Golpes contra turistas: o debate na Globonews

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Globonews

Sexta passada fui convidado a participar de um debate num jornal matinal da Globonews sobre os golpes mais freqüentes contra turistas brasileiros no exterior.

Os correspondentes Joana Calmon, de Paris, e Ariel Palacios, de Buenos Aires, fizeram um ex-ce-len-te levantamento de todos os golpes aplicados em suas praças.

De minha parte, eu precisei, meio que de surpresa, defender a segurança da segunda classe dos trens europeus e a noção de que o turista precisa ser levado na coleira 24 horas por dia para ser poupado dos inconvenientes da vida real...

Para assistir, clique aqui.

Ah, sim. Além do resumo dos golpes no exterior e do raio-x da cabeça do contigente de agentes de viagem que ainda não se reciclaram, eu saí do estúdio com uma importante constatação:

@riqfreire

Plim, plim!


Assista: Os golpes mais comuns contra turistas, na Globonews

Leia também: Como ser turista em Buenos Aires e não cair em golpes, por Ariel Palacios

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


43 comentários

José Luiz
José LuizPermalinkResponder

É impossível que algum tripulante não tenha ficado impressionado (sendo educado) com as seguidas declarações do presidente da ABAV...

Para sorte dos telespectadores, o Riq estava lá para desmentir isso (com o apoio da Joana!) =)

Aproveitando o tema, eu tenho um amigo que foi furtado no último verão na rodoviária de Barcelona com mais um dos muitos golpes locais... uma pessoa chegou nele falando francês e ele não sabia nada, ficou distraído nesse momento e quando o cara foi embora, percebeu que sua mochila de mão que estava no chão ao seu lado não estava mais ali...

Enfim, é sempre bom ficar esperto!

Mauro Nogueira

São Paulo, Paris, Madri, em qualquer lugar temos que ficar esperto, não fazer papel e cara de "turista bobo". É só dar bobeira que sempre tem um malandro à espreita. Agora, as declarações infelizes daquele cidadão, o que foi aquilo? Qualquer guia da CVC poderia dar respostas melhores ... Parabéns ao Riq pela brilhante participação, que só não teve mais brilho por conta da maquiagem no cocuruto. rsrs

Celina
CelinaPermalinkResponder

De onde surgiu aquela figura? Que declaração mais infeliz da criatura!!! O lance das agências é vender a Primeira Classe nos trens (que já não são o transporte mais barato) da Europa? De onde ele tirou essa "informação"??? Riq, obrigada por salvar o bolso dos assinantes dessa TV a cabo, pois o dinossauro só queria mesmo era dizer que por mais "alguns" euros o turista não seria roubado. Essa pessoa, com certeza não costuma viajar de trem na Europa!
Queridos turistas, por aqui tem batedor de carteira, daqueles que distraem a vítma ou aproveitam a distração do turista, e isso acontece em qualquer classe, qualquer local turístico, metro, aeroporto etc! quanto ao traslado, os mais seguros e pontuais, são os ônibus que estão em todos a disposisão em todos os aeroportos! Essa pessoa só quer vender os pacotes e os serviços, heloooou!

Ana Luiza
Ana LuizaPermalinkResponder

Meu Deus... Se eu estivesse participando, não conseguiria segurar o riso quando ele falou que não anda de mêtro em NY....

Salve Riq e Joana!!!

Luxcoelho
LuxcoelhoPermalinkResponder

Muito boa a matéria. Lamentável a abordagem do sr presidente da Abav, parecia preocupado em valorizar o trabalho de agências... Ora, assim fica fácil garantir clientes(assustando).
Ainda bem q o Riq não se conteve! smile
Fica a dica pra Globo fazer um debate c o tema "viajar por conta própria".
Fato é q os golpes na Argentina estão repercutindo demais.
E não me parece q as autoridades estão preocupadas.
De qquer forma acho melhor e mais fácil lidar c malandragens do que com violência, como ocorre em nosso país.

Cris
CrisPermalinkResponder

Meu deus,o que é o presidente da ABAV!!! Só tocou o terror na audiência com o a história do trem de segunda classe! Que "falta de classe", na verdade, hehe, só para vender os "flexi pass", que saem mais caros do que comprar 1ª classe diretamente na companhia. Eu, por opção pessoal, prefiro a 1ª calsse, mas mais por causa do conforto e não da segurança e já que nao posso pagar 1ª calsse em avião, pelo menos no trem eu me dou ao luxo quando a tarifa é boa. Mas se nao fosse por isso, iria de 2ª classe sem problemas.

Aliás, minha mãe foi vítima de um golpe dentro da primeira classe do FrecciaRossa Roma-Florença, pois ao subir com a mala nos degraus, um senhor, sem pedir licença, já começou a carregar a mala dela e colocar no bagageiro. Ingênua, ela achou que fosse funcionário do trem. Eu logo vi que não, e senti que o cara ia exigir dinheiro. Dei uma nota de 5 euros e o cara exigiu 10 euros. Entreguei os 10 Euros só para nao ter de causar confusão a bordo, mas até hoje me arrependo de não ter denunciado para um fiscal de trem. Repetindo, isso foi na 1ª Classe, sr. presidente da ABAV!!

E sim, vi uma menina ter seu celular furtado dentro do metrô de Barcelona. Longe de mim tiranizar a vítima, mas ela não fez seu dever de casa: estava com uma mochila enorme nas costas, distraída falando ao celular, com o aparelho em uma mão e com a outra mão segurando um pilar BEM NA FRENTE da porta aberta em uma parada de estação. Quando o sinal tocou para o trem seguir, o trombadinha deu um pulo e arrancou o celluar dela e pulou para fora do trem antes da porta fechar. Distração total da mochileira, mas mesmo tendo testemunhado o fato, não deixei de andar de metrô por causa disso.

Wanessa
WanessaPermalinkResponder

Assunto off topic:
Comecei a usar o Chrome como navegador há poucos dias e percebi que nele tem um "delay" para aparecerem os posts novos. A mesma coisa acontece quando uso o Safari no celular. Alguém saberia me explicar como evitar isso?

Juliano MS
Juliano MSPermalinkResponder

Endosso as opiniões do José Luiz, Celina, Ana Luiza, Luxcoelho, Cris e todos os outros que virão indignados contra o presidente da ABAV!

Prefiro acreditar que ele não expressa a opinião todos os agentes de viajem pois como em todas as áreas, existem profissionais e profissionais, minha sugestão ao presidente: se reinvente, use a criatividade, vender produtos utilizando a tática de botar medo e assustar o turista de primeira viagem está com os dias contados, prova disso é que cada vez mais aumenta o número de pessoas que começam a viajar por conta própria, pesquisando blogs, pegando dicas com amigos, etc. e tal,

Perrengues sempre vão existir, seja em NY, Paris, Buenos Aires, Rio, São Paulo, etc., o que deve ser feito é sempre estar atento e ao mesmo tempo não deixar que algum contratempo se transforme em uma tragédia e estrague todo o seu passeio!

Boa viagem para todos!!

Erika
ErikaPermalinkResponder

Assisti ao programa na íntegra e acho um verdadeiro absurdo as 'dicas' dadas pelo cidadão defensor das agéncias de viagem. Esse senhor, presidente da ABAV não estava nem aí para o assunto discutido, estava mais preocupado em fazer terror com informações totalmente equivocadas. É de se espantar que alguém da área de turismo fale tanta asneira, ainda mais em rede nacional. Ele disse ser contra reservar qualquer tipo de serviço, passagem ou hotel pela internet... Em que mundo esse cara vive??
Parabéns Ricardo Freire e aos correspondentes em Paris e Buenos Aires pelas Verdadeiras imformações e dicas!

Elaine Rego
Elaine RegoPermalinkResponder

Reintero minha opinião....a Globo tá perdendo o Riq num super programa de como viajar por conta,com pacote (as minhas tias adoram a "bagunça" e as amigas que fazem nos pacotes) e a REALIDADE de se viajar...fala sério!
Alô GLOBONEWS...sou assinante e acho que vcs estão perdendo....kkkk

Carolina Gomes

Olá tripulantes!

Estou com uma dúvida e não sei onde postar (então me desculpe se esse não for o local correto)! =D

Estava vendo as dicas do Ric sobre não levar muito dinheiro vivo em viagens(o que concordo plenamente)...Ocorre que vamos em setembro em um grupo de 5 amigos para Paris e entorno, todos temos cerca de 26 anos... três pessoas ficarão 30 dias e duas pessoas 15 dias (temos passagem ida e volta). Dessa forma, me disseram que a imigração exige comprovação de que temos dinheiro vivo para passar esse tempo. Essa informação procede? O limite do cartão de crédito conta?

Quando fomos ao Canadá nos pediram muitos documentos de comprovação de renda e vínculo com o Brasil... levo esse documentos para a França tb?

Desde já agradeço a ajuda!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! A orientação do Ricardo Freire é levar os extratos com o saldo dos cartões de débito internacional.

Leia mais aqui:
https://www.viajenaviagem.com/2010/11/ja-entrou-na-europa-por-madri-como-foi-a-imigracao/

petter
petterPermalinkResponder

Parabéns pela participação e os excelentes comentários Ricardo!

Acho muito importante não ficar fantasiado de turista dando bandeira nas viagens.
Uma vez eu estava caminhando na Calle Santa Fé em Buenos Aires, que não é lá uma rua das turísticas. Eu juro que não estava usando chapéu, óculos escuros, nem segurava uma câmera e nem estava vestindo a camiseta da seleção!

Havia uma pedinte na esquina que repetia a todo instante:

- Plata! Plata!

De repente a mulher se vira para mim e diz:

- Real! Real! Real!

Putz! Nem parei. Fui embora, mas fiquei encucado como é que a danada percebeu que eu era brasileiro?!

Cris
CrisPermalinkResponder

Hehe, quando se está sozinha, é mais fácil se "misturar" aos locais e se "fantasiar" de residente. Quando estive em Roma sozinha (no inverno), vestida de européia no inverno (casacão de lã 7/8, bota de cano alto de couro, hehe), andando sempre numa direçao certa sem me distrair, sem câmera na mão, as pessoas me confundiam com romana, hehe. Perto da Termini e outra vez no ônibus, fui inquirida por turistas holandeses e alemães sobre a cidade, qual o caminho tomar, hahaha, foi muito esqusito, até porque era minha primeira vez por lá!

Mas quando retornei à Roma com minha mãe e meu irmão outra vez no outono (mas ainda com temperatura de verão escaldante), com roupas mais mulambentas e de tênis, falando português pelas ruas, não tinha como disfarçar a turistada. O que ocasionou alguns golpes tipicamente italianos: troco em moeda de 1 Real ao invés de 1 Euro (só descobri depois, tolaaa!!) e outros (como o que eu contei que aconteceu com minha mãe no trem - 1ª classe, LOL).

Em Paris, algumas pessoas achavam que eu era italiana (mas acho que só porque nos primeiros dias, recém vinda da Itália, eu ainda não tinha me desacostumado a falar meu italiano cretino e mal conseguia falar meu francês mais que canastrão, rssss).

Mas teve um dia que eu pasmei: eu e minha mãe vínhamos quietas pela rua, perto do Museu d'Orsay, sem nenhum sinal "brasileiro" e um desses imigrantes afro-descendentes que insistem em vender aquelas minuaturas da Torre Eiffel cor de rosa neon nos olhou e perguntou em português mesmo: aí, Brasil, 1 Eurô, 1 Eurô! .. Jeusus!!! O cara nos reconheceu do nada ...rs

Lili-CE (@lilianesonsol)

Infelizmente, a minha sensação é que vários agentes usam algum expediente para desencorajar atitudes mais independentes. Por essas e outras, estou cada vez mais insatisfeita quando vou buscar passagens aéreas internacionais. No mínimo, escuto um "ah, mas viajar naquela região é complicado, principalmente para quem não conhece..." Para evitar todo um contra-discurso, tenho buscado cada vez menos esses serviços. A pessoa te atende há 15 anos, poderia costumizar os seus pedidos em vez de empurrar o que ela tem. Só um desabafo.

Lili-CE (@lilianesonsol)

Opa, customizar em vez de costumizar...

Camila
CamilaPermalinkResponder

Lili, quem vc está usando aqui em Fortaleza para passagens?

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Lili, quando eu fui para o Egito, a minha passagem era 1200 reais mais barata que a da minha agente.

Carolina Gomes

Valeu Bóia!!!

=)

Carlos
CarlosPermalinkResponder

Um programa com o Riq falando sobre viajem por conta própria seria ótimo.

Neide
NeidePermalinkResponder

Alguem ja ouviu falar da MY TRAVEL & CASH?

Adolfo
AdolfoPermalinkResponder

Olá Neide.
Faço parte dessa companhia. Que esta possibilitando a todas as pessoas a se hospedar em hotéis de luxo por preço muito interessantes.
Caso precise de mais informação, entre em contato comigo: adolfoperdigao@gmail.com.
Obrigado. Adolfo

Carlos eduardo

Neide fuja desta empresa, é uma pirâmide maquiada de empresa de multinível.
Passe longe.

Abraços

Carlos Eduardo

Ester
EsterPermalinkResponder

Não é pirâmide é ciclo. A Empresa paga bem, é séria e várias pessoas já usurfruiram dos belíssimos hoteis.
Faça o mesmo, porque nao entra e experimenta o que a Empresa tem de bom?

Ester
EsterPermalinkResponder

É uma empresa que paga muito bem e vale a pena entrar.
Entrei e me dei muito bem, os hoteis são um luxo e o dinheiro maravilhoso. Não é pirâmide.
isaacadriano@hotmail.com qualquer dúvida me procura

Fabio de Rezende

Quem pariu o presidente da ABAV?

Há muito tempo não vejo uma pessoa falar tanta besteira em tão pouco tempo!!!

O cara parou no tempo, hehehehehehe.

Thiago Augusto

Lili-CE, acho que essas atitudes dos agentes de viagem so vao acabar quando eles forem remunerados diretamente por nos, consumidores. Enquanto eles forem pagos pelas operadoras, etc, eles vao nos oferecer o que sera melhor pra eles e nao o que a gente precisa ou quer. Cada viagem que faço uso menos o serviço de um agente. Alias, nas duas ultimas sequer liguei pra ela ...

Patricia Luck
Patricia LuckPermalinkResponder

Uns conhecidos foram para Portugal e Espanha. O agente vendeu uma passagem aérea entre Barcelona e Madri, com escala em Lisboa (!). Em cima da hora, decidiram cancelar o trecho aéreo e seguir de trem. Ligaram para o agente no Brasil, que conseguiu 2 passagens de primeira classe por módicos 500 euros. Baita negócio, hein! Depois eu conto quanto custam as minhas viagens e ninguém acredita...afe...

Vladimir
VladimirPermalinkResponder

Ótima Reportagem!!! PARABÉNS pela EXCELENTE participação!!! Creio que o trabalho do presidente da ABAV é defender o lado das agências e vender pacotes, pena que ele foi infeliz no comentário. Uma pena que não tenham bons programas informativos sobre viagens nos canais daqui. Outro dia achei um no canal "GLITZ", chama-se "LowCost" e mostra como passar um final de semana com 200euros em vários lugares da Europa. Semana passada passou Paris, hoje e amanhã é Praga e a partir de 4ª feira Roma!!!

Fábio Erasmo
Fábio ErasmoPermalinkResponder

Esse cara não defende o Turista, ele defende as Agências de Turismo, portanto, tem que fazer terror para a audiência procurar os Pacotes e Excursões que vendem segurança. O Turista na visão dele é um coitado que não sabe nada, não tem informações e é totalmente dependente das agências de turismo. Faça-me o favor e ele que leia o VNV com frequência para ver se aprende alguma coisa.

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

A impressão que eu fiquei é que ele queria vender portão eletrônico, cerca elétrica ou sistema de vigilância, não viagens :X

Fábio Erasmo
Fábio ErasmoPermalinkResponder

Perfeito,é isso mesmo, ele vai contratar o BOPE para acompanhar o turista(mas só tem direito quem for empacotado ou de excursão)

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Gente, esse presidente da ABAV deu MUITAS bolas foras.

Riq e Bóias, pq vcs não deixam os leitores elegerem os "micos" do ano relatados aqui no Blog? Uma espécia de Troféu Overbooking :O

Esse senhor pode fazer companhia à pessoa que veio defender os cruziros em Noronho ignorando matemática básica ou a existência de tripulação em navios. E (não lembro se foi em 2011 ou 10), a "invasão" do VnV pelos receptivos de Itacaré dizendo que as histórias de assalto nas trilhas eram mentiras neutral

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Hora de explicar que as excursões NÃO oferecem guias-babás-seguranças particulares para andarem colados em cada um dos passageiros , portanto ...

Alice
AlicePermalinkResponder

Tô rindo de montão com o tweet, e a careca é super fotogênica! Quanto aos comentários tira medo, mandou MUITO bem!

Laura
LauraPermalinkResponder

Se ficarmos paranóicos com cada atidude não aproveitamos a viagem .
É claro que é necessário cautela em qualquer lugar do mundo, mas imagine pegar um taxi no Galeão de qualquer empresa, os preços são absurdos.Outro dia via o taxista falar para uma alemã que não iria levar a bagagem dela pq era uma velha maluca, obviamente ela não entendeu. Viajo sempre por conta própria com as dicas do Ric e só uma vez caí num golpe de um taxista no Chile. Talvez se eu tivesse pego do hotel que tinha tarifa fixa em dólar nada disso teria acontecido, mas nunca preferirei pagar preços abusivos. É óbvio que aprendemos com nossos erros e ficamos mais espertos para uma próxima vez. E quando somos imprudentes e esquecemos algo? A nossa primeira impressão é de termos sido furtados, não?
Mas nem sempre é assim. No meu último dia em Marrakech tinha parado numa loja para comprar um cordao de ouro e depois sai pelas ruas e tirei dinheiro no caixa eletrônico, aí percebi que não estava mais com a máquina que eu havia comprado em uma viagem.Além da perda material me desesperei pelas fotos. Resolvi voltar na galeria que tinha a loja e o dona olhou em minha direção colocou a mão na testa, falou algo que não entendi, pois ele apenas falava árabe e francês e foi em direção a loja q já estava fechada e me mostrou a máquina no sofá. Acho que para mim foi a melhor sensação da viagem. Me senti ainda melhor que a Carrie em Sex and the city 2 quando deixa o passaporte numa loja dentro do souk e depois o consegue de volta .

Thiago Farias
Thiago FariasPermalinkResponder

O pres. da Abav é mó terrorista, tocou o terror na galera. O cara não se sente seguro nem no metrô de ny, imagina se ele andar de ônibus lotado aqui em Fortaleza....

Rodrigo Almeida

A grande questão é que no Brasil, infelismente os serviços públicos de transporte principalmente, não funcionam...

Por isso muita gente tem medo de andar nas ruas de países desconhecidos. Acham que vão ser assaltados, que no trem, metro, ou ônibus, tem ladrão e ou gente querendo te roubar.

Mal sabem eles que no exterior, os ônibus circulam com horários definidos, nào há superlotaçào, que o metrô funciona bem, que trem te leva e te trás com segurança, e que nós aqui no Brasil é que vivemos na idade da pedra...

Onde é no Brasil que poderemos andar com segurança pelas ruas a noite?? Com segurança e conforto nos ônibus?? Da mesma forma de trem e ou metrô?? Com raras, raríssimas excessões...

Turismo no Brasil, é caro... Imagina fazer o que fazemos fora do país aqui dentro???

Isabela Eugenio

Trabalho em agência de viagens e fiquei muito decepcionada com as declarações do presidente da ABAV. Uma visão antiga, equivocada e que fugiu do objetivo do debate. Acho que as agências tinham muito mais para contribuir. Os golpes estão em todos os lugares turísticos e não é o fato de viajar em primeira classe ou de excursão que vai evitar isso. Inclusive já tivemos problemas com grupos nossos, infelizmente, e eles entenderam que era um problema do local e também descuido deles próprios. Viajar por conta própria ou por uma agência de viagens, de primeira ou segunda classe, de excursão ou com um roteiro personalizado é uma opção de cada viajante, que tem a ver com o perfil de cada um e não com segurança. Tem a questão dos golpes pela Internet também e nesse caso as agências garantiriam um outro tipo de "segurança". Mas isso é um outro assunto...

Quanto à questão dos trens, não acho que seja assim tão seguro. Já vi muita coisa acontecer, inclusive gente sendo sedada enquanto dormia e acordando sem nada. E pelo fato de o trem ir parando, tem gente que entra, rouba e desce na próxima estação. Por isso agora tomo bastante cuidado e evito viajar à noite, principalmente sozinha. Concordo com o Riq, que não se pode deixar de viajar por causa disso e nem de ter contato com a cultura local. É o risco que temos que correr por conta da nossa opção. Já tive notebook roubado em albergue na Itália e ainda tive que aguentar a indiferença dos policiais, como o repórter de Buenos Aires. Agora eu tento prestar mais atenção. Mas quem me garante que eu não vou me distrair um hora e não vai voltar a acontecer? Só não da para ficar paranoica, deixar de aproveitar e, pior, deixar de viajar!

Parabéns pela participação no programa, Riq!

Getuite Biz Hrabal

Dois turistas em Paris... Filmando tudo. Rua quase deserta , noitinha, aproximou-se um carro , último modelo, parou e dentro dele dois homens bem vestidos. falando em italiano: "Por favor poderiam nos ajudar"... etc e tal... que vinham participar de uma feira de modas da Italia, etc e tal... com o braço esticado aproximou-se do meu marido para oferecer um cartão de visitas!( um deles ficou dentro do carro e deixou a porta aberta) Meu marido estava com a "Leva Tudo" pendurada no braço, gritei: segure a bolsa, ai o ladrão pegou na alça para roubar e eu comecei a gritar POLICIA!!!!!!! Eles fugiram gritando palavrões em italiano. Eu sou dessa raça e fiquei muito triste. Cuidado com pessoas bem educadas, a gentileza demais : engana.

Viajando de trem « Paola Mirele

[...] quem diga que viajar de trem na Europa é perigoso. Eu e o Ricardo Freire discordamos. Há também o mito de que viajar na segunda classe é ruim. Pois eu te digo que é [...]

My Travel and Cash @Cristina

É muito ruim saber que esses tipos de golpe ainda existem.
Eu moro fora do Pais e nunca tive problemas, e espero não ter mas fica sim a indignação.

Obrigaso pela reportagem, pude abrir meus olhos.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar