De Orlando a Miami de carro

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

I-95, Flórida

Muita gente combina Orlando e Miami na mesma viagem -- e aproveita as boas tarifas semanais de carros na Flórida para ficar o tempo de carro. Fiz o trajeto rodoviário pela primeira vez agorinha. E deixo aqui minhas reflexões para quem está planejando uma viagem para lá.

Qual é a distância? Quanto tempo leva?

De OrlandoMiami são 380 km, que você faz entre três horas e meia e quatro horas, dependendo do trânsito na saída/entrada das cidades.

Miami-Orlando pela TurnpikeOrlando-Miami pela I-95

Dois caminhos: Turnpike e I-95

A rota mais comum é pela estrada Florida Turnpike, que desce em diagonal pelo interior até chegar à costa em West Palm Beach. Mas é possível também ir pela I-95, ao longo da costa (mas sem vista para o mar). Os tempos se equivalem. Como eu tinha ido almoçar em Winter Park, no norte de Orlando, o GPS acabou me mandando pela costa, e gastei as mesmas três horas e meia do pessoal que vai pela Turnpike.

O que há para ver pelo caminho?

Pelo interior não há nada.

Indo pela costa você pode programar uma parada no Kennedy Space Center em Cabo Canaveral.

Uma hora antes de Miami começam a aparecer uns balneários chiques, como West Palm Beach e Boca Ratón -- mas nada que valha tanto a pena o desvio.

Você pode até sair da auto-estrada para rodar na costeira, mas sua viagem ficará bem mais lenta sem uma contrapartida panorâmica. Neste trecho da costa não há nada impressionante como a estrada suspensa de ilhota em ilhota que leva a Key West. Tampouco você encontrará paisagens como Big Sur, estradas como a 17 Mile Drive ou cidadezinhas como Carmel, que justificam a viagem pela costa da Califórnia.

Acho mais proveitoso encarar o trecho como simplesmente utilitário; quanto mais cedo você chegar no destino, melhor aproveitará.

Vou a Orlando, mas meu vôo é só até Miami. Vale a pena pegar o carro ao chegar?

Um monte de gente faz isso na boa. No meu caderninho, porém, encarar quatro horas de estrada depois de uma noite de vôo na econômica é exigir demais do corpo e da mente. Eu dormiria a primeira noite em Miami.

(Rio e São Paulo também estão a 380 km de distância. Você voaria dos Estados Unidos até o Rio e então pegaria um carro para dirigir direto até São Paulo?)

Ou, melhor do que isso: compraria a passagem que me levasse exatamente onde quero. Se só vou a Orlando, compraria ida e volta a Orlando, mesmo que para isso fizesse conexão (em Miami, no Panamá, em Dallas, Charlotte; acho uma conexão menos cansativa do que uma estrada depois do vôo). Se vou a Orlando e Miami, compraria passagem com ida para uma cidade e volta desde a outra. Alugaria o carro numa cidade com devolução na segunda.

Alugando o carro: o que não pode faltar

Não saia da locadora sem o Sun Pass, um chip de pedágio que é obrigatório para uso das auto-estradas -- e, quando você estiver em Miami, de quebra ainda permite que você use via expressas.

Um GPS também é indispensável. Alugar um não vale a pena: o que você gasta em aluguel dá para comprar um. O ideal é já sair do Brasil com o seu GPS próprio, devidamente carregado com um mapa atualizado dos Estados Unidos.

Caso você queira arriscar comprar ao chegar, a Best Buy mais próxima do aeroporto de Orlando é a do Florida Mall (veja o mapa aqui). Em Miami você pode escolher entre a Best Buy próxima ao Dolphin Mall (veja mapa aqui) ou, se estiver indo a South Beach, a da rua 5 (veja mapa aqui).

Mercedinho da Sixt

Alguns carros top já vêm com GPS de fábrica, incorporado ao painel. Assim era o caso do jipinho Mercedes que a Sixt, locadora que apoiou minha viagem à Flórida, me colocou à disposição. Veja minha cara de tristeza com o upgrade smile

Sixt Orlando

A Sixt é alemã (por isso o Mercedinho...) e tem uma vibe mais moderna do que as locadoras americanas. Todos os carros já são alugados com o Sun Pass. Em Orlando a agência fica fora do aeroporto, mas o transporte é superfreqüente e a pequena viagem é compensada com mimos como uma máquina de Nespresso à disposição do cliente. (Em Miami a agência é no edifício-garagem anexo ao aeroporto, junto das outras locadoras.)

E você? Tem dicas de aluguel de carro na Flórida? Acha que eu pego pesado na dica de não chegar de avião e já encarar a estrada? A caixa de comentários é para isso mesmo!

Leia mais:

776 comentários

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Isso é um magnífico carro, eh? smile

Mariana Laudeauser

Fiz o caminho Miami - Orlando em maio de 2011. Peguei o voo de Brasília às 9h da manhã, chegamos às 15:40 em Miami, fila ridiculamente enorme na alfandega, pegamos a estrada já era 18:00. Peguei um temporal no meio da estrada, mas as condições do asfalto e do sistema de escoamento são perfeitas, sem riscos. Mas a estrada estava bem movimentada. Paramos pra comer e fomos sem pressa nenhuma. Achei a experiência ótima e faria de novo sem problema, ainda mais considerando que todos os carros lá são automáticos!! =D

Fer
FerPermalinkResponder

Faz 2 semanas que voltei desta viagem... foram 3 dias em Miami, e fomos até Orlando de carro.
Em 6 pessoas, alugamos pela Hertz uma Suburban, ótimo por sinal... pois coube tranquilamente as 6 pessoas (caberia até 8) e ainda todas as 10 malas e algumas mochilas.
Retiramos o carro (graaaande carro) no aeroporto de Mami, no prédio em anexo onde se encontram todas as locadoras, e o transporte até este prédio, é um passeio à parte, que vamas em metro passando por cima do aeroporto... depois regressamos o car no aeroporto de Orlando, super rápido todo o procedimento, prático e sem burocracia.

Cintia
CintiaPermalinkResponder

Concordo que não vale a pena ir de carro MIA direto para ORL. Apesar da estrada ser maravilhosa, é muito cansativo a ida até ORL depois de uma viagem aérea. Ano passado aproveitamos para fazer algo parecido, mas bem mais tranquilo. Ficamos alguns dias em MIA com compras, passeios, restaurantes e um cruzeiro pelo Caribe que incluiu Key West que estava louca para conhecer e não queria fazer bate-volta (horror), tampouco ficar hospedada por lá. É uma cidade linda. Somente depois de bem descansados é que pegamos o carro novamente em MIA para ORL. A diferença nos valores das passagens de ida até MIA e o retorno por ORL foi mínimo e valeu muito a pena. Aliás, adorei a dica da nova locadora de automóvel. Sempre alugamos pela Dollar, mas ultimamente ela tem pecado muito com os brasileiros. Reservamos um tipo de carro e queriam empurrar um monte de coisa que era desnecessário e inclusive carro abaixo do que pagamos. Tivemos que ter algumas discussões por lá. Se depender de mim, nunca mais. Valeu Riq. beijos.

Edimar
EdimarPermalinkResponder

Cintia, quanto custou o cruzeiro?
Me passa detalhes.
obrigado.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Olá Ricardo
Adoro o seu blog. Parabéns!
Tenho uma duvida e queria sua ajuda. Aluguei meu carro pela Sixt em Orlando mas vi que a loja Nao fica no aeroporto. Como faço? Onde pego esse transporte q vc mencionou? É fácil localizar?
Obrigada,
Fernanda

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! Essa situação é bastante comum em aeroportos do mundo inteiro (inclusive aqui no Brasil). Saia do saguão de desembarque e na calçada do terminal, seja ele o 1 ou o 2, você verá lugares onde passam os microônibus e vans das locadoras. A vaga da Sixt está identificada com uma placa. Se já não houver uma van à espera, em 5 minutinhos aparecerá uma.

Márcio
MárcioPermalinkResponder

Fiz esse trajeto duas vezes em 2010, em ambas eu dormi em Miami a primeira e a última noite, já que o voo chegava e saía por lá.
A estrada é ótima, só não dá pra chegar em menos de 3h30min por medo das multas, rsrs.
O GPS é, de fato, fundamental. Já levei o meu daqui do Brasil mesmo, com os mapas atualizados.
Só não achei indispensável o Sun Pass. Pensei que só servisse para passar nos pedágios sem pagar, pagando apenas ao devolver o carro (não sabia que era obrigatório!). Nas duas vezes andei sem ele e paguei normalmente os pedágios.
Quanto ao aluguel do carro, já fiz pela Hertz e pela Budget, mas essa Sixt é realmente moderninha, hein? Quem sabe da próxima vez... grin

André L.
André L.PermalinkResponder

Márcio,

Várias auto-estradas onde antes se pagava pedágio agora são "cahsless" e só podem ser pagas com SunPass!

Luciano
LucianoPermalinkResponder

Não há como negar, no Brasil, Ricardo Freire é a referência em assuntos turísticos. A dicas dele são importantíssimas e não viajo sem elas.

Mas quando o assunto é viagens de carro, o Ricardo apresenta muitas restrições !

Por exemplo, travessias na Cordilheira dos Andes, acho uma tarefa muito simples. Jamais a polícia da região vai deixar vc trafegar em uma pista que apresente grandes riscos. Temo muito mais viajar em estradas brasileiras, principalmente pelo interior do país, com caminhões e buracos incontáveis em algumas delas.

Outro exemplo: muitas restrições sobre tours tipo bate-e-volta de pouco mais de uma centena de km.

Dirigir em uma auto-estrada americana é a coisa mais simples que um motorista pode fazer e mesmo após um vôo longo, não vejo dificuldades.

Bom, mas temos que respeitar as diferenças.

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

Concordo contigo Luciano. Adoro dirigir (principalmente fora do Brasil) e não vejo problema nenhum em descer numa cidade que não seja meu destino final.

Esse ano, peguei uma super promo pra Frankfurth e resolvi ir de carro até Lausanne (Suiça), onde um amigo mora. Aluguei o carro na Sixt (aliás um Audi A3), tive o prazer de dirigir a 200 km/h numa Autoban, conheci Heidelberg e Strasbourg e ainda fiquei com o carro para passear pela Suiça. Adorei!!!!

Óbvio que é um pouco cansativo, mas para quem gosta é ótimo!!!

E sobre locadoras, eu gostei da Sixt, mas a que eu mais confio é a Budget, apesar de não ser a mais barata. Já aluguei com eles umas 3 vezes e sempre foi ótimo. Já na Álamo, tentei outras 3 vezes e SEMPRE teve algum problema, ou seja, não tentarei de novo!!!

Ricardo Freire

Luciano e Thiago, existe um perfil de viajante que se sente melhor numa estrada, dirigindo, do que em qualquer outra posição. Estes naturalmente não levarão em conta as minhas considerações.

Para o resto da humanidade, porém, carro tem sua hora e lugar. Minhas recomendações são técnicas: exigir de um corpo que não dormiu direito uma noite toda que enfrente 300 ou 400 km de estrada, por melhor que seja a estrada, é arriscado. O perrengue da conexão, seja em Miami, seja no Panamá, seja em outra cidade qualquer, é pequeno quando comparado à possibilidade de bater um sono no retão.

Minha função é dar recomendações técnicas, e tecnicamente vou continuar recomendando não viajar de trem à noite, não trocar de hotel todo dia, não programar conexão desvinculada sem pernoite no dia anterior no lugar de partida do último vôo. Tem gente que faz e dá certo? Tá cheio. Mas eu não posso recomendar.

alex serpa
alex serpaPermalinkResponder

Concordo plenamente. Dirigir 300-400 km depois de uma viagem puxada, mesmo se for um vôo direto e a estrada perfeita, é tecnicamente uma irresponsabilidade. Ainda que seja daqueles que dorme o vôo todo (que inveja), não deveria tentar. Se voar, não dirija.

Carlos Henrique Loyo

Oi Riq, embora eu seja uma dessas exeções que adora viajar de carro pelo "estrangeiro" admito que o risco que se corre em pegar uma estrada após um longo vôo é maior do que o prazer de dirigir!
Embora até possa fazer isso um dia, também não recomendaria para ninguém!

Carlos Henrique Loyo

ops, exceções!

Carol França
Carol FrançaPermalinkResponder

Assino embaixo das dicas do Ric.

Fiz essa viagem em novembro 2011, mas a escolha de pegar o carro ainda em Miami e dirigir até Orlando se deveu ao fato do nosso voo da TAM chegar em Miami antes das 5 da manhã e o primeiro voo para Orlando partia depois das 09h00 posso estar enganada sobre os horários exatos, mas na época foi o motivo que nos fez preferir "ganhar" tempo dirigindo ao invés de longas horas no aeroporto.

Nem preciso dizer foi super cansativo, mesmo tendo voado de executiva tive medo do meu marido cochilar porque a estrada é extremamente reta e a paisagem entediante, pra piorar pegamos várias tempestades fortíssimas durante o trajeto.

Não faria de novo não!

Carol França
Carol FrançaPermalinkResponder

Completando: Não há dificuldadenenhuma em dirigir nos Estados Unidos, aluguei um Kia Sorrento (excelente escolha) com GPS na Budget e ficamos 7 dias com ele.

O único problema foi o cansaço!

Diógenes
DiógenesPermalinkResponder

Alugar carro na flórida com o www.alugueldecarro.us , os preços são excelentes e incluem seguros, motorista adicional e em alguns casos gps. Todas as vezes que aluguei com eles peguei o carro na alamo, não sei qual acordo eles tem mas gostei bastante.

Marcelo H B Ferreira

Idem. O dono da empresa é brasileiro, muito profissional, super gente fina e resolve qualquer problema em Orlando. Recomendo tb.

Marcelo H B Ferreira

Atualizando: Fiz uma cotação online para jan/2013 e na Sixt ficou mais em conta. Obrigado Ricardo por mais ess dica. smile

Luiz Jr. (Blog Boa Viagem)

Fiz o caminho inverso pela Turnpike mês passado.
Foram 3 horas e meia de viagem em um retão infinito que pode te fazer cochilar facilmente depois de chegar de uma viagem longa do Brasil para os EUA. Foi tranquilo para mim pois cheguei via Cancun (já estava perambulando por lá haviam 7 dias) em um voo curtinho de apenas uma hora e meia. Desembarquei em Fort Lauderdale por volta de 02PM.

A única confusão foi pra sair do FLL e pegar a Turnpike. Haviam algumas obras que desviaram o trânsito, e apenas com o GPS do iphone acabei caindo em um setor residencial, mas loguinho, seguindo as placas de trânsito, cheguei novamente na Turnpike e segui para Orlando.

Não comprei o passe. Paguei em todas as paradas. Se não me engano foram uns 18 dólares em pedágio na ida e mais 18 na volta. Passeio hiper tranquilo para quem vai com a família!

Fiz só uma parada no meio do caminho nas áreas de alimentação que existem no decorrer da viagem e consegui chegar em Kissimme por volta de 7 da noite, ainda com luz do dia e forte calor.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luiz! Alguns trechos do Turnpike só aceitam pedágio eletrônico, e em breve todos funcionarão neste esquema:
http://www.floridasturnpike.com/all-electronictolling/faqs.html

Hugo Loureiro
Hugo LoureiroPermalinkResponder

Miami-Orlando de carro depende de cada um, mas é perfeitamente factível. Principalmente para quem vai encarar uma semana ou mais entre parques e outlets, se achar 380 km em entradas americanas complicado, mesmo depois de um voo na econômica, não vai dar conta da maratona que o aguarda.

Lili-CE
Lili-CEPermalinkResponder

Hugo, acho que é simplesmente uma questão de gosto, preferência e limites corporais de cada um. Acho que a maratona de parques é bem mais branda que dirigir 380km após virar uma noite sem dormir. Cansaço mental é muito pior do que cansaço físico. Acho que o problema não é ser complicado, mas sim o nível de vigilância em manter a família em segurança na estrada, afinal o GPS não faz tudo. Aliás, aluguei carro na era pré-GPS, não achei complicado, achei chato. Preferia alguém dirigindo pra mim, pena que americano não tem transporte público que preste. Vou ano que vem, saio 9h da manhã de Fortaleza via MAO, chego 21h em Miami e NEM A PAU vou pegar um carro em seguida.

Marcie
MarciePermalinkResponder

Você esqueceu de mencionar que os carros deles vêm, normalmente, com o acendedor de cigarros desativado, impedindo que a gente carregue nossos smartphones... sad

Luciano
LucianoPermalinkResponder

Tivemos sorte então, pois nunca tivemos problemas, sempre funcionou pra ligar o DVD portátil!

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalinkResponder

Nunca peguei um carro com o acendedor desativado. E olha que já aluguei muitos.

André L.
André L.PermalinkResponder

Vários carros mais modernos costumam vir com uma tomada 12V para carregar gadgets separada de acendedor de cigarros.

Luciano
LucianoPermalinkResponder

Fizemos em 2009. Chegamos bem cedo em MIA, pegamos o carro e a estrada. Fomos pela Turnpike e assim que avistamos uma rest area paramos para tomar café (e logo depois chegou um pessoal que também estava no nosso voo). Paramos em mais uma rest area antes de chegar a Orlando, e foi tranquilo.
O problema foi na volta. Saímos de Orlando contando quatro horas de viagem mais duas de folga para o check in e ainda duas hora extras, mas pegamos um engarrafamento horrível perto de Fort Lauderdale. Não andava! Um sufoco, chegamos para o check in em cima da hora!

Joao Lucena
Joao LucenaPermalinkResponder

A Florida é um dos Estados Americanos mais bonitos. Quanquer diração que vc pegar a estrada, vai cutir muito a paisagem desta região. De Miami/Orlando/Miami de carro, é um pulo, já fiz esse trecho algumas vezes e recomendo!

Rosanela Fatima de Lima

Ola Pessoal, todas as dicas são excelentes. Vou com 3 crianças em 17 de agosto, tenho muito medo de alugar um carro e der-repente acontecer algo, não falo inglês. Portanto penso em pegar taxi para os parques e compras.Alguém me da algumas dicas. Não contratei nenhum tipo de transfer ainda. Vou somente para Orlando 10 dias.

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

Orlando sem carro não rola!! Deixa de medo e aluga um, é super prático!!!

Simone
SimonePermalinkResponder

Rosângela,
vai sem medo, alugua o carro que vai ser mais fácil, lá é muuuito facil dirigir, pois é tudo muuuuito bem sinalizado,de taxi tu vai gastar uma fortuna e por lá nem sempre é fácil achar um taxi, a empresa em que alugares o carro vai te dar todo apoio se for preciso, compra um livrinho de frases prontas e era isso!
Boa viagem!!

Fábio Jorge
Fábio JorgePermalinkResponder

Boa noite!

Este post veio bem a calhar e quem sabe alguns dos viajantes podem me dar uma orientação.
Estou indo para Orlando em Setembro e pretendo fazer um bate-volta no Sun Life Stadium, que fica mais ao norte de Miami, para um jogo da NFL.

A pergunta é: existe alguma praia que vale a pena visitar nesse trecho do litoral, não tão ao Sul?

Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fábio! West Palm Beach e Boca Ratón são duas praias bacanas. Mas o melhor é pegar praia em Fort Lauderdale, mais perto de Miami.

alex serpa
alex serpaPermalinkResponder

Tenho uma dica do GPS para quem tem Iphone. Compre um aplicativo de GPS (eu uso Sygic, funciona bem no Brasil e funcionou perfeitamente na França - existem vários). Eles costumam custar em torno de 50 dólares, não exigem conexão com a internet (você pode desabilitar o 3g e eles funcionam perfeitamente) e funcionam igual a um GPS dedicado. A única diferença seria o tamanho da tela. Em junho, viajei para a França com um GPS Sygic, que me custou 24 dólares (mapa só da frança). Funcionou perfeitamente e custou um décimo do que custaria o aluguel do GPS por 10 dias. Para quem tem ipad com conexão 3g também é possível usar o aplicativo do GPS (eles não funcionam em ipad só wi fi). Com certeza o aplicativo sai mais barato do que comprar um aparelho de GPS.

André L.
André L.PermalinkResponder

Excelente dica! Viajando fora da minha área, costumo comprar apps da TomTom, que dão conta do recado.

schnaider
schnaiderPermalinkResponder

Fui agora em março com + 9 amigos e pegamos 2 mini vans e 1 carro, chegamos em miami as 3 da tarde, ate pegar o carro e sair era quase 5 da tarde, nesse dia o tremzinho do aeroporto de Miami estava parado e tava uma zona, uma fila gigante p pegar os onibus que foram disponibilizados que resolvemos ir de taxi mesmo (baratinho). Nao recomendo ja chegar e ir p Orlando e olha que eu nao dirigi, so fui de carona na frente, tbem achei bem cansativo! Paramos p jantar e chegamos em Orlando quase 11 da noite (tinha saido de SP as 3:30 da madrugada!). Na volta, a pernada foi um pouco menor ja q fomos de Orlando a Tampa, dormimos la uma noite e depois seguimos p Miami. Nao faria de novo esse percurso de carro (so se eu pudesse dormir atras na minivan! kkk)

Marcia Duarte Sejopoles

Fizemos este percurso ida e volta em janeiro de 2009. Na época não tinhamos GPS e alugamos um carro pela Hertz com o aparelho. Ficamos em Orlando com o carro foi ótimo.
Ficamos em Miami no Doral Resort na área do aeroporto tinha uma Hertz bem perto e devolvemos na volta lá também.
Alugamos com o Sun Pass. Foi tudo sem problemas.

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Ja encarei esta viagem em 2009 e 2011. Realmente é bem cansativo quando se chega de uma noite mal dormida em um voo vindo do Brasil, mas deu para encarar numa boa. Não fui direto para Orlando, pois em ambas as viagens, o tempo seria mais longo e não ficamos só em Orlando. Acho que não é problema encarar a Turnpike. Apenas deve se ligar em não cochilar, pois aquilo é um tédio só. O jeito é fazer ao menos uma parada nas praças de serviço, para dar uma espraiada e comer e beber algo (não alcoólico, que fique bem claro!).

Alex
AlexPermalinkResponder

Riq, uma ideia para o GPS também: comprei pela amazon uns dais antes de sair de casa. Quando cheguei, levei um bom mapa do aeroporto até o hotel - e apesar do medo estava tudo bem.Lá chegando, o GPS me aguardava tranquilamente na recepção do hotel smile

Acho que a diferença de custo entre SP-Miami e SP-Orlando é o que mais pesa quando se vai decidir o que fazer, mas.... se for ficar pouco tempo, vale pagar a diferença. Já se tiver uns dias, acho que vale ir até Miami, pegar ao menos 1 dia em Beach e depois seguir prá Orlando.

Na volta também: chegar 1 dia antes, a menos que tenha voo muito tarde da noite e consiga sair um pouco mais cedo.

Abraço,

Amaro - Recife

Rick,

Ir direto depois do voo é muito arriscado, a estrada é tão boa que dá um sono danado (mesmo para que dorme o voo todo, como eu). Utilizei da seguinte estratégia: para não encarar as 4 horas direto do aeroporto, almocei em Miami e segui no início da tarde para dormir em West Palm Beach. Deu super certo, lá tem um centrinho com lojas e restaurantes que dão um footing bem legal. No outro dia saí bem cedinho para o Legoland em Winter Haven com as energias renovadas tendo cortado os primeiros 100 km.
Em tempo: essas 4 horas para Orlando podem se estender um pouco mais com os eventuais engarrafamentos. Peguei um por causa de um acidente que esticou a viajem em meia hora pelo menos.

Manuela
ManuelaPermalinkResponder

Oi Amaro,
o que você achou de West Palm Beach? Estamos na dúvida se seguimos direto até Orlando ou damos uma paradinha para curtir sem pressa.
Grata pela dica!

Amaro - Recife

Manuela,

foi uma boa opção esta parada em West Palm Beach. Esse 'centrinho' é o CityPlace, um shopping a céu aberto com várias lojas e restaurantes com show ao vivo. Dá uma 'googleada' que tem várias dicas, se botar no Street View já dá para ter uma boa noção. Jantamos numa lanchonete daquelas tradicionais americanas (sem cara de mac e burger king, pasteurizadas). Havíamos alugado um conversível para o meu pai passear com os netos, foi muito divertido.
Palm Beach, que é a praia propriamente dita (acho que é outro distrito), é uma espécie de balneário onde muitos endinheirados americanos têm casas de veraneio.
Fiquei no Best Western Palm Beach Lakes, logo na saída da I95. Simples, com um bom café da manhã à beira da piscina. Ao lado tem uma BestBuy, BrandsMart, Target e um Shopping com Macys e etc. Me arrependi de não ter comprado logo os eletrônicos por lá, muito mais tranquilo que as lojas de Orlando, lotadas de conterrâneos (os preços são os mesmos, pelo menos os da Apple, que acho que são tabelados).

Bruno MEndonça

Oi Pessoal,

Diogenes, acima, informou que quanto viaja a Florida aluga carro através do site http://www.alugueldecarro.us . Alguém mais já alugou carro nesse site? È realmente confiável? Pesquisei e os preços por lá realmente estão mais em conta do que diretamente nos sites das locadoras.

Obrigado.

Amaro - Recife

Bruno,
não conheço esse site, mas utilizei o happytours.
Com seguro completo, aquele de um milhão para terceiros, ficou bem mais barato que o básico nos sites das locadoras. Recebi um voucher da Alamo por email e foi tudo tranquilo em Miami e para devolver em Orlando.
Precisei falar com eles por telefone para uma alteração e o atendimento é em português e muito rápido (a ligação é local em várias cidades do Brasil). Valeu muito a pena.

Diogenes Resende

Bruno, ja reservei 4 vezes pra mim e outras inumeras vezes indiquei colegas que reservaram apos a ''minha propaganda''. Fiquei sabendo desse site atraves de um dos links pregressos do VnV. Eles tem uns numeros de ligação local pra varias cidades brasileiras com atendimento em portugues. Eles vendem ingressos pra Disney tambem porem esses outros serviços nunca utilizei

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Não recebemos comentários sobre esse site ainda. Procure no Google junto a palavras como "problem", "problemas", "complaint", "reclamações" para encontrar comentários negativos que por acaso existam wink

Bruno MEndonça

Obrigado pessoal! Já solicitei uma cotação dele e estou aguardando.

abraço

Débora
DéboraPermalinkResponder

Fizemos esse trecho Miami-Orlando-Miami em novembro passado. Chegamos em Miami por volta das 10h00 e pegamos um carro na Alamo (eu já tinha feito pré-reserva no Brasil, pelo site). O valor da locação estava imbatível, em relação às outras locadoras. Alugamos uma Dodge Caravan. Confortável, espaçosa pras crianças, pras pernas, etc. Pegamos o carro no aeroporto, naquela central de locação, paramos em um fast food, no caminho, para comermos e respirarmos o arzinho quente de Miami e depois seguimos para Orlando. Foi muito tranquilo, a estrada é ótima e, apesar de termos viajado a noite toda e a estrada dar um pouco de sono por ser muito reta, foi muito bom. Rodar nas estradas nos EUA é uma beleza. Ficamos 10 dias com o carro, fomos aos parques, Wal Mart, outlets,etc. Valeu. Com certeza, faria novamente. Abraços.

leo
leoPermalinkResponder

Débora, vc foi em novembro de 2011...estava vazio por lá? E o tempo estava bom? Vou tb em novembro e queria saber. Obrigada. Bjs.

Renata Queiroga

Eu concordo com você, Ricardo! E também não curto muito trechos longos de avião e algumas horas de carro.

jose  freitas
jose freitasPermalinkResponder

Pessoal !!!
Miami/Orlando/Miami sem carro alugado é roça.
Alugar carro nos EUA é mão na roda. Todavia, não vacile que a coisa pega!!!
abç,
zefreitas.

Thiago Augusto

Já fiz esse trecho duas vezes porque estava MUITO mais barato chegar e sair por Miami (da última vez economizei R$ 500,00/pessoa). Nas duas ocasiões fui para estrada logo que saí do avião, sem stress. É uma reta só, e tem várias "Plazas" no caminho com comida americana típica (KFC, Dunkin Donuts ...), banheiro, lojinha básica. Acho o Sunpass é prático e a AVIS já libera todos os carros com ele. Na primeira vez, num mês de Maio, nos deparamos com nuvens de inseto na estrada. Se vidro e teto solar abertos eles invadem o carro. O mini cooper que aluguei ficou imundo ...

Moises
MoisesPermalinkResponder

Fiz o trecho Orlando-Miami em maio de 2011 e realemente é como todos falam: estrada boa, com excelente infraestrutura de apoio. Pensei que ninguem mais iria mencionar as nuvens de insetos! Pelo visto, parece que, em maio, elas estão no auge! Foram centenas de insetos colidindo com o carro. Tantos que tinha que parar para lavar o parabrisa nos postos. Alguns carros, acho que de locais, tinham até um proteção extra para eles não entrarem no capo.
Aluguei o carro na budget e peguei um chrysller 500. Carro enorme! Nunca dirigi um carro tão grande e tão confortável. Mosquei e não comprei o gps naquela viagem. Pra variar, o que paguei de aluguel dava pra ter comprado um!
Por fim, numa coisa concordamos todos: Orlando sem carro é impraticável!

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Eu tenho uma experiência péssima sobre viagens de carro após vôos transatlânticos e nunca mais repito. Não foi nos EUA, mas fizemos SP-Madrid, alugamos um carro e saímos direito pra Toledo do aeroporto. Marido cochilou numa retona e só paramos no guardrail. Sorte que estávamos à esquerda da pista, porque caso contrário o choque teria sido contra um dos mega caminhões da estrada. Ninguém se machucou, mas a porta direita da Zafira novinha ficou muito amassada. Sorte que havíamos feito o super cover da Hertz, senão seria falência na viagem.
Desse episódio tirei duas lições: nunca pegar carro para encarar estradas após voos longos e nunca deixar de fazer super cover ou equivalente.

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Aliás, sou partidária do Riq no quesito viagens de carro: meu pai é fanático por viajar de carro para todo canto, alugou carro até na Rússia, mas eu acho que se perde muito viajando por muitas horas em auto estradas. Acho que 150km é o máximo que encaro para um bate-e-volta, senão fica chato e cansativo.

tomas
tomasPermalinkResponder

Em janeiro 2013, vou fazer Miami - Orlando com a família. Ano passado, cheguei em NY e já peguei um carro (era um minibus, na verdade, para cabermos todos) para Boston. Foi cansativo, mas a adrenalina de chegar e dirigir em estradas desconhecidas me manteve acordado. Dica: não esqueçam de comprar muitas garrafas d'água antes da viagem pois a sede acumulada do avião aparece de repente. Não tentem driblar o sono e parem sempre que acharem necessário. Faz parte do passeio curtir seu primeiro fast food, seu primeiro Mac, até uma parada nas áreas de descanso viram curtição. E se precisar, mandem ver uma latona de Monster. Dirigir nos EUA é muito bom. Acho sempre tudo organizado, bem sinalizado e sem buraco. Com GPS, então, é moleza. Boa Dica capitão!

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Em 2011, alugamos carro por meio de uma amiga e também tivemos um mega upgrade - um Crysler Bhering conversível. Foi a nossa viagem de "lua de mel" com direito a "compras para casa", visitando parentes perto de Miami na volta, perto de Orlando na ida. Vale muito a pena alugar mesmo!

Jadiel
JadielPermalinkResponder

Não entendo porque tantos questionamentos entre MIami e Orlando.Porque não ficar em Miami um ou dois dias, e depois seguir viajem tranquilamente? Ficarei sete dias em Miami e mais sete em Orlando, não é interessante ficar em Miami?

Baran
BaranPermalinkResponder

Ano passado fiz Orlando e Miami indo de avião até MIA. Comprei as passagens com milhas Smiles e não foi possível emitir o trecho MIA-MCO, então aproveitei e conheci Miami.

Dormi 3 noites em Miami antes de pegar a estrada (Turnpike). Na volta dormi uma noite em Miami antes de pegar o avião. Não arriscaria encarar 3 ou 4 horas de estrada, por melhor que ela seja, após uma noite mal dormida numa poltrona apertada. Mas cada um é cada um...

Aluguei pela Budget. Não tenho do que reclamar. Os carros deles já vêm com o Sun Pass, o que é uma mão na roda e te poupa de entrar nas filas dos pedágios e de ter que catar moedinhas quando chega a sua vez.

Dou 3 dicas:

1) Quando fizer a reserva, compare o preço obtido pela internet com o preço que a locadora faz por telefone, aqui mesmo do Brasil. Comparei os preços da Hertz, Avis e Budget e nos três casos pelo telefone eu consegui tarifas bem mais baratas, além de poder falar em português com o atendente e tirar todas as minhas dúvidas.

2) Feche a reserva com todos os seguros e proteções que você achar necessários. No check in eles vão tentar te empurrar todos os seguros "indispensáveis" no Estado da Flórida. Fuja disso. O vendedor faz isso não porque ele está preocupado com você, mas porque ganha comissão sobre o que te vende.

3) Feche a reserva com o modelo de carro que você acha que será mais adequado para você. Na hora do check in eles tentam te empurrar um upgrade para uma categoria acima por um valor módico por dia. Fique à vontade para aceitar, mas eu recusei e o sistema me deu um upgrade para uma SUV gratuitamente (se tivesse ido na onda do vendedor teria gasto US$180). Não era tão elegante quanto essa Mercedes do Freire, mas era um carrão mesmo assim. smile Acho que eles tentam empurrar o upgrade quando sabem que acabaram os carros da categoria que você reservou.

No mais, concordo que alugar com GPS é bobagem, compra-se um por menos de US$ 100 hoje em dia.

Peco Porto
Peco PortoPermalinkResponder

Com certeza, uma das melhores dicas que já recebi na vida essa de ligar no Brasil e alugar por aqui. Paguei quase a metade do valor da locação. Valeu mesmo, Baran!

patricia
patriciaPermalinkResponder

Ola estou me preparando para fazer viagem novembro deste ano , qual a melhor cidade para compras com bons preços : Orlando ou Miami

Bjs

Patricia

Baran
BaranPermalinkResponder

Patrícia,

Algumas pessoas preferem Miami, outras preferem Orlando.

Eu, pessoalmente, prefiro Orlando. Estive lá ano passado para comprar o enxoval do meu filho.

Motivos por que prefiro Orlando:

1) É fácil se locomover em Orlando, pois a cidade é menor, e é muito fácil estacionar o carro (geralmente sem pagar nada).
2) Tem dois Outlets legais na cidade (Premium Outlets). Perto de Miami tem o Sawgrass Mills, mas estive lá ano passado e, apesar de ele ser enorme, não achei nada de mais, preferi os de Orlando.
3) Os hotéis em Orlando geralmente são bem mais baratos que em Miami (sobra mais dinheiro para fazer compras, hehehe).
4) Orlando é muuuuuito mais divertido que Miami quando não se está fazendo compras. smile

Mas vai do gosto da pessoa. O post que a Bóia indicou resume bem as duas cidades no quesito Compras.

Larissa Almeida

Bom dia, vou sair de NY e ir a Miami, chegaremos por volta das 17 hs, estava pensando em ir direto para Orlando de carro, porem estou preocupada em ficar cansativo. Ajguem sabe se é uma viajem tranquila para ir ap´so 3 horas de voo ou se fica perigoso já que o final do trecho será á noite..Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Larissa! Você deveria ter comprado de Nova York a Orlando, não tinha porque ser mais caro...

Depois de voar 3 horas não há problema, a estrada é tranqüila e se vocês estiverem descansados completarão o trajeto na boa. Mas é um perrengue pelo qual vocês não precisariam passar.

larissa
larissaPermalinkResponder

Pois é, pegamos as passagens por milhas e quando fui ver este trecho (muito em cima, bem feito...)estava bem caro. Optamos tb pelo caro ja que meu marido se empolgou em dirigir em uma estrada diferente...Enfim, pelo menos a volta é Orlando-Sp e entrega do carro no proprio aeroporto de Orlando ( Alamo).
Muito obrigada pela atenção!

leo
leoPermalinkResponder

Li um comentário aqui que me deixou curiosa... É uma leitora que dirigiu na Flórida sem problemas, na era pré-GPS. Tb sempre aluguei carro, em viagens nacionais ou internacionais, sem GPS e nunca me perdi. Mas nunca fui aos EUA e todos falam pra pegar GPS. Enfim, será que precisa mesmo? Um bom co-piloto (eu...rsrsrs...) não dá conta do recado em Orlando-Miami?
Obrigada pelas dicas, Ricardo! Seu site é DEZ!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leo! Não há problemas na estrada. O problema é na área urbana, sobretudo em Miami.

leo
leoPermalinkResponder

Valeu!! Estamos pensando ainda, mas acho que vamos sem GPS... Até novembro temos tempo de sobra pra decidir...
Abs.

Lucia
LuciaPermalinkResponder

Ja fui duas vezes para Miami com meu marido sem GPS. Consegui dirigir sozinha da Doral Area ate Everglades, com direito a parada no Wal Mart e Home Depot sem errar. Utilizei apenas os mapas impressos no hotel.
Marcamos viagem para o prox Jan/13, só que agora com as criancas. Chegaremos em Mia por volta das 3:30 da manha, ficaremos no hotel uns 2 dias depois iremos para Orlando. Só ainda nao pesquisei nada sobre o horario de disponibilidade dos carros para locacao. Alguem sabe se conseguiremos pegar o carro antes das 5 da manha?

Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lucia! Ao pesquisar a locadora você verá o horário de funcionamento da agência de retirada. As do aeroporto costumam abrir 24 horas.

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Alguém baixou um gps pra iphone e usou em Orlando/Miami ? Acho que é mais fácil e uma tralha a menos para carregar ...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Henrique! Esse é um esquema que muita gente já relatou que funciona. Treine antes no Brasil.

Maria Cristina

Otima idéia a SIC. Alguém sabe dizer se as locadoras vendem o sunpass? Obrigada.

Maria Cristina

Opôs, SIx...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Cristina! Sim, você pode comprar o Sunpass ao locar o seu carro.

Maria Cristina

Sixt, agora deu...

Vanuzia
VanuziaPermalinkResponder

Ola, tudo bem? Adoro os comentários de vocês! Li sobre o Gps do iphone, mas fiquei com uma dúvida. Eu comprando o aplicativo do GPS sygic dos EUA, ele vem em Português, ou vou ter que me virar no Inglês? Posso configura-lo para o Português?

Fred Marvila
Fred MarvilaPermalinkResponder

Oi Vanuzia.

Eu não consegui ver se há voz em português para o Sygic. Você teria de ver se consegue fazer download da versão de teste e ver se há a voz em português. No Android eu sei que existe a versão de teste, mas não sei se para iPhone tem.

No mais, instruções de voz são bem simples, mesmo em inglês e você tem o mapa para lhe ajudar se estiver com alguma dúvida wink

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Vanizia, na Apple Store as opiniões se dividem, metade adorou, metade odiou. Parece que o Sygic têm um bug e perde os mapas. Fiquei na dúvida agora, mas como custa Us$ 24,99 talvez eu arrisque , equivalente a dois dias de aluguel de gps ou 1/4 do valor de um gps barato ...

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Perdão, Vanuzia ...

Vanuzia
VanuziaPermalinkResponder

Obrigada pela dica Fred, vou fazer o teste. Valeu.

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Vanuzia,

Fiz essa viagem no dia 29/7/2012, e utilizei o TomTom no iPhone durante toda estada na Flórida. Havia a opção do áudio em português brasileiro. Só recomendo comprar um suporte para fixar o telefone no parabrisas, e um adaptador veicular, pois a bateria é consumida muito rapidamente e nem todos os carros tem porta USB para carregar.

Danilo
DaniloPermalinkResponder

Freire, boa tarde, vou ficar 3 dias em Miami e 5 em Orlando, chegando em Miami dia 10/09/2012. Minha intenção: Um pouco de compras em miami, orlando e praias de miami. Compensa alugar carro ? quanto custou essa mercedez ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Danilo! Aqui quem responde é A Bóia. Simule preços nos sites das cias. ou em agências como http//www.expedia.com ou http://www.mobility-online.com.br .

tatiana
tatianaPermalinkResponder

Boa noite Riq!! Primeiro gostaria de deixar claro que AMOOOOOOOO as suas dicas!! Nunca viajo sem elas!
Vou em outubro para Orlando e vou chegar por Miami, como faço para ir de ônibus Miami-Orlando? Vale a pena? Vc indica que empresa?

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tatiana! Quem responde é A Bóia. O ideal sempre é comprar a passagem aérea até o seu destino final. Orlando tem vôos em conta via Panamá, com a Copa.

A partir do aeroporto de Miami você pode ir de ônibus para Orlando por algumas companhias; essas são bem recomendadas no TripAdvisor:
http://www.redcoachusa.com/
http://www.floridashuttletransportation.com/

CK
CKPermalinkResponder

Estou indo viajar com minha familia a Miami-Orlando e me disseram que preciso de uma carteira de motorista internacional, será verdade?? Ja fui diversas vezes para o exterior e nunca tive problemas, sempre usei a carteira de habilitação brasileira...
Mudou alguma coisa ??

Cintia
CintiaPermalinkResponder

Estou indo com a minha família pra Orlando no final de dezembro e queremos ficar alguns dias numa praia legal. Alguma dica de praia com águas quentes e areia fina e alguma dica de site para aluguel de casas?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cintia! Em dezembro as águas não estarão mornas, é inverno no Hemisfério Norte. Clearwater é uma boa praia perto de Orlando. Já conhece o site AirBnB?

https://www.viajenaviagem.com/2012/08/dicas-airbnb-aluguel-apartamento/

Cintia
CintiaPermalinkResponder

Adorei a dica! Você sabe se tem alguma diferença entre as praias do Atlântico e do Golfo do México nessa época? A gente tambem queria uma dica de praia perto de Miami.
Obrigada!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cintia! Perto de Miami tem Fort Lauderdale. Mas não vá para a Flórida nesta época com idéia fixa de praia, é possível que esteja frio e você não queira pegar praia.

Claudia Beatriz - Aprendiz de Viajante

Com certeza tem diferença Cintia.. as praias do golfo do méxico tem a água mais quentinha. Se a temperatura estiver mais alta, dá pra pegar praia mesmo no "inverno"... já peguei praia de Janeiro a Abril tranquilamente em Sarasota que fica no Golfo do méxico, mas tem dias que vai sim estar mais frio, então tem que contar com um pouquinho de sorte. Eu também gosto de fazer a migração pra Flórida no inverno smile Nas praias do atlantico, mesmo com as temperaturas mais altas durante o inverno, a agua é mais gelada.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar