Veneza: 10 dicas para quem quer a experiência completa

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Veneza

Nenhum visitante de primeira viagem está preparado para Veneza. A Serenissima requer uma estratégia específica de aproximação. Não existe jeito fácil: Veneza não pode ser ‘ticada’ do alto de um ônibus de dois andares ou num passeio de balão. Mas quem puser mãos (e sobretudo pés) à obra desvendará a cidade mais singular do Ocidente.

1 | Evite o alto verão

San Marco

Não se trata apenas do calor ou do mau cheiro: o maior problema são as multidões. Se puder, evite julho e sobretudo agosto. (Se quiser a cidade quase vazia, vá no inverno.)

2 | Hospede-se em Veneza, não em Mestre

Sim, os hotéis em Mestre (no continente) são mais confortáveis e têm diárias em conta. Mas dormir num prédio multicentenário numa viela insalubre é parte indispensável da experiência veneziana. Quer uma Veneza limpinha e com valet parking? Você acha aqui.

3 | Fique três noites

Veneza só se revela a quem não tem pressa. Não é uma cidade que se resolva num city-tour. Com três dias você vai se desencumbindo aos poucos dos lerês (Palácio Ducal, Basílica de São Marcos, Campanário da Praça São Marcos, museu Ca' Rezzonico, Galerias da AccademiaColeção Peggy Guggenheim, Museu do Vidro em Murano, Bienal se houver) e ainda fica com tempo para ver o que realmente importa, que é a Veneza do lado de fora desses lugares todos grin Lá pelo terceiro dia, a cidade começa a fazer algum sentido. A primeira vez que você acerta um caminho em Veneza é incrível.

4 | Pegue instruções de chegada com o seu hotel

Só se chega a um endereço em Veneza com manual de instruções. Os hotéis têm prontos os itinerários desde o aeroporto, a estação de trem e o ponto de ônibus da Piazzale Roma. Se não estiver no site, peça por email.

5 | Deixe a mala na estação

Veneza

As pontes em Veneza têm escadas: rodinhas não adiantam. Organize o que vai precisar numa bolsa ou mochila e deixe a mala principal no guarda-volumes da estação de trem. O depósito é operado por funcionários e abre das 6h às 23h. Cada volume vai custar € 13,50 por dia. (A alternativa é contratar o serviço de transporte de bagagem da cooperativa Trasbagagli ou um carregador avulso.)

6 | Não siga o fluxo

San Polo

Da estação até a Piazza San Marco as vielas principais são um mar de gente comparável ao da saída de estádio de futebol. Escape. Saindo à esquerda, você chega aos canais atrás do Canareggio e também ao Gueto. Atravesse pontes. Saindo à direita, você dá em San Polo, Santa Croce e Dorsoduro, onde a densidade demográfica é menor e o que sobrou da Veneza de verdade dá as caras. (E em algum momento você vai dar no Campo Santa Margherita, a praça mais animada da cidade.) Enfim, perca-se. Quem não se perde em Veneza acaba perdendo Veneza.

7 | Não tenha medo da acqua alta

Só acontece nas marés mais altas, no pico máximo da maré, durante menos de duas horas de cada vez. A cidade está preparada (seu hotel avisará e você poderá se precaver com calçados impermeáveis) e as passarelas são montadas e desmontadas rapidamente. Um espetáculo.

8 | Compre o passe do vaporetto

Veneza

Uma viagem avulsa de vaporetto custa 6,50 euros. Um passe de 72 horas sai 35 euros e se paga em seis viagens.

9 | Descubra seus ‘bacari’

Campo Santa Margherita
Bácaro é o botequim de Veneza. Vende “ombra” (vinho em copo), “cicchetti” (canapés tipo tapas) e spritz (que em Veneza é preparado Aperol ou Campari -- você decide -- e leva azeitona ). Aparece nos caminhos mais obscuros.

10 | Se não estiver na Itália, voe

Vindo de Milão, Florença ou Roma, chegue de trem. De qualquer outro ponto da Europa, vá de avião: Veneza está longe demais das capitais. Na minha opinião, Veneza é um ótimo ponto final de um tour pela Itália; dá para programar o vôo de volta ao Brasil saindo de lá.

Leia mais:

236 comentários

Luciano
LucianoPermalinkResponder

me ajude com uma dúvida: estarei com minha familia em Veneza e de lá iremos para Bari, para embarcar num cruzeiro para Grécia, e nossa idéia era ir de trem, mas nunca usamos este transporte e tenho duvidas quanto as bagagens, pois ficaremos 20 dias em viagem e estaremos com pelo menos duas malas de 23kg cada um e alguma bagagem de mão, que se trata do limite aéreo, e não consegui achar nada sobre os limites e como transportar as malas no trem. Alguem pode me ajudar? grato

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciano! Você pode embarcar com quantas malas puder no trem. O problema é que qualquer viagem com mais de uma mala é encrenca. Nas estações de embarque você pode contratar um carregador que ajude a subir as malas com eficiência. Você vai precisar fazer uma baldeação em Roma. Escolha um trem de Roma com destino final Bari (ou seja, que não continue até Brindisi), para ter tempo para desembarcar todas as malas antes do trem seguir viagem. Esteja a postos com as malas na porta de saída do vagão 5 minutos antes do horário de chegada do trem.

Maria do Carmo tolentino

Adorei suas dicas
Obrigada

Tiago
TiagoPermalinkResponder

Bom dia

Chegarei a Veneza de trem e minha hospedagem será na própria Piazza San Marco. Neste caso, creio que descer em alguma estação de San Marco e ir com as malas para o hotel não seja complicado... certo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tiago! Atualmente o Google Maps está bem azeitado para Veneza. Ponha o nome do seu hotel e peça o roteiro de transporte público desde Ferrovia. Aparecerá quanto você vai precisar caminhar.

elisa gomes torrres

é necessário permissão internacional para locar veículo na Italia??

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Elisa! Nâo vá de carro a Veneza. Alugue carro apenas para percorrer regiões do interior. Não entre nem saia de cidades grandes e médias.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2018/04/roteiros-italia/

As locadoras não pedem a PID. Mas se você for parada polícia, é bom ter a PID.

Veja:
https://www.youtube.com/watch?v=FrqZfy4FGpk

Rafael Ribeiro Rodrigues

Olá,
Vou estar em Veneza dois dias, numa fugida de Milão.
Vou de comboio de Milano Centrale para Venezia Mestre.
Podem-me orientar a melhor maneira de me deslocar de Venezia Mestre para o hotel que fica em Canarregio? Sabem preços dos transportes e regularidade dos horarios?
Obrigado
Rafael

LUIS Alberto G Reggiardo

Chegarei num navio ao porto de Veneza dia 9-9-18 as 07:30 (previsto), sendo que o navio sai às 20:30 (programado).
Qual seria a sua recomendação para conhecer o máximo possível (sem arriscar perder o navio).

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luis! Não há risco nenhum, o porto fica a 5 minutos de monotrilho da entrada de Veneza.

Veja:
https://www.viajenaviagem.com/2018/08/veneza-como-se-deslocar/#cruzeiro

lidiane Oliveira

Olá, seus textos caíram feito luvas para mim!!! Eu li seu post sobre quantos dias ficar nas cidades da Europa, e vc me descreveu em pessoa rsrs... estava eu aqui planejando minha viagem super mega atolada no tempo, quando li suas dicas de roteiro enxuto e simplesmente adorei... imagina que eu loka estava pensando em passar apenas 1 dia em veneza pq alguem me disse que a cidade era sem graça e só ia ter praça para visitar? Fechei meus ouvidos para esse tipo de comentario. Eu novamente fazendo a loka de conhecer 15 cidades em 30 dias... lendo seus post me deu muito mais clareza sobre o que fazer e quanto tempo preciso para apreciar cada lugar... obrigada pelas dicas...

Leo e Jana
Leo e JanaPermalinkResponder

Acabamos de passar três noites em Veneza e seguimos as dicas do post. Foi excelente principalmente a de deixar as malas no guarda volume da Estacao e de comprar o passe do Vaporeto. Após termos nossa experiência em Veneza faríamos tudo de novo !! Vale a pena!!

Uma dica: ficamos em um B&B no bairro de Castello/ S.Elena é foi ótimo. Fora do maior movimento a região tem supermercado, pontos de Vaporeto, o parque da Bienal e uma via com várias opções de restaurantes. Deu para vivenciar o cotidiano dos venezianos e aproveitar muito mais! Recomendamos

Erik dos reis roberto

Gostaria de saber: vou chegar em Roma e vou para Veneza (ficaremos dois dias), qual seria o melhor meio de transporte.

Renato Rocha
Renato RochaPermalinkResponder

Oi. Viajarei pela Italia de carro e uma das cidades é Veneza. Como chegar de carro nessa cidade? Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renato! Você vai deixar o carro num dos estacionamentos do porto ou da Piazzale Italia, onde ficará parado durante toda a sua permanência.

Veja se realmente você precisa de carro na sua viagem. Carro na Itália só vale a pena para percorrer regiões delimitadas. Fazer o grand tour da Itália de carro é pedir para se incomodar e levar muita multa.

Veja:
https://www.viajenaviagem.com/2018/04/roteiros-italia/

Roberta
RobertaPermalinkResponder

Não ter medo da acqua alta eh uma notícia desatualizada! Hj em dia são diversos dias do fenômeno por ano, estou aqui agora, hospedagem de 3 noites e pouco pude aproveitar! Muitas coisas fechadas, restaurantes, lojas, supermercados e até o palácio ducale! A agua fica tão alta q as passarelas são desmontadas por segurança e vc fica ilhado! Fora q andar na água eh muito sacrificante! Andamos apenas 5,3km hj (o normal aqui na Itália foi 15km por dia) e estamos exaustos! Evitem se puderem! A única coisa legal eh q eh uma experiência antropológica q vc n terá em nenhum outro lugar! Estou nesse momento jantando num restaurante cheio d’agua (o único q encontrei aberto e q está servindo apenas pizza)! Mas quem poderia imaginar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberta! Você não pegou acqua alta 'normal', você pegou uma inundação. Lamentamos o ocorrido, é uma infelicidade, mas é anormal. 'Acqua alta' convencional, sem estar associada a tempestades e inundação, é facilmente administrável e não chega a ser notícia.

Ariane
ArianePermalinkResponder

Estou indo para Veneza no próximo final de semana com meu marido, e estamos em dúvida quanto a comprar os passeios de gôndola e ilhas antecipadamente. Devo comprar antecipado, pela internet, ou deixo para comprar no local? Obrigada! smile

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ariane! Passeios de gôndola você fecha na hora com os gondoleiros, nos pontos de gôndola. Se quiser um passeio guiado a outras ilhas, pode reservar com antecedência, mas se for de transporte público, nem é possível reservar.

Júlia
JúliaPermalinkResponder

Oi Ricardo! Estarei em Veneza em março e ficarei hospedada em um airbnb na ilha mesmo. O problema é que meu voo para o Brasil sai às 6h da manhã e eu tenho que ir pro aeroporto de madrugada. O alilaguna pro aeroporto funciona a noite? Estou morrendo de medo disso!!
Muito obrigada!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Julia! Passe a última noite num hotel próximo ao aeroporto.

Veja:
https://www.viajenaviagem.com/2018/08/veneza-como-se-deslocar/#madrugada

Teresa Gonçalves

Muito obrigada pelas excelentes dicas. Estamos a programar uma ida a Veneza de 4 dias em Abril e já tiramos muitas dúvidas no vosso site. no entanto, gostaria de saber algumas dicas sobre transferes referentes ao aeroporto de Treviso para Veneza.
Grata,
teresa

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Teresa!

Veja:
https://www.viajenaviagem.com/2018/08/veneza-como-se-deslocar/#aeroporto

(role a página para ir até o tópico de Treviso)

Kelly Martins
Kelly MartinsPermalinkResponder

Por favor, alguém pode me ajudar?
Tenho visto em alguns blogs que o pior mês para se ir a Veneza é Fevereiro, isso procede???
Tenho uma viagem marcada para fevereiro à Itália de 9 dias, e chegarei por Roma, pretendia ficar 4 dias em Roma e 3 em Veneza, mas se fica difícil de transitar pelas ruas, por conta das inundações e igualmente difícil de visitar atrações e restaurantes talvez seja melhor deixar para outra oportunidade...
Alguém tem experiência de ter ido em fevereiro para deixar um relato???
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kelly! Acqua alta é diferente do que aconteceu mês passado e ganhou as manchetes. Aquilo foi uma inundação. Acqua alta 'normal' não impede que a cidade seja visitada, e o bom do inverno é que haverá menos turistas na cidade. O pior do inverno é o frio intenso e os dias curtos, não a acqua alta. Chove praticamente o ano inteiro no norte da Itália; o tempo fica mais firme no verão, quando em contrapartida fica quente demais.

Roberta
RobertaPermalinkResponder

Estive em Veneza em fevereiro de 2015 e foi maravilhoso!! Dias frios na medida certa e o melhor, sem fila pra nada!! Aproveite muito!!

Lúcia
LúciaPermalinkResponder

Estive em Veneza em fevereiro/2018. Frio ameno e dias lindos. Carnaval elegante. Concerto de cordas maravilhoso Il Musici Veneziani numa igreja...
Valeu!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar