Que moeda eu levo para o Chile?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Pesos chilenos

A moeda corrente no Chile é o peso chileno. Em agosto/2017, 1 real está sendo comprado a 185 pesos. O dólar está por volta dos 647 pesos. Essas cotações, no entanto, mudam a todo momento. Para saber as cotações atuais, consulte o site do Cambios Santiago (a cotação que vale é a de 'compra').

Note que, para obter isenção de 19% de IVA (imposto sobre valor agregado, o ICMS deles) no pagamento de diárias de hotel, é necessário pagar em dólar ou cartão de crédito internacional.

Se preferir, clique para ir direto ao tópico desejado:

Pagamento de hotel: use dólar ou cartão de crédito

Assim como outros países da América do Sul, o Chile isenta os turistas estrangeiros, que estejam há menos de 60 dias no país, do IVA (imposto sobre valor agregado) nas diárias de hotéis. Este imposto é cobrado dos chilenos e dos estrangeiros residentes.

Para obter esses 19% de desconto é preciso pagar a conta em dólar vivo ou em cartão de crédito internacional, com a fatura expressa em dólares. A fatura da hospedagem será um 'recibo de exportação'.

"Ah, mas não fica mais caro pagar a conta em dólar?" Não, não fica. A conversão é feita pela cotação oficial. É burrice pagar hotel no Chile em pesos.

Menu | Hotel | Dinheiro vivo: peso, real, dólar | Cartões: saques, pré-pago, crédito

Dinheiro vivo: peso, real ou dólar?

Quando você opta por viajar com dinheiro vivo, precisa montar uma estratégia de câmbio, para comprar e vender moeda em condições vantajosas. De nada adianta fugir dos 6,38% do IOF dos cartões se você trocar seu dinheiro por cotações 10% ou 15% abaixo da cotação justa.

Abaixo você encontra considerações sobre levar pesos, reais e dólares para o Chile. Mas saiba de antemão que não vale a pena comprar pesos chilenos no Brasil, e que reais são mau negócio fora de Santiago.

Levando reais ou dólares, esteja ciente de que fazer câmbio no aeroporto de Santiago não vale a pena. Para fazer seus reais ou dólares renderem, você precisa chegar num dia de semana e reservar a primeira manhã ou a primeira tarde para fazer câmbio numa casa de câmbio da avenida Pedro de Valdivia, em Providencia, ou na calle Agustinas, no Centro. Caso você não tenha essa disponibilidade, saiba que usar cartão de crédito será mais vantajoso.

Na minha última viagem, em agosto de 2017, consegui 183 pesos por real (já com IOF) usando cartão de crédito. Usar cartão de crédito foi 5% mais vantajoso do que comprar pesos no Brasil (175 pesos por real), 13% mais vantajoso do que trocar reais na casa de câmbio do aeroporto (163 pesos por real) e 3% mais vantajoso que trocar reais na casa de câmbio do shopping Costanera Center (177 pesos por real).

Meu cartão de crédito só perdeu para a cotação das casas de câmbio da calle Agustinas e da avenida Pedro de Valdivia (185 a 189 pesos por real, ou 1 a 2% de vantagem com relação ao cartão de crédito).

Ou seja: se levar dinheiro vivo, troque em dia de semana, em horário bancário, nas casas de câmbio da cidade (mas não no shopping). Se não puder, use o cartão pré-pago (se não quiser correr o risco de desvalorização cambial) ou o cartão de crédito sem peso na consciência.

Vale a pena comprar pesos chilenos no Brasil?

Não vale a pena comprar peso chileno no Brasil (nem qualquer moeda "fraca"). A cotação parece baratinha, mas pode ser mais de 15% mais cara do que você conseguiria por seus reais numa boa casa de câmbio Santiago, num dia de semana, em horário bancário.

Exemplo: em agosto de 2017, casas de câmbio em São Paulo ofereciam cotações entre 161 e 175 pesos por real; em Santiago era possível conseguir entre 185 e 189 pesos por real nas casas de câmbio da calle Agustinas no Centro ou na avenida Pedro de Valdivia em Providencia. A diferença entre a melhor cotação de Santiago e a pior cotação de São Paulo chegou a 17%.

Vale a pena levar reais para o Chile?

Santiago (assim como Buenos Aires e o Uruguai) é um dos poucos lugares onde o real tem um bom mercado. Atente, porém, a essas peculiaridades:

  • O real tem cotação melhor que o dólar nos meses de verão, quando há grande procura de reais por parte dos chilenos que viajam de férias ao Brasil
  • Durante os meses de inverno, quando há grande afluxo de turistas brasileiros no Chile, inundando o mercado de reais, a cotação do real baixa um pouco. Continua OK levar reais para Santiago, mas quem levar dólar (comprando bem o dólar no Brasil) conseguirá pelo menos 3% mais pesos
  • Não leve reais para fora de Santiago. Reais não têm boa cotação no Atacama, nos Lagos Andinos ou na Patagônia. Se for para esses lugares e não puder trocar reais em dia de semana, em horário bancário, em Santiago, leve dólares ou cartão de crédito

A cotação da casa de câmbio do aeroporto para reais é péssima -- a pior da cidade. Se precisar de alguns pesos vivos, troque o mínimo possível de reais (ou dólares; o dólar não tem a cotação tão aviltada quanto o real no aeroporto).

Note que o táxi oficial do aeroporto aceita cartão de crédito.

Você pode ver as principais zonas de casas de câmbio em Santiago neste post.

Vale a pena levar dólares para o Chile?

O dólar nunca deixa você na mão em países de moeda fraca. É uma aposta segura para manter o seu poder de compra em qualquer lugar do mundo em que você precise fazer câmbio para moeda local.

Lembre-se que, para fazer o seu dinheiro render ao máximo, você precisa comprar bem o dólar no Brasil -- ou seja, pesquisar a cotação antes de comprar. Comprando pela cotação mais baixa, e trocando esses dólares em Santiago em dias úteis, no horário bancário, nas casas de câmbio da avenida Pedro de Valdivia em Providencia ou da calle Agustinas no Centro, você fará bons negócios.

Atenção para as pegadinhas:

  • Nos meses de verão (dezembro-fevereiro) o real tem bastante procura em Santiago, o que faz com que se valorize. Nessa época, levar reais costuma render mais do que levar dólar
  • Fora de Santiago (Atacama, Lagos Andinos, Patagônia), levar dólar sempre é mais negócio que levar real (reais têm péssima cotação fora da capital). Ainda assim, é melhor trocar seus dólares em Santiago, porque a cotação na capital é melhor do que em áreas turísticas

Não troque dólares no aeroporto. A cotação é a pior de Santiago. Querendo conseguir seus primeiros pesos, troque o mínimo possível -- 50 ou 100 dólares, por exemplo. Lembre-se que o táxi oficial do aeroporto aceita cartão de crédito.

E lembrando mais uma vez: hotéis devem ser pagos em dólar vivo ou cartão de crédito, para que você obtenha a isenção de 19% do IVA (imposto sobre valor agregado, o ICMS deles). Se você pagar em pesos, vai pagar 19% a mais do que quem pagar em dólar ou cartão de crédito.

Menu | Hotel | Dinheiro vivo: peso, real, dólar | Cartões: saques, pré-pago, crédito

Cartões de crédito, pré-pago e saques em moeda local

Apesar de demonizados pelos 'especialistas' entrevistados pelos jornais (gente que certamente nunca precisou fazer câmbio num domingo em Santiago, Lima ou Bogotá), os cartões são meios de pagamento que você deveria considerar usar em países onde é preciso fazer troca de moeda em casas de câmbio.

Isso acontece porque a conversão oferecida pelos cartões é mais vantajosa do que as praticadas pelas melhores casas de câmbio, o que compensa parcialmente o efeito do IOF de 6,38%.

Um exemplo: na minha última viagem, em agosto de 2017, meu cartão de crédito fez a conversão à base de 195 pesos por real (ainda sem IOF). Nas casas de câmbio de Providencia e do Centro, em horário bancário, o real estava cotado entre 185 e 189 pesos. Aplicando o IOF, a cotação final que obtive foi 183 pesos por real -- entre 1% e 2% inferior à das casas de câmbio, ou seja, bem menor que os fatídicos 6,38%, e sem me dar nenhum trabalho, nem me fazer perder nenhum passeio só para poder fazer câmbio.

Evidentemente, eu corri o risco de uma desvalorização do real até o pagamento da fatura, que faria minha conta aumentar. Mas se eu tivesse usado cartão pré-pago, que congela o dólar no momento da compra, nem esse risco eu teria corrido.

Veja as diferenças entre saque em moeda local nos caixas eletrônicos, cartão pré-pago e cartão de crédito.

Vale a pena fazer saques em moeda local nos caixas eletrônicos?

Não vale muito a pena, não. O problema dos saques em caixa eletrônico é que, além do IOF de 6,38%, a cada operação incidem uma tarifa de saque internacional, cobrada pelo seu banco, e uma tarifa de uso do equipamento, cobrada pelo banco dono do caixa onde você está sacando.

Em agosto de 2017, sacando pelo limite máximo (200.000 pesos, quase 1.100 reais), consegui a cotação de 175 pesos por real, já considerando IOF e taxas. Nas casas de câmbio da cidade conseguiria 185 pesos por real; no cartão de crédito obtive 183 pesos por real (já com IOF).

Ou seja: o saque vale só pela comodidade.

Vale a pena fazer gastos com cartão pré-pago no Chile?

Não se assuste com o IOF de 6,38%. O imposto é compensado, em parte, pela cotação vantajosa de conversão de moedas. No fim das contas, você obtém pelos seus reais uma cotação apenas ligeiramente inferior (algo como 1 ou 2%) à das melhores casas de câmbio -- sem precisar se deslocar até uma casa de câmbio física, nem perder uma manhã ou uma tarde de passeio só para fazer câmbio, nem correr o risco de carregar um bolo de dinheiro vivo.

Com relação ao cartão de crédito, a vantagem do pré-pago é a a estabilidade cambial (você congela a cotação no momento da compra a moeda; se o real desvalorizar durante a sua viagem, você não é afetado).

A desvantagem do cartão pré-pago com relação ao cartão de crédito é que, em alguns hotéis (normalmente, de redes internacionais) é feito um bloqueio no check-in, que normalmente é maior do que o valor da estadia. Isso faz com que você fique com uma parte do seu dinheiro indisponível até o estorno, que pode demorar dois a três dias depois do check-out para acontecer. Cartões pré-pagos também não são aceitos para aluguel de carro.

Vale a pena fazer gastos com cartão de crédito no Chile?

Assim como acontece com o pré-pago, o IOF de 6,38% é parcialmente compensado pela conversão vantajosa do peso para o dólar. Na minha última viagem, em agosto de 2017, meus gastos em cartão de crédito foram convertidos, já com IOF, à base de 183 pesos por real. Nas casas de câmbio da cidade, em dia de semana e em horário bancário, conseguiria entre 185 e 189 pesos (entre 1 e 3% a mais). No aeroporto, teria conseguido 163 pesos (13% a menos).

O cartão de crédito oferece praticidade e segurança inigualáveis -- além de milhas. Sua desvantagem é a instabilidade cambial, já que se houver desvalorização do real até o pagamento da fatura, a conta vai subir de acordo. (Mas também pode ocorrer o contrário: se o real se valorizar frente ao dólar -- e isso acontece mais vezes do que se imagina -- no mês seguinte há o estorno da diferença.)

Onde conseguir pesos chilenos no aeroporto de Santiago?

As casas de câmbio que operam 24 horas no aeroporto usam uma cotação desvantajosa. Troque o mínimo necessário. Prefira trocar dólares, que têm cotação menos desvantajosa do que reais no aeroporto.

Se o seu cartão do banco estiver desbloqueado para saques internacionais, você pode também usar os caixas automáticos na área de embarque. Para o saque máximo (200.000 pesos, quase 1.100 reais), a cotação é melhor do que a da casa de câmbio do aeroporto, mas inferior à das casas de câmbio da cidade.

Os táxis oficiais do aeroporto aceitam cartão de crédito. A corrida sai o equivalente a 30 dólares.

Menu | Hotel | Dinheiro vivo: peso, real, dólar | Cartões: saques, pré-pago, crédito

Que moeda levo pra o Atacama?

Se você faz questão de viajar com reais, programe um dia útil em Santiago para fazer o câmbio, em horário bancário, nas casas de câmbio da av. Pedro de Valdivia em Providencia ou da calle Agustinas no Centro.

Caso vá ao Atacama 'direto', pegando o vôo para Calama em seguida, essas são as suas alternativas:

Melhor estratégia: leve dólares

  • Troque nas casas de câmbio de San Pedro. A cotação será uns 20 pesos inferior às boas cotações de Santiago, mas será melhor do que a da casa de câmbio do aeroporto de Santiago. Pague o trânsfer de Calama a San Pedro com cartão de crédito.

Alternativa: saques em caixa automático

  • Habilitando seu cartão de conta corrente para saques internacionais, ou usando um cartão pré-pago (tipo VTM) você pode fazer saques em pesos em caixas automáticos. O mais garantido é já sacar no aeroporto de Santiago: suba pela escada à altura da porta 4 do piso de desembarque. Ao chegar ao piso de embarque, você encontrará um caixa que aceitará cartões de qualquer banco (desde que habilitado para saques internacionais). Há também caixas em San Pedro, mas muitas vezes ficam sem dinheiro. Por causa da taxa de uso do equipamento (6.000 pesos), você conseguirá uma cotação inferior à que conseguiria trocando dólares em San Pedro -- mas será mais vantajoso do que trocar reais no aeroporto de Santiago ou que levar reais para San Pedro.

Plano C: cartão de crédito ou cartão pré-pago

  • Algumas agências de passeios não aceitam cartões. Muitas, porém, aceitarão -- mas cobrarão uma taxa. Ainda assim, sairá mais vantajoso do que levar reais para o Atacama.

Menu | Hotel | Dinheiro vivo: peso, real, dólar | Cartões: saques, pré-pago, crédito

Leia mais:

1065 comentários

Bernardete
BernardetePermalinkResponder

Boa Noite !!!
Adorei essa troca de deias.
Vou ao Chile dia 07 de abril, passarei 3 dias, quero dicas de onde ir, sem usar o guia viagenet, gostaria de dicas de quem já foi e o que gostou de ver.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bernardete! Você vai para onde? Santiago? Use essas dicas: https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Boa noite estou indo para o Santiago final de agosto, estou veo um apartamento na na Huérfanos N° 1400 en Santiago Centro, é uma boa localização para passear em santiago?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rafael! Este post é sobre moeda. Leia sobre localização aqui:

https://www.viajenaviagem.com/2010/09/20-hoteis-em-santiago/

Joana
JoanaPermalinkResponder

Olá, gostaria de dicas sobre casas de câmbio que possam ter boas cotações? Estarei indo para o Santigo no dia 28/03. Obrigadooo! Adoorei as dicas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Joana! Não temos uma casa de câmbio específica para recomendar. Vale a pena habilitar o seu cartão do banco para saques internacionais e não perder tempo indo atrás de casa de câmbio! wink

constantino
constantinoPermalinkResponder

Acabei de voltar de Santiago e segui a minha dica que postei antes da viagem: não é preciso muita preocupação com cartões no Chile. Eu pedi ao meu Banco um cartão de débito internacional novo. E claro o liberei para o período da viagem. Pude sacar, pagar à vista sem burocracia. Bastava pagar a conta em Pesos. É que além das duas opções conhecidas Débito e Crédito as máquinas tem também quando o cartão é estrangeiro a opção operações com cartões estrangeiros bastava avisar ao balconista que desconhecia tal opção. Na hora do saque eu paguei uma taxa de R$12,00, nas compras não. Usei dinheiro para metro e compras em camelôs.

maria carmen souza de moura aguiar

Poderia me enviar seu e-mail para mantermos contato sobre varias coisas que preciso saber,principalmente sobre cartões de debito e credito,me ajudaria muito,desculpe tomar essa iniciativa.

Lidia
LidiaPermalinkResponder

Olá! Irei a Santiago em Maio e gostaria de saber, qual bandeira do cartão mais aceito nos estabelecimentos, Visa, Master ou Amex? Os taxistas aceitam os cartões de débitos internacional?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lidia! No mundo inteiro, fora dos Estados Unidos, Visa e Mastercard são mais aceitos que Amex. Os taxistas só aceitam dinheiro. O táxi do aeroporto aceita cartão de crédito ou débito.

marcio
marcioPermalinkResponder

ola lidia .

irei com minha esposa para santiago em maio . ja estive la 6 vezes e vou de novo pra levar minha esposa que ainda nao conhece . na CALLE AGUSTINAS , perto da PLAZA DE ARMAS , tem varias casas de cambio e varias cotacoes diferentes , dependendo da casa de cambio . pesquise bem .

um abraco , boa viagem .

Maria Robélia M da Cruz

Olá, estou indo pra santiago com meu marido dia 08 de maio, qual a dta que vocês estão indo, poderemos interagir se for a mesma data, estou com hotéis reservados no booking.com mas ainda não dicidimos qual escolher. Sadações!

Adriano
AdrianoPermalinkResponder

Olá! Como consigo um carão de debito internacional???? Como funciona??? Eu o carrego no Brasil antes de ir para o Chile? E gostaria de saberdes vale conhece a estação de sky em Vale Nevado em abril? Um abraço. Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Adriano! Sim, você carrega no Brasil. Leia mais detalhes nesse post:
https://www.viajenaviagem.com/2012/06/cash-debito-credito-vtm/

Neve garantida, só a partir de julho. Até lá, não vale a pena ir a Valle Nevado.

constantino
constantinoPermalinkResponder

Oi Adriano,

Está havendo uma leve confusão. O cartão VTM de débito, é um cartão pre-carregado, você compra os créditos em reais para uso posterior na moeda escolhida. Esse cartão já foi muito discutido aqui. Eu falei do cartão de débito internacional, em que todas as operações serão debitadas na sua conta bancária. Semelhante ao que dei para minhas filhas, tendo saldo na conta a operação é aprovada. Bom, existe um INTERNACIONAL, que é para uso no exterior. Em cada operação você paga em pesos no Chile e é debitado em reais na tua conta. Não tive o que reclamar da taxa utilizada.

Gleyce
GleycePermalinkResponder

Olá! Boa tarde!!
Eu vou viajar para o Chile no final de Agosto e vou ficar 7 dias.
Gostaria de conhecer o valle Nevado, Santiago,o deserto do Atacama e a vinícola de Concha y Toro. Queria saber como fazer um roteiro legal para conhecer estes lugares e em qual cidade devo me hospedar. Quero uma viagem em conta, não precisa de muito luxo.
Adorei o site!!
Obrigada,
Gleyce

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gleyce! Isso tudo não cabe no tempo que você tem! Dê uma olhada nesse post e eleja as suas prioridades: https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

mirela
mirelaPermalinkResponder

Olá, estarei indo para Santiago dia 10/05 até 20/05. Gostaria de saber se é aconselhável alugar um táxi para me levar até as praias, me permitindo parar em todos os lugares indicados na viagem ou ir de ônibus mesmo? Ou seria melhor alugar um carro? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mirela! Você terá que negociar um preço com o taxista. Há passeios organizados que cobrem Valparaíso e Viña.

Casilda reis
Casilda reisPermalinkResponder

Estou indo para santiago no dia 13/05 e gostaria quanto o taxi cobra até o bairro bellavista e se aceitam cartão globaltravel .

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cacilda! Custa o equivalente a 30 dólares. Seu cartão será aceito em todos os caixas eletrônicos e em todos os estabelecimentos que aceitem a bandeira American Express.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

Gleyce
GleycePermalinkResponder

Bóia,
Quanto tempo preciso para conseguir fazer este roteiro ( valle Nevado, Santiago,o deserto do Atacama e a vinícola de Concha y Toro)?
Vou ficar em Hostel, tem uma idéia de quanto gastaria para esta viagem (R$)?

Sou novata neste meio de viagens internacionais e preciso muito das suas dicas!!

Obrigada por me responder!!
Valeu
Bjs,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gleyce! Comece a pesquisar por aqui: https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

marcio
marcioPermalinkResponder

ola gleyce .
ja fui em santiago 6 vezes e costumo ficar no hostel PLAZA DE ARMAS ou LA CASA ROJA . , muito bom, limpo e o pessoal que trabalha la muito simpaticos .

vale nevado 1 dia vc pode ir e conhecer . no hostel LA CASA ROJA , eles tem passeio pra esquiar em vale nevado e alugam as roupas . santiago pode levar uns 3 dias pra conhecer os lugares turisticos e fazer umas compras , para o deserto o LA CASA ROJA tambem tem passeios para la com guia e tambem eles tem passeios para a vinicola .

vou para la em junho de novo pra esquiar no vale nevado e levar minha esposa que ainda nao conhece essa cidade linda.

um abraco . boa viagem .

karla cristina

Boa tarde!
Onde eu comprar o cartão Visa travel money ja tenho que obrigatoriamente carrega=lo????E onde adquiri-lo?Desde ja agradeço.

Elizabeth
ElizabethPermalinkResponder

Olá , vou para Santiago dia nove e queria saber quanto devo legar para gastos de comida e adicionais , obrigada !

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Olá, no dia 12/06 embarcaremos para o Chile. Nosso destino é Deserto do Atacama, mas ficaremos 1 dia em Santiago. Gostaria de saber como cálculo para saber o que atualmente vale mais a pena levar, dólar ou peso. Obrigada, Carol!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Por favorzinho, leia as dicas do post acima smile

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Eu já li e reli, mas não encontrei a forma de como calcular a melhor moeda a levar. Vocês podem me ajudar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! No post acima explicamos que não vale a pena comprar pesos no Brasil, e que só vale levar dólares se você já tiver em casa. Nossos reais têm boa cotação nas casas de câmbio.

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Obrigada! Me esclarece outra dúvida, por gentileza. Como nosso destino é o Deserto do Atacama, não teremos dificuldade em realizar saques por lá, se caso levarmos o cartão de débito? Qual a sua recomendacao para esse caso? Sacar todo o dinheiro no aeroporto ou há caixas disponíveis em San Pedro ou nenhuma das duas? rs, valeu!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Há caixas eletrônicos em San Pedro. Não é seguro carregar muito dinheiro. Leve também cartão do banco habilitado para saques internacionais e cartão de crédito.

Leia dicas do Atacama:
https://www.viajenaviagem.com/2013/01/roteiro-atacama-50-dicas/

Lucia Helena
Lucia HelenaPermalinkResponder

vamos ficar tres horas no aero em Santiago,como podemos aproveitar ate nosso embarque para australia?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lucia Helena! É um intervalo inviável pra sair do aeroporto. Leia: https://www.viajenaviagem.com/2012/01/intervalo-entre-voos/

Paulo
PauloPermalinkResponder

Viajei na semana santa de 2013 para Santiago e tentei utilizar o cartão de débito do Itaú (liberado para uso no exterior, claro!)mas não foi aceito em lugar nenhum. Como fiquei em Las Condes tinha uma agência do Itaú, uma do Banco do Brasil e uma casa de câmbio bem perto. Com certeza o câmbio de reais por pesos chilenos é mais vantajoso na casa de câmbio (1 real = 228 pesos chilenos em média). Já o saque diretamente na minha conta do Itaú é muito fácil(utilizar a senha de 4 dígitos e não de 6 como se faz no Brasil) mas a taxa de câmbio é muito ruim (1 real = 208 pesos chilenos). Apesar do risco de levar reais é a alternativa com melhor custo-benefício. Cartão de crédito só para emergências.

angela
angelaPermalinkResponder

olá Paulo, tb sou correntista do Itau vou dia 12/06, mas pelo que voce disse é melhor levar reais e trocar na casa de cambio? e quanto se gasta mais ou menos para refeições e passeios para 03 dias e quais os melhores passeios?

obrigada

maryana
maryanaPermalinkResponder

oi boa noite eu gostaria de sabe uma coisa e que eu vou pro show do iron que vai ter em santiago o estadio nacional ai eu gostaria de sabe gual hotel mas proximo perto de la?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maryana! Não há hotéis nas redondezas. Hospede-se numa região central (recomendamos Lastarria ou Bellavista) e vá de táxi ou transporte público.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/20-hoteis-em-santiago/

LUIZ CAMPOS
LUIZ CAMPOSPermalinkResponder

Na baixa estação (meses de junho a setembro) o dólar cai na cotação?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luiz! O turismo não afeta a cotação do dólar, não.

Willams Farias

Minha análise (dados para hoje, 26/04/2013)

- Cotação no Chile (http://www.cambiosantiago.cl/): 1 real = 218 pesos chilenos
- Cotação no Oanda: 1 real = 234,504 pesos chilenos

1) Cartão de crédito
Usei o cartão de crédito para comprar duas passagens no trecho Santiago / Calama / Santiago e acho que não fiz bom negócio (excetuando pela pontuação de milhagem), senão vejamos:
a) Valor em pesos chilenos: 178.400
b) Valor em reais debitado no cartão: 888,39 (passagens:827,26; taxa: 8,36; IOF - 52,77)
c) cambio final: 1 real = 200,813 pesos chilenos

2) Visa Travel Money
Embora o IOF seja reduzido para 0,38%, a carga não é feita diretamente em peso. Só se pode carregar em dólar ou euro, com cotações bem desfavoráveis (na Confidence, hoje, 1 dólar = 2,12 reais). Na retirada, o valor é convertido em peso chileno, portanto não nos livramos do duplo câmbio.
Caso essa retirada seja feita na cotação da casa de câmbio já referida (1 dólar = 470 pesos chilenos), teríamos:
- 1 real = (1/2,12 x 470) = 221,698 pesos chilenos

3) Real para peso chileno (c
- 1 real = 218 pesos chilenos.

Resumo:
a) Cartão de crédito (1 real = 200,813 pesos chilenos)
b) VTM (1 real = 221,698 pesos chilenos)
c) Cambio no Chile (1 real = 218 pesos chilenos)

Conclusão: o melhor benefício/custo é o VTM!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Williams! Para a comparação ser válida, você precisaria ter usado o VTM carregado em dólar e registrado qual foi a taxa de câmbio dólar-peso efetivamente usada pela corretora. Costuma haver um deságio (comissão) de 5% nesses casos.

Willams Farias

Complementando:

4) Câmbio para pesos chilenos no Brasil
Na Confidence, 1 real = 185 pesos chilenos
Não há nem o que pensar, não é?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Williams!

E complementando do meu lado:

4) faltou registrar quanto você obteria em saque no caixa eletrônico com o seu cartão de banco desbloqueado, em quantia equivalente a pelo menos 200 dólares para compensar as taxas. Certamente seria a melhor cotação de todas.

Victor Camarão

Estou viajando pro Chile em 3 dias e estarei levando o cartão de crédito para emergências, uns R$300 para trocar por pesos (táxi, metrô) e para restaurante e compras usarei o Visa Travel Money para débito (em dólares). Você acha que está de bom tamanho? Grato e parabéns pelo site.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Victor! Tendo os cartões de débito e crédito você estará protegido com plano B e C, isso é o que importa.

Victor Camarão

Só me tira uma dúvida: o cartão de débito é em dólar e as compras ou restaurantes são em pesos. A mudança de moeda é feita na hora do pagamento? Eu pago no débito em dólares ou peso? Poderia me explicar melhor? Grato.

Maria Helena
Maria HelenaPermalinkResponder

Victor, em janeiro deste ano viajei pelo Chile e levei meu VTM em dólares. Na hora de pagar a conta, vinha em pesos chilenos e eu pedia "dêbito", eles me mostravam o valor , o montante da conta e eu aprovava e então me mostravam a máquina de novo p/ eu colocar a clave, senha. Depois, aqui no BR, eu só conferi os débitos feitos (guardei todos os recibinhos) e a merreca q sobrou p/ a próxima viagem. Para minha peace of mind, não me preocupei com o câmbio utilizado, afinal...já era! Onde não falei "dêbito" demorou mais pois a máquina recusou!Boa viagem!

Victor Camarão

Entendi então. É convertido automaticamente no caso (prático né?!). E em relação ao câmbio: quem tá na chuva é pra se molhar hehehe Obrigado pela ajuda. Abraço.
PS: mais alguma dica? =P

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Victor! Você paga na moeda local, e a administradora do cartão faz a conversão pela taxa dela.

Viviane
VivianePermalinkResponder

Olá!Já percebi que a melhor maneira de ir ao Atacama é levando um cartão VTM e outro de débito de meu banco, tenho que pagar algumas despesas em espécie (passeios, hostel e transfer), irei desembarcar em Santiago na madrugada, minha dúvida é se os caixas ATM do aeroporto são 24 horas para realizar saques, e qual o limite de saque nos mesmos.
Bem, se não for 24h vou ter que comprar um pouco de pesos aqui no Brasil para poder pagar o transfer de Calama-San Pedro que a empresa aceita apenas em ´´efectivo ''.
Por mim levaria apenas os cartões e o mínimo de dinheiro, mas eu li em vários sites que no Atacama o melhor mesmo é levar dinheiro em espécie, você saberia me dizer se com o cartão VTM eu consigo realizar o pagamento dos passeios e hotel, eu sei que aceitam cartões de crédito, entretanto já enviei emails para algumas agências e as mesmas não retornaram com a resposta objetiva.
Muito obrigada!!! Seu site é excelente. Parabéns...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Viviane! Os caixas automáticos do aeroporto, assim como todos os do Chile, funcionam 24 horas. Você só conseguirá pagar passeios com VTM nos lugares que aceitarem cartão de crédito; a máquina e o sistema são os mesmos.

Leia mais:
https://www.viajenaviagem.com/2013/01/roteiro-atacama-50-dicas/

Viviane
VivianePermalinkResponder

Perfeito!!! Muito Obrigada!!!

Aline
AlinePermalinkResponder

Boa noite! Tudo bom? gosto muito das suas dicas! Queria muito uma ajudinha... Estou organizando uma viagem para o Chile em julho e devo ficar uns 6 dias e estou muito enrolada fazendo contas... Rsrs queria uma idéia de quanto se gasta por dia com passeios e alimentação. Você pode me ajudar? Desde já obrigada! Aline

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Aline!

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

Em termos de alimentação, o Chile é um pouquinho mais barato do que o Brasil.

https://www.viajenaviagem.com/2011/03/quanto-vou-gastar-em-alimentacao/

Tony
TonyPermalinkResponder

Boa tarde. Vou ao Chile no dia 25/05 passarei uma semana por lá. Saberia me informar como estará o clima neste período? Desde já, agradeço a atenção.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tony! Praonde você vai? Santiago? Leia sobre o clima na página-guia: https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire/

Acompanhe as previsões no Weather.com: http://www.weather.com/outlook/travel/businesstraveler/monthly/CIXX0020?month=1

Gu
GuPermalinkResponder

Ola ricardo e amigos de viagem!
Obrigado a tds pelas informacoes

Irei a santiago e valparaiso este fds. Possuo dolares que sobraram da ultima viagem. Posso utiliza-los para pagar as despesas la de hotel a camelo? Quero evitar a dupla tributacao usando VTM.

Alguem pode me dar dicas de roteiros para 2 dias em Valparaiso e 2 dias em Santiago, que nao sejam museus e shoppings (gostaria de ter mais tempo para aproveita-los) e que "rendam boas imagens"?

Grato e boa viagem a todos!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gu! Provavelmente você possa pagar seu hotel em dólares cash, sim. Não custa mandar um email e perguntar.

O Cerro Alegre e o Cerro Concepción de Valparaíso são extremamente fotogênicos e você pode gastar seus dois dias por lá. Mas nem por isso deveria deixar de ir à La Sebastiana, a casa de Neruda.

Leia sobre Santiago:
https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

Solange
SolangePermalinkResponder

Olá! Acabei comprando um VTM na cotação de R$ 2,08, a mesma casa de cambio vendia pesos em espécie a 208 pesos/ 1 real, tenho dúvida se a cotação na hora da conversão dos caixas automáticos será melhor.
Levarei também meu cartão de débito para saque, mas por falta de informação por parte de meu banco como limite diário para saque, eu fiquei um pouco preocupada, e acabei carregando meu VTM com cerca de 80% para as despesas da viagem.
Muito Obrigada!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Solange! Informe-se sobre as taxas cobradas com o emissor do cartão!

Rafael Lindoso

Estive no Chile agora entre 27/04 e 05/05. Saquei 200.000 + 3.000 (taxa do caixa eletrônico do santander) de minha conta no santander (R$ 860,00) e bb (R$ 890,00). no último dia usei um caixa eletronico do Banco Estado (num supermercado lider) e esse não cobrou a taxa de 3.000 pesos. Fiz 6 saques antes, perdi 18.000 pesos por nao saber disso.

Tito
TitoPermalinkResponder

Meu ourocard (conta corrente) é internacional de bandeira Visa, posso usa-lo como cartão de debito no Chile?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tito! Sim; é preciso habilitar a função junto ao banco. Recomendamos que se use cartões apenas de débito (e não cartões múltiplos débito/crédito), para que a despesa não caia como crédito -- isso é comum.
Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/06/cash-debito-credito-vtm/

Tito
TitoPermalinkResponder

Obrigado Bóia. Entrarei em contato com o BB para habilitar

DENISE CASTOR
DENISE CASTORPermalinkResponder

em 15 de junho estarei de volta a santiago. li tudo o que foi escrito. mas só confirmando. levo um pouco de pesos chilenos aqui do Brasil para iniciar a viagem e depois posso ir trocando reais nas casas de cambio? que por sinal sao muitas. vc aconselha a quem tem dolares pagar o hotel, pois livra-se de uma taxa. é isso?
mais uma vez obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Denise! Não é necessário comprar pesos chilenos no Brasil. A cotação seria ruim. Habilite seu cartão de banco para saques no caixa eletrônico. Leve também um VTM. Pague o hotel com qualquer meio de pagamento em moeda estrangeira, incluindo dinheiro vivo.

DENISE CASTOR
DENISE CASTORPermalinkResponder

ok BÓIA. bom iremos em 3 pessoas e troquei R$600,00 que deu 120.000 pesos, então nao trocarei mais. e qto a usar o cartão serei muito sincera, toda vez que viajo eu o habilito para compras e saques no exterior, mas pra uma mega urgencia, na verdade ainda me sinto insegura em usar meu cartão fora do país. Afinal me libertei dos pacotes empacotes em meados de 2012 (ainda estou no processo de aprendizagem..kkkk). ja fiz o cartão VTM mas ainda nao utilizei. Devo colocar dolares nele e usar como debito? VnV, help para essa seguidora e aprendiz. Abraços e tenho que dizer que qd estou pesquisando descubro varios outros blogs mas para minha necessidade o unico que consegue sanar todas as duvidas e me levar a ariscar a aventurar é o VnV. Parabéns amo vcs

Fábio
FábioPermalinkResponder

Olá BOIA, bom dia !
Ainda em 2013 compensa a dica do saque com cartão em vez de levar moeda chilena saindo aqui do Brasil ? Será que este IOF do cartão + taxa por saque não sai mais cara do que fazer a troca de reais por pesos aqui no Brasil ???

Estou em dúvida também se todos os estabelecimentos aceitam cartões para pagamento. Qual a diferença em termos de taxas do cartão de crédito e de débito para pagamento no chile ? é de 6,38% para 0,38% (débito) ?

Obrigado e mais uma vez parabéns pelo SITE.

[]´s

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fábio! As dicas do post ainda estão valendo!

Carolina Biazutti

Como eu vou sempre à Santiago, além do cartão de crédito pro caso de emergência, eu só levo mesmo meus reais.. Como chego sempre de dia, eu levo em peso chileno apenas o suficiente pra pegar o centropuerto (ônibus que leva do aeroporto até o centro, ótimo pra quem se hospeda próximo à Alameda - avenida principal, corta Santiago ao meio), que custa 1.600 pesos. Depois que eu chego no meu destino, descanso e solto a bagagem, eu vou tratar de trocar os reais que eu levo. É muito mais negócio trocar dinheiro lá do que por aqui, podem ter certeza disso. Por exemplo, estou indo agora dia 07/06/2013 e só estou levando 9.000 pesos chilenos, que foi o que me sobrou da viagem anterior. É tudo tranquilo! Mas quem não gostar de busão e quiser táxi, leve pelo menos uns 20.000 pesos, aí depois troque o restante quando chegar. Quem for marinheiro de primeira viagem em Santiago, faça como preferir e se sentir mais confortável. Dicas dadas.

Luciana Rodrigues

Carolina,
Vou para o Chile em 07 de Setembro e ficarei 14 dias, pois vou até Puerto Montt, quanto acha que devo levar em Reais para alimentação, transporte etc?
Em relação ao hotel, pensei em pagar com cartão de débito, o que acha?
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana!

Veja como estimar seus gastos em viagem:
https://www.viajenaviagem.com/2013/07/como-estimar-gastos-viagem/

Renata Vidal
Renata VidalPermalinkResponder

Olá! Já li várias e várias dicas de que moeda levar e etc, mas eu gostaria de uma dica de quanto você gasta em média/dia em Santiago e ficando por 7 dias, qual o valor aproximado de R$ se gasta ?!!! Uma média, é claro, considerando custos para alimentação, passeios (1 dia em Farellones) e transporte. Poderia me dar uma estimativa ?!!! 1 casal + 1 criança: cerca de R$ 3 mil é suficiente ??!!! Aguardo a dica e orientação. Renata Vidal

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renata! Desculpe, não tratamos de despesas pessoais, porque são pessoais, justamente smile Entre nos sites dos lugares que pretende visitar para ver preços de ingresso.

Sobre alimentação, leia:
https://www.viajenaviagem.com/2011/03/quanto-vou-gastar-em-alimentacao/

Renata Vidal
Renata VidalPermalinkResponder

Ok !!! Entendido !!!! Ainda sim, muito obrigada !!!!!

Felipe
FelipePermalinkResponder

Olá A boia. Ficarei em julho hospedado no Valle Nevado e outros dias em Santiago.
Em relação a vestuário, já que não possuo roupas de neve e frio intenso, vc acha melhor comprar lá ou levar daqui. Qual fica mais em conta?
Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Felipe! As roupas de neve você aluga lá. Roupas de frio costumam ser caras em cidades brasileiras onde não faz frio. Se você encontrar roupas a bom preço onde mora, pode levar já de casa smile

tamires
tamiresPermalinkResponder

POr quanto sai o aluguel das roupas de ski?

Vitor
VitorPermalinkResponder

Bom dia ! Pretendo viajar p chile em fev / 14 com minha fillha 18 anos pata passar no maximo 7 dias. Pelo q li , vou levar reais e um pouco d dolares p trocar la. Gostaria de subestao p um roteiro. Quanto as acomodacoes , nao precisa de luxo . Nao tenho interesse em visitar viniculas quanto aos demais lugares gostaria de sugestoes. Se comprar pacote fechado ou por conta propria. Acho tbm q de onibus p alguns lugares talvez pudesse apreeciarais a regiao. Obrigado pela atencao ,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vitor! Veja sugestões aqui: https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

everton carvalho

Eu vou para o chile todos os anos, eu faço o seguinte. Levo peso chileno e dolar. Se possuir conta no santander você até consegue sacar dinheiro lá porem a taxa é muito alta não compensa. Se for gastar cartão de credito cuidado com o valor que virar o dolar.
Taxi somente dentro do aeroporto, primeira vez tomei balão e se quiser economizar dentro do aeroporto mesmo tem algumas vans que andam pelos bairros deixando na porta dos hoteis "compensa muito" economizei 60 reais nesse brincadeira.

Renan Salgado
Renan SalgadoPermalinkResponder

Estou com uma grande dúvida.
Li que alguns lugared de Santiago (como Valle Nevado e meu Hotel), se eu pagar em peso eles cobram uma taxa de 19%. Se pagar em dólar, não cobram nada.

Se eu pagar com o VTM carregado em dólar (ou um cartão de débito internacional), estará debitando em DOLAR ou em PESO?

Se for em peso, cobrarão os 19%. Se for em Dólar, não.
Tenho a opção de escolher?

Estou muito confuso com isso

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renan! Pagando em moeda estrangeira ou com cartão estrangeiro, anotando o valor da venda em dólar, esses lugares não cobrarão o IVA, este imposto a que você se refere.

Carlos
CarlosPermalinkResponder

Olá, pretendo ir ao Chile em Janeiro, quero ficar lar 6 dias. Gostaria de sugestão para um proveitoso roteiro.

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Olá,
Vou a Santiago em agosto e gostaria de saber qual cartão de débito internacional (tipo Visa Travel Money, MasterCard Cash Passport ou American Express Global Travel card)é mais aceito por lá. Estou preocupada em adquirir o mais aceito pois, no meu banco, a Caixa Econômica Federal, não há a opção de habilitar o cartão da conta corrente para débito e saque internacional, ou seja, ficarei apenas com o cartão de crédito (para gastos maiores)e o cartão de débito internacional indicado (para saques e pagamentos diversos). Desde já, agradeço!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mariana! Todos são bastante aceitos, mas qualquer cartão com a bandeira American Express será menos aceito que um Visa ou MasterCard.

ana luzia
ana luziaPermalinkResponder

estou querendo ir ao chile em novembro de 2013,me disseram para ficar no bairro providencia e uma boa opçao?e quanto mais ou menos se gasta em alimentaçao e passeios e quais passeios vc recomenda?obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Luzia! Veja tudo sobre Santiago a partir deste post: https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

ROSA
ROSAPermalinkResponder

Melhor cambio consegui em casas de cambio (212). Pior cambio: aeroporto de Guarulhos (177). Aeroporto de Santiago (195)

Sebastião Luiz

Amigo, boa noite! Eu e minha esposa vamos em Santiago no início da segunda quinzena de agosto/2013 para estadia de 5 dias. A hospedagem já está paga, então necessito apenas de dinheiro para despesas diárias como deslocamentos e alimentação. De tudo que li acima bastaria levar uns 500 Reais ou dólares em espécie mais 1 ou 2 cartões de crédito/débito internacional (Visa/MasterCard) que estarei tranquilo? Ou necessito levar algo a mais? Obrigado pela atenção.
Parabéns pelo trabalho, valeu!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sebastião! Desbloqueie o seu cartão do banco para saques internaconais e para o período da viagem. Leve VTM e cartão de crédito internacional.

marcela
marcelaPermalinkResponder

Vou habilitar meu cartão de débito BB, Gostaria de saber se ele é aceito em restaurantes? comércio? Pois, como não sei qual o limite de saque do meu cartão quero utilizar em restaurantes a função débito.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcela! Sim, é aceito, mas também há limites no débito. Leia o post abaixo e consulte o seu banco:
https://www.viajenaviagem.com/2012/06/cash-debito-credito-vtm/

Marcela
MarcelaPermalinkResponder

Consultei meu banco meu limite é 1.200 p/ saque e 2.400 p/ função débito. Obrigada pelas dicas.

Olha uma ótima dica p/ clientes do BB

BB: Como funcionam os saques em conta corrente no exterior?

Clientes portadores de cartão BB Visa Electron e cartão Ourocard MasterCard conseguem efetuar saques em conta corrente, com êxito, na rede internacional VISA/PLUS e MasterCard/Cirrus, respectivamente. Entretanto, devido às limitações dos bancos no exterior quanto ao reconhecimento de cartões múltiplos (débito e crédito), alguns terminais com bandeira VISA/PLUS não oferecem a opção "saque em conta corrente", abrindo somente a opção "crédito".
Por isso, recomenda-se para clientes que viajarão ao exterior que desejam realizar saques em conta corrente, o uso do cartão BB Visa Electron ou do Ourocard MasterCard (função crédito pode estar inibida ou não).
Outra solução que atende, em caráter excepcional, aos portadores de cartão Ourocard VISA que desejam sacar a débito da conta corrente em outros países é a inibição da função crédito, entretanto essa ação impedirá compras na função crédito.

Celso
CelsoPermalinkResponder

Vou com um grupo de amigos para São Pedro do Atacama, no inicio de setembro, lá é fácil trocar real por peso? O real é bem aceito naquela região? O que você sugere?

Bruno Ramos
Bruno RamosPermalinkResponder

Olá boa tarde. Estou indo para Santiago no Chile no final do mès e queria saber se atualmente é mais vantajoso usar os cartões de crédito e débito, uma vez que o IOF está diferente de alguns anos. E oque vcs me indicam. Vamos ficar uma semana e já quero organizar tudo antes, comprar dolar se precisar, Peso Chileno ou somente os cartões de débito e crédito.

Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! As dicas acima foram publicadas depois do aumento do IOF dos cartões de crédito e ainda estão valendo!

Nilson
NilsonPermalinkResponder

Olá. Ainda não entendi uma questão. Muitos falam em habilitar o cartão para saque em moeda local. Meu cartão é do banco do brasil e gostaria de saber o seguinte.
Onde vou fazer estes saques?
Há caixas eletrônicos do banco do brasil?
Nos caixas de outros bancos?
Quais?
Onde estão localizados?
Desculpe retomar o assunto, mas ainda não está claro para mim.

Obrigado!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nilson! Você vai sacar em caixas automáticos de outros bancos. Funciona em quase qualquer banco. Entenda aqui: https://www.viajenaviagem.com/2012/06/cash-debito-credito-vtm/

Celso
CelsoPermalinkResponder

Olá,Vou com um grupo de amigos para São Pedro do Atacama, no inicio de setembro, lá é fácil trocar real por peso? O real é bem aceito naquela região? Há facilidade para o uso de cartão de débito, que você sugere?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Celso! Leitores comentaram sobre dinheiro em San Pedro de Atacama aqui: https://www.viajenaviagem.com/2013/01/roteiro-atacama-50-dicas/

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Olá!
Estive ano passado em Buenos Aires, e eu com mais dois amigos americanos tivemos muita dificuldade para encontrar caixas eletrônicos que fizessem saques com cartões estrangeiros (mesmo aqueles com a bandeira Cirrus), um verdadeiro perrengue. Daqui a duas semanas estou indo para Chillan e Santiago e não quero levar dinheiro em espécie. Será que terei problemas para encontrar caixas eletrônicos que façam saques com cartões brasileiros no Chile?

Magali Camargo

Olá estou indo para Santiago no dia 24-09-2013, gostaria de saber se no Duty Free de Santiago aceitam reais.
Obrigado, adoro seus comentários.
Abcs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Magali! Não aceitam. Só dólares e pesos chilenos.

Milena
MilenaPermalinkResponder

Oi Bóia! O VTM do daycoval é bem aceito em santiago? Acho que a bandeira é Master. Querida vc conhece algum calculo para transformarmos valores em pesos chilenos para real? e para dolar? queria ter uma nocão dos preços de lá. Valores com numeros tão grandes até assustam rsrsr Se eu fizer um calculo para alimentação em media 50 dolares por dia por pessoa ta bom? E a ultima duvida... é facil conseguir um mapa da cidade no aeroporto para poder me locomover bem a pé e no metro? Ficarei num flat departamentos amoblados 2170 na providencia e nao sei se eles tem mapas por lá. Beijo e Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Milena! Há um posto de informações turísticas no aeroporto, setor desembarque, funcionando das 9h às 21h.

http://www.sernatur.cl/oficinas/oficinas-de-informacion-turistica

Seu cartão será aceito onde aceitarem Mastercard. O que manda na aceitação é bandeira. Haverá uma taxa de conversão cambial de 5% do dólar do cartão pré-pago para o peso chileno.

Veja como estimar gastos:
https://www.viajenaviagem.com/2013/07/como-estimar-gastos-viagem/

Leia sobre Santiago:
https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar