seu tempo, nao tem preço.

Arthur | Agora vai MESMO

Eu fiquei na Hosteria San Pedro de Atacama - http://www.sanpedroatacama.com/h-hosteria-spa.htm

Gostei muito, perto da rua principal, quartos bons, atendimento idem. Isso foi em 2007. Fui de pacote adquirido aqui, mas não lembro das agências locais (havia um receptivo em Santiago, que tinha convênio com outra agência local em SPA.)

Renata R.
Renata R.Permalink

Estou aqui no Atacama neste momento ( dez/2011)e estou amando! Estamos no Hotel AtacamaAdventure. Pegamos a tarifa bed& breakfast de U$ 130, mas cheguei a ver no Tablet por $95 ( burra eu de nao fechar na hora, depois a tarifa sumiu). Anyways, posso dizer que vale cada centavo. Muito confortavel e a dona ( Marquetta) faz de tudo para vc se sentir em casa. Sao apenas 4 quartos e um atendimento que NUNCA ( atencao, NUNCA) tivemos igual em nenhum outro hotel pelo mundo. Vc se sente em casa, literalmente. Nao tinhamos comprado o pacote com refeicoes mas acabamos jantando no hotel quase todas as noites ate agora ( eles tem um chef que cozinha para os hospedes e e montada uma mesa conjunta na cozinha/sala central). Comida de alto nivel e vinho a vontade pelo mesmo preco que se pagaria na cidade. RECOMENDO MUITISSIMO!
Os passeios fizemos todos com a Grado 10 ( seguindo a dica dos Inquietos) e ficamos bem satisfeitos. Os 4 passeios ( tatio, luna&muerte, salar de atacama e lagoas) ficaram a 65000 cada + entradas. Talvez seja um pouco mais caro que outras agencias, mas o truck deles e super cool e o servico realmente diferenciado. Nao vi nenhuma outra agencia no Tatio hoje oferecendo uma mesa com cadeiras e louca para o cafe da manha.
Fizemos tours de bike ( as bikes TREK do Atacamadventure ficam a disposicao dos hospedes free)por Quitor + Quebrada del Diablo / Chulacao e pela Aldea de Tulor em 2 dias diferentes.
Amanha faremos Tara com a Maxim. Saiu $ 45000. Depois volto pra contar. Dica: Restaurante da chef Marta ( trabalhou como chef dos top hoteis da cidade) e recem abriu um restaurante de apenas 8 mesas na propria casa dela. Estilo rustico/chic, pratos com apresentacoes impecaveis e comida de alta qualidade. Preco do menu do almoco ( entrada, prato, sobremesa e bebida) pra 2 pessoas $ 15000 .Fica na Calle Domingo Atienza, um pouco depois da esquina com Calle Palama.

Viviane A.
Viviane A.Permalink

Oi Renata, adorei seu post. Gostaria de saber o nome do restaurante da chef Marta. É preciso fazer reserva? Fiquei interessada em conhecê-lo!

Wanessa
WanessaPermalink

Estive no Atacama em setembro de 2010 e fiquei no Hotel Terrantai. Quem for reservar, deve prestar atenção no tipo de quarto, pois alguns são menores e mais simples. Mesmo tendo escolhido um desses, achei confortável, mas o banheiro é bem pequeno. A localização do hotel é ótima, porque está no centrinho de San Pedro do Atacama (ao contrário de vários outros hotéis, que ficam mais afastados e exigem algum tipo de transporte para ir jantar no centro). O café da manhã era uma delícia!

Os passeios, fiz com duas agências. Os mais básicos, fiz com a Layana, por indicação da Sílvia (Matraqueando). Gostei dos guias, todos superbem informados e nada monótonos. A única coisa que não gostei foi que o passeio mais básico de todos (Vale de la Luna e Vale de la Muerte) não foi feito com o pessoal da própria agência. Na hora, todos os que tinham comprado o passeio com eles foram encaminhados para uma outra agência ali perto. O passeio não foi ruim, acabamos formando um grupo bem pequeno (o que pra mim é sempre uma vantagem), mas eu não tinha sido informada dessa possibilidade de o serviço ser prestado por terceiros.

Já o passeio ao Salar de Tara, fiz com a empresa Atacama Connection. Tive dificuldade de encontrar uma agência que o oferecesse (não era alta temporada, e as agências dependiam de um número mínimo de interessados para formar grupo), e nessa, encontrei a opção de fazer um tour privado (4 pessoas por carro). Realmente, encontramos pouquíssimas pessoas durante todo o dia nos locais por onde passamos, e esse acabou sendo o meu passeio preferido. Recomendo muitíssimo.

Apesar de não gostar de passeios em grupo, me adaptei mais facilmente a esse esquema no Chile, comparando com o que encontrei no Peru (Cuzco e Vale Sagrado). No Atacama, os grupos são menores, e, apesar de os passeios oferecidos pelas agências serem iguais, bons guias fazem a diferença, então vale a pena pesquisar algumas referências antes de viajar (ao contrário do Peru, onde as inúmeras agências apenas captam os turistas e, no final, compartilham os mesmos ônibus e guias).

Wanessa
WanessaPermalink

Depois de ver o comentário da Sílvia Oliveira mais abaixo, fui procurar minhas anotações e vi que a dica da agência Layana não veio dela, mas da Ana Carolina, do blog "a mala da menina". Mas as dicas do Matraqueando também foram indispensáveis!

silvia nvbs
silvia nvbsPermalink

Acabei de chegar de lá com a lua cheia, lindo! Ficamos no hotel Alto Atacama, que é legal dentro do contexto, pois é dos poucos deste estilo que aceita só a diária com café da manhã. (420 dólares para encontrar conforto e silêncio depois de um dia com bastante poeira) bem ... silêncio quando não tinha muitos hóspedes, pois nas 2 últimas noites ouvia-se toda a conversa dos vizinhos em nossas varandas bem agradáveis - mas que perdia toda a graça assim. Recomendo o spa do hotel que usa produtos da região e o jantar que tem um preço muito bom em relação aos restaurantes da cidade, principalmente quando chegamos mortos depois de um dia de aventura e só queremos dormir.
.
Importante sobre os passeios. Eu e meu marido alugamos um 4x4(tem que ser) no aeroporto pois acho que vale muito em termos de autonomia e tempo para conhecer os locais (100 dólares diários com iva e seguros incluídos), não gosto de tours mas realmente em certas situações é recomendável ( se alugar o 4x4 para mais de 2 pessoas é ainda melhor em todos os aspectos). As estradas estão muito boas (por ser um deserto)e as pessoas são muito solícitas. É verdade que falta sinal de celular e sos na maioria dos lugares mas é bom para mais uma pitada de aventura.
.
Fiquei apaixonada som o Salar de Talar e lagoas ali perto - de uma beleza impressionante! Vale a pena!!!! Se quiserem ver fotos irei colocar em breve no meu site ou nesta página do facebook https://www.facebook.com/pages/Exclusive-Chile-Guide/301472426537368.
.
Li muitas dicas legais aqui antes de ir, como sempre! smile

Theophilo
TheophiloPermalink

Silvia,

ví em seu comentário que você alugou um 4x4. Vocês fizeram os passeios sem guia? Vamos viajar para o deserto dia 6/10 a 12/10. Quero fazer o Valle de la Luna, tour arqueológico, Lagunas Cejas, GEYSERS DEL TATIO, LAGUNASAaLTIPLANAS E SALAR TARA. Simporta de me dar um dica por intermédio de meu e-mail theo.pinto@me.com?

Rodrigo Barneche
Rodrigo BarnechePermalink

Fomos para San Pedro de Atacama em 2008. Inclusive o nosso blog foi criado pra narrar essa viagem.

Ficamos no camping do hotel Takha-Takha (http://www.takhatakha.cl/). Muito bom, os campistas utlizam a mesma estrutura do hotel. Fica no final da rua principal.

Para o valle de la muerte, os povoados de Socaire e Toconao, e as lagunas altiplânicas fizemos tudo por conta, de uno mille! É indescritível a sensação de estar só nas lagunas...

Para a laguna cejar, fomos com agência (não lembro o nome). Para o tour de 4 dias a Uyuni (saindo e voltando pra SPA) fomos pela Cordillera Traveller (recomendo muito! Sem dúvida é o melhor passeio da região).

Silvia Andrade
Silvia AndradePermalink

Estivemos no Altiplanico em abril de 2009, vindo de Santiago de carro subindo a costa até Antofagasta, um trecho até Calama e um susto no final da serra antes de descer para San Pedro. O motor do carro ficou fraco e fui tomada por mal estar no final da subida (+/- 3.000 m.), ambos em razão do ar rarefeito. Meu marido já conhecia o "mal de puna" e por isso preparamos (com aquele "calentador" portátil) um "chá de coca" que foi presente de um dono de posto de gasolina ao saber que íamos para lá (é super normal naquele lugar, uma caixinha com sachets igual ao de chá mate).
Não adiantou muito e só melhorou mesmo depois de baixamos um pouco de altitude (a sugestão de comer e beber moderadamente realmente ajuda). Sobre o hotel posso dizer que tudo parece muito simples, mas de bom gosto. As cabanas são de adobe e teto de palha (tudo lá é feito assim e existe uma razão - nunca chove). Um aquecedor portátil e o mínimo de conforto. Um hóspede exigente pode estranhar mas depois das primeiras horas, passará a ver beleza em pequenos detalhes (claro que o Vulcão Licancabour no fundo faz sua parte). O lugar com aspecto desértico te ganha depois de passar o dia sob o céu azul (e até um pouco de calor) e constatar que as noites são de um céu absolutamente cristalino (estrelas cadentes – muitas, muitas mesmo). Parece que vc vai toca-lo de tão limpo, mas faz frio. Na verdade as noites são geladas. Fomos inventar um banho de jacuzzi ao ar livre no entardecer e quem disse que se conseguia sair da água quentinha depois de 45 min... caiu o sol é casaco na certa. Sobre os passeios, fomos ao Geiser del Tatio posso dizer que é cansativo. A saída as 5 da manhã e um passeio sacolejante na van/ônibus até lá, para ver aquelas águas borbulhantes é um espetáculo único (vá muito agasalhada só para tirar tudo quando sol raiar). Na volta se der sorte pare para provar um espetinho de carne de "lhama" que é vendido pelos locais numa cidadela perdida na montanha. Maldade comer aquele bichinho? Não sei, estava gostoso e nos disseram que é costume local.
Os outros passeios nós fizemos por conta própria no Vitara que alugamos (4X4 integral, mas nem precisava), que apanhou um pouco nas subidas (nos disseram que o segredo era tirar o filtro de ar), e entre eles o mais lindo foi a Laguna Miscanti (são duas lado a lado há mais de 3.500 m. – águas azuis de degelo) e passar a tarde entre o oásis do Vale de Jere e o por do sol no Salar dos flamingos... onde novamente no meio do nada vc fica olhando e babando aquela cor impossível de vermelhos contrastando com o branco duro das pedras salinas. Existem muitas outras coisas para fazer mas tínhamos que seguir viagem passando pelo Passo de Jama (mais de 4.500 m. de altitude), entrando na Argentina pelo Norte e descendo até Mendoza para alguns dias antes de voltar ao Chile para devolver o carro em Santiago (descendo aquela estrada famosa pelas “cuevas” (passando pó Portillo). Viagem inesquecível.

Naldo
NaldoPermalink

Estive lá há umas 3 semanas e fiquei no Hostal Terracota ( http://www.sanpedroatacama.com/h-terracota.htm ). Recomendo: twin em torno de R$120/dia, é do lado da Rua Caracoles, com café da manhã e banheiros em todos os quartos. Super confortável para o deserto!

Detalhe: Ao falarmos pra Maria (que cuida e gerencia) que íriamos sair muito cedo pra alguns passeios, ela preparava sanduiches, frutas e café, e deixava no quarto antes de dormirmos. Uma simpatia!

Quanto a agencia, muitos não percebem, mas em San Pedro eles tem uma espécie de sistema integrado, pois as vans estão sempre cheias de turistas que fecharam com outras diferente da sua. E como os preços são tabelados, no fim não importa muito onde você negocia.

De qualquer maneira, fui no Atacama Connection ( http://www.atacamaconnection.cl/ ). Enfim, aconselho a fechar em San Pedro mesmo depois que chegar e nunca antes pela internet. Não se preocupe com disponibilidade. O segredo pra montar seu roteiro é simples também.. é só dizer quanto tempo ficará e e eles oferecerão as opções com preços e horários.

Sílvia Oliveira
Sílvia OliveiraPermalink

Fiquei no Parina Atacama (primeiro apart-hotel da cidade). http://www.parinaatacama.cl/ Tem sala e cozinha, wi-fi grátis e café da manhã servido no quarto, sem nenhum adicional! Hospedagem nova, acabou de completar 3 anos. Está a partir de US$ 120 - o casal. Contratei todos os passeios na agência Lickan Antay: http://www.lickan-antay.cl/ Foi a que ofereceu os melhores descontos na época.

Fafá Roque
Fafá RoquePermalink

Estive em fevereiro de 2010 e me hospedei na Casa Don Thomas.
Categoria turística, ótimo café da manhã, quarto espaçoso, banheiro clean, boa cama e pertinho da avenida principal. Os passeios foram comprados antecipadamente com a Planeta Aventura. Bons na prática (não fazem os passeios em horários convencionais, oferecem picnic com queijos e vinhos ao anoitecer em Tembinquiche e explicam bastante sobre a região), mas um pouco atrapalhados na hora de confirmar, a agência está sempre fechada...enfim, talvez a errada seja eu, típica paulistana querendo tudo pra ontem...rs

Lu Aguiar
Lu AguiarPermalink

Fui ao Atacama em abril de 2011 com uma amiga e também me hospedei no AtacamaAdventure. O hotel fica há uns 15 minutos a pé de San Pedro e há 5 min de bike, emprestados pela pousada. Achei um custo-benefício excelente. A dona (Marketa), os funcionários e os guias são super simpáticos,os quartos são confortáveis - leia-se cama boa, banho bom, limpo - e é possível fazer as refeições que desejar no hotel (pagando um preço justo, se não me engano, 18 dólares por cada). A localização, fora do centro, não incomodou. A comida varia todo dia e é muito bem feita, privilegiando ingradientes locais, como a quinoa. Também optei pelo esquema bed & breakfast - e não me arrependo. Fiz 3 dos 5 passeios com o hotel. Os passeios oferecidos pelo hotel são feitos em 4X4, com no máximo 4 pessoas, são bem mais confortáveis, mais interessantes (por conta dos guias) e, claro, mais caros que a média. Fomos aos Geiser del Tatio + Termas de Puritama, Vale de la luna e um trecking especial ao Cerro Toco. Fizemos outros 2 passeios com agências da cidade, que contratamos lá mesmo. Uma foi no Grado 10 (Lagunas Cejas + Salar de Trebinchiche) e outra com o Desert Aventure (Lagunas Altiplanicas + Salar de Atacama). Ambos foram divertidos, mais joviais e de ralação. Mas valeu também: gostei de balancear as duas experiências para aproveitar a beleza indescritível do Atacama!

Clara
ClaraPermalink

Uma pergunta a quem já foi ao Atacama: é possível aproveitar a beleza selvagem e as noites astonômicamente belas do Atacama até uma altitude de 1.200 a 1.500 metros no máximo? Tenho muita curiosidade de conhecer o Atacama, mas MUITO medo do "mal da altitude", não quero nem posso correr o risco.

Natalie
NataliePermalink

Clara,
As altitudes no Atacama variam de 2.300 m a 6 mil e poucos metros. Mas a cidade de San Pedro fica nos 2.300.

Quando comecei a organizar minha viagem para Cusco também fiquei com muito medo de passar mal por conta da altitude. Antes de embarcar procurei um médico de confiança que passou as orientações de sempre: tomar muita água, comer comidas leves e descansar.

O segredo de viajar para grandes altitudes é não tentar impor um ritmo muito forte para a viagem, as caminhadas são mais lentas e vale garantir uns minutos de descanso nos finais das tardes. Assim nosso corpo acaba se acostumando e não sente tanto o efeito da altitude wink

Clara
ClaraPermalink

Obrigada pelas informações e dicas, Natalie. Então, a 2.300 metros já dá para curtir bem o Atacama? Dá para ver o quanto fico arregada com a altitude. smile

Família Recomenda
Família RecomendaPermalink

Clara, não é preciso ficar com tanto medo da altitude, pois há precauções simples que você pode tomar para minimizar os efeitos.
Quando fomos ao Atacama (com criança), só sentimos a altitude nos Geisers del Tatio e nas Lagunas Menique e Miscante. Mas não vale a pena marcar a viagem pensando em evitar os locais mais altos (esses que mencionamos estão acima de 4000m). Você vai perder uma boa parte da viagem!
Melhor, tome as precauções necessárias, dê tempo para seu corpo se acostumar com a altitude antes de partir para esses passeios mais elevados. A não ser que você tenha problema de saúde. Caso contrário, vale arriscar, pois os lugares são muito lindos!

http://familiarecomenda.blogspot.com/search/label/Atacama

Clara
ClaraPermalink

Familia recomenda, super obrigada pelo estímulo e recomendaçoes. Estou tentando tomar coragem e fazer um plano, montar uma estratégia. Obrigada por passar a sua experiência e o seu entusiasmo. Isso ajuda demais!

Wanessa
WanessaPermalink

Clara, estive no Atacama e também em Cuzco, no Peru. Minha capacidade respiratória não é nenhuma maravilha (o fato de ter asma deve explicar isso...). Eu não senti outros efeitos do mal da altitude, mas nesses lugares, qualquer caminhadinha me deixa sem fôlego. Quando tenho de subir alguma ladeira, então, é um verdadeiro suplício! No Atacama, me lembro bem de um casal de idosos, pareciam ter mais de 70 anos, mas estavam enfrentando aquilo muito melhor do que eu... Enfim, na hora, é uma dificuldade, mas descanso um pouco e me recupero rápido. E a beleza das paisagens me faz esquecer o sacrifício rapidinho!

Wanessa
WanessaPermalink

Completando meu raciocínio...
Clara, as reações variam muito. Se você não tem nenhuma condição de saúde que contraindique totalmente a viagem (e isso é o médico quem diz), só dá para saber com 100% de certeza se o corpo vai reclamar depois de estar lá. E, mesmo quando ele reclama (meu caso), a viagem pode valer a pena.

Clara
ClaraPermalink

Wanessa, você saberia dizer se existe - ou alguém já usou dessa estratégia - de se aclimatar numa altitude mais baixa uns 2 dias, antes de atingir 2.300 metros? Dá para ver o quanto estou interessada e tentando viabilizar uma viagem para o Atacama em 2012 ou 2013? smile Muito obrigada pela atenção Wanessa.

Wanessa
WanessaPermalink

Clara, achei este texto sobre o mal da altitude no site do Centro de Informações para Viajantes da UFRJ, que me parece uma fonte confiável:
http://www.cives.ufrj.br/informacao/altitude/altitude-iv.html

Clara
ClaraPermalink

Wanessa, muito obrigada, vou seguir o link e ler agorinha mesmo!

Clara
ClaraPermalink

Achei o site bem informativo para o viajante. Segundo ele, não se pode ignorar que o "mal da altitude" existe, apesar da suscetibilidade inteiramente individual. E que não se deve mascarar que se está com sintomas por causa "do grupo". Interessante também a orientação de pernoitar a 300 metros menos da altitude máxima atingida no dia(imagino que isso é especialmente útil para quem está fazendo trekking ou escalando, mas não só). Obrigada de novo, Wanessa, ajudou muito.

Lígia
LígiaPermalink

Olha, tudo que eu conheço de interessante no Atacama fica bem acima de 1500 m, abaixo disso poderia ficar em Iquique ou Arica... mas ainda estou para conhecer alguém que considere estas cidades interessantes. Mas na altitude d San Pedro (2300) qualquer um consegue se adaptar, dá para se aclimatar até no Brasil.

Clara
ClaraPermalink

Obrigada pela opinião e sugestão, Ligia. Sendo do Rio de Janeiro, talvez uma pequena pré-temporada pelas bandas de Terê, Friburgo ou Itatiaia pudessem ajudar...

Simone
SimonePermalink

Eu e meu marido passamos o Natal de 2010 no TIERRA ATACAMA. Foram 7 noites. AMAMOS!!! Minha irmã vai passar o Reveillon deste ano lá de tanto que elogiamos o hotel. As comidas são deliciosas, os quartos super confortáveis, o spa, a piscina e uma hidromassagem ao lado de uma plantação de alecrim também nos conquistaram. Eu usei o spa algumas vezes e é excelente. Os passeios são fantásticos (todos incluídos na diária) e os guias e todo o staff do hotel são muito especiais. Adoramos todos eles que, além de muito simpáticos, são super treinados para possíveis "perrengues" (que foi nosso caso ao subir o vulcão). Não temos absolutamente nada a reclamar. Além dos passeios do hotel, fizemos a observação astronômica, que também gostamos bastante. Resumindo, valeu cada centavo. Foi uma viagem inesquecível. Apesar de preferir fazer meu próprio roteiro sem ficar presa a ninguém, adorei este tipo viagem, pois fizemos todos os passeios que escolhemos, sem nenhum problema, nÃo precisamos procurar lugar para comer após chegar cansado dos passeios e não precisamos nos preocupar com mais nada. E você aainda pode comer entre as refeições, tomar sucos, etc..Recomendo muito o hotel.

MARCELO ALABARCE
MARCELO ALABARCEPermalink

Eu fiquei no hotel Alto Atacama e posso dizer que valeu cada centavo que eu gastei no programa ALL INCLUSIVE. Esse e o hotel mais bem avaliado no Tripadvisor. E com certeza faz todo sentido.
O lugar onde o hotel se localiza acho que e o diferencial. E surreal.

Os passeios que eu fiz e indico todos.

Laguna Cejar - linda
Valle de La Luna - caminhada de 5K, com por do sol no final
Salar do Atacama - por do sol e nascer da lua sensacional
Quebrada de los Cardones - caminhada ao longo de um rio, com uma trilha com cactos gigantes
Geysers del Tatio - uma experiencia sem igual

Eu queria muito ter feito as Lagunas Altiplanicas, mas tive que escolher pelo Tatio.

O minimo no Atacama sao 5 noites.
Com certeza eu ainda volto la.

EduLuz
EduLuzPermalink

Nós ficamos cinco dias no explora e é claro que adoramos.
Tudo funciona perfeitamente e só nos restava tomar um Pisco Sour toda tarde no bar do hotel pra marcar os passeios (dependendo, poderiam ser 2) pro dia seguinte.
Fomos em quase tudo: Vale da Lua, Salar, Tatio, Termas, andamos de bike, fizemos caminhadas em que o guia nos provou fisicamente que aquilo tudo já esteve embaixo do mar, almoçamos nas lagunas Altiplanas. Inclusive, nos levou até a casa dele.
É caro, mas fazendo a conta com a inclusão de tudo (a ótima comida, todos os passeios, as informações que são passadas, etc) e levando em consideração a filosofia da cadeia (fomos também nos da Patagônia e da Ilha de Páscoa) que consta "não se ater ao mau tempo pra que a viagem seja bonita" e "o silêncio também é uma grande atração num passeio" até que o custo compensa os muitos benefícios.
Só não fizemos o passeio astronômico porque ainda não existia!

Nivea Atallah
Nivea AtallahPermalink

Não senti nem um pouco a altitude e também moro no Rio.

Sobre Arica, fiquei três dias e acho que vale a pena sim. Não pela cidade, mas pelos passeios que se pode fazer a partir de la como ao parque Lauca. Mas logico, como destino complementar. Nada substitui o Atacama.

Clara
ClaraPermalink

Nívea, você subiu até que altitude(máxima)? E fez a subida toda por terra? Sendo mais específica, qual foi o seu trajeto entre o nível do mar e a altitude máxima?

Nivea Atallah
Nivea AtallahPermalink

Clara, não entendi se vc pretende fazer os passeios clássicos ou trekking ? Pq nos passeios clássicos vc vai de carro, nao anda praticamente nada. Quem faz o trabalho duro é o carro.

Ja se vc optar pelos passeios de aventura tipo subida de vulcão ou travessia a pé é outra historia. Precisa preparo fisico.

A altitude maior é no passeio dos Geysers, 4.200m. Dos outros acho que fica igual a do deserto : 2.500 mais ou menos.

A maior altitude que peguei nessa viagem foi justamente no parque Lauca em Arica, no Lago Chungara, 4.500 m, mas lembrando meu passeio foi clássico sem trekking, estava em um carro da agência. Senti as pernas pesadas e cansada, mas nada demais. De carro tudo é festa smile

Clara
ClaraPermalink

Nivea, trekking? Acho lindo - de ver! smile
Estava me referindo aos passeios clássicos mesmo. Já até li livros de escalada ao Everest, adoro, mas não dá para mim. Se os outros passeios estão mais ou menos a 2.500 metros, fico mais otimista em achar que talvez uma viagem ao Atacama possa ser viabilizada em 2012 ou 2013. Porque como disse você, de carro tudo é festa. smile

Deise
DeisePermalink

Riq,

passaremos o final de ano por lá e ficaremos no albergue Backpackers San Pedro. Ele não fica na rua principal, mas como tudo é é bastante próximo, achei o preço bem em conta para um quarto provado com banheiro coletivo, além dele ser um dos melhores albergues de lá.
Já os passeios eu farei com a Grado10, com exceção do Salar de Tara, que eu ainda tenho que contratar quando chegar lá.
Bom, acho que é isso!

Beijo!

ana maria
ana mariaPermalink

DeisE !!!!!!!!!!! vou ao Atacama em Dez/2012. gostaria do e-MAIL da GRADO10

Silvia Andrade
Silvia AndradePermalink

Especialmente para Clara. Como comentei acima sobre o mal de altitude/puna, quando chegamos no final da serra entre Calama e SPA me deu um mal estar geral - pressão na nuca e um desconforto generalizado que nunca havia sentido. Posso te falar que sou carioca e não vai adiantar ir para Tere ou Friburgo (cuja altitude é de cerca de 800 a 1.200), vc teria que ir para lugares mais altos por lá mesmo e mais perto da viagem, subindo aos poucos e até baixando se houver algum mal estar. Não sou alpinista mas depois de ler vários livros sobre o everest sei te dizer que eu saiba não dá embolia ou outro problema de saúde mais sério (mas é claro que vc deve confirmar com seu médico).
Te adianto que todos me esclareceram que uma dieta leve e bebida alccolica muito moderada nas semanas que antecedem (e lá tb) ajuda muito. Em SPA não voltei a me sentir mal de novo, mas depois de comer (mesmo um sanduiche) parecia que tinha comido muito e dava uma sonolência que atrapalha os passeios.
Concordo com o que disseram acima e te digo que vá sem medo (mas consulte teu médico). Pode ser que vc não sinta nada. O chá de coca em sachets (à venda em qualquer lugar por lá) e tb em folhas para mascar (habito normal dos Andes, mas não tive coragem), ajuda um pouco mas a dieta leve é melhor. Como falaram antes, para ver qualquer outra beleza vc terá que subir há 3.000 ou mais. Falei dos Geiseres, do Salar, da Laguna Miscante e Miniques e sei que depois de 4 dias em SPA já não sofria mais e só voltei a me sentir mal (nada que não fosse suportável - mas isso é individual) no "Paso de Jama" entre o Chile e a Argentina - + de 4.400 metros de altura. Vá e aproveite pois deserto, sal, geiseres, lagoas de degelo, flamingos e noites frias e absolutamente cristalinas estão por lá (os maiores e melhores observatórios do mundo também estão naquelas montanhas).

Clara
ClaraPermalink

Silvia muito obrigada pelo incentivo. É que tenho duas amigas que também se sentiram mal na altitude, em viagens diferentes, uma delas sentiu palpitação e taquicardia. Talvez tenha que fazer algo como você mencionou mesmo, tipo ir subindo devagar. Mas sei que não terei coragem de chegar a 4.000 metros. Mas estou com uma vontade imensa de conhecer esse lugar mágico. Muito grata pela sua gentileza, me esclarecendo. Adorei.

Silvia Andrade
Silvia AndradePermalink

Bóia
já existe já um tópico específico sobre mal de altitude?
Abraços...

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Silvia! Não há não.

Silvia Andrade
Silvia AndradePermalink

Então com tanta gente indo para Peru, Bolivia, Chile não valia a pena subir o assunto para outras contribuições? Algum médico pode explanar cientificamente o assunto e ajudar quem pensa em viajar e já até quer desistir depois de ler que algumas pessoas não se sentem bem.

Gerson
GersonPermalink

Clara.
Só agora estou lendo o blog. Vamos ver se posso dar-lhe um pouco de ânimo. Hoje eu tenho 76 anos. Há 5 anos eu e minha mulher, 2 anos mais nova, fomos ao Atacama. Fizemos todos os passeios para lugares bem altos. Tudo perfeito. O que sentiamos um pouco, era o sol do meio do dia. Agora, como o clima é muito sêco no dia seguinte à nossa chegada, tive sangramento do nariz. No terceiro dia já estava adaptado.
Só para comparação, ano passado 5 anos mais, fomos ao Peru. Sòmente altitude, entre 2.000 e 4.000 metros. Muita escada e ladeiras. Aí sentimos um pouco mais, porém havia um segredo. O chá de folhas de coca. Já na recepção os hoteis oferecem. E funciona. Então com o chá e umas paradinhas a mais para respirar vencemos a altitude.
Boa viagem!

Como escolher os passeios no Atacama | Rosmarino e Outros Temperos

[...] de turismo no Atacama, inclusive com muitas dicas de leitores que foram para lá. Confiram aqui. Share This Article About Luciana [...]

Juliana
JulianaPermalink

Estou planejando ir para o Atacama em abril de 2012, mas talvez não tenha companhia para ir.
Vocês que já foram, acham que há algum inconveniente para uma mulher fazer esta viagem sozinha?
Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Juliana! O único inconveniente é o preço da hospedagem, que aumenta smile

Todos os passeios são necessariamente feitos em grupo. Você nunca estará sozinha nos passeios e todo dia terá chance de fazer novos amigos e se enturmar.

Isso vale para qualquer destino de ecoturismo, em que as atividades sejam feitas em grupo e guiadas grin

Jussara
JussaraPermalink

Engraçado, estava lendo os comentários e pensando se essa seria uma viagem que dá pra fazer sozinha, visto que é difícil combinar agenda e gosto com amigos, até que cheguei ao comentário da Juliana. Mas é como A Bóia falou, tirando o inconveniente da hospedagem ficar mais cara (não entendo pq não fazem uma tarifa pelo menos um pouco mais barata para viajantes solos) os passeios são todos feitos em grupo. Essa é uma viagem que eu ainda quero fazer, só preciso reunir "coragem", caso ninguém queira/possa ir comigo. Este ano fiz minha primeira viagem totalmente sozinha. Fui para Buenos Aires. Gostei da experiência, eu gosto da minha própria companhia; mas como tudo na vida, teve o lado bom e o ruim. Mas no geral, posso dizer que me saí bem, graças a Deus.

Juliana
JulianaPermalink

Olá Bóia!
Muito obrigada pela dica.
Abraços.

Thereza
TherezaPermalink

Olá ... estou querendo saber se existe alta e baixa estação no Atacama ?? qual a melhor época pra ir prá lá? Obrigada... abraços

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Thereza! Não há época ruim para ir ao Atacama.

A época mais quente, de outubro a abril, é considerada alta estação. De maio a setembro os preços caem um pouco, por causa dos rigores do inverno.

Yeda
YedaPermalink

Olá a todos
Fomos ao Atacama em jan/2010. Foi tudo perfeito e cada passeio vale a pena lá. Ficar pelo menos 5 dias é básico. As pousadas, mesmo simples, são muito simpáticas e limpas. Não lembro o nome da que escolhemosm as foi ótima. Os passeios fizemos com a GRADO 10 - eles têm um caminhão modificado (estilo usado nos safáris da Africa) com uma estrutura super legal para o café da manhã charmoso (mesa,cadeiras e louças com crepe de doce de leite, por ex) no Tatio. E o almoço nas Lagunas Altiplanicas, com mesa arrumada para o grupo, é sensacional. Vale todo o valor pago (não é muito diferente dos demais pacotes, pesquisamos antes). Outro passeio muito legal pra fazer é à noite, no SpaceObs, um tour astronomico. Realmente vale a pena ir...

Daniela Ribas
Daniela RibasPermalink

Alguém fez a observação de exigência de PASSAPORTE. Vou em fevereiro/12 e estou sem passaporte. Alguém teve problemas ao fazer o passeio do Salar Uyuni?

Rogério Lemos
Rogério LemosPermalink

Também estou com essa dúvida sobre o passaporte para a Bolívia. Pelo que eu andei lendo, somente a identidade era necessária, assim como em outros países do Mercosul.
Se alguém tiver uma informação mais precisa sobre essa exigência, por favor avise.

A Bóia
A BóiaPermalink

Alô, pessoal! As dicas estão neste post: https://www.viajenaviagem.com/2011/01/america-do-sul-rg-ou-passaporte/

Ingrid
IngridPermalink

Bom, eu sempre venho aqui no blog pra pegar dicas de viagem e nada mais junque compartilhar a minha experiência quando eu volto. Acabei de voltar da minha lua de mel no deserto do Atacama. Fiquei no hotel terra Atacama e realmente não tem o que alar mal de lá... O hotel e maravilhoso, infra e tudo de bom, as comidas excelentes e junta isso ao fato deles organizarem todos os passeios pra vc... Não tem preço... Quer dizer, tem, e e salgado, mas achei a valeu ser a pena.... Os funcionários do hotel são de um simpatia impar e fazem de tudo pra vc ter a menor estadia possível... Amei mil vezes e super recomendo. Os passeios eu fiz os clássicos!! Voltei de lá com vestindo de quero mais !!

Mariana
MarianaPermalink

Eu e meu marido temos muita vontade de ir ao Deserto do Atacama. Contudo só temos férias no inverno. A melhor época para visitar seria no verão? Alguém já foi em agosto para lá?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Mariana! O Atacama é visitável o ano inteiro. Espere no entanto um frio mais intenso à noite e de manhã no inverno.

LUIS CARLOS
LUIS CARLOSPermalink

Fim de 2012, mais precisamente 22 de dezembro de 2012, eu e minha esposa estaremos fazendo uma viagem Peru, Chile, Argentina e Uruguai, alusiva aos 35 anos de casados, desde então estou "devorando" tudo que posso sobre Matchu Pitchu, deserto de atacama, pampas, etc...seria interessante que toda vez que alguem postasse alguma dica, colocasse os valores gastos em reais, nossa moeda, ajudaria muito na programação financeira da viagem (chata, porém extremamente nescessária) pois minha viagem começa no Tocantins e volto via sul, entrando pelo uruguai, ao todo serão 15.000 km feitos numa Ranger cabine simples (gasolina).

Ivan Perez
Ivan PerezPermalink

Irei pra la em janeiro de 2013 se alguem quiser ir se falando pra irmos juntos segue meu blog com o trajeto
http://atacama2013.blogspot.com.br/
meu msn eh navi_pc@hotmail.com

Raquel
RaquelPermalink

Alguém sabe me informar como faço para comprar passagens aéreas da Lan, saindo de Santiago para Calama. Tentei comprar mas atransaçao não foi aceita. Estou indo para o Chile nesse fim de semana e já gostaria de garantir as passagens mais baratas... Obrigada.

Karol
KarolPermalink

Oi, Raquel! Tente outra companhia, a Sky Air Line faz esse trecho e você consegue até na hora, porém com preço maior. É mais barata que a Lan!

Thereza
TherezaPermalink

Oi Riq... voltei sábado do Atacama e Santiago e vou deixar aqui uma parte pequena do meu relato . Bom .... Ficamos no Tierra Atacama e foi incrível .... hotel super bom, um atendimento diferenciado, boa comida, uma equipe de apoio incrível, os guias são ótimos,engraçados e bem humorados !!! bom .... deu prá notar q foi nota 1000. O Atacama é lindo, aquela natureza "dura", lotada de cores e beleza nos deixa embasbacados ...uma maravilha. Em Santiago, seguindo sua dica de hotel, ficamos no Holiday Inn Express .... suuuuuuper bem localizado, cama ótima, quarto limpissimo e ao lado da Av. Isadora Goynechea ..... PERFEITO !!!Comemos no Aqui Esta Coco(muiiiito bom !!!) , na Coquinaria, no Tiramissu.... os preços p/ comer .. bem + barato q SP ... com excelentes vinhos ... fomos no Shopping Parque Arauco.... tbém muito bom .... não é barato como nos EUA , mais é + barato q no Brasil .... vale à pena. Foi uma viagem linda... quero agradecer a vc e a esta turma super animada q coloca dicas maravilhosas aqui no seu blog. Um abraço

Cláudia
CláudiaPermalink

Olá Bóia, Vamos agora em setembro para Atacama, lá nos indicaram Hosteria San Pedro de Atacama, Não tem nenhum post sobre ele, já ouviu algo sobre? Ou tem uma indicação legal de conforto de um que não seja all inclusive, para que desfrutemos do Vilarejo a noite. Um abraço.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Cláudia! Dê uma olhada nos comentários anteriores, há várias indicações.

A Silvia Oliveira do Matraqueando indica este:
http://www.matraqueando.com.br/hospedagem-em-san-pedro-de-atacama

Antonio
AntonioPermalink

Cláudia,
eu e minha esposa estivemos agora em julho em San Pedro de Atacama e ficamos no Terrantai Lodge.O hotel é muito agradável,com bom café da manhã e a localização é ótima porque fica a uma quadra da avenida principal que é a Caracoles.O guia Frommers o coloca como uma das primeiras opções após os ressorts exclusivos.Fizemos a reserva pela internet(Booking.com)e deu tudo certo.

Claudia Lima
Claudia LimaPermalink

Olá Pessoal!

Estive no Atacama em Set_2011. No meu blog eu descrevo os passeios desta divina experiência:

http://escritinhospelomundo.blogspot.com.br/search/label/DESERTO%20DO%20ATACAMA

Tem também dica de Hotel, agência, como chegar, e como driblar o desconforto de altitude:
http://escritinhospelomundo.blogspot.com.br/p/dicas.html

Tomara que gostem! Um abraço!

Cristina
CristinaPermalink

Voltei ha pouco tempo do Atacama e vou falar o que vivi la. Fiquei hospedada no Hotel Dunas, que tem um bom custo beneficio e fica perto de tudo. E limpo, tem wi-fi e um cafe da manha legal, vale a pena. Nao precisa dizer que o Atacama e muito lindo. Recomendo fazer os passeios com o Luiz, que trabalha nas agencias Teckara e Andes Guai. Ele e muito gente boa e deixa os passeios mais soltos, de acordo com a vontade do grupo, sem aquele horario apertado das demais agencias. O mais comum e em alguns lugares ter tempo so de tirar fotos, e nao de curtir o visual. Nao recomendo a agencia Inca North. Tivemos muitos problemas com eles, que nos venderam um pacote e nao cumpriram com o acordado. Terceirizaram 4 de 5 tours. Furada total. La tem bons lugares para comer, tomar um pisco. Nao sentimos a altitude, so incomodos para respirar, por ser muito seco. Bom, Foi uma viagem inesquecivel, um lugar magico.

ana maria
ana mariaPermalink

Alguem tem o e-m ail da GRADO10 pois vou em Dez/2012 para Santiago e Atacama.. Quantos dias são necessários poara Salar Uyuri pois não estou achando pacote conjugado.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Ana Maria! Leia sobre o Salar de Uyuni no Rotas Capixabas:
http://www.rotascapixabas.com/category/outras-rotas-2/salar-de-uyuni/

Luciana R de Araujo Benisti

Vou com Atacama com meu marido em novembro 2012. Já fechamos passagem e hotel ( Alto Atacama), mas fizemos o pacote apenas com café da manhã e estamos na dúvida sobre a agência para contratar os passeios. Vi nos blogs que são bem cotadas a Grado 10 e a Cosmo Andino,qual seria a melhor? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Luciana! Este post está repleto de comentários sobre o assunto. Por favor leia desde a primeira página (clique no número 1 embaixo da caixa).