Como estimar gastos de viagem?

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Dólar e euro

Uma das dúvidas que mais aparecem nas caixas de comentários não tem resposta exata: "quanto dinheiro eu vou gastar em tal cidade?". Não responder não é má vontade nossa, acredite. É que a gente não tem como conhecer os hábitos de cada leitor. Tem gente que viaja e se esbalda nas compras, e tem gente com horror a outlet. Tem quem almoce sanduíche de pé, e quem prefira sentar à mesa em todas as refeições. Tem quem visite todos os museus, e quem não entre em nenhum. Tem quem adore atrações tipo museu de cera e aquário; tem quem que se contente em avistar os monumentos. Tem quem ache que o city-tour hop-on hop-off no ônibus de dois andares é obrigatório, tem quem sequer cogite essa possibilidade. Tem quem ande de ônibus, quem ande a pé, quem ande de táxi. As variáveis são infinitas.

Isso quer dizer que a única pessoa que pode fazer o orçamento da sua viagem é, realmente, você.

Mas como saber quanto você vai gastar em um lugar onde nunca foi? Bem, normalmente já saímos do Brasil com passagens e hospedagem pagas ou reservadas. O que resta saber é quanto vai ser gasto em alimentação, atrações e transporte.

O Riq avalia que 50 a 75 dólares por pessoa por dia, por pessoa (na Europa, 45 a 70 euros por dia, por pessoa) são suficientes para se alimentar dignamente. Quando você extrapola o limite num dia, naturalmente compensa no outro. Da barrinha de cereal ao jantar sentado de 3 pratos, sempre haverá uma alternativa que cabe no seu bolso (ou na sua capacidade de endividamento no cartão de crédito).

Veja as dicas do Comandante para controlar os gastos em alimentação:

Veja como calcular cada item:

Restaurantes

Eu tenho um truque: procuro por sites de restaurantes do lugar e vejo alguns cardápios na internet. Isso é bom para ter uma idéia mais aproximada de custos, e também para programar um ou outro jantar especial na viagem.

Atrações

Para as atrações eu faço a mesma coisa: já sabendo mais ou menos os museus, passeios e shows que vou incluir no roteiro, procuro pelos sites e vejo, em média, quanto custam; verifico também os passes de museus ou atrações para ver se vale a pena.

Transportes

Pesquiso sobre passes e tarifas de transporte público, e sobre as alternativas de locomoção do aeroporto para a cidade. Simulo corridas de táxi usando o World Taximeter ou sites similares.

Como até hoje não passei aperto, acho que esse esquema funciona. E, para qualquer comprinha inesperada, sempre tem o cartão de crédito.

Mas queremos saber é de você: como você organiza o seu orçamento de viagem? Tem algum truque para estimar quanto vai gastar? Já passou algum aperto, ou voltou com dinheiro sobrando? Aos comentários!

Leia mais:

231 comentários

Bela
BelaPermalinkResponder

Pesquiso antes preços ... De alimentação, atrações ... Faço uma estimativa e sempre fica dentro do q planejo ! Ainda sobra um pouquinho ! rsrs E incluo as comprinhas na estimativa ! wink Deu certo no Chile, em Noronha, em SP ... A prova será agora em Outubro ! 1 mês na Europa. Vamos ver se acerto tb ! smile

Sandra
SandraPermalinkResponder

Oi Bela!

Gostaria de passar 1 mes na Europa também. Vc pode dar algumas dicas?? Abraço!

monica albano
monica albanoPermalinkResponder

Você deveria pensar fazer uma refeição e um lanche por dia. Nunca aluguei apartamento , mas conheço muita gente que adora. Eu conheço, infelizmente Mc Donald e Burguer King em muitos lugares da Europa. Eu compro atrações pela internet, só uso dinheiro para souvenir e compras só eventualmente , e no cartão.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Irei passar 20 dias Bela, em outubro. Estimei 100 Euros por dia. Salientando que passagens entre países e hospedagens já estão compradas. Devo comprar também alguns ingressos logo.

Sergio Luiz
Sergio LuizPermalinkResponder

Os gastos na Europa variam muito de um país para outro. Acho que 100 Euros por dia esta bom, incluindo alguns bons restaurantes. Em outubro passado estive na França Belgica e Holanda. Levei exatamente 100 Euros/dia. Fui em ótimos restaurantes, lógico deixava para fazer uma refeição boa por dia geralmente no jantar.

Luiz Augusto
Luiz AugustoPermalinkResponder

Oi Paula,
Acho muito apertada sua estimativa. A não ser que esteja calculando este valor por pessoa numa viagem de casal, aí então o custo do casal por dia dará 200 euros. Este valor é uma boa média e vai dar certinha sua estimativa. Me conte se deu certa sua previsão.

Denise
DenisePermalinkResponder

Minha primeira viagem internacional foi para Buenos Aires, em 2009, quando os preços lá ainda eram bem bacanas. E, justamente pelos preços serem bacanas, acabei gastando sem nem pensar. Comprei um monte de coisas que eu não precisava, fiz o rapa nos cosméticos da Farmacity (rsrs) e comi onde tinha vontade. Resultado: chorei largada quando a fatura do meu cartão chegou.

Já na minha segunda viagem internacional, para a Europa, estipulei um gasto máximo de 60 euros/dia para tudo (exceto hotel). Quando eu exagerava nos passeios ou compras, compensava almoçando um döner kebab na rua (uma das minhas melhores lembranças da Alemanha!) ou comprando queijos e vinhos no mercado na França. Voltei com 100 euros de sobra.

Acho que vou seguir a mesma tática para Saint Maarten: 60 dólares/dia. Masss.... quero muito voltar com pelo menos uma jóia com esmeralda! Vou ter que comer no Mc algumas vezes, rsrs.

Roberta
RobertaPermalinkResponder

Olá,
Primeiramente parabéns pelas postagens, sempre muito úteis e interessantes!
Em nossas viagens, procuramos sempre pesquisar ao máximo os roteiros e dados (na net, nas postagens de colegas viajantes), inclusive preços. Desta forma, podemos ter uma noção do que teremos ou não condições de realizar.
Até agora, tivemos exito em nossas viagens.
Abraço,
Valter e Roberta
(http://viagensfamiliamorettipadulla.blogspot.com/)

monica albano
monica albanoPermalinkResponder

Também viajo com roteiro fechado e faço pequenas alterações. Pago audio guides na maioria dos locais, no caso, quase sempre em inglês. Talvez 70 Euros por dia por pessoa, sem hospedagem seja bom. Uso taxi em Portugal e na Italia se for dividido por 3 ou 4, sempre para corridas pequenas.

Eduardo Barros Leal

Obrigado amigo, já vi um artigo seu que explica sobre os gastos, do mochileiro ao esbanjador, então tire outra duvida, precisa de visto ? vacinas ? qual a melhor época e o clima, agradeço pelas dicas.

Eduardo Barros Leal

Acho que com hospedagem paga e transfer aeroporto/hotel/aeroporto, 100 dolares por dia serão suficientes, não sou mochileiro nem esbanjador.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eduardo! De novo, é impossível determinar um valor mínimo de gastos. Leia as dicas do post acima, pesquise preços de restaurantes e dos passeios que deseja fazer e faça as suas contas.

Sobre vacina, leia:
https://www.viajenaviagem.com/2013/01/vacina-contra-febre-amarela-certificado-de-isencao
https://www.viajenaviagem.com/2011/03/caribe-lima-panama-caracas-bogota-pediram-vacina-para-voce

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

Gostaria de saber qual a quantia minima de dinheiro em especie que devo levar numa viagem de 15 dias para a Europa.
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! Tudo irá depender dos seus passeios, compras, alimentação, etc. É uma questão muito pessoal. Não dá pra opinar. Por isso, o post acima está cheio de dicas para ajudar a calcular um valor confortável para cada pessoa. wink

monica albano
monica albanoPermalinkResponder

70 euros por dia. 100 se você quiser passar bem, entrar em todas as atrações e até fazer algo de noite. Refeição boa, só uma vez ao dia.

Mara
MaraPermalinkResponder

Alguém sabe se eu consigo obter um cartão pré-pago estilo VTM em Paris ? Pensei em levar euros em espécie e carregá-los em um cartão lá, aproveitando que ficarei 15 dias e fugiria do iof de 6,38%. Será que é viável ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mara! Infelizmente isso não existe.

Mara
MaraPermalinkResponder

Que pena...obrigada!

Kleber Santos
Kleber SantosPermalinkResponder

Bóia,
E existe isso nos EUA (LA, SB)?
Não queria ficar circulando com muitas notas no bolso.
Posso carregar esses valores em algum cartão (ou traveler Cheque) para usar (débito) sem pagar IOF a cada compra?

Rui Guerra
Rui GuerraPermalinkResponder

A melhor regra será sempre saber o que quer e,
- junto com os hotéis, comprar antes os passeios e shows desejados e dentro do seu limite. Lembre que se comprar no destino será mais barato que se comprar no Brasil;
- Evite passeios a Shoppings e Out lets, salvo se for seu propósito de viagem;
- Em moeda leve o mínimo para pagar taxi e dar gorjetas;
- Almoce em Fast Food que mais barato e vc nãomperderá tempo. Isto nunca passará de U$ 10 dólares por pessoa;
- Faça um Jantar com cautela, sem bebidas extravagantes como vinhos e espumantes que nunca gastará mais de U$ 50 por pessoa.
- Quando quiser tomar vinho, Whisky ou espumante procure ver o supermercado no trajeto do hotel e compre as bebidas e deixe-as no quarto. Quando voltar para o hotel, tome seu aperitivo e faça amor sem ressaca, pois ficará dentro do orçamento.
- Agora se vc está viajando com alguém do PT, fique sabendo que não hå porque ter preocupação, gaste a vontade pois a conta ficará por conta da PETROBRAS, Kkkkk!

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

Esse seu estilo de viagem agradaria algumas pessoas e desagradaria muitas outras. O que vc está sugerindo não são dicas de como estimar gastos e sim dicas de como fazer uma viagem barata. Mas muitas pessoas não querem viajar para comer em fast food. Aliás, passar uma viagem inteira a base de Mc Donalds deve ser o "Ó". rs. Bem, é só minha opinião.

Ana Felipe
Ana FelipePermalinkResponder

Verdade Thiago, sempre faço viagens mega economicas porque gosto de viajar muitas vezes, e raramente como lanches, pelo contrário, gosto de comida natural e boa.....Tem muito boas opções. em NY por exemplo, sempre como as saladas que amo e são vendidas na Pen Station....Eu e meus filhos amamos lanches de castanhas e frutas, iogurtes....A noite em geral, fazemos nossa comida e escolhemos alguns restaurantes porque pra nós isto não é tão importante.....Ficamos em apartamentos ou quartos/casas pelo airbnb....já alugamos até motor home e foi muito divertido.Vale pesquisar! Assim, sempre posso fazer uma viagem com outra já agendada!

Laura Lopes
Laura LopesPermalinkResponder

Muito obrigada , ajudou bastante .

André Teixeira

Como normalmente viajo com passagem e hospedagem pagas, meu cálculo é de US$ 100,00 dia no máximo e tento não usar o cartão. Até hoje deu certo e sempre voltamos com $$ para próxima viagem. Dia 14/09/14 embarcamos para Roma, Milão, Veneza (faremos um cruzeiro pela Grécia de 7 dias) e depois vamos p/ Florença com 02 dias de carro (acho que vou comprar o GPS, é um pouco mais caro que alugar) pra fazer bate-volta pela Toscana. Parabéns p/ site! Abrs!

Andre
AndrePermalinkResponder

ola Andre Vcs pensa em gastar qto total nesta viagem ?

Mayara
MayaraPermalinkResponder

Pessoal, viajo mês que vem pra Dubai, e não tenho muita ideia de quanto levar em dinheiro, não quero usar cartão, e minha despesa com hospedagem já está paga. Alguém já foi pra lá e pode dar umas dicas??? Tks so much!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mayara! As dicas estão no post acima. É só ler. E sempre tenha um cartão de crédito com você para eventuais emergências. wink

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mayara! Use as dicas do post acima wink

Isabele
IsabelePermalinkResponder

Olá Mayara, passei 10 dias em Dubai no final do ano passado, entre Natal e Ano Novo. Nós ficamos no Ibis Mall of Emirates que é muito bem localizado e optamos por ir nos lugares bacanas, aproveitar as belas vistas. Por pessoa, para passar com conforto, pegando taxis e indo em locais bacanas, e sem contar a hospedagem eu levaria uns 100 dólares por dia. Claro que vc pode gastar menos se comer fast foods, tem opções mais em conta, mas Dubai é um lugar que vc vai pelos locais, pela vista que um restaurante ou café oferece, diferente de qq país da Europa que vc vai pela cidade, para bater perna.
É diferente, mas encantadora. Nunca sofri tanto de uma depressão pós viagem como sofri voltando de Dubai rss

André
AndréPermalinkResponder

Oi Isabele, to indo pra dubai em dezembro pra passar natal e ano novo também, depois vou pro egito e volto pro BR, se vc nao se importar, tem como dar umas dicas sobre dubai? ou seila a gente ir trocando ideia tirando umas duvidas por facebook ou e-mail? meu nome no FB ta André Rotter Schmidt e o meu email é andrerotter@gmail.com

desde já agradeço

Isabele
IsabelePermalinkResponder

Ah, uma dica valiosa. Reserve com antecedência alguns passeios que vc queira fazer, nós não conseguimos subir no Burj Kalifa pq só tinha ticket pra uns 10 dias seguintes, eu tbm queria muito fazer aquele salto de paraquedas e só tinha pra dali 2 meses rss Fui em altíssima temporada, mas melhor garantir né?

Mara
MaraPermalinkResponder

Pretendo fazer uma viajem com meu marido e minhas duas filhas de 14 e8 anos de Sp para Floripa. Queremos ir de carro e nos hospedar em pousadas. Gostaríamos de programar uma viajem tipo moxileiro, para explorar bem os lugares. Qual os valores em $$ que eu deva levar e o que vc me sugere quanto aos passeios? Obrigada! Meu cel e whatsapp é: 011-97336-7039

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mara! Use as dicas do post acima para estimar os gastos da sua viagem.

Floripá
FloripáPermalinkResponder

Ola Mara, espero que tenha ido e tenha ocorrido tudo certinho. Caso não chegou suas merecidas férias... programa-se:
Floripa é lindo!! Realmente a ilha da Magia.
Um lugar bacana para ficar, com "feirinha", um sovetenho final de tarde e ou "comprinhas" de lembranças - CANASVIEIRAS ou Ingleses.
Em canasvieiras vc pode alugar "kitnet´s" a preço p 4 pessoas (150 reais/diaria com tudo dentro, incluindo ar condicionado) e comprar no supermercado Magia seu café da manha e deixar para almoçar e jantar em restaurantes (Almoço rápido beira de praia os peixes são carinhos (280,00 peixe p 4 pessoas), ande 2 quadras p trás da beira mar e como pratos reais (arroz, carnê da boa em espetos sentadinhos em uma mesa decente por preço de numero 1 do MC) Jantares tem restaurantes sofisticados depois do banho da tarde depois de passar um tarde toda na areia, capriche no visual.
Em canasvieiras você pode no trapiche pegar escunas (a do pirata + animada de todas) e passar o dia em alto mar com paradas super bacanas. (ilha santa cruz de anhatomirim - Ilha dos franceses para mergulhar com golfinhos)
Ingleses tem uma "tarde" animada no mesmo "nipe" da outra porém, digamos + "farofa" (Floripa não tem nada de ruim + digamos praia grande X Maresias se compararmos com a educação das pessoas no litoral de São Paulo. (A beleza do mar é encantadora)
Na estrada pare na ida em Curitiba, "Joinvile" e na volta compre couro ou toalhas na estrada.
Creio que se hospedando nas praias e mais fácil de conhecer outras.... Joaquina, Brava, Mole e Jurerê que para hospedagem não é para os meros mortais.
No centro, para passear se chover e não tiver como aproveitar a praia.
A Noite da beira mar é muito bonita e iluminada com a Hercilio luz de lagrimar os olhos. Vista-se bem para jantar em restaurantes bem bacanas na beira-mar em uma das noites especias do seu passeio.
Lagoa da tem o por do sol mais lindo - pare no mirante.
Aproveite Floripa é lindo, lindo, lindo....sei lá se te ajudo + p quem tem criança Canasvieiras tem um mar tranquilo sem tombos e ondas gigantescas. bj

Regina Helena Ferreira Marques

Desde a minha primeira viagem ao exterior,depois de adulta,consultei o site,e deu tudo mais que certo,sei onde quero ir,faço o meu roteiro antes da viagem e me dou ao luxo de comer,pelo menos uma vez, num bom restaurante em cada lugar que eu vou,o Ric e a Bóia são nota 1000 !!!!

Eduardo Barros Leal

As dicas dadas aqui foram de grande valia para mim, passei sete dias em Santiago, e fiz o circuito tradicional, city tour Santiago, Concha Y Toro, Valparaiso, Vina del Mar e Valle Nevado, com passagens e hospedagens já pagas, levei 1200 dolares e 700 reais e mais cartão de crédito internacional. Resultado:
Bebi, comi, pesseei, comprei perfume francês, lembranças para a familia, vinhos, e veja só: Voltei com 300 reais e 500 dólares, graças as dicas colhidas aqui, soube onde me conter ou meter a mão na jaca.
Já estou me programando para ir a El Calafate em 2015.
Valeu !!!

Rodrigo Coriolano

Também calculo com base no meu perfil de consumo aqui no Brasil, mas sempre deixando margem para uma ou outra escapada do orçamento para jantar em uns restaurantes melhores de vez em quando, afinal férias é para relaxar. smile
Uma boa alternativa para o cálculo é usar o "índice Big Mac" para converter seus gastos com alimentação no Brasil para o mesmo patamar de gastos no país de destino.

Adriana Salles

Olá! A 2a.medida depois de decidir onde iremos é visitar os blogs mais interessantes (como no vnv, óbvio!) e ler com atenção as sugestões daqueles que se enquadram em nosso próprio perfil.(Somos um casal com 1 filha de 15 e 1 filho de 11 anos.) Dessa maneira evito lugares/hoteis 'bombados' com pessoas que não se enquadram em nosso perfil.
Para planejar o orçamento, faço uma lista com 3 itens: imperdíveis, interessantes e "roubadas" (com passeios, restaurantes/lanchonetes e lugares especiais p compras), assim resistimos melhor às tentações do marketing ou de sugestões de outros turistas bem como . Visito os sites das atrações, pesquiso no tripadvisor e busco comentários positivos e negativos.
Faço um roteiro básico com horários de 'folga' (p não ficar decepcionado em caso de imprevistos) e com um dia de 'janela' p eventualidades.
Faço uma lista de quanto quero gastar com lembranças, souvenirs e presentes e incluímos juntos as pessoas que vão ganhar algo (como tenho filhos, eles sempre querem trazer algo p alguém) dessa maneira, se minha filha decide levar uma 'camiseta linda em promoção' p a prima, ela já sabe que o $ vai sair do 'mini-orçamento' dela.
Todas as informações vão sendo copiadas e passadas p um documento e juntos planejamos a viagem!
Fomos a Costa Leste e ficamos 45 dias em dezembro, estivemos 'presos' em Chicago com a nevasca e mesmo assim tínhamos 'roteiro extra' e $.
Voltei lisa (com U$45), mas sem uma dívida no cartão de crédito internacional.
Planejar a viagem faz parte da emoção de viajar também!
Sucesso!

Rafael Covre
Rafael CovrePermalinkResponder

Ola Ricardo, Boia e amigos do VnV
!
Sei que comprar o voo ida e volta de acordo com inicio e final da viagem para Europa seria o mais indicado, mas eu aproveitei aquela "promocao" da KLM e nao teve como nao comprar, rs, com ida e volta por Madrid.
Estou planejando uma viagem de 17 dias (sendo 15 dias cheios) e pretendo fazer assim:
1-Madrid chegada as 16h
2-Madrid
3-Marid com bate-volta em Toledo
4-Madrid -> Londres (voo low cost)
5- Londres
6-Londres
7-Londres
8-Londres
9-Londres->Paris (trem)
10-Paris
11-Paris
12-Paris
13-Paris -> Amsterda (trem)
14-Amsterda
15-Amsterda
16-Amsterda
17-Amsterda -> Madrid (low cost de manha) com voo para o Brasil as 20h

Minha maior duvida: estou me arriscando muito pegando o voo de volta para Madrid no mesmo dia que volto para o Brasil? (mesmo que com varias horas de antecedencia)
Ou seria melhor tirar um dia do inicio da trip, no no final da viagem vir no dia anterior a volta pro Brasil e pegar um hotel perto do aeroporto com transfer gratis?
Fora que nao queria mudar os dias em cada cidade...

Obrigado pela ajuda!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rafael! Nunca invente conexões entre vôos desvinculados, sejam de low-cost ou não. Durma a véspera em Madri.

Maria Luiza
Maria LuizaPermalinkResponder

Eu ficarei 3 dias em Montevideo e 4 em Punta, alguém sabe a estimativa de gastos com comida e passeios por dia?

obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Luiza! O custo da comida em Montevidéu regula com São Paulo e Rio; em Punta é mais caro. Para economizar, pague com cartão de crédito para ter devolução do IVA:

https://www.viajenaviagem.com/2014/11/uruguai-isencao-devolucao-impostos-cartao-credito

fabricio
fabricioPermalinkResponder

vou de florianopolis a foz do iguaçu de carro pela br 376 277 quanto gastarei de carro ida e volta

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabricio! O site www.emsampa.com.br indica um pedágio na BR-376 e mais 9 na BR-277, totalizando aproximadamente 100 reais na ida e mais 100 na volta.

Raquel
RaquelPermalinkResponder

Por que vocês fazem tantas perguntas que não tem como responder? Leiam o post, pelo amor de Deus. Quem quer tudo na mão não pode viajar, pois não sabe se virar.

Luanda Chinyere Moller

Boa Noite Bóia, boa noite leitores! Bom, meu marido e eu ,pretendemos fazer os seguintes roteiros no final do mês de Agosto/2015: Sao Paulo - Puerto Varas - Buenos Aires - Sao Paula! Pelo menos 3 dias em cada lugar! E de avião! Só farei Buenos Aires pq quero levar meu marido pra conhecer... eu ja conheço mas faria.de tudo pra voltar. Então, o que acha do roteiro e acha que fica muito caro de avião?! Existe uma.forma mais barata de fazer esse roteiro?! Obrigada pela atenção, adoreiii esse site!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luanda! 6 dias é muito pouco tempo para uma viagem tão longa. Você vai perder um dia para ir, outro para voltar. Teria que comprar São Paulo-Buenos Aires-Bariloche-Buenos Aires-São Paulo e fazer a travessia a Puerto Varas.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/destino/lagos-andinos

Wesley
WesleyPermalinkResponder

Comparado com algumas cidades brasileiras, como é o custo de vida em Santiago. Comida, roupas.. Equivale a qual cidade, por exemplo?

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Oi Wesley. Para comer em restaurantes, considere custos similares ao Rio e São Paulo. Supermercado pode ser um pouco mais caro, táxi mais barato. Roupas e importados em geral são mais baratos, já que no Chile o imposto de importação é praticamente zero. Como referência, no dia de hoje o litro de gasolina custa aproximadamente 3 Reais, um bilhete de transporte público (metrô e ônibus) por volta de R$ 2,70 , um combo Big Mac R$ 14,70, um pacote de Marlboro quase 12 Reais. Alugueis de imóveis são mais baratos que o Rio e SP, assim como os carros. Um Corolla 0 kms custa a partir de 40 mil Reais. Enfim, o Chile e o Brasil atualmente são os países mais caros da América do Sul.

Valeria Bon
Valeria BonPermalinkResponder

Gostaria se possível uma informação sobre o recebimento no Chile de notas antigas de dolares. Em Praga não conheciam ,mas receberam sem problemas em banco.Viajaremos no final deste mes( fev 2015). Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Valeria! Em 10 anos de blog, ninguém jamais reclamou de notas não-recebidas no Chile.

Marcelo Mateus

Parabéns pela iniciativa!

Estou indo para Santiago, Chile, em lua-de-mel e fechamos um bom pacote de passagem, hotel. Tenho duas dúvidas:
1ª compensa ter um carro alugado para ter maior liberdade e segurança? Qual será o preço do combustível? Fechei um pacote de 7 dias ilimitado por R$970 pela Álamo.

2º a carteira de habilitação brasileira serve lá?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcelo! Ficar de carro na capital é um estorvo. O carro só compensa quando você for fazer os passeios para Valparaíso/Viña e para as vinícolas. O litro da gasolina está em torno de 700 pesos chilenos.

E sim, você pode dirigir com a CNH brasileira. Para mais informações veja: https://www.viajenaviagem.com/2010/09/habilitacao-internacional-precisar-nao-precisa-mas-e-bom-ter

Eduardo Barros Leal

Estarei indo em 10/09/15 para Bariloche, ficando 8 dias, já comprei as passagens, transfer aeroporto/hotel/aeroporto, e alguns passeios tradicionais, Circuito Chico + ingresso Serro Campanário, Cerro Tronador, San Martin de Los Andes X Caminho Sete Lagos, quero comprar o passeio para Puerto Varas no Chile, fazendo o trajeto via ônibus e barco, pergunto: Este passeio para Puerto Varas, poderá ser feito nesta data ? 10/09 a 18/09/15 ? e poderá ser feito em um dia ?
Este Blog tem sido de grande utilidade, foi no ano passado, e está me orientando para a proxima viagem em setembro, pois viajo só.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eduardo! Para ajudar a manter o site organizado, você poderia repetir a sua pergunta em um post mais a ver com o assunto perguntado, como este aqui:
https://www.viajenaviagem.com/2010/03/bariloche-puerto-montt-cruce-de-lagos-ou-onibus

Obrigada. wink

Airton S. Lourenço

Olá galera, aproveitando esse tópico.... Gostaria de parabenizar os criados, leio alguma coisa todos os dias!!

Em Novembro fui para Argentina e passei 9 dias com mais 3 amigos para gravar um vídeo de skate e conhecer Buenos Aires, nunca tinha saído do País e, estava com o mesmo receio de todos.

Bom, avião e Hostel (No Centro) paguei R$900 reais com as taxas inclusas, para os 9 dias.
O câmbio estava 1 real = 3 Pesos Argentinos, mas conheço algumas pessoas que já tinham ido e me recomendaram trocar com taxistas ou no próprio Hostel e troquei 1 real por 4 Pesos, o que me ajudou bastante.
Antes de viajar, precisar saber qual é o objetivo (Trabalho, passeio, compras...) enfim, conheci todos os pontos turísticos de Buenos Aires e a grande maioria fiz remando de skate ou de Subte = Metro, adquiri um bilhete Sube = Bilhete Único e carreguei para andar pela cidade, só andei de táxi do aeroporto para o centro e para ir ao estádio do Boca, que me custou 60 Pesos = 15 Reais, o valor que já é cobrado ao entrar em um táxi aqui no Brasil.
Comi algumas vezes no Subway (É o melhor custo/beneficio em fast food), e comprávamos muitas coisas nos mercados e fazia na cozinha do Hostel.
Ahh um detalhe importante, Mercados e Lanchonetes passei tudo no cartão de crédito que não é cobrado nenhuma taxa adicional, porém na fatura vem o valor do câmbio no dia do fechamento da fatura.

Resumo: 9 Dias -> Avião -> Hospedagem -> Alimentação -> Balada -> Táxi -> Ônibus/Metro = R$2.000,00 (SÓ ISSO rs)

Espero ter ajudado.
Abs

Gilberto Ioras Zweili

Estou indo para a Suíça e Áustria no próximo mês e as dicas do blog têm sido preciosas para o planejamento da viagem. Sobre o item alimentação, uma pergunta: qual o percentual de gorjeta que a praxe recomenda nesses dois países em estabelecimentos tipo cervejaria, pizzaria, restaurantes étnicos simples? Grato.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gilberto! Em países anglo-saxões e no Leste, acrescente 10%. Nos países latinos, o serviço está incluído; deixe alguns euros apenas.

Re Coelho
Re CoelhoPermalinkResponder

eu tb faco uma estimativa de gastos pelo meu roteiro, costumo fazer aó uma grande refeicao, como tomar cafe no hotel, almocar as 14h e depois so jantar um lanche. Do dinheiro estimado eu divido pelos dias, entao exemplo estimei 500 reais para 5 dias, se no primeiro eu gastei so 50 passo a ter 112 por dia e assim vai. E um sufoco grande que passei foi em Ushuaia e em El Calafate quando no Carnaval ninguem abasteceu os caixas, nao tinha ligar nenhum para sacar dinheiro!! Tive que usar cartao de credito para economizar o pouco em especie que ainda tinha! Quase nao deu e ainda a nossa viagem ficou o dobro por causa do cambio oficial!

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Só passei aperto com grana na minha primeira viagem internacional...Chile.
Mas depois descobri o Ricardo Freire lendo um artigo dele na revista da Gol...Aí nunca mais tive problemas com roteiros, passeios, hotéis, dinheiro, cartão, táxis ,ônibus e nada mais... aprendi a viajar aqui nesse site.. já conheço quase 20 países e sempre começo minhas pesquisas por aqui...obs.: SEMPRE siga os conselhos do Ricardo! Vai por mim...rsrr

Wisney
WisneyPermalinkResponder

Concordo que é muito difícil calcular, eu mesmo gosto de apreciar pessoas e o meio ambiente por isso gasto pouquíssimo irei fazer uma viagem em breve de manaus a Chui na minha Kombi Ana Flavia nesta viagem não irei hospedar em hotel ne irei comer em restaurante pois gosto muito de cozinhar e para dormir vou dormir na própria kombi

Tharcilla Bayer

Eu costumo comprar alguns cupons do Groupon (tem em quase todas as cidades do mundo) pra jantares mais sofisticados.
Fiz isso em NY, tem um site lá que chama Yipit que congrega todos os outros sites de compra coletiva, vc escolhe por bairro! O bom é que vc compra o cupom e ja faz a reserva do restaurante pela internet mesmo!

Cassia
CassiaPermalinkResponder

Antes mesmo de viajar JS conheço o local onde vou... Viajamos bem antes.... Acredito que a localização do hotel e fundamental..... Deve ser barato, limpo, próximo ou fácil de chegar, que tenha alguns coisa perto como mercado ou lanchonete barato.....
Ano passado fui a Boston assistir um jogo FR beisebol... A cidade achei caro..... Então a saída foi um lugar próximo 15 minutos do estádio

Paulo Augusto
Paulo AugustoPermalinkResponder

Realmente é muito difícil estimar gastos em viagens. Alguns gastos são possíveis, mas outros não. Quando fui para Natal (RN), sabia que o custo antecipado seria de R$ 3 mil (quando a inflação estava sob controle), mas lá na cidade, com gastos extras de passeios, alimentação, produtos e presentes, acabei deixando mais R$ 1 mil. Para viagens no exterior, a dica que dou é jamais usar cartão de crédito internacional. Compre dólares, mas não use cartão por que o câmbio é flutuante. Da mesma forma que você pode ter uma boa surpresa pagando pouco com baixa da moeda, pode ter uma surpresa terrível se o dólar subir rapidamente no momento de fechar a fatura do cartão de crédito.

Elida
ElidaPermalinkResponder

Este valor varia demais de pessoa pra pessoa, devido ao estilo de vida e de viagem de cada um.
Eu costumo levar em espécie 50 "dinheiros" para despesas de alimentação, pequenos deslocamentos e atrações como museus e passeios de trajeto (barco, ascensores, torres e afins). "Dinheiros" significa que se é pra Europa são 50 Euros, América do norte 50 Dólares americanos e por aí vai. Viajo com hotéis e trens/aviões adicionais pagos ou acrescento em espécie o valor das reservas feitas. Compras de vestuário, eletrônicos etc, se ocorrer, serão feitas no cartão de crédito, pois não tenho como prever quanto vou gastar (em algumas viagens gasto muito em outras nada) - a exceção foi Miami, porque fui pra fazer compras, então levei um Travel Money (na época não tinha os 6,38%) no valor que pretendia gastar e, sim, precisei recorrer à recarga, rs.
Sou arquiteta, então meu foco costuma ser ver a cidade que estou visitando e frequentar museus mais interessantes, e entro nas igrejas sempre, gratuitas ou pagas. Isso significa que ando muito à pé e de transporte público se for minimamente bom (em Cuba foi "máquina" o tempo todo porque ônibus era impraticável). Na América do Sul rola táxi de vez em quando. Na Europa, nunca usei.
Quanto à alimentação, procuro comer em restaurantes de "menu", porque geralmente assim come-se bem e gasta-se um valor justo. Nem caro nem barato. E é uma refeição grande por dia. Ou almoço bem e faço lanches à tarde e à noite ou faço dois lanches à tarde e janto bem. Procuro aproveitar coisas que não faria por aqui, então bebo ótimos vinhos locais na América do Sul, cervejas locais maravilhosas na Alemanha, Holanda...
Tem hora, e tem lugar, que acabo recorrendo a um McDonald's por conta da praticidade e se estiver num bairro ou cidade onde comer custa caro demais. Mas eu só faço isso em último caso.
Até hoje, fazendo este tipo de viagem, 50 "dinheiros" nunca me deixou na mão. Mas o cartão de crédito sai do Brasil devidamente autorizado para uso no exterior, porque não vou deixar de comer uma Centolla em Santiago porque o dinheiro tá acabando e o treco é caro, né?

Luiz Augusto Maragliano

Este blog é uma viagem. Começamos a viajar antes da viagem, tal qual o nome VNV. Parabéns.

Renata
RenataPermalinkResponder

Como boa virginiana que sou, monto uma planilha da viagem no Excel.

Costumo ter uma linha para valores em reais e na moeda local, sempre arredondo para cima porque acho melhor sobrar do que faltar.

Itens da planilha:

-Passagem aérea + Transfer
-Hospedagem
-Transporte (calculo uma média diária)
-Passeios (faço uma tabela com os valores, escolho os meus preferidos e vejo quantos serão possíveis de serem feitos, somo e divido pelo número de dias e tenho uma média de gastos diários com passeios)

-Alimentação: faço uma estimativa dos valores de:
Café da manhã (se não incluso na hospedagem)
Almoço
Jantar
Lanches (sempre bom ter na bolsa uma água, frutas e ou barra de cereal pra fome não atrapalhar o passeio, passo num mercado e escolho o que for mais fácil de carregar e de consumir pela rua)

Com essas linhas da tabela preenchidas, mando multiplicar pelo número de dias da estadia e já fico sabendo mais ou menos quanto a viagem toda deve custar.

Separando os valores que geralmente já estão pagos (passagem e hotel) e concluo quanto de dinheiro devo levar (com o aumento do IOF tem valido mais a pena comprar papel moeda).

E se sobrar, já guardo pra próxima aventura.

Viviane Cristina

Fiquei 20 dias na Europa em 2014, com estimativa de 150€ por dia, para mim e meu marido juntos, mas com hotéis reservados e todas as passagens pagas, inclusive de longas distâncias de trem. Sobrou dinheiro, na medida de uma refeição diária e lanches. O cartão de crédito, que levei desbloqueado por precaução, realmente tive que usar em estações de trem mais isoladas, como no interior da Itália. Levei tudo em espécie e mais dois cartões desbloqueados, não tive medo e assumi o risco. Foi ótimo.

Soraia Bessa
Soraia BessaPermalinkResponder

Eu nem sei falar outra língua para viajar assim, mais eu iria amar ir á St. Barth so vai gente famosas e de bom gosto. Mais se eu fosse essas pessoas eu jamais viajaria com menos de 3 mil á 5 mil nunca. Antes sobrar do que faltar viajar com economia baixa demais em lugares jamais
explorado é meio arriscado.

Roberto Braga
Roberto BragaPermalinkResponder

Como você mesmo disse, depende, e depende até do tipo de destino. Tem lugar que eu vou pronto pra sentar e comer duas vezes por dia, por ter um interesse gastronômico. Noutros, posso passar com lanche de rua ou supermercado. Tem lugar que exige idas à teatros e musicais, outros nem tanto. Tem lugar que é legal fazer alguma excursão pra fora da cidade, outros, só o ambiente do local é suficiente.
Muda muito se vou sozinho ou acompanhado. Sozinho ando mais, como pior, etc, kkk. Acompanhado o ritmo e o conforto são outros.
Eu sempre atualizo minha média de gastos por dia, e ela bate com a sua média de 75 us por dia. Certeiro, mais uma vez. Parabéns!

Suely Ramos da Silva

Olá Ricardo e amigos do Viaje na Viagem:

De uns tempos pra cá, em viagens com mais de 3 dias, prefiro me hospedar em apartamento e estou amando!! Passo no mercado, compro queijos, frutas já cortadas e embaladas, yogurts e pãezinhos diferentes para o café da manhã. Compro algumas verduras e legumes já higienizados e embalado para fazer saladas etc... então, de vez em quando rola uma massa, uma saladinha, um risoto de queijo ou um creme de palmito...além da economia, a saúde agradece né? Eu sei que isso é para quem gosta muito de cozinhar como é o meu caso. Mas, geralmente, são pratos bem rápidos!!! Alguém de acordo?

Maria Aparecida

Muito esclarecedor!

NATALIA MARIA DE OLIVEIRA PAPALEO

Só pra elogiar mesmo! Blog tooop!! Excelentes dicas, informações e clareza!!!

Tamara
TamaraPermalinkResponder

Planejamento é a palavra correta para ter uma ideia dos gastos, tudo que posso pagar aqui pela internet eu já pago, se valer a pena é claro, leia blogs para ter uma ideia de cada coisa. Fui para New York com a maioria dos ingressos comprados aqui e faço uma planilha com todos os gatos, alimentação também sigo assim um lanche e uma refeição. E sempre dá certinho.

Daniela Chacon

Eu costumo fazer uma planilha contendo os gastos por dia, de acordo com o roteiro proposto. Lá eu considero, sempre, um café da manhã em um comércio de bairro, caso o hotel ofereça, eu considero esta quantia para alguma besteirinha antes do almoço, considero para Europa em torno de 15 euros para o almoço diário, a mesma quantia para jantar. Isso inclui um sanduba rápido, mas sobra para um jantar mais digno. Pesquiso o preço dos monumentos, passeios etc e os divido conforme a programação. Dependendo do local, eu separo um valor para as compras. Costumo fazer reservas no dutyfree e assim já sair do Brasil com a noção de quanto pretendo gastar com algum perfume ou eletrônico.

Renato
RenatoPermalinkResponder

Como já disseram: planejamento é tudo, ou quase. Porque em alguns momentos vai ter que rolar um improviso. Viagem é como aprendizado, quanto mais, melhor. Levo dois cartões internacionais (master e visa), bancos diferentes, mas uso o que tem a melhor cotação do dólar oficial, mais barato, ganhando milhas para retroalimentar a próxima viagem. Levo moedas fortes que sobraram de outras viagens (e sempre sobram porque uso cartão), para pequenas despesas. Procuro saber antecipadamente onde fazer um bom câmbio. Uso diversos modais de transporte, principalmente públicos. Na Europa para pequenos deslocamentos o trem é muito bom, mas algumas vezes uso o ônibus também (Eurolines), preço excelente. Mala mínima (como ajuda na guarda em lockers e na subida/descida no metrô, rua etc). Chegada em uma cidade ou país e regresso por outra cidade costuma ser mais barato que ir e vir do mesmo ponto. Viagens multidestinos também (ex: Colômbia e Equador). Uso e abuso de pit stop, quando possível (ex: Bruxelas e Bruges, com parada em Gent). Hotéis próximos a transporte público ajudam em muito. O naipe do hotel tem correlação inversa ao custo local (ex: Genebra x Lisboa). Sempre peço o retorno do IVA nas compras (ex: Israel, Cingapura). Comprar passagens aéreas internas, aqui pela internet, em alguns países ainda é possível, sai beeeem mais em conta). Saber onde tem feriados locais ajuda para decidir se vale encarar os perrengues daí decorrentes. Comprar comida pronta e quentinha em supermercados, algumas vezes e onde tem, para ganhar tempo durante o almoço e economizar uns $$$ e deixar para jantar bem à noite quando já se está cansado de tanto bater perna durante o dia também é legal. Saber as datas de entradas gratuitas de museus e chegar bem cedo para fugir das filas é outra dica. Informação é tudo. Boa viagem!

Medeiros
MedeirosPermalinkResponder

Saber as datas de feriados nacionais é importantíssimo. Fui pra machu Pichu no meio de um feriado nacional no peru. N tinha ideia do feriado. O parque parecia mais uma 25 de março. A entrada do parque parecia aqueles arrastões nas praias do Rio de Janeiro. N consegui contemplar a maravilha daquele lugar c o bando de gente q tinha lá.

Medeiros
MedeirosPermalinkResponder

Normalmente eu considero um custo de 120 dólares pro casal por dia, sem considerar o hotél, passagem, eventuais passagens de trem/ ônibus/ avião ( deslocamentos internos), aluguel de carro. Se em algum dia pago caro em alguma entrada, compenso comendo uma refeição mais simples. Se n gasto nada extra, me alimento melhor e assim vai. No começo do ano fiquei 15 dias na Europa e esse orçamento deu super certo. Voltamos c 250 euros. Na minha ultima viagem agora pro peru, tb voltamos c 230 dólares. Detalhe: levo dinheiro. Nada em cartão. Assim, já saio pra viajar c a viagem paga.

Andrielli
AndrielliPermalinkResponder

Bom esse site

Sheirley Salles

Ola... Boa noite
Estou indo para Europa em maio,meu prévio roteiro para por 2 semanas visitando Londres, Paris e Amsterdam e posteriormente 2 semanas em Portugal, visitando diferentes cidades (ainda não decididas, no que aceito sugestões).
MINHA QUESTÃO.. tenho Cidadania portuguesa, então gostaria de saber se seria vantagem adquirir tickets de trens, voos e atracões pelos sites disponíveis no Brasil ou se como cidadã europeia seria mais barato e mais fácil comprar nos países que irei visitar.... alguém já teve esta experiencia, porque não consigo obter tais informações nos sites visitados. Ahh e também se ha preços diferenciados para acima de 60 anos, minha idade.
Agradeço muito se alguém puder me orientar.
grata

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sheirley! Compre trens com antecedência para obter descontos. Quando há descontos por idade eles já estão disponíveis nos sites de compra. Não faz diferença a sua nacionalidade. A nacionalidade só é importante no caso de descontos para estudantes e professores.

Luana
LuanaPermalinkResponder

Sempre que viajo para Europa faço mochilão. Os únicos lugares que visitei e achei caros foram Paris , Londres e Suíça. Mesmo tentando economizar dependendo do país é complicado. Mas tem muitos lugares da Europa que são extremamente baratos e com alimentação come bem e gasta pouco. Países do leste europeu são incríveis e muito barato para turistas.costumo estimar um gasto diário de 60 euros ..nunca passei apuros e ainda trouxe dimdim de volta. Nada luxuoso. Como em restaurantes, me hospedo em hotel e uso e abuso de transporte público.

Felipe
FelipePermalinkResponder

Sempre 100 dinheiros por dia para um casal. Sempre dá certo. Almoçando algo mais simples e jantando dias simples e dias excelentes!!!

Sandra Oliveira

Sempre que possível, opto por aparthotel. Vou ao mercado e garanto um café da manhã reforçado, frutas para os lanchinhos entre as refeições. Almoço bem, preferencialmente o prato do dia e na maioria das vezes, à noite, faço refeições rápidas ou lanches no hotel. Sempre me reservo o direito de no mínimo 5 experiências gastronômicas por férias (passo em média 15 dias viajando).

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar