Pluna: alguns casos resolvidos, muitos sem solução

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Pluna

Abrimos há duas semanas um post participativo para conhecer os casos dos leitores prejudicados pela crise na Pluna. Foram mais de 120 comentários. Entre eles, depoimentos de passageiros voltando para casa que ficaram sem assistência, e relatos de muitas pessoas apreensivas, sem saber o que será de suas viagens de férias que estavam já pagas e prestes a acontecer.

O processo de liquidação da companhia segue adiante. Pelo que contam os leitores, tentativas de atendimento via e-mail ou telefone diretamente com a Pluna têm sido frustradas.

As melhores chances de uma solução rápida parecem ser através das operadoras de cartão de crédito -- mas prepare-se para pendurar-se na linha e invocar o Procon.

A postura das agências de viagem, online ou físicas, varia. As online, quando concordam em devolver o dinheiro, prometem restituição em 120 dias. Nas agências físicas encontra-se tanto as que resolvem a devolução ou a substituição do pacote com rapidez, até as que continuam enrolando.

Aos que não conseguirem seus reembolsos será mais útil usar a via judicial contra as agências do que contra a Pluna, que não tem patrimônio nenhum no país.

Compilamos os depoimentos dos leitores que conseguiram estorno, reembolso ou realocação em um vôo de outra companhia aérea:

--> Luciana Martins: Visa providencia estorno e cancelamento de parcelas da passagem

A Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) foi notificada pelo Procon e orientou que as operadoras de crédito fizessem cancelamentos e estornos.

Liguei para o Visa em 16 de julho pedindo estorno das parcelas pagas e cancelamento das parcelas ainda não pagas. Apenas precisei enviar um e-mail com os comprovantes das passagens, que eram só para setembro. No dia seguinte, pela tarde, os valores já estavam estornados na fatura do cartão de crédito.

Continuem tentando. Se não der, vão ao Procon da cidade de vocês. O Procon de Porto Alegre me ajudou nisso!

Relato aqui.

--> Juliano Oliveira: operadora troca vôo Pluna para Aerolíneas Argentinas

No meu caso, a CVC providenciou outro vôo (da Aerolíneas Argentinas) para mesmo dia de embarque do vôo que eu havia comprado antes.

Relato aqui.

--> Felipe: agente de viagens permite escolha de nova companhia

Comprei somente a passagem com um agente autorizado CVC e hoje prontamente fui trocado para uma companhia que eu mesmo escolhi, a Qatar Airlines! Meu vôo com a Pluna era no dia 16 de julho e paguei apenas 164 reais a diferença, visto que o agente muito honesto e particularmente muito profissional (ele nem tinha que fazer isso, mas ganhou ainda mais a minha confiança) dividiu a diferença que era de 328 reais entre ele mesmo e eu.

Relato aqui.


Como a Pluna tratou o seu caso? Já conseguiu ser reembolsado? Por quais meios? Vai entrar com processo? Conte pra gente!

Leia mais:

Foi prejudicado pela Pluna? Como estão resolvendo o seu caso?

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


106 comentários

Flaviaine Campos

Em junho eu comprei um pacote pela DECOLAR.COM para ir com minha família ao Uruguai. As opções com melhor custo foram de passagens aéreas pela companhia Pluna.

Em 06 de julho, já tendo sido aprovado crédito e caído no meu cartão a despesa, faltou apenas um encargo no valor de 96 reais, o qual a Sra. Letícia me mandou e-mail pedindo depósito. E eu depositei. No mesmo dia, 06 de julho, saiu a notícia da falência da empresa. Primeiro ponto: que despreparo é esse, não conhece seus fornecedores, como pode a DECOLAR.COM vender passagens de uma empresa à beira da falência?

Então entrei com a empresa DECOLAR.COM para ver se nos realocariam em outro vôo. Pensei que no máximo cobrariam a diferença da operação da Pluna para a da TAM. Porém, para minha surpresa, eu teria que pagar outro pacote no valor integral, já tendo pagado um.

Então eu pedi cancelamento e reembolso, eu estava no momento pagando a segunda parcela ainda. Consegui reembolso somente do hotel no valor integral. Das passagens a DECOLAR.COM me orientou a entrar com meu banco ou com a operadora do cartão e pedir reembolso, o qual eu fiz para constar, pois é óbvio que o banco ou a administradora não estornaram o valor da compra só porque eu falei que não recebi o produto, assim seria fácil dar [editado pelo Reclame Aqui] E eu continuei sendo cobrada na fatura do cartão até o final e NADA a empresa fez. Mandei INÚMEROS e-mails avisando que quem tem que pedir estorno é a empresa que me vendeu. Fiz várias ligações e nada.

A DECOLAR.COM só envia resposta de que está olhando o estorno e não teve retorno por parte da Pluna. Eu nem conhecia a empresa Pluna, eu comprei confiando na Decolar, que imaginava ter um critério de seleção dos fornecedores que nos apresenta, ou coloca o cliente em qualquer cafofo?

Já se passaram os 120 dias de prazo legal, venceu no dia 12 de novembro, para estorno e ainda estou sem meu dinheiro, sem a viagem que programei o ano inteiro para minhas férias com minha família, fora que este dinheiro não está rendendo dividendos, e fora o que eu gastei comprando coisas pra uma viagem que nunca existiu. E ainda um monte de gente despreparada para nos atender, que não sabe de nada, e nem uma resposta concreta eu tive até hoje.

Estou ajuizando uma ação, infelizmente. Eu só pedi menos que o justo: meu dinheiro integral de volta, mesmo sem os dividendos, e etc, etc. Porque como já disse um colega nosso aqui no blog anteriormente: a agência de viagens só serve pra pesquisar preço??? Isso eu mesma faço!

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

No meu caso, paguei por boleto... Já entrei no Juizado... mas sem esperança de receber.

jair
jairPermalinkResponder

Olá Eduardo,
Eu também comprei via boleto.Eu tentei ir no Juizado da Universidade Mackenzie, mas como não existia mais o endereço no Brasil, ele não teriam como encaminhar uma intimação.
Você entrou no Juizado de pequenas causas? como funciona?
Obrigado

Mario
MarioPermalinkResponder

Pessoal,

Eu já havia dado como perdida minha passagem, já que não consegui contato via telefone ou e-mail.
Eu paguei a passagem com cartão de crédito (VISA) com certa antecedência. Então a VISA nunca chegou a repassar essa quantia para a PLUNA?
Eu devo recorrer à VISA para estornar a minha passagem? Ainda dá tempo?
Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mario! Aconselhamos entrar em contato diretamente com a Visa.

Felipe Arakawa

Eu também fui lesado pela Pluna. Comprei junto com minha namorada passagens pelo Submarinoviagens.com.br para Buenos Aires. O site me informou que em 120 dias devolveriam o dinheiro. É claro que esse prazo se esgotou e ninguém devolveu nada. Eu entro em contato com o submarino e ninguém sabe de nada.
Para que serve esse submarino? Para nada, pois eles cobram uma taxa de serviço que não te garante nada. Só pesquisam preços de passagem, apenas isso.

Riccardo Marcori Varalli

Felipe, boa noite. Tudo bem? Acione a Submarino Viagens e peça a devolução da quantia corrigida e danos morais. Eles tem que responder. Aconteceu a mesma coisa comigo com a decolar.com. Boa sorte e Abs.

frank pavan
frank pavanPermalinkResponder

Pessoal, quem comprou pelo submarino viagens deve ajuizar ação. Eles só estão pagando judicialmente. Abçs

Igor
IgorPermalinkResponder

Prezados,
Meu caso não tem a ver com a Pluna. Eu comprei passagem aerea pela AEROSVIT (cia ucraniana) atraves da EXPEDIA.COM com bastante antecedencia. Meu voo foi cancelado pela AEROSVIT e a EXPEDIA disse que faria o estorno. Passadas 2 semanas, entrei em contato com a EXPEDIA novamente (pois nao havia recebido nada) e eles me informaram que eu deveria entrar no site da AEROSVIT e preencher o formulario para estorno. Fiz isso em 15/02. Desde então, entrava quase td dia no site da cia para saber maiores informações sobre o meu estorno. E eles sempre falavam, que o meu caso ainda estava na fila e nao tinha sido analisado por ninguem. Qual a minha surpres quando desde o inicio desta semana, eu tento entrar no site deles e simplesmente, o site nao funciona. Acabou que eu nao tenho nenhum telefone e nem e-mail da cia, pois tratei tudo pela EXPEDIA. E todas as vezes que entrei em contato com eles, foi via livechat no site da cia aerea.
Alguem pode me ajudar e me dar uma luz do que posso fazer.
Ah! Claro, quando eles cancelaram o voo, eu ja tinha pago a passagem, pelo cartao de credito.
Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Igor! Você já tentou cancelar a compra diretamente no cartão de crédito? Se não funcionar, você precisa insistir com a Expedia, já que a compra foi feita através dela.

Igor
IgorPermalinkResponder

Obrigado! Vou tentar estes caminhos.

JACIRA TRINDADE PINTO DE ALMEIA

Bom dia,
Em abril de 2012 fiz uma compra de 4 passagens aéreas (Pluna) de ida e volta de Porto Alegre para Buenos Aires pelo site da Submarino viagens usei o cartão de crédito para fazer o pagamento das mesmas que seriam para minhas férias de julho junto aos meus familiares.
Em julho já próximo ao dia de minha viagem fui surpreendida com o anuncio da falência da Pluna, empresa que faria minha viagem.
Como já havia feito as reservas dos hotéis e planejado junto a minha família a viagem comprei outras passagens pela companhia aérea Gol e liguei para Submarino onde fui informada que se eu autorizasse eles iriam entrar com um processo e eu estaria recebendo o valor pago no prazo de 60 a 120 dia o que não aconteceu.
Passado o prazo, fiz várias ligações para Submarino e eles só pediam paciência que eles estariam pagando.
Decidi então dar entrado no juizado de pequenas causas para tentar reaver o valor pago.
No juizado foi dada toda informação necessária, sendo que lá eles pedem o endereço da Submarino, procurei no site e não consigo achar o endereço pedido.
Gostaria de saber de que forma vocês poderiam me ajudar e se possível me informar o endereço que está sendo solicitado no juizado fato que impediu de ser dado a entrada no processo, me pediram para eu procurar o endereço e voltar lá para dar continuidade ao pedido.
Parabenizo pelo site e deste já fico grata pela atenção.
Fico no aguardo de contato!
Jacira trindade Pinto de Almeida

Lucas
LucasPermalinkResponder

Achei o endereço do submarino viagens no site, cliquei em soluções corporativas e lá embaixo está a seguinte informação.
B2W VIAGENS E TURISMO LTDA / CNPJ: 06.179.342/0001-05 / Endereço: R: HENRY FORD, 643 - Osasco, SP - 06210-108.

Vou fazer o mesmo que você. Boa sorte para nós.

Riccardo Marcori Varalli

Bom dia, tudo bem? Podem entrar que a chance de êxito é bem grande. Nesta semana, ganhei a ação contra a Agaxtur que tinha me vendido as passagens da Pluna. Abs.

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

Olá, Dr. Riccardo Marcori. Se importaria de me passar seu e-mail? Obrigado.

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

A propósito, o meu é edpetri@zipmail.com.br.

Renivan
RenivanPermalinkResponder

Quem souber endereço da Global Collect do Brasil S.P. ltda, me passar por favor. Entrei no juizado, mas o endereço que tem na Saite e falso.

Lucas
LucasPermalinkResponder

Ontem tive audiência nas pequenas causas contra a submarino, fizemos acordo e consegui meu dinheiro de volta.

Lucas
LucasPermalinkResponder

Mesmo tendo feito acordo no JEC com a Submarino Viagens ainda não consegui receber meu dinheiro de volta.

Marina
MarinaPermalinkResponder

No meu caso não foi por agência, comprei diretamente do site da Pluna. Como conseguir uma indenização neste caso? Com a justiça Brasileira?

Quando fiquei sabendo sobre a falência estava em Santiago, sem nenhuma informação e sem poder voltar pro Brasil, a passagem já estava paga a um bom tempo e não tive como reaver o dinheiro. Tive que comprar uma outra passagem de outra companhia para voltar, e as mais baratas estavam na faixa de 2.000 reais. Sem falar que perdi uns 5 dias da viagem preocupada e correndo atrás de informações, e todas as tentativas foram em vão, era como se a Pluna nunca tivesse existido.

Leonardo Gomes

Acredito que várias pessoas terão o mesmo problema que eu estou tendo com o endereço da PLUNA. No endereço que consegui na internet( Rua Consolação, 368 – 4º andar, bl. B – Consolação)não existe mais nada e ninguém para receber intimações da mesma.

Caso alguem saiba de algum outro endereço para poder encaminhar as intimações ficaria muito agradecido.

Abraços,

Leonardo Gomes

Leidson  Diniz
Leidson DinizPermalinkResponder

O oficial de justiça do meu caso contra a Pluna não conseguir executar a precatória afirmando não existir mais representantes legais no endereço:

PLUNA LINEAS AEREAS URUGUAYAS S.A.
NACIONALIDADE: URUGUAI
CÓDIGO OACI: PUA
CNPJ: 33.537.622/0001-02
REPRESENTANTE LEGAL: GONZALO MAZZAFERRO GILMET
ENDEREÇO NO BRASIL: Rua Consolação, 368 – 4º andar, bl. B – Consolação
CEP: 01.302-000 – São Paulo/SP
FAX: (11) 3069-9520

Alguem poderia me ajudar? Grato

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar