Uma outra Maragogi é possível :-)

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Croa de São Bento

| Croa de São Bento: sai o catamarã, entra a jangada |

É difícil não associar Maragogi automaticamente ao turismo das multidões. Endereço das maiores e mais vistosas piscinas naturais do Nordeste, Maragogi é um ímã de passeios bate-volta. Diariamente chegam turistas às centenas, vindos de Maceió (a 130 km) e Porto de Galinhas (a 110 km), em busca da chance de se deixar fotografar na água transparente em meio a peixinhos. Mesmo com a instituição de um limite diário de visitantes e a abertura de mais duas áreas de corais para visitação (com normas rígidas de conduta), a densidade demográfica nas piscinas continua elevada.

Entre os que não voltam no mesmo dia, boa parte se hospeda nos dois (bons) resorts da região, o Salinas do Maragogi e o Grand Oca Maragogi, que operam no sistema all-inclusive e têm grande ocupação.

Pois bem. Semana passada fui conferir uma Maragogi diferente. Uma Maragogi petit-comité. Para ser curtida em modo slow. Sim, é possível.

Duas pousadas, a Praiagogi e a Camurim Grande, formam um incipiente circuito de charme em Maragogi, direcionando seus hóspedes a piscinas menos concorridas -- e oferecendo uma base perfeita para incursões ao grande tesouro da Maragogi continental, que são suas praias ao norte da vila.

Praiagogi

PraiagogiPraiagogi

[Praiagogi]

A pequena Praiagogi já funciona há sete anos, mas só entrou no meu radar depois que foi selecionada pela Alison McGowan para o elenco das Hidden Pousadas Brazil. Na hora, pensei: ué, como assim, charme em Maragogi? Mal sabia eu que tinha um pouco a ver com isso. O holandês Sandrijn e a brasileira Fernanda trabalhavam em hotelaria em Amsterdã quando resolveram vir para o Brasil montar uma pousada. Procurando um lugar tranqüilo à beira-mar, descobriram o Freire's, meu antigo site de praias do Nordeste. Foram parar na Rota Ecológica alagoana. Adoraram, mas acharam que seria complicado criar filhos num lugar de acesso tão difícil. Continuaram um pouco para o norte, e descobriram, na sossegada praia do Camacho, uma pousada à beira-mar que estava à venda.

Praiagogi

Praiagogi

PraiagogiPraiagogi

[Praiagogi]

E realmente: a Praiagogi traz a Maragogi o modus operandi da Rota. São apenas seis quartos, compactos mas agradabilíssimos -- o jeitão é Grécia-no-Nordeste. O staff é pra lá de simpático e os donos estão sempre presentes. A praia  do Camacho é protegida por dois rios que dificultam o acesso pela orla.

Praiagogi

PraiagogiPraiagogi

[Ceviche & tahine | Trio de brûlées]

E assim como na Rota, a comida é um dos destaques da pousada (e o prato principal do jantar está incluído na diária). Sandrijn é chef e cria pratos instigantes, como o ceviche acompanhado por um creme à base de tahine e o tagliatelle com camarão e carne de caju. Falei da caipiroska de tangerina e gengibre? Não perca. De sobremesa, um sensacional trio de brûlées: capim-santo, chocolate e sagu de tapioca. O Sandrijn, que tem ascendência indonésia, está preparando uma seção do cardápio com especialidades do Sudeste Asiático.

Little Praiagogi

Little PraiagogiLittle Praiagogi

[Little Praiagogi]

Nas próximas semanas a Praiagogi vai inaugurar sua nova ala, duas casas adiante: a Little Praiagogi, equipada para aceitar crianças: a pousada tem piscina, um dos quartos está adaptado para ter um berço, o jardim tem pula-pula e balanço, e o cozinheiro prepara as papinhas que as mamães pedirem.

Foi na Praiagogi que fui apresentado ao passeio que acabou com qualquer resistência que eu ainda tivesse a Maragogi. Faltava uma hora para a maré atingir o ponto mais baixo naquela manhã quando apareceu o jangadeiro (jangadeiro!) que ia nos levar (um casal e eu) à Croa de São Bento, a menos badalada das piscinas naturais de Maragogi.

Com uma área pequena de corais, a Croa não comporta a vinda de catamarãs. Por isso, acaba sendo visitada por pequenos grupos que vêm de lancha. Como a praia do Camacho está mais próxima da Croa, dá para ir de jangada.

Croa de São Bento

Croa de São Bento

[Croa de São Bento]

Chegamos primeiro à área dos corais e tivemos o lugar só para nós por quase vinte minutos. Quando as lanchas começaram a chegar (no total, vieram seis), estava na nossa hora de prosseguir até uma prainha temporária que se forma no extremo sul da Croa.

Croa de São Bento

[Croa de São Bento]

Sem corais para ver de snorkel, o barato da prainha é a extrema transparência da água, graças à areia branquinha, calcárea. É um pedacinho das Maldivas em Maragogi. Fiquem vocês com os corais, que eu me divirto muito mais nessa prainha aqui...

Atualização: Croa inacessível. Faça o 'passeio de orla'

  • O passeio à Croa de São Bento, que era perfeitamente legal quando fizemos, hoje não está mais permitido pela prefeitura.
  • Em compensação, as agências de Maragogi passaram a oferecer um passeio sensacional: o 'Passeio de Orla'. Trata-se de um passeio de lancha ou catamarã pela costa norte de Maragogi, parando em bancos de areia nas praias de Ponta de Mangue, Antunes e Burgalhau. Nesses bancos de areia não há corais nem peixinhos, mas o banho de mar é delicioso.
  • Dica: não faça o passeio de catamarã. Faça o passeio de orla em lanchas pequenas. A diferença de preço compensa.

Na volta do passeio, peguei o carro para rever o meu xodó na região, que são as praias ao norte da vila. De Burgalhau a Ponta de Mangue, a areia tem algum componente que tinge o mar de um azul-bebê que não tem igual na costa brasileira.

Praia do Antunes

Praia do Antunes

[Praia do Antunes]

Visitar essas praias está mais fácil: agora há sinalização na estrada. Graças às novas placas visitei pela primeira vez a praia do Antunes (7 km ao norte da vila), um trecho extenso e quase desabitado. Foi pensando em lugares assim que inventaram as geladeirinhas portáteis, tenho certeza.

Praia de Barra Grande

[Barra Grande]

Seguindo uma dica do Sandrijn e da Fernanda, achei também a melhor entrada para Barra Grande. Não é a da placa, que dá no vilarejo, num trecho que fica sem praia na maré alta. Siga um pouquinho adiante; depois que aparecer um motel à sua esquerda, preste atenção à direita, e entre na rua da pousada Costeira da Barra (6 km ao norte da vila). É o ponto mais fotogênico dessa costa, graças à curva da enseada.

Os únicos senões das praias ao norte da vila são a passagem de bugues (até quando Alagoas permitirá isso?) e a falta de serviço de bordo charmoso. Só há bares na praia do Burgalhau (um deles, monopolizado pelos ônibus de bate-volta) e em Ponta do Mangue (bem sinalizados). Algo tipo o Hibiscus de Ipioca seria muito bem-vindo.

Camurim Grande

[Camurim Grande]

A tarde já caía quando cheguei à Camurim Grande. Fiquei sabendo dela pelos leitores. A primeira pergunta apareceu em novembro de 2012; o primeiro relato, em abril de 2013. A associação Roteiros de Charme abriu uma exceção e admitiu essa pousada antes mesmos dos dois anos de funcionamento regulamentares. E durante toda a minha estada em Alagoas este ano, várias pessoas tinham falado bem. A expectativa era alta.

Camurim Grande

Camurim Grande

[Camurim Grande]

Não estavam exagerando: o lugar é um arraso. Seus donos, o fazendeiro (e windsurfista) alagoano Marcelo e a pernambucana perfeccionista Cristiane, criaram o meio-termo inusitado entre um resort de charme (como o Nannai ou o Kiaroa) e uma pousada de charme (como as da Rota).

Camurim Grande

Camurim Grande

Camurim Grande

Camurim Grande

Camurim GrandeCamurim Grande

[Camurim Grande]

O terreno é de resort: a Camurim Grande ocupa uma peninsulazinha entre o rio Maragogi e o mar (é vizinha ao resort Salinas, e tem o filé mignon do terreno). Uma trilha de 500 metros (própria para caminhadas ou passeio de bicicleta) contorna a beira-rio e a beira-mar sem que o hóspede veja uma construção. A propriedade é grande, mas os apartamentos são poucos: os 10 mais novos (e luxuosos) se situam em cinco bangalôs de dois andares -- todos com jacuzzis que se incorporam ao quarto quando você abre a porta de correr do banheiro.

Camurim Grande

A piscina é daquelas cheias de nichos -- raia para quem quer nadar, deck molhado para quem quer pegar sol, pontos intermediários para brincar. É tão bacana que merecia eu ter voltado no dia seguinte para fazer fotos com sol alto. (E sim: tanto os bangalôs novos quanto a piscina foram projetados pelo mesmo arquiteto que desenhou o Nannai.)

Camurim GrandeCamurim Grande

[Geléias do buffet de entradas | Camarão gratinado na concha de vieira]

O restaurante está sob o comando da chef Mara Cardoso e seu marido Pedro, que durante vários anos tocaram a Estalagem Caiuia, em Japaratinga (e ainda hoje mantêm o restaurante da Mara, na praia de Peroba, norte de Maragogi). As diárias incluem o buffet de entradas (pasteizinhos de moqueca de camarão... quiche de legumes... saladinha...) e o prato principal do jantar (o generoso camarão gratinado na concha de vieira com arroz de castanha é uma das marcas registradas da Mara).

Croa de São Bento

É oficial: Maragogi agora está no meu mapa mrgreen

Leia mais:

121 comentários

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Que bacana! Obrigado por desvendares essa face desconhecida de Maragogi.

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Muito bom o post! Ficamos na praiagogi há uns 3 anos atras e só tenho ótimas lembranças!Uma viagem maravilhosa, os donos ultra simpáticos e o lugar nem preciso falar muito né!Recomendo muito uma visita!!e quero voltar logo!!

João Carlos Santos

As diárias foram pagas pelo próprio site ou foram parcerias? Não consigo entender pq tanto jabá sem sinalizar que a estadia foi com base em cortesia ou parceria pra que os hotéis fossem divulgados por aqui

Ricardo Freire

João Carlos, eventualmente faço viagens ou me hospedo a convite -- como neste e neste caso. Sempre que isso acontece, a circunstância é devidamente informada no texto.

Não foi o que aconteceu nesta viagem a Maragogi. Me hospedei uma noite numa pousada no centro da cidade e duas na Praiagogi, com despesas arcadas pelo site. Sequer entrei em contato com a secretaria de turismo da cidade. As reservas foram feitas via Booking e a intenção era permanecer anônimo (não consegui, pois fui reconhecido na Praiagogi). Cada diária na Praiagogi (dormi lá dias 15 e 16 de janeiro) custou R$ 499, com jantar incluído (R$ 998 total). As diárias foram descontadas antes da hospedagem, conforme as regras de venda da pousada, do meu cartão de crédito pessoal.

A visita à Camurim Grande não me custou nada -- foi uma visita. Tampouco custou algo à pousada. Sua acusação de jabá é bastante grave. Quando o Viaje na Viagem faz posts patrocinados, eles são claramente sinalizados -- como nesta série aqui.

Somos parceiros, sim, do Booking. Como já fomos do Hoteis.com. Mas isso não interfere nas minhas opiniões sobre localização, conforto, charme ou custo x benefício de um meio de hospedagem grin

Vejo que é o seu primeiro comentário no site e convido você a seguir o nosso trabalho. Você verá que não há nada que seja publicado aqui que não passe pelo meu crivo. Mesmo que uma ou outra viagem não seja exatamente a minha cara, ela só sairá aqui se eu entender que a dica será útil para algum nicho do meu público.

E quando você vir elogios desabridos num texto assinado por mim, tenha certeza de que se trata da minha opinião. E que a minha opinião não muda se sou convidado ou se precisei desembolsar R$ 998 do caixa. A credibilidade do Viaje na Viagem é dada pela quantidade de leitores que voltam para agradecer as dicas que a gente dá aqui. Seja bem-vindo e volte sempre mrgreen

Netto
NettoPermalinkResponder

Amigo, em tempos de mensalão e propinas institucionalizadas, ser correto e honesto até assusta. Não escrevo aqui com tanta assiduidade mas leio o RF desde o tempo do Freires. A 10 anos atrás quando fui a desconhecida Rota ecológica sem nenhuma outra referência talvez tenha tido o mesmo receio. Mas te garanto que nunca tive um furo (inclusive dos viajantes que se ajudam). Acredite, seriedade ainda traz bons frutos.

Paulo Gustavo
Paulo GustavoPermalinkResponder

Haters gonna hate.

Emerson Lucas
Emerson LucasPermalinkResponder

fotos espetaculares!! o litoral alagoano é paradisíaco!!

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Eu me considero muito afortunada por ter encontrado o sua site em internet, entre muitos outras sites que não me interessavam nada.
Quando eu li o a sua site eu pode apreciar o esforço de um trabalho bem feito. Além disso, eu sempre acho interessantes e deliciosos os novos lugares para conhecer no Brasil (e outros lugares).
Eu conosco a praia da Ponta do Mangue... mais esse Maragogi... não. Ele virou charmoso, amigo!

Arnaldo
ArnaldoPermalinkResponder

Ricardo Freire,

Fui a Maragogi no final de 2012 e fiquei hospedado com minha família em uma pousada bem agradável, Pousada Encontro das Águas,localizado na Praia de Peroba,distante cerca de 15 km do Centro, bom atendimento, área comum muito agradável, com espreguiçadeiras e salão de jogos, em frente ao mar, café da manhã razoável,restaurante com pratos saborosos que servem em boa quantidade. Para quem não quer gastar muito ou não tem grana para ficar no Salinas, recomendo.

Lea Dorf
Lea DorfPermalinkResponder

Que delicia de novidade! Boia, a Camurim Grande é boa para famílias? Se sim, para crianças pequenas ou maiores? Obrigada!

Mirella
MirellaPermalinkResponder

Incrível Riq... continue descobrindo essas maravilhas do nosso Brasil e contando pra gente!

Deb
DebPermalinkResponder

Água na boca!!!

carol
carolPermalinkResponder

Olá Ricardo e Boieiros de plantão.
Acompanho o site desde o Freires, e fico muito feliz de ver a Praiagogi por aqui. Estive lá há 4 anos voltei em 2013, e posso dizer que a pousada só melhora, mas o tratamento carinhoso e pessoal existe desde o início. Sandrjin e Fernanda são muito carinhosos, temos ótimas lembranças de todos, do lugar (realmente uma grécia no nordeste) e da comida, obviamente. Maravilhosa, o café da manhã, os petiscos, o jantar. Eles estão de parabéns e o seu site também. Sempre me oriento por aqui para montar minhas viagens. Já tô indo lá nos posts de NYC pra pedir uma luz!!! abraços a todos

Aline
AlinePermalinkResponder

Boa noite! Adorei o post!!, estive em Maragogi em 2010 num bate-volta para Maceió , não gostei, me decepcionei com o passeio por ser longe, cansativo e ao chegar das piscinas naturais encontrar uma praia feia e com muitas embarcações, areia preta , água com óleo ... Uma verdadeira decepção!!! prometi nunca mais voltar... Mais depois desse seu post fiquei morrendo de vontade de conhecer esse lado de Maragogi tão lindo... Obrigada pela dica, mudou completamente a minha impressão e me deixou doida pra conferir e refazer meus conceitos sobre Maragogi!!,

Fernando Fraga

Bate-volta em Maragogi dá nisso. A cidade é feia e esculhabada. A praia central não tem nada de paradisíaca. É decepção certa. As praias ao norte são belas sim, mas o melhor da região está em Japaratinga e, principalmente, em Porto de Pedras, na fantástica Praia do Patacho.

Loraine Vigo
Loraine VigoPermalinkResponder

Já visitei a Rota Ecológica seguindo todas as dicas do VNV e amei! Na ocasião troquei a hospedagem em Maragogi por Japaratinga, fiquei Agora, pela primeira vez na vida, morrendo de vontade de curtir Maragogi! obrigada por me fazer re - descobrir esses lugares!

Rodrigo Barnabé

Ricardo,

1) VNV é, definitivamente, um veículo sério. É difícil realmente fazer algo sério e fazer com que o público perceba que é sério.

2) Maragogi é a praia mais maravilhosa que eu já estive. Não há dúvida nisso. Que baita post!

Um abraço! Rodrigo

Paula*
Paula*PermalinkResponder

Riq, dica preciosa!
Quero tanto fazer essa rota do litoral norte alagoano! (suspirando pelas suas fotos) wink

Pati
PatiPermalinkResponder

Descobri a Rota Ecológica e a Pousada do Toque em 2011 através de um post do Ric, nunca tinha ouvido falar antes. Confesso que saí de SP com a expectativa altíssima em relação ao lugar. Para minha alegria e surpresa, era tudo exatamente como ele descreveu e, foi uma das melhores viagens que já fiz, melhor comida e atendimento caloroso, saudades... Confio nas dicas no blog e sempre recomendo aos amigos.

Silvia Lückmann

Nossa esta no meu mapa também , amei , jurei voltar ....

mgf
mgfPermalinkResponder

Lindas fotos.

silvia
silviaPermalinkResponder

gostaria de saber, chegando a maceio, é bom alugar um carro para ir até maragoi, vou ficar no praiagogi 4 dias e volto para maceio. qual a dica do aluguel, emresa se for o caso! obrigada
silvia

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Silvia! Dê uma olhadinha na Rentalcars, nosso parceiro que pesquisa preços em diversas locadoras.

Natália Freitas

Olá Bóia!

Estarei em Maragogi entre 17 e 19/02 e pretendo fazer o passeio às piscinas no dia 18 que terá maré boa...a pousada em que vou ficar me indicou uma operadora de turismo que oferece o passeio apenas de catamarã, mas queria ver outras opções, como lancha por exemplo, pra conseguir curtir um pouquinho sem a famosa "muvuca" de turistas descrita várias vezes por aqui!! Ou até mesmo pegar um passeio alternativo como o do Riq... Alguma dica de operadora que tenha outras opções que não o catamarã??

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Natália!

Veja como determinar se a maré do seu dia é favorável:
https://www.viajenaviagem.com/2013/04/como-usar-tabua-mares/

As lanchas vão exatamente aos mesmos lugares dos catamarãs. Localmente você pode tentar conseguir se encaixar num passeio de lancha à croa de São Bento.

Carol
CarolPermalinkResponder

Olá Ricardo e Bóia!
Muito obrigada pelo post e pelas dicas!!! Estou programando uma viagem para Porto de Galinhas e ainda estava em dúvida se iria a Maragogi...agora não mais!!! smile

Porém, tenho uma pergunta! Sei que vocês são parceiros da Booking, mas esse é o melhor jeito mesmo de reservar? Aconteceu um episódio com meu sogro em janeiro de 2014. O cartão de crédito do meu sogro foi usado por terceiros e ele "desconfia" (apenas desconfia) que os dados podem ter sido utilizados por pessoa com acesso aos dados do Booking. Ele fez uma reserva por esse site para um flat em Salvador e como ele sabe que o booking é só uma empresa parceira dos hotéis e pousadas e possivelmente não tem acesso aos pagamentos e transações financeiras, provavelmente alguma pessoa do flat pode ter roubado os dados do cartão... isso é possível???

Eu já utilizei os serviços do Booking e nunca tive problemas, mas já estava com essa dúvida e agora fiquei ainda mais insegura! Algum comentário, queridos? (amo a Bóia e suas dicas...então o "queridos" é de coração!)

Desde já, agradeço!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carol! Gente desonesta pode manipular seus dados em qualquer lugar... pense que cada vez que você preenche uma ficha de hospedagem deixa o seu RG e CPF nos arquivos do hotel... O importante é comprar o seguro disponível do cartão de crédito contra fraude e assinar os serviços de aviso de operações que os cartões oferecem por SMS. Assim, qualquer irregularidade, você tem como cancelar imediatamente.

O Ricardo Freire faz reservas no Booking pelas vias convencionais. Ano passado fez reservas em quase 100 hotéis diferentes... não enfrentou problema nenhum.

Carol
CarolPermalinkResponder

Infelizmente é verdade....pessoas desonestas estão em até em lugares menos prováveis! Realmente o serviço de SMS ajuda muito!

Obrigada!

Jorge Silva
Jorge SilvaPermalinkResponder

Chegando nesse paraíso ja semana que vem, ficaremos na praiagogi, não vejo a hora grin

Vanessa
VanessaPermalinkResponder

Boa tarde,Bóia!

Qual a opinião do Comandante quanto à praia em frente às 2 pousadas?Ele achou mais bonita a de Praiagogi(Camacho) ou a de Camurim Grande?ou são equivalentes?

Muito obrigada!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vanessa! São equivalentes. A da Praiagogi é mais reservada, enquanto a da Camurim Grande pode ter algum trânsito de pedestres do vizinho Salinas.

Priscila
PriscilaPermalinkResponder

Olá!
Gosto muito de praia, mar, areia.
A praia de frente a pousada Camurim Grande tem faixa larga de areia? Quando a maré enche, sobra espaço para ficar na areia?
E o mar como é?
Obrigada!
Priscila.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Priscila! A faixa de areia depende da intensidade da maré, que por sua vez depende da lua. Nas luas cheia e nova, a maré baixa terá uma faixa imensa de areia, enquanto a maré alta poderá roubar toda a praia. Nas luas crescente e minguante a faixa de areia muda pouco de largura. A pousada tem um belo deck na piscina e também alguns decks espalhados ao longo da praia, onde é possível tomar sol olhando para o mar mesmo se a maré tiver comido toda a areia.

Vanessa
VanessaPermalinkResponder

Muito obrigada,Bóia!!!

Nao sei o que seria de mim sem vocês : )

Gustavo Izar
Gustavo IzarPermalinkResponder

Bóia, você sempre nos trazendo as melhores dicas, muito obrigado.
Para curtir a praia com crianças, qual a melhor opção, na sua opinião: Borapirá ou Praiagogi (ou ambas, rs)?
Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gustavo! As duas praias são ótimas. A Borapirá tem um terreno maior, enquanto a Praiagogi versão kids tem um ambiente muito gostoso de casa de praia.

Naomi
NaomiPermalinkResponder

Há piscinas naturais em muitas praias e várias dessas piscinas são de fácil acesso, pois ficam bem próximas da orla e/ou as águas ficam muito rasas na maré baixa o que possibilita caminhar até a barreira de corais. Embora menos turísticas, valem muito pelo sossego e pela beleza natural. Nessa linha, a Praia Xaréu e a Praia Peroba são ótimas opçoes.

Elainne Barros

Olá, seguindo as dicas do site, programei uma viagem, chegando por Recife e ficando na Camurim Grande. No caminho, contudo, gostaria de parar na Praia de Ponta de Mangue, mas fiquei em dúvida onde fica. No google existe o local "Ponta do Mangue" próximo a Praia de Peroba/Antunes e "Praia Ponta de Mangue" próximo ao Grand Occa.
Qual seria o local correto? Da praia com restaurante.

Obrigada.

Miriam
MiriamPermalinkResponder

Riq,

Estou escrevendo para agradecer a voce a dica da Pousada Camurim Grande.
Acabo de chegar com minha familia de uma viagem de doze dias à Maragogi e Porto de Galinhas, e quando estávamos planejando o roteiro lí tudo a respeito no seu site como sempre faço. E foi aqui que descobri essa Pousada da qual nunca tinha ouvido falar e decidimos nos hospedar lá.
Olha, ela é tudo o q vc falou e um pouco mais rsrsrs. É linda, um paisagismo incrível, quartos ultraconfortáveis, a piscina é deliciosa, uma paz, um sossego, os funcionários são extremamente solícitos e educados, te chamam pelo nome e fazem tudo o que vc pede. O camarão na concha é uma delícia, assim como todos os pratos que comemos, divinos!!! Comemos todos os dias lagosta, camarão, peixe, massa com camarão... Como meu netinho de dois anos tb estava, pedimos coisas que não constavam no cardápio, como pure de batata com cenoura, creme de milho (nem sabia se eles teriam os ingredientes). E tudo foi servido conforme pedido. Fiz aniversário durante a estada e minha filha pediu para fazerem um bolo. Estava eu sossegada após o almoço, pronta para pedir um cafezinho, quando vem o garçom com um lindo bolo de chocolate com brigadeira e morangos além das velinhas. Foi uma surpresa. E não cobraram como minha filha esperava, afinal ela pediu o bolo.
Em nosso segundo dia, o dono veio se apresentar, nos cumprimentar e perguntar se estava tudo bem.
Enfim, caros colegas viajantes, querem conhecer o paraíso? Vão pra lá. Querem ser bem tratados, mimados, descansar, curtir, relaxar, ter paz alegria e muito mais? Vão pra lá. Não irão se arrepender.
Meu netinho brincou bastante na piscina, procurando as iguanas, correndo atrás dos passarinhos e jogando bola. Mas o local é especialmente indicado para casais, muito romantico. Mais uma vez, obrigado Riq a dica foi excelente.

Patrícia
PatríciaPermalinkResponder

Gostaria de saber se ambas pousadas recebem e tem estrutura para crianças! De 1 a 5 anos de idade! Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patricia! A Camurim Grande recebe sem problemas; a Praiagogi agora tem uma ala Praiagogi Kids, conforme está escrito no texto.

Maize Borges
Maize BorgesPermalinkResponder

Sou de Belo Horizonte,será a primeira vez que vou á Maragoggi.Estou um pouco aflita se realmente vale a pena no período de janeiro entre os dias 7 e 15.Pensamos em ficar em Maceió e visitar Maragoggi. O que vc acha?Agora está muito caro e cheio...

Maize Borges
Maize BorgesPermalinkResponder

Suas dicas são valiosas para viajantes de primeira viagem como eu e meu marido.Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maize! Consulte a tábua de marés e, se quiser visitar Maragogi, procure pernoitar. Não vale a pena fazer bate-volta.

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Bom dia, a piscina do Little Praiagogi pode ser utilizada pelos casais hospedados no Praiagogi? Obrigado, abraços!

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Complementando a pergunta acima: ou a Praiagogi possui uma piscina também? Entrei no site não consegui identificar. E está dificil o contato com eles. Se for possível o esclarecimento, agradeço.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Guilherme! A Praiagogi não tem piscina, não. Mas o mar em frente é uma piscina...

Dê uma ligadinha para a pousada para perguntar sobre a política de uso da piscina.

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Olá, estou indo pra Recife/Maragogi em Julho, pois é o único período que tenho pra viajar. Já li em vários blogs que é o pior mês, por causa das chuvas e já me desanimei :/
Estava querendo passar dois dias em Maragogi. É tanta chuva ou dá pra fazer os passeios e curtir um pouco a praia?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Julho é o mês mais chuvoso nessas regiões. Pode ser que não chova e você consiga fazer o passeio, mas infelizmente não temos como prever o tempo. Para entender mais, veja o nosso Praiômetro:
https://www.viajenaviagem.com/2012/10/praiometro-nordeste-caribe

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Obrigada!

joana
joanaPermalinkResponder

ameiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Sofia
SofiaPermalinkResponder

Bom dia. Fiz reserva em uma pousada na praia de São Bento...escolhi pelas acomodações e valor, mas diante de tantas opiniões sobre outras praias em Maragogi mais bonitas, pergunto, será que vale a pena ficar nessa praia (considerando a distância de restaurantes, locomoção, suas águas, limpeza)??Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sofia! São Bento é um vilarejo. O mar pode estar turvo. De carro, você pode fazer todos os passeios.

Daiane de Souza Mello

Olá,
Acabo de encontrar este site e fiquei encantada com as dicas e comentários de todos. Tenho pouco costume de viajar e estou planejando férias para julho deste ano. Eu e meu namorado queremos viajar para um local de praia, apesar da época. Gostaria que pudesse me ajudar com dicas para essa época, não apenas de locais mais indicados pelo clima e movimentação, mas também pelo custoxbenefício. Não localizei ainda um local no site para posts mais gerais como este, por isso falo neste de Maragogi que foi um dos lugares que pensei. Além deste, pensei em Porto de Galinhas, Fernando de Noronha, Aruba, Punta Cana, Cancún. Enfim... Vários destinos e por isso muita indecisão. Espero que possam me dar uma luz. Grata...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daiane! Se você quer praia, vale começar dando uma olhada no nosso Praiômetro, que mostra mês a mês as condições de chuva e temperatura dos locais - https://www.viajenaviagem.com/2012/10/praiometro-nordeste-caribe

Gisele
GiselePermalinkResponder

Fiz o roteiro Recife - Maceió (17 dias) seguindo as dicas do site. Passei por praias lindíssimas, mas as praias que mais me impressionaram foram as praias do norte de Maragogi! Que mar! E ninguém na praia! Um paraíso! Ah, e a pousada Praiagogi continua um encanto. Queria agradecer as dicas, porque se não fosse esse post, eu teria cortado Maragogi do roteiro. Obrigada!!!

Daiane de Souza Mello

Muito obrigada pelas dicas. Vou checar tudo direitinho smile

Pedro
PedroPermalinkResponder

Preciso de uma dica.Viagem em casal, Qual a melhor Pousada do Toque, Casa Acayu ou Camurim Grande. obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Pedro! Quem responde é a Bóia. Três excelentes pousadas. Camurim tem a piscina mais interessante e ótima estrutura. Acayu tem serviço ultraprofissional. Toque tem calor humano, informalidade e deck rente ao mar.

Amanda Gomes
Amanda GomesPermalinkResponder

O primeiro relato da Camurim Grande foi meu... Fiquei tão feliz... Esse ano estarei voltando, incluindo a pousada Praiagogi e voltando a Camurim Grande também, pois vale muito a pena!!! smile

Marcos
MarcosPermalinkResponder

Queria deixar o meu depoimento sobre a Camurim Grande - é exatamente como foi descrito no site e por um outro relato mais acima, da Miriam que foi em Out 14 - foram apenas 4 dias e ficamos com gostinho de quero mais....Ficamos (eu,minha esposa e filhos - 11 e 19a) num bangalo com camas extras - junto a piscina e a experincia apesar de rapida, foi inesquecivel...parabens aos donos e obrigado ao VnV pela dica!!!!

Luciane
LucianePermalinkResponder

Olá Bóia,

Gostaria de uma opinião. Vale a pena dividir a estadia entre Camurim Grande e uma pousada na Rota Ecológica? Ou são praias de belezas equivalentes e não compensa o deslocamento já que o objetivo é curtir o lugar e descansar?
Temos uns 10 dias. Na rota gostaria de ficar na praia de Laje mas não encontrei pousada que aceita adolescente de 13 anos...a maioria das pousadas só aceita a partir de 16 anos...Agradeço se puder opinar!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciane! Com 10 dias dividir estada parece natural. As praias da Rota serão mais desertas do que a da Camurim (que é vizinha de um resort). Mas na Rota você não encontrará nenhuma pousada com a estrutura da Camurim.

Dri
DriPermalinkResponder

Desde a publicação do post em 2014 vocês tem notícias se há algum restaurante/ponto de apoio novo de mais charme do que esses que o Ricardo falou, nas praias ao norte do Camacho? Queria fazer um passeio igual do Ricardo, saindo da Praiagogi, mas não sei onde montar base para uns petiscos/bebidas nas praias...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dri! O atendimento à beira-mar é um problema em Maragogi. Pode ser que você encontre os bares das pousadas Chalés Dourado ou Vila Tropical abertos quando você passar. Ambos ficam em Ponta de Mangue. Há restuarantes à beira-mar em Perobas, mas a praia por ali às vezes têm águas turvas.

Se você estiver hospedada na Praiagogi, o pessoal pode fazer uma cesta de piquenique para você.

Marianne
MariannePermalinkResponder

Olá Riq e Bóia,
É possível fechar o passeio de jangada para a croa de São Bento direto na praia de São Bento, ou aconselham a fechar com antecedência? O passeio foi fechado pelo hotel ou direto com o jangadeiro?
Gostaria de saber também se os restaurantes do Praiagogi e do Camurim Grande são aberto para o público em geral ou somente para os hóspedes!
Muito Obrigada! Bjs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marianne! Quem responde A Bóia. Ambos restaurantes atendem não-hóspedes, desde que com reserva antecipada para almoço ou jantar. O passeio à croa que o Ricardo fez foi organizado/presenteado pela Praiagogi.

Marianne
MariannePermalinkResponder

Oi Bóia! Muito obrigada pelo retorno!
Bjs

Carla
CarlaPermalinkResponder

Olá, tudo bem? Estou montando um roteiro de 10 dias pela rota ecológica e pelas praias ao norte de Maragogi ( Barra Grande, Antunes, Burgalhau). Minha cidade base será Japaratinga e tenho uma dúvida. Para visitar as Galés de Maragogi ( não em barra grande e nem Taocas mas sim as galés), vc disse para não ir pelos passeios dos restaurantes pq não pego o melhor do passeio e que os melhores passeios são os de lanchas ou os que saem dos Resorts. A minha pergunta é, como faço para reservar um passeio no melhor horário, longe das multidões? Quem devo procurar? bjs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carla! O melhor horário, longe das multidões... não existe. As piscinas estarão lotadas nos horários em que devem ser visitadas. Se não quer pegar os passeios dos catamarãs maiores, veja opções com a sua pousada. São eles que poderão encaixar você num passeio mais exclusivo, de repente chegando minutos antes das multidões.

CLARISSA GIACOMELLI BERNI

Bom dia!
Estou pensando em ir em fevereiro/17 para a praiagogi, com meu esposo e filha de 2 anos. Vi alguns comentários na internet falando que a praia em frente a pousada não seria muito boa. Gostaria de saber se essa informação procede, visto que com filha pequena não gostaria de ficar me deslocando para outras praias.
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Clarissa! Você pode ver foto da praia no post smile

Bruno
BrunoPermalinkResponder

O problema de Maragogi é que a cidade é mais valorizada do que realmente é. As diárias são muito caras. Como a cidade não tem absolutamente nada pra fazer a noite. Torna-se necessário pegar um hotel /pousada bons. Que dêem suporte na areia da praia. E principalmente, tem muito pilantra ganhando dinheiro em cima desse passeio as famosas galés. Levam pra qq piscina e quem não conhece cai como um patinho. Como ja haviam me dito, depois de ficar em Maceió Maragogi frustra um.pouco. Mas de qualquer jeito, vale conhecer. É um bom lugar pra descansar e esquecer os problemas.

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Seguindo seu conselho, acabei de voltar da Camurim Grande. Realmente é espetacular! Superou todas as minhas expectativas. Um sonho! Vontade de voltar correndo.

Valeria
ValeriaPermalinkResponder

Deixo como sugestão o Hotel Praia Dourada, principalmente para quem quer aproveitar o sossego da praia. Quando pesquisei um hotel para ficar, procurei um com serviço de Praia e com uma boa praia para banho. Como ele é mais longe do encontro com o rio, a água é cristalina, sem algas e bem calma. Não costumo gostar das comidas de all inclusive, este é meia pensão e a comida razoável (sou muito chata com comida), mas a localização e cor do mar compensam tudo. As praias mais desertas de Antunes /Praia da Bruna são apaixonantes. Ótimo artigo!

Priscilla
PriscillaPermalinkResponder

Quero agradecer as valiosas dicas que o Ricardo Freire compartilha conosco e que ajudaram a montar meu roteiro de uma maravilhosa viagem que acabei de fazer. Passei por Recife, Porto de Galinhas, Maragogi e Rota ecológica e posso dizer que este trecho do litoral de Pernambuco e Alagoas é lindíssimo.
Comandante uma atualização: em Maragogi não é mais permitido passar com bugue na areia. Estava na praia de Antunes e ocorria uma operação de fiscalização da ICM bio junto com a polícia e apreenderam diversos bugues. Os mesmos agora passam por um caminho paralelo à areia, próximo as pousadas e não mais onde ficam os banhistas. Parabéns ao governo de Alagoas.

Marco
MarcoPermalinkResponder

Olá! Estarei em Maceió agora na segunda quinzena de dezembro e fiquei tentado a visitar Maragogi e arredores depois de ler seu post. Infelizmente, as pousadas Praiagogi e Camurim estão lotadas nas datas em que a maré está boa pra visitar as piscinas. Alguma recomendação adicional de hospedagem na região para tentar os roteiros mais "tranquilos" sugeridos. Aliás, ótimo post (e comentários) e muito obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marco! Verifique as pousadas de Japaratinga, como a Pousada do Alto, a Estalagem Caiuia e a Vila Cobé.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar