American pode ter mais 17 vôos para o Brasil no fim do ano

Viaje na Viagem
por Viaje na Viagem

Jornal da BóiaDeu agorinha no Panrotas, mais importante site do trade turístico: a American Airlines pediu ao DOT, a Anac americana, a autorização para operar mais 17 vôos entre os Estados Unidos e o Brasil.

Ainda segundo o Panrotas, essas 17 novas freqüências seriam distribuídas da seguinte maneira

- um segundo vôo diário entre São Paulo e Nova York, a partir de 1º de outubro;

-  o desmembramento do vôo Miami-Salvador-Recife-Miami em duas rotas separadas, Miami-Salvador e Miami-Recife, com 5 freqüências semanais, a partir de 15 novembro;

- um segundo vôo diário entre Rio e Miami, a partir de 15 dezembro.

É bom ficar de olho no lançamento das rotas; normalmente ocorrem boas promoções -- especialmente bem-vindas na temporada de férias de fim de ano.


Leia mais:

American solicita ao DOT 17 novos vôos ao Brasil, no Panrotas

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


18 comentários

Paulokoz
PaulokozPermalinkResponder

E o voô BSB-NY que todo mundo diz que uma hora chega? Quando vi a chamada pensei que seria dessa vez...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paulo! Não há notícia desse vôo. Agora em junho o vôo Brasília-Miami vira diário.

Elisa
ElisaPermalinkResponder

E o voo Guarulhos/Orlando pra baixar a bola da TAM!???

val
valPermalinkResponder

verdade! não entendo como nenhuma outra cia não faz o trajeto.

marcelo
marceloPermalinkResponder

Algo sobre um possível vôo Porto Alegre-Miami?

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Nada de Chicago para fazer concorrencia com as tarifas absurdas da United sad

Natalie
NataliePermalinkResponder

Ju,
é possível voar SP-Chicago nesse voo direto da United usando 100% milhas da Tam. Eu fiz isso ano passado e deu certinho, mas é importante tentar emitir as passagens com (+/-) 6 meses de antecedência wink

Oscar | MauOscar.com

Com o Dolar subindo é possivel que esses planos ainda venham a melar...

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Não acredito que teremos o USDBRL abaixo de 1.85 tão cedo, na verdade acredito que veremos nos 2.10 - 2.20.

Mesmo que isto faça com que a demanda diminua um pouco, há outras variáveis na equação (Preço do Petróleo por exemplo), e uma decisão desta não deve ser tomada apenas com a perspectiva de curto prazo do câmbio.

Lembrando também que a AA está em concordata, e que há a possibilidade de uma fusão ou venda para a US Airways.

Milton Lucio
Milton LucioPermalinkResponder

E a Gol ainda tem dúvidas se a rota Brasil-Miami é lucrativa ?

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Interessante, principalmente pois tudo indica que a LatAm Airlines (LAN e TAM) irão ficar na Oneworld.

Para os que moram nos EUA (como eu) será ótimo ter a possibilidade de ir para o Nordeste com o stop-over em Miami ao invés de ser em São Paulo ou Rio, veremos se os preços melhoram um pouco.

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Pois com os voos atuais os preços são um pouco salgados na rota atual da AA.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Philipp. Para quem mora em Salvador sai muito mais barato viajar de AA que de TAM ( quase R$ 2.000,00 ) a menos na ida-volta viajando pela AA e com a vantagem da conexão em Mami, ao invés de Rio ou SP, o que economiza tempo também.

SONIA MARIA
SONIA MARIAPermalinkResponder

A American Airlines só precisa melhorar a qualidade dos avioes. Vim de Miami para Salvador, no dia primeiro de maio e o avião parecia uma lata de sardinha de tão apertado. Um avião pequeno, de 3 poltronas de cada lado, lotado. Aquele avião só deveria voar para pequenas distâncias. Me senti desrespeitada.

Robs
RobsPermalinkResponder

Alguem sabe como tá o processo de concordata da AA? Quero ir pra nyc em setembro, as tarifas estão boas, mas fica aquela pulga atrás da orelha...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Robs! Concordatas nos Estados Unidos são preventivas. A cia. está operando normalmente. Fala-se em fusão com a US Air.

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Eu fiquei com muito medo da AA quando voei há um ano. Eu fiz o trecho (Recife-Miami, saindo daqui do Rio e esperando 5 horas no aeroporto) num avião pequeno de 3 poltronas de cada lado, lotado, muito desconfortável para uma distância de 8hs. Estou com a Sonia Maria, esse tipo de avião só deveria voar para pequenas distâncias. Como o Philipp e Robs comentaram, eu naquela época já suspeitei que aquela companhia ia a falência....A volta foi num avião grande por que consegui fazer Miami-Dallas-Rio, ainda assim, achei o avião velho e o serviço péssimo.

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Eu até entendo o questionamento do "avião pequeno". A aeronave em questão é um boeing 757-200, que usa a mesma fuselagem do conhecido 737, porém é maior e tem autonomia para fazer viagens de 8 horas. Este tipo de avião inclusive faz rotas transatlânticas (eua-europa) por várias cias americanas (United/Continental, American e Delta).
É um avião mais ajustado para a demanda de SSA e REC.
Antes que digam, não tenho procuração para defender a AA, e já voei nesta rota (MIA-SSA). Tenho 1,90 e não achei o espaço ruim. Concordo que os serviços da American tem muito que melhorar, mas o fato de se poder sair de Recife e Salvador direto para Miami, sem passar por São Paulo ou Rio, não tem preço!
EM tempo: O pessoal que viaja aos EUA de Copa com escala no Panamá viaja de 737 (que usa a mesma fuselagem do 757 - 3X3), e o tempo de viagem para o Panamá fica próximo das 7 horas, mais umas 3 até Miami. Logo, ir num 757 direto não é um grande sacrifício, principalmente se o preço compensar (uma pena que ultimamente isto não tem se mostrado).

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar