Enquete: incluir café da manhã ou não, eis a questão

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Murray's Bagels, Nova York

Essa semana, uma leitora que vai a Nova York perguntou o que achávamos do hotel que ela havia escolhido para ficar, no Queens. Razão da escolha: nas pesquisas que fez, encontrou poucos hotéis por lá que oferecessem café da manhã, e esse era um deles.


Por desconhecer a geografia de Nova York, e a quantidade de delis e lanchonetes a poucos metros de distância de qualquer hotel bem localizado, nossa tripulante quase caiu numa roubada. Mas consigo entender o raciocínio que ela fez. Primeiro, porque não sou ninguém sem café da manhã – o mau humor vai crescendo proporcionalmente ao tempo que passo sem pão e uma xícara de café bem forte. Segundo, porque parte da graça de se hospedar em um hotel é justamente o café da manhã de hotel, com ovo mexido, frutas madurinhas e dois sabores de bolo.

(Não sei quanto a vocês, mas eu já viajo pensando naquele ovo mexido que só os hotéis sabem fazer.)

Ou seja: se não conhecesse bem as características do lugar onde iria me hospedar, muito provavelmente acabaria optando por diárias que incluíssem café da manhã, mesmo sendo pago à parte.

Nem todo hotel, porém, conta com buffets tão variados, ou a nosso gosto. Vai dos hábitos alimentares de cada lugar, e da categoria do hotel também. Como saber, então, onde vale a pena pagar o café da manhã por fora, ou em que lugares o café do hotel é plenamente dispensável?

Aí é a vez de vocês, caríssimos leitores! mrgreen Contem pra gente suas experiências com o café da manhã mundo afora. O Comandante já contribuiu:

Estados Unidos – só costuma estar incluído em redes básicas-funcionais, como Holiday Inn Express, Hampton Inn, Hilton Garden Inn. Se não estiver incluído, o melhor é fuçar uma delicatessen nas redondezas do hotel, comprando salada de fruta, bagel e/ou muffin, café. Sentar pra tomar café em restaurante é roubada: pra montar um café à brasileira tem que pedir muitos pratos e a conta fica caríssima. Em Nova York, um hotel que inclui café ótimo é o Washington Square.

França – normalmente não está incluído (mas a rede Ibis Styles, antigo All Seasons, inclui). O buffet nos hotéis de duas e três estrelas custa entre 8 e 12 euros, é pequeno, mas sempre oferece baguete, croissant, salada de fruta (em calda), iogurte, frios e müsli. Tomar um café au lait com uma tartine (baguete com manteiga e geléia) num café sai um pouco mais barato, mas não é de longe tão variado.

Alemanha – é o melhor café da manhã do mundo, e normalmente está incluído. A variedade de pães (muitos integrais!) e frios é sensacional, mesmo nos menores hotéis. Pro gosto brasileiro, só falta papaia – mas sempre tem banana.

Argentina – está incluído e normalmente é bem fraquinho, com frutas em calda e iogurte de baunilha (xogúr de bainixa).

Caribe – quando não está incluído na diária (nos hotéis não-all-inclusive, normalmente não está), custa entre 18 e 20 dólares. Os buffets são bastante variados e valem a pena, se você aproveitar o café farto para fazer apenas um lanche na hora do almoço. A alternativa para os mãos-fechadas é aproveitar que os apartamentos costumam ter cafeteira, e comprar bolinhos, frutas e queijo no supermercado.

Queremos saber: você costuma preferir hotéis que ofereçam café da manhã? Em que cidades dispensou o buffet e decidiu tomar café na rua? Em que hotéis pagar pelo café da manhã foi um bom negócio?

Aos comentários!

Leia também:

Quanto vou gastar em alimentação?

Comer e beber nos Estados Unidos: 10 pegadinhas

Paris: 5 ruas gastronômicas imperdíveis

Menu do dia: micos em restaurantes

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


106 comentários

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Para mim, de todos os países europeus que visitei, o melhor café da manhã foi num hotel em Sintra, Portugal. Frutas, pães, frios, doces portugueses... muito farto! Disparado, o melhor de todos. A minha maior decepção foi na Bélgica (Bruxelas e Gent) e em Londres. Hábitos alimentares bem diferentes, tenho que concordar, mas foi uma decepção. As frutas quase não existem e quando aparecem são cristalizadas!!! Já aqui na América Latina, na Argentina, vou ser obrigado a discordar de você. Junto com o café da manhã em Portugal, esse que tomei na Argentina, foi muito bom. Uma mesa farta de pães, frios, doces, frutas e etc.

val
valPermalinkResponder

Também não sou ninguém sem café da manhã, mas não escolho o hotel por causa disso não.

Claro que é bem prático ter no hotel, mas fora do Brasil não faço questão de incluir. Adoro fuçar nos arredores e variar...já no Brasil....

Andrea Ramos
Andrea RamosPermalinkResponder

Prefiro incluso (no hotel e na conta), sempre. Essa história de sair logo cedo pra procurar onde comer não tá com nada. O bom é descer e encontrar o buffet prontinho, lá.
Aliás, uma coisa que me diverte muito, é quando vou procurar hoteis (no booking.com, por exemplo), e ler as resenhas: o que tem de gente reclamando que o café é pobre por não ter 20 tipos diferentes de pães não está no gibi. rsss

Nívia
NíviaPermalinkResponder

Prefiro hoteis que sirvam café, pois o marido tb sofre deste mau-humor alimentar matutino, rsrs. Acabei de voltar da África do Sul onde tive várias experiências diferentes com café da manhã. Em Cape Town e Franschhoek café da manhã limitado no buffet, mas compensado com cardápio de omeletes, sanduíches e croissant com recheios variados (até filet no café da manhã vimos!), dilícia. Em Knysna o café era pago à parte e por sorte não compramos na reserva, já que o hotel ficava ao lado de uma padaria linda e com produtos deliciosos. O valor que o hotel cobrava de café da manhã pagaria 2 dias de café na Mon Petit Pan e com certeza não seria tão bom. O oposto ocorreu em Port Elizabeth, me recusei pagar R$50,00 por café da manhã no Radisson e resultado: não tinha nenhuma padaria ou deli perto, tivemos que pegar um taxi para parar em um supermercado. A minha experiência é de que, se o valor está incluso ótimo, se não está e for um valor razoável melhor pesquisar antes se não existem opções melhores na região. Se for um absurdo, mesmo sem nada por perto, não pago, não gosto de ser explorada! Agora, mesmo depois da barriga cheia do café do hotel, sempre que passo naqueles cafés bonitinhos e vejo o pessoal no balcão tomando um expresso sinto uma invejinha. Acho que uma boa parte da vida da cidade está ali, nos balcões de cafeterias.

Vitor J. Nunes

Concordo com Val logo acima. Não é meu quesito mais importante para escolher um hotel quando estou fora. Se não tiver, saio pelas redondezas descobrindo os sabores do lugar.
Mas, estando no Nordeste é uma maravilha de sabores! Cuscus, tapioca, frutas, muitas frutas, bolo de aipim, milho, ovos mexidos, sucos, hum...
Agora, depois desse post de Mariana e com informações do Comandante sobre a Alemanha (que ainda não conheço) colocando-a como tope, ela subiu várias posições na minha lista considerando que vocês são tão viajados dentro e fora do Brasil.

Mon
MonPermalinkResponder

Acho que depende da cidade e do objetivo da viagem.

Nos EUA os buffets inclusos costumam ser super simples. Então, em NY e San Francisco, acho um atraso na vida café da manhã no hotel. Melhor pegar uma bagel na deli antes de ir pro metrô e já incluir tudo como passeio, rs. Mas lembro que, em nossa primeira viagem, minha mãe teve dificuldades com essa de café on the go, rs. Mas o café dela de todo dia é como se fosse de hotel, então até entendo...
Já em Orlando, acho que pode ser útil. Aí você não sai pro parque de barriga vazia (maior besteira é gastar tempo precioso de parque recem-aberto na fila do croissant), mas também coisa rápida! Buffets gigantes só quando fizer parte do passeio também.

Enfim, acho que quando a cidade é bem urbanizada e tem muitos atrativos, é melhor deixar o café da manhã como parte do roteiro diário, e não como algo antes dele.
Se você não tem muita pressa pra sair do hotel (como em resorts) ou não vai ficar passeando para conhecer a cidade (viagem de negócios), aí acho conveniente ter o café no hotel.

Nina
NinaPermalinkResponder

Minhas experiências pela Europa:

-Paris e Itália: acho um desperdício incluir o café da manhã na diária, pois costumam ser bem fracos para os padrões brasileiros. Você come melhor e mais barato na esquina do hotel, o número de bons lugares é grande.

-Espanha: o café da manhã comumente estava incluso na diária e eram estupendos!

Nina
NinaPermalinkResponder

Completando: não gosto do English Breakfast e fiquei ultrajada pelo que me cobraram por chá ralo e torrada... Era isso ou feijão, tomate e carne logo cedo rsrs Na Inglaterra, não incluo mais o café!!!

Rodrigo Basso
Rodrigo BassoPermalinkResponder

Tirando os cafés das pousadas mais bacanas do Nordeste do Brasil, prefiro tomar o café na rua, variando os locais.
Não sei explicar o motivo, mas não gosto dos cafés dos hotéis, por melhores que sejam.

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Eu acho que depende muito do lugar. Quando fui para Aruba, há 1 ano e meio, nao conseguia de jeito nenhum pela internet reservas com café. Eu teria q pagar na hora e o valor pelo que me lembro era bem mais do que 20 dólares, no Westin. Tive que apelar p uma operadora de turismo, que me conseguiu depois de mt custo reservar para mim e meu marido com café.

Fiz questão pq sabia q iria passar o dia na praia do hotel e nao almoçaria direito, além disso, nas redondezas nao era tão fácil encontrar um lugarzinho bom para comer de manha. Sabia que o forte em Aruba seria o nosso jantar.

Mas em lugares como Nova York, Rio de Janeiro e Paris, nao vejo necessidade, porque há muito opção boa nas ruas.

Hugo
HugoPermalinkResponder

Minha postura com café da manhã é bem definida. Sempre dou preferência para hotéis que tem café. E considero isso no custo da hospedagem.

Mas se eu reservar um hotel sem café incluído, então como na rua. Nunca animo de pagar o que eles cobram.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Eu também não sou ninguém sem o café da manhã. Não precisa ter muita coisa, desde que sentada em um ambiente limpo e iluminado. Procuro sempre hotéis que ofereçam café da manha, mesmo que simples e/ou pagos à parte. Para mim, sair do hotel já com o café da manhã tomado não tem preço. Uso cafés e padarias de rua para uma das outras refeiçoes do dia - almoço ou jantar rápido.

Heloisa Liserra

Pessoal, para quem não faz questão de café da manhã no hotel, sugiro a rede Europa Café em NYC ( https://www.europacafe.com/ ), lojas por toda Manhattan.

Ivana
IvanaPermalinkResponder

Hum... café da manhã maravilhoso, me lembro da Pousada do Alcino em Lençóis - Chapada Diamantina - BA. Viagem ótima e café da manhã idem.
Já em outras viagens, o café da manhã não influencia tanto na escolha do hotel. Claro que meu dia não começa se não tiver algo no estômago.
Uma ótima dica são os mercados públicos, onde se encontra uma infinidade de opções de frutas.

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

Café da manhã no Chile é melhor do que na Argentina. Esperem uma coisa entre o café dos resorts brasileiros e as medialunas com suco concentrado de Buenos Aires. Pelo menos no hotel onde fiquei, o Crowne Plaza, foi bem variado e caprichado.

Carol Palonbno

Vou para Paris agora em Maio/2013 e vou ficar em um Ibis Styles com café da manhã.Mas na verdade só reservei esse hotel porque na época da reserva (janeiro/2013) ficava bem mais barato a diária dele do que a do Ibis "comum" na mesma região. Apesar de achar o café de hotel uma delícia, eu prefiro tomar o café em algum lugar da cidade, como em um roteiro gastronômico. Então, só pego hotel com café se já estiver incluso ou se o preço for muito atraente. Tive a mesma experiência quando fui para a Espanha e não me arrependi de tomar o café apreciando a paisagem da mesa de algum lugarzinho charmoso (e fica mais barato do que contratar o café do hotel).

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalinkResponder

Em destinos mais exóticos ou onde acho que comer na rua pode ser difícil, prefiro café incluso. Às vezes a comodidade também conta.
Agora em destinos como nos EUA, prefiro poder tomar café cada dia em um lugar. Por conta disso descobri lugares interessantes em San Francisco para começar bem o dia.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Sou do time que prefere hotéis com cm, ainda que bem simples. No Rio nunca consegui experimentar um cm decente... os que conheço são muito fracos, os
pães murchos e bolos solados. Acho que a hotelaria do Rio precisa melhorar muito nesse quesito, já que é bem cara.

teresa
teresaPermalinkResponder

Nos EUA, acho mais importante que o café incluso, que tenha frigobar no quarto, pois assim pode-se comprar frutas, sucos, iogurtes etc nas delis e fazer um belo cafe da manhã, ao seu gosto, no quarto. Já na Europa, onde a cultura de cafeterias de rua é enorme, é muito mais gostoso sair pra tomar café na rua.

--A.L.
--A.L.PermalinkResponder

Mas tem um problema importantíssimo a ser considerado: cada vez mais hoteis usam sistemas automáticos com sensores que ativam a cobrança se vc tirar um item do fribogar para fazer espaço para suas próprias compras, por exemplo. Claro que depois eles podem descontar, mas dependendo do hotel é um saco, vc tem de pedir pra recepção ir lá, se for algo como uma lata de refrigerante podem alegar q vc a deixou fora do frigobar etc.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Em Istambul, mesmo em hotéis simples, o cm é maravilhoso.
Em Lisboa se não tiver cm, não me importo.
As padarias são maravilhosas!

Patricia Luck
Patricia LuckPermalinkResponder

Nem olho essa possibilidade quando reservo um hotel. Apesar do meu dia começar apenas após o café, não me importo em procurar um local próximo do hotel e me sentir parte da paisagem local.

Cris
CrisPermalinkResponder

Eu SEMPRE incluo o café da manhã no hotel. Como a Mariana disse, eu não sou NINGUÉM antes do café da manhã. Eu geralmente acordo faminta, hehe, e uma das coisas que mais me estressam é sair de casa (ou do hotel) sem o café e ter de ficar procurando uma delicatessen ou padaria para finalmente fazer minha primeira refeição do dia, muitas vezes por preço razoável, mas com pouquíssima variedade (eu sou do time que pensa que a refeição mais importante do dia é o café da manhã).

Minha experiência em viagens onde eu não inclui o café da manhã foram 4 dias em Madrid. Estávamos no Best Western Carlos V, perto da Calle de Preciados. E era sempre aquele stress, onde iríamos comer o bendito café? Havia um Starbucks bem perto e optamos por ele. Um capuccino, um baguelzinho, um suco ou iogurte ficava em torno de 6,50 Eutros por pessoa. O café da manhã do hotel custava 9 Euros e era um senhor buffet (mas só descobrimos isso no último dia). Resultado: na cidade seguinte (Lisboa), mesmo sem o café incluído, resolvemos fazer o café todos os dias no hotel mesmo (por 6 Euros por pessoa por dia - aliás, em Portugal, a maior parte dos hotéis tem ótimos buffets de café da manhã, mesmo os de 3 estrelas). E depois disso, nunca mais reservei hotel sem café da manhã.

Na Alemanha e na República Tcheca, fiquei em 3 hotéis da rede Eurostars (dois de 4 estrelas e 1 de 5 estrelas). E tudo o que eu posso dizer é que foram os melhores cafés da manhã que eu já tomei na vida. Muita, muita variedade e ótima qualidade. Fiz a opção pelo café já na reserva e nem me preocupei em olhar quanto ficaria o preço sem incluir o café. Foi a melhor coisa que eu fiz.

Na Áustria, meu hotel em Viena era um pequeno hotel, tipo gerência familiar (não de rede, cujo nome bem singelo é "Hotel Vienna). O café da manhã era igualmenmte fabuloso, e o melhor, já estava incluído por padrão na diária (todas as classes de reservas inlcuiam o café).

Já fiquei num hotel da rede Holiday Inn Express (em Barcelona), com café incluído, e confirmo o depoimento inicial da postagem: o café é bem completo e variado. Totalmente aprovado.

Na Itália, já fiquei em hotel de duas, três e quatro estrelas (a maior parte foram hotéis que não eram de rede). Em todos eles, o café também era ótimo e tipo buffet super completo mesmo no de dois estrelas). Aliás, só na Itália eu encontrei o tal suco de "arancia rossa", que eu adorei.

Em Londres, fiquei num hotel da rede Best Western novamente, e desta vez, incluí o café na diária, não cometendo mais o erro de Madrid (10 Libras por dia). Era café do tipo "Full English Breakfest". Por razões de implicância com feijões na hora do café, eu pulei essa parte. O café não era tão variado quanto o dos hotéis alemães, mas mesmo assim tinha todos os itens de café da manhã estilo buffet e eu aprovei.

Na França, finalmente: em todos os hotéis que eu já fiquei, em Paris e Carcassone, os cafés eram do tipo buffet, mas bem mais modestos do que os dos outros países, mas tinha quase tudo: café com leite, chocolate quente, bagetes, croissants, geleias, nutela, queijos e mais queijos, omeletes, cereais, suco e iogurte. Curiosamente, a única coisa que eu nunca vi num café francês foi o presunto, ou qualquer outro assemelhado (peito de peru, blanquete, etc).

Depoimento super grande, mas isso era uma coisa que eu sempre quis relatar aqui, só que nunca achava o local apropriado para tanto! smile

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Adorei o post smile

Acabei de voltar de Madrid/Barcelona/Paris e em nenhum hotel aderimos ao buffet do hotel por limitar bastante. O preço variava de 8 a 15 euros, o que achamos mto caro pelo que oferecia.

Em Paris, sempre tem opções disponíveis por perto com croissantes e baguetes maravilhosos e acaba virando uma experiência gastronômica. Para nós, a melhor opção foi o Le Pain Quotidien (tem em Madrid tb).

Já em NY, Miami e Orlando, sempre que possível, dá para fazer umas comprinhas no Walgreens/Wal Mart e afins e escolher um quarto com mini cozinha...

Em Cancun, ficamos no Marriot CasaMagna com café da manhã incluso (seguindo as dicas VnV): o melhor café da manhã de nossa vida!!! Vale o almoço... Sensacional!!

Próxima Trip - Erika

Acho caras as taxas de cafe da manha em hoteis na europa e eua. Em NY especificamente ha muitas delis, mercados e nao acho essencial um hotel com cafe.
Claro q dependendo do hotel àa vezes vale a pena pagar, em hoteis 5 estrelas por exemplo, em q geralmente eles capricham no buffet smile

Abs e boas trips a todos!

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Não existe almoço grátis( no caso café da manhã grátis) , se o hotel fornece está no custo da diária. Eu prefiro me virar fora, perco menos tempo e quando o hotel é na praia o café ainda atrapalha a cervejinha .
Nos Estados Unidos via de regra o café é aquela gororoba gordurosa, prefiro uma Deli ou um Walmart.

Naiara
NaiaraPermalinkResponder

Eu tbm sempre reservo hotel com café incluído, pois acho incrivelmente prático e gosto de observar os outros hóspedes...

No Rio fiquei uma vez no Windsor Martinique que tinha um buffet incluso que era muito bom...

Em Paris nunca fiquei em hotel onde o café estivesse incluído na diária, quando era bom pagava, quando não tomava na rua.

Em Roma já peguei hotel com que era bom, que era ruim, já tomei na rua, mas não gostei das experiencias de café na rua em Roma... mas como vou de novo agora em maio espero tirar essas últimas má impressões...

Em Londres eu ADORO os English Breakfasts dos B&B's, nunca um é igual ao outro...

No Peru, não tive boas impressões nem em Lima, Cusco, Aguas Calientes, tanto nos hoteis quanto nas ruas...

Nos EUA tanto Confort Suites quanto Marriott tem buffets legais, mas com tantas boas ofertas na rua é dispensável...

Muito bom o post...

Marcela
MarcelaPermalinkResponder

Vou falar de minha experiência mais recente nos EUA:

- NY - Comfort Inn Manhattan Bridge: além de uma localização excelente, apesar de fora do eixo Times Square, o hotel dispunha de um delicioso (e incluso na diária) CM! Com bagels, baguettes, sucos, cafés, máquina de waffle e frutas!

- Orlando - Quality Inn International Drive: não achamos que os mais de 10 USD compensavam pelo buffet, que estava sempre lotado e tinha poucas opções que batessem com nosso paladar... O que fazíamos era comprar chás e toddys na Walgreens e na noite anterior comprar um pão com presunto e queijo que tinha na lojinha de conveniência do próprio hotel que era delicioso! Deixávamos no frigobar e comíamos de manhã antes de ir aos parques!

Flor
FlorPermalinkResponder

Acho que primeiramente a leitora responder se vai viajar com criancas, caso sim, acho que cafe da manha no hotel e' indispensavel, caso contrario, existem tantas opcoes deliciosas para tomar cafe da manha nos EUA e vale a pena sair de manha com aquela fominha a procura de cafe', bagels, sanduiches de croissants com ovo e "sausage".

Fábio Barboza

Estou indo para NY e Paris em Julho. Em NY reservei o Marriott East Side, sem café da manhã. Como já disseram nos depoimentos anteriores, existem muitas opções de delis para poder tomar o café da manhã na "Big Apple", mais em conta.

Já em Paris achei que valia a pena incluir o café da manhã na hospedagem. Ainda não conheço Paris, mas creio que tembém tenha muita opção na rua, mas pagando a hospedagem antecipadamente no Novotel Les Halles, o preço ficou bem razoável: 20 EUR para 2 adultos e 2 crianças.

Quando eu voltar posso dar o meu depoimento.

Grande abraço a todos!

--A.L.
--A.L.PermalinkResponder

Para mim, depende do estilo da viagem e destino.

Se for um local onde o plano é acordar cedo, aproveitar bem o dia e deixar a refeição principal para a noite, um bom café no hotel ajudar a otimizar o tempo.

Candida Silva
Candida SilvaPermalinkResponder

Não costumo escolher hospedagem pelo café da manhã. Hoje em dia, pelo menos nas grandes cidades, há bastante oferta de padarias, cafés, mercados, entre outros lugares para tomar nosso desjejum matinal.

Gustavo - Viajar e Pensar

Boa

Nos EUA existe a pegadinha Continental Breakfast de Café Donnuts e com sorte Torradas.
Em Orlando muitas vezes é possível permanecer num mesmo padrão de Ramadas e Hampton Inn com estes café incluídos por 5 dólares a mais.
Na Europa é cada vez uma coisa, mas tem redes bacanas com café bom a parte a Room Mate tem em várias cidades Euroéias com um café a parte bem legal.

Na Rússia a maioria inclui café da manhã, e sempre com uma fartura de comidas, batatas, frituras e etc. Quase todos sempre possuem um Mingau típico.

Boas Viagens!! smile
@GusBelli

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Quase sempre, que já nós hospedaram em hotéis com café da manhã incluído. Com exceção de alguns que pode optar por tomar café da manhã lá, mas além de pagar o café ou o café da manhã fora do hotel. Não tenho reclamações sobre o café da manhã em hotéis. Às vezes, café da manhã é completo e outros muito mais simple. Para nós, é muito conveniente optar pelo café da manhã no hotel, para assim, começar a fazer turismo e passear. Mais, sempre depende da localização do hotel.

Se ficamos em apartamentos turísticos, nós costumam comprar algo no café da manhã e tomar-lo là ou também podemos ir a um cafeteria perto do apartamento.

Quenia  - Viagens por aí

Meu marido e eu adoramos café da manhã. Aliás, meu marido faz questão de almoçar e jantar também. Quando o café da manhã é cobrado a parte, geralmente é caro e aí optamos em parar em algum lugar próximo. Foi o caso de Barcelona que ao lado do hotel havia um café super charmoso e muito mais barato do que o café oferecido no hotel.
Em Paris, havia no quarto uma pequena mesa com cafeteira, xícaras, pratos e talheres. Sempre levo uma toalha de mesa pequena pois como viajamos de carro, algumas vezes paramos para um pic nic. Neste caso, enquanto meu marido ia comprar baguete quentinha, eu arrumava a mesa, cortava as frutas(compradas no dia anterior), os frios. Foi bem legal o esquema e não dá trabalho.

Janaina Helena

Não escolho um hotel pelo café da manha e sim pelo custo/benefício da hospedagem e pela localização. Viajei agora para os EUA e os 3 hoteis que fiquei não tinham café da manha, o que me fez recorrer a lojas de conveniência e Star Bucks...Tal fato não prejudicou minha hospedagem.

Amaro - Recife

Em viagens sempre utilizo a relação 'tempo-benefício'. Com raríssimas exceções acho um grande desperdício ficar em buffets de hoteis quando uma das melhores coisas de se fazer em uma cidade é vê-la acordar. Prefiro muito mais ir tomando café pelo caminho que, como dizem por aí, é mais importante que a partida ou a chegada.

Maryanne
MaryannePermalinkResponder

Tb nao sou ninguem sem cafe da manha, mas nunca escolhi hotel por causa disso. Aqui nos EUA, eu sempre pego cafe fora, pois os dos hoteis sao bem ruins pro nosso gosto. Em Madrid, fiquei num Room Mate que tinha um cafe bem legal e incluido na diaria. Mas no geral, eu gosto mesmo e de tomar cafe na rua, pertinho do hotel, acho que faz parte da experiencia de conhecer a vida da cidade.

Lali
LaliPermalinkResponder

Na Argentina achei os cafés caidíssimos! Medialunas com tostaditas, sequer um pão de sal... Estava incluído, mas se não estivesse, não faria falta... Já em Paris, peguei uma promoção, direto pela internet, sem opção de cancelamento (um risco, eu sei...) com café e internet incluso. Era geralmente cobrado e não era barato. 6 euros por hora, a internet e 12 euros/cabeça/dia pelo café. Se fosse p/ pagar acho que não valia, já que com este valor, procurando direito, dava até p/ almoçar uma formule (aqueles combos que incluem entrada + prato + sobremesa).
Mas tinham boas opções de pão, excelentes queijos, manteigas, sucos e até frutas, nada muito diferente do nosso café de hotel por aqui. Segurava bem a onda, a ponto da gente perder a hora do almoço nos restaurantes (até 14h).

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Acho um saco sair de barriga vazia e ter que ficar procurando algum lugar para comer, nem sempre existe uma boa opção próxima. Por isso acho mais prático tomar o café da manhã no próprio hotel. Quando não está incluso, vejo o preço e só não contrato quando fica muito caro...

Junior
JuniorPermalinkResponder

Acho que sou o único que prefere dormir mais um pouco do que descer pra tomar o café no hotel. Ainda mais em viagem de férias e em hotel que o horário limite é super cedo..
E não sei o que eu tenho, mas nunca sinto muita fome de manhã.. razz
Prefiro hotel sem café, dormir um pouquinho mais, depois comer algo simples na rua e me concentrar mais no almoço.. smile

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Como o A.L. algumas vezes para otimizar tempo vou de cm no hotel. Mas em geral faco uma analise custo x beneficio, e dou uma olhada no tripadvisor para ver comentarios especificos sobre o cafe da manha do hotel em questao.

Nos EUA, em geral concordo que nao vale a pena o cafe da manha na diaria. Porem o Brunch de domingo em varios hoteis vale o preco por fora da diaria.

Dos lugares que visitei, a Turquia foi onde tive os melhores cafes da manha (melhores inclusive que os da Alemanha), com frutas super frescas, mels variados, diversos tipos de ovos e isto em varios hoteis distintos. Outro local memoravel mas que tenho apenas experiencia de um hotel (o The Reefs) foi nas Bermudas, ainda sonho com aquele cafe da manha e os melhores muffins que ja comi.

Nas situacoes que permitem ficar em hoteis mais luxuosos (lua de mel, comemoracoes, etc), recomendo dar uma olhada nas taxas do Virtuoso, do Visa Signature Hotels e do American Express Fine Hotels & Resorts, que alem do Continental Breakfast incluem outras vantagens como upgrade, late check-out, etc.

Maria das Graças

Prefiro tomar café da manhã no hotel. Sofro em Nova York porque a maioria dos hotéis não tem café. Lá, quando no quarto tem uma kitinete, compro o que preciso e preparo meu café, que se resume a frutas, iogurte, cerais e uma xícara de café com leite sem açúcar.
Na França, Italia, Inglaterra e Portugal pago para tomar café no hotel.

Maria das Graças

Complementando o comentário anterior
O preço que paguei pelos cafés da manhã em hotéis na Europa valeu sempre a pena.

Andrea/RJ
Andrea/RJPermalinkResponder

Não me importo se o hotel tem ou não café da manhã. Se não tiver, nunca pago pelo café do hotel. Ou preparo meu próprio café da manhã no quarto (se houver condições para isto), ou saio para comer na rua. Preparar café da manhã na Europa e nos Estados Unidos é uma delícia, compro os deliciosos pães e queijos que eles têm por lá, uma festa.

Camila
CamilaPermalinkResponder

Café da manhã incluso não muda em nada na minha decisão pelo hotel fora do Brasil. O que importa é que tenha a opção de pagar pelo café, para aqueles dias em que vc não tem tempo, como quando vai fazer bate-volta.

Em Londres, por exemplo, tem tanto lugar legal pra tomar café da manhã até me desloquei várias vezes a outros bairros para conhecer alguns. Fiquei hospedada em Bloomsbury, mas cheguei a tomar café no Albion Hotel em East London, no Cake Boy do lado do Battersea Reach (que era bem longinho), entre outros. Cheguei à conclusão que em Londres é até preferível não ter café incluso, para forçar a conhecer esses lugares.
Tomei café no hotel (St. Giles Bloomsbury), só umas 3 vezes, mas vale comentar que era muito bom, completíssimo, e custava uns 9 pounds.

Já em Paris eu não tinha tanta informação sobre locais com bons cafés que, logo lá!, tomei mais no hotel. Era bom e pelo que lembro custava uns 10 euros. Tinha até fontezinha de chocolate. Hotel Icône.

No Brasil já acho que vale a pena o café incluso, o que é um padrão dos hotéis e pousadas daqui.

Pedro
PedroPermalinkResponder

Com certeza não escolho meu hotel pensando no café da manhã. Se estiver incluído, ótimo. Se não, não tem problema. Na Inglaterra, nos hotéis de luxo, não está incluído e quando está, muitas vezes você está pagando por ele sem saber. Um café da manhã legalzinho em Londre, por exemplo, é o do Hoxton Shoreditch. Eles deixam uma bolsinha na sua porta com suco de laranja, uma banana e iogurte. Não é farto, mas é bom pra começar o dia.

Concordo que na Alemanha (e Europa Central) tem-se o melhor café do mundo. Ah, os pães! Quanta variedade! E se bobear, tem até champagne incluído no buffet.

Pessoalmente, sou mais de visitar uma deli e pagar pelo que quero comer. Afinal, por que tomar café da manhã no hotel, quando se pode sentar numa mesinha perto da janela ou ao ar livre, e ver a vida passar, tomando aquele cappuccino e uns croissants? Estive em Hamburgo e Moscou agora fiz exatamente isso: todo dia ia a uma deli, cada dia provando uns bolinhos e guloseimas diferentes.

Não acho que valha a pena pagar entre 20 e 30 euros por buffets que na maioria das vezes deixam a desejar.

Sonia Barreto
Sonia BarretoPermalinkResponder

Gente, e em Lisboa? Já fiquei hospedada no Novotel, na Av.José Malhoa, e o café era incluido. Agora é pago a parte e fica em torno de 12 euros. Na mesma avenida tem um Ibis, bem mais barata a hospedagem, também com café pago à parte. Como eu não me lembro mais, tem alguma lanchonete decente nesta avenida onde eu pudesse fazer o desjejum, se me hospedasse no Ibis? E sobre o Ibis, Av. José Malhoa, alguem pode me fornecer alguma informação?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sonia! O café na manhã do Ibis sempre é mais barato que no Novotel. É um excelente custo x benefício pelo que oferece.

Se você se hospedar numa região mais central da cidade (o Ibis Liberdade é muitíssimo melhor localizado) poderá aproveitar melhor do comércio à volta.

Sonia Barreto
Sonia BarretoPermalinkResponder

Esta área da cidade, Ibis Liberdade, por ser mais central, não é mais perigosa?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sonia! Não é não. Tome os cuidados que você tomaria em qualquer lugar. O perigo na Europa está nos lugares turísticos, e nos transportes públicos usados por turistas, não está na rua.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2011/03/hoteis-em-lisboa-os-relatos-dos-leitores/

Jorge Paulo
Jorge PauloPermalinkResponder

Cafe da manha de hotel e coisa de GORDO!

E o mesmo raciociocino do All inclusive(ou included?)

Muito carboidrato,desperdicio e pouca qualidade e so pensar como dono de hotel ...

Nao tome cafe no hotel, e vera o "milagre" de viajar e nao engordar(ou engordar menos)

Caro q cada caso e um caso mas em cidade grandes isso e regra!

Hosana
HosanaPermalinkResponder

Não sou ninguém sem café da manhã, não funciono, mas concordo que tem que ver onde vale e onde não vale a pena pagar a mais por esse café.
Em Portugal, no hotel que fiquei (HF Lisboa), vale cada tustão gasto! O café é excelente! Muita variedade, frutas e até máquina de nespresso disponível para tomar quantos cafés quiser, um verdadeiro pequeno almoço!
Em Madri tb fui muito feliz! Um café muito variado!
Mas em Londres, dispenso! Faltam frutas e tem uma alimentação que não combina nada com a nossa: FEIJÃO COM KETCHUP??? Tô fora!
Na argentina, acho fraco! Pouca variedade sempre!
Estados Unidos tb! Prefiro as delis tb! E nesse caso alugar apê é ótimo, vc monta sua geladeira e se delicia com o seu café da manhã!
Mas com certeza é melhor escolher o Hotel pela localização! A partir daí vc come o que tiver por perto!!! Quando é bem localizado tem sempre coisas legais por perto!

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Em BsAs, café básico em hotéis básicos, mas suficiente para iniciar a caminhada e no meio da manhã parar para um churro no Tortoni...
Cancun,café bem completo incluso na diaria.
Orlando – Quality Inn International Drive, café fraquíssimo, assim como em Miami, deu até raiva.
Paris, além da vontade de viver 10 dias como os franceses, o preço do café nos desanimou a ficar em hotéis, seriam 36 euros por dia só de café da manhã!!!
Roma e Napoles, cafés gostosos, com frutas e pães fresquinhos, alem de queijos gostosos.
Agora indo de novo para a Europa, optamos por apart hoteis para de novo escolhermos fazer o nosso café em casa, atendendo os desejos mais variados, rsrsrsr, além da economia...

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar