Uia! Ibismômetro na VEJA!!! Só esqueceram de dar crédito...

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Veja o Ibismômetro!!!

O "Guia" da Veja desta semana, na página 177, traz um box intitulado "Índice Ibis de custo hoteleiro", com um conceito igualzinho ao do nosso Ibismômetro.

Ficamos superfelizes pela, aham, coincidência de idéias -- sobretudo porque pensamos nisso, com o mesmíssimo raciocínio e um nome bem mais divertido, há quatro meses e catorze dias.

Caso também tenha ocorrido à Veja tornar essa pesquisa mensal, como fazemos aqui no Viaje na Viagem desde julho, aproveitamos para passar algumas dicas aos coleguinhas:

--> Não esqueçam de mencionar a data em que foi feita a pesquisa e para que exato dia é a hospedagem! Quem viaja de verdade sabe que essa informação faz toda a diferença, já que os preços de hotéis, até mesmo dos Ibis, são voláteis. Por isso sempre mencionamos no texto essas datas.

--> Ao informar um hotel que não seja Ibis, digam qual é! Fazemos isso com todas as cidades que não possuam Ibis, indicando qual foi o hotel substituto. Em Miami, uma cidade sem Ibis, usamos um Holiday Inn Express, que é de categoria similar. Seria interessante dizer ao leitor qual hotel de Miami vocês estão usando.

--> Vale a pena dar a fonte de inspiração! Aqui no Viaje na Viagem, sempre que falamos do Ibismômetro, contamos que nos inspiramos no Big Mac Index da The Economist. Até porque, se não contássemos, sempre apareceria alguém para contar!

No mais, o leitor do Viaje na Viagem já sabe: as melhores estratégias parar viajar e os pensamentos mais originais saem primeiro aqui. Volte sempre!

(Obrigado, Val e Fabio!)


Conheça:

Calendário de Viagens 2013: um ano inteiro só de boas viagens

Veja (ops!):

12/7 - Ibismômetro, um termômetro do custo de hospedagem no mundo

13/8 - Ibismômetro, o termômetro do custo de hospedagem em outubro

24/9 - Ibismômetro, o termômetro do custo de hospedagem em novembro

24/10 - Ibismômetro: em dezembro, Londres e Paris em baixa

16/11 - Ibismômetro: em janeiro, Salvador, Nova York e Londres em baixa

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


58 comentários

gabebritto
gabebrittoPermalinkResponder

Boa! Vamos ver se a Veja se liga.

Nico
NicoPermalinkResponder

Mas da Veja espera-se o que? Honestidade e bom jornalismo?

RABUGENTO (@RABUGENTO)

Não perco meu tempo com essa revista há muitos anos. Ja ofereceram enviar de graça por diversas vezes. Até enviaram algumas que foram devidamente arquivadas dentro da embalagem no "cesto arquivo".

Dani
DaniPermalinkResponder

É muita cara de pau! Os valores são os mesmos que vocês publicaram né? Copiaram na caradura sem dar o crédito...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dani! A pesquisa é diferente. Não foram reveladas as datas pesquisadas nem o momento da tomada de preços.

val
valPermalinkResponder

só pra parecer diferente...sad

Beto
BetoPermalinkResponder

Não, foi só por desleixo mesmo.

val
valPermalinkResponder

não engulo aquela de que ser imitado é sinal de sucesso! pouca vergonha, isso sim!

zuzu
zuzuPermalinkResponder

Que feio! Dar o crédito nao desmereceria a matéria, nao dá-lo é que o faz!

Joyce
JoycePermalinkResponder

Caraca! Não dar o crédito e copiar na cara dura é desonestidade pura!

candida silva
candida silvaPermalinkResponder

Quando vi isso na VEJA, imediatamente lembrei do Viaje na Viagem. A mim eles não enganam!

Fabiana Guida
Fabiana GuidaPermalinkResponder

Pois é , eu também logo lembrei do "nosso" !!!!

Fabiana Guida
Fabiana GuidaPermalinkResponder

do "nosso" indice!!!

Pedro
PedroPermalinkResponder

Cara-de-pau da Veja. Li a matéria toda atrás de uma citação do VnV e não encontrei nada!
Acho q o VnV tinha que entrar em contato com a Veja e pedir explicações e uma retratação na próxima edição.

RosaBsb
RosaBsbPermalinkResponder

Estou com a revista na mão. Li a matéria toda atrás de uma citação do VnV e não encontrei nada! 2
Concordo com a retratação. É o mínimo...

Ernesto, o pato

Feio né Veja...A VNV deve entrar em contato com a Veja,e alguem vai rodar. Este não é o padrão de jornalismo da Abril.

Beto
BetoPermalinkResponder

Aí que você se engana, Ernesto, o padrão Veja é, atualmente, muito mais embaixo.

Nico
NicoPermalinkResponder

Melhor o VnV não mexer com isso. Mexer com a dupla Cachoeira/Policarpo pode ser bem arriscado.

Chalub
ChalubPermalinkResponder

Boa, Nico!

Rapha
RaphaPermalinkResponder

Ai, ai, ai, Veja, que feio ...

Caru
CaruPermalinkResponder

"Índice Ibis de custo turístico"
Tucanaram o Ibismômetro.
Quem não sabe fazer, copia. E faz pior.

Ronaldo Giusti

O usual da Veja é atribuir a alguém uma afirmação que eles mesmos criaram. Não sabiam que também faziam o contrário!

Vanessa Oak
Vanessa OakPermalinkResponder

kkkkkk

Karina
KarinaPermalinkResponder

Curti.. rs

Hugo
HugoPermalinkResponder

Acho que vale a pena contatar a Veja. Prefiro acreditar que algum funcionário incompetente tenha copiado e apresentado para os editores sem falar a origem do texto.

Se for um meio de comunicação com um mínimo de seriedade, certamente irão corrigir essa gafe na próxima edição.

A. L.
A. L.PermalinkResponder

Eu também acho que isso foi o momento estagiário-chupim que impressionou um jornalista apressado e aí acabou saindo publicado sem créditos. Ou pelo menos prefiro pensar assim.

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalinkResponder

Que coisa feia (para não falar coisa pior). VEJAm que VERGONHA!
Pessoal, o fato é que revistas e jornais, desde muito perderam em espaço, criatividade e ouso mais, em competência para os blogs.
Basta perguntar: Quantas revistas e jornais são verdadeiramente independentes? ZzzzzERO! Quantas matérias são descaradamente compradas??? Melhor nem começar a contar...
Eu, como advogado já teria enviado uma notificação à Editora Abril.
Fica aqui o protesto e o reconhecimento à qualidade do trabalho criativo e bem feito do Ibismômetro do VnV!

Marcia Palhares

Nunca pensei que a Veja se prestasse a este papel feio...mas o Riq sempre aborda este tipo de coisa com um misto de elegância e ironia. Excelente "tapa com luva de pelica"!!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

É por estas e muitas outras que abandonei a Veja .
São tantas as matérias chupadas , sim esta não é a primeira , que nem perco meu tempo com esta revista #prontofalei

Luciana Bordallo Misura

Falou o que eu ia falar Sylvia!

Livia Mochileira

Sem os devidos créditos? Essa foi PODRE! Tinha que ser a m*rda da NÃOVEJA mesmo...

Maria José Leivas Waquil

Da série "Porque não me surpreendo?..."

Vanessa Oak
Vanessa OakPermalinkResponder

Isso é a cara dessa revistazinha medíocre... Lamentável.

Carolina Gomes

No mínimo antiético...acho que vale o email para a Veja pedindo a retratação com os créditos na próxima edição.. E viva o blog, que de tão legal, até copiado pelas revistas já está sendo! =)

Nick
NickPermalinkResponder

Mas, em se tratando dessa revistinha de quinta categoria, não é de se espantar.

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Dizem que a Veja tem uma entrevista gravada com o Ricardo Freire onde ele assume que foi ele quem copiou a ideia da revista. A publicação da Editora Abril, claro, não divulgou o áudio. Como a Veja tem muuuuuito mais credibilidade do que o Viaje na Viagem, vou acreditar na revista mesmo que ele diga o contrário. Riq, faz isso mais não!

Ronaldo Giusti

hilário! (se não fosse muito triste um veículo desses poder funcionar)

val
valPermalinkResponder

hahaha, tá no mesmo arquivo do Charles Little Waterfall!

Bárbara
BárbaraPermalinkResponder

Que isso, Marcelo!! VEJA com mais credibilidade que o VnV?!?! Só pode ser deboche e eu não "peguei". A ideia era tão deles que, uma revista SEMANAL, levou 4 meses pra publicar. Até parece.
Queria ouvir essa gravação...

VnV é o instrumento de turismo mais respeitado do país, inclusive muito mais do que a revista de turismo da editora abril (da qual sou assinante há anos e posso dizer, por experiência própria, que decai a cada dia. Matérias repetidas integralemente de uma revista pra outra, fotos de baixa qualidade, assuntos repetidos anos após anos, etc...)

Riq, essa kibagem que fizeram com vocês foi patética. Bem do nível dessa revista VEJA mesmo.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bárbara! Era brincadeira do Marcelo!

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Nossa Bárbara, por esses motivos ai eu parei de assinar a revista faz tempo já! Odiava sempre OS MESMOS assuntos... Pode pegar TODOS os seus números de Julho pra achar sempre reportagens de Bariloche e Serra Gaúcha e TODOS os números de Janeiro pra achar "as melhores praias do Brasil"... aff

Jeziel Carvalho

A chupada foi horrível! Mas a revista continua excelente. Curto os dois!

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Eike preguiça de Veja...

Thiago Parente

Lembro também do Data Coco, esse era imperdível. Foi na expedição de 2005.

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Que cara de pau da Veja !!!!!
Caiu muito no meu conceito e já não estava dos melhores ...

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Já mandei carta ao Diretor de Redação reclamando .
Para uma revista defensora da ética doeu a "chupiscada" sem crédito.

julio castro
julio castroPermalinkResponder

Silêncio total sobe a web jet ???????? Quero saber a opinião do maior site de viagens do Brasil ?????? Comprometimento ????? Não creio !!!!!!!!!!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Julio! Não nos manifestamos sobre assuntos interos de empresas, anunciantes ou não. Desejamos companhias aéreas financeiramente saudáveis. Quanto menos empresas lucrativas, normalmente pior para o consumidor.

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Bóia, salvo um engano meu, sempre é aberto um tópico quando uma empresa aerea prejudica os passageiros seja por ter falido, greve, etc.

Na verdade não é assunto interno, uma vez que prejudicou centenas de passageiros e a todos nós , ao tirar outro concorrente do ar.

Não gosto da Gol por outros motivos, mas a atitude com a Web Jet é a cara da da família controladora de ambas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Henrique! Até onde sabemos, não tem nenhum passageiro com passagem na mão sem poder embarcar. A demissão dos funcionários é um problema social, mas não afeta quem comprou passagem, como nos casos da Varig e da Pluna.

Os pedidos de concordata de empresas americanas ou os problemas internos de cias. européias tampouco foram abordados por aqui. Falamos apenas quando há greves ou passagens não honradas.

Ricardo Freire

Bóia, deixa eu responder essa grin

Julio e Henrique: essa notícia saiu em absolutamente toda a mídia. Não há nada que a gente possa acrescentar, nenhum ângulo original. A Gol comprou a Webjet para fechar um concorrente mais barateiro? Talvez não fosse essa a intenção original, mas as circunstâncias levaram a isso. Todas as cias. estão registrando prejuízo. A Webjet conseguiria continuar cobrando mais barato? Alguém gostava de voar Webjet? Não me lembro de tanto amor por essa cia.

É tristíssima a situação dos demitidos, é ruim perder uma empresa do setor, mas se existe um mercado em que as coisas parecem sempre difíceis é a aviação.

Tomara que Gol, TAM e Azul agüentem o tranco. Ou que o governo admita abrir o mercado para as estrangeiras. Mas por mais que a gente lamente o destino dos funcionários, não dá para condenar uma empresa empenhada em sair do vermelho.

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Riq, agradeço a elegância de sua resposta.

Meu comentário teve origem no post, uma vez que o mesmo toca a questão ética do crédito do seu Ibismômetro.

Concordo que todda empresa têm o direito a lucrar e buscar reverter situações adversas que gerem prejuizos.

Acredito apenas que seus dirigentes deveriam ter lembrado que os telespectadores e leitores são sensiveis ao modo como as empresas tratam seus funcionários, gerando um possível dano a imagem da mesma. Quem sabe com maior respeito e cortesia os aviões não tenham maior ocupação ?

Abraço !

Helo
HeloPermalinkResponder

o q esperar de uma revista q publica texto homofóbico? é o fim! vergonhoso!

José Quintella

A Veja é realmente ridícula.

Alexandre
AlexandrePermalinkResponder

Para acrescentar ai na lista. Íbis João Pessoa, R$ 119,00. abs

Silvia Andrade

Bóia, voltei aqui para ver se havia notícia de retratação da Veja (não compro mesmo), mas não vi nada.

Em tempo, vcs já viram uma ferramenta do Submarinoviagens.com.br que chama-se "gráfico de tendências"? Aparece quando vc coloca a opção datas flexiveis. Aparecem os preços das passagens ao longos dos meses do ano. Nem sei se é novidade, mas achei interessante.

katia krauel
katia krauelPermalinkResponder

VnV sempre terá nosso crédito!

Rubens Takashi

Veja é a pior Revista do Brasil. Não tem ética, não é jornalismo, só consegue reproduzir o pensamento da classe média reacionária.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar