Como montar seu roteiro de viagem à Europa

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Monte sua viagem à Europa

Costumo dizer que toda ida à Europa é como se fosse a primeira. A menos que você volte exclusivamente a lugares que já visitou, toda nova viagem suscitará as mesmas perguntas iniciais. Por onde chegar? Quantos dias ficar em cada lugar? Que meio de transporte escolher? Use este tutorial como ponto de partida para destrinchar suas próximas viagens européias.

Primeiro passo: NÃO compre a passagem aérea

Comprar uma passagem por impulso é o erro mais comum de (falta de) planejamento numa viagem à Europa. Achar uma passagem superdescontada de ida e volta a uma cidade específica só garante a viagem de quem só queria ir para aquela cidade. Continuar a viagem a partir dali -- e sobretudo voltar para lá para pegar o vôo da volta -- pode anular a economia e, pior, causar enormes perrengues logísticos. Só compre a passagem depois de ter definido todo o itinerário (continue lendo e veja por quê).

Itinerário: menos é mais

Barcelona

Barcelona

Ao montar um roteiro pela Europa, use o método clássico recomendado para arrumar malas: selecione todos os lugares que você gostaria de visitar, e então reduza à metade. Ou a um terço. Na excitação da montagem do roteiro, nossa tendência é empilhar todos os lugares que estejam no caminho (e fazer longos desvios para chegar a outros).

No mapa, tudo parece perto. Mas números frios, como quilometragens e durações de vôos, não levam em consideração o tempo que se gasta em arrumar a mala, fechar a conta do hotel, deslocar-se ao aeroporto (e chegar com a antecedência necessária para o check-in), vencer o trânsito dos anéis viários para sair de cada cidade e entrar na próxima (em viagens de carro), encontrar o próximo hotel, fazer o check-in, subir com as malas...

Cada troca de local envolve a perda de pelo menos meio dia (e de muita energia). Acredite: quanto mais você troca de cidade, menos você aproveita o seu tempo.

Cidades grandes: fique quatro dias

Batobus, Paris

Paris

Sim, toda cidade importante da Europa tem um ônibus de dois andares que percorre todos os cartões postais em um dia só. É um pecado, porém, limitar-se a simplesmente constatar ao vivo a existência de monumentos que você já conhecia antes de sair de casa.

Quatro dias são o mínimo necessário para você entender o básico de uma grande capital. No terceiro ou quarto dia dá-se o clique: de repente todas as fichas caem e você começa a se localizar. As obrigações turísticas (os lerês) diminuem, e você começa a se sentir um pouco morador. É uma sensação que você só vai entender quando se deixar ficar pelo menos quatro dias numa grande capital.

(Se essa capital se chamar Paris ou Londres, pense em ficar sete dias -- no fim, você ainda vai achar pouco.)

Monte a viagem em módulos

Outono na Provence, Provence

Provence

Um jeito bastante simples de resolver o seu itinerário é dividindo o tempo de viagem em módulos de 5 a 7 dias. Aloque cada módulo a uma metrópole (Lisboa, Roma, Munique) ou a uma região que você queira explorar de carro ou trem (Provence, Andaluzia, Highlands, Toscana). Permaneça na cidade grande por toda a duração do módulo; nas viagens de carro ou trem, tente resolver o roteiro em no máximo duas bases.

Bate-volta: veja mais, canse menos

Pisa

Pisa

A melhor maneira de extrair o máximo das bases que você escolher é o bate-volta. Toda cidade que não justifique um pernoite e que fique a no máximo uma hora e meia de viagem de onde você esteja rende um passeio perfeito. Você não precisa fazer check-out, viaja sem malas (de trem ou de carro) e, ao chegar, aproveita desde o primeiro instante (sem perder o pique com atividades chatas como encontrar o endereço do hotel e fazer check-in). Se você não se exigir demais, ainda volta para o local em que está hospedado com energia para aproveitar a noite. Férias, lembra?

Pit stop: saiba usar

bruxelas

Bruxelas

Trajetos mais longos entre uma base e a próxima -- tanto de carro, quanto de trem -- ficam mais divertidos quando você pode fazer uma parada estratégica no caminho. Por exemplo: Bruxelas entre Paris e Amsterdã; Dresden entre Praga e Berlim; Pompéia entre Roma e a Costa Amalfitana.

Para lançar mão desse recurso, porém, é preciso ter cuidado extra com a bagagem. Estando de carro, pare em estacionamentos vigiados e em hipótese alguma deixe a bagagem à mostra. Em viagens de trem, certifique-se de que a estação do pit-stop dispõe de guarda-volumes. Pesquise na internet: "lockers", "left luggage", "consigna", "consigne" e "deposito bagagli" associado ao nome da estação.

A passagem aérea? NÃO compre ainda!

OK, você já definiu o seu roteiro. Dividiu seus quinze dias em dois módulos de cidades grandes e um de região. Mas ainda falta mais um passo antes de emitir a sua passagem aérea: definir o(s) meio(s) de transporte dentro da Europa.

Avião, trem ou carro?

Cap-Ferrat

Saint-Jean-Cap-Ferrat

O trem é o meio de locomoção europeu por excelência. Para comparar a duração de viagens entre trem e avião, acrescente sempre três horas ao tempo de vôo -- é o mínimo de tempo extra que você leva para ir e voltar do aeroporto, fazer check-in e esperar bagagens.

Mas não use trem (nem carro) para atravessar o continente; para isso existe o avião. Evite também trens noturnos: teoricamente você ganha tempo, mas na prática o que ganha é uma noite mal dormida -- e de quebra ainda fica cansado para aproveitar o dia segiunte.

Carros e cidades grandes não combinam: o GPS ajuda, mas não elimina o stress do trânsito e da busca de estacionamento.

O carro é perfeito para deslocar-se por estradas secundárias, sem horário nem programa rígido; não por coincidência, as regiões mais apropriadas para explorar de carro são aquelas em que o trem não dá conta do recado (Toscana, Provence, Costa Amalfitana, Sicília, Andaluzia, Portugal, Rota Romântica).

Trem: passe ou ponto a ponto?

Roma Termini

Estação Termini, Roma

Passes de trem não valem mais a pena: os dias de uso são limitados e é preciso fazer reserva e pagar suplementos para usar os trens rápidos.

O melhor é fazer os trechos de trem com passagens avulsas, aproveitando tarifas descontadas. Compre diretamente no site da companhia ferroviária do país de origem de cada trecho.

Os únicos passes que continuam um ótimo investimento são os passes nacionais de países que não exigem reservas ou suplementos para uso de seus trens regulares: é o caso da Suíça (Swiss Pass) e da Alemanha (German Pass).

Low cost ou não?

Aeroporto de Barajas, Madri

Aeroporto de Barajas, Madri

Veja bem: aquelas tarifas incríveis de 5 ou 10 euros que fizeram a fama das companhias low-cost da Europa são tão difíceis de conseguir quanto as promoções que as aéreas brasileiras fazem de madrugada. Há muitos custos extras: para despachar a bagagem, para fazer check-in (mesmo pela internet!), para comprar com cartão de crédito, para marcar assento. O limite de bagagem é avarento (entre 10 e 20 kg) e cada quilo de excesso é cobrado (pelo menos 10 euros por quilo de excesso!). O mais comum é que cada trecho, sem multa de excesso de bagagem, saia em torno de 80 euros.

Antes de sair comprando low-cost a torto e a direito, descubra quanto custaria incluir esses trechos na sua passagem aérea Brasil-Europa-Brasil. Pesquise também quanto custa comprar os trechos internos avulsos nos sites das cias. aéreas convencionais. Com antecedência, costumam oferecer tarifas competitivas nas mesmas rotas.

AGORA SIM: compre a passagem aérea

Depois de definir o roteiro e os meios de transporte dentro da Europa, aí sim você está pronto para comprar a passagem aérea mais adequada.

Compre a sua passagem pelo menos até o primeiro destino que você vai efetivamente visitar, voltando do último destino do seu itinerário. Não se prenda aos vôos diretos, nem às companhias aéreas do primeiro ou do último país do seu roteiro. Qualquer aérea pode emitir uma passagem do Brasil a Veneza, com volta ao Brasil desde Praga. O que vai mudar é o aeroporto de conexão.

Definido os pontos de chegada e partida da Europa, orce quanto custa incluir os trechos aéreos internos que você vai precisar fazer entre um módulo e outro do itinerário.

Se cada trecho custar menos de 100 euros (110 dólares), será um bom negócio pela conveniência e pela segurança. (Lembre-se: é difícil conseguir low-costs por menos de 80 euros o trecho, e com as low-costs as conexões não são garantidas e o excesso de bagagem é cruel.)

Passagens multidestinos podem ser compradas com agentes de viagem ou em todos os sites (incluindo aí os das próprias cias. aéreas) que ofereçam a opção "múltiplos destinos" ou "várias cidades".

Quando é melhor fazer as reservas?

Quanto mais cedo você comprar as passagens aéreas, melhores preços deve encontrar (sobretudo se você quiser achar as barbadas das low-costs).

O melhor momento para reservar hotel é exatamente três meses antes da data de hospedagem: é quando as tarifas descontadas aparecem nos sites de reservas de hotéis. Note que os melhores descontos normalmente requerem débito imediato; leia as condições de cancelamento antes de fechar negócio.

Os trechos de trem são lançados nos sistemas das companhias ferroviárias entre 90 e 60 dias antes da data de viagem; as tarifas promocionais aparecem sempre neste momento e esgotam logo.

Dois meses antes de viajar, marque as visitas que podem ser reservadas pela internet: Galleria Uffizi em Florença, Museu do Vaticano, subida à Torre de Pisa, entrada na Alhambra...

Cartão, débito ou dinheiro?

O assunto é muito cabeludo para ser apenas um tópico. É melhor ler o post específico:

ATENÇÃO:

Desculpe, mas não podemos resolver roteiros individuais de viagem. Perguntas sobre roteiros específicos não serão aprovadas. Obrigado.

Leia mais:

2260 comentários

Erica
EricaPermalinkResponder

Boa noite,
Queria uma ajuda de vocês na rota de minha viagem à Espanha. São 20 dias com 18 noites que serão divididas entre Madrid e Andaluzia (esta sendo a prioridade na visita). Estudei muito os itinerários dos trens e metrôs e vi que algumas cidades não possuem ligação. Todas têm saída de Madrid e Sevilla. Pensando nisso dividi desta forma:
Chegada em Madrid (somente aeroporto) - Granada (3noites)
Granada - Jaén (tb 3 noites - porém estávamos pensando em alugar um carro de Granada para Jaén).
Jaén - Sevilla (3 noites)
Sevilla - Cádiz (2 noites)
Cádiz - Madrid (baldeação para Toledo)
Madrid - Toledo (2 dias)
Toledo - Madrid (3 dias contando o último que retornaremos pelo aeroporto da cidade às 23:00).

A ajuda seria no cronograma, mas, principalmente, no meio de locomoção. Sobre o aluguel do carro em Granada (se é fácil de dirigir por lá e sair de um lugar e ir para outro - no caso jaén)e se é preferível o metrô ao trem. sendo o primeiro com poucas alternativas.

Obrigada mais uma vez!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Erica! Compre passagem aérea com chegada em Granada. Alugue o carro em Granada. Faça Jaén, Cádiz, depois Sevilha. Devolva o carro em Sevilha, volte de trem a Madri. Faça Toledo como bate-volta de Madri. Não é preciso dormir em Toledo.

Taíse
TaísePermalinkResponder

Boa noite,
Vocês conhecem a expressão "Tax free"?
Um amigo meu voltou de Lisboa e barcelona falando sobre isso mas não compreendi direito.

Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Taíse! Só funciona com compras feitas em lojas que tenham o selo Tax Free, e que vão carimbar as notas das suas compras. Há um limite mínimo por compra, por país, para dar direito ao desconto do imposto. No último aeroporto da viagem você chega com uma hora a mais de antecedência e passa no guichê específico com todas as notas devidamente carimbadas para providenciar o reembolso, que é creditado no seu cartão de crédito.

Erica Luzia
Erica LuziaPermalinkResponder

A Bóia, vocês sabem como é a imigração em Granada? De qq forma paramos em Madrid para a mesma ou há alguma forma de irmos direto para lá?

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Erica! A imigração é feita em Madri.

Clara
ClaraPermalinkResponder

Olá queridos ( íntima eu né??!! é que já consultei vocês antes e me dei bem, então...),
Bom é o seguinte: nosso filho vai passar seis meses no Porto em um programa de mobilidade estudantil, e claro a saudade do pequeno ( 19 anos) é uma ótima razão para nossa primeira viagem para europa...A ideia é a seguinte: sair de casa ( Manaus) direto para POrto ( TAM/TAP.. o que der) e logo ver o pimpolho. Ficar por lá uns 3 dias e programar alguns passeios bate-volta de carro pelas redondezas. Ele não vai poder nos acompanhar durante a semana, mas nos finais de samana estamos pensando em passeios mais longos...para o grand finale queremos Paris,a dois, é claro, por uns 4/5 dias indo de low-cost. A volta para o Brasil pelo POrto mesmo para dar uns beijinhos finais no filhote. Alguma sufestão/dica/roteiro/idéia?? Ainda não compramos nada...desde já agradeço! beijos!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Clara! Há inúmeros passeios a fazer a partir do Porto. Braga, o Douro, o Trás-os-Montes, Aveiro, Viana do Castelo, Coimbra, tudo isso dá passeios bate-volta. Coimbra e Viseu valem pernoites. De Viseu, de carro, é possível fazer a Serra da Estrela. Santiago de Compostela vale um ou dois pernoites.

A Ryanair e a easyJet têm vôos do Porto a diversos lugares, procure nos sites.

A dica é apenas não combinar a volta de Paris com o vôo de volta ao Brasil, pois qualquer atraso vai fazer você perder a continuação sem direito a reembolso. O ideal é comprar uma passagem Manaus-Porto//Paris-Manaus. Orce também Manaus-Porto//Porto-Paris//Paris-Manaus com a TAP.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2011/12/passagens-multidestinos-em-que-site-voce-compra/

Nos próximos meses o Ricardo Freire escreverá sobre todas essas cidades/lugares de Portugal listados acima.

Clara
ClaraPermalinkResponder

Valeu queridos! Estou aproveitando o feriado para as pesquisas e vou considerar muito suas dicas! beijos e obrigada!

Taíse Gonçalves

Boa noite!
A Bóia, é difícil dirigir por Andaluzia? E se não dominarmos o espanhol?

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Taíse! É fácil dirigir na Andaluzia.

Se você não quer dirigir na Andaluzia, pode viajar de ônibus.

Este site traz os horários das linhas que originam em cada cidade importante. Clique no nome da cidade no menu da esquerda, depois siga clicando.

http://www.andalucia.com/travel/bus/seville.htm

Naerton Flores

Ola,
Estamos planejando uma visita de 20 a 30 dias ( aniversario de casamento) e temos apenas os destinos principais que sao PARIS, AMSTERDAN,BERLIN, ROMA e talvez VENEZA. Ja comentamos muito sobre as diversas opcoes como costa amalfitana, rota romantica na Alemanha, interior da Franca...mas estamos confusos. Gostariamos de algumas dicas sobre como obter o melhor desses dias...Muito grato. Naerton

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Naerton! Comece por aqui:

https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-viagem/

Daniele
DanielePermalinkResponder

Olá pessoal, estou tentando resolver o aluguel de carro na Toscana e não estou conseguindo. Tenho 2 questões:
1 - Vamos sair de Roma, passar 4 noites em Siena (para fazer os bate-voltas) e seguir em direção à Florença. Precisaremos do carro em Siena. O que é melhor: alugar em Roma e devolver em Florença, ir de trem pra Florença, alugar lá e descer pra Siena, devolvendo em Florença, ou ir de trem pra Siena e lá alugar e devolver o carro?
2 - Nos sites indicados para aluguel do carro não estamos conseguindo efetuar a reserva. Será que a data está longe (maio)?
Obrigada, Daniele

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniele! Pegue o carro ao sair de Roma, devolva em Florença.

Não deveria haver problema para efetuar a reserva.

Sugerimos cotar com a Mobility: http://bit.ly/lnkmobil

Marisa
MarisaPermalinkResponder

Olá,
Em Julho/Agosto irei para Londres. Vou estudar inglês nas 3 primeiras semanas e depois assistirei os 10 primeiros dias dos Jogos Olímpicos, já que minha área de trabalho é Esporte.
Terei 2 finais de semana livres e aceito sugestões de roteiros para passear um pouco mais...
Já que conheço Paris, tenho pensado em 2 situações... conhecer através de trem Edimburgo seus arredores em um deles, e no outro voar até Amsterdã que sempre quis conhecer. O que acham?
Alguma outra sugestão?
Grata
Marisa

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marisa! Veja as sugestões do Ricardo Freire na seção "Daqui pra onde?" da página-guia de Londres:
https://www.viajenaviagem.com/europa/londres-ricardo-freire/

Daniele
DanielePermalinkResponder

Obrigada. Vou tentar novamente.

Bahau Orfali
Bahau OrfaliPermalinkResponder

Bom dia!!

Pretendo fazer minha lua de mel na espanha e italia em setembro em 15 dias, mas nao conheco nada sobre esses lugares.
Gostaria de ter algumas dicas sobre lugares pra visitar, e intinerarios.

Obrigado se puderem me ajudar.

Nanda
NandaPermalinkResponder

Olá! Imaginei o seguinte roteiro para uma viagem à Europa:
Amsterdã (2 dias completos)
Paris (5 dias completos)
Veneza (2 dias e meio)

Acham razoável?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nanda! Lembre-se que você perde praticamente um dia em cada deslocamento. A Europa é longe, tente ficar duas semanas.

Nanda
NandaPermalinkResponder

Obrigada! Vou pensar direitinho...

Morgana
MorganaPermalinkResponder

Dados que vcs precisam saber para me ajudar. Viajaremos em cinco pessoas, dois casais e uma prima, todos na faixa dos quarenta. Os maridos não tem paciência para ficar muito tempo em museus ou igrejas, então a idéia é ver apenas as peças mais famosas de cada galeria e ir também apenas nas igrejas mais famosas, comprando os tickets com antecedência porque se eles tiverem que ficar em uma fila desistem. ( Desse nível: viajamos para Paris ele viu a fila para entrar na Notre Dame e disse que ira ficar no restaurante da esquina tomando uma cerveja enquanto eu ia...) Cada um vez um pedido para a viagem assim meu Marido quer ir a Capri, eu quero ir a Veneza, minha prima quer ver o papa (acho quetodos querem..rs..), e o outro casal, ele quer ir a Maranelo dar volta de Ferrarri e ela quer ir a Pisa. Não queria ter muitas bases mas após ler praticamente todos os post da Italia aqui e ainda dois guias e algumas revistas foi isso que consegui elaborar..está bom? Por favor Boia e Ricardo me ajudem a destrinchar o 5º e 6º dia dessa viagem...
DIA 01 ( 10/04-terça) – ROMA. Chegamos no eroporto Fiumicino às 18:30 do dia 10/04. Ir para o hotel fazer checkin. Jantar próximo ao hotel – certamente estaremos exautos.
DIA 02 (11/04- quarta) Ir na Audiencia Papal – Já vi no site do vaticano que nesse dia acontecerá - e visitar o vaticano –basilica – museu
DIA 03 (12/04- quinta) – Pegar o ônibus vermelho de turismo da ATAC – LINHA 110 e passar o dia no sobe e desce entre os pontos turísticos.
DIA 04 (13/04 –sexta) - Passeio de segway pela manha e bairro transtevere para almoço passar a tarde e jantar.
DIA 05 (14/04 – sábado) – pegar o trem cedo para Nápoles e chegando lá pegar o barco para Capri. – Negociar com barqueiro passeio privado de 3 horas – 2 em volta da ilha ( tempo padrão do passeio publico) e uma hora adicional para ver a gruta azul. Sei que as temperaturas não permitiram banho de mar, mas faz sol não faz? Dá pra fazer um passeio bonito? Volto para Roma ou fico em Capri?
DIA 06 (15/04 – domingo) – Estou com grande dúvida nesse dia. Não sei se fico em Capri, se vejo um passeio de lancha até Positano ( alguém sabe me dizer se existe essa linha de passeio marítimo? Duração?)ou passo o dia em Napoles ou caso tenha feito o bate e volta aproveito Roma.... Será vantagem estando em Napoles pegar um trem noturno para Florença?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Ola, Morgana! Como já dissemos, não recomendamos Capri em abril. Estará frio e desconfortável para passeios de barco. Não é insistindo que vamos mudar de idéia.

Não há trens noturnos entre Nápoles e Florença.

Morgana
MorganaPermalinkResponder

DIA 07 (16/04 – segunda) – A idéia é ir até Florença. Partindo – conforme decisão do dia anterior ou de Napoles ou de Roma por trem rápido . Pelo que li, de Napoles a Florença devo gastar umas duas horas e meia de trem rápido certo? De Roma seria pouco mais de uma hora... em qualquer das alternativas neste dia por volta do meio do dia estaremos em Florença aproveitando um belo almoço e passando a desfrutar dos passeios a tarde. DIA 08 (17/04 – terça). Florença. Será que nesse dia as igrejas e galerias abrem? Não consigo ter certeza se fecham na segunda ou terça. Dia em Florença ainda verei os pontos que visitarei. Será que vale a pena um ônibus vermelho city DIA 09 (18/04 – quarta) Bate volta Pisa – Luca – Florença

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Morgana! Os museus fecham na segunda em Florença.
https://www.viajenaviagem.com/2011/10/florenca-furando-fila-na-uffizzi-e-na-accademia/

Morgana
MorganaPermalinkResponder

DIA 10 (19/04 –quinta) Veneza. Passeio de Gondola e andar pela cidade...Dia 11 ( 20/04) – sexta) Veneza – talvez ir até Murano?

Morgana
MorganaPermalinkResponder

DIA 12 ( 21/04 – sábado) Florença – Modena – Maranelo e depois voltando por Modena para Milão.

Morgana
MorganaPermalinkResponder

DIA 13 (22/04) – domingo) MILÃO. Jogo de futebol Milan x Bolonha. Passeio pela cidade.DIA 14 (23/04)- segunda) MILAO. Descansar até a hora do check out. Fazer um ótima refeição. Passear pelo teatro scala e duomo. Pegar o avião para o Brasil as 20:00

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Morgana! Não fazemos nem comentamos roteiros minuto a minuto, não insista, por favor. O site é visitado por pelo menos 10.000 pessoas por dia. Não temos equipe nem tempo para prestar este serviço. Use o Viaje na Viagem como um site de consulta. Obrigada.

João Afonso
João AfonsoPermalinkResponder

Olá!
Após ler seu site percebi que comecei "errando". Comprei minha passagem ida-volta para Frankfurt sem ainda ter planejado a viagem. São apenas 8 dias (sendo 2 numa estação de esqui - Samoens - nos alpes). O que vocês acham? Alguma dica do que fazer na "longa temporada" de 7 dias que me restam?
Prometo que vou trabalhar menos e tirarei ao menos quinze dias da próxima vez...
Abraços!!

João Afonso
João AfonsoPermalinkResponder

Ops, me sobram apenas 6 dias.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, João Afonso!

De Frankfurt a Cluses, a estação de trem mais próxima de Samoëns, são 8h30 a 8h45 de viagem de trem, com três a quatro baldeações.

http://www.bahn.de/international

No caminho de ida ou de volta estão a Suíça e a Alsácia.

https://www.viajenaviagem.com/category/suica

https://www.viajenaviagem.com/category/alsacia

Para aproveitar melhor o seu tempo, considere permanecer na Alemanha mesmo.

https://www.viajenaviagem.com/2010/01/frankfurt-e-heidelberg-pra-marcie/

https://www.viajenaviagem.com/2010/10/um-roteiro-pelo-reno-e-pelo-mosel-testado-pela-evelyn/

https://www.viajenaviagem.com/2009/10/o-viajao-da-lu-baviera-alsacia-rota-romantica-e-berlim-com-uma-passadinha-antes-no-douro/

http://www.alemanhaporquenao.com

Nanda
NandaPermalinkResponder

Em qual via ferroviária devo olhar uma passagem de Zurique para Interlaken? Gostaria de chegar em Zurique pela manhã e passar o dia na cidade, indo só à noite para Interlaken utilizando o serviço de Fast Baggage. Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nanda! Veja horários e preços em http://www.sbb.ch/en .

O serviço Fast Baggage só funciona se você sair de uma cidade suíça para outra. Se você chegar a Zurique vinda de outro país, deixe as malas no guarda-volumes da estação.

Nanda
NandaPermalinkResponder

Muito obrigada!!

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Olá vou fazer uma viagem para Europa indo no dia 23/5 e voltando no dia 9/6 começando por Londres, Amsterdan,Paris, Ibiza e Barcelona.. estou um pouco na duvida se faço Londres Europa de trem ou de aviao... achei uma passagem por 71 euros no rumbo.es adicionando 2 malas..não consegui ver qual pode ser o peso dessas malas, vc saberia me informar??só que sai do aeroporto Gatwik, nem imagino onde fique rs.. ou se eu vou de trem que sai por 55,50 euros, é o eurostar porem demora quase 4 horas..mas se eu for pensar no deslocamento até o aeroporto..realmente estou na duvida.. Por favor me ajude rs..
E os outros paises? Algum compensa fazer de trem ou não?
Muito obrigada, seu site está sendo muitoooooooo útil, é a primeira vez que vou a Europa

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula! Entenda quando escolher avião ou trem: https://www.viajenaviagem.com/2007/08/europa-aviao-trem-ou-carro/
Informe-se sempre sobre as restrições de bagagem. Essas informações costumam estar bem acessíveis nos sites das companhias aéreas. Uma passagem baratinha pode virar uma pequena fortuna caso você tenha que embarcar com excesso de bagagem.

Melissa
MelissaPermalinkResponder

obrigada pelas dicas, nao consegui comentar no post "a primeira viagem a europa" que achei perfeito. Estou seguindo seu blog agora. Vi nos sites do idas e vindas e viaggiando. Comecei o meu ha quase 3 semanas, da uma olhada: www.descortinandohorizontes.com. veja se gosta. è bem inicial, me animei apos minha viagem a Machu Pichu! parabens!

Melissa
MelissaPermalinkResponder

muito bom post, vai me ajudar muito! estou bem organizando a minha viagem à Europa e quase comprei uma otima passagem pela iberia ha poucos dias, acabou que o valor ja subiu e eu estou a organizar o intinerario!! obrigada pelas dicas!

André
AndréPermalinkResponder

olá, não estou localizando o comentário/pergunta que deixei aqui na segunda-feira, sobre um pit-stop de 1 ou 2 dias em alguma cidade a até 400/500km de Praga

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Olá! Viajarei a Europa a trabalho. Nuca fui lá. Ficarei três semanas em Vitoria-Gasteiz na Espanha. Pegarei feriado de semana santa (5a até 2a sem trabalhar), 1 final de semana simples e o final de semana de volta pegarei vôo no domingo.
Realmente pesquisando vc acaba querendo visitar tudo (Madri, Barcelona, Granada, Paris) mas sei que não dá tempo nenhum.

Que passeios me sugerem nos fins de semana?

Valeu, parabéns pelo conteúdo do site!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernando! Vitoria-Gasteiz está a 65 km de Bilbao e 100 km de San Sebastián; são dois destinos interessantes de fim de semana e podem ser feitos como bate-volta. Hospedando-se em San Sebastián dá para viajar a Biarritz, na França, que está a uma hora de ônibus.

Madri está a 3h45 de ônibus nos horários mais rápidos. Barcelona está a 5h de trem.

De Bilbao você voa direto a Paris, Barcelona e Sevilha.

Você já está atrasado para planejar o feriado da semana santa. Os europeus viajam em massa nessa época, corra para ainda conseguir hotel.

André
AndréPermalinkResponder

A minha dúvida era a seguinte: irei a Praga no começo de setembro. Ficarei 4 ou 5 dias e depois volto a Lisboa. Na volta, eu queria incluir uma cidade distante até 400km de Praga, para que eu possa ir de trem ou ônibus e ficar uns 2 dias antes de retonar a Lisboa. O que vocês sugerem? Pensei em Munique, mas, pela proximidade da Oktoberfest, talvez seja meio tumultuado.

Melissa
MelissaPermalinkResponder

eu tb estou querendo passar 3 a 4 dias em Praga e queria saber o que da pra fazer ali perto!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Melissa! 3 dias é o mínimo de que você vai precisar para destrinchar Praga. Depois de dar a cidade por visitada, pode fazer passeios a Carlsbad (Karlóvy Váry) ou Pilsen.

Melissa Zorzanelli

obrigada! anotando!

Daniel Schneiderman

André, o clássico é combinar com Budapeste ou Viena, que são proximas. Bratislava também é bem proxima, e exige menos tempo.

Daniel Schneiderman

Se quiser ficar na propria Rep Tcheca, há a opção de Karlovy Vary e Cesk Krumlov.

Melissa
MelissaPermalinkResponder

obrigada Daniel, otimas dicas, vou começar a pesquisar wink

André
AndréPermalinkResponder

Valeu pelas dicas, Daniel. Estamos considerando Viena e Budapeste também. Achamos poucas referências sobre essas cidades aqui no VnV, o que nos desanimou um pouco. Cesk Krumlov parece ser encantadora, hein. Talvez valha um bate e volta de Praga. Para o pitstop, estamos dando preferência para cidades cobertas por vôos da TAP, para aproveitarmos a volta p/ Lisboa.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, André! Tínhamos respondido que não há nenhum problema na "proximidade" da Oktoberfest. Só há escassez e carestia durante a festa.

Viena está a 4h40 de trem de Praga.

Melissa
MelissaPermalinkResponder

Ricardo eu quero assinar os comentarios so deste post, é possivel? pq me perco e quero algumas respostas que vc esta dando pra alguns colegas internautas, mas so deste post. obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Melissa! Aqui quem responde é A Bóia. Infelizmente ainda não temos essa funcionalidade no site. Esperamos poder oferecer isso em breve smile

Melissa Zorzanelli

obrigada! estou guardando mais ou menos os posts em que escrevo pra voltar e ver, pois realmente me interesso nas respostas!! bj

Melissa Zorzanelli

no meu blog tb nao consegui fazer isso ainda, mas meu blog ainda nao é tao movimentado... ja cheguei a testar o mesmo dispositivo que vi no blog da Camila Navarro, viaggiando, puxei de la, mas achei complexo e nao consegui (eu) transferir os comentarios antigos, deixei pra pensar nisso depois, mas é interessante, ja vi em outros blogs tb!

Larissa
LarissaPermalinkResponder

Como comprar passagens de trem de Amsterdã a Bruxelas, via internet e com cartão de crédito não europeu?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Alô, Larissa! Veja aqui todas as dicas: https://www.viajenaviagem.com/2011/07/vai-por-mim-trem-na-europa/

Fred
FredPermalinkResponder

Olá Riq, olá Bóia!
Eu e minha esposa pretendemos passar 15 dias na Europa entre maio/junho, sendo que os 10 primeiros dias com nosso filho que está estudando em Londres. Mas não vamos a Londres. Pretendemos fazer Berlim, Praga e mais uma cidade com ele. Depois do décimo dia ele retorna para Londres e nós seguimos para Amsterdam, que ele conhecerá depois, mochilando. Achamos que nos 10 dias com ele dá para fazer uma terceira cidade (ou base). Achamos que Viena ou Budapeste seriam muito slow pra ele (já tem Praga no roteiro!). Pensamos na Suíça. Onde podemos pisar na neve em maio/junho? (tipo tirar um dia para "aprender" a esquiar! Ou pelo menos bater umas fotos cheios daquelas roupas). Por qual cidade devemos chegar? É muito complicado fazer duas estações na mesma viagem? (neve na Suíça e calor em Berlim e Praga?). Qual a sequência ideal? (levando em conta que sairemos do Brasil e ele de Londres e, ainda, que no décimo dia ele retorna para Londres e a gente segue para Amsterdam!). E o transporte? É isso aí, me ajudem! Grande abraço!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fred! É possível ver e tocar em neve na Suíça nas estações mais altas, como Interlaken e Zermatt.

Antes de mais nada, dê uma olhadinha nos posts da Suíça:
https://www.viajenaviagem.com/category/suica

Pense em avião entre a Inglaterra e a Suíça e entre a Suíça e o leste ou Amsterdã.

Fernanda Souza

Oi Ricardo!
(Primeiramente, desculpe a falta de assento, meu teclado esta desconfigurado)
Preciso de uma ajuda sua!!!
Vou passar 3 meses em Londres estudando e de apos este periodo ficarei de ferias 1 mes e minha intensao e conhecer Portugal, Espanha e Italia. A principio estou pensando em uma semana em Portugal (Lisboa, Porto e Fatima), uma na Espanha (Madri e Barcelona) e duas na Italia (na Italia quero conhecer tantos lugare que ainda nao me decidi... mas provavelmente irei a Roma, Florenca, Veneza e Milao).
Queria algumas dicas para otimizar minha viagem, e sua opniao sobre as cidades escolhidas, se estou colocando coisa demais para o tempo de viagem ou coisa de menos...

Obrigada!!!

Bjos

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! Aqui quem responde é A Bóia, assistente do Ricardo Freire. Infelizmente não conseguimos avaliar roteiros de leitores um a um. Mas você está no post certo: para montar a sua viagem, leia tudo e clique nos links. Se surgir alguma dúvida, pode perguntar pra gente wink

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Fernanda, não conheço Fatima e Porto, mas pelos dias e cidades, do que eu leio aqui, está bom seu roteiro. Itália priorize. 12 dias, em 2 vezes e não vi tudo.

Tati
TatiPermalinkResponder

Olá Ricardo e Bóia. Vocês são demais... adoro o site... acompanho há anos. É muito, muito útil. Mas desta vez, preciso de uma ajudinha, pois só pelas dicas de vocês, ainda estou perdida!! Não estou sabendo montar um roteiro entre as cidades que vou visitar (ainda não comprei nenhuma passagem, porque quero decidir o roteiro, para daí então, comprá-las). Pretendo visitar Madri, Barcelona, Roma, Lyon, Paris e Londres. Por onde começo? Depois vou p/ qual cidade? E depois? E onde termino? Terei mais ou menos 20 ou 22 dias disponíveis. O que vocês me sugerem? Abs...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tati! Por favor releia o post. Clique nos links indicados. Você verá que está pensando em cidades demais.

Fred
FredPermalinkResponder

Olá,
Estou pretendendo conhecer o Leste Europeu. Riq sugere em alguns posts a sequência Budapeste-Viena-Praga-Berlim, mas como só tenho 9 dias (sem contar o da saída e o da chegada), excluí Budapeste. Ficaram 2 dias inteiros em Viena, trem para Praga, 2 dias inteiros em Praga, trem para Berlim e 3 dias inteiros em Berlim.
Mas ainda tenho algumas dúvidas:
1- Não conheço nenhuma dessas cidades. Deletei Budapeste por parecer a mais fora de mão. Fiz bem?
2- Abrindo mão dos bate-voltas, dá para ver Viena e Praga em dois dias inteiros cada e Berlim em três? Ou seria melhor deletar mais uma? Nesse caso, qual?
3- Mantendo as três cidades, Berlim com um dia a mais que as outras ficou bem?
Pitacos, por favor, sem compromisso!
Em tenpo, já li todos os posts de VnV.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fred! Continua sendo bastante pouco. Em 9 dias recomendamos Berlim + Praga.

Veja como organizar:
https://www.viajenaviagem.com/2012/03/roteiro-9-dias-europa/

Fred
FredPermalinkResponder

Primeiro Berlim?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fred! Deixe por último a cidade pela qual você nutre maior expectativa.

Lana
LanaPermalinkResponder

Oi pessoal!
Acabei de conhecer o site e estou adorando!
Estou planejando uma viagem com amigas em setembro para a Europa. Como só temos 10 dias, estamos ainda em dúvidas quanto ao melhor roteiro, mas apenas uma certeza: Paris! Seguem abaixo alguns em que pensamos:
- Lisboa, Barcelona e Paris
- Lisboa, Madri e Paris
- Barcelona, Paris, Bruxelas e Amsterdã
- Barcelona, Paris e umas duas cidades na Alemanhã
Agradeço desde já pela ajuda!

GUSTAVO W
GUSTAVO WPermalinkResponder

Estou montando viagem na europa; a chegada será obrigatoriamente por munique; ficarei 15 dias e quero ir a berlim, praga, viena e, se der, budapeste; na volta quero sair de outra cidade; mas quando se compra pelo site da companhia aerea o preço só é bom se vc comprar ida e volta pela mesma cidade; como fazer para sair e chegar por cidades diferentes se o preço altera - já fiz isso em varias empresas; sai por uma cidade e chega por outra o preço duplica

Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gustavo! Use a função "múltiplos destinos". Você deve estar fazendo alguma coisa errada. Indo por uma cidade e voltando por outra a passagem dificilmente muda de preço; cada trecho extra deve acrescentar uns 150 dólares.

Italo
ItaloPermalinkResponder

Olá, as dicas do site são excelentes e está provocando uma reviravolta no meu planejamento de viagem.
Terei cerca de 33 dias na Europa onde devo reservar 10 a 12 dias em Londres, pois já morei lá e quero revisitá-la bem com minha esposa.
Os outros 21 dias distribui para Suíça e Itália (tinha intenção de visitar Paris por 4 dias mas já retirei pois achei pouco).
Estive pensando em fazer o roteiro de carro para maior flexibilidade. Sendo assim devo ficar na Suíça por 5 dias para visitar Interlaken, Luzern e provavelmente Zermatt. No caminho à Itália fico 2 noites em Chamonix e os outros 14 dias distribuiria no seguinte roteiro: Chamonix, Como (Lugano - pit-stop para visitar fábrica de chocolate), Verona (2 dias), Veneza (2 dias), pit-stop Maranello (Ferrari) e por fim Toscana (5 dias) (Florença como base e bate volta em Pizza (trem cedo de Florença, pit-stop em Pizza e segue para Cinque Terre), cinque terre (provável pernoite), Lucca (no retorno de Cinque Terre), San Gimignano, Chianti e Siena. Finalizo o roteiro na Itália em Roma por 2 ou 3 dias.
1ª Dúvida: esse roteiro parece factível?
2ª Dúvida: pelas dicas no site vi a sugestão de bate-volta e achei excelente. No entanto a sugestão é sempre de 1 dia de viagem. No meu roteiro, se fizer base em Pádova por exemplo para visitar Verona e Veneza indo e voltando 2 dias para cada essa sugestão continua válida? Ou seja, bate-volta 2 dias na mesma cidade. Ou de repente vale à pena deixar as coisas no hotel em Pádova e fazer uma mochila de ataque para 1 pernoite em cada cidade?
Apreciarei muito a ajuda.
3ª Dúvida: há algo que possa alterar na viagem? Roteiro, excluir locais, dias em cada uma delas?
4ª Dúvida: Vale a pena visitar Gruyere ao invés de alguma das cidades da Suíça?

Obrigado.

Neusa
NeusaPermalinkResponder

Olá Italo,

Vou dar um pitaco só na parte da Suiça smile
Acho que 5 noites para as 3 cidades está bom. Talvez 6 noites fosse melhor (para ficar 2 em cada), mas vi que o roteiro é grande !!! Mas entre Interlaken e Zermatt, prefiro Zermatt.

Sobre Gruyére ela é bem bonitinha, mas não vale pernoitar. Tem uma pracinha, a fabrica de queijo (onde ganhamos umas amostras grátis) e o castelo. Fizemos o passeio todo em uma manhã e depois almoçamos um raclete num restaurante da pracinha. Talvez no caminho entre Interlaken e Chamonix, dar uma paradinha para almoçar...

Boa viagem !

Italo
ItaloPermalinkResponder

Neusa,

Obrigado pela dica. Vou ajustar o roteiro pensando nisso.

Abraço.

Renato Mechica

Acho que 5 dias para Suiça está bom para Interlaken e Zermatt. Para incluir Lucerna seria interessante colocar no mínimo mais 1 ou 2 dias.
Para Veneza, 2 dias está ok, não ótimo, se forem 2 dias completos, ou seja, 3 noites. Eu não iria para Conque Terre nessa viagem não, âcho que é muita estrada, concentre-se na Toscana mesmo que já vale mais a pena! Veja se dá pra ficar pelo menos umas 4 noites em Roma.

Voltando a Suiça, o lugar que achei melhor para passear perto de Interlaken foi a área de Lauterbrunnen. Vá lá, quem sabe suba também para Wengen ou Murren para ver o vale de cima, sem contar a subida até o Jungfraujoch.

Em Zermatt, gosto de sugerir, além dos passeios já conhecidos, uma caminhada até o vilarejo de Findeln. Lá tem um restaurante muito gostoso, o Findlerhof (http://www.findlerhof.ch/home.htm) com ótima comida e uma vista perfeita do Matterhorn. Se bem me lembro, pra chegar lá pega-se o teleférico para Sunegga Paradise, mais uma meia-hora de uma bela caminhada.
Abraços!

Italo
ItaloPermalinkResponder

Desculpe postar novamente em seguida.
Apenas acrescentando que devo fazer a viagem em set/out 2012.

Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ítalo! Colocamos a pergunta no Perguntódromo para o povo dar palpite!

Vanessa
VanessaPermalinkResponder

Ítalo,
vou dar pitaco só na parte da Itália, que eu conheço e já fiz de carro.
Deixaria 1 dia só para Verona, 2 (ou 3) em Veneza. 5 para toda a Toscana e ainda Cinque Terre é muito pouco. Colocaria esse dia a mais (que tirou de Verona) na Toscana. Só em Florença vc precisaria ficar pelos menos 2 dias inteiros (faça a reserva para os museus pela internet, para não precisar ficar duas horas na fila). Tiraria do seu roteiro Pisa, que não tem nada de interessante, tirando a torre torta. De Florença até Roma, vá pela chamada La Chiantigiana, a estrada que corta as vinícolas de Chianti. Tenha em mente que o objetivo não é o destino, e sim o caminho. Sugiro dois pernoites (fiz um em Siena e outro em S. Gimignano), pois imagino que vc vai querer parar para comer bem, tomar um bom vinho, etc. Reserve o hotel antes. Deixei pra escolher na hora e quase dormi no carro.
Uma dica: no site da viamichelin, quase todas as cidadelas da região têm restaurantes estrelados, ou pelo menos altamente recomendados. Anote o nome deles e vá sem medo, coma uma pasta com tartuffo por mim!
Quanto a Cinque Terre, é outro lugar maravilhoso para fazer com calma, e nao fica na região da Toscana. Não dá pra ir rapidinho como vc está pensando.
Eu deixaria para outra viagem.

Vanessa
VanessaPermalinkResponder

Ah, fui em meados de setembro e, no fim da viagem em Veneza, já peguei um friozinho.

Vanessa
VanessaPermalinkResponder

Lembrei de outra coisa mega importante: em Verona, Veneza, Florença, Roma, etc. vc não consegue entrar com o carro dentro das cidades. Teria que deixar estacionado em algum estacionamento particular na entrada da cidade, o que encarece demais, pq além da diária do carro que está lá sem ser usado, vc pagar no mínimo uns 30 euros de diária. O que eu faria seria devolver o carro ao chegar em Verona, de lá para Veneza e de Veneza para Florença ir de trem (os trens são maravilhosos e pontualíssimos - veja em trenitalia.com). Pegaria o carro ao sair de Florença para fazer o interior da Toscana, e devolveria assim que chegar em Roma.

Italo
ItaloPermalinkResponder

Vanessa,

Maravilha suas dicas. Obrigado. Provarei a pasta com tartuffo com certeza e me lembrarei da sua sugestão. smile

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Italo, não sei se vc pretende ir direto de Veneza para Maranello para visitar a Ferrari e depois ir para Toscana, mas te digo que é longe fazer isso tudo num dia. O Museu em si você visita rápido mas meu marido adorou andar de Ferrari, então para achar a Ferrari e fazer tudo isso reserve umas 3hs. De Florença para Maranello gastamos 2,5h/3hs e para Veneza lembro que era mais que isso (fomos para lá direto de Como). Simule no via Michelin a parada em La Spezia, ponto base para Cinque Terre, talvez seja um roteiro melhor.

Italo
ItaloPermalinkResponder

Cristina,

Obrigado pela dica. Vou considerar suas sugestões no roteiro.

Abraço.

Vitor Almeida
Vitor AlmeidaPermalinkResponder

Olá
Preciso de ajuda, vou em maio para a Europa(5 Semanas) as primeiras 2 , já tenho resolvidas, 9 dias em Londres e 5 dias Paris a ultima ou os 10 últimos dias vai ser Portugal que ainda não conheço, minha ideia inicial era Bordeaux e arredores por 1 semana e barcelona e arredores tbm por uma semana,minha duvida é em vez de Bordeaux fico pelo norte conhecendo Mont Saint Michel e mais algum lugares por lá como Giverny, Rouen, Caen etc, ou sigo minha ideia inicial?
Eu quase não vejo ninguém comentando de Bordeaux e arredores

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vitor! Todos esses lugares são bacanas. Não é porque tem pouca gente comentando sober um lugar que ele é menos bacana do que o outro. Vá atrás do que mais te emociona. A Europa não vai sair do lugar.

Thayssa
ThayssaPermalinkResponder

Heey Bóia!

olha, estou indo pra europa agora em maio! vou fazer Madrid (4 dias), Barcelona (2 dias), Roma (9 dias) e Paris (4 dias).
Em Roma eu vou me encontrar com amigos porque vamos participar de um evento religioso no Vaticano, com a Comunidade Católica Shalom. Mas vou sozinha para Madrid, porque lá vou encontrar com amigos brasileiros que moram lá.. por isso achas melhor não arriscar a carta-convite e fazer reserva de hotel para não ter complicações?
e se eles me perguntarem, o que eu sozinha, farei na cidade, eu posso alegar que vou me encontrar com colegas que viajaram na frente, e eu só to indo depois por causa das minhas férias?

Já tenho as passagens e já estou providenciando:
-as reservas de hotel e albergue nas cidades que vou parar
-declaração de que moro com meus pais
-declaração de vínculo empregatício, informando que estou de férias no período de 01/05 à 30/05.
-carteira de trabalho, contra-cheque e carteira profissional (sou arquiteta e trabalho numa loja há um ano).
-seguro-saúde
-últimas faturas dos meus 2 cartões internacionais (visa e mastercard)
-dinheiro em espécie e o resto no cartão Confidence (to considerando gastos de 70euros/dia)

precisa de algo mais?
as declarações são feitas em português, em espanhol, ou estar nas duas línguas no papel? preciso autenticá-las em cartório tb né?

confesso que estou muito apreensiva pelo simples fato de eu chegar sozinha em madrid.. falo em espanhol também, ajuda na hora?
obrigada desde já!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thayssa! Leve todos os documentos que comprovem realmente o seu trajeto.

Nanda
NandaPermalinkResponder

Boa tarde! As tarifas aéreas estão muito caras de Zurique para Veneza. Estive olhando de trem, sao mais de 6 horas de viagem. A viagem é compensadora pela beleza dos locais a se passar?

Frank (Dois Mapas)

O trajeto normal é só isso: um trajeto normal, em ferrovia relativamente rápida com alguns trechos de alta velocidade.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nanda! As viagens de trem mais rápido entre a Suíça e Milão (que é onde você vai pegar sua baldeação para Veneza) usam muitos túneis, então não são totalmente panorâmicas.

Nos trens de alta velocidade dentro da Itália você não vai apreciar a paisagem.

O trem é mais confortável do que o avião em viagens de até 4 horas. Seis horas já são um pouco puxado, é melhor pensar no avião.

Se você tiver um dia para gastar no trecho até Milão, considere ir de Zurique a Chur cedinho e lá pegar o Bernina Express, um verdadeiro trem panorâmico, até Tirano. Lá você pega outro trem a Milão, dorme em Milão e segue no dia seguinte a Veneza.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2011/10/suica-de-trem-de-st-moritz-a-lugano-no-bernina-express/

Nanda
NandaPermalinkResponder

Muito obrigada!! Se for o caso de viajarmos de trem, devo olhar pela sbb.ch?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nada! Sim. Por favor leia o post indicado.

Nanda
NandaPermalinkResponder

Olá Bóia! Saberia me dizer a diferença entre “open” e “corridor” na opção de preferência de compartimento para reservar um assento em um trem da SBB, na Suiça? E se conseguirmos reservar um “window seat” e um “midlle seat”, saberia me dizer se serão lado a lado necessariamente? Isso porque não sabemos se são três ou mais assentos de cada lado. Muito obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nanda! Os sistemas das cias. ferroviárias sempre se encarregam de deixar as pessoas de uma mesma compra juntas. Não entendemos o seu "open", tem certeza de que não há mais nenhuma palavra? Se não houver, pode significar que você está deixando a cargo do sistema escolher.

Nanda
NandaPermalinkResponder

Ah, so mais uma coisa: compensa eu comprar o Swiss Pass para passar 4 dias na Suíça e depois ir de trem à Italia?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nanda! Se você usar intensamente o trem nesses quatro dias, pode valer a pena. Só fazendo as contas para saber. Você pode usar seu passe até Tirano, já na Itália, ou Lugano, na fronteira.

vinícius (mais do que uma viagem)

Nanda, respondendo as suas perguntas. Estive na Suiça e viajei bastante com os trens da SBB. Se você reservar um window seat e um middle seat não quer dizer que você necessariamente viajará lado a lado. Aliás, quase todos os trechos que utilizamos o trem viajamos um de frente ao outro.
além disso, a viagem Zirique-Milão é bastante tranquila.
Apesar de não saber o seu roteiro, eu acho que não compensa comprar o Swiss Pass para ficar somente quatro dias no país principalmente pois a compra de bilhetes individuais possivelmente será mais barata do que a compra do Pass.
um abraço

Nanda
NandaPermalinkResponder

Muito obrigada Bóia e Vinicius! E, Bóia, é so open mesmo que temos na opção. Ou é open ou é corridor.

Simone
SimonePermalinkResponder

Ricardo e Bóia,
Vou fazer uma viagem a trabalho para França e vou esticar para férias na sequencia com uma amiga. Vou tirar 15 dias e queria ir pra Turquia e Croácia.. Vocês tem uma sugestão de roteiro e forma de deslocamentos? A maioria dos roteiros que vejo como sugestão tem Turquia e Grécia ao invés de Croácia... Abraço e obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Simone! Não temos esse conteúdo organizado e infelizmente não podemos fazer roteiros individuais. Mas vai te ajudar ler o post da Turquia pela Carla Tolosa:
https://www.viajenaviagem.com/2009/07/turquia-as-dicas-da-carla-tolosa/

Visite também o blog Uma Brasileira na Croácia:
http://marilia-umabrasileiranacroacia.blogspot.com.br/

O ideal seriam 15 dias na Turquia.

Patricia Freire

Olá,

Estou viajando com meu marido para Europa em 4/6 e voltaremos dia 16/6. Vamos iniciar por Berlim pois temos um congresso lá até 9/6.Gostariamos depois de conhecer Praga e arredores (Dresdem, Cesky Krumlov ou Karlovy Vary) ou Praga e Budapeste (restara para isto 6 dias sem contar com a saida dia 9 e a volta na tarde do dia 16/6). Infelizmente compramos nossa volta por Berlim mas estamos pensando se vale a pena trocar para sairmos de Praga e pagar as multas ou viajar de volta Praga-Berlim de trem na manha do dia 16/6

O que vc sugere ? O que é mais viavel para conhecermos bem e com tranquilidade?. Daria para fazer bate volta de Dresdem-Praga ou seria melhor dois dias ? E as demais cidades proximas a Praga dá para fazer bate volta ?. Ou seria melhor já parar na ida de Berlim em Dresdem e depois seguir para Praga e arredores dispensando a visita a Budapeste ?.

De antemao, obrigada

Marcelo | Alemanha! Por que não?

Olá Patrícia,

Dresden merece pelo menos dois dias, mas daria para fazer apenas como um pit-stop entre Berlim e Praga, saindo bem cedo de Berlim, e chegando bem tarde a Praga.
Nao é possível aproveitar a cidade, mas dá para conhecer os pontos principais, sem entrar em museus, etc.

Karlovy Vary ou Cesky Krumlov dá para fazer como bate e volta de Praga, sem problemas, mas o trem leva 3h20 e 3h40, respectivamente, entao vc perde bastante tempo.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patricia! Apenas para complementar o que disse o Marcelo, veja neste post quantos dias ficar em cada cidade da Europa:
https://www.viajenaviagem.com/2010/07/europa-quantos-dias-em-cada-lugar/

Desaconselhamos deslocamentos no dia da volta. Qualquer imprevisto pode causar um transtorno imenso!

Carlos Cunha
Carlos CunhaPermalinkResponder

Comandante Ricardo, Boias e companheiros viajantes,

estou montando a minha 1ª viagem à Europa. Pretendo partir no dia 21/06 (chegando no dia 22) e voltar no dia 11/07, portanto terei 19 noites.

Ainda não comprei as passagens, mas estou pensando em fechar RIO-PARIS pela KLM, com a volta MUNIQUE-RIO pela Alitalia, pacote que encontrei por US$ 1.081,00 na Decolar, sem taxas.

Digamos que a viagem será um "mochilão-metido-a-besta", pois me hospedarei em hostels, mas sem perrengues e neuras de economia total, não abro mão de comer bem, beber muito bem, badalar, comprinhas e passeios etc. Prefiro hostels pela geralmente boa localização, facilidade de encontrar tours bem montados e não tão caros e, principalmente, por estar viajando sozinho e facilitar a interação, conhecer gente. Tenho boa experiência com hostels de um mochilão (esse sim "roots") de 3 meses BRASIL-MÉXICO que fiz em 2010. Mas nada de cozinhar Miojo e ficar bebendo vinho de caixinha no albergue não smile

Claro que na primeira ida a Europa sempre ficamos tentados a visitar o maior número de países possíveis, mas tentei ser racional e seguir as dicas do Comandante. No meu planejamento inicial, a ser agora aparado, pensei em dividir minhas noites da seguinte forma:

Paris: 6 noites
Bruxelas: 2 noites
Amsterdam: 4 noites
Colônia: 1 noite
Munique: 6 noites

Os trechos PARIS-BRUXELAS-AMSTERDAM-COLONIA pretendo fazer de trem, por serem curtos e darem esse "jeitinho europeu" à viagem.

COLONIA-MUNIQUE encontrei por 60 Euros (todas as taxas e despacho de bagagem incluso) na lowcost GermanWings.

Muitos irão me perguntar: por que essa parada de 1 dia em Colônia? Não sei, mas sempre tive uma atração por essa cidade, lembro das fotos da catedral gótica nos livros do 1º grau, e me pareceu bem factível, pois fica a 2 horas de trem (19 Euros) de Amsterdam, eu chegaria num dia pela manhã e partiria no outro, a tarde. Seria basicamente para um pitstop para um "rolê" pela cidade e atrações principais. O que acham, vale a pena?

Bom, gente, aceito críticas, sugestões, dicas, pitacos, indicações de passeios, hospedagem, meios de transporte etc.

Abraço e desde já, agradeço muito!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos! Sua pergunta está no Perguntódromo, vamos ver se o pessoal palpita.

Carlos Cunha
Carlos CunhaPermalinkResponder

Prezada Boia,

não consegui encontrar no Perguntódromo, será que estou procurando errado?

Muito obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos! As respostas que por acaso forem dadas aparecerão exatamente no post em que a pergunta for feita.

Carlos Cunha
Carlos CunhaPermalinkResponder

Boia, na realidade, o que não consegui foi encontrar minha pergunta na lista de perguntas-tópicos do Perguntódromo, lá na página principal.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos! Já acrescentamos. Obrigado por avisar.

Renato Mechica

Carlos,
Eu achei que seu roteiro ficou legal. Vai dar pra dar uma bela geral em Paris em 6 noites e em Amsterda com 4. Duas noites para Bruxelas está ok, mas acho que se você quiser fazer um bate-volta em Bruges ou Gent, seria legal colocar mais uma noite, quem sabe tirando uma de Munique.

Quanto as 6 noites em Munique, acho que é bastante se você ficar só em Munich. Então , acho que nesse tempo você poderia aproveitar para fazer bate-voltas na região (quem sabe Neuschwanstein, Garmisch-Partenkirchen, Oberammergau) mas sem exagerar.

Sobre 1 noite em Colônia: confesso que já fiz isso também rs rs. Estava em Wiesbaden e ia para Amsterdã. Parei uma noite só por lá e fiquei no Ibis que fica em cima da estação de trem, lembrando que a estação fica ao lado da catedral (ou seja, fique no Ibis para não perder tempo). A idéia era conhecer a catedral basicamente, mas ainda deu para dar uma volta no centro, atravessar o rio para ter outra vista da catedral e da cidade e comer umas salcichas e tomar umas cervejas. Fiquei super satisfeito, achei que passar uma tarde e uma noite por lá foi bem razoável e foi um belo pit-stop na viagem. Recomendo sem dúvida alguma, passe por lá sim e aproveite!!

Carlos Cunha
Carlos CunhaPermalinkResponder

Renato,

realmente, o pit-stop em Colônia é para conhecer a Catedral e provar umas cervejas locais, o que der para fazer a mais, é lucro. Como chego numa manhã e parto no outro dia a noite, tentarei visitar o zoológico, mas se não der, corto sem problema. Muito obrigado pela dica do Ibis, com certeza tentarei reservar lá, valeu demais!

Coloquei Bruxelas no roteiro muito por causa das cervejas trapistas, quero provar algumas no país de origem. Pretendo fazer um bate-volta a Bruges, mas depende muito do ritmo e minha disposição no momento, também corto sem remorsos.

Na verdade, ainda cogito cortar toda a Bélgica do roteiro para ganhar mais uns dias na Holanda, pois pretendo fazer um bate-volta de Amsterdam a Venlo, pois esse ano está acontecendo a Floriade 2012 (floriade.com), ocorre a cada 10 anos, "gigantesca exposição mundial que associa botânica, qualidade de vida e diversidade cultural" (V&T de abril). Mas será que 3 dias inteiros em Amsterdam e mais esse bate-volta dá para aproveitar bem?

Quanto ao período em Munique, tive de mudar os planos, pois na hora de confirmar a reserva a Decolar não manteve o preço oferecido. Fiz algumas novas buscas encontrei um bom preço para fazer RIO-PARIS com a volta PRAGA-RIO na British.

Busquei no skyscanner e encontrei COLONIA-PRAGA pelos mesmo 60 euros na GermanWings, então estou cogitando mudar as últimas 6 noites para Praga, cidade que sempre foi um dos meus grandes desejos de conhecer e que não tinha incluído inicialmente para tentar diminuir os deslocamentos. Mas com voo direto (1h30min), mesmo preço e condições de COLONIA-MUNIQUE e ainda podendo fazer o trecho intercontinental com bom preço na British, me pareceu perfeitamente factível.

O que acham de 6 noites em Praga? Dá para aproveitar bem, sugerem algum bate-volta ou corto um dia para aumentar nos outros trechos?

Mais uma vez agradeço ao Comandante, Boias, Renato e todos que se dispuserem a ajudar. Abraço!

Carlos Cunha
Carlos CunhaPermalinkResponder

Outras dúvidas:

indo para Paris pela British, consequentemente com conexão em Londres, como será a imigração, só em Londres, só em Paris, ou em ambas?

2h45min de intervalo entre os voos é razoável, ou devo escolher a opção com 4 horas de intervalo, ou não devo me preocupar pois se perder a conexão a British irá me realocar no próximo voo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos! A imigração será em Paris. Em Londres vocês ficarão na área de trânsito internacional, sem entrar no país. Se as passagens são vinculadas, a companhia aérea é responsável por realocar em caso de ataso. 2h45 é um bom intervalo.

Luciana Bordallo Misura

Nós fizemos 7 noites em Paris, 2 na Bélgica e 4 em Amsterdam no ano passado. Quer saber? Nós adoramos a Bélgica! Paris é maravilhosa, não mexeria nos dias ali, mas a Bélgica foi uma surpresa e tanto. Ficamos com muita vontade de conhecer mais e pretendemos voltar. Queria ter ido a Ghent e a Antuérpia, e passado mais um dia em Bruxelas (só ficamos 1 dia em Bruxelas e 1 em Bruges). Então se o pessoal aqui está achando que 6 dias em Praga é muito (não conheço Praga) eu sugiro que você realoque os dias pra Bélgica. 4 em Amsterdam eu achei legal.

Amanada
AmanadaPermalinkResponder

Oi Carlos! Achei sua viagem legal, e acho que vc esta certo em tentar economizar um pouco, mas tambem nao deixar de aproveitar. smile
So uma coisa, na minha opiniao, 6 dias é bastante para ficar em Munique, que é uma cidade linda, mas bem pequena. Porque vc nao da uma passada em Berlin nesse meio tempo? Vale muito a pena conhecer la tb!

Liliana
LilianaPermalinkResponder

Carlos,
desculpe sempre cometo o mesmo erro elementar de não responder e sim colocar minha opinião no final do post, mas tem um comentário meu sobre o seu roteiro caso queira dar uma olhada:

https://www.viajenaviagem.com/2011/12/como-montar-viagem-europa/comment-page-3/#comment-209365

Marcelo | Alemanha! Por que não?

Olá Carlos,

Seu primeiro roteiro, incluindo Munique, estava bem legal, pois com seis noites em Munique dá para fazer alguns bate e volta interessantes, como Füssen, Nuremberg, Innsbruck ou Königssee.

Agora, acho seis noites em Praga um pouco demais. Apesar da cidade ser muuuito bonita, em minha opiniao quatro dias sao suficientes, e as opcoes de bate e volta sao um pouco mais difíceis do que a partir de Munique, pois os trens da regiao nao sao tao confiáveis e frequentes quanto os da Alemanha.
Sugiro sair de Praga e passar duas noites em outra cidade, como Karlovy Vary, e a partir de lá fazer um bate e volta a Pilsen (a cerveja é originária de lá, o nome em tcheco é Plzen).

Quanto às cervejas, vale a pena fazer uma "comparacao científica" entre as cervejas belgas, a Kölsch de Colônia, as Weizenbier de Munique, ou as Pilsen na Rep. Tcheca. wink

Juliana Afonso

Eu achei o roteiro ótimo Carlos! Não gosto do Turismo-express pois acho importante conhecer bem uma cidade, as pessoas e a cultura local, ao invés de visitar um monte de lugar em pouco tempo! A dica que tenho para lhe dar é sobre Munique: já fui na cidade e não acho que você precisa gastar 6 dias por lá... 4 já é suficiente! Sugiro pegar dois desses dias para ficar em Bruges, uma cidade perto de Bruxelas que vale MUITO a pena conhecer! wink

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar