10 coisas que todo hotel (ou pousada) deveria oferecer

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Luz branca, o horror

| Luz branca: o aconchego de uma geladeira |

Publicado originalmente na minha coluna Turista Profissional, que sai toda terça. no Estadão.

Há um ano e meio venho viajando de maneira intensiva pelo Brasil, me hospedando em diferentes hotéis, de todas as categorias, em cada destino. Anotei alguns itens de que tenho sentido falta:


1 | LUZ AMARELA

Está cada vez mais difícil encontrar hotéis e pousadas cujos apartamentos não sejam iluminados como o interior de uma geladeira. Alô, hoteleiros e pousadeiros: existem luzes frias de cor amarela que gastam tão pouca energia quanto as brancas. (Tenho cogitado levar meus próprios bulbos amarelos nas viagens.)

2 | LUZ INDIRETA

Basta um abajurzinho ou uma arandela no quarto para satisfazer aos chatos que prezam a iluminação indireta nos ambientes (presente!).

3 | MESA DE TRABALHO

Esta é para os hotéis três estrelas: enquanto não oferecem pelo menos um balcãozinho e uma cadeira com encosto, os viajantes a trabalho continuarão preferindo os Ibis e seus clones.

4 | WIFI GRÁTIS

Já é ponto pacífico, certo? Cobrar pelo wifi hoje é como cobrar à parte pelo chuveiro quente. Alguns hotéis de luxo, porém, continuam oferecendo dois tipos de conexão -- a gratuita para velocidades indignas, a paga para velocidades decentes. Que ano é hoje?

5 | WIFI MULTIAPARELHO

Não adianta mais aquela senha que só serve num aparelho. Muitas pessoas precisam de internet no computador (ou tablet) e no celular. Pessoas que viajam juntas também precisam de mais de uma senha. Não deve ser difícil de resolver, porque já muitos hotéis permitem um mesmo usuário e senha em vários aparelhos.

6 | CAFÉ QUENTE E DISPONÍVEL

Esta é para as pousadas de charme que não têm buffet no café da manhã e para os hotéis cinco estrelas que deixam o café e o leite sob a custódia exclusiva de garçons: ter que fazer micagens para chamar a atenção e ter mais café na mesa não é uma boa maneira de começar o dia.

7 | FRUTA DA ESTAÇÃO

A julgar pelos buffets de café da manhã, o Brasil só produz quatro tipos de fruta: mamão, abacaxi, melão e melancia. Que tal substituir uma delas por uma fruta da época?

8 | MEU LUGAR DE VOLTA

Muito comum: você levanta da sua mesa para mais uma rodada no bufê do café da manhã e, na volta, o garçom já limpou tudo -- inclusive levando aquele meio copo de suco que você estava guardando para o final. (Às vezes tem uma pessoa no seu lugar!).

9 | EARLY CHECK-IN QUANDO POSSÍVEL

Alguns hotéis têm uma política rígida de não deixar o hóspede ocupar seu apartamento antes das 14h. Está errado. Os hóspedes devem ser informados de que os apartamentos estão sendo limpos e ser colocados numa lista de espera para ocuparem os apartamentos à medida que forem liberados – exatamente como acontece nos restaurantes. Early check-in, quando há quartos limpos e disponíveis, não é favor: é bom serviço.

10 | CONFIANÇA NO CHECK-OUT

O que o hóspede quer ouvir no check-out: “Qual foi o seu consumo do frigobar de ontem para hoje?”. O que o hóspede não quer ouvir: o recepcionista pegar o telefone e pedir a um mensageiro para inspecionar o apartamento. O hotel tem o número do cartão de crédito para cobrar discrepâncias.

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


133 comentários

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

Ótimas dicas, algumas me fortaleceu outras vou aderir.
Parabéns e obrigada.

Ângela m.f.c.r .sinnema.

Sempre foi este nosso pensamento e vontade de encontrar estes itens todos, que não fazem diferença para os hotéis e é de grande importância para o cliente.... sabendo disto já fazem parte de nossa bagagem( minha e de meu marido), um pequeno abajour ... estivemos agora na nossa última viagem, e resolvemos levar lâmpadas amarelas nas próximas? ...

Jean Gomes
Jean GomesPermalinkResponder

Olá,

Sou proprietário de um Hotel na cidade de Manaus Amazonas, e achei muito boa as dicas, busco sempre passar para nossos funcionários, pois é uma maneira de deixar cada vez mas nossos hospedes a vontade, inclusive a parte da luz amarela recentemente fiz algumas mudanças e coloquei luz dimer nos apartamentos, assim o cliente pode apagar as luzes brancas e usar a luz dimer com um tom mais baixo, para leitura ou descanso como se fosse um abajour.

Parabéns pelo site e obrigado pelas dicas.

Att.

Jean Gomes
Hotel São Paulo

Cassio Murilo
Cassio MuriloPermalinkResponder

Muito boa as dicas, vai servir nas consultorias de marketing.

Só acrescentando, os hoteis e empresas precisam cuidar para não se organizarem demais para si mesmos e esquecerem de se organizar para seus clientes, que é motivo de sua existência. Uma vez um garçom quase não deixou sentarmos em certa mesa que escolhemos porque eles já tinham escolhido para nós em outro lugar. E se escolhêssemos ficar naquela mesa para o café, no almoço não iriamos aguentar o sol na janela. (???) Ou seja, escolheu ficar em um lugar, fique com ele até o final da hospedagem.

getulio
getulioPermalinkResponder

ola, gostei de ver suas observações , honestas e sem nada alem do correto, só não concordo com a decima dica, pois não são todos os hotéis que ficam com o cartão de credito do hospede, e cobrar depois que foi embora fica um pouco estranho,e outra, muitos que são entendidos de hotelaria sabem a dificuldade em saber qual hospede esta agindo de boa fé, mesmo que se engane as vezes, o prejuízo sempre fica pro atendente que não cobrou, muitas vezes mesmos o mensageiro conferindo o hospede não reconhece o consumo ou não se lembra,, fora aqueles que levam o enxoval dos hotéis, não sei se sabem mais dependendo do hotel chega perde 3% á 5% de seus lençóis por mês, compreendo até a indignação, mas somos assim e é normal que os hotéis se protejam de pequenos golpes .

Elen
ElenPermalinkResponder

Concordo,alugo por temporada e as bebidas da geladeira nao sao um problema pois coloco os valores baixos e muitas vezes nao cobro ,sendo mais uma cortesia ,mas os lencois e tolhas e um prejuizo,roupas de cama em algodao e caro...

rodrigo
rodrigoPermalinkResponder

Boa tarde. Tenho uma pousada simples no interor do RJ. Por ter trabalhado oito anos em navios de cruzeiros e seguir uma norma muito severa peguei algumas manias de borrifar alcool onde se acende a luz dentre outras. Me acham louco por gastar esse tempo e dinheiro mas prezo a qualidade e segurança minha e de meus clientes. Isso è algo raro de se encontrar.

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

eh eh eh
Obrigado por eu não me achar mais o único louco que leva uma lampada PL amarela na bagagem ... wink

ADRIANA AZEVEDO DE SOUSA

Sou gerente de um hotel em Carolina Ma, conhecida por suas belas cachoeiras. Infelizmente o check out com conferência é necessário pois 80% das vezes o cliente informa não ter consumido no frigobar mas teve consumo, levam as toalhas ou deixam o ar ligado.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar