Dinheiro no exterior: dólar ou euro x débito x crédito x VTM

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Este post ficou desatualizado.

Para a versão mais completa e atualizada deste texto, clique aqui.

Leia a versão atualizada:

839 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

cavalca
cavalcaPermalink

Ricardo, acho interessante colocar a observação que NÃO É POSSÍVEL usar cartões da Caixa na função débito ou saque internacional. Quem trabalha com a Caixa, precisa usar outros métodos ou conseguir cartão de outro banco.

Cris
CrisPermalink

Meu banco é a CEF e sei disso (já insisti várias vezes). Essa é uma opção que não existe para mim. Me recuso a fazer outra conta em outro banco.

Daniella
DaniellaPermalink

Faça uma conta do tipo serviços essenciais. Todos os bancos tem essa modalidade de conta (mas ninguém divulga). Você não paga taxa alguma e pode usá-la para fazer saques em viagens internacionais. wink

Bruno Camara
Bruno CamaraPermalink

Eu me dei bem. Apesar de conta na caixa, fiz uma conta universitaria no santander com cartao de credito internacional. Ficou perfeito... 4 reais de manutenção por mes.

Bruno Feliciano
Bruno FelicianoPermalink

Eu pensei em fazer um VTM para uma viagem que vou fazer para a Europa em agosto, mas acabei desistindo porque a cotação é extremamente desfavorável (como trabalho em banco consigo pegar moeda com uma cotação R$ 0,02 a mais que a do Banco Central.

Fora que se tem um problema muito grande, por exemplo no meu caso, que vou passar pela República Tcheca e Noruega aonde não se adotou o Euro, as taxas de conversão para um cartão pré-pago de Euro são as seguintes (fora as despesas de saque):

Visa Travel Money: 4,9%
Mastercard Cash Passport: 5,5%
Amex Global Travel: 3%

No meu caso a estratégia será levar dinheiro e fazer saques em moeda local. E no último caso, usar Cartão de Crédito.

No caso de viagem para os EUA, eu creio que os Travel Cheques ainda são uma boa opção. Viajei para lá ano passado e só level TC e foram bem aceitos em restaurantes e espetáculos, fora que a cotação deles costuma ser melhor que a papel moeda e se tem a segurança contra perda e roubo.

raimundo
raimundoPermalink

Bruno:
Em Praga tive uma pequena dificuldade para fazer saques em coroas tchecas. No saguão de desmbarque do aeroporto há vários caixas automáticos. Depois de tentar em dois ou tres sem sucesso, consegui num caixa do banco KB. Já instalado, repeti a experiência no centro. O caixa de um determinado banco (acho que foi UniCredit, ou algo assim) não aceitou. Procurei uma agência do KB e consegui fazer o saque sem problemas. Meu cartão é Santander Visa.

Dani
DaniPermalink

Qual é o cartão que te dá 2 milhas por dólar?

Bruno Renato Feliciano
Bruno Renato FelicianoPermalink

Muito provavelmente, ou é o Credicard Exclusive Platinum ou o Smiles Platinum.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Dani! Existem inúmeros cartões no mercado que dão 1,5 milha, 2 e até 3 milhas por dólar gasto. Normalmente são cartões ouro e platina.

Dani
DaniPermalink

Pô, meu Visa Platinum do BB dá 1,5 só...

Sandra
SandraPermalink

O Visa Infinite e o Mastercard Black do BB dão 2 pontos por dólar e mais uma bonificação por despesas acima de determinado valor da fatura.

dimarcinho
dimarcinhoPermalink

Meu Visa Platinum Estilo dá 2 milhas/dólar

Majô
MajôPermalink

Há alguns anos, uso a fórmula: saque direto em c/c, cartão de crédito que reduzi, em função do aumento do IOF, e para Europa já levo um pouco em papel moeda. Também levo um pouco de dólares.

Luciana
LucianaPermalink

Ricardo, esse problema de tentar usar o cartão na função débito e passar automaticamente no crédito, eu resolvi pedindo um cartão apenas de débito ao banco. O que acontece é que em alguns lugares cartões de debito internacionais não são aceitos e então o sistema identifica que o cartão é múltiplo e manda ver no crédito. Se você tiver só débito, não tem como ser enganado. Na Califórnia, saquei de 1000 em 1000 dólares, pois o débito não passava em lugar nenhum. Já em Vegas e no Hawaii o débito era aceito normalmente.
Seus posts continuam fantásticos. Parabéns!

Vinicius SS
Vinicius SSPermalink

Em maio estive na Europa e levei:

300 euros em dinheiro (emergência)
300 num VTM (plano B)
Cartoes de credito e debito Itau (plano A)

Por um motivo ou outro USEI TODOS.

Tentei realizar saque usando a funcao debito do Itau e não consegui. Embora minha gerente tivesse dito anteriormente que estava tudo ok percebi que não estava.
Usei a reserva e o VTM enquanto o Itau resolvia a situação.

Tive que fazer uma recarga de 400 euros no VTM. Ocorre que a corretora mandou um email pedindo para eu confirmar a operação (aqui não entendi nada pois não havia motivo para confirmar coisa alguma). Como Ru não estava checando o email não soube disso e o valor só foi creditado depois de 4 dias (um fim de sana no meio).

A sorte nesse meio tempo é que o Itau regularizou o saque.
Então acho que vale a pena diversificar mesmo perdendo um pouco no cambio.
Eu precisei usar todas as opções.

Igor
IgorPermalink

Também uso a mesma estratégia e tem dado certo.
Um pouco em papel, como última opção, e principalmente cartão de débito. Chego no aeroporto e já faço um saque no máximo permitido e depois tento usar o máximo possível o pagamento no débito, já que para compras não há tarifa, enquanto para saques normalmente pagamos aqui e lá.
Em NY já consegui efetuar saques de 1000 dólares de uma vez só, mas realmente o cartão de débito é mais restrito, sendo que ao chegarmos ao limite ele bloqueia, e como o limite varia de acordo com o banco e tipo de conta, sempre tenho o cartão de crédito para isso.

Quanto ao problema da compra no débito aparecer no crédito, simples de resolver. Basta guardar os comprovantes e no retorno reclamar no banco. Aconteceu comigo no México e EUA e, como queria usar o débito para escapar do IOF, exigi o estorno da diferença. Agora todos os meus cartões são separados e não há mais como acontecer isso.

Como já foi comentado, a Caixa não possui cartão de débito internacional e alguns bancos não o oferecem a todos, como o itaú. Além disso, devido ao baixo limite do débito e risco de um cartão não funcionar, perder, etc, mantenho conta corrente em outros bancos apenas para movimentar durante a viagem. Acaba que pra mim funciona como um cartão pré pago, no qual fico sujeito a variação cambial, mas que não perco na volta se não gastar o dinheiro.

Igor
IgorPermalink

Além de tudo, devemos ter cuidado também com algumas empresas e estabelecimentos estrangeiros que oferecem cobrança em reais.
Recentemente fiz uma reserva no Hoteis.com, para pagamento em reais, e como a empresa está em Dallas, se não me engano, houve uma incompatibilidade com o cartão. Resultado, uma cobrança que deveria ser de 1707 reais, foi cobrada como 1707 dólares. Como nem o Hoteis.com nem o BB assumiam que havia um erro de sua parte, a solução foi cancelar a reserva.

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalink

Igor,

Bom alerta.
Isto vale não só com relação ao Hoteis.com como também Decolar e Booking.
Ao comprar nestes sites, lembre-se de adicionar o IOF de 6,38% nas compras no crédito!

Felipe
FelipePermalink

Bem, vou contar o que me aconteceu. No final de maio fui para europa e nos três(Franca, Inglaterra e Holanda) passei débito em todas as vezes com cartão santander martercard. Quando o caixa te pede para por o cartão sempre aparecem duas opções: débito e credito. Selecionei sempre débito. Quando cheguei todas as compras foram passadas no crédito.
Acabei de ligar pro Santander e me deram desculpas esfarrapadas: o problema é da máquina, o problema é do estabelecimento... e de quem fica o ônus?? Aleguei que eram compras em estabelecimentos diferentes, em países diferentes, com moedas diferentes e era impossível ocorrer tamanha coincidência e que me encontrava sentindo enganado.
Pois bem, abriram contestação pedindo que eu enviasse os comprovantes - que nem todos eu tinha - e que em 5 dias úteis iriam me dar uma posição.
Levando em consideração que o débito é muito menos custoso acho que vale a pena brigar pela diferença do cambio e do iof!
Agora que é uma cachorrada deles é sim!!
No Banco do Brasil não tive problemas com o débito na américa do sul.

Sílvia
SílviaPermalink

Este estorno do banco, quanto ao débito aparecer como crédito, que vc citou, foi no BB?

Igor
IgorPermalink

Comigo foi no Itau.

Marcie
MarciePermalink

É um caso isolado, mas acho que vale deixar aqui registrado o caso de um restaurante em NY que passou a recusar os cartões pré-pagos. http://abrindoobico.com/2012/06/cartoes-pre-pagos-pre-ocupam-restaurantes/

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalink

Marcie,
O pior é que em alguns países, especialmente na Europa, muitos estabelecimentos estão cobrando dos turistas um percentual a mais sobre as operações no crédito para cobrir a despesa deles junto às operadoras locais.
Isto é lastimável.

silvia
silviaPermalink

Já tive tambem recusa de cartão VTM nos Estados Unidos, por ele não conter nosso nome inscrito nele.
Tive que usar o cartão de credito mesmo, com o nome inscrito confirmado por documento de identidade .

Daniella
DaniellaPermalink

Nos da Confidence é possível a inscrição do nome.

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalink

Ricardo, Bom Dia.
Posts como este são sempre úteis, ainda mais em tempos de câmbio ruim e IOF alto.
Compartilho algumas informações e experiências que tive recentemente.
Segundo apurei, o Itaú cobra uma tarifa de R$ 9,00 por saque no exterior e usa o dólar turismo para suas conversões. Aguardo resposta do Santander...
Embora seja fã dos cartões pré-pagos, ao voltar de uma viagem pela Oceania tive uma desagradável surpresa. Como eu só tinha cartões em USD e Euro, e não existem cartões em dólar australiano e/ou neo-zelandês, resolvi usar os que tinha. Fazendo as contas de gastos na volta, vi que TODAS as minhas compras e saques estavam com um adicional de "apenas" 5,5%. Questionei a operadora e eles me informaram que quando você faz um gasto no débito ou saque em moeda diversa daquela constante no cartão, existe esta "sobre taxa". De fato, está em contrato!!!
Assim, para países onde o cartão não é na moeda local, os pré-pagos não são vantagem. Isto vale tanto para os CashPassport quanto Cartões da AmericanExpress.
Algumas experiências a respeito: http://www.cumbicao.com.br/2011/08/dinheiro-no-exterior.html
Na próxima viagem pretendo fazer um mix de tudo (menos crédito) e ver no que dá.
Abraço.

Sarah
SarahPermalink

Diogo,

acabei de olha a tabela do Itaú e tem lá a informação:
Saque direto de conta corrente: R$9,00 por operação, limite de R$1000 por dia.
Saque do cartão de crédito: R$20,00 por operação, limitados a USD500 por fatura.
Saque VTM: USD2,50 por operação.
Todos os saques estão sujeitos a cobrança de uso da rede de caixas eletrônicos e *abre grifo* esse valor geralmente não é informado no caixa *fecha grifo*.
Acabei de carregar o VTM, paguei R$2,54 por euro (a cotação que vi no jornal de manhã, achei boa!) e mais 0,38% de IOF.
Me parece (parece!) que valeu a pena... rs

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalink

Sarah, você fez bom negócio mesmo!
Acho que a melhor saída é acompanhar o câmbio e ir comprando aos poucos.

Mauri
MauriPermalink

Estive recentemente na Alemanha e Irlanda e me deparei com muitos lugares incluindo lojas de roupas, calçados, restaurantes, cafeterias que NÃO aceitam VTM por uma questão de SEGURANÇA.

Devido o fato de o cartão não ter numeração completa nem identificação com nome, muitos lugares (talvez mal informados sobre o funcionamento do VTM) simplesmente recusaram e pediram outra forma de pagamento.

Não foi exatamente um problema, pois bastou eu fazer um saque para pagar as despesas, porém pra mim ficou a lição de que o VTM é seria uma forma de segura de TRANSPORTAR dinheiro e não necessariamente de usa-lo.

Jussara
JussaraPermalink

Meu VTM tem numeração completa, inclusive código de segurança. Tem também meu nome impresso, eles imprimem na hora em que você compra. Desde que peçam documento de identificação acho o VTM bem seguro, sim.

Cris
CrisPermalink

Mauri,

Sem querer fazer propaganda, pois não recebi nada por isso, o VTM da Corretora Confidence é, na minha opinião, um dos melhores, pois vem com a numeração completa de cartão de crédito (16 dígitos), código de segurança (3 dígitos na parte de trás), nome do portador, senha para débitos e saques e, principalmente, é um cartão COM chip. A única coisa que eu acho meio esquisita é que a impressão dos dados não é com as letrinhas em relevo, como nos cartões de crédito, mas sim impressas diretamente no cartão.

Eu já usei esse VTM na Itália, na França, na Espanha e em Portugal, e em todos os lugares foi aceito (na França pedem para assinar a fatura. Nos outros 3 países, a senha é pedida). O único lugar em que não foi aceito foi no carrinho de compras do avião da TAP (comprei um relógio e paguei em dinheiro mesmo).

Espero que na Alemanha e na Áustria não implique com ele... Hehe.

Jussara
JussaraPermalink

Acho que a impressão das letras não é em relevo pq é feita na hora, é algo menos elaborado. Mas não vejo problema algum nisso.
Sobre a senha, nem todas as lojas pedem; algumas apenas passam o cartão(como era aqui antes do chip) e pedem a assinatura (nesse ponto não acho nem um pouco seguro). Eu só precisei usar senha quando fui sacar.

Frank (Dois Mapas)
Frank (Dois Mapas)Permalink

Jussara, o principal problema de aceitação de VTM é falta de chip, não o fato de ser anônimo

Jussara
JussaraPermalink

Mas quem falou que o problema na aceitação era a falta de nome e numeração não fui eu, foi o Mauri, no comentário acima.
Acho que mais importante que ter chip é pedirem a identificação, e nem todos pedem.

Cris
CrisPermalink

Realmente, na França, o meu VTM é inserido na máquina (como se usa com o chip, afinal o meu VTM é cão chip), mas em nenhuma loja/supermercado/restaurante é pedida a senha . Apenas pedem minha assinatura. E nunca pediram nenhum tipo de identificação, passaporte, nada. A segurança realmente fica mais frágil assim, mas de todo modo, esse meu VTM é muito bem aceito por lá.

Nos outros países, a senha sempre é pedida, mesmo no boteco mais "furreca" rsrsrsrs

Hosana
HosanaPermalink

Acho o melhor VTM o do Banco do Brasil que tem a cotação R$ 0,01 mas baixa que o papel moeda. Apesar de cobrar R$ 50,00 a cada abastecimento a cotação é muito melhor do que das outras casas de câmbio!

Fernando
FernandoPermalink

Desculpe, o VTM do BB é o pior, cobra R$ 50,00 por recarga, o que é um roubo, a cotação não é assim tão melhor não, fora que eles limitam o câmbio ao saldo médio da conta e o atendimento, ah, esse é o pior de todos, um lixo... FUJA DO BB

Fabio Gonçalves de Menezes

Pensei que estava usando a função débito no meu cartão do Itaú e quando cheguei tive uma desagradável surpresa: todas as minhas despesas vieram no cartão de crédito.

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalink

Fabio, este é o meu receio.

Igor
IgorPermalink

Se guardou o comprovante, basta mandar corrigir.
O erro não é seu e você não deve arcar por ele.

Sílvia
SílviaPermalink

Estou com este problema, abri uma ocorrência no BB. Aguardando retorno.

Bia
BiaPermalink

Aconteceu comigo uma vez na Espanha. A atendentende (na loja do camp nou) já sabendo disso, me alertou.

Nazaré
NazaréPermalink

Alguém já usou cartão de débito do Banco do Brasil no exterior ou sabe se isso é possível ?
Ano passado, em Londres, quase não usei o VTM porque não era aceito na maioria das loja.

Celina
CelinaPermalink

É sim possivel usar o cartão de débito do Banco do Brasil, e em Londres é aceito em qualquer caixa eletrônico. Mas as taxas : IOF, comissão e sei lá mais o que inventam são salgadinhas. Já o cartão de débito do HSBC, se for usado nos caixas eletrônicos do proprio banco
(em Londres tem HSBC em todo canto) não é cobrado taxa. E para quem viaja muito para um mesmo lugar (Europa, Estados Unidos) o ideal é abrir uma conta nesse lugar pelo HSBC, (tem que ser premier). Daí você transfere dinheiro daqui para lá pelo site do banco e só paga o IOF. Mais nada.

Andrey
AndreyPermalink

Gente acho que posso ajudar voc?s em algumas dúvidas.
Liguei na central de atendimento do BB e a informação que me passaram foi a seguinte:

detalhe: as informações abaixo valem para o VISA PLATINUM (que é o que eu uso). Outras modalidades, como GOLD, INTERNACIONAL, etc, têm seus limites e valores diferentes.

Posso usar meu cartão no débito para saques e compras?
Sim. Uma vez habilitado para uso no exterior, um cartão que seja múltiplo (débito e crédito), tem as duas funções habilitadas automaticamente.
Alguns estabelecimentos não aceitam a função débito do VISA ou MASTER ou dos dois. Ou seja, depende do estabelecimento comercial que formos utilizar o cartão.

As coversões são feitas para a moeda local sempre nessa ordem: REAL > DÓLAR ou REAL > DÓLAR > MOEDA LOCAL

Quais são meus limites para uso do cartão?
Função Crédito:
> Compras: o limite é o disponível no cartão
> Saques: 3 saques por dia limitados a R$ 2.000,00 (soma dos saques)
Função Débito:
> Compras: 20 transações por dia com limite de até R$ 10.000,00
> Saques: 10 saques por dia limitados a R$ 2.000,00 (soma dos saques)

Espero ter ajudado!!

Sílvia
SílviaPermalink

Experiência própria BB Platinum:
1 - Punta Cana. Tudo que comprei no débito caiu no crédito.
2 - Chile. Já escaldada, pedi que minha função crédito do cartão fosse inibida, daí cairia tudo no débito. Funcionou direitinho, tudo caiu no débito, uma economia e tanta.
3 - EUA. Função crédito inibida, assim como no Chile. As compras foram feitas no débito. Os valores foram debitados em conta corrente, entretanto, cobraram os 6,38% na fatura do cartão de crédito, como se fosse função crédito. Abri uma ocorrência hj. Aguardando cenas do próximo capítulo.
Assim, afirmo, no Chile funciona, inibam a função crédito do cartão e gastem bastante!

Ilca
IlcaPermalink

Nazaré, já usei a função de débito do cartão BB, mas o problema é o mesmo que o pessoal cita nos coments... às vezes acaba entrando como crédito. Vice-versa também já me aconteceu (entrar no débito algo que queria em credito). Acho interessante que em alguns lugares do exterior, mesmo o cartão tendo chip com senha ela não é exigida e nem comprovação de identidade. Acho isso temeroso.

Andrey
AndreyPermalink

Vixe Ilca.
A não exigência de documento de identificação é mais comum do que parece.
Aqui no Brasil então nem se fala. Mesmo eu colocando atrás do cartão a frase "Favor solicitar RG/CNH" no lugar da assinatura o povo não pede.

Marcia Palhares
Marcia PalharesPermalink

Olá, Nazaré, usei o cartão platimum do BB no Chile na função débito, mas entrou como crédito. Na ocasião, eu achei que havia me confundido, pois na tela da máquina aparecem as duas opções,

Tina
TinaPermalink

Oi Nazare, antes de viajar p a europa, fui ao BB e falei c a gerente q me afirmou q os cartoes do BB nao funcionam na função débito, mas como eu sabia de pessoas q tinham usado na função débito, resolvi arriscar, então usei o cartao do BB Visa na funcao debito (duas vezes em ingles e uma em espanhol), mas qdo chegou a fatura foi sacado do meu limite do cartao de credito (nao entrou como compra a credito).

Voltei na agencia do BB e uma outra funcionaria me mostrou q ela usou o cartao BB na Argentina/chile e saiu direto da conta corrente dela.

Eu continuo querendo descobrir o misterio q envolve os cartoes do BB?!?!?!?

Kiss tina

Ilca
IlcaPermalink

Pra saques é mais fácil pois aparece as duas opções: se quer sacar da conta corrente ou do cartão de crédito. O problema é ficar meia hora parada na frente da tela do caixa eletronico para entender exatamente o que quer dizer as opções (em outra lingua, rsrsrs).

Hosana
HosanaPermalink

A mágica eu não sei qual é, mas na dúvida pedi um visa electron separado do meu Cartão de crédito. Dele não tem como sair crédito.
Quando voltar, conto o que consegui, afinal cada um do Banco do Brasil fala uma coisa diferente.
No site do banco aconselham a pedir um visa electron separado através da central de atendimento.
No banco dizem que isso não é possível.
No banco me disseram que não há limites de saques ou débitos, mas sim limites de valores por dia (R$ 1.000,00 na moeda do país para saque e sem limites para débitos).
Sinceramente, não sei como vai funcionar!

Alex Melo
Alex MeloPermalink

Miami ano passado, meu cartão BB Visa só consegui passar no crédito, todas as vezes.
Já o BB Mastercard nem que quisesse eu conseguia no crédito -só passou na função débito.

Qual a diferença? Nem ideia!!!

Com ambos na hora de sacar, consegui direto na conta corrente.
Já minha mãe, com cartão do Bradesco, só conseguia usar crédito, e não teve jeito dela conseguir débido, nem no saque sad

Débora
DéboraPermalink

Essa história de usar o cartão do BB na função débito é uma confusão mesmo. Ano passado eu desbloqueei meu cartão antes de viajar (só pedi para desbloquear, não especifiquei entre débito/crédito) para a Argentina. Durante a viagem eu sempre pedia a opção débito. Alguns lugares me falaram que não era possível (isso sem nem testar ou olhar qual era o cartão) e outros passavam, mas quando cheguei no Brasil vi que TODAS as compras vieram em débito.
Este ano vou para o Chile e vou fazer como sugeriram acima: levar um cartão que só tenha a opção débito ativa.

Daliana
DalianaPermalink

Sobre essa questão dos cartões BB, eles têm no site um FAQ explicando que o Visa costuma dar problema mesmo, confundindo crédito e débito, e por vezes, sequer sendo aceito para saque/débito. A instrução que se dá no site é usar o Mastercard como Maestro, função débito, ou para saque na rede cirrus. Essa também foi a instrução da minha gerente do Banco, que é super preparada, e tem experiencia no assunto pois ela viaja bastante.
Assim como no site, ela também disse que a melhor opçao para débito é pedir um visa electron sem função crédito (aquele azulzinho). Ela mesma já pediu e usou no exterior. Pena que demora 15 dias para chegar e não dará tempo de pedir para minha viagem. A dica é pedir logo e deixar em casa esperando a próxima viagem.

O link do faq do bb é: http://www.bb.com.br/portalbb/page83,116,9217,1,1,1,1.bb?codigoMenu=9087&codigoRet=7478&bread=6

Hosana
HosanaPermalink

Oi Daliana!
Pedi o meu visa electron nessa segunda-feira pela central de atendimento. Dizem que demora 7 a 10 dias úteis após confeccionado pra chegar, mas meu gerente disse que chega nessa segunda agora (11/06). Arrisquei! Afinal só custa R$ 8,00.

Andrey
AndreyPermalink

As agências têm como pedir cartão de forma emergencial. Só que a diretoria de cartões tem que autorizar. Então peça pro seu gerente fazer uma solicitação com uma defesa bem consistente.

Daniel
DanielPermalink

Uso o cartão de débito do BB no exterior sempre que viajo e nunca tive problemas, a não ser na Grécia, quando aconteceu de eu ter marcado withdrawal e eles cobrarem depois como crédito. Mas resolvi o problema da seguinte forma: voltei ao Brasil e soltei os cachorros no BB, exigindo que cancelassem a função crédito no meu cartão, que hoje só funciona como débito, sem problemas portanto. Uso os cartões de crédito do Itaú (ah, saudades do Unibanco...) Visa e Master e também nunca tive problemas. Acho mais fácil, rápido e já está na minha mão, e mesmo que eu pague mais vou continuar usando. Ah, tenho um cartão de débito do Itaú, separado também, no caso de dar algum problema com o débito do BB.

Gustavo Bonelli
Gustavo BonelliPermalink

Essa equacao e realmente complicada e a melhor dica pra mim e diversificar! Acrescentaria algumas observacoes:

1. O cartao de credito e essencial para ser dado como garantia no aluguel de carro e no check-in de alguns hoteis. Mesmo que voce nao pretenda usa-lo, leve algum com um limite razoavel ja que os VTMs da vida nao sao aceitos nesses casos.

2. Dessa ultima vez que estivemos nos EUA, notamos que na hora de pagar a conta em algumas lojas tivemos a opcao de fazer a compra em reais. Acho que sentindo a reducao das despesas com cartao de credito, as operadoras estao usando essa estrategia o que evita a incidencia de IOF.

3. Se estiver usando VTM, nao opte por comprar em reais nunca pois vc provavelmente perdera muito na conversao.

Abs.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Gustavo! Essa sua conta já chegou? Realmente não cobraram IOF?

Ludo Diniz
Ludo DinizPermalink

Olha, eles cobram IOF sim, você só fica livre da oscilação do câmbio. Geralmente isso ocorre quando se paga com Visa ou Master. Nunca vi essa opção com Amex.

Gustavo Bonelli
Gustavo BonelliPermalink

Ola Boia,

essas compras vieram como despesas em real/no Brasil e, a nao ser que eu tenha feito alguma conta errada, o IOF cobrado foi referente apenas as despesas no exterior mesmo.

Abs.

Bia
BiaPermalink

Não tem IOF não. É que nem comprar em real no freeshop - geralmente a taxa de cambio utilizada é, adivinhem!, 7% mais cara que a do dia no cartão de crédito... rs Mas não se paga IOF.

Sílvia
SílviaPermalink

Minha fatura acabou de chegar. Não cobram IOF, se vc optar por pagar em reais no exterior, na opção da maquininha. Eu não sabia disto. Em apenas uma loja dos EUA me deram esta opção. E detalhe: o câmbio nesta opção é mais barato que no crédito ou débito. Loucura....Não consigo entender...

Marcus Saldanha
Marcus SaldanhaPermalink

Olá,
percebo que para a travessia terrestre de fronteira próximas ao Brasil, a troca de reais pela moeda local é vantajosa. Por exemplo, em Cusco, Lima, La Paz, Santa Cruz o real terá menos valorização que Puerto Quijarro na Fonteira Brasil-Bolívia. Mas ainda sim será melhor, por causa da demanda do que em cidades mais distantes do contato com brasileiros, tais como fronteira Bolívia-Peru.
Texto claro e objetivo. Compartilhei!

Lucas
LucasPermalink

Para quem vai aos EUA, abrir uma conta corrente 1 mês antes da viagem, no Citibank é uma ótima opção. Eles não cobram tarifas bancárias pelo período de 3 meses e a cotação do dólar para utilização nos EUA é a utilizada nos EUA e, não, no Brasil, que é mais alta. Quando você voltar de viagem, encerra a conta corrente, sem nenhum problema.

De acordo com um gerente do Citi que conheço, muita gente tem feito isso e eles, inclusive, sugerem tal opção às pessoas que iam às agências para pagar a taxa do visto.

Vou para os EUA em setembro, por 20 dias, e, como o Ricardo sugeriu, vou fazer um mix de opções:
PLANO A
2 cartões de débito internacionais, um do HSBC Premier, que não cobra tarifa de saque no exterior, e o do Citibank);

PLANO B
um valor em cash para as primeiras despesas;

PLANO C
1 cartão de débito pré-pago, estilo VTM ou Cash Passport; E

PLANO D
1 cartão de crédito internacional do Itaú.
Abs,

Ernesto, o pato
Ernesto, o patoPermalink

Uma vez nos EUA alegaram que a impressora estava "quebrada" e debitarm 150 dolares a mais do nosso VTM. Chamei a policia e tudo se resolveu. Assim, atenção com impressoras "quebradas".

Aproveitando, alguem que esteve na Argentina, pode dizer como funciona o cambio negro deles. É seguro? Vale a pena, ou lojas e hoteis pagam um valor semelhante?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Ernesto! É extremamente arriscado trocar dinheiro fora de bancos e casas de câmbio. Há muitas notas falsas em circulação. Sempre que uma loja ou restaurante aceitar real ou dólar, fará uma ótima cotação.

Ernesto, o pato
Ernesto, o patoPermalink

Oi Boia

Não foi cambio,foi o pagamento de uma hospedagem em VTM, num pequeno Hotel em Porto Rico. E foi golpe mesmo, pelo ocorreu depois. È por isto que quis deixar o alerta, pois inicialmente achei que a impressora estava quebrada mesmo. E so peguei porque confiro o saldo do VTM pelo menos 1 vez por semana, e foi proximo do ocorrido. Alias e outra dica importante, sempre confreir o saldo do VTM pela internet com alguma frequencia.

Tina
TinaPermalink

Oi Ernesto,
Agora operadora de VTM Confidence cadastra teu cel e toda vez q vc usa o cartao VTM imediatamente vem um sms informando qto vc gastou, onde e o saldo....e o melhor vc nao paga os sms no exterior, com isso fica facil de controtar os gastos, saber o saldo e nao cair e golpes de impressora quebrada!

Kiss tina

petter
petterPermalink

Poxa... esse post é uma jóia.
Só tenho uma curiosidade a acrescentar... usei o Travel Money recentemente na Itália e Portugal. Na Itália sempre pediram para assinar o comprovante para autorizar a compra e em Portugal sempre pediram para digitar a senha para autorizar a compra. Em ambos países o cartão funcionou perfeitamente.
Quanto ao que Ricardo falou sobre evitar deixar dinheiro sobrando nesse cartão na volta da viagem, acrescento uma dúvida:
- Será que nesse caso seria melhor sacar tudo no exterior mesmo (em moeda estrangeira)?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Petter! Zerar o cartão ainda no exterior é, sim, a melhor coisa a fazer.

Tina
TinaPermalink

Oi Petter,
Pelo que sei se vc deixar de saldo no cartao VTM menos de 200, seja euros ou dolares, depois de um tempo a operadora começa a descontar uma taxa administrativa, ou seja se no final da viagem sobrou um saldo baixo, melhor então torrar no Dutty free do que deixar p a operadora!!!

Kiss tina

Mauricio
MauricioPermalink

Petter,
Ano passado deixei 12 euros no VTM. Em abril deste ano, pouco antes de viajar de novo, fui ver o saldo e só tinham 3 euros. Quando vc fica mais de 6 meses sem uso e com menos de 200 (euros ou dólares) é cobrada uma taxa de inatividade de 3 euros por mês!! Por isso, use tudo ou deixe apenas um trocado (foi o que aconteceu este ano, sobraram só 2 euros da nova carga e em novembro, deve zerar com a taxa).

Cris
CrisPermalink

Minha próxima viagem à Europa envolve 3 países do Euro, mais Londres (5 dias - Libras) e Praga ( 4 dias - Coroas Tchecas). Eu sempre levo uma parte em dinheiro vivo e outra parte em VTM (Euros). Cartão de crédito apenas para emergências impossíveis de suprir com o que eu já tenho (o que é muito raro). Mas essa será a primeira vez que viajarei para países de outras moedas. Estou pensado em levar uma quantia "X" em Libras (ou fazer um VTM em Libras), mas usar o meu próprio VTM em Euros na República Tcheca, pois acho mesmo um saco e stress ter ir atrás de corretoras de câmbio, ainda mais que não irei transitar por aeroportos. Serão apenas 4 dias, e então, será que vou perder muito nessas transações em compras em Coroas Tchecas no meu VTM em Euros? Por lá, pretendo apena gastar em alimentação e transporte, e nada de compras. Qual seria a porcentagem de perda nesse caso? Meu VTM é de bandeira Visa, da Corretora Confindence.

Abs,

Cris

Cris
CrisPermalink

Ah, e como disse em resposta a Cavalca (acima), meu cartão de banco no Brasil é a CEF e a CEF não libera a modalidade débito no exterior. Portanto, essa não é uma opção para mim.

Abs

Cris

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Cris! Você vai perder entre 4 e 5% a cada transação. Isso também aconteceria caso você chegasse com euros vivos e fosse a uma casa de câmbio honesta. A melhor saída nesses países é sacar direto do caixa automático com cartão de banco; pena que você não possa com o seu.

Cris
CrisPermalink

Obrigada pela resposta, Bóia! Então,, acho que não vou me preocupar muito em sair desesperada atrás de casa de câmbio me Pragua para trocar Euros em cédulas por Coroas Tchecas. Tendo em vista que minha previsão para a viagem é um gasto de 100 euros por dia (e em Praga, ao que tudo indica, eu vou gastar menos que isso), em 4 dias serão 400 Euros, e na conversão para pagamentos diretamente no VTM (débito direto), a perda será em torno de 20 - 25 Euros. É ruim, mas acho que paga o stress da busca por casa de câmbio! neutral

A Caixa também é um banquihno muquirana no que diz respeito ao uso do débito no exterior, mas a taxa do meu cheque especial está muito boa no momento, e a CEF me quebra um galho no meu contracheque quando eu preciso financiar algo, hehe.

Ze
ZePermalink

Para quem nao sabe, no bb a cotacao do vtm é melhor que para cash.

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalink

Algumas casas de câmbio também estão operando assim.
Numa das lojas onde compro, me ofereceram a libra no CashPassport com 3 centavos a menos que o papel moeda.

Jussara
JussaraPermalink

Verdade, na casa de câmbio onde recarrego meu cartão o VTM também sai alguns centavos mais barato.

Gustavo Belli
Gustavo BelliPermalink

Mais um post para série guarde e leia toda vez antes de viajar.
Obrigadão Riq!!!
@GusBelli

Diogo A.
Diogo A.Permalink

Normalmente eu uso o VTM como primeira opção, mas nem sempre é um bom negócio carregar o cartão aos poucos. Dependendo do emissor, pode haver uma taxa de recarga, como é o caso do Banco do Brasil, por exemplo.

Eliseu Bueno
Eliseu BuenoPermalink

O cartão "recarregável" emitido pelo Itaú é da bandeira AMEX. Alguém tem alguma experiência referente à aceitação desse cartão na Escandinávia?

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalink

Eliseu, estou indo para lá também.
Fique atento que como não existe cartão em coroas (dinamarquesas, norueguesas e suecas) você vai sempre pagar 5,5% a mais em cada compra.

Socorro
SocorroPermalink

Olá, esse site é uma Bíblia, na boa, "sem sacrilégio ou nome de Deus em vão". Só queria dizer que fui à Argentina em Março e o Banco Nácion do Aeroporto Ezeiza só estava fazendo cambio para cidadãos Argentinos, não para turistas. E que muitas vezes o cambio das lojas era bem mais favorável.

Camila Torres
Camila TorresPermalink

Fomos pra Argentina em março e decidimos que usaríamos o saque na conta corrente para tudo, até para os gastos maiores, já que na Patagônia não precisa se preocupar com assalto. O problema foi que os caixas eletrônicos argentinos tinham um limite de 100 pesos diários, e como além dos hotéis os passeios também eram caros, tínhamos que sacar várias vezes. A cada saque, havia uma taxa de cerca de 10 reais para o ATM e 13 para o banco.

Quando cansamos de tanto saque resolvemos tentar a função de débito no cartão. Era estranho, mesmo as atendentes jurando que era débito, na máquina e no comprovante vinha escrito crédito. Tentamos no cartão do BB e do Santander: no do BB até apareceu como débito no extrato, mas depois estornaram e veio como crédito. No Santander demorou, mas apareceu no crédito também.

Camila Torres
Camila TorresPermalink

Opa, o limite era de 1000 pesos diarios, não 100 ! Cerca de 200 dólares, como o Comandante sugeriu.

Débora
DéboraPermalink

Pois é, comigo aconteceu a mesma coisa. Apesar de eles dizerem ser débito, veio tudo crédito.

Igor
IgorPermalink

Na Argentina as pessoas já sabem que cartão múltiplo funciona como crédito.

Sylvia
SylviaPermalink

Gostei desta coleção de moedas !

Sylvia
SylviaPermalink

Não li os comentarios então posso estar sendo repetitiva, mas o que faço na FUNÇÃO DÉBITO é usar um cartão que só possui esta função , um cartão que não possui a função crédito.

Com isto minimizo os perrengues , e se a viagem for para longe carrego quatro cartões:
dois só de débito ( citi e hsbc ) e dois de credito ( visa e master); sim e já aconteceu de todos darem pau num mesmo dia e o que salvou foi o dindin em cash.

Débora
DéboraPermalink

Sylvia, vou tentar fazer isso tb. Obrigada pela dica.

Marcio
MarcioPermalink

Meus dois centavos: Ainda mais com este IOF abusivo do cartão de crédito, o melhor quando falamos nos EUA, atualmente, é o traveller check. Ele tem IOF de 0,38% e é tão seguro qto um cartão de crédito. Tb não se corre o risco de cair no credito, se vc deseja q caia no débito, nme muito mesmo tem taxa de desconto ou de operação. Não vence nunca, não cobram taxa de carregamento nem de não-utilização ( absurdo isso por sinal ). Qualquer barraquinha de cachorro quente os aceita, ainda mais em cidades turísticas. Além disso, para fazer a primeira troca, é simples, é só comprar uma coca em qq lanchonete do aeroporto e descontá-lo. O troco vem em cash....

Carlos
CarlosPermalink

Márcio, vc sabe qual o limite de $$ por traveller check? Vou p/ EUA em outubro, morar por um ano. Tenho que levar algum dinheiro para comprar um carro (usado) e outros gastos de imediato. Penso em levar +ou- US$7000. Qual seria a melhor opção? Será que um concessionária aceitaria um TC?

Quanto te cobraram para emissão de cada TC?

Obrigado e []'s

Marcio
MarcioPermalink

Carlos, acredito que o limite para levar dinheiro é de 10 mil doláres, sem fazer a declaração de entrada nos EUA. Não sei se a mesma regra vale para o TC, mas desconfio que sim, já que é uma operação controlada pelo Banco Central. Não sei dizer se a concessionária aceitaria TC, mas no pior dos casos, faça a troca por dinheiro que não deve, nem pode ter comissão e/ou taxa. Se tiver estão levando um dinheiro que vc poderia não perder. Veja quem é o emissor do TC ( um dos bons é AMEX ) que tem muitas lojas que trocam os TCs por dinheiro vivo.
Para mim ( e acredito que para todos pois não sou nenhum cliente lá muito especial ) não me foi cobrado nada para emitir o TC nem para entregar em casa, somente a conversão mesmo e o IOF baixinho. Meu banco é o Personalitté.

Carlos
CarlosPermalink

Oi Márcio,

Obrigado pela ajuda. Penso em levar TC ou TVM. Penso que TVM as concessionárias não devam aceitar, até porque o valor limite por transação é menor que o necessário.

Vc achar melhor pedir 1 ou 2 TCs com valores maiores, ou dividir em 4 ou 5 TCs, supondo U$7000 u $8000?

[]'s

Carlos

Thiago
ThiagoPermalink

Primeiro, parabéns ao Riq! Post excelente com um assunto que sempre causa dúvidas...
Viajo no início de julho para a Europa e vou seguir um esquema que penso ser mais precavido: compras do dia-a-dia no VTM e cash. Cartão de crédito e minha conta corrente como plano B.
Um detalhe: ano passado em Buenos Aires, tive um problema (na verdade, não causou dor de cabeça, apenas susto...): habilitei meu cartão para compras na função débito. Todavia, por se tratar de cartão múltiplo, as compras foram debitadas na função crédito. Por outro lado, os saques na conta corrente foram tranquilos e deram todos certos!
Obs: meus cartões são do Banco do Brasil.

Thiago
ThiagoPermalink

Agora, uma dúvida minha: qual VTM utilizar? O problema surge pq o VTM do Banco do Brasil possui uma cotação ótima (hj msm, o euro estava a R$ 2,58!), mas o cartão não possui chip e nem identificação alguma.
Já o VTM da Confidence tem cotação maior, mas o cartão é de chip, possui identificação... Pergunto isso, porque dois amigos tiveram problemas numa viagem que fizeram para a França e os vendedores encrencavam com o fato de os cartões não possuirem identificação.

Cris
CrisPermalink

Thiago, respondi acima sobre o VTM da Confidence. Vem COM chip, numeração de 16 dígitos, código verificador (os 3 dígitos na parte de trás), senha para débitos e saques, e nome do portador impresso no cartão. Foi super bem aceito nas minhas duas viagens à Europa que fiz com ele (para países como França, Itália, Espanha e Portugal). Foi aceito em todos os lugares (menos no carrinho de compras de freeshop do avião da TAP). Não tive problemas com ele. A cotação è mais çara do que a do BB, sim, mas para mim é muito mais conveniente (não pago taxa de R$ 50,00 reais por recarga, por exemplo).

Outra medida de segurança importante é que a cada compra ou saque no VTM, você é IMEDIATAMENTE avisado do valor do débito, do local onde este foi realizado e do saldo restante via SMS, sem custo algum (nem no celular e nem no saldo do cartão).

Thiago
ThiagoPermalink

Cris,

Muito obrigado pela resposta. É, acho que conforto e comodidade valem pagar um pouco mais caro né?

Bia
BiaPermalink

Oi, Thiago,
levei meu cartão VTM sem identificação pra França, mês passado, e não tive estresse não.
Ia fazer na confidence, mas só aceitavam dinheiro vivo. Na Cotação dava pra fazer com cartão de debito. Achei mais fácil...

Thiago
ThiagoPermalink

Bia,

Obrigado pela informação. A verdade é que viagem também é questão de sorte: pode ser que algo tão simples seja motivo de dor de cabeça...

Jussara
JussaraPermalink

Na Confidence aceitam transferência bancária, não apenas dinheiro.

Hosana
HosanaPermalink

Já viajei algumas vezes levando VTM e nunca tive problema.
Com relação à cotação, como disse acima, o Banco do Brasil é muito melhor que a Confidence.
Pesquise antes!
To indo pra Europa levando a parte de Euro quase toda em VTM do BB. Foi a melhor opção que encontrei.

Jussara
JussaraPermalink

Mas pagar cinquentinha a cada recarga não é vantajoso. E pra fazer o VTM do BB é necessário ser correntista.

Hosana
HosanaPermalink

Oi Jussara,
A questão de ser correntista, realmente não sei lhe informar. Mas com relação a R$ 50,00 se vc fizer uma previsão de gastos e abastecer um valor médio do que pretende gastar, sai muito mais vantajoso, porque a diferença de cotação do BB para outros sai mais do que isso.

Thiago
ThiagoPermalink

Hosana,

Uma pergunta: vc já viajou para a Europa com seu VTM do Banco do Brasil ou esta será a primeira vez? Queria apenas o relato de alguém que utilizou VTM BB no velho continente e não enfrentou problemas maiores... Embarco dia 3 de julho para lá e até agora não me decidi.

Jussara
JussaraPermalink

Que estranho. Tenho dois cartões da Confidence, nenhum deles tem chip.

Thiago
ThiagoPermalink

O Confidence Euro possui chip...

ALTINO JUNIOR
ALTINO JUNIORPermalink

Vou fazer minha estréia no exterior, viajo dia 7 julho para Portugal e Açores. Gostaria de uma dica de como devo organizar meu "arsenal" financeiro para levar na viagem. Alguém sabe se é fácil sacar nos bancos portugueses com os cartões de débito do BB? Grato...
E parabens pelo site e forum... maravilhosos !!!

Bia
BiaPermalink

Fácil é. Mas só rola de sacar 200 euros por vez. Isso atrapalhou minhas contas um pouco, pois tive de fazer mtos saques e pagar mtas taxas.

Bia
BiaPermalink

Digo isso pq em outros países pelos quais passei conseguia sacar mais (o máximo do limite que o Itaú permitia, acho que 2 mil REAIS, não EUROS)

Ilca
IlcaPermalink

Quando eu fui pra Lisboa tinha até uma agencia do BB lá smileE no site do bb:
"O Banco do Brasil está em Portugal desde 1972 e hoje conta com 5 agências em todo o País, uma em Lisboa, uma em Cascais, uma no Parque das Nações, uma na Costa da Caparica e outra no Porto".

Luiza W
Luiza WPermalink

Oi Bóia...

Quanto vc sugere sacar no caixa automático para ser mais vantajoso?? Lembro já ter lido isto, mas não achei

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Luiza! Sempre o equivalente local a 200 ou 300 dólares. Está escrito no texto.

silvana
silvanaPermalink

Bóia, pesquisando passagens ontem, encontrei RECIFE/VENEZA/RECIFE, por R$ 2.500, fiz uma pre reserva (ate dia 10), qdo verifiquei mais tarde, o valor já estava bem mais caro, nessa onda de dólar alto, vc acha que devo comprar ou esperar essas muitas promoções?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Silvana! As ponderações do Ricardo Freire sobre a alta do dólar estão neste post: https://www.viajenaviagem.com/2012/05/suas-verdinhas-a-alta-do-dolar-e-as-viagens-para-o-exterior/

Orlando
OrlandoPermalink

Olá Boia. Estarei indo no mes de Julho a Escandinavia e percorrerei 3 países. Acontece que cada um adota uma moeda distinta. Deveria então levar euros, ou mesmo dolar ou teria que adquirir as 3 moedas? Estou morando na Alemanha e disponho de um VTM com uma boa quantidade de euros e um cartão de credito internacional. Se alguem pudesse me dar umas boas dicas no intuito de nao ter tanta perda nas conversões de moedas ficaria grato.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Orlando! Usando seu VTM você terá a cada troca uma perda equivalente à que teria se trocasse dinheiro vivo na casa de câmbio.

Se o seu cartão é europeu, cartão de crédito é a melhor pedida, porque não tem IOF...

Juliana
JulianaPermalink

Oi!
Qual moeda forte levar para Africa do Sul? Dólar ou euro? Para Cuba, sei que, em função da sobretaxa do dolar, é melhor levar euro, mas para Africa do Sul estou na dúvida.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Juliana! Atualmente o dólar está em valorização, então é a melhor pedida.

Juliana
JulianaPermalink

Valeu!
Vou pra Cuba e pra Africa do Sul em julho. Euro pra um e dólar pro outro!

Enaldo Soares
Enaldo SoaresPermalink

Boa a noite a todos.

Vou levar euros que eu comprei na baixa(a menos de R$2,40) para trocar por libras em Londres. Onde posso verificar online a depreciação da troca por lá? Sei apenas que se deve evitar as casas próximas às estações.

Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Enaldo! Você está sentindo na prática um dos perrengues de levar dinheiro vivo... o embate você x casa de câmbio sempre é desvantajoso para o cliente.

Leonardo BH
Leonardo BHPermalink

Essa eu posso responder pois voltei de lá semana passada e fiz exatamente isso e foi muito vantajoso. Use esse site para ter um comparativo das casas de câmbio Londrinas: http://travelmoney.moneysavingexpert.com/buy-back/ , a taxa da Thomas Exchange UK nesse site é geralmente a melhor taxa que você vai encontrar em Londres nas casas de câmbio do centro. Procure pelos locais com o aviso "No Comission" e por precaução pergunte antes se não têm mais nenhuma taxa mesmo. A melhor taxa pra trocar Euros que consegui nos dias que estava lá foi 1.265 e eram estabelecimentos pequenos que não chamam muita atenção.

Empilhadeira
EmpilhadeiraPermalink

Artigo mais completo impossível, salvo nos favoritos já para futuras viagens, obrigado.

Maria
MariaPermalink

gostaria de saber em qual cartão de crédito é possível juntar milhas para viajar na Lufthansa? Sei que o Miles and More existe na versão cartão de crédito, mas não está disponível no Brasil. Alguma outra possibilidade?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Maria! Você pode viajar na Lufthansa com milhas Fidelidade. Ambas companhias pertencem à Star Alliance.

Maria
MariaPermalink

Muito obrigada, BóIa ! Parabéns ao site!

Marcio Antonio
Marcio AntonioPermalink

Em 2006, quando fui pra Itália nas olimpíadas de inverno, tive um problema com meu cartão de débito/crédito do Banco Real. Apesar de eu dizer quase sempre que queria usar o cartão na modalidade débito (a não ser nos poucos casos em que eu queria usar crédito mesmo), chegou uma hora em que eu não conseguia mais passar o cartão. Eu já estava achando esquisito que meu saldo bancário, que eu via sempre pela internet, permanecia o mesmo dia após dia, mas não suspeitava que TODAS as minhas despesas tinham ido para o crédito e que meu limite tinha estourado. Felizmente eu tinha um cartão do Citi que era só débito, transferi meu saldo do Real para o outro banco e não fiquei sem dinheiro na Europa. Depois felizmente minha empresa mudou do Real pro HSBC, que faz cartões separados para débito e crédito. A partir daí nunca mais tive esse transtorno.

Bruno
BrunoPermalink

Aproveitando o tópico, gostaria de saber de alguém que esteve recentemente na Argentina, como estão as coisas em relação a moeda. Com a dificuldade de compra de dolar por parte dos argentinos, esta moeda sofreu algum tipo extra de valorização?
Ainda compensa ir com reais, ou fica mais vantajoso ir com dolar (mesmo sabendo que se fará duas operações de cambio, algo não muito recomendado)?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Bruno! Dólar e real vivo valem muito no comércio voltado para estrangeiros. Continuamos não recomendando comprar dólares para levar à Argentina, mas se você já tiver na gaveta pode usar em compras e em alguns restaurantes.

Cris
CrisPermalink

olá. Quanto ao comentario acima "Em março'12, Banco Nácion do Aeroporto Ezeiza não estava fazendo cambio para turistas, somente para cidadao argentino", alguem tem mais informações a este respeito? Obrigada

Cris
CrisPermalink

ola, quanto ao comentario de que o La Nacion do Ezeiza nao estava fazendo cambio para turismo, alguem tem mais informações a respeito? Obrigada

Cris
CrisPermalink

digo, para turista, somente para cidadãos argentinos

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Cris! Não entendemos este comentário. Provavelmente se trata de venda de dólar, não de venda de peso.

Caso o banco do aeroporto parasse de vender pesos para estrangeiros este site já estaria inundado de depoimentos de leitores.

Gisele Ramos
Gisele RamosPermalink

Post muito útil! Estou indo para a Europa em outubro, e sofrendo com a taxa cambial. Minha solução tem sido comprar euros e libras que sobraram dos amigos que viajaram recentemente... o câmbio tem sido mais favorável! =)

Sidneia Silva
Sidneia SilvaPermalink

Queria saber se você consegue me ajudar eu estava lendo sobre levar dinheiro x cartao de credito, eu vou pra Curação vou levar dinheiro mas queria utilizar a opção debito pra sacar da minha conta eu tenho conta no Santander dai liguei pra habilitar a opção pra uso no exterior e a atendente me disse que não tem o opção: Antilhas Holandesas, nem Ilhas Holanhesas, nem Curação, nem Caribe, tinha a opção Ilhas Menores dos EUA, vc acha que vou conseguir usar meu cartão lá com essa opção? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Sidneia! Que estranho. Melhor ir conversar com o seu gerente pessoalmente, ou tentar ligar de novo para falar com outra pessoa. A operadora com quem você conversou não devia estar bem preparada para o atendimento.

Denio Quintino
Denio QuintinoPermalink

Olá, pessoal; estreiando aqui.
Somente uma coisa que talvez não foi comentada: parece que na maioria dos países, a função crédito é , na verdade, débito e vice-versa. Já viram isso?

Jaque
JaquePermalink

Olá Pessoal! Estou indo pra Orlando, minha operadora está oferecendo o Master Travel Money, mas quase não existe comentários sobre ele, gostaria de saber se é bem aceito por lá, ou se o melhor é optar pelo VTM.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Jaque! Os cartões de débito recarregável são aceitos nos estabelecimentos que aceitam a mesma bandeira no cartão de crédito, seja Visa ou MasterCard. O VTM foi o primeiro produto lançado no Brasil, por isso é mais difundido.

Jaque
JaquePermalink

Valeu Gabriel e Bóia. Vou viajar mais tranquila.

Igor
IgorPermalink

Para minha próxima viagem vou levar cartões de débito do BB, Itau, HSBC, Citibank e Santander, fora os cartões de crédito. Uso uma vez cada um, vejo pelo internet banking qual esta com a melhor cotação e uso pelo resto da viagem.

Renata
RenataPermalink

Olá,Ricardo
Antes de tudo quero te parabenizar pelo excelente(e viciante)blog.
Meu filho vai mochilar pela America do Sul(Peru e Bolívia)em julho.O VTM em dólar é bem aceito por lá?Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Renata! Ele não deve ter problemas. É sempre bom ter um plano B (como um cartão de banco habilitado para saques internacionais) também.

Renata
RenataPermalink

Bóia,obrigada!Providenciaremos o cartão de débito,mas quanto ao cash?Nosso querido dólar de sempre?O câmbio é (semi)tranquilo?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Renata! Leia os prós e contras de dólar vivo no primeiro parágrafo. Vale para todos os países.

Renata
RenataPermalink

Ok,Bóia!
Aproveito p endossar uma dica sua de Londres,ficamos no Hoxton Hotel(Shoreditch) e só temos elogios - o quarto não é grande,mas o astral,o staff(muitos brasileiros!) e o entorno...uau!!!Vamos conferir agora o Washington Square Hotel(NYC),tudo na cola do VNV!