Dono da AviancaTaca é o único candidato a comprar a TAP

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

TAP

Terminou sexta-feira passada o prazo de entrega ao governo português de propostas para a compra da TAP, que está em processo de privatização, assim como os aeroportos nacionais.

O único a apresentar uma proposta pela aérea portuguesa foi Germán Efromovich, que tem tripla cidadania (brasileira, colombiana e polonesa) e é o principal acionista do consórcio AviancaTaca, controlador de cias. aéreas colombianas, centro-americanas e peruanas (a Avianca brasileira, antiga OceanAir, que também pertence a Efromovich, não faz parte formalmente da holding).


Para preencher os requisitos para a compra, Efromovich precisou requerer cidadania polonesa, já que ,pelas regras da União Européia, um extra-comunitário não poderia possuir mais do que 49% de participação numa cia. aérea. É um caso parecido com o de David Neelman, que conseguiu fundar a Azul no Brasil por ter cidadania brasileira (nasceu em Pernambuco, quando seu pai era missionário), mas não pôde envolver sua outra cia. aérea, a americana JetBlue, formalmente na cia.

A oferta de Germán Efromovich ficou bastante abaixo do que as autoridades esperavam. Se aprovada a proposta, o empresário brasileiro vai levar a TAP por apenas 20 milhões de euros -- mas com uma proposta de investimento de 300 milhões de euros na cia., cuja dívida ultrapassa 1 bilhão de euros (e é do que o governo português quer se livrar).

O valor oferecido foi bastante criticado pela oposição e pela imprensa. A decisão sobre aceitar ou não a proposta de Efromovich deve sair na reunião do Conselho de Ministros do dia 20 de dezembro.

No que os brasileiros seriam afetados se a TAP fosse para a órbita da AviancaTaca?

Em princípio seria um bom desfecho para o nós, já que continuaríamos como mercado prioritário para a empresa. A TAP foi a pioneira na descentralização dos vôos internacionais, com rotas diretas a Lisboa desde nove cidades brasileiras; é de nosso interesse que o próximo dono mantenha os destinos servidos.

No plano latino-americano, é bom para o mercado que o grupo LATAM, formado pela fusão entre Lan e TAM, tenha um concorrente à altura (apesar de não estar claro se seria juridicamente possível uma integração maior entre a TAP e a AviancaTaca, devido à regulamentação européia).

Finalmente, talvez não seja uma boa notícia para os clientes Fidelidade TAM. Mesmo com a permanência dessa nova TAP na Star Alliance, os clientes TAM poderiam perder o direito de acumular milhas e emitir passagens na nova companhia, já que a justiça chilena, ao aprovar a fusão entre Lan e TAM, proibiu qualquer sinergia com Taca e Avianca (é por isso que clientes TAM não pontuam nessas cias. -- e de quebra nem na Copa --, mesmo pertencendo à Star Alliance). Nesse caso, será necessário ver como a justiça chilena interpretará a composição acionária dessa eventual TAP "colombiana".

Respostas a partir do dia 20... (até lá, um bom perfil no Twitter a seguir é o @TAPnews, que não é oficial da cia.)

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


17 comentários

Camila
CamilaPermalinkResponder

MEDA de que acabem FOR-LIS! eek

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Eu acreditava que a IAG (holding da British e Iberia) iria entrar na briga.

O problema da TAP sao os numeros, a empresa já há muitos anos está no vermelho e tem Patrimônio Líquido negativo, um negócio insustentável a longo prazo nas condições atuais. Precisa mesmo de um turn-around.

Eu havia entendido que a LaTam já deveria ter decidido a aliança (pela aprovação chilena as alternativas seriam OneWorld, Skyteam, ou ficar independente), não era isso? Alguma novidade?

Laura
LauraPermalinkResponder

Uma pergunta para os mais especialistas do que eu (e pode ser bobeira, mas vai saber!): é possível que, a partir de agora, haja problema com voos já comprados? Pergunto porque voo TAP em fevereiro/março, e quero evitar perrengues, se possível.

A.L.
A.L.PermalinkResponder

Como a cia. está sendo vendida em um processo normal, e nào um contexto de falência, os vôos devem continuar normalmente. Mas o novo dono pode fazer uma reestruturação drástica na malha área e cancelar vôos de/para sua cidade, e nesse caso deverá te realocar em outra cia.

Cris
CrisPermalinkResponder

Laura,

Também tenho voo pela TAP para fevereiro/março, mas creio que não vai haver problema a curto prazo (ainda). Pelo menos é assim que eu quero acreditar, heheh..

Sobre a privatização, entendo que a TAP está no vermelho há anos, e que isso possa ter afugentado possíveis compradores, mas por outro lado, não entendo o desinteresse de outras companhias ou holdings em um mercado bem consolidado que a TAP tem no Brasil, especialmente tendo em vista a descentralização das rotas.

Espero que o próximo dono não tenha vontade de desmanchar isso! É muito interessante não precisar ir até Guarulhos ou GIG para fazer conexão para a Europa.

RABUGENTO (@RABUGENTO)

Muitos passageiros evitam desembarcar em Viracopos porque ainda não está funcionando o freeshop.
Diz a empresa concessionária do aeroporto que pretende que o Duty Free esteja funcionando até o final deste ano.

RABUGENTO (@RABUGENTO)

Precisamos é de outras empresas fazendo a rota Brasil/Portugal.

O monopólio da TAP faz com que tenhamos que muitas vezes(na maioria das viagens) aguentar o mau humor de seus tripulantes...

Joyce
JoycePermalinkResponder

Ai, também tenho passagem comprada para maio a partir de POA. Falam que a ocupação neste voo(POA-LIS) tem sido boa. Espero que nao acabem com ele.

Cris
CrisPermalinkResponder

Joyce, já utiizei o voo POA-LIS duas vezes e nas duas vezes (4 vezes, se contarmos ida e volta), os voos estavam lotados. Li faz pouco que a ocupação média desse voo está em volta dos 87%, senão mais.

Viajo novamente no mesmo voo agora em fevereiro e retorno em março. E creio que deve estar igualmente lotado.

Eu não acho a tripulação da TAP mau humorada. Pelo menos em todas as vezes que eu voei com eles, seja entre Brasil e Lisboa, seja em voos internos europeus, sempre fui bem atendida.

Breno Fajardo
Breno FajardoPermalinkResponder

Já fiz Brasil-Europa e vice-versa com eles umas 12 vezes. Sempre achei bom o atendimento!

Joyce
JoycePermalinkResponder

Breno e Cris

Obrigada pelo comentário. Realmente, tinha ouvido boas e más críticas a respeito da TAP, mas vocês me deixaram tranquila. Valeu.

Marcia Palhares

Uma amiga viajou recentemente para Bogotá pela Avianca e foi péssimo o atendimento a bordo. O café da manhã foi um copo d'agua...espero que não aconteça o mesmo com a TAP.

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

Viajei pela TAP há 3 meses partindo de Viracopos e só posso dizer que foi o pior vôo que ja fiz em décadas como viajante internacional. Cancelamento, péssimo atendimento em terra e de bordo , um profundo desrespeito para com os usuários. O atendimento de bordo do vôo proveniente de Lisboa foi o mais rude e ineficaz que já presenciei em 30 anos.Portanto ,a noticia da venda da companhia só me mostrou o que já parecia evidente:que havia algo de muito errado com a estrutura da companhia e uma profunda insatisfação dos funcionários,desde o check in até o atendimento de bordo.A boa noticia é que qualquer outra empresa que assumir a TAP não conseguirá fazer nada pior.

Livia
LiviaPermalinkResponder

Alguém faz ideia de onde a Tam vai se enfiar de aliança? Se vai ficar na star pra sempre ou vai pra oneworld?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Livia! Extraoficialmente parece que a cia. vai tentar adiar indefinidamente sua saída, já que sair da aliança envolve desembolso de fundos.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar