Bélgica | Escolha sua base: hotéis bem-localizados em Bruxelas, Bruges e Ghent

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Beginhof, Bruges

Beginhof, Bruges

A Bélgica é uma escala irresistível para quem faz aquelas contas de quantos-países-dá-para-fazer-numa-mesma-viagem. Basta uma paradinha em Bruxelas ou Bruges, seja num esquema bate-volta desde Paris, seja num pit-stop entre Paris e Amsterdã, e voilà: está acrescentado um país.

Mas claro que existem maneiras menos The Flash de visitar o país. A Bélgica pode ser diminuta, mas tem muito a oferecer -- e não falo só de cerveja, mexilhões, batata frita e chocolate.

Escolha sua base

Como tudo é muito perto, qualquer das cidades principais serve como base para bate-voltas. Bruxelas está a meia hora de trem de Ghent, uma hora de Bruges e 50 minutos de Antuérpia (e a 1h50 de Colônia, na Alemanha). Bruges está a meia hora de Ghent, a uma hora de Bruxelas e a 1h20 de Antuérpia. E Ghent está a meia hora de Bruges e de Bruxelas, e a 50 minutos de Antuérpia.

Ghent como base

Ghent

Qual a base mais prática? É... Ghent! Uma cidade quase tão fofa quanto Bruges, só que com mais vida própria (é maiorzinha e tem uma comunidade de estudantes, o que garante noites mais animadas). Dá para passear nas outras cidades de dia e voltar para aproveitar a noite numa cidadezinha perfeitamente caminhável (e cortada por canais). Há bons hotéis próximos à estação de trem, como o Expo 13, o Astoria e o NH Sint Peters. No miolo do centro histórico, cacife o charmoso Sandton Grand Hotel Reylof, economize no moderninho Limited Co. -- ou não tenha surpresas no bem-localizado Ibis Centrum Opera.

Bruxelas como base

Grand'Place, Bruxelas

Em Bruxelas, evite o entorno da estação Bruxelles-Midi (ou Brussel-Zuid), onde param os trens de alta velocidade Eurostar e Thalys. Há hotéis bons e novos na vizinhança, mas a região morre à noite. A sua passagem dá direito a seguir viagem de trem local à estação Central, que fica a três minutos da Grand'Place, a praça mais linda da Europa e o coração turístico de Bruxelas. Há vários bons hotéis entre a estação e a Grand'Place, como o Sandton Brussels Centre, o Ibis Brussels Off Grand'Place, o Novotel Brussels Off Grand'Place e o Best Western Carrefour de l'Europe. Ainda no centro histórico, o estiloso Radisson Blu Royal oferece um contraste moderno bacana.

Querendo se hospedar numa parte menos turística da cidade, considere o eixo da Avenue Louise, que divide a área eminentemente residencial de Ixelles da boemia de St.-Gilles. Por ali, considere o colorido Hotel Pantone, o divertido Vintage, o aconchegante Neufchatel e o minimalista Ibis Styles Louise (antigo White).

Bruges como base

Bruges

Bruges

Em Bruges, leve em conta que a estação fica fora do centro histórico. Colado à estação existe um Ibis Budget (antigo Etap). Hotéis com boa relação custo x charme x benefício perto dos canais: Malleberg, Biskajer, Marcel, Boterhuis.

E você? Onde se hospedou em Bruges, Bruxelas, Ghent e Antuérpia? Conte sua experiência pra gente! Obrigado!

Leia mais:

201 comentários

Bernardo
BernardoPermalinkResponder

Em Bruges, o hostel St. Christopher's Inns segue o padrão da rede e é bem simpático, tem ótimos preços, inclusive com a opção de quartos privativos com banheiro e roteiros guiados pela cidade, café da manhã e internet. Fica dentro da área central da cidade, espalhado por alguns prédios antigos, no lado oposto da estação de trem, mas nada que uma caminhada agradável atravessando o maravilhoso centro da cidade ou mesmo um ônibus ou táxi não resolva.

Eliane Crema
Eliane CremaPermalinkResponder

Se estiver de carro (como nós), tente um B&B numa cidadezinha por perto. Eu encontrei um excelente através do Booking.com na cidade de Destelberg, o B&B Karels Halte, onde fomos muito bem recebidos, com direito à aperitivo local e muitas conversas em francês e inglês. Pessoas incríveis!

Alessandro A.
Alessandro A.PermalinkResponder

Em Bruxelas eu me hospedei no Ibis Brussels Grand Place e gostei bastante. Localização excelente e perfeita para explorar o centro turístico, já que é tudo muito perto. Em menos de 5 minutos você está na Grand Place ou na estação de trem. Os quartos são simples e seguem o padrão Ibis. Gostei bastante!

Em Bruges eu fiquei no Hotel Martin´s Brugge ( http://www.martins-hotels.com/en/hotel/martins-brugge ), que é um hotel design excelente e bem ao lado da praça central e também ótimo para explorar a cidade. O táxi da estação de trem até lá é barato. Os quartos são muito bons e o café da manhã é excelente. O único problema é o preço da diária, mas na época conseguimos uma boa promoção no Booking.

Lucas
LucasPermalinkResponder

Em Bruxelas, fiquei num hotelzinho muito simpático (e barato) chamado Residence les Ecrins. Os quartos são pequenos, mas super limpos e a mobilha é nova. O café da manhã era excelente. Os donos são um casal muito simpático e o hotel tem um climinha super família. A localização não é maravilhosa, mas é do lado de uma estação do metrô. Aqui a página no HostelWorld: http://www.hostelworld.com/hosteldetails.php/Residence-les-Ecrins/Brussels/1423

Cris
CrisPermalinkResponder

Ótimo post para mim, que ando a procura de um hotel para estadia de 3 dias em Bruxelas.

O que dificulta, no meu caso, é que preciso um quarto triplo que seja realmente triplo (com três camas de solteiro ou uma casal + uma solteiro, e não uma king + sofá cama), e que tenha cofre no quarto.

Os Ibis não possuem cofre no quarto, pelo menos é o que diz o Booking.

Eu só encontro hotel com sofá cama quando tem quarto triplo. Mesmo o Apart Hotel Adagio Monnaie é assim, com sofá cama. Encontrei outro apart, o tal de "B-Apart Hotel Grand Place", que parece ser bem cotado, bem design, com cama suplementar, mas tem um esquema estranho de check in automático, com códigos de acesso, pois não tem recepção. Reservei esse com reserva cancelável, mas estou com receio desse negócio de check in automático sem recepção, ainda mais que eu vou chegar num domingo.

O outro hotel com quarto triplo com 3 camas que eu encontrei é o NH Stephanie (reservas canceláveis ainda muito caras) e outro em Sint Gilles, que eu achei bem inconveniente em termos de localização.

Vamos ver se alguém me dá outras dicas.

Abs,

Cris

Andrea/RJ
Andrea/RJPermalinkResponder

Oi, Cris. Estive em Bruxelas em julho/2012 no Adagio Brussels Centre Monnaie. São duas camas de solteiro e um sofá cama. Sei que sofá cama não é o ideal, mas era bem confortável (pelo menos para meu filho adolescente).
A localização deste hotel é excelente, do lado do metrô e a poucos passos da Grand Place.
O quarto era confortável para três pessoas, tem cozinha e cofre (também faço questão do cofre). Como é apart hotel, não tem limpeza todo dia, mas tem tudo pra fazer a limpeza por conta própria (aspirador de pó, etc).
Enfim, apesar do fatídico sofá cama, achei uma boa opção. Recomendei para uma amiga que foi este ano, com marido e dois filhos, e ela gostou também.

Cris
CrisPermalinkResponder

Andréia, obrigada pela resenha do Adagio Monnaie. É um dos que estão na minha lista do Booking, até eu me decidir de fato. Eu queria uma resenha mais pessoal e mais "real" do que as do Booking e Tripadvisor.

Somos três adultos e por isso o sofá cama, que serve bem para um adolescente, já fica meio desconfortável para meu irmão... Mas ele já está meio que ciente do esquema, e se não houver opção melhor, ele aceita, sob protestos, kkk.

Minha viagem é para fevereiro e só vou fazer a decisão de fato em novembro/dezembro, quando eu acho que começam as promoções. Por enquanto eu estou com alguns hotéis na lista e outros reservados com reservas canceláveis.

Abs,

Cris

Breno
BrenoPermalinkResponder

Oi Cris,
em abril de 2010, fiquei duas noites no "A la Grande Cloche", na place Rouppe, que, embora tenha um dois melhores restaurantes de Bruxelas, não é exatamente uma praça bonita, mas fica bem perto da área central (Grand Place e adjacencias) pois está a uns 400m ao sul do Manneken Pis, ou seja dá pra fazer tudo a pé numa boa.
Além disso, tem uma estação de metro a uns 100m (ainda que o metro seja dispensavel na maior parte do tempo em bruxelas, fiz tudo a pé - minha visita ficou restrita
à área central).

Eu gostei muito do hotel, foi uma viagem relativamente grande que fiz, 8 cidades em tres semanas, e provavelmente a melhor relação custo benefício (talvez com a exceção da barbada que consegui em Hamburgo, numa daquelas promoções não reembolsáveis do booking).

O hotel é simples, mas confortável, com alguns mimos que eu costumo valorizar, balinhas em cima do travesseiro, chaleira elétrica com chás no quarto (sempre ótimo ao chegar da rua, principalmente quando está frio), boa cama, bom banho, e wi-fi gratis, se não me engana a memoria, funcionava legal.

Eu acho que eles têm quartos triplos, pois recomendei depois a uma amiga, que viajou em três, e ela tbem gostou bastante do hotel.

Aproveito pra dar uma dica, não sei se alguém já postou aqui, tem um restaurante bem legal, uma amiga belga me levou, fica na cobertura do edifício que abriga o museu de instrumentos musicais (ou algo parecido), é muito bom (mas cheíssimo ao meio dia!) com uma linda vista sobre a cidade.

Abç,
Breno

-- A.L.
-- A.L.PermalinkResponder

Cris, quartos triplos são commodity rara na Holanda e na Bélgica. Não é algo comum.

Cris
CrisPermalinkResponder

AL, já percebi isso sobre os quartos triplos, na verdade, em grande parte da Europa. Quando eu encontro uma suuuper oferta, eu até me arrisco a reservar um quarto duplo e um single, como eu fiz em Praga, onde eu consegui fazer isso em um hotel da rede Eurostars 4 estrelas. Mas é raro eu conseguir encontrar um esquema desses onde os DOIS quartos JUNTOS fiquem por 100 EU por noite! Essa foi a maior barbada que eu já consegui em viagens, hehe.

Em AMS eu consegui dois hotéis com quartos realmente triplos (aqueles que eu citei no outro post, um em AMS West e outro em Ould West). Ainda não decidi! Mas vou esperar alguma promo relâmpago mais para o final do ano, e acho que vou fazer o mesmo para Bruxelas.

Danilo
DaniloPermalinkResponder

Em Bruxelas fiquei em um hostel chamada Sleephere, que é o melhor hostel que eu já fiquei até hoje, melhor até que o MyMojo de Viena.
O Hostel fica em uma mansão de uns 3 andares, e o dono, Karel, um pianista, participa bastante do dia-a-dia do albergue, e ajuda a enturmar o pessoal.
O lugar é fantástico!

carlos oliveira

Meu comentário nao será muito útil, já que ainda nao me hospedei, mas me hospedarei nesse dezembro. smile

Em bruxelas, reservei o Ibis Brussels Centre Gare Midi, justamente onde o Ricardo disse para NAO se hospedar.

No entanto, lendo no tripadvisor, muita gente fala bem do hotel, mas reclama das redondezas, por haver muita gente "mal encarada".

Já li o post sobre segurança na Europa, mas alguém tem alguma informaçao mais precisa sobre ser um local inseguro?

Obrigado

carlos oliveira

Em tempo, reservamos por 160 euros pra 3 diárias, pro casal, o que dá mais ou menos 53 euros por dia. Abs.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos! A sensação de insegurança é tão ruim quanto uma insegurança real. A maioria das pessoas que se sentem inseguras relatam que um lugar é inseguro, mesmo sem ter acontecido absolutamente nada a elas.

-- A.L.
-- A.L.PermalinkResponder

carlos, o local não é perigoso em si no sentido de ser um lugar onde vc será assaltado, roubado ou agredido. Claro que crimes ocorrem em todos os lugares, até na Suíça há latrocínios, mas a incidência é muito baixa na Europa do Norte.

A região é mais desconfortável do que perigosa: áreas que ficam com uma aparência semi-deserta, gente meio esquisita andando de um lado pra outro etc. Em quem mora no Brasil, isso já acenderia o radar de perigo. E pode deixar os deslocamentos à pé chatos (é uma reação normal vc, eu e todo mundo ficarmos mais alertas e tensos ao andarmos por um lugar onde nos sentimos inseguros, seja a origem da percepção real ou não).

Danilo
DaniloPermalinkResponder

Ouvi muitas coisas ruins de Bruxelas antes de ir. Confesso que cheguei com cidade com bastante receio. Mas não vi, ou senti, absolutamente nada relacionada à sensação de insegurança, até mesmo mas áreas centrais mais "perigosas".
Vc mora no Brasil e está indo para a Europa, infelizmente estamos anos-luz à frente deles no quesito "insegurança".

Antônio
AntônioPermalinkResponder

Cancele sua reserva! Não vale e vc fica deslocada das melhores coisas! Se é pra economizar fique na Av. Louise que de tram é 10 minutos do sablon, a entrada pra Grand place fora que se ter disposição e o tempo ajudar da pra ir a pé! E sim a área é feia e tem sim gente mal encarada, por que arriscar?

Ana Gabriela
Ana GabrielaPermalinkResponder

Fiquei no Hotel de Orangerie em Brugge. Ele faz parte do SLHW e é uma graça. Os funcionários são super educados e atenciosos. O café da manhã também é uma delícia. Fui em 2010 com o meu marido, e na época, nos disseram que tinha sido escolhido o melhor café da manhã da Europa. A localização também é ótima. Vale muito a pena!

Pedro Coutinho

Saint Nicolas Hôtel, na região da Grand Place, hotel com preço relativamente bom, quartos confortáveis e localização excelente. Café da manhã cobrado a parte

Rita
RitaPermalinkResponder

Eu também fiquei no Hotel Saint Nicolas, um 3 estrelas em Bruxelas, em 2010. Foi um ótimo custo benefício, na época o quarto individual estava uns 63 euros com café da manhã incluído. O quarto não era muito grande, mas o banheiro era enorme, ambos limpos. A localização era bem central, fiz quase tudo a pé. Só tive um pouco de dificuldade em achar o hotel pois o prédio não tinha nenhum letreiro, só um papel A4 colado no vidro com o nome do hotel. Tomara que hoje isso já tenha mudado.
www.st-nicolas.be

Pedro Coutinho

Rita, também tive a mesma dificuldade em localizá-lo, pois do lado da entrada do hotel funciona um Cassino que chama a atenção toda pra ele, fazendo com que não vejamos o acesso ao hotel. Paguei 210 reais pela diária

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Ficamos hospedados em Ghent, em setembro 2013, no hotel Onderbergen. Fica numa localização excelente, a poucas quadras do centro histórico e do canal principal onde estão vários barzinhos e o pessoal fica sentado nas margens vendo o tempo passar... Nosso plano inicial era só deixar as malas no hotel e partir para Brugges, e voltar para Ghent somente para passar a noite. Mas nos encantamos pela cidade e acabamos riscando Brugges do roteiro!!! Bem, assim fica uma desculpa para voltarmos!!!
Ghent é vibrante, cheia de estudantes, cheia de barzinhos e,claro, com uma ótima diversidade de boas cervejas!!! Sem contar as lojinhas de chocolate!
O hotel é ótimo também, pela localização, pela simpatia da recepcionista, a Kristyna! Pagamos 89 euros para 2 pessoas pelo Booking. Eles tem um Irish Pub virando o hotel (onde tb é servido o café da manhã - a parte) e ganhamos um voucher cortesia no check in. Tem também garagem, mas precisa reservar!
O único problema do hotel são as escadas, mas isso deve ser um problema de todos os hotéis mais antigos , então leve uma mala pequena ou prepare-se!!! smile

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Fiquei no Sandton Pillows em setembro deste ano, por três noites. (não é o que o Riq citou no texto, é outro). Adorei o hotel, muito bonitinho (é estilo boutique), novinho (no Street View ele ainda nem aparece), staff gentil, quarto ótimo, espaçoso, cama king ótima, com frigobar e cofre. Eles deixavam todos os dias duas águas como cortesia. O quarto também era muito silencioso, o que para mim é fundamental.
O hotel fica a pouco mais de 1 km da Grand Place. Ele fica em uma praçatbm, lugar bem calmo, com alguns barzinhos, um restaurante/lanchonete bem bom e é praticamente do lado do Come Chez Soi, dos melhores restaurantes da cidade (com 2 estrelas Michelin).
Enfim, o hotel não fica no agito (eu prefiro regiões mais tranquilas), mas é ótimo. Tem uma estação de tram a pouco mais de um quarteirão de distância, bem fácil de ir de malas desde a estação Bruxelles Midi.
Quando eu reservei, com uns 2 meses de antecedência, outros hoteis já estavam cheios para as datas que eu queria. Mas no fim ele acabou sendo uma ótima opção (principalmente para quem quer garantia de conforto, silêncio e por um preço razoável para um hotel do porte dele - paguei pouco mais de 100 euros a diária no início de setembro, quando a cidade estava bem cheia).

Carla
CarlaPermalinkResponder

A gente ficou no Hotel Cafe Pacific em Bruxelas, é perto da Grand Place e nós gostamos muito do serviço. É um hotel pequeno, meio de design, mas super valeu a pena.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Em Brugges eu fiquei no hostel St Christopher's Inn The Bahaus. É um hostel bem simpático, limpo e bem animado a noite, tem um pub onde além de hospédes os locais tambem aparecerem lá para curtir, eu recomendo!

Raul
RaulPermalinkResponder

Em Bruges no Hotel de Orangerie...

Em Bruxelas no Hotel Amigo.

Não são exatamente econômicos mas valem cada centavo.

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Vamos lá, pessoal:

Bruxelas: Novotel Brussels Centre Tour Noire. Perto de tudo, sem estar na muvuca. Estava de carro e foi determinante a presença de um edifício garagem literalmente em frente ao hotel, com uma tarifa bem razoável para o padrão de Bruxelas. O quarto em que ficamos foi muito bom e o hotel tem um ótimo custo-benefício. O contra: preço do café da manhã., que nada tem de especial.

Ghent: Marrriott. Ótima localização. Ótimo hotel. Conseguimos preço promocional e não ficou caro. O café da manhã não estava incluído, mas recomendo fortemente pagar o adicional: é imperdível. Um contra é que, embora dispondo de vagas próprias de estacionamento (muitas) no subsolo, o hotel cobra por sua utilização.

Livia
LiviaPermalinkResponder

Em Bruxelas fiquei no Ibis Saint Catherine. Mais perto da Grand Place do que parece. Padrão Ibis de atendimento né. Mas o preço foi ótimo. O chuveiro e a cama faziam bem suas funções. O WiFi era extremamente caro e fraco (em 2010).

Daniel
DanielPermalinkResponder

Em bruxelas fiquei no hotel Amigo, do ladinho da Grand Place. Excelente hotel, limpo, confortavel,d a pra fazer tudo a pé.
Nas minhas andanças por lá vi que tem um Ibis e um Novotel mto bem localizados, tbm pertinho da Grand Place.
Fiquei 4 noites, mas 2 sao suficientes pra Bruxelas. Fui um dia pra Bruges. A estacao de trem é mto proxima do Centro Historico, fui a pé. Comprei a passagem no dia, salvo emgano foram 17 euros.
Nao tenho hotel pra indicar em Bruges, mas a cidade é imperdível. Comam biscoitos Dandoy.

Daniel
DanielPermalinkResponder

Esqueci de dizer, fui no Radisson blu para comer em um restaurante, o hotel é novo e pareceu legal. Bem grande.

Gustavo
GustavoPermalinkResponder

Estou surpreso que até agora ninguém falou sobre o fantástico B&B Huis Koning ( http://www.huiskoning.be/filmpje.html )em Bruges.

Em 2012 ficou entre os TOP 20 B&B do mundo pelos eleitores do Tripadvisor e justifica-se: são apenas 3 quartos, atendimento ultra personalizado, quartos grandes e bem decorados, banheiro amplo com direito a amenities Loccitane e café da manhã completíssimo. E o melhor: a diária do quarto mais caro (que tem banheira) é EUR 120,00, uma verdadeira pechincha para ficar a apenas 5 minutos a pé da praça principal de Bruges e a menos de EUR 10 de táxi da estação de trem.

O atendimento é feito pelos donos, que dão dicas das melhores chocolaterias e lugares para comprar a verdadeira renda de Bruges (e não as rendas "handmade in china" oferecidas na região da Markt). Eles também alugam bicicletas, o que é ótimo para percorrer os arredores da cidade.

Em setembro do ano passado passei 3 noites nesse B&B com minha esposa e foi de longe a melhor hospedagem da viagem (dá de 10x0 na maioria dos hotéis)

Cintia F.
Cintia F.PermalinkResponder

Fiquei no hotel Patritius em Bruges, em 2008. Quarto muito bonito e limpíssimo. A localização também era ótima e o atendimento muito cordial. Gostei bastante! Mas está mais para B&B do que para hotel.

Giselle
GisellePermalinkResponder

Me hospedei no Ibis Brussels Centre Sainte Catherine. Foi um dos melhores hotéis da rede que estive na Europa. Fica bem próximo a Grand Place, e é possível fazer tudo andando. Adorei o café da manhã, a cama e o chuveiro. Recomendo a hospedagem, pois o valor da diária é bem atraente.

Christiano Abreu Barbosa

Fui a Bélgica em 2001, em uma viagem que incluiu Portugal e o país belga, então as minhas referências podem estar vencidas.

Em Bruxelas fiquei no então Golden Tulip Stephanie, hoje NH Stephanie. Ele fica em uma forte área comercial, com muitas lojas, cafés e restaurantes próximos, e perto da famosa Avenue Louise. Fica mais distante da Grand Place, mas tem estação de metrô a dois quarteirões. É de padrão quatro estrelas, com quartos amplas e pelo que vi do site atual, continuam modernos.

Em Bruges fiquei no charmoso Martin´s Relais Old Huis Amsterdam, situado na beira do canal Spiegelrei, a poucos metros da Markt, praça central. É um hotel boutique, em um prédio histórico e móveis de época, também com quartos amplos. Sugiro que não deixem de cotar esta opção e confiram a avaliação dos viajantes, que, passados 12 anos, continua ótima.

Abs,

Mara
MaraPermalinkResponder

Fiquei no hotel Cafe Pacific, bem perto da Grand Place. O hotel era bem localizado, tinha café da manhã, ambiente tranquilo. Os únicos pontos que não gostei foi que não tinha ar-condicionado (e fomos numa época quente) e a cama (mole demais pro meu gosto).

Douglas
DouglasPermalinkResponder

Em Bruxelas fiquei no Marivaux http://www.hotelmarivaux.com/

Perto da Grand Place (10 min a pé), metro, mercadinhos, etc..

Gostei bastante, serviço bom, quarto enorme, preço bom (fui em Agosto/13 e paguei Euro 80 com cafe da manha, e um belo cafe da manha).

Bruges so fiz bate e volta...

Douglas

Leonardo Sá
Leonardo SáPermalinkResponder

Em Bruxelas, indico o Theater Hotel ( http://www.booking.com/hotel/be/theater-brussels.pt.html#hash-blockdisplay1 ).
É bem localizado, e as prostitutas que fazem ponto por perto nao incomodam em nada as familias de bem que se hospedam por lá!

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

Bruxelas, no Park Inn Brussels Midi, da rede Radisson (http://www.parkinn.com/hotel-brussels). Surpreendeu o quarto grande, muito limpo, hotel super organizado, funcionários cordiais e ótimo café da manhã. Ponto positivo, que tbm acaba não sendo tão bom (proximidades de estação de trem geralmente não são muito agradáveis, lá não é exceção), é a proximidade da estação midi de trem, mas como ia fazer vários trechos de trem e ficar pouco em Bruxelas valeu muito a pena, ótimo custo benefício.
Bruges foi apenas bate e volta, mas me arrependi de não ter ficado uma noite por lá.....

Fernanda Cadena

Ficamos, eu e meu marido, em no B&B Taptoe, que fica muitíssimo próximo da Grand Place, ao lado do Maneken Pis. O hotel é simples,mas bem confortável, o quarto foi o maior q ficamos na Europa, e os donos são altamente simpáticos. Recomendamos!

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Eu fiquei em hoteis recomendados no post - em Bruxelas um dos Ibis (na esquina de uma rua de compras no caminho da Grand Place a Estação, em 2007. Em 2011, preferi dormir em Bruges no antigo Etap, colado na estação, mas estávamos de carro e o hotel fica acima de um mega estacionamento. Caminhamos ate o centro a noite sem problemas.

Rebecca
RebeccaPermalinkResponder

Acabei de voltar das duas cidades! Em Bruxelas ficamos no Renaissance que fica perto da UE. A localização do Renaissance é um pouco mais afastada da grand place, mas como estariamos de carro o tempo todo, tivemos que levar em conta um hotel que tivesse estacionamento a um preço "razoável", e valeu a pena. A noite quando o cansaço bateu pegamos um taxi por 8 euros. Aproveitamos uma das noites que dormimos em Bruxelas para ir a Ghent e gostamos bastante, até porque o passeio a Ghent não fica completo sem a premiada iluminação da cidade ao anoitecer. No dia seguinte pegamos a estrada em direção a Brugges e ficamos no Ibis Brugge Centre, que apesar de não ser lá no meio dos canais, ficava a uma caminhada bem tranquila das praças Markt e Burg e tem um estacionamento público bem próximo.

Solange
SolangePermalinkResponder

Olá Rebecca

Seu post vai me ajudar bastante. Estou planejando ir para Bélgica com o meu esposo em maio, e gostaria de conhecer Bruges, Bruxelas e Ghent. Gostaríamos de alugar um carro para ficar mais tranquilo por la e não ficar preso com horário do trem. É tranquilo andar de carro por la? Bjs Sol

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Solange! Os trens internos na Bélgica são freqüentes e as passagens valem o dia inteiro, sem estarem vinculadas a um horário específico. O carro será absolutamente inútil em Ghent e Bruges e atrapalhará bastante a sua vida em Bruxelas.

Peter
PeterPermalinkResponder

Em Bruxelas fiquei no Ibis Saint Catherine... padrão Íbis (vá tranquilo), mas bem localizado... colado na Place Saint Catherine (muito bonita, por sinal!) e próximo à Grand Place...

Que cidade linda! Não deixem de comer o chocolate Leonidas... melhor que Godiva e mais barato.

Em Brugge fiz um bate-volta de trem... é mais do que o suficiente.... muito bonita também

Próxima Trip - Erika

fiquei no Adagio Brussels Monnaie, por 4 noites, fiz uma resenha com foros no meu blog:

http://www.proximatrip.com.br/belgica/bruxelas-belgica/hotel-em-bruxelas-review-do-adagio-brussels-centre-monnaie/

Inês
InêsPermalinkResponder

Quando chegamos em Bruxelas procuramos a área mais central mas os três hotéis que entramos estavam lotados, fomos então para Bruges chegando lá com chuva cerca de meia noite. O primeiro hotel que entramos tinha vaga com quartos enormes a um preço aceitável e há apenas 800 metros da praça do mercado, adoramos o Park Hotel Brugge.

Vanessa
VanessaPermalinkResponder

Em Bruxelas, fiquei no Hotel Barry. Fica ao lado de uma estacao de metro, porem, pode-se fazer quase tudo a pe na cidade, num bairro que parece ter muitos imigrantes do oriente.
O hotel foi recem reformado, possui elevador, staff simpatico, porem, a roupa de cama estava um pouco manchada e o quarto era bem pequeno. Nao voltaria.

Adriana Junqueira

Estivemos em Brugges em julho/13 e ficamos no ótimo Crowne Plaza. Totalmente central, e tranquilo. Estivemos no fim-de-semana da festa da cidade e havia um show na praca central, mas imperceptivel quando voltamos com as crianças no colo para o quarto (localizado a 1 quadra da balada), após as 23h... Alias, no nosso caso a escolha foi por conta do quarto quadruplo e do uso de uma diária nos pontos/rewards do programa de fidelidade do hotel (Priority Clubs). Sempre que nos hospedamos em qualquer hotel, fazemos a inscrição no programa próprio, para, nas próximas viagens, podermos usar os pontos. Foi ótimo, usamos uma diária com os pontos e pagamos a outra e ficamos no mesmo quarto.

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Na época que eu fui, o dinheiro só dava para pagar o Hotel The Moon bem próximo à Grande Praça ou ficar lá na periferia... Na época, relatei o seguinte no meu blog: "É arrumadinho e tem café da manhã suficiente incluído na diária (pão de forma, croissant, queijo, suco, café, leite e mais umas coisinhas). As paredes são um pouco finas e, por isso, o barulho da rua e das áreas comuns do hotel entram no quarto, mas não de maneira insuportável. Não tem elevador, mas ele fica tão perto da estação de trem que vale mais a pena subir as escadas que andar por Bruxelas com a bagagem na mão. O pagamento também é [adiantado] no check-in."

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Fui para lá em 2011.
Em Bruxelas consegui uma promoção ótima pelo skyscanner em um hotel da rede Eurostar, pertinho do manneken pis. Pudemos fazer tudo a pé! E ficou mais barato que albergue!
Já em Bruges entramos numa fria... ficamos em um tal de Leonardo, super bom, mas mega longe - tipo, MEGA mesmo. Eles tinham convênio com taxi (25 euros ida e volta pro centro), mas mesmo assim... é ruim né? Pelo menos andamos de mercedes por lá!!!

Andreia
AndreiaPermalinkResponder

Em outubro do ano passado fui a Bruxelas, mas me hospedei e Ghent, achei a hotelaria de Bruxelas ruim e cara, então optamos por Ghent, e confesso que fiquei absurdamente apaixonada pela cidade, é linda romântica, com ótimos pubs, meu maior porre... foi lá rsrsrs... ficamos em um B&B fantástico chamado B&B Verne Dreaming, na Sint-Jacobsnieuwstraat,46... Maravilhoso o quarto... cama então nem se fala e o café da manhã e levado pra você em 2 cestas onde tem de chocolates à champagne... Divino! Já em Brugges que também é linda ficamos a beira de um canal, no Canalview hotel Ter Reien, mas não se compara ao B&B, pelo cuidado e carinho com os hospedes... uma dica indo a Brugges não deixe de visitar a igreja do sangue de Jesus Cristo, é muito emocionante... Amo a Bélgica...

Emerson Romão

Na minha lua de mel entre 11 e 24 de agosto fiquei 4 dias em Bruxelas. Me hospedei no NH Brussels, na esquina com a Av. Loiuse. Bem central, bom quarto e bom serviço. Bruxelas é maravilhosa, depois de 5 dias de "correria" em Paris (devido as inúmeras atrações), finalmente relaxei em Bruxelas e pude finalmente ver o sorriso europeu. Este é um grande diferencial da Bélgica, o Belga gosta de receber o turista e se esforça para dar a ele o melhor do País... As atrações como Manequen Piece, Atominium, Bar Delirium (+ de 2000 tipos de cerveja), Palacio Real, Autoworld, são maravilhosas... Cometi alguns erros como não ter ido a Bruges e não ter ido ao cassino, mesmo assim curti intensamente esta linda cidade européia.

Renata Nassu
Renata NassuPermalinkResponder

Estive em Ghent em agosto de 2011 para um congresso e fiquei no Ibis Centrum Opera, pois era um dos mais próximos do centro de convenções. O ponto do tram fica bem em frente, e é bem perto (dá pra ir a pé tranquilamente) do centro. Na frente tem um ótimo restaurante italiano! É padrão Ibis, mas achei o quarto e banheiro menores do que costumo ver aqui no Brasil (pra não dizer minúsculos), o café da manhã é muito bom. A cidade de Ghent é uma graça, com castelo, canais, igrejas e museus; de lá fui passear em Bruges. Vale a pena!

Raíssa
RaíssaPermalinkResponder

Em 2009, fiquei no Hotel La Madeleine. É um duas estrelas simpático, limpo e extremamente bem localizado: fui andando da estação de Bruxelles Midi até lá, além de que fica a pouquíssimos passos da Grand Place. Recomendo.

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Fiquei em junho/2013 duas noites no hotel Aragon, em Bruges, pertinho da praça e de vários restaurantes, quarto grande, os amigos que foram conosco, uma família de 5 pessoas, ficaram no mesmo hotel, em um apto, com mini cozinha, muito pratico.

Karol
KarolPermalinkResponder

Fui para Bruxelas em Março deste ano e fiquei no Ibis St Catherine. Recomendo, tem aquele padrão Ibis de sempre, bem localizado, a poucos metros da Grand Palace e com ótimo preço (paguei 59 euros, mas se reservar uns 2 meses antes paga-se até menos!). Para os amante sde uma boa cerveja Bruxelas é imperdível!

Alexandre
AlexandrePermalinkResponder

Estive no Novotel de Brugges, de 11 a 13 de outubro, achei muito legal, tudo novo e quarto grande. A cidade é pequena e dá para andar toda ela a partir do hotel! Só não acreditem que dá para andar da estação de trem até a cidade, com mala é muito longe! Um taxi sai por 9 euros!
Abraço.

Crstiane
CrstianePermalinkResponder

Estive em Bruges em setembro de 2012 me hospedei no NH bem próximo ao centro e a estação de trem da pra ir caminhando 10 minutos....
O hotel é bem antigo mas deve ter sido reformado varias vezes, bem confortável quarto espaçoso....e o café da manha excelente .
Andamos por todo o centro da cidade e íamos a pé do hotel, lugar maravilhoso quem vai a Bruges tem que fazer um passeio de barco pelos canais...recomendo.

Luciane Tesch
Luciane TeschPermalinkResponder

Em Bruges, fiquei no Hotel Asiris. Uma graça! No esquema bom, bonito e barato. A dona simpaticíssima. Muito bem localizado. Recomendo!

Ursula Cardoso

Em Brugges, fiquei no charmosíssimo Hotel Goezeput, um prédio histórico. Na época (2011), fiquei em uma das suítes, pois só elas tinham sido renovadas. Tudo novíssimo. Tratamento excelente. Fica no centro histórico, mas próximo da estação. Fomos a pé e o caminho era lindo. Vc faz tudo a pé. Adorei. Quem não quiser aqueles hotéis todos parecidos de rede, não vai se arrepender. Ah! E tinha café da manhã.

Camilla Mota
Camilla MotaPermalinkResponder

Olá, li esse post e resolvi incluir a Bélgica na minha viagem para Amsterdã em maio do ano que vem. Minha passagem de volta já está comprada (Amsterdã - Rio, com escala em Portugal). Então, gostaria de começar a viagem pela Bélgica e terminar em Amsterdã. Vi que o Ricardo sugere Ghent como base. Gostaria de conhecer Bruxelas, Bruges e Antuérpia tb. Dei uma pesquisada, mas estou com dificuldade de montar o roteiro. Tinha pensado em ficar uma noite em Bruxelas só pra viagem não ficar muito pesada (Rio, escala, Bruxelas, e ainda Ghent) e ir para Ghent no dia seguinte. Mas, depois vi que para ir da Antuérpia para Amsterdã teria que voltar a Bruxelas... Fiquei confusa. Podem me ajudar? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Camila! Você pode fazer de Amsterdã a Ghent. Terá que fazer uma baldeação em Antuérpia ou Bruxelas, dependendo do horário. Na volta, pode fazer um pit stop em Antuérpia. Para ir de Antuérpia a Amsterdã você não volta a Bruxelas.

Camilla Mota
Camilla MotaPermalinkResponder

Deixa eu explicar melhor. Minha passagem de volta jã está comprada (Amsterdã - Rio), mas a de ida ainda não. Por isso, achei que chegar à Europa por Bruxelas seria mais inteligente. Chegando em Bruxelas, eu seguiria para Ghent, onde faria a base na Bélgica. Foi o que eu entendi que seria o mais indicado lendo o post acima. E daí faria os bate-voltas para Bruges e Antuérpia de lá, certo? Depois seguiria para Amsterdã, onde ficaria os últimos dias da viagem antes de pegar o voo de volta. Desculpa, mas na resposta acima achei que vcs entenderam que eu chegaria e sairia da Europa por Amsterdã. Faria sentido eu fazer esse roteiro: chego por Bruxelas e conheço primeiro essa cidade. Sigo para Ghent e me hospedo lá. De lá, vou pra Bruges e volto. Em outro dia, vou para Antuérpia e volto, depois vou para Amsterdã e me hospedo lá nos últimos dias?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Camila! Faça o pit stop em Antuérpia no caminho entre Ghent e Amsterdã.

Camilla Mota
Camilla MotaPermalinkResponder

Muito obrigada, Bóia!

Fernando Gimenes

Será que vale a pena fazer um bate volta de bruxelas pra colônia na alemanha? Tem muita burocracia por atravessar a fronteira?

Carol
CarolPermalinkResponder

Fernando Gimenes, não existem fronteiras (posto policial/fiscal)!!! Uma vez na União Européia, não há mais burocracia! Se não tivesse placas indicando onde começa ou termina um país, você mal saberia que está saindo de um e entrando no outro!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar